SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 63
Baixar para ler offline
ONGs
O relacionamento dos doadores com
as organizações sociais
Divulgação do segundo bloco
de resultados
18/08/2016
POR QUE FIZEMOS ESTA
PESQUISA?
Para conhecer os hábitos e pensamentos da população brasileira
sobre doação, para basear a criação de uma campanha por uma
cultura de doação.
OBJETIVO GERAIS DA
PESQUISA
• Conhecer o que a população brasileira pensa sobre filantropia,
qual sua atitude e como se comporta com relação a doações para
organizações sociais.
• Identificar os fatores facilitadores e as principais barreiras que
impedem um volume maior de doadores e doações.
• Chegar a uma estimativa (volume) de recursos financeiros doados
anualmente pela população brasileira.
METODOLOGIA
DUAS ETAPAS
Etapa 1: Qualitativa
• 10 grupos focais – média de 8 participantes
• Recife, São Paulo e Porto Alegre
• Outubro de 2015
• Objetivo: entender o contexto, aprofundar o tema e contribuir para a etapa quantitativa
Etapa 2: Quantitativa
• 2.230 entrevistados
• Todo o país
• Entre março e abril de 2016
• Objetivo: obter respostas sobre o tema estatisticamente
representativas para serem projetadas para toda a população brasileira
• Critérios de corte: 18 anos ou mais, população urbana e renda familiar
a partir de 1 salário mínimo
Solução dos problemas sociais e
ambientais: quem é responsável?
QUEM É RESPONSÁVEL POR RESOLVER OS
PROBLEMAS SOCIAIS E AMBIENTAIS?
(todos os entrevistados)
87%
GOVERNO
* número de entrevistas não ponderada
** respostas múliplas 02 A – Em sua opinião quem é responsável por resolver os problemas sociais e ambientais?
PESSOAS EMPRESAS INSTITUIÇÕES
SOCIAIS OU ONGs
O GOVERNO É VISTO
ESMAGADORAMENTE COMO
RESPONSÁVEL PELA SOLUÇÃO DE
PROBLEMAS SOCIAIS E
AMBIENTAIS, AINDA EM MAIOR
GRAU (QUASE 90%) POR DOADORES
EM DINHEIRO. EM SEGUNDO LUGAR
TEMOS AS PESSOAS – 61% NO GERAL
– SEGUIDO DE EMPRESAS (34%).
INSTITUIÇÕES SOCIAIS SÃO CITADAS
EM MENOR GRAU – 27% NO GERAL –
COM UMA CITAÇÃO MAIS ACENTUADA
POR DOADORES EM DINHEIRO – 29%.
61%
34%
27%
Opinião sobre as ONGs
AS ONGS DEPENDEM DAS DOAÇÕES DE PESSOAS E
EMPRESAS PARA OBTER RECURSOS E FUNCIONAR
(todos os entrevistados)
71%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
POPULAÇÃO EM GERAL
11%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
18%
NEUTRO
(NOTA 3)
DOADORES NÃO DOADORES
72%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
10%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
18%
NEUTRO
(NOTA 3)
17%
NEUTRO
(NOTA 3)
12%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE
71%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
AS ONGS SÃO NECESSÁRIAS PARA AJUDAR A
RESOLVER OS PROBLEMAS SOCIAIS E AMBIENTAIS
(todos os entrevistados)
57%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
POPULAÇÃO EM GERAL
19%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2) 24%
NEUTRO
(NOTA 3)
DOADORES NÃO DOADORES
18%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
24%
NEUTRO
(NOTA 3)
25%
NEUTRO
(NOTA 3)
20%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE
58%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
55%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
PERCEBO QUE A AÇÃO DAS ONGs LEVA DINHEIRO
A QUEM REALMENTE PRECISA
(todos os entrevistados)
47%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
POPULAÇÃO EM GERAL
24%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
29%
NEUTRO
(NOTA 3)
DOADORES NÃO DOADORES
22%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
30%
NEUTRO
(NOTA 3)
28%
NEUTRO
(NOTA 3)
26%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE
48%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
46%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
A MAIOR PARTE DAS ONGs FAZ UM
TRABALHO COMPETENTE
(todos os entrevistados)
44%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
POPULAÇÃO EM GERAL
25%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
31%
NEUTRO
(NOTA 3)
DOADORES NÃO DOADORES
23%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
33%
NEUTRO
(NOTA 3)
30%
NEUTRO
(NOTA 3)
27%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE
44%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
43%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
NÃO TENHO CONFIANÇA NO QUE VÃO FAZER COM
O MEU DINHEIRO SE EU DOAR
(todos os entrevistados)
NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE
40%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
POPULAÇÃO EM GERAL
33%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
27%
NEUTRO
(NOTA 3)
36%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
28%
NEUTRO
(NOTA 3)
25%
NEUTRO
(NOTA 3)
31%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
36%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
44%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
DOADORES NÃO DOADORES
AS ONGs NÃO DEPENDEM
FINANCEIRAMENTE DO GOVERNO
(todos os entrevistados)
38%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
POPULAÇÃO EM GERAL
36%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
26%
NEUTRO
(NOTA 3)
DOADORES NÃO DOADORES
35%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
26%
NEUTRO
(NOTA 3)
25%
NEUTRO
(NOTA 3)
37%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE
39%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
38%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
AS ONGS DEIXAM CLARO O QUE FAZEM COM
OS RECURSOS QUE APLICAM
(todos os entrevistados)
POPULAÇÃO EM GERAL
DOADORES NÃO DOADORES
42%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
28%
NEUTRO
(NOTA 3)
29%
NEUTRO
(NOTA 3)
45%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE
30%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
26%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
44%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
28%
NEUTRO
(NOTA 3)
28%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
A MAIOR PARTE DAS ONGS É CONFIÁVEL
(todos os entrevistados)
26%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
POPULAÇÃO EM GERAL
37%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
37%
NEUTRO
(NOTA 3)
DOADORES NÃO DOADORES
35%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
35%
NEUTRO
(NOTA 3)
40%
NEUTRO
(NOTA 3)
38%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE
30%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
22%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
Opinião sobre as doações
NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE
50%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
POPULAÇÃO EM GERAL
31%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
19%
NEUTRO
(NOTA 3)
30%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
21%
NEUTRO
(NOTA 3)
18%
NEUTRO
(NOTA 3)
31%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
49%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
51%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
EU ACREDITO QUE É MELHOR DAR DINHEIRO
DIRETAMENTE PARA QUEM NECESSITA, SEM
INTERMEDIÁRIOS (todos os entrevistados)
DOADORES NÃO DOADORES
NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE
47%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
POPULAÇÃO EM GERAL
31%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
22%
NEUTRO
(NOTA 3)
33%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
24%
NEUTRO
(NOTA 3)
20%
NEUTRO
(NOTA 3)
30%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
43%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
50%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
ALGUMAS DOAÇÕES BENEFICIAM PESSOAS QUE
NÃO MERECEM ESSA AJUDA
(todos os entrevistados)
DOADORES NÃO DOADORES
NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE
POPULAÇÃO EM GERAL
EU FAÇO MINHA PARTE PAGANDO IMPOSTOS, POR
ISSO NÃO PRECISO DOAR
(todos os entrevistados)
DOADORES NÃO DOADORES
28%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
21%
NEUTRO
(NOTA 3)
51%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
26%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
22%
NEUTRO
(NOTA 3)
52%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
30%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
20%
NEUTRO
(NOTA 3)
50%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE
58%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
POPULAÇÃO EM GERAL
22%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5) 21%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
19%
NEUTRO
(NOTA 3)
20%
NEUTRO
(NOTA 3)
22%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
60%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
58%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
AS CAUSAS PARA AS QUAIS SE PODE DOAR NÃO
SÃO IMPORTANTES PARA MIM
(todos os entrevistados)
DOADORES NÃO DOADORES
20%
NEUTRO
(NOTA 3)
CARACTERÍSTICAS DA DOAÇÃO
INSTITUCIONAL EM DINHEIRO
PARA QUANTAS INSTITUIÇÕES VOCÊS DOOU
DINHEIRO EM 2015?
(só doadores)
2%
2%
4 organizações
mais de 4 organizações
22%2 organizações
64%1 organização
10%3 organizações
A INSTITUIÇÃO PARA A QUAL VOCÊ DOA É
VINCULADA A ALGUMA IGREJA ?
(só doadores)
29%
SIM
71%
NÃO
VOCÊ JÁ VISITOU PESSOALMENTE ESSA
INSTITUIÇÃO?
(só doadores)
39%
SIM61%
NÃO POUCO MENOS DE 40% DOS
DOADORES JÁ VISITOU A
INSTITUIÇÃO PARA A QUAL DOA
COM QUE FREQUÊNCIA AS DOAÇÕES SÃO FEITAS
(só doadores)
6%
12%
12%
13 a 23 vezes por ano
24 vezes por ano
+ do que 24 vezes por ano
22%
11%1 vez por ano
36%12 vezes por ano ESTES NÚMEROS INDICAM
QUE CERCA DE 30% DA
POPULAÇÃO BRASILEIRA É
DOADOR RECORRENTE
(DOA, PELO MENOS, 1 VEZ
POR MÊS)
2 a 11 vezes por ano
** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento
QUANTO CADA UM DOA POR ANO
(só doadores)
** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento 26 - Qual o valor em R$ de cada doação que realiza?
+ de R$ 240 até R$ 480/ano
+ de R$ 480 até R$ 720/ano
+ de R$ 720 até R$ 1.200/ano
Até R$ 60/ ano
+ de R$ 120 até R$ 240/ano
VALOR ANUAL TOTAL
MÉDIA = R$ 486
MEDIANA = R$ 240.
ISSO QUER DIZER QUE, A
GRANDE CONCENTRAÇÃO
DAS DOAÇÕES FICA DENTRO
DA FAIXA DE
R$ 20 A R$ 40
MENSAIS.
+ de R$ 60 até R$ 120/ano
+ de R$ 1.200 até R$ 1.800/ano
+ de R$ 1.800 até R$ 2.400/ano
+ de R$ 2.400/ano
15%
19%
19%
19%
11%
9%
4%
2%
2%
No ano de 2015, as
doações individuais dos
brasileiros em dinheiro
totalizaram
R$ 13,7 bilhões.
Este valor corresponde a
0,23% do PIB do país.
ATITUDES PARA COM A DOAÇÃO
INSTITUCIONAL EM DINHEIRO
EU ESCOLHO COM CUIDADO AS CAUSAS PARA AS
QUAIS VOU DOAR
(só doadores)
88%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE
7%
NEUTRO
(NOTA 3)
5%
DISCORDA
(NOTAS 1 e 2)
EU SEMPRE BUSCO INFORMAÇÕES SOBRE AS
INSTITUIÇÕES ANTES DE DOAR PARA ELAS
(só doadores)
74%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE
12%
NEUTRO
(NOTA 3)
14%
DISCORDA
(NOTAS 1 e 2)
EU COSTUMO DOAR SEMPRE PARA AS MESMAS
INSTITUIÇÕES, ANO APÓS ANO
(só doadores)
70%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE
12%
NEUTRO
(NOTA 3)
18%
DISCORDA
(NOTAS 1 e 2)
EU SÓ APOIO SE JÁ TIVE UMA EXPERIÊNCIA
PESSOAL COM A CAUSA
(só doadores)
46%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE
19%
NEUTRO
(NOTA 3)
35%
DISCORDA
(NOTAS 1 e 2)
