SlideShare uma empresa Scribd logo

Nota apoio pls283

I
I

Nota apoio pls283

1 de 3
Baixar para ler offline
ENTIDADES DE DEFESA DO CONSUMIDOR ENVIAM AO SENADO NOTA DE
APOIO AO PLS 283/2012
Projeto de Lei do Senado, que trata da prevenção ao superendividamento, está
sob ameaça de não ser aprovado por pressão dos bancos
Leia, abaixo, o texto enviado ao Senado na íntegra:
“O tema mais importante contido no projeto de atualizacao do CDC e o tratamento ao
endividamento excessivo, ou superendividamento. A ampliacao do acesso ao crédito
ampliou as facilidades de aquisicao produtos e serviços, superando esquemas elitistas
e popularizando sofisticados contratos financeiros e de credito.
Se o endividamento é inerente à vida em sociedade hoje, o endividamento excessivo
apresenta uma nocividade que não pode ser desconsiderada pelo legislador porque
exclui o endividado da sociedade de consumo. O superendividamento afeta não
somente a pessoa, mas toda a sua família, como verdadeira “bola de neve”
desequilibrando as finanças de todo um grupo familiar, comprometendo o orçamento
familiar a ponto de prejudicar o sustento das famílias. Daí seus efeitos nefastos e em
grandes proporções abalando países e bancos como se observou na crise financeira
mundial de 2008 e 2009, que se iniciou com a falência de grande número de
consumidores mais pobres.
Conforme conclui o Banco Mundial, em seu relatório sobre insolvência dos
consumidores, os países que desejam manter sistemas financeiros saudáveis e evitar a
volta da crise financeira mundial devem incluir normas sobre prevenção e tratamento do
superendividamentos dos consumidores pessoas físicas como já fazem alguns países a
exemplo dos Estados Unidos, França, Inglaterra, Canadá, Portugal, Bélgica,
Luxemburgo, África do Sul e a vizinha Argentina.
Esta nova realidade de democratização do crédito e de superendividamento das
famílias coloca a necessidade, inclusive no Brasil, de aperfeiçoar os mecanismos
existentes de apoio aos consumidores com o intuito de reduzir conflitos no terreno do
superendividamento. Em 2011, o superendividamento entra definitivamente na agenda
nacional. Por ser da essência das relações de consumo, o superendividamento foi um
dos temas escolhidos para ser atualizado e melhor detalhado no Código de Defesa do
Consumidor, fazendo avançar e ampliar os direitos do consumidor de crédito.
O projeto de lei 283 relativo ao crédito e superendividamento, elaborado por uma
renomada Comissão de Juristas instituída pela Presidência do Senado Federal em
2011, após amplo debate com a sociedade, visa “prevenir o superendividamento da
pessoa física, promover o acesso ao crédito responsável e à educação financeira do
consumidor, de forma a evitar sua exclusão social e o comprometimento de seu mínimo
existencial, sempre com base no princípio da boa-fé e da função social do crédito ao
consumidor”. Esta importante função ou dimensão de inclusão social e de combate à
exclusão do consumidor pessoa física da sociedade de consumo globalizada fica clara
com os novos instrumentos ou técnicas de proteção adotados com inspiração na
legislação de direito comparado, especialmente europeia.
O Brasil tem a chance de aprovar o PLS 283, 2012, seguindo as linhas mais atuais e
importantes quanto à lealdade na concessão responsável de crédito e conciliação em
bloco das dívidas dos consumidores, com ajuda do Sistema Nacional de Defesa do
Consumidor e do Judiciário, mas está cedendo a pressões dos lobbies e colocando em
cheque a saúde financeira de nosso mercado e de grande parte da população
brasileira, já fortemente endividada e vitimada pela cobrança de juros abusivos (dos
mais altos do mundo) e pelas persistentes práticas bancárias abusivas.
É preciso mudar esta atitude servil aos interesses econômicos e valorizar os bons
fornecedores de crédito, manter a democratização do crédito, fomentar o consumo, mas
também proteger os consumidores, como os países mais desenvolvidos o fazem desde
o século XIX e por isso já estão saindo da crise financeira, que iniciou com a quebra em
massa dos consumidores norte-americanos face à hipotecas especulativas. O PLS 283,
2012 prepara o nosso mercado para os impactos da crise financeira, permitindo que os
consumidores paguem suas dívidas e retornem ao mercado de consumo, evitando a
exclusão social que ora visualizamos.
O povo brasileiro foi às ruas para pedir mais dignidade e a aprovação do PLS 283,
2012,na forma do substitutivo apresentado pelo Senador Ricardo Ferraço, é a chance
de realizar este pedido, incluindo o Brasil no rol dos países, que como afirma o Banco
Mundial, estará preparado para sair da crise e ter um mercado financeiro saudável e
leal.”
Marilena Lazzarini- Presidente do Conselho Diretor do IDEC
Rosana Grinberg- Presidente do Fórum Nacional das Entidades Civis de Defesa do
Consumidor e Coordenadora Executiva da ADECCON
Clarissa Costa de Lima- Presidente do Brasilcon
Paulo Góes- Diretor da Fundação Procon São Paulo
Gisela Simona- Presidente da Associação Procons Brasil

