Bacharelado em Odontologia
Clinica Odontológica II
2012.2
Heron Pinheiro*
Pedro Neiva*
Ícaro Soares**
Samantha Peixoto**
D...
MANEJO DE PACIENTES GESTANTE
GOVERNADOR MANGABEIRA-BAHIA
MARÇO/2015
Fonte: http://www.odontoblogia.com.br/wp-content/uploa...
 Introdução:
O atendimento odontológico na
gestante é dificultado, devido aos
mitos. A gestação coloca a mulher
no quadro...
O cirurgião dentista deve esclarecer
a gestante as alterações hormonais e
bucais, afim de evitar riscos.
A uma grande hesi...
 Revisão de Literatura:
Nas décadas de 1950 e 1960 houve
um aumento da incidência de bebes
com mal formação dos membros.
...
 Objetivo:
Possibilitar o esclarecimento
necessário sobre o uso de
medicamentos na fase gestacional e
correlacionado a is...
Materiais e métodos:
 Artigos acadêmicos publicados
entre os anos de 2010 e 2015 no
Brasil.
 Fonte de pesquisa:
Google ...
Resultados:
 Surgimento de vários mitos
envolvendo o tratamento de
pacientes gestantes.
 Alguns mitos são verdadeiros e
...
Resultados:
Mitos em pacientes gestantes no cuidado
odontológico:
 Descuido da saúde bucal;
 Perda de cálcio nos dentes;...
Resultados:
Mitos em pacientes gestantes no
cuidado odontológico:
 Gengivite;
 Doença periodontal;
 Anestésicos;
 Anal...
Resultados:
 Descuido da saúde bucal;
(verdadeiro)
 Gestantes têm problema para
manter adequada higiene oral devido
às n...
Resultados:
 Perda de cálcio nos dentes para
formação do bebê; (falso)
O conteúdo mineral dos dentes da
grávida não apres...
Resultados:
• Tomadas radiográficas
odontológicas são prejudiciais ao
bebê. (depende da radiação)
Resultados:
A exposição a mais de 10 rads, aumenta os riscos
para o feto. (1 rad = 1.000 milirads)
A quantidade de radiaçã...
Resultados:
 Durante os 9 meses de gestação,
um bebê é geralmente exposto a
cerca de 100 milirads de radiação
natural do ...
Resultados:
 Aumento do número de cáries
(verdadeiro):
 A gravidez geralmente está associada
ao desejo de açúcar e à ali...
Resultados:
 Gengivite (verdadeiro)
 gravidez, por si só, não causa gengivite.
 Mudanças hormonais - estrógeno e a
prog...
Resultados:
 Doença periodontal: (verdadeiro)
 Deficiência na saúde bucal + gengivite pode
levar a doença periodontal.
...
Resultados:
 Anestésicos
1ª escolha - lidocaína a 2% com vasoconstrictor: epinefrina
na concentração de 1:100.000 ou nora...
Resultados:
 Analgésicos – anti-inflamatórios
 1ª escolha - paracetamol - dor leve a moderada em
qualquer fase da gestaç...
Resultados:
 Antibióticos:
1ª escolha -penicilina – só ataca estruturas
bacterianas, praticamente atóxicas (ex.
amoxicili...
 Conclusão:
É de fundamental importância que se
desenvolva o conhecimento
necessário para prescrição
medicamentosa na fas...
 Referencias:
 AMADEI, S. U., CARMO, E. D., PEREIRA, A. C. et al.
Prescrição medicamentosa no tratamento
odontológico de...
Faça o pré-natal 0dontológico!
Manejo da paciente gestante na odontologia - CO2 - FAMAM - Prof. Ícaro Augusto
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Manejo da paciente gestante na odontologia - CO2 - FAMAM - Prof. Ícaro Augusto

1.487 visualizações

Publicada em

Discentes Heron e Pedro Neiva

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.487
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
32
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Manejo da paciente gestante na odontologia - CO2 - FAMAM - Prof. Ícaro Augusto