EU GERALMENTE FAÇO DOAÇÕES MOVIDO PELA
EMOÇÃO DO MOMENTO
(só doadores)
20%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE
17%
NEUTRO
(NOTA 3)
63%
DISCORDA
(NOTAS 1 e 2)
POPULAÇÃO EM GERAL
EU APENAS FAÇO DOAÇÕES QUANDO ALGUÉM
QUE CONHEÇO ME PEDE
(só doadores)
19%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE
16%
NEUTRO
(NOTA 3)
65%
DISCORDA
(NOTAS 1 e 2)
EU APENAS FAÇO DOAÇÕES PARA GRANDES
CAMPANHAS DE TV
(só doadores)
8%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE
8%
NEUTRO
(NOTA 3)
84%
DISCORDA
(NOTAS 1 e 2)
REAÇÕES À ABORDAGEM
NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE
61%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
POPULAÇÃO EM GERAL
15%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2) 24%
NEUTRO
(NOTA 3)
17%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
22%
NEUTRO
(NOTA 3)
24%
NEUTRO
(NOTA 3)
14%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
61%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
62%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
EM GERAL, AS INSTITUIÇÕES QUE SOLICITAM
DOAÇÕES, INSISTEM DEMAIS
(todos os entrevistados)
DOADORES NÃO DOADORES
NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE
64%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
POPULAÇÃO EM GERAL
17%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
19%
NEUTRO
(NOTA 3)
17%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
17%
NEUTRO
(NOTA 3)
21%
NEUTRO
(NOTA 3)
18%
DISCORDA
(NOTAS 1 E 2)
66%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
61%
CONCORDA
(NOTAS 4 E 5)
UMA VEZ QUE SE FAZ UMA DOAÇÃO, CORRE-SE O
RISCO DE SER PROCURADO POR OUTRAS
INSTITUIÇÕES (todos os entrevistados)
DOADORES NÃO DOADORES
QUANDO VOCÊ É ABORDADO PARA FAZER UMA
DOAÇÃO EM DINHEIRO, QUAL A SUA REAÇÃO
MAIS COMUM?
(só doadores)
10%Não sabe
40%Diz que vai pensar
45%
Justifica que não vai doar
por já ser doador
6%Aceita imediatamente
A CONTRIBUIÇÃO IMPULSIVA
E IMEDIATA É UMA EXCEÇÃO.
DOS SEGUINTES MODOS QUE AS INSTITUIÇÕES
UTILIZAM PARA SOLICITAR DOAÇÃO, COMO AVALIA
A CONVENIÊNCIA? (só doadores)
QUANTO MAIS PESSOAL A ABORDAGEM PARA DOAÇÃO MAIS ELA É AVALIADA COMO INCÔMODA OU
INCONVENIENTE. OS MODOS IMPESSOAIS SÃO CONSIDERADOS MAIS ADEQUADOS PARA
ABORDAGEM, MESMO QUE NÃO SEJAM OS MAIS EFICAZES OU EFETIVOS.
CONVENIENTE INCOVENIENTE NEUTRO
1TV 54% 24% 22%
2Rádio 52% 25% 23%
3Redes Sociais 48% 31% 21%
4Correio 47% 28% 25%
5E-mail 44% 36% 20%
6Solicitações on-line ao navegar na
internet 32% 47% 21%
7Ligação telefônica 31% 44% 25%
8SMS ou aplicativos no celular 27% 54% 19%
9Abordagem pessoal no domicílio 27% 47% 26%
10Abordagem pessoal em local público 20% 57% 23%
MODOS DE PAGAMENTO DA
DOAÇÃO INSTITUCIONAL
DOS SEGUINTES MODOS DE FAZER O PAGAMENTO
DA DOAÇÃO, QUAIS VOCÊ JÁ USOU E COMO AVALIA
SUA CONVENIÊNCIA? (só doadores)
O PAGAMENTO EM DINHEIRO VIVO É O MODO DE PAGAMENTO MAIS UTILIZADO E MAIS
CONVENIENTE NA OPINIÃO DOS RESPONDENTES. EXISTE REJEIÇÃO PARA VINCULAÇÃO DO
PAGAMENTO COM CONTA BANCÁRIA DE DÉBITO OU CARTÃO DE CRÉDITO.
JÁ USOU CONVENIENTE INCOVENIENTE
Dinheiro vivo 59% 54% 24%
Boleto Bancário 30% 42% 38%
Débito em Conta Telefônica 33% 35% 49%
Transferência Bancária 19% 32% 49%
Ligação Telefônica (0800) 18% 30% 53%
Débito em Conta Corrente 17% 26% 57%
Caixas de Coleta de Doação em Local
Público 18% 24% 58%
Débito em Cartão de Crédito 10% 21% 65%
Percentual
daqueles que já
usaram
DOS SEGUINTES MODOS DE FAZER O PAGAMENTO
DA DOAÇÃO, QUAIS VOCÊ JÁ OUVIU FALAR, JÁ
USOU E COMO AVALIA SUA CONVENIÊNCIA?
(só doadores)
JÁ OUVIU FALAR USA/USOU CONVENIENTE INCONVENIENTE
Sites de pagamento na internet (paypal, pag seguro, etc) 50% 30% 50% 29%
Desconto em folha de pagamento 46% 16% 34% 46%
SMS/torpedos no celular 45% 19% 27% 49%
Aplicativos no telefone celular 37% 18% 33% 48%
Portais de financiamento coletivo (crowdfunding) 18% 36% 41% 41%
Arredondamento 12% 21% 51% 37%
O NÍVEL DE CONHECIMENTO E PRINCIPALMENTE O USO DE OUTROS MEIOS DE PAGAMENTOS
MOSTRAM UM GRANDE POTENCIAL DE AMPLIAÇÃO DE NOVOS MODOS, TRABALHADOS
SELETIVAMENTE.
Percentual
dos que
conhecem
Percentual
daqueles que já
usaram
VOCÊ UTILIZA SUAS NOTAS FISCAIS PARA AJUDAR
ALGUMA ORGANIZAÇÃO OU INSTITUIÇÃO?
(todos os entrevistados)
20%
SIM
80%
NÃO
BASE TOTAL DE ESTUDO
IMPOSTO DE RENDA E INCENTIVOS FISCAIS
(doadores)
VOCÊ SABE SE É POSSÍVEL
DESCONTAR A DOAÇÃO
DO IMPOSTO DE RENDA?
Percentual dos doadores que
declaram IR (65%)
SIM
51%
NÃO
49%
VOCÊ USA ESSE
MECANISMO?
Percentual dos que sabem
que podem descontar
SIM
17%
NÃO
83%
VOCÊ DOARIA MAIS SE
HOUVESSE MAIS
INCENTIVOS FISCAIS?
Percentual dos doadores
institucionais
SIM
58%
NÃO
42%
POSSIBILIDADE E RAZÕES PARA DOAR MAIS
EXISTE ALGO QUE FARIA COM
QUE VOCÊ DOASSE MAIS?
(só doadores)
57,3% DOS ATUAIS DOADORES EM DINHEIRO PODERIAM DOAR MAIS. DISPONIBILIDADE FINANCEIRA DO DOADOR, SENSIBILIDADE
À CAUSA / NECESSITADOS E TRANSPARÊNCIA / CONFIANÇA DA ORGANIZAÇÃO SÃO OS ESTÍMULOS PRINCIPAIS.
46%Ter mais dinheiro
Saber como o dinheiro está sendo usado
Sensibilidade/envolvimento/
solidariedade com a causa
A entidade ser transparente/prestar
contas/mostrar aplicação de recursos
Conhecer uma organização que confie
Comprovacão da necessidade
do ser humano
A entidade ser aberta a visitação
Conhecer uma pessoa atendida
Grandes tragédias/calamidades/catástrofes
Crianças carentes/abandonadas/abusadas
Ter alguma experiência pessoal
com o tema/causa da entidade
Problemas de saúde/doentes
Ter mais informações sobre como doar
Outros
Não
sabe
10%
9%
8%
6%
6%
4%
4%
3%
3%
3%
2%
2%
10%
6%
43%
NÃO
38%
SIM
19%
TALVEZ
SIM E
TALVEZ
NÃO DOADORES INSTITUCIONAIS EM
DINHEIRO: PRÁTICA ANTERIOR DE DOAÇÃO
APESAR DE NÃO TER DOADO DINHEIRO EM 2015,
VOCÊ FEZ ALGUMA DOAÇÃO NOS ÚLTIMOS 5 ANOS
(2010 A 2014)? (não doadores)
CERCA DE 1/3 DOS QUE NÃO DOARAM EM DINHEIRO
EM 2015, JÁ DOARAM ANTERIORMENTE, MAS 2/3
NUNCA PRATICARAM DOAÇÃO.
35%
SIM65%
NÃO
POR QUE
VOCÊ
DEIXOU DE
FAZER
DOAÇÃO EM
DINHEIRO
EM 2015?
17%
43%Não tenho dinheiro
Não confio nas
organizações que pedem
Ninguém me pediu
Nenhuma causa
me sensibilizou
Não tenho tempo
Acho mais importante
doação de bens
Tive experiências
negativas com doação
Não conheço os
meios e instituições
Crise
Doou a quem pede
(diretamente)
Outros
Não sabe
7%
4%
4%
3%
3%
3%
2%
2%
22%
4%
NÃO DOADORES INSTITUCIONAIS
EM DINHEIRO: RAZÕES
45 - Há alguma razão para você não ter feito doações em dinheiro em 2015?
* número de entrevistas não ponderadas
** respostas múltiplas
19%
35%Não tenho dinheiro
Por opção não existe uma razão
Não confio nas organizações que pedem
Nenhuma causa me sensibilizou
Prefiro doar alimentos
Não precisa ser dinheiro existem outras formas de doação
Nunca sabemos onde a pessoa usaria de fato esse dinheiro/
não sabemos o destino do dinheiro
Acho mais importante doação de bens
Ninguém me pediu
Tive experiências negativas com doação
Outros
Não sabe/Não respondeu
18%
5%
5%
4%
4%
3%
3%
1%
11%
5%
Esse resultado valida o
que foi ouvido na etapa
qualitativa :
Falta de recursos financeiros
Desconfiança
QUANDO PERGUNTADO POR QUE NÃO DOA, QUAIS
SÃO AS RESPOSTAS OBTIDAS ESPONTANEAMENTE?
(não doadores)
46 - Dos motivos abaixo responda qual a importância de cada um para o fato de você não doar em dinheiro
45%
47%Resolver os problemas sociais é responsabilidade do governo
45%Não confio nas organizações que pedem
33%
40%
32%O modo como as organizações
ajudam as pessoas não resolve o problema
Tenho medo de me comprometer e não poder cumprir
É complicado fazer uma doação
Não existe incentivo fiscal
41%
Não tenho dinheiro
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10Ninguém me pediu
Não conheço os meios e instituições
Não tive exemplo / não tenho hábito
31%
30%
29%
QUANDO CONVIDADO A AVALIAR A IMPORTÂNCIA
DE RAZÕES PARA NÃO DOAR, O RESULTADOS SÃO
ESSES... (não doadores)
19%
35%Não tenho dinheiro
Por opção não existe uma razão
Não confio nas
organizações que pedem
Nenhuma causa me sensibilizou
Prefiro doar alimentos
Não precisa ser dinheiro
existem outras formas de doação
Nunca sabemos onde a pessoa
usaria de fato esse dinheiro/
não sabemos o destino do dinheiro
Acho mais importante doação de bens
Ninguém me pediu
Tive experiências negativas
com doação
Outros
Não sabe/Não respondeu
18%
5%
5%
4%
4%
3%
3%
1%
11%
5%
45%
47%Resolver os problemas sociais
é responsabilidade do governo
45%Não confio nas
organizações que pedem
33%
40%
32%
O modo como as organizações
ajudam as pessoas
não resolve o problema
Tenho medo de
me comprometer
e não poder cumprir
É complicado fazer uma doação
Não existe incentivo fiscal
41%
Não tenho dinheiro
Ninguém me pediu
Não conheço os meios
e instituições
Não tive exemplo /
não tenho hábito
31%
30%
29%
ESPONTÂNEA ESTIMULADA
FALANDO SOBRE NÃO DOADORES EM DINHEIRO
É POSSÍVEL MUDAR DE POSTURA?
É POSSÍVEL TRANSFORMAR OS NÃO DOADORES
EM DOADORES?
40%
SIM60%
NÃO
47 - Existe algo que faria com que você doasse em
dinheiro para alguma instituição?
* base casos totais
** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento
48 - Existe algo que faria com que você doasse em dinheiro para alguma instituição? O que?
* número de entrevistas não ponderadas
** respostas múltiplas
24%Ter mais dinheiro
A entidade ser transparente / prestar contas /
mostrar aplicação de recursos
Conhecer uma organização em que confie
Sensibilidade/envolvimento/Solidariedade com a causa
Comprovação da necessidade do ser humano
Saber como o dinheiro está sendo usado
A entidade ser aberta a visitação /
conhecer por dentro / participar
Ter alguma experiência pessoal com o tema /
causa da entidade
Problema de saúde/doentes (cirurgia/remédios/médicos)
Outros
Não sabe/Não respondeu
16%
13%
11%
9%
8%
7%
5%
3%
3%
27%
DISPONIBILIDADE
FINANCEIRA, CONFIANÇA NA
INSTITUIÇÃO,
TRANSPARÊNCIA NA
APLICAÇÃO DOS RECURSOS E
SENSIBILIDADE À SITUAÇÃO
SÃO OS PRINCIPAIS FATORES
QUE PODERIAM LEVAR UM
NÃO DOADOR A DOAR EM
DINHEIRO.
O QUE OS FARIA MUDAR DE POSTURA?
CONCLUSÃO
QUEM É O PÚBLICO DA CAMPANHA PARA UMA
CULTURA DE DOAÇÃO
35%
DOAM DENTRO
DO VALOR E DA
FREQUÊNCIA
MÉDIAS
11%
DOAM VALORES
ACIMA DA MÉDIA
OU DOAM MAIS DE
12 VEZES AO ANO
PÚBLICOS DE
UMA CAMPANHA
PELA CULTURA
DE DOAÇÃO
15%
NÃO TEM O HÁBITO
DE DOAR E NUNCA
DOOU DINHEIRO
JÁ DOOU DINHEIRO,
MAS PAROU E AGORA
DOA TEMPO/BENS
JÁ DOOU DINHEIRO,
MAS PAROU E AGORA
NÃO DOA NADA
NUNCA DOOU DINHEIRO,
MAS DOA TEMPO/BENS
NÃO DOADOR CONVICTO
DOADOR CONVICTO
DOADOR PADRÃO
14%
8%
17%
PRINCIPAIS DESTAQUES
As ONGs são
necessárias, fazem um
trabalho competente e
dependem de doações.
As ONGs não são confiáveis, não
confio no que vão fazer com o
meu dinheiro porque elas não
são transparentes
O DOADOR BRASILEIRO É:
CONSTANTE (MAIS DE 60% DOA, PELO MENOS 12 X POR ANO)
FIEL (70% DOA SEMPRE PARA A MESMA INSTITUIÇÃO)
Esses são apenas alguns dos resultados da Pesquisa Doação Brasil,
cujas questionamentos se aprofundaram muito mais nesses e em
outros temas.
Novos resultados serão divulgados na medida em que os dados
forem consolidados e analisados.
Acompanhe tudo acessando
www.idis.org.br/pesquisadoacaobrasil
Paula Fabiani
Diretora-Presidente do IDIS
pfabiani@idis.org.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

