TENDÊNCIAS, APTIDÕES  E  REMINISCÊNCIAS   MANOEL P. DE MIRANDA
<ul><li>As leis de Mendel, estudadas largamente, vieram contribuir de modo eficaz para o equacionamento de muitos enigmas ...
<ul><li>No entanto, se complementam os conceitos do Transformismo e do Evolucionismo, não interpretam inúmeros quesitos da...
<ul><li>É inegável que os caracteres adquiridos são transmissíveis e que os filhos, os descendentes em geral, herdam de pa...
<ul><li>Pais geniais e antepassados doutos não geram, necessariamente, filhos sábios, tanto quanto artistas e guerreiros n...
<ul><li>Certamente, a convivência e a educação, os hábitos e a disciplina modelam as personalidades dos descendentes, nele...
<ul><li>De igual forma, homens incultos e viciosos não reproduzem vidas caóticas semelhantes, exceto quando degenerescênci...
<ul><li>Mesmo nos casos que se podem arrolar como decorrência da hereditariedade psicológica e moral, devemos levar em con...
<ul><li>O Espírito é o engenheiro da maquinaria fisiopsíquica de que se vai utilizar na jornada humana. </li></ul>
<ul><li>É evidente que os processos da reencarnação se fazem mediante as leis de afinidade espiritual, por impositivos ant...
<ul><li>Em face dessa conjuntura, muitas das heranças se fazem naturais, porque o  clima vibratório  impõe os condicioname...
<ul><li>As aptidões e tendências só raramente correspondem às leis da hereditariedade, especialmente hoje, quando as opçõe...
<ul><li>No passado, a falta de comunicação de massa, a ausência de contactos sociais imprimiam como tendências o que eram ...
<ul><li>Não obstante, as exceções demonstram, nos gênios como nos idiotas, a independência do reencarnante em relação às m...
<ul><li>Eis por que as tendências, as aptidões humanas, sem descartar-se a contribuição dos genes e cromossomas, procedem ...
 
<ul><li>Dramas e tragédias, crimes e ações nefandos que passaram ignorados ou não justiçados pelos códigos humanos, conver...
<ul><li>Dentro do mesmo esquema, ao ser processado o mecanismo   do renascimento, o candidato modela, imprime nas células ...
<ul><li>Fenômeno equivalente ocorre no campo da cultura, da beleza, da arte, em que o Espírito, ao ser submetido aos imple...
<ul><li>As tendências e aptidões atuais são reminiscências do pretérito de cada qual. </li></ul>
<ul><li>Tudo a que se aspira e se realiza sem a aprendizagem atual procede de experiências transatas, que se encontram íns...
<ul><li>Merecendo cultivadas as aptidões superiores, não podem ser deixadas sem conveniente tratamento as más tendências, ...
 
<ul><li>Todo empreendimento exige esforço, diretriz e perseverança. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
<ul><li>As tendências doentias, heranças pessoais dos gravames anteriores, devem ser canalizadas para as realizações posit...
 
 
<ul><li>Fadado à Grande Conquista, recorda para elevar-se, superando o mal que nele remanesce, sob o apelo do amor que o a...
ESPÍRITO: MANOEL P. DE MIRANDA FONTE: TEMAS DA VIDA E DA MORTE FEB
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Tendências, Aptidões e Reminiscências

1.428 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.428
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
96
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
46
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tendências, Aptidões e Reminiscências

