NOVAS TECNOLOGIAS NO ENSINO DA MATEMÁTICA   DISCIPLINA – METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO    Anteprojeto do Projeto Fina...
2                                           ResumoEste trabalho pretende afirmar a importância do uso das Tecnologias de I...
3                                                                  Índice1 – Introdução......................................
4                      ANTEPROJETO DO TFC   Anteprojeto do Projeto Final de Curso Pós-Graduação de Novas                  ...
5    •   Analisar as possibilidades da utilização de softwares na modelagem do conhecimento        e na verificação de con...
6       Formada em Licenciatura Plena em Ciências - Habilitação Matemática. Atuano Colégio Estadual Profª Vilma Atanázio e...
7                                possível a formação de um homem com aptidões e atitudes para                             ...
8                              Embora os computadores ainda não estejam amplamente disponíveis                            ...
9                                       estratégias de ensinança com base em critérios objetivos                          ...
10    •   A durabilidade permite que os objetos não necessitam de reprogramação sendo        adaptado em qualquer platafor...
11por serem poucas iniciativas e pelo fato de faltar investimento na formação dos professorespara o uso das tecnologias de...
12        A partir de pesquisas desenvolvidas pelo Grupo de Pesquisa em Informática, outrasMídias e Educação Matemática (G...
13pode ser desenvolvida virtualmente, utilizando o computador e suas tecnologias em busca daconstrução da bagagem intelect...
14necessidades do cotidiano, fazendo que as aulas atendam as necessidades da integração de umconhecimento mais amplo e int...
15   •   Novas possibilidades e necessidades.3.3. Utilização de softwares no cotidiano escolar:Esta etapa fala da importân...
162ª etapa– Abordagem teórica sobre o uso das dos computadores e da internet no cotidianoescolar.3ª etapa – Apresentação d...
Fase      JAN / 2013           FEV / 2013         MAR / 2013           ABR / 2013           MAI / 2013            JUN / 20...
185 –Referências Bibliográficas:-ANDRADE, Emanuel Adeilton de Oliveira; SILVA, Tacio Vitaliano . Os professores dematemáti...
19Formação. Acesso em 11/2012:<http://www.educ.fc.ul.pt/recentes/mpfip/pdfs/elisabeterodrigues.pdf>.- SANNA, Thereza Chris...
20Acesso: 11/ 2012:<http://monografias.brasilescola.com/educacao/o-computador-na-sala-aula-uma-pesquisa-03-escolas-brasile...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Tf curso

1.069 visualizações

Publicada em

uma etapa finalizada..quase final da luta

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.069
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tf curso

  1. 1. NOVAS TECNOLOGIAS NO ENSINO DA MATEMÁTICA DISCIPLINA – METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO Anteprojeto do Projeto Final de Curso Pós-Graduação de Novas Tecnologias no Ensino da Matemática O uso de TICs e como integrá-las ao cotidiano escolarGrupo: InovarAnna Paula Benetello Moura PossatoAngela Saida Alvarez Jacob - Rio de JaneiroIara Maria Ferreira da CostaLeila Marta Costa de Azevedo – Iteperuna.Maria Inara Platenik Pinheiro – Campo GrandeData : 14/12/2012Tutor: Raimundo José Macário Costa. Rio de Janeiro 2012
  2. 2. 2 ResumoEste trabalho pretende afirmar a importância do uso das Tecnologias de Informação eComunicação (TICs) no cotidiano escolar, com a intenção de favorecer a construção doconhecimento, formando cidadãos capazes de buscar a necessária aprendizagem e produzirnovas descobertas, como frutos de uma aprendizagem sólida. Dentre tantas tecnologias, estetrabalho se dedica em especial, aos computadores e à sua conexão com a internet. Pois énecessário conhecer as suas potencialidades, tais como os blogs e os softwares, para usá-los noprocesso ensino e aprendizagem de forma proveitosa e eficaz. Este trabalho destaca também aimportância da incorporação deste conhecimento tanto na formação inicial dos professores,quanto na sua formação continuada, levando para o cotidiano escolar toda a evoluçãotecnológica que hoje faz parte da nova realidade mundial.