World Giving Index 2013
World Giving Index 2013World Giving Index 2013
World Giving Index 2013IDIS
 
10 dicas para verificar a confiabilidade de uma OSC
10 dicas para verificar a confiabilidade de uma OSC10 dicas para verificar a confiabilidade de uma OSC
10 dicas para verificar a confiabilidade de uma OSCIDIS
 
World Giving Index 2017
World Giving Index 2017World Giving Index 2017
World Giving Index 2017IDIS
 
Pesquisa “Doador Brasileiro: Potencial de Doação no Segmento Maturidade”
Pesquisa “Doador Brasileiro: Potencial de Doação no Segmento Maturidade” Pesquisa “Doador Brasileiro: Potencial de Doação no Segmento Maturidade”
Pesquisa “Doador Brasileiro: Potencial de Doação no Segmento Maturidade” Marcelo Jambeiro
 
World Giving Index 2015
World Giving Index 2015World Giving Index 2015
World Giving Index 2015IDIS
 
Festival 2019 - O perfil do Doador e Potencial da Doação - Maturidade
Festival 2019 - O perfil do Doador e Potencial da Doação - MaturidadeFestival 2019 - O perfil do Doador e Potencial da Doação - Maturidade
Festival 2019 - O perfil do Doador e Potencial da Doação - MaturidadeABCR
 
Diadamulher condomundo
Diadamulher condomundoDiadamulher condomundo
Diadamulher condomundosindiconet
 
O ISP e sua relevância na construção da sociedade
O ISP e sua relevância na construção da sociedadeO ISP e sua relevância na construção da sociedade
O ISP e sua relevância na construção da sociedadeIDIS
 
Festival 2019 - Como a tecnologia está impactando a captação
Festival 2019 - Como a tecnologia está impactando a captaçãoFestival 2019 - Como a tecnologia está impactando a captação
Festival 2019 - Como a tecnologia está impactando a captaçãoABCR
 