  1. 1. Bacharelado em Odontologia Clinica Odontológica II 2012.2 Heron Pinheiro* Pedro Neiva* Ícaro Soares** Samantha Peixoto** Discentes da Faculdade Maria Milza* Docentes e orientadores da Faculdade Maria Milza**
  2. 2. MANEJO DE PACIENTES GESTANTE GOVERNADOR MANGABEIRA-BAHIA MARÇO/2015 Fonte: http://www.odontoblogia.com.br/wp-content/uploads/2012/02/gestante-dentista.jpg<Acesso em 11 de Março de 2015>
  3. 3.  Introdução: O atendimento odontológico na gestante é dificultado, devido aos mitos. A gestação coloca a mulher no quadro de paciente em temporário risco odontológico. O pré-natal odontológico se torna importante visto a necessidade de quebra de paradigmas existentes.
  4. 4. O cirurgião dentista deve esclarecer a gestante as alterações hormonais e bucais, afim de evitar riscos. A uma grande hesitação por parte do cirurgião na realização de procedimentos por diversos fatores.
  5. 5.  Revisão de Literatura: Nas décadas de 1950 e 1960 houve um aumento da incidência de bebes com mal formação dos membros. Evitar o risco para os agentes teratogênicos na fase de organogênese. Fonte:http://1.bp.blogspot.com/- aiwk15LqGUI/ULTztTBJDYI/AAAAAAAAAGE/r2rOds1Pflo/ s1600/bb.jpg<Acesso em 12 de Março/2015>
  6. 6.  Objetivo: Possibilitar o esclarecimento necessário sobre o uso de medicamentos na fase gestacional e correlacionado a isso o dever de esclarecer os mitos sem fundamentação cientifica o qual possibilita um atendimento com eficácia satisfatória.
  7. 7. Materiais e métodos:  Artigos acadêmicos publicados entre os anos de 2010 e 2015 no Brasil.  Fonte de pesquisa: Google acadêmico; Scielo; Lilacs.
  8. 8. Resultados:  Surgimento de vários mitos envolvendo o tratamento de pacientes gestantes.  Alguns mitos são verdadeiros e outros falsos.  Os mitos surgem da desinformação das pacientes e da falta de orientação do cirurgião dentista.
  9. 9. Resultados: Mitos em pacientes gestantes no cuidado odontológico:  Descuido da saúde bucal;  Perda de cálcio nos dentes;  Tomadas radiográficas odontológicas;  Aumento do número de cáries;
  10. 10. Resultados: Mitos em pacientes gestantes no cuidado odontológico:  Gengivite;  Doença periodontal;  Anestésicos;  Analgésicos;  Antibióticos;
  11. 11. Resultados:  Descuido da saúde bucal; (verdadeiro)  Gestantes têm problema para manter adequada higiene oral devido às náuseas e enjoos matutinos durante o primeiro trimestre – gonadotropina coriônica humana e à hipoglicemia. Outro fator é o foco da atenção totalmente voltada para o bebê.
  12. 12. Resultados:  Perda de cálcio nos dentes para formação do bebê; (falso) O conteúdo mineral dos dentes da grávida não apresentam diminuição do teor de cálcio, mesmo que o feto necessite.
  13. 13. Resultados: • Tomadas radiográficas odontológicas são prejudiciais ao bebê. (depende da radiação)
  14. 14. Resultados: A exposição a mais de 10 rads, aumenta os riscos para o feto. (1 rad = 1.000 milirads) A quantidade de radiação de uma tomada radiográfica em odontologia , é de apenas 0,01 milirads, seriam necessários 100 mil raios-X dentários para que o bebê fosse exposto a 1 rad. Especialistas recomendam que as gestantes adiem exames não urgentes para depois do parto. O melhor período para a realização de um raio x, em caso de urgência e tratamento extremamente necessário é entre o 2º e 3 º trimestre de gestação. (obs. Uso do colete de chumbo)
  15. 15. Resultados:  Durante os 9 meses de gestação, um bebê é geralmente exposto a cerca de 100 milirads de radiação natural do Sol. Fonte; http://blog.saoluiz.com.br/wp-content/uploads/gravidez_29-semanas_22-jun-08_-104.jpg