  3. 3. 3 Índice1 – Introdução............................................................................................................................ 41.1 Objetivos...............................................................................................................................41.2 – Grupo.................................................................................................................................51.3 - Justificativas e benefícios..................................................................................................62- Desenvolvimento....................................................................................................................92.1 - Abordagens Teóricas.........................................................................................................92.2 – Conclusão.........................................................................................................................143 - Metodologias de Trabalho..................................................................................................143.1 – Introdução........................................................................................................................143.2 – Integração das TICs no cotidiano escolar.....................................................................143.3 – Utilização de softwares no cotidiano escolar.................................................................153.4 – Criação de um blog para ser utilizado como ferramenta para a educação...............153.5 - Formação de professores.................................................................................................154 – Cronograma........................................................................................................................165 - Referência Bibliográfica.....................................................................................................18
  4. 4. 4 ANTEPROJETO DO TFC Anteprojeto do Projeto Final de Curso Pós-Graduação de Novas Tecnologias no Ensino da Matemática1 - Introdução O uso de TICs e como integrá-las ao cotidiano escolar A nova realidade mundial, formada a partir do salto tecnológico dado pelahumanidade, em um curto espaço de tempo, criou uma dependência humana emrelação às novas tecnologias. E assim, diante dos novos padrões de comportamentossociais, as instituições de ensino têm a necessidade de se apropriarem dos conceitos epráticas a eles associados. Portanto, levar as tecnologias para a sala de aula é umdesafio e uma necessidade, para que o ensino esteja realmente inserido neste contextoatual. E este trabalho busca garimpar dentre tantos meios, uma boa maneira deaprender e ensinar.1.1 – ObjetivosObjetivo Geral Analisar o uso das TICs como ferramentas capazes de contribuir para odesenvolvimento do processo de ensino e aprendizagem, potencializando a construção doconhecimento e a interação entre educandos,educadores e sociedade através do uso doscomputadores e da Internet.Objetivos Específicos • Analisar o uso das TICs no cotidiano escolar como ferramenta de construção do conhecimento e de integração entre educandos, educadores e sociedade. • Articular os recursos digitais com as práticas pedagógicas, • Conhecer as vantagens do uso dos blogs como ferramenta de interação, troca e produção de conhecimento.
  5. 5. 5 • Analisar as possibilidades da utilização de softwares na modelagem do conhecimento e na verificação de conjecturas. • Destacar a necessidade e a importância da formação dos professores, para que se tornem capazes de articular as ferramentas tecnológicas na prática pedagógica,1.2 -GrupoAnna Paula Benetello Moura Possato Formada em Ciências Exatas - Licenciatura Plena em Matemática no CES (Centro deEnsino Superior de JF) no ano 1998. No magistério, atua no estado de MG desde 1999 na E.E.Professor Teodoro Coelho e no estado do RJ no Ciep 456 – Marco Polo na cidade de TrêsRios, desde 2004.Angela Saida Alvarez Jacob Formada em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal Rural do Rio deJaneiro e em Licenciatura Plena em Matemática na Universidade Castelo Branco. Nomagistério, atua na C. E. Madre Teresa de Calcutá e no Ciep 244 Oswaldo Aranha emRealengo – RJ, desde 2005.Iara Maria Ferreira da Costa Formada em Licenciatura Plena em Ciências pela Ferlagos em 1990, CaboFrio,lecionando desde 1986,na rede municipal onde pediu exoneração em 2005, atualmentecom duas matrículas na rede estadual: Ciep 253(desde 1990) e C.E. Edmundo Silva(desde2005) em Araruama.Leila Marta Costa de Azevedo Formada em Licenciatura Plena em Ciências- Habilitação em Matemática. Atua noColégio Estadual Dr. Félix Miranda e E.M. Profª Vilma Tâmega em Campos dos Goytacazes-Rj, desde 1987.Maria Inara Platenik Pinheiro