Flac 2011 comportamento dos doadores apresenatção_2ago2011
Flac 2011 comportamento dos doadores apresenatção_2ago2011Flac 2011 comportamento dos doadores apresenatção_2ago2011
Flac 2011 comportamento dos doadores apresenatção_2ago2011flac2011
 
9º Encontro Paulista de Fundações – 3º painel: Pesquisa Data Popular/APF - O ...
9º Encontro Paulista de Fundações – 3º painel: Pesquisa Data Popular/APF - O ...9º Encontro Paulista de Fundações – 3º painel: Pesquisa Data Popular/APF - O ...
9º Encontro Paulista de Fundações – 3º painel: Pesquisa Data Popular/APF - O ...APF6
 
Proj Entre Mar e Montanhas 3001
Proj Entre Mar e Montanhas 3001Proj Entre Mar e Montanhas 3001
Proj Entre Mar e Montanhas 3001Salageo Cristina
 
Wgi 2013 versao atualizada rev_pf
Wgi 2013 versao atualizada rev_pfWgi 2013 versao atualizada rev_pf
Wgi 2013 versao atualizada rev_pfONGestão
 
Festival 2017 - Andréa Wolffenbüttel
Festival 2017 - Andréa WolffenbüttelFestival 2017 - Andréa Wolffenbüttel
Festival 2017 - Andréa WolffenbüttelABCR
 

Mais procurados (15)

World Giving Index 2013
World Giving Index 2013World Giving Index 2013
World Giving Index 2013
 
10 dicas para verificar a confiabilidade de uma OSC
10 dicas para verificar a confiabilidade de uma OSC10 dicas para verificar a confiabilidade de uma OSC
10 dicas para verificar a confiabilidade de uma OSC
 
World Giving Index 2017
World Giving Index 2017World Giving Index 2017
World Giving Index 2017
 
Pesquisa “Doador Brasileiro: Potencial de Doação no Segmento Maturidade”
Pesquisa “Doador Brasileiro: Potencial de Doação no Segmento Maturidade” Pesquisa “Doador Brasileiro: Potencial de Doação no Segmento Maturidade”
Pesquisa “Doador Brasileiro: Potencial de Doação no Segmento Maturidade”
 
World Giving Index 2015
World Giving Index 2015World Giving Index 2015
World Giving Index 2015
 
Festival 2019 - O perfil do Doador e Potencial da Doação - Maturidade
Festival 2019 - O perfil do Doador e Potencial da Doação - MaturidadeFestival 2019 - O perfil do Doador e Potencial da Doação - Maturidade
Festival 2019 - O perfil do Doador e Potencial da Doação - Maturidade
 
Diadamulher condomundo
Diadamulher condomundoDiadamulher condomundo
Diadamulher condomundo
 
O ISP e sua relevância na construção da sociedade
O ISP e sua relevância na construção da sociedadeO ISP e sua relevância na construção da sociedade
O ISP e sua relevância na construção da sociedade
 
Festival 2019 - Como a tecnologia está impactando a captação
Festival 2019 - Como a tecnologia está impactando a captaçãoFestival 2019 - Como a tecnologia está impactando a captação
Festival 2019 - Como a tecnologia está impactando a captação
 
Brasil Data Senior 2015
Brasil Data Senior 2015Brasil Data Senior 2015
Brasil Data Senior 2015
 
Flac 2011 comportamento dos doadores apresenatção_2ago2011
Flac 2011 comportamento dos doadores apresenatção_2ago2011Flac 2011 comportamento dos doadores apresenatção_2ago2011
Flac 2011 comportamento dos doadores apresenatção_2ago2011
 
9º Encontro Paulista de Fundações – 3º painel: Pesquisa Data Popular/APF - O ...
9º Encontro Paulista de Fundações – 3º painel: Pesquisa Data Popular/APF - O ...9º Encontro Paulista de Fundações – 3º painel: Pesquisa Data Popular/APF - O ...
9º Encontro Paulista de Fundações – 3º painel: Pesquisa Data Popular/APF - O ...
 
Proj Entre Mar e Montanhas 3001
Proj Entre Mar e Montanhas 3001Proj Entre Mar e Montanhas 3001
Proj Entre Mar e Montanhas 3001
 
Wgi 2013 versao atualizada rev_pf
Wgi 2013 versao atualizada rev_pfWgi 2013 versao atualizada rev_pf
Wgi 2013 versao atualizada rev_pf
 
Festival 2017 - Andréa Wolffenbüttel
Festival 2017 - Andréa WolffenbüttelFestival 2017 - Andréa Wolffenbüttel
Festival 2017 - Andréa Wolffenbüttel
 

Destaque

IDIS Presentation - short
IDIS Presentation - shortIDIS Presentation - short
IDIS Presentation - shortIDIS
 
Pesquisa BISC 2015
Pesquisa BISC 2015Pesquisa BISC 2015
Pesquisa BISC 2015IDIS
 
Apresentação Plano CDE
Apresentação Plano CDEApresentação Plano CDE
Apresentação Plano CDEIDIS
 
THE IMPACT INVESTOR’S HANDBOOK Lessons from the World of Microfinance
THE IMPACT INVESTOR’S  HANDBOOK Lessons from the World of MicrofinanceTHE IMPACT INVESTOR’S  HANDBOOK Lessons from the World of Microfinance
THE IMPACT INVESTOR’S HANDBOOK Lessons from the World of MicrofinanceIDIS
 
Evolução da Filantropia no Mundo
Evolução da Filantropia no MundoEvolução da Filantropia no Mundo
Evolução da Filantropia no MundoIDIS
 
IDIS Presentation
IDIS PresentationIDIS Presentation
IDIS PresentationIDIS
 
Perfil doadores brasil child fund brasil - gerson pacheco
Perfil doadores brasil   child fund brasil - gerson pachecoPerfil doadores brasil   child fund brasil - gerson pacheco
Perfil doadores brasil child fund brasil - gerson pachecoflac2011
 
Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...
Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...
Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...IDIS
 
Apresentação Institucional Vox Capital
Apresentação Institucional Vox CapitalApresentação Institucional Vox Capital
Apresentação Institucional Vox CapitalIDIS
 
Apresentação IDIS
Apresentação IDISApresentação IDIS
Apresentação IDISIDIS
 
Apresentação IDIS - curta
Apresentação IDIS - curtaApresentação IDIS - curta
Apresentação IDIS - curtaIDIS
 
Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...
Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...
Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...IDIS
 
Palestra Marketing Digital no Terceiro Setor
Palestra Marketing Digital no Terceiro SetorPalestra Marketing Digital no Terceiro Setor
Palestra Marketing Digital no Terceiro SetorVinicius Couto
 
TGI Mackenzie Publicidade e Propaganda (TCC)
TGI Mackenzie Publicidade e Propaganda (TCC)TGI Mackenzie Publicidade e Propaganda (TCC)
TGI Mackenzie Publicidade e Propaganda (TCC)Marcos Fonseca
 
Its Not The Effort You Put In That Counts, Its The Results You Get Out.“
Its Not The Effort You Put In That Counts, Its The Results You Get Out.“Its Not The Effort You Put In That Counts, Its The Results You Get Out.“
Its Not The Effort You Put In That Counts, Its The Results You Get Out.“Pozzolini
 
Presentatie Sensire Yunio Intranet Klantcase En Techniek
Presentatie Sensire Yunio Intranet Klantcase En TechniekPresentatie Sensire Yunio Intranet Klantcase En Techniek
Presentatie Sensire Yunio Intranet Klantcase En TechniekRalph Jacobs
 
a kérdőívre
a kérdőívre a kérdőívre
a kérdőívre bara1
 
The Thrill Of Negotiating
The Thrill Of NegotiatingThe Thrill Of Negotiating
The Thrill Of NegotiatingPozzolini
 
Estrategiasprácpresen
EstrategiasprácpresenEstrategiasprácpresen
Estrategiasprácpresenbumikz
 

Destaque (20)

IDIS Presentation - short
IDIS Presentation - shortIDIS Presentation - short
IDIS Presentation - short
 
Pesquisa BISC 2015
Pesquisa BISC 2015Pesquisa BISC 2015
Pesquisa BISC 2015
 
Apresentação Plano CDE
Apresentação Plano CDEApresentação Plano CDE
Apresentação Plano CDE
 
THE IMPACT INVESTOR’S HANDBOOK Lessons from the World of Microfinance
THE IMPACT INVESTOR’S  HANDBOOK Lessons from the World of MicrofinanceTHE IMPACT INVESTOR’S  HANDBOOK Lessons from the World of Microfinance
THE IMPACT INVESTOR’S HANDBOOK Lessons from the World of Microfinance
 
Evolução da Filantropia no Mundo
Evolução da Filantropia no MundoEvolução da Filantropia no Mundo
Evolução da Filantropia no Mundo
 
IDIS Presentation
IDIS PresentationIDIS Presentation
IDIS Presentation
 
Perfil doadores brasil child fund brasil - gerson pacheco
Perfil doadores brasil   child fund brasil - gerson pachecoPerfil doadores brasil   child fund brasil - gerson pacheco
Perfil doadores brasil child fund brasil - gerson pacheco
 
Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...
Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...
Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...
 
Apresentação Institucional Vox Capital
Apresentação Institucional Vox CapitalApresentação Institucional Vox Capital
Apresentação Institucional Vox Capital
 
Apresentação IDIS
Apresentação IDISApresentação IDIS
Apresentação IDIS
 
Apresentação IDIS - curta
Apresentação IDIS - curtaApresentação IDIS - curta
Apresentação IDIS - curta
 
Fasfil 2010
Fasfil 2010Fasfil 2010
Fasfil 2010
 
Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...
Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...
Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...
 