Recomendados

Coluna do Senador Aécio Neves da Folha - BNDES com transparência
Coluna do Senador Aécio Neves da Folha - BNDES com transparênciaColuna do Senador Aécio Neves da Folha - BNDES com transparência
Coluna do Senador Aécio Neves da Folha - BNDES com transparênciaJúlia Dutra
 
Pesquisa cesta natalina PROCON 2013
Pesquisa cesta natalina PROCON 2013Pesquisa cesta natalina PROCON 2013
Pesquisa cesta natalina PROCON 2013igoregomes
 
Boletim protecaoconsumidor
Boletim protecaoconsumidorBoletim protecaoconsumidor
Boletim protecaoconsumidorigoregomes
 
Quadro geral de ofertas por cursos e escolas
Quadro geral de ofertas por cursos e escolasQuadro geral de ofertas por cursos e escolas
Quadro geral de ofertas por cursos e escolasigoregomes
 
Apresentação sadgp
Apresentação sadgpApresentação sadgp
Apresentação sadgpigoregomes
 
Cartilha cadeirinhas proteste nov2013
Cartilha cadeirinhas proteste nov2013Cartilha cadeirinhas proteste nov2013
Cartilha cadeirinhas proteste nov2013igoregomes
 

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Nota apoio pls283

Direitos básicos do consumidor e Educação Financeira
Direitos básicos do consumidor e Educação FinanceiraDireitos básicos do consumidor e Educação Financeira
Direitos básicos do consumidor e Educação FinanceiraLélio Braga Calhau
 
Cartilha-Previdencia-Web-2
Cartilha-Previdencia-Web-2Cartilha-Previdencia-Web-2
Cartilha-Previdencia-Web-2Carlos Eduardo
 
Cartilha crédito procon campinas nov2013
Cartilha crédito procon campinas nov2013Cartilha crédito procon campinas nov2013
Cartilha crédito procon campinas nov2013igoregomes
 
Porque não é pagável a dívida pública portuguesa
Porque não é pagável a dívida pública portuguesaPorque não é pagável a dívida pública portuguesa
Porque não é pagável a dívida pública portuguesaGRAZIA TANTA
 
Contra as desigualdades_propostas_para_ir_alem_da_crise
Contra as desigualdades_propostas_para_ir_alem_da_criseContra as desigualdades_propostas_para_ir_alem_da_crise
Contra as desigualdades_propostas_para_ir_alem_da_criseEdmar Roberto Prandini
 
Lillian Salgado - Presidente do IDC.pdf
Lillian Salgado - Presidente do IDC.pdfLillian Salgado - Presidente do IDC.pdf
Lillian Salgado - Presidente do IDC.pdfItaloProtasio
 
O papel do Estado na sociedade brasileira
O papel do Estado na sociedade brasileiraO papel do Estado na sociedade brasileira
O papel do Estado na sociedade brasileiraRoberto Goldstajn
 
A dívida de pessoas e empresas – a dependência eterna
A dívida de pessoas e empresas – a dependência eternaA dívida de pessoas e empresas – a dependência eterna
A dívida de pessoas e empresas – a dependência eternaGRAZIA TANTA
 
Grécia, vítima da gula dos bancos e das desigualdades dentro da ue
Grécia, vítima da gula dos bancos e das desigualdades dentro da ueGrécia, vítima da gula dos bancos e das desigualdades dentro da ue
Grécia, vítima da gula dos bancos e das desigualdades dentro da ueGRAZIA TANTA
 
Carolina Gladyer Rabelo - Anteprojeto de lei sobre superendividamento
Carolina Gladyer Rabelo - Anteprojeto de lei sobre superendividamentoCarolina Gladyer Rabelo - Anteprojeto de lei sobre superendividamento
Carolina Gladyer Rabelo - Anteprojeto de lei sobre superendividamentoCarolina Gladyer Rabelo
 