  6. 6. 6 Formada em Licenciatura Plena em Ciências - Habilitação Matemática. Atuano Colégio Estadual Profª Vilma Atanázio em Campo Grande – RJ. Começou alecionar em 2005. Além de lecionar, trabalha numa empresa como Analista deSistemas/Suporte.1. 3 - Justificativas e Benefícios Nas últimas décadas, o acelerado avanço das tecnologias provocou importantes esignificativas transformações no modo de vida dos indivíduos. Dentre essas tecnologias,destacam-se os computadores e as redes de conexão. Através do seu desenvolvimento e doaumento ao seu acesso, os computadores passaram a fazer parte da vida de todos nós, na vidapessoal, no trabalho e nos estudos. A segunda geração da World Wide Web (Web 2.0),conhecida como "web participativa" ou “web social”, traz em si potencialidades infinitas, taiscomo: • O Google nos oferece muitas ferramentas tais como as de busca, de comunicação e o gmail, com grande capacidade de armazenamento; • O software Wiki ( rápido em havaiano) e que pode ser um acrônimo de “what I know is” (“o que eu sei é”), que oferece a possibilidade do desenvolvimento colaborativo de textos dos mais variados assuntos. • A ferramenta gratuita Blogger, que permite a criação de blogs de variados assuntos, para a postagem de textos, fotos, vídeos... • O site YouTube que permite a seus usuários carregarem, assistirem e compartilharem vídeos em formato digital. • O site Slideshare que permite compartilhar apresentações do Powerpoint e do Openoffice.org. • Serviços de comunicação, como o skype, Messenger e gmail. • Softwares de geometria, de álgebra, de funções e recreativos, tais como Geogegra, C.A.R e Calques 3D, objetos de aprendizagem... Diante de tantas opções de ferramentas, é impossível não vislumbrar as opções decaminhos apropriados, ideais, específicos, enfim, sob medida para cada prática pedagógica epara cada objetivo educacional pretendido, o que nos deixa diante de um leque de opções, paraatingirmos o objetivo primordial da educação, que é o de formar cidadãos plenos em direitos edeveres, capazes de darem a sua contribuição para tornarem a sociedade e a vida melhor paratodos. E, para desenvolver tal postura, é necessário ir além da reprodução do conhecimento, épreciso torná-los capazes de produzi-lo de forma a abrir as portas para o novo. Nesta concepção de educação, a finalidade é formar cidadãos capazes de analisar, compreender e intervir na realidade, visando ao bem estar do homem, no plano pessoal e coletivo. Para tanto, este processo deve desenvolver a criatividade, o espírito crítico, a capacidade para análise e síntese, o autoconhecimento, a sociabilização, a autonomia e a responsabilidade. Dessa forma, é
  7. 7. 7 possível a formação de um homem com aptidões e atitudes para colocar-se a serviço do bem comum, possuir espírito solidário, sentir o gosto pelo saber, dispor-se a conhecer-se, a desenvolver a capacidade efetiva, possuir visão inovadora. (LEITE, 2008) Além disto, diante de tais possibilidades, torna-se possível interligar pessoas dediferentes sociedades, das diversas partes do planeta, com diversas culturas, divulgandoconhecimento, trocando experiências, informando acontecimentos em tempo real, favorecendoas novas descobertas. Toda esta facilidade de comunicação transformou o mundo em umaaldeia global. A internet é, atualmente, um veículo que oportuniza o desenvolvimento da inteligência coletiva, através da construção, troca e intervenção em pensamentos que surgem em diferentes partes do mundo, evidenciando que, convive-se atualmente, com o sentido de aldeia globalizada, onde todas as nações encontram-se conectadas através da web, podendo interagir, buscar novos conhecimentos através do computador. (Sanna 2012) Enfim, diante desta nova realidade, é preciso conhecer quando e como estaspossibilidades podem ser usadas como ferramentas no processo do ensino e da aprendizagem,objetivando a ampliação e a criação de novos conhecimentos, ou seja, construir e compartilharo conhecimento, tanto nos cursos presenciais, quanto nos cursos à distância. No entanto, épreciso saber o que se busca. As ferramentas sozinhas não produzem efeitos, é necessário umplanejamento, com objetivos e métodos. Com o aumento de cursos a distância online que vem sendo oferecidos na última década, torna-se importante refletir sobre qual é a proposta pedagógica de curso que se pretende oferecer, de acordo com a demanda e os objetivos traçados. (Borba, 2010) Assim como, torna-se necessária a formação adequada dos professores em relação àsnovas tecnologias, tanto para os cursos presenciais quanto para os cursos à distância, tanto noperíodo