Palestra Marketing Digital no Terceiro Setor
Palestra Marketing Digital no Terceiro SetorPalestra Marketing Digital no Terceiro Setor
Palestra Marketing Digital no Terceiro Setor
 
TGI Mackenzie Publicidade e Propaganda (TCC)
TGI Mackenzie Publicidade e Propaganda (TCC)TGI Mackenzie Publicidade e Propaganda (TCC)
TGI Mackenzie Publicidade e Propaganda (TCC)
 
Its Not The Effort You Put In That Counts, Its The Results You Get Out.“
Its Not The Effort You Put In That Counts, Its The Results You Get Out.“Its Not The Effort You Put In That Counts, Its The Results You Get Out.“
Its Not The Effort You Put In That Counts, Its The Results You Get Out.“
 
Presentatie Sensire Yunio Intranet Klantcase En Techniek
Presentatie Sensire Yunio Intranet Klantcase En TechniekPresentatie Sensire Yunio Intranet Klantcase En Techniek
Presentatie Sensire Yunio Intranet Klantcase En Techniek
 
a kérdőívre
a kérdőívre a kérdőívre
a kérdőívre
 
The Thrill Of Negotiating
The Thrill Of NegotiatingThe Thrill Of Negotiating
The Thrill Of Negotiating
 
Estrategiasprácpresen
EstrategiasprácpresenEstrategiasprácpresen
Estrategiasprácpresen
 

Semelhante a Pesquisa Doação Brasil - Relacionamento com ONGs

MMM Brasil 2010_Institucional
MMM Brasil 2010_InstitucionalMMM Brasil 2010_Institucional
MMM Brasil 2010_InstitucionalBeto_Lago
 
Pesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdade
Pesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdadePesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdade
Pesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdadeMiguel Rosario
 
Festival 2018 - Pesquisa Doação
Festival 2018 - Pesquisa DoaçãoFestival 2018 - Pesquisa Doação
Festival 2018 - Pesquisa DoaçãoABCR
 
Job 2084 9-brasil - relatório de tabelas (imprensa)
Job 2084 9-brasil - relatório de tabelas (imprensa)Job 2084 9-brasil - relatório de tabelas (imprensa)
Job 2084 9-brasil - relatório de tabelas (imprensa)Miguel Rosario
 
Muito além do consumo: cultura e tecnologia a serviço da base da pirâmide
Muito além do consumo:  cultura e tecnologia a serviço da base da pirâmideMuito além do consumo:  cultura e tecnologia a serviço da base da pirâmide
Muito além do consumo: cultura e tecnologia a serviço da base da pirâmideWillian Assis
 
PodPesquisa 2018 - Podcast no Brasil
PodPesquisa 2018 - Podcast no BrasilPodPesquisa 2018 - Podcast no Brasil
PodPesquisa 2018 - Podcast no BrasilGreice Matos
 
Consumo na nova classe média brasileira - Data Popular
Consumo na nova classe média brasileira - Data PopularConsumo na nova classe média brasileira - Data Popular
Consumo na nova classe média brasileira - Data PopularCosmetic Innovation
 
Consumo na nova classe média brasileira - Instituto Data Popular - Renato Mei...
Consumo na nova classe média brasileira - Instituto Data Popular - Renato Mei...Consumo na nova classe média brasileira - Instituto Data Popular - Renato Mei...
Consumo na nova classe média brasileira - Instituto Data Popular - Renato Mei...Revista H&C
 

Semelhante a Pesquisa Doação Brasil - Relacionamento com ONGs (11)

ChildFund Brasil Visão Geral - ago 2014
ChildFund Brasil  Visão Geral - ago 2014ChildFund Brasil  Visão Geral - ago 2014
ChildFund Brasil Visão Geral - ago 2014
 
MMM Brasil 2010_Institucional
MMM Brasil 2010_InstitucionalMMM Brasil 2010_Institucional
MMM Brasil 2010_Institucional
 
Pesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdade
Pesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdadePesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdade
Pesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdade
 
Sumário MEPS
Sumário MEPSSumário MEPS
Sumário MEPS
 
Festival 2018 - Pesquisa Doação
Festival 2018 - Pesquisa DoaçãoFestival 2018 - Pesquisa Doação
Festival 2018 - Pesquisa Doação
 
Job 2084 9-brasil - relatório de tabelas (imprensa)
Job 2084 9-brasil - relatório de tabelas (imprensa)Job 2084 9-brasil - relatório de tabelas (imprensa)
Job 2084 9-brasil - relatório de tabelas (imprensa)
 
Muito além do consumo: cultura e tecnologia a serviço da base da pirâmide
Muito além do consumo:  cultura e tecnologia a serviço da base da pirâmideMuito além do consumo:  cultura e tecnologia a serviço da base da pirâmide
Muito além do consumo: cultura e tecnologia a serviço da base da pirâmide
 
PodPesquisa 2018 - Podcast no Brasil
PodPesquisa 2018 - Podcast no BrasilPodPesquisa 2018 - Podcast no Brasil
PodPesquisa 2018 - Podcast no Brasil
 
Consumo na nova classe média brasileira - Data Popular
Consumo na nova classe média brasileira - Data PopularConsumo na nova classe média brasileira - Data Popular
Consumo na nova classe média brasileira - Data Popular
 
Consumo na nova classe média brasileira - Instituto Data Popular - Renato Mei...
Consumo na nova classe média brasileira - Instituto Data Popular - Renato Mei...Consumo na nova classe média brasileira - Instituto Data Popular - Renato Mei...
Consumo na nova classe média brasileira - Instituto Data Popular - Renato Mei...
 
Manifestacoes - jun 2013
Manifestacoes - jun 2013Manifestacoes - jun 2013
Manifestacoes - jun 2013
 

Mais de IDIS

Impact Assessment for Productive Inclusion: Methodologies, Challenges, and Li...
Impact Assessment for Productive Inclusion: Methodologies, Challenges, and Li...Impact Assessment for Productive Inclusion: Methodologies, Challenges, and Li...
Impact Assessment for Productive Inclusion: Methodologies, Challenges, and Li...IDIS
 
Apresentação executiva.pptx
Apresentação executiva.pptxApresentação executiva.pptx
Apresentação executiva.pptxIDIS
 
PVB_2021_Artigos.pdf
PVB_2021_Artigos.pdfPVB_2021_Artigos.pdf
PVB_2021_Artigos.pdfIDIS
 
Anuario_Desempenho_de_Fundos_Patrimoniais_2021.pdf
Anuario_Desempenho_de_Fundos_Patrimoniais_2021.pdfAnuario_Desempenho_de_Fundos_Patrimoniais_2021.pdf
Anuario_Desempenho_de_Fundos_Patrimoniais_2021.pdfIDIS
 
Perspectivas-para-a-Filantropia-no-Brasil-2023-IDIS.pdf
Perspectivas-para-a-Filantropia-no-Brasil-2023-IDIS.pdfPerspectivas-para-a-Filantropia-no-Brasil-2023-IDIS.pdf
Perspectivas-para-a-Filantropia-no-Brasil-2023-IDIS.pdfIDIS
 
Arquétipos da Filantropia: Nova Ferramenta para Análise Estratégica
Arquétipos da Filantropia: Nova Ferramenta para Análise EstratégicaArquétipos da Filantropia: Nova Ferramenta para Análise Estratégica
Arquétipos da Filantropia: Nova Ferramenta para Análise EstratégicaIDIS
 
ESG e o “S” brasileiro | Nota técnica
ESG e o “S” brasileiro | Nota técnicaESG e o “S” brasileiro | Nota técnica
ESG e o “S” brasileiro | Nota técnicaIDIS
 
Nota técnica: Metodologias de Avaliação Custo Benefíco
Nota técnica: Metodologias de Avaliação Custo BenefícoNota técnica: Metodologias de Avaliação Custo Benefíco
Nota técnica: Metodologias de Avaliação Custo BenefícoIDIS
 
Quebrando silos e engajando colaboradores em ações de impacto, por Fernanda S...
Quebrando silos e engajando colaboradores em ações de impacto, por Fernanda S...Quebrando silos e engajando colaboradores em ações de impacto, por Fernanda S...
Quebrando silos e engajando colaboradores em ações de impacto, por Fernanda S...IDIS
 
Nota técnica: Fundos Patrimoniais Filantrópicos
Nota técnica: Fundos Patrimoniais FilantrópicosNota técnica: Fundos Patrimoniais Filantrópicos
Nota técnica: Fundos Patrimoniais FilantrópicosIDIS
 
Apresentação World Giving Index 2018
Apresentação World Giving Index 2018Apresentação World Giving Index 2018
Apresentação World Giving Index 2018IDIS
 
Filantropia e Investimento Social
Filantropia e Investimento SocialFilantropia e Investimento Social
Filantropia e Investimento SocialIDIS
 
Filantropização via Privatização
Filantropização via PrivatizaçãoFilantropização via Privatização
Filantropização via PrivatizaçãoIDIS
 

Mais de IDIS (13)

Impact Assessment for Productive Inclusion: Methodologies, Challenges, and Li...
Impact Assessment for Productive Inclusion: Methodologies, Challenges, and Li...Impact Assessment for Productive Inclusion: Methodologies, Challenges, and Li...
Impact Assessment for Productive Inclusion: Methodologies, Challenges, and Li...
 