  1. 1. TENDÊNCIAS, APTIDÕES E REMINISCÊNCIAS MANOEL P. DE MIRANDA
  2. 2. <ul><li>As leis de Mendel, estudadas largamente, vieram contribuir de modo eficaz para o equacionamento de muitos enigmas nos diversos capítulos da hereditariedade. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  3. 3. <ul><li>No entanto, se complementam os conceitos do Transformismo e do Evolucionismo, não interpretam inúmeros quesitos da realidade da vida biológica. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  4. 4. <ul><li>É inegável que os caracteres adquiridos são transmissíveis e que os filhos, os descendentes em geral, herdam de pais e ancestrais as parecenças físicas, a morfologia, as posturas e outros sinais de identificação, o mesmo não ocorrendo nas áreas psíquica, psicológica e emocional. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Pais geniais e antepassados doutos não geram, necessariamente, filhos sábios, tanto quanto artistas e guerreiros não procriam símiles. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Certamente, a convivência e a educação, os hábitos e a disciplina modelam as personalidades dos descendentes, neles plasmando, às vezes pela violência emocional, características que parecem herdadas, sem que o ser traga nas paisagens íntimas essas habilidades ou determinações. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>De igual forma, homens incultos e viciosos não reproduzem vidas caóticas semelhantes, exceto quando degenerescências físicas impõem limitações e distúrbios de variada ordem. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Mesmo nos casos que se podem arrolar como decorrência da hereditariedade psicológica e moral, devemos levar em conta os fatores anteriores ao renascimento físico do ser. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>O Espírito é o engenheiro da maquinaria fisiopsíquica de que se vai utilizar na jornada humana. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>É evidente que os processos da reencarnação se fazem mediante as leis de afinidade espiritual, por impositivos anteriores, o que resulta em identificações e choques nos clãs, onde se reencontram seres simpáticos, ou adversários que o berço volta a reunir. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Em face dessa conjuntura, muitas das heranças se fazem naturais, porque o clima vibratório impõe os condicionamentos e os programas indispensáveis na formação do corpo. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>As aptidões e tendências só raramente correspondem às leis da hereditariedade, especialmente hoje, quando as opções para a conduta e a ação se fazem um leque imenso de possibilidades, ensejando a identificação do homem com as suas próprias realidades. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  13. 13. <ul><li>No passado, a falta de comunicação de massa, a ausência de contactos sociais imprimiam como tendências o que eram hábitos dos grupamentos familiares, que impunham nos nascituros e crianças um roteiro de realizações que se lhes incorporava impositivo, difícil de evitado. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Não obstante, as exceções demonstram, nos gênios como nos idiotas, a independência do reencarnante em relação às matrizes genéticas. </li></ul>
  15. 15. <ul><li>Eis por que as tendências, as aptidões humanas, sem descartar-se a contribuição dos genes e cromossomas, procedem das experiências do passado, em que o espírito armazenou valores que lhe pesam na economia evolutiva como poderosos plasmadores da personalidade, da inclinação para uma como para a outra área do conhecimento, para a vivência da virtude ou do vício . </li></ul>
  16. 17. <ul><li>Dramas e tragédias, crimes e ações nefandos que passaram ignorados ou não justiçados pelos códigos humanos, convertem-se em processos psicopatológicos que se manifestam em forma de desequilíbrio no endividado, sem que haja fatores ancestrais que justifiquem o desconcerto. </li></ul>
  17. 18. <ul><li>Dentro do mesmo esquema, ao ser processado o mecanismo do renascimento, o candidato modela, imprime nas células em formação o de que necessita para recuperar-se, para ascender e resgatar... </li></ul>
  18. 19. <ul><li>Fenômeno equivalente ocorre no campo da cultura, da beleza, da arte, em que o Espírito, ao ser submetido aos implementos celulares, neles trabalha esses equipamentos sutis para responderem com fidelidade ao ministério para o qual retorna ao corpo, em realizações nobilitantes. </li></ul>
  19. 20. <ul><li>As tendências e aptidões atuais são reminiscências do pretérito de cada qual. </li></ul>
  20. 21. <ul><li>Tudo a que se aspira e se realiza sem a aprendizagem atual procede de experiências transatas, que se encontram ínsitas no ser e desabrocham como inclinação, impulso, compulsão, mais poderosos do que o meio onde a criatura se encontra localizada. </li></ul>
  21. 22. <ul><li>Merecendo cultivadas as aptidões superiores, não podem ser deixadas sem conveniente tratamento as más tendências, que devem ser disciplinadas, corrigidas a qualquer esforço, a fim de que sejam superadas, oferecendo campo para os primeiros cometimentos no setor do bem, na condição de exercício dignificante em formulação para realizações elevadas e libertadoras no futuro. </li></ul>
  22. 24. <ul><li>Todo empreendimento exige esforço, diretriz e perseverança. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  23. 25. <ul><li>As tendências doentias, heranças pessoais dos gravames anteriores, devem ser canalizadas para as realizações positivas, como experiência inicial que se automatizará, dando margem às paixões elevadas, aquelas que promovem o indivíduo à sua condição de conquistador da razão a caminho da intuição, ao tempo em que se liberta do atavismo primário das imantações do reino animal... </li></ul>
  24. 28. <ul><li>Fadado à Grande Conquista, recorda para elevar-se, superando o mal que nele remanesce, sob o apelo do amor que o alimenta e é de procedência divina. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  25. 29. ESPÍRITO: MANOEL P. DE MIRANDA FONTE: TEMAS DA VIDA E DA MORTE FEB

×