de graduação quanto na formação continuada, pois tantas ferramentas, que atérecentemente não faziam parte do cotidiano da sala de aula, hoje são parte integrante dasnossas vidas, de tal forma que já não nos imaginamos sem elas, o que dirá os alunos que sãouns nativos digitais, que não conhecem outra realidade. E, diante desta nova realidade, sãomuitas as oportunidades de ensinar e aprender, de aperfeiçoar a prática pedagógica, de quebrarbarreiras de tempo e espaço, democratizando o ensino. Hoje, contam-se milhares de cursos pelo mundo propiciado com a expansão da internet. Estes por sua vez com resultados positivos fazem com que o mundo empresarial invista neles em massa. A Educação a Distância processada por diferentes maneiras, lança mão de diferentes tecnologias, por exemplo, nos cursos totalmente a distância pode-se utilizar qualquer um dos meios ou vários como: a internet, teleconferências, vídeos, material impresso, etc. E, nos cursos semi- presenciais intercalando alguns encontros presenciais sob a orientação de um tutor com uso de diferentes mídias digitais a TV, vídeos, computador, internet, CD Rom, DVD, bem como materiais impressos preparados para os cursistas. (SANTOS, Juçanã, 2012) Nos PCN’s (1997) encontram-se justificativas a utilização dos recursos tecnológicos:
  8. 8. 8 Embora os computadores ainda não estejam amplamente disponíveis para a maioria das escolas, eles já começam a integrar muitas experiências educacionais, prevendo-se sua utilização em maior escala a curto prazo. Isso traz como necessidade a incorporação de estudos nessa área, tanto na formação inicial como na formação continuada do professor do ensino fundamental, seja para poder usar amplamente suas possibilidades ou para conhecer e analisar softwares educacionais. Quanto aos softwares educacionais é fundamental que o professor aprenda a escolhê-los em função dos objetivos que pretende atingir e de sua própria concepção de conhecimento e de aprendizagem, distinguindo os que se prestam mais a um trabalho dirigido para testar conhecimentos dos que procuram levar o aluno a interagir com o programa de forma a construir conhecimento. Portanto, as Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) são importantesferramentas para o desenvolvimento da educação, por oferecer condições aos seus usuários deusufruírem das suas possibilidades, ampliando o conhecimento. Mediante diferentes formas depensamentos, orientados por educadores que buscam incluir os educandos no mundo digital,transformando-os em internautas que navegam em busca de novos saberes, propiciandocontribuir para o aprimoramento e enriquecimento cultural, intelectual, social, político eeconômico, transformando-os em agentes ativos na transformação social. Quando o educador conscientiza os alunos do valor da internet como uma fonte eficiente de pesquisa, e não apenas como um local onde se encontram trabalhos prontos, ela passa a ser considerada uma poderosa ferramenta frente ao desenvolvimento cultural, intelectual, social, político e econômico para os indivíduos. (Sanna 2012) E, para tanto, as novas tecnologias abrem caminho pra uma nova prática pedagógica,que ao invés de substituir, promove a soma de possibilidades para atingir os objetivos quesempre existiram, mas que agora exigem mudanças que acompanhem o desenvolvimentotecnológico da humanidade. Por trás da figura do professor não reside apenas um “explicador de conteúdos”, ou mesmo de um “facilitador da aprendizagem”, mas também a de um gestor. Ao professor não cabe apenas ensinar, ou facilitar a aprendizagem, mas também: • Avaliar o processo de ensino e aprendizagem por meio de ferramentas diversas que incluam uma série de observações diretas do aluno, provas e testes, trabalhos e tarefas, além da frequência do aluno e de aspectos sócio-educativos não mensuráveis quantitativamente, mas passíveis de avaliação diferencial; • Registrar todas essas avaliações, informações e suas observações sobre os alunos e sobre o processo de ensino e aprendizagem, bem como relatar os tópicos do currículo que estão sendo abordados, as estratégias e as atividades que estão sendo desenvolvidas com os alunos; • Analisar os resultados obtidos por diferentes formas de avaliação e coleta de dados e, à partir deles, tomar decisões de caráter pedagógico, de forma a replanejar suas