Apresentação executiva.pptx
Apresentação executiva.pptxApresentação executiva.pptx
Apresentação executiva.pptx
 
PVB_2021_Artigos.pdf
PVB_2021_Artigos.pdfPVB_2021_Artigos.pdf
PVB_2021_Artigos.pdf
 
Anuario_Desempenho_de_Fundos_Patrimoniais_2021.pdf
Anuario_Desempenho_de_Fundos_Patrimoniais_2021.pdfAnuario_Desempenho_de_Fundos_Patrimoniais_2021.pdf
Anuario_Desempenho_de_Fundos_Patrimoniais_2021.pdf
 
Perspectivas-para-a-Filantropia-no-Brasil-2023-IDIS.pdf
Perspectivas-para-a-Filantropia-no-Brasil-2023-IDIS.pdfPerspectivas-para-a-Filantropia-no-Brasil-2023-IDIS.pdf
Perspectivas-para-a-Filantropia-no-Brasil-2023-IDIS.pdf
 
Arquétipos da Filantropia: Nova Ferramenta para Análise Estratégica
Arquétipos da Filantropia: Nova Ferramenta para Análise EstratégicaArquétipos da Filantropia: Nova Ferramenta para Análise Estratégica
Arquétipos da Filantropia: Nova Ferramenta para Análise Estratégica
 
ESG e o “S” brasileiro | Nota técnica
ESG e o “S” brasileiro | Nota técnicaESG e o “S” brasileiro | Nota técnica
ESG e o “S” brasileiro | Nota técnica
 
Nota técnica: Metodologias de Avaliação Custo Benefíco
Nota técnica: Metodologias de Avaliação Custo BenefícoNota técnica: Metodologias de Avaliação Custo Benefíco
Nota técnica: Metodologias de Avaliação Custo Benefíco
 
Quebrando silos e engajando colaboradores em ações de impacto, por Fernanda S...
Quebrando silos e engajando colaboradores em ações de impacto, por Fernanda S...Quebrando silos e engajando colaboradores em ações de impacto, por Fernanda S...
Quebrando silos e engajando colaboradores em ações de impacto, por Fernanda S...
 
Nota técnica: Fundos Patrimoniais Filantrópicos
Nota técnica: Fundos Patrimoniais FilantrópicosNota técnica: Fundos Patrimoniais Filantrópicos
Nota técnica: Fundos Patrimoniais Filantrópicos
 
Apresentação World Giving Index 2018
Apresentação World Giving Index 2018Apresentação World Giving Index 2018
Apresentação World Giving Index 2018
 
Filantropia e Investimento Social
Filantropia e Investimento SocialFilantropia e Investimento Social
Filantropia e Investimento Social
 
Filantropização via Privatização
Filantropização via PrivatizaçãoFilantropização via Privatização
Filantropização via Privatização
 