  16. 16. Resultados:  Aumento do número de cáries (verdadeiro):  A gravidez geralmente está associada ao desejo de açúcar e à alimentação mais frequente.  Regurgitação ou vômitos durante a gravidez, principalmente nos 3 primeiros meses,quando o ácido clorídrico da mucosa gástrica ataca o esmalte do dente.  A saliva da gestante pode se tornar mais ácida e em menor quantidade.
  17. 17. Resultados:  Gengivite (verdadeiro)  gravidez, por si só, não causa gengivite.  Mudanças hormonais - estrógeno e a progesterona exercem influência sobre os tecidos periodontais : - Resposta tecidual à placa - Alteração da composição da microbiota -Estímulo a citocinas inflamatórias (prostraglandinas)  Edema, eritema intenso, certa tendência hiperplásica e maior tendência ao sangramento
  18. 18. Resultados:  Doença periodontal: (verdadeiro)  Deficiência na saúde bucal + gengivite pode levar a doença periodontal.  Fator de risco potencial para bebês prematuros e de baixo peso (risco 7 vezes maior)  hipermobilidade dos dentes também ocorre até o 8º mês. A hiperelasticidade do ligamento periodontal acompanha a de todos os ligamentos durante a gravidez. (hormonal)
  19. 19. Resultados:  Anestésicos 1ª escolha - lidocaína a 2% com vasoconstrictor: epinefrina na concentração de 1:100.000 ou noradrenalina 1:50.000 Injeção lenta da solução com aspiração prévia. Utilizar no máximo 2 tubetes (3,6 ml) de anestésico por sessão de atendimento. Não usar: Benzocaína (anestésico tópico) Prilocaína - diminuem a circulação placentária e apresentam o risco de metemoglobinemia e hipóxia fetal. Felipressina (vasoconstrictor) quando em doses elevadas, pode estimular as contrações uterinas, devido à sua semelhança estrutural com a ocitocina.
  20. 20. Resultados:  Analgésicos – anti-inflamatórios  1ª escolha - paracetamol - dor leve a moderada em qualquer fase da gestação.  2ª escolha - dipirona sódica - risco de infecções por agranulocitose, redução de granulócitos no sangue.  Não usar: Os antiinflamatórios não-esteroidais (AINEs), e ácido acetilsalicílico (AAS -Aspirina) - tendência de causarem hemorragias na mãe e no feto. Prolongamento do trabalho de parto, devido à inibição da síntese de prostaglandinas relacionadas às contrações uterinas. (3º trimestre) Corticosteroides - em pacientes com diabetes melito ou hipertensão arterial.
  21. 21. Resultados:  Antibióticos: 1ª escolha -penicilina – só ataca estruturas bacterianas, praticamente atóxicas (ex. amoxicilina e a ampicilina). 2ª escolha - cefalosporinas e macrolídeos - pacientes alérgicos às penicilinas. Não usar: Eritromicina – hepatotóxico Tetraciclinas – malformações no esmalte do bebê, retardo no crescimento, anemia hemolítica ou icterícia no neonato.
  22. 22.  Conclusão: É de fundamental importância que se desenvolva o conhecimento necessário para prescrição medicamentosa na fase gestacional, esclarecendo a gestante a respeito da correta higiene bucal e através da anamnese detalhada acompanhar as possíveis alterações bucais.
  23. 23.  Referencias:  AMADEI, S. U., CARMO, E. D., PEREIRA, A. C. et al. Prescrição medicamentosa no tratamento odontológico de grávidas e lactantes. Rev. Gauch. Odontol. 2011; 59: 31-7.  OLIVEIRA J. F. M., GONÇALVES P. E. Verdades e mitos sobre o atendimento odontológico da paciente gestante. Rev. Port. Estomatol. Cir. Maxilofac. 2009; 50 (3): 165-71.
  24. 24. Faça o pré-natal 0dontológico!

×