  9. 9. 9 estratégias de ensinança com base em critérios objetivos efetivamente observados e registrados; • Dar transparência, divulgar e discutir os resultados obtidos pelos alunos com os próprios, com a coordenação pedagógica da escola e com os responsáveis pelos alunos. (ANTÔNIO, 2012) Enfim, é preciso conhecer a contribuição que as novas tecnologias, como oscomputadores conectados à internet, podem oferecer para o processo da aprendizagem, com ointuito de promover o entendimento sobre a sua utilização e como integrá-las ao cotidianoescolar, favorecendo a construção e a assimilação de novos conhecimentos e contribuindo paraa formação intelectual, cultural e social dos alunos.2 – Desenvolvimento:2.1- Abordagens teóricas. Atualmente, existem variados, recursos digitais de aprendizagem disponíveisgratuitamente na internet, para que professores os utilizem de forma personalizada em suasaulas. Atraentes para os alunos esses recursos, podem ser usados para fins educacionais eaproveitá-los como uma oportunidade de propiciar aprendizagens significativas. Devido aocrescimento exponencial do acesso aos computadores e à internet, os alunos muitas vezesestão mais familiarizados com os recursos de comunicação, do que os próprios professores. Osquais são os mais diversos os recursos de comunicação digital, sendo eles: histórias emquadrinhos, desenhos animados, vídeos, imagens, figuras, gráficos, áudios, apresentaçõesmultimídia, jogos, entre outros. Para que os recursos de comunicação digital sejam desenvolvidos no momento atual, énecessário pessoas especializadas, o que torna financeiramente inviável para a maioria dasinstituições. Assim, para que o seu custo de desenvolvimento diminua progressivamente énecessário que esses recursos fossem reaproveitados em diferentes contextos, por diferentesprofessores em séries e disciplinas diferentes. Os objetos digitais de aprendizagem segue algumas características: • Chamados de metadados (TAROUCO, 2003) de um objeto, os quais permitem descrever características relevantes sobre ele, sendo útil para sua catalogação e podendo ser reutilizada por qualquer membro da instituição; • A clareza para o desenvolvimento do objetivo possuindo todos os requisitos, que permite ser reutilizado em situação diferente e por docentes diferentes; • Acessibilidade é uma característica muito importante, assim deve haver uma facilidade em acessar em qualquer tempo e lugar; • Interoperabilidade, o que permite ser utilizado em plataformas diferentes, não havendo o risco de não funcionar ou problemas de incompatibilidade;
  10. 10. 10 • A durabilidade permite que os objetos não necessitam de reprogramação sendo adaptado em qualquer plataforma; • O grau de granularidade do objeto, ou seja, seu tamanho, deve ser especificado pela instituição, e quanto menor ele for, mais situações de reutilização irá sofrer. Os repositórios de recursos digitais tem como finalidade fazer a integração dosrecursos disponíveis na instituição, que muitas vezes não ficam centralizados em um únicolugar, o que dificulta o seu acesso pelos seus membros. Assim, esses repositórios são grandesbases de dados disponíveis na internet e que, por meio de um sistema de busca, permitem aosprofessores e alunos acessarem rapidamente os materiais de que precisam. Para a educaçãoseria um ganho enorme, se existisse uma rede que ligasse todos os repositórios de objetosexistentes no mundo, os quais fossem de livre acesso e uso por qualquer pessoa. Assim, deacordo com Lévy, torna-se possível a construção de uma “inteligência coletiva”, entendida“como uma inteligência globalmente distribuída, incessantemente valorizada, coordenada emtempo real, que conduz a uma mobilização efetiva de competências” (LÉVY, 2000). Osprincipais repositórios de objetos de aprendizagem existentes são Merlot, Careo, Belle, Pool,Ponds, Lydia, Canarie, Rived, LabVirt e o Portal do Professor do Ministério da Educação –MEC. A seguir serão citados os bancos de recursos digitais de aprendizagem de acessogratuito e desenvolvidos no Brasil: • Rived1 (Rede Internacional Virtual de Educação) , desenvolvida pelo Ministério da Educação por meio da Secretaria de Educação à Distância (Seed) e da Secretaria de Educação Média e Tecnológica (Semtec), que foi uma das pioneiras no Brasil no sentido de produzir e disponibilizar objetos de aprendizagem gratuitamente em seus repositórios. Tendo como objetivo principal produzir recursos didáticos em formato de objetos de aprendizagem para melhora a qualidade do ensino nas escolas públicas; • LabVirt2, Laboratório Virtual da Escola do Futuro da USP, que desenvolve situações- problema ligadas ao cotidiano, que são transformadas por universitários em simulações e animações publicadas na internet e são discutidas e reutilizadas por diversos grupos em escolas públicas; • No Portal do Professor do Ministério da Educação e Cultura3, na área de Recursos Educacionais, existem 1.833 recursos digitais de aprendizagem (simulações, animações, vídeos, áudios, mapas, experimentos e imagens) disponíveis e de acesso gratuito. Existe