Pesquisa Doação Brasil - Relacionamento com ONGs

  • 2. O relacionamento dos doadores com as organizações sociais Divulgação do segundo bloco de resultados 18/08/2016
  • 3.
  • 4. POR QUE FIZEMOS ESTA PESQUISA? Para conhecer os hábitos e pensamentos da população brasileira sobre doação, para basear a criação de uma campanha por uma cultura de doação.
  • 5. OBJETIVO GERAIS DA PESQUISA • Conhecer o que a população brasileira pensa sobre filantropia, qual sua atitude e como se comporta com relação a doações para organizações sociais. • Identificar os fatores facilitadores e as principais barreiras que impedem um volume maior de doadores e doações. • Chegar a uma estimativa (volume) de recursos financeiros doados anualmente pela população brasileira.
  • 6. METODOLOGIA DUAS ETAPAS Etapa 1: Qualitativa • 10 grupos focais – média de 8 participantes • Recife, São Paulo e Porto Alegre • Outubro de 2015 • Objetivo: entender o contexto, aprofundar o tema e contribuir para a etapa quantitativa Etapa 2: Quantitativa • 2.230 entrevistados • Todo o país • Entre março e abril de 2016 • Objetivo: obter respostas sobre o tema estatisticamente representativas para serem projetadas para toda a população brasileira • Critérios de corte: 18 anos ou mais, população urbana e renda familiar a partir de 1 salário mínimo
  • 7. Solução dos problemas sociais e ambientais: quem é responsável?
  • 8. QUEM É RESPONSÁVEL POR RESOLVER OS PROBLEMAS SOCIAIS E AMBIENTAIS? (todos os entrevistados) 87% GOVERNO * número de entrevistas não ponderada ** respostas múliplas 02 A – Em sua opinião quem é responsável por resolver os problemas sociais e ambientais? PESSOAS EMPRESAS INSTITUIÇÕES SOCIAIS OU ONGs O GOVERNO É VISTO ESMAGADORAMENTE COMO RESPONSÁVEL PELA SOLUÇÃO DE PROBLEMAS SOCIAIS E AMBIENTAIS, AINDA EM MAIOR GRAU (QUASE 90%) POR DOADORES EM DINHEIRO. EM SEGUNDO LUGAR TEMOS AS PESSOAS – 61% NO GERAL – SEGUIDO DE EMPRESAS (34%). INSTITUIÇÕES SOCIAIS SÃO CITADAS EM MENOR GRAU – 27% NO GERAL – COM UMA CITAÇÃO MAIS ACENTUADA POR DOADORES EM DINHEIRO – 29%. 61% 34% 27%
  • 10. AS ONGS DEPENDEM DAS DOAÇÕES DE PESSOAS E EMPRESAS PARA OBTER RECURSOS E FUNCIONAR (todos os entrevistados) 71% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) POPULAÇÃO EM GERAL 11% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 18% NEUTRO (NOTA 3) DOADORES NÃO DOADORES 72% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) 10% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 18% NEUTRO (NOTA 3) 17% NEUTRO (NOTA 3) 12% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE 71% CONCORDA (NOTAS 4 E 5)
  • 11. AS ONGS SÃO NECESSÁRIAS PARA AJUDAR A RESOLVER OS PROBLEMAS SOCIAIS E AMBIENTAIS (todos os entrevistados) 57% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) POPULAÇÃO EM GERAL 19% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 24% NEUTRO (NOTA 3) DOADORES NÃO DOADORES 18% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 24% NEUTRO (NOTA 3) 25% NEUTRO (NOTA 3) 20% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE 58% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) 55% CONCORDA (NOTAS 4 E 5)
  • 12. PERCEBO QUE A AÇÃO DAS ONGs LEVA DINHEIRO A QUEM REALMENTE PRECISA (todos os entrevistados) 47% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) POPULAÇÃO EM GERAL 24% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 29% NEUTRO (NOTA 3) DOADORES NÃO DOADORES 22% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 30% NEUTRO (NOTA 3) 28% NEUTRO (NOTA 3) 26% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE 48% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) 46% CONCORDA (NOTAS 4 E 5)
  • 13. A MAIOR PARTE DAS ONGs FAZ UM TRABALHO COMPETENTE (todos os entrevistados) 44% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) POPULAÇÃO EM GERAL 25% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 31% NEUTRO (NOTA 3) DOADORES NÃO DOADORES 23% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 33% NEUTRO (NOTA 3) 30% NEUTRO (NOTA 3) 27% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE 44% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) 43% CONCORDA (NOTAS 4 E 5)
  • 14. NÃO TENHO CONFIANÇA NO QUE VÃO FAZER COM O MEU DINHEIRO SE EU DOAR (todos os entrevistados) NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE 40% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) POPULAÇÃO EM GERAL 33% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 27% NEUTRO (NOTA 3) 36% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 28% NEUTRO (NOTA 3) 25% NEUTRO (NOTA 3) 31% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 36% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) 44% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) DOADORES NÃO DOADORES
  • 15. AS ONGs NÃO DEPENDEM FINANCEIRAMENTE DO GOVERNO (todos os entrevistados) 38% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) POPULAÇÃO EM GERAL 36% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 26% NEUTRO (NOTA 3) DOADORES NÃO DOADORES 35% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 26% NEUTRO (NOTA 3) 25% NEUTRO (NOTA 3) 37% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE 39% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) 38% CONCORDA (NOTAS 4 E 5)
  • 16. AS ONGS DEIXAM CLARO O QUE FAZEM COM OS RECURSOS QUE APLICAM (todos os entrevistados) POPULAÇÃO EM GERAL DOADORES NÃO DOADORES 42% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 28% NEUTRO (NOTA 3) 29% NEUTRO (NOTA 3) 45% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE 30% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) 26% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) 44% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 28% NEUTRO (NOTA 3) 28% CONCORDA (NOTAS 4 E 5)
  • 17. A MAIOR PARTE DAS ONGS É CONFIÁVEL (todos os entrevistados) 26% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) POPULAÇÃO EM GERAL 37% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 37% NEUTRO (NOTA 3) DOADORES NÃO DOADORES 35% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 35% NEUTRO (NOTA 3) 40% NEUTRO (NOTA 3) 38% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE 30% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) 22% CONCORDA (NOTAS 4 E 5)
  • 18. Opinião sobre as doações
  • 19. NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE 50% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) POPULAÇÃO EM GERAL 31% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 19% NEUTRO (NOTA 3) 30% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 21% NEUTRO (NOTA 3) 18% NEUTRO (NOTA 3) 31% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 49% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) 51% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) EU ACREDITO QUE É MELHOR DAR DINHEIRO DIRETAMENTE PARA QUEM NECESSITA, SEM INTERMEDIÁRIOS (todos os entrevistados) DOADORES NÃO DOADORES
  • 20. NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE 47% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) POPULAÇÃO EM GERAL 31% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 22% NEUTRO (NOTA 3) 33% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 24% NEUTRO (NOTA 3) 20% NEUTRO (NOTA 3) 30% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 43% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) 50% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) ALGUMAS DOAÇÕES BENEFICIAM PESSOAS QUE NÃO MERECEM ESSA AJUDA (todos os entrevistados) DOADORES NÃO DOADORES
  • 21. NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE POPULAÇÃO EM GERAL EU FAÇO MINHA PARTE PAGANDO IMPOSTOS, POR ISSO NÃO PRECISO DOAR (todos os entrevistados) DOADORES NÃO DOADORES 28% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) 21% NEUTRO (NOTA 3) 51% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 26% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) 22% NEUTRO (NOTA 3) 52% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 30% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) 20% NEUTRO (NOTA 3) 50% DISCORDA (NOTAS 1 E 2)
  • 22. NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE 58% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) POPULAÇÃO EM GERAL 22% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) 21% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) 19% NEUTRO (NOTA 3) 20% NEUTRO (NOTA 3) 22% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) 60% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 58% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) AS CAUSAS PARA AS QUAIS SE PODE DOAR NÃO SÃO IMPORTANTES PARA MIM (todos os entrevistados) DOADORES NÃO DOADORES 20% NEUTRO (NOTA 3)
  • 24. PARA QUANTAS INSTITUIÇÕES VOCÊS DOOU DINHEIRO EM 2015? (só doadores) 2% 2% 4 organizações mais de 4 organizações 22%2 organizações 64%1 organização 10%3 organizações
  • 25. A INSTITUIÇÃO PARA A QUAL VOCÊ DOA É VINCULADA A ALGUMA IGREJA ? (só doadores) 29% SIM 71% NÃO
  • 26. VOCÊ JÁ VISITOU PESSOALMENTE ESSA INSTITUIÇÃO? (só doadores) 39% SIM61% NÃO POUCO MENOS DE 40% DOS DOADORES JÁ VISITOU A INSTITUIÇÃO PARA A QUAL DOA
  • 27. COM QUE FREQUÊNCIA AS DOAÇÕES SÃO FEITAS (só doadores) 6% 12% 12% 13 a 23 vezes por ano 24 vezes por ano + do que 24 vezes por ano 22% 11%1 vez por ano 36%12 vezes por ano ESTES NÚMEROS INDICAM QUE CERCA DE 30% DA POPULAÇÃO BRASILEIRA É DOADOR RECORRENTE (DOA, PELO MENOS, 1 VEZ POR MÊS) 2 a 11 vezes por ano ** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento
  • 28. QUANTO CADA UM DOA POR ANO (só doadores) ** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento 26 - Qual o valor em R$ de cada doação que realiza? + de R$ 240 até R$ 480/ano + de R$ 480 até R$ 720/ano + de R$ 720 até R$ 1.200/ano Até R$ 60/ ano + de R$ 120 até R$ 240/ano VALOR ANUAL TOTAL MÉDIA = R$ 486 MEDIANA = R$ 240. ISSO QUER DIZER QUE, A GRANDE CONCENTRAÇÃO DAS DOAÇÕES FICA DENTRO DA FAIXA DE R$ 20 A R$ 40 MENSAIS. + de R$ 60 até R$ 120/ano + de R$ 1.200 até R$ 1.800/ano + de R$ 1.800 até R$ 2.400/ano + de R$ 2.400/ano 15% 19% 19% 19% 11% 9% 4% 2% 2%
  • 29. No ano de 2015, as doações individuais dos brasileiros em dinheiro totalizaram R$ 13,7 bilhões. Este valor corresponde a 0,23% do PIB do país.
  • 30. ATITUDES PARA COM A DOAÇÃO INSTITUCIONAL EM DINHEIRO
  • 31. EU ESCOLHO COM CUIDADO AS CAUSAS PARA AS QUAIS VOU DOAR (só doadores) 88% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE 7% NEUTRO (NOTA 3) 5% DISCORDA (NOTAS 1 e 2)
  • 32. EU SEMPRE BUSCO INFORMAÇÕES SOBRE AS INSTITUIÇÕES ANTES DE DOAR PARA ELAS (só doadores) 74% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE 12% NEUTRO (NOTA 3) 14% DISCORDA (NOTAS 1 e 2)
  • 33. EU COSTUMO DOAR SEMPRE PARA AS MESMAS INSTITUIÇÕES, ANO APÓS ANO (só doadores) 70% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE 12% NEUTRO (NOTA 3) 18% DISCORDA (NOTAS 1 e 2)
  • 34. EU SÓ APOIO SE JÁ TIVE UMA EXPERIÊNCIA PESSOAL COM A CAUSA (só doadores) 46% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE 19% NEUTRO (NOTA 3) 35% DISCORDA (NOTAS 1 e 2)
  • 35. EU GERALMENTE FAÇO DOAÇÕES MOVIDO PELA EMOÇÃO DO MOMENTO (só doadores) 20% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE 17% NEUTRO (NOTA 3) 63% DISCORDA (NOTAS 1 e 2) POPULAÇÃO EM GERAL