Escorcha financeira inviabiliza a recuperação econômica do brasil
Escorcha financeira inviabiliza a recuperação econômica do brasilEscorcha financeira inviabiliza a recuperação econômica do brasil
Escorcha financeira inviabiliza a recuperação econômica do brasilFernando Alcoforado
 
Discurso de posse do novo ministro da fazenda Joaquim Levy
Discurso de posse do novo ministro da fazenda Joaquim LevyDiscurso de posse do novo ministro da fazenda Joaquim Levy
Discurso de posse do novo ministro da fazenda Joaquim LevyDenizecomZ
 
Discurso de posse do ministro da Fazenda Joaquim Levy
Discurso de posse do ministro da Fazenda Joaquim LevyDiscurso de posse do ministro da Fazenda Joaquim Levy
Discurso de posse do ministro da Fazenda Joaquim LevyPalácio do Planalto
 
Endividamentos virtuosos -_carlos_lessa_valor_08.06.2011
Endividamentos virtuosos -_carlos_lessa_valor_08.06.2011Endividamentos virtuosos -_carlos_lessa_valor_08.06.2011
Endividamentos virtuosos -_carlos_lessa_valor_08.06.2011Luis Nassif
 
CFESS-NotaTecnica-MarineteMoreira-BPC.pdf
CFESS-NotaTecnica-MarineteMoreira-BPC.pdfCFESS-NotaTecnica-MarineteMoreira-BPC.pdf
CFESS-NotaTecnica-MarineteMoreira-BPC.pdfAlbaMaYa2
 
Dívida pública – cancro não se trata com paracetamol
Dívida pública – cancro não se trata com paracetamolDívida pública – cancro não se trata com paracetamol
Dívida pública – cancro não se trata com paracetamolGRAZIA TANTA
 

Semelhante a Nota apoio pls283 (20)

Carta à equipe econômica
Carta à equipe econômicaCarta à equipe econômica
Carta à equipe econômica
 
Direitos básicos do consumidor e Educação Financeira
Direitos básicos do consumidor e Educação FinanceiraDireitos básicos do consumidor e Educação Financeira
Direitos básicos do consumidor e Educação Financeira
 
Cartilha-Previdencia-Web-2
Cartilha-Previdencia-Web-2Cartilha-Previdencia-Web-2
Cartilha-Previdencia-Web-2
 
Cartilha crédito procon campinas nov2013
Cartilha crédito procon campinas nov2013Cartilha crédito procon campinas nov2013
Cartilha crédito procon campinas nov2013
 
Porque não é pagável a dívida pública portuguesa
Porque não é pagável a dívida pública portuguesaPorque não é pagável a dívida pública portuguesa
Porque não é pagável a dívida pública portuguesa
 
Contra as desigualdades_propostas_para_ir_alem_da_crise
Contra as desigualdades_propostas_para_ir_alem_da_criseContra as desigualdades_propostas_para_ir_alem_da_crise
Contra as desigualdades_propostas_para_ir_alem_da_crise
 
Lillian Salgado - Presidente do IDC.pdf
Lillian Salgado - Presidente do IDC.pdfLillian Salgado - Presidente do IDC.pdf
Lillian Salgado - Presidente do IDC.pdf
 
O papel do Estado na sociedade brasileira
O papel do Estado na sociedade brasileiraO papel do Estado na sociedade brasileira
O papel do Estado na sociedade brasileira
 
A dívida de pessoas e empresas – a dependência eterna
A dívida de pessoas e empresas – a dependência eternaA dívida de pessoas e empresas – a dependência eterna
A dívida de pessoas e empresas – a dependência eterna
 
Grécia, vítima da gula dos bancos e das desigualdades dentro da ue
Grécia, vítima da gula dos bancos e das desigualdades dentro da ueGrécia, vítima da gula dos bancos e das desigualdades dentro da ue
Grécia, vítima da gula dos bancos e das desigualdades dentro da ue
 
Carolina Gladyer Rabelo - Anteprojeto de lei sobre superendividamento
Carolina Gladyer Rabelo - Anteprojeto de lei sobre superendividamentoCarolina Gladyer Rabelo - Anteprojeto de lei sobre superendividamento
Carolina Gladyer Rabelo - Anteprojeto de lei sobre superendividamento
 
Escorcha financeira inviabiliza a recuperação econômica do brasil
Escorcha financeira inviabiliza a recuperação econômica do brasilEscorcha financeira inviabiliza a recuperação econômica do brasil
Escorcha financeira inviabiliza a recuperação econômica do brasil
 
Discurso de posse do novo ministro da fazenda Joaquim Levy
Discurso de posse do novo ministro da fazenda Joaquim LevyDiscurso de posse do novo ministro da fazenda Joaquim Levy
Discurso de posse do novo ministro da fazenda Joaquim Levy
 
Discurso de posse do ministro da Fazenda Joaquim Levy
Discurso de posse do ministro da Fazenda Joaquim LevyDiscurso de posse do ministro da Fazenda Joaquim Levy
Discurso de posse do ministro da Fazenda Joaquim Levy
 
Endividamentos virtuosos -_carlos_lessa_valor_08.06.2011
Endividamentos virtuosos -_carlos_lessa_valor_08.06.2011Endividamentos virtuosos -_carlos_lessa_valor_08.06.2011
Endividamentos virtuosos -_carlos_lessa_valor_08.06.2011
 
CFESS-NotaTecnica-MarineteMoreira-BPC.pdf
CFESS-NotaTecnica-MarineteMoreira-BPC.pdfCFESS-NotaTecnica-MarineteMoreira-BPC.pdf
CFESS-NotaTecnica-MarineteMoreira-BPC.pdf
 
Cadastro positivo
Cadastro positivoCadastro positivo
Cadastro positivo
 
Cadastro positivo
Cadastro positivoCadastro positivo
Cadastro positivo
 
Dívida pública – cancro não se trata com paracetamol
Dívida pública – cancro não se trata com paracetamolDívida pública – cancro não se trata com paracetamol
Dívida pública – cancro não se trata com paracetamol
 
Cartilha dos direitos do idoso
Cartilha dos direitos do idosoCartilha dos direitos do idoso
Cartilha dos direitos do idoso
 

Mais de igoregomes

Direitos de quem tem câncer
Direitos de quem tem câncerDireitos de quem tem câncer
Direitos de quem tem câncerigoregomes
 
Cartilha ecommerce procon sp
Cartilha ecommerce procon spCartilha ecommerce procon sp
Cartilha ecommerce procon spigoregomes
 
Marca Própria Walmart Natal 2013
Marca Própria Walmart Natal 2013Marca Própria Walmart Natal 2013
Marca Própria Walmart Natal 2013igoregomes
 
Cartilha ecommerce proteste nov2013
Cartilha ecommerce  proteste nov2013Cartilha ecommerce  proteste nov2013
Cartilha ecommerce proteste nov2013igoregomes
 
Emprego industrialsetembro
Emprego industrialsetembroEmprego industrialsetembro
Emprego industrialsetembroigoregomes
 
Apresentacao pib 2° trim 2013
Apresentacao pib 2° trim 2013Apresentacao pib 2° trim 2013
Apresentacao pib 2° trim 2013igoregomes
 
Produção industrialjulho
Produção industrialjulhoProdução industrialjulho
Produção industrialjulhoigoregomes
 
(L)brasil market beat_industrial_q12013_portugues
(L)brasil market beat_industrial_q12013_portugues(L)brasil market beat_industrial_q12013_portugues
(L)brasil market beat_industrial_q12013_portuguesigoregomes
 

Mais de igoregomes (11)

Direitos de quem tem câncer
Direitos de quem tem câncerDireitos de quem tem câncer
Direitos de quem tem câncer
 
Cartilha ecommerce procon sp
Cartilha ecommerce procon spCartilha ecommerce procon sp
Cartilha ecommerce procon sp
 
Marca Própria Walmart Natal 2013
Marca Própria Walmart Natal 2013Marca Própria Walmart Natal 2013
Marca Própria Walmart Natal 2013
 
Cartilha ecommerce proteste nov2013
Cartilha ecommerce  proteste nov2013Cartilha ecommerce  proteste nov2013
Cartilha ecommerce proteste nov2013
 
Emprego industrialsetembro
Emprego industrialsetembroEmprego industrialsetembro
Emprego industrialsetembro
 
66
6666
66
 
65
6565
65
 
64
6464
64
 
Apresentacao pib 2° trim 2013
Apresentacao pib 2° trim 2013Apresentacao pib 2° trim 2013
Apresentacao pib 2° trim 2013
 
Produção industrialjulho
Produção industrialjulhoProdução industrialjulho
Produção industrialjulho
 
(L)brasil market beat_industrial_q12013_portugues
(L)brasil market beat_industrial_q12013_portugues(L)brasil market beat_industrial_q12013_portugues
(L)brasil market beat_industrial_q12013_portugues
 