a previsão de que este número aumente para mais de 5.000 recursos até 2009. O portal incentiva que os professores, além de utilizar, também comentem e façam novas sugestões de uso de tais recursos. A Reutilização de Recursos Digitais de Aprendizagem por parte dos professores é umaforma criativa e inovadora que deve ser utilizada para inovar e diferenciar os modelostradicionais de ensino aprendizagem, cabem aos professores refletirem sobre o melhor usodestes recursos com o objetivo de proporcionar situações propícias para aprendizagenssignificativas. Considerando também uma formação contínua e dialógica por parte dosdocentes, que permite romper limites, aprender com os próprios erros, assumir riscos, inovar,gerenciar a própria aprendizagem, tornar-se confiante admitindo que a ética é possível, ousarcom responsabilidade, estudar para aprender e ensinar, abrir-se ao conhecimento novo, sercapaz de enxergar que a mudança é possível e ultrapassa o limiar de simples metasprocedimentais. Algumas iniciativas de instituições que disponibilizam seus repositórios derecursos digitais de aprendizagem, gratuitamente, permitindo ao professor reutilizá-los emdiferentes contextos, inclusive possibilitando a personalização, quando necessário. Entretanto,
  11. 11. 11por serem poucas iniciativas e pelo fato de faltar investimento na formação dos professorespara o uso das tecnologias de informação e comunicação, nem mesmo estes poucos recursossão utilizados pela quantidade de pessoas que poderia beneficiar. O professor necessita ampliaros olhares para contribuir com o desenvolvimento de projetos com as novas tecnologias,incentivando o espírito crítico e reforçando nos alunos o prazer em aprender. É frente a estanova realidade em radical transformação que a educação deve refletir sobre a identidade de seupapel e propor novos rumos, de forma a contribuir no desenvolvimento de cidadãos críticos,autônomos, criativos, que solucionem problemas em contextos imprevistos, que questionem etransformem sua própria sociedade. Os autores Emanuel Adeilton de Oliveira Andrade e Tacio Vitaliano da Silvaargumentam que a inserção do computador no ambiente educacional vem sendo dada aospoucos, apesar das tecnologias estarem atropelando nossas vidas. Apesar disso tudo, ocorre umdespreparo do professor aliada a falta de estrutura das escolas, para que o computador e outrosrecursos de multimídia sejam uma ferramenta de auxílio para educação. Para isso necessita-sea formação de profissionais capacitados para tal situação. Como nossos alunos são nativos digitais, verifica-se ainda um fator a favor do uso detodas essas tecnologias, necessitando também do professor como mediador. As Tecnologias de Informação e Comunicação( TICs) potencializam o processoeducacional, possibilitando uma maior aprendizagem , visto que permite uma maiorcomunicação entre as pessoas.Esse mundo digital permite uma comunicação em massa adistância. Os computadores, programas informáticos, redes de comunicação são tecnologiascognitivas que permitem a transmissão de ideias de maneira rápida. Para os autores, para que o computador potencialize as aulas faz necessária umapreparação do professor. Assim então ele poderá usar a TIC como colaboradora do processoensino-aprendizagem, onde os alunos serão capazes de usar os recursos tecnológicos paradepurar conhecimentos. O professor despreparado diante das tecnologias adquire uma postura controladora,pois fica inseguro diante das situações que aparecem no dia-a-dia. Todo essa mudançaeducacional deve ser apoiada pelas instituições de ensino, que devem dar respaldo ao professorcom atualizações e reciclagens. A Matemática ainda vem sendo apresentada de maneira tradicional, gerando assimconflitos no processo ensino-aprendizagem. Os softwares matemáticos vêm auxiliar as aulas,para que fiquem mais atrativas e significativas. Uma dúvida é se a tecnologia é essencial no cotidiano do sistema educacional. Por issofoi realizada uma pesquisa sobre o uso das TICs na educação, principalmente oscomputadores, com professores alunos do curso de Especialização no Ensino da Matemáticada Universidade Estadual Vale do Acaraú póla Parnamirim / RN e conclui-se que osprofessores estão tentando se atualizar para poder utilizar as TICs na educação, visto quedevem estar atentos para toda essa evolução tecnológica, já que estão num mundo digital equerem inserir de vez a tecnologia no processo-educacional, que deve ser respaldada por açõespedagógicas. Borba, Marcelo de Carvalho autor do artigo Softwares e internet na sala de aula dematemática, define como os softwares e a Internet podem moldar a produção do conhecimentono contexto de sala de aula presencial e online.