  • 36. EU APENAS FAÇO DOAÇÕES QUANDO ALGUÉM QUE CONHEÇO ME PEDE (só doadores) 19% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE 16% NEUTRO (NOTA 3) 65% DISCORDA (NOTAS 1 e 2)
  • 37. EU APENAS FAÇO DOAÇÕES PARA GRANDES CAMPANHAS DE TV (só doadores) 8% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE 8% NEUTRO (NOTA 3) 84% DISCORDA (NOTAS 1 e 2)
  • 39. NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE 61% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) POPULAÇÃO EM GERAL 15% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 24% NEUTRO (NOTA 3) 17% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 22% NEUTRO (NOTA 3) 24% NEUTRO (NOTA 3) 14% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 61% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) 62% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) EM GERAL, AS INSTITUIÇÕES QUE SOLICITAM DOAÇÕES, INSISTEM DEMAIS (todos os entrevistados) DOADORES NÃO DOADORES
  • 40. NOTA 1 = DISCORDA TOTALMENTE | NOTA 2, 3 e 4 | NOTA 5 = CONCORDA TOTALMENTE 64% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) POPULAÇÃO EM GERAL 17% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 19% NEUTRO (NOTA 3) 17% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 17% NEUTRO (NOTA 3) 21% NEUTRO (NOTA 3) 18% DISCORDA (NOTAS 1 E 2) 66% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) 61% CONCORDA (NOTAS 4 E 5) UMA VEZ QUE SE FAZ UMA DOAÇÃO, CORRE-SE O RISCO DE SER PROCURADO POR OUTRAS INSTITUIÇÕES (todos os entrevistados) DOADORES NÃO DOADORES
  • 41. QUANDO VOCÊ É ABORDADO PARA FAZER UMA DOAÇÃO EM DINHEIRO, QUAL A SUA REAÇÃO MAIS COMUM? (só doadores) 10%Não sabe 40%Diz que vai pensar 45% Justifica que não vai doar por já ser doador 6%Aceita imediatamente A CONTRIBUIÇÃO IMPULSIVA E IMEDIATA É UMA EXCEÇÃO.
  • 42. DOS SEGUINTES MODOS QUE AS INSTITUIÇÕES UTILIZAM PARA SOLICITAR DOAÇÃO, COMO AVALIA A CONVENIÊNCIA? (só doadores) QUANTO MAIS PESSOAL A ABORDAGEM PARA DOAÇÃO MAIS ELA É AVALIADA COMO INCÔMODA OU INCONVENIENTE. OS MODOS IMPESSOAIS SÃO CONSIDERADOS MAIS ADEQUADOS PARA ABORDAGEM, MESMO QUE NÃO SEJAM OS MAIS EFICAZES OU EFETIVOS. CONVENIENTE INCOVENIENTE NEUTRO 1TV 54% 24% 22% 2Rádio 52% 25% 23% 3Redes Sociais 48% 31% 21% 4Correio 47% 28% 25% 5E-mail 44% 36% 20% 6Solicitações on-line ao navegar na internet 32% 47% 21% 7Ligação telefônica 31% 44% 25% 8SMS ou aplicativos no celular 27% 54% 19% 9Abordagem pessoal no domicílio 27% 47% 26% 10Abordagem pessoal em local público 20% 57% 23%
  • 43. MODOS DE PAGAMENTO DA DOAÇÃO INSTITUCIONAL
  • 44. DOS SEGUINTES MODOS DE FAZER O PAGAMENTO DA DOAÇÃO, QUAIS VOCÊ JÁ USOU E COMO AVALIA SUA CONVENIÊNCIA? (só doadores) O PAGAMENTO EM DINHEIRO VIVO É O MODO DE PAGAMENTO MAIS UTILIZADO E MAIS CONVENIENTE NA OPINIÃO DOS RESPONDENTES. EXISTE REJEIÇÃO PARA VINCULAÇÃO DO PAGAMENTO COM CONTA BANCÁRIA DE DÉBITO OU CARTÃO DE CRÉDITO. JÁ USOU CONVENIENTE INCOVENIENTE Dinheiro vivo 59% 54% 24% Boleto Bancário 30% 42% 38% Débito em Conta Telefônica 33% 35% 49% Transferência Bancária 19% 32% 49% Ligação Telefônica (0800) 18% 30% 53% Débito em Conta Corrente 17% 26% 57% Caixas de Coleta de Doação em Local Público 18% 24% 58% Débito em Cartão de Crédito 10% 21% 65% Percentual daqueles que já usaram
  • 45. DOS SEGUINTES MODOS DE FAZER O PAGAMENTO DA DOAÇÃO, QUAIS VOCÊ JÁ OUVIU FALAR, JÁ USOU E COMO AVALIA SUA CONVENIÊNCIA? (só doadores) JÁ OUVIU FALAR USA/USOU CONVENIENTE INCONVENIENTE Sites de pagamento na internet (paypal, pag seguro, etc) 50% 30% 50% 29% Desconto em folha de pagamento 46% 16% 34% 46% SMS/torpedos no celular 45% 19% 27% 49% Aplicativos no telefone celular 37% 18% 33% 48% Portais de financiamento coletivo (crowdfunding) 18% 36% 41% 41% Arredondamento 12% 21% 51% 37% O NÍVEL DE CONHECIMENTO E PRINCIPALMENTE O USO DE OUTROS MEIOS DE PAGAMENTOS MOSTRAM UM GRANDE POTENCIAL DE AMPLIAÇÃO DE NOVOS MODOS, TRABALHADOS SELETIVAMENTE. Percentual dos que conhecem Percentual daqueles que já usaram
  • 46. VOCÊ UTILIZA SUAS NOTAS FISCAIS PARA AJUDAR ALGUMA ORGANIZAÇÃO OU INSTITUIÇÃO? (todos os entrevistados) 20% SIM 80% NÃO BASE TOTAL DE ESTUDO
  • 47. IMPOSTO DE RENDA E INCENTIVOS FISCAIS (doadores)
  • 48. VOCÊ SABE SE É POSSÍVEL DESCONTAR A DOAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA? Percentual dos doadores que declaram IR (65%) SIM 51% NÃO 49% VOCÊ USA ESSE MECANISMO? Percentual dos que sabem que podem descontar SIM 17% NÃO 83% VOCÊ DOARIA MAIS SE HOUVESSE MAIS INCENTIVOS FISCAIS? Percentual dos doadores institucionais SIM 58% NÃO 42%
  • 49. POSSIBILIDADE E RAZÕES PARA DOAR MAIS
  • 50. EXISTE ALGO QUE FARIA COM QUE VOCÊ DOASSE MAIS? (só doadores) 57,3% DOS ATUAIS DOADORES EM DINHEIRO PODERIAM DOAR MAIS. DISPONIBILIDADE FINANCEIRA DO DOADOR, SENSIBILIDADE À CAUSA / NECESSITADOS E TRANSPARÊNCIA / CONFIANÇA DA ORGANIZAÇÃO SÃO OS ESTÍMULOS PRINCIPAIS. 46%Ter mais dinheiro Saber como o dinheiro está sendo usado Sensibilidade/envolvimento/ solidariedade com a causa A entidade ser transparente/prestar contas/mostrar aplicação de recursos Conhecer uma organização que confie Comprovacão da necessidade do ser humano A entidade ser aberta a visitação Conhecer uma pessoa atendida Grandes tragédias/calamidades/catástrofes Crianças carentes/abandonadas/abusadas Ter alguma experiência pessoal com o tema/causa da entidade Problemas de saúde/doentes Ter mais informações sobre como doar Outros Não sabe 10% 9% 8% 6% 6% 4% 4% 3% 3% 3% 2% 2% 10% 6% 43% NÃO 38% SIM 19% TALVEZ SIM E TALVEZ
  • 51. NÃO DOADORES INSTITUCIONAIS EM DINHEIRO: PRÁTICA ANTERIOR DE DOAÇÃO
  • 52. APESAR DE NÃO TER DOADO DINHEIRO EM 2015, VOCÊ FEZ ALGUMA DOAÇÃO NOS ÚLTIMOS 5 ANOS (2010 A 2014)? (não doadores) CERCA DE 1/3 DOS QUE NÃO DOARAM EM DINHEIRO EM 2015, JÁ DOARAM ANTERIORMENTE, MAS 2/3 NUNCA PRATICARAM DOAÇÃO. 35% SIM65% NÃO POR QUE VOCÊ DEIXOU DE FAZER DOAÇÃO EM DINHEIRO EM 2015? 17% 43%Não tenho dinheiro Não confio nas organizações que pedem Ninguém me pediu Nenhuma causa me sensibilizou Não tenho tempo Acho mais importante doação de bens Tive experiências negativas com doação Não conheço os meios e instituições Crise Doou a quem pede (diretamente) Outros Não sabe 7% 4% 4% 3% 3% 3% 2% 2% 22% 4%
  • 53. NÃO DOADORES INSTITUCIONAIS EM DINHEIRO: RAZÕES
  • 54. 45 - Há alguma razão para você não ter feito doações em dinheiro em 2015? * número de entrevistas não ponderadas ** respostas múltiplas 19% 35%Não tenho dinheiro Por opção não existe uma razão Não confio nas organizações que pedem Nenhuma causa me sensibilizou Prefiro doar alimentos Não precisa ser dinheiro existem outras formas de doação Nunca sabemos onde a pessoa usaria de fato esse dinheiro/ não sabemos o destino do dinheiro Acho mais importante doação de bens Ninguém me pediu Tive experiências negativas com doação Outros Não sabe/Não respondeu 18% 5% 5% 4% 4% 3% 3% 1% 11% 5% Esse resultado valida o que foi ouvido na etapa qualitativa : Falta de recursos financeiros Desconfiança QUANDO PERGUNTADO POR QUE NÃO DOA, QUAIS SÃO AS RESPOSTAS OBTIDAS ESPONTANEAMENTE? (não doadores)
  • 55. 46 - Dos motivos abaixo responda qual a importância de cada um para o fato de você não doar em dinheiro 45% 47%Resolver os problemas sociais é responsabilidade do governo 45%Não confio nas organizações que pedem 33% 40% 32%O modo como as organizações ajudam as pessoas não resolve o problema Tenho medo de me comprometer e não poder cumprir É complicado fazer uma doação Não existe incentivo fiscal 41% Não tenho dinheiro 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10Ninguém me pediu Não conheço os meios e instituições Não tive exemplo / não tenho hábito 31% 30% 29% QUANDO CONVIDADO A AVALIAR A IMPORTÂNCIA DE RAZÕES PARA NÃO DOAR, O RESULTADOS SÃO ESSES... (não doadores)
  • 56. 19% 35%Não tenho dinheiro Por opção não existe uma razão Não confio nas organizações que pedem Nenhuma causa me sensibilizou Prefiro doar alimentos Não precisa ser dinheiro existem outras formas de doação Nunca sabemos onde a pessoa usaria de fato esse dinheiro/ não sabemos o destino do dinheiro Acho mais importante doação de bens Ninguém me pediu Tive experiências negativas com doação Outros Não sabe/Não respondeu 18% 5% 5% 4% 4% 3% 3% 1% 11% 5% 45% 47%Resolver os problemas sociais é responsabilidade do governo 45%Não confio nas organizações que pedem 33% 40% 32% O modo como as organizações ajudam as pessoas não resolve o problema Tenho medo de me comprometer e não poder cumprir É complicado fazer uma doação Não existe incentivo fiscal 41% Não tenho dinheiro Ninguém me pediu Não conheço os meios e instituições Não tive exemplo / não tenho hábito 31% 30% 29% ESPONTÂNEA ESTIMULADA
  • 57. FALANDO SOBRE NÃO DOADORES EM DINHEIRO É POSSÍVEL MUDAR DE POSTURA?
  • 58. É POSSÍVEL TRANSFORMAR OS NÃO DOADORES EM DOADORES? 40% SIM60% NÃO 47 - Existe algo que faria com que você doasse em dinheiro para alguma instituição? * base casos totais ** a soma dos percentuais pode ser inferior ou exceder 100% em função de arredondamento
  • 59. 48 - Existe algo que faria com que você doasse em dinheiro para alguma instituição? O que? * número de entrevistas não ponderadas ** respostas múltiplas 24%Ter mais dinheiro A entidade ser transparente / prestar contas / mostrar aplicação de recursos Conhecer uma organização em que confie Sensibilidade/envolvimento/Solidariedade com a causa Comprovação da necessidade do ser humano Saber como o dinheiro está sendo usado A entidade ser aberta a visitação / conhecer por dentro / participar Ter alguma experiência pessoal com o tema / causa da entidade Problema de saúde/doentes (cirurgia/remédios/médicos) Outros Não sabe/Não respondeu 16% 13% 11% 9% 8% 7% 5% 3% 3% 27% DISPONIBILIDADE FINANCEIRA, CONFIANÇA NA INSTITUIÇÃO, TRANSPARÊNCIA NA APLICAÇÃO DOS RECURSOS E SENSIBILIDADE À SITUAÇÃO SÃO OS PRINCIPAIS FATORES QUE PODERIAM LEVAR UM NÃO DOADOR A DOAR EM DINHEIRO. O QUE OS FARIA MUDAR DE POSTURA?
  • 61. QUEM É O PÚBLICO DA CAMPANHA PARA UMA CULTURA DE DOAÇÃO 35% DOAM DENTRO DO VALOR E DA FREQUÊNCIA MÉDIAS 11% DOAM VALORES ACIMA DA MÉDIA OU DOAM MAIS DE 12 VEZES AO ANO PÚBLICOS DE UMA CAMPANHA PELA CULTURA DE DOAÇÃO 15% NÃO TEM O HÁBITO DE DOAR E NUNCA DOOU DINHEIRO JÁ DOOU DINHEIRO, MAS PAROU E AGORA DOA TEMPO/BENS JÁ DOOU DINHEIRO, MAS PAROU E AGORA NÃO DOA NADA NUNCA DOOU DINHEIRO, MAS DOA TEMPO/BENS NÃO DOADOR CONVICTO DOADOR CONVICTO DOADOR PADRÃO 14% 8% 17%
  • 62. PRINCIPAIS DESTAQUES As ONGs são necessárias, fazem um trabalho competente e dependem de doações. As ONGs não são confiáveis, não confio no que vão fazer com o meu dinheiro porque elas não são transparentes O DOADOR BRASILEIRO É: CONSTANTE (MAIS DE 60% DOA, PELO MENOS 12 X POR ANO) FIEL (70% DOA SEMPRE PARA A MESMA INSTITUIÇÃO)
  • 63. Esses são apenas alguns dos resultados da Pesquisa Doação Brasil, cujas questionamentos se aprofundaram muito mais nesses e em outros temas. Novos resultados serão divulgados na medida em que os dados forem consolidados e analisados. Acompanhe tudo acessando www.idis.org.br/pesquisadoacaobrasil Paula Fabiani Diretora-Presidente do IDIS pfabiani@idis.org.br