Nota apoio pls283

  • 1. ENTIDADES DE DEFESA DO CONSUMIDOR ENVIAM AO SENADO NOTA DE APOIO AO PLS 283/2012 Projeto de Lei do Senado, que trata da prevenção ao superendividamento, está sob ameaça de não ser aprovado por pressão dos bancos Leia, abaixo, o texto enviado ao Senado na íntegra: “O tema mais importante contido no projeto de atualizacao do CDC e o tratamento ao endividamento excessivo, ou superendividamento. A ampliacao do acesso ao crédito ampliou as facilidades de aquisicao produtos e serviços, superando esquemas elitistas e popularizando sofisticados contratos financeiros e de credito. Se o endividamento é inerente à vida em sociedade hoje, o endividamento excessivo apresenta uma nocividade que não pode ser desconsiderada pelo legislador porque exclui o endividado da sociedade de consumo. O superendividamento afeta não somente a pessoa, mas toda a sua família, como verdadeira “bola de neve” desequilibrando as finanças de todo um grupo familiar, comprometendo o orçamento familiar a ponto de prejudicar o sustento das famílias. Daí seus efeitos nefastos e em grandes proporções abalando países e bancos como se observou na crise financeira mundial de 2008 e 2009, que se iniciou com a falência de grande número de consumidores mais pobres. Conforme conclui o Banco Mundial, em seu relatório sobre insolvência dos consumidores, os países que desejam manter sistemas financeiros saudáveis e evitar a volta da crise financeira mundial devem incluir normas sobre prevenção e tratamento do superendividamentos dos consumidores pessoas físicas como já fazem alguns países a exemplo dos Estados Unidos, França, Inglaterra, Canadá, Portugal, Bélgica, Luxemburgo, África do Sul e a vizinha Argentina. Esta nova realidade de democratização do crédito e de superendividamento das famílias coloca a necessidade, inclusive no Brasil, de aperfeiçoar os mecanismos existentes de apoio aos consumidores com o intuito de reduzir conflitos no terreno do superendividamento. Em 2011, o superendividamento entra definitivamente na agenda nacional. Por ser da essência das relações de consumo, o superendividamento foi um dos temas escolhidos para ser atualizado e melhor detalhado no Código de Defesa do Consumidor, fazendo avançar e ampliar os direitos do consumidor de crédito.
  • 2. O projeto de lei 283 relativo ao crédito e superendividamento, elaborado por uma renomada Comissão de Juristas instituída pela Presidência do Senado Federal em 2011, após amplo debate com a sociedade, visa “prevenir o superendividamento da pessoa física, promover o acesso ao crédito responsável e à educação financeira do consumidor, de forma a evitar sua exclusão social e o comprometimento de seu mínimo existencial, sempre com base no princípio da boa-fé e da função social do crédito ao consumidor”. Esta importante função ou dimensão de inclusão social e de combate à exclusão do consumidor pessoa física da sociedade de consumo globalizada fica clara com os novos instrumentos ou técnicas de proteção adotados com inspiração na legislação de direito comparado, especialmente europeia. O Brasil tem a chance de aprovar o PLS 283, 2012, seguindo as linhas mais atuais e importantes quanto à lealdade na concessão responsável de crédito e conciliação em bloco das dívidas dos consumidores, com ajuda do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor e do Judiciário, mas está cedendo a pressões dos lobbies e colocando em cheque a saúde financeira de nosso mercado e de grande parte da população brasileira, já fortemente endividada e vitimada pela cobrança de juros abusivos (dos mais altos do mundo) e pelas persistentes práticas bancárias abusivas. É preciso mudar esta atitude servil aos interesses econômicos e valorizar os bons fornecedores de crédito, manter a democratização do crédito, fomentar o consumo, mas também proteger os consumidores, como os países mais desenvolvidos o fazem desde o século XIX e por isso já estão saindo da crise financeira, que iniciou com a quebra em massa dos consumidores norte-americanos face à hipotecas especulativas. O PLS 283, 2012 prepara o nosso mercado para os impactos da crise financeira, permitindo que os consumidores paguem suas dívidas e retornem ao mercado de consumo, evitando a exclusão social que ora visualizamos. O povo brasileiro foi às ruas para pedir mais dignidade e a aprovação do PLS 283, 2012,na forma do substitutivo apresentado pelo Senador Ricardo Ferraço, é a chance de realizar este pedido, incluindo o Brasil no rol dos países, que como afirma o Banco Mundial, estará preparado para sair da crise e ter um mercado financeiro saudável e leal.”
  • 3. Marilena Lazzarini- Presidente do Conselho Diretor do IDEC Rosana Grinberg- Presidente do Fórum Nacional das Entidades Civis de Defesa do Consumidor e Coordenadora Executiva da ADECCON Clarissa Costa de Lima- Presidente do Brasilcon Paulo Góes- Diretor da Fundação Procon São Paulo Gisela Simona- Presidente da Associação Procons Brasil