  12. 12. 12 A partir de pesquisas desenvolvidas pelo Grupo de Pesquisa em Informática, outrasMídias e Educação Matemática (GPIMEM), sobre o papel das Tecnologias da Informação eComunicação (TIC) no ensino e aprendizagem de Matemática, concluiu-se que aspossibilidades que os softwares oferecem podem mudar os tipos de atividades e transformar anatureza do conhecimento matemático. Na produção do conhecimento matemático, os Softwares oferecem possibilidadesexperimentais que exploradas, levam à elaboração de conjecturas à sua verificação,contribuindo para que estudantes cheguem a uma justificativa matemática e façam a ligaçãoentre a exploração indutiva e o desenvolvimento do raciocínio dedutivo. Os softwares nos oferecem estratégias, como um feedback referente ao aspecto visual,permitindo a compreensão dos conceitos e a resolução de problemas. No Winplot, porexemplo, pode-se inserir uma função e gerar um gráfico apresentando o seu comportamento,sendo variável com novos parâmetros inseridos. A internet permite a elaboração de atividades investigativas de pesquisas abrangentes,além da modelagem de problemas, inclusive a partir de temas que ainda não são encontradosem livros. Além disto, permite o acesso a cursos à distância, em horários disponíveis pelosalunos e nos locais aonde os presenciais não chegam. É notório que o uso da tecnologia no cenário educacional é de relevante contribuiçãopara o desenvolvimento do processo de aprendizagem dos alunos, bem como para o auxíliodas atividades dos educadores. A rede mundial de computadores encurtou distâncias de uma forma inacreditável,instantaneamente, estar conectado com o outro lado do mundo. No entanto, a maior revolução que a Internet trouxe não é somente a facilidade deacesso às informações, mas principalmente, a possibilidade do usuário interagir, podendointerferir nesse processo, sendo autor e não apenas receptor de informações. São várias asferramentas que possibilitam isso, mas especialmente uma delas tem alcançado grande espaçona mídia virtual nos últimos tempos: o blog. O blog é uma ferramenta que alcança resultados positivos, por propiciar ainteratividade entre as informações, apresentando como características, publicações em formade diários, admitindo comentários que possuem o objetivo de contribuir para o aprimoramentodas idéias e pensamentos e apresentados. Percebe-se a presença do blog educacional e toda a sua contribuição através daeducação à distância, a qual possibilita a interação de diferentes alunos, criando uma rede decomunicação que se encontra aproximada através do blog, evidenciando a possibilidade decrescimento intelectual sem haver empecilhos relacionados à distância de contato entre oseducandos. O aluno virtual tem mais autonomia do que um aluno presencial, no sentido de que eletem mais domínio sobre os objetivos, as experiências de aprendizagem e as decisões deavaliação do seu programa. Portanto, a interação e a comunicação estabelecida através dos blogs educacionaisconstituem uma meta de desenvolvimento de ações que visam não apenas transmitirinformações, mas estimular os alunos a construírem os seus conhecimentos através dasorientações dos educadores e da troca de informações, experiências e vivências entre alunos eprofessores, demonstrando que a educação não se restringe a um espaço físico, que a mesma
  13. 13. 13pode ser desenvolvida virtualmente, utilizando o computador e suas tecnologias em busca daconstrução da bagagem intelectual e cultural dos indivíduos que se propõem a ultrapassar osobstáculos da aprendizagem. Existe uma grande necessidade de reformular o ensino, tornando mais dinâmico emotivador. Verificamos a cada ano um grande desinteresse dos alunos pelas aulas, estamosnum período onde a informática faz parte do cotidiano dos nossos discentes Surge o ProInfo Integrado que reúne um conjunto de processos formativos dentre eleso curso Tecnologias na Educação: ensinando e aprendendo com as TIC (100h) paraprofessores das escolas básicas das redes municipais e estaduais, que ajuda, desde 2007, aformar professores e outros agentes para uso pedagógico da novas tecnologias de informação ecomunicação. “Para incorporar as Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) no cotidianoescolar, é necessário ousar, vencer os desafios da aprendizagem, articular saberes, criar edesatar nós.” (Priscila Alessandra- pag 2 – Texto resumo) Durante o texto são feitos comentários sobre as necessidades da formação continuada.Através de entrevistas há um levantamento da importância da atualização dos professores nosTics, assim como a metodologia e as dificuldades do seu uso . Em um momento onde a tecnologia faz parte do nosso dia a dia, ainda as aulas sãoministradas usando apenas a lousa e os livros, isso não atrai mais os nossos alunos que “Nessenovo cenário, ensinar e aprender com tecnologias telemáticas são desafios que tem colocadoem xeque o conceito tradicional de sala de aula, de ensino e de organização dos procedimentoseducativos”(Priscila Alessandra- pag 3- texto resumo)” A utilização da internet , assim como o uso de tecnologias tornam as aulas muito maisatraentes, além de contribuir para um melhor aprendizado, porém não devemos esquecer opapel do professor que é o mediador e é o que fará a ponte do conhecimento teórico e oprático, a tecnologia é mais um meio, mas não é o fim. Como qualquer profissional, o professor, necessita de inovação e qualificação,atualizar faz parte do que é exigido nessa profissão. “Assim, frente a esta situação, as instituições educacionais enfrentam o desafio nãoapenas de incorporar as novas tecnologias como conteúdos do ensino, mas também decapacitá-los para o manejo das TICs.(Priscila Alessandra- pag 5 – Texto resumo)” A experiência feita em Aracaju mostra como a aplicação da formação continuadapropiciou uma melhora nas aulas, trazendo resultados no processo ensino aprendizagem,aumentando o censo crítico, fazendo a ponte entre o mundo acadêmico e a realidade dosalunos, trazendo assim um maior questionamento, trazendo para a escola uma integraçãointerdisciplinar e ajudando nos projetos pedagógicos. “Nesse sentido o principal objetivo das capacitações é sempre apresentar ao docenteformas diferenciadas de trabalhar as disciplinas da grade curricular, com interfaces educativasconstrucionistas que podemos encontrar hoje pela rede da internet.( Priscila Alessandra – pag7 – texto resumo)” Atendendo a essa nova exigência do momento, atualizar irá contribuir para melhoriada qualidade do ensino, trazendo um bem estar entre professor e aluno, acolhendo as
  14. 14. 14necessidades do cotidiano, fazendo que as aulas atendam as necessidades da integração de umconhecimento mais amplo e interdisciplinar. “Desse modo, sua formação deve trazer respostas aos desafios da nova sociedade e aspotencialidades oferecidas pelas TICs. Nessa concepção busca se uma capacitação capaz decriar condições para que possam refletir sobre essa nova sociedade além de identificarpotencialidades e limitações de cada tecnologia, para melhor compreender como, por quê,quando e como integrá-las às atividades docentes.( Priscila Alessandra – pag 9 – textoresumo)”2.2 - Conclusão: Concluímos, portanto, que as TICs são importantes ferramentas para o ensino ea aprendizagem, pois fornecem aos usuários condições de ampliarem e aprimorarem aspráticas pedagógicas, promovendo a construção do conhecimento, mediante diferentesformas de pensamentos e ações, de forma orientada e eficaz. Para tanto, os educadoresprecisam buscar conhecer este mundo de idéias e práticas que podem beneficiar o seucotidiano e, aqueles que já interagem com a nova visão educacional, e que buscamatravés das novas tecnologias incluírem os alunos no mundo digital, transformam a simesmos e a seus alunos em internautas que navegam em busca de novos saberes,propiciando o aprimoramento e o enriquecimento cultural, intelectual, social, político eeconômico, tornando-se agentes ativos na transformação social.3 – Metodologia de Trabalho:3.1. Introdução: Esta etapa fala da necessidade do uso das TICs de modo a permitir que o alunoconstrua o próprio conhecimento, tornando-se questionador e ativo, serão abordados osrecursos tecnológicos e as que podem ser inseridos no processo educacional, visto que sefazem necessários num mundo totalmente globalizado. (Anna) • Recursos digitais; • Objetos de aprendizagem; • Repositórios de recursos digitais de aprendizagem.3.2. Integração das TICs no cotidiano escolar Esta etapa fala do uso do computador e da internet no cotidiano escolar, comoferramentas na construção do conhecimento. (Leila) • Inserção do computador no cotidiano escolar; • Inserção da internet no cotidiano escolar; • Nova postura do professor;
  15. 15. 15 • Novas possibilidades e necessidades.3.3. Utilização de softwares no cotidiano escolar:Esta etapa fala da importância dos softwares na construção do conhecimento. (Angela) • Softwares e internet moldam a produção de conhecimento, no contexto presencial e à distância. • Os softwares permitem a elaboração de conjecturas e a sua verificação e um feedback referente ao aspecto visual. • A internet permite a realização de cursos à distância, quebrando obstáculos de tempo e espaço. • A internet permite a elaboração de atividades investigativas, nos cursos presenciais e nos cursos à distância. • A internet permite a modelagem de problemas, inclusive de temas não encontrados nos livros.3.4. Criação de um blog para ser utilizado como ferramenta para a educação: Esta etapa fala construção de um blog, como veículo de comunicação eaprendizagem. (Inara) • Propicia a interatividade entre as informações; • Fortalece e potencializa novas idéias; • Evidencia a possibilidade de troca de informações e conhecimentos. • Possibilita a interação do usuário; • O usuário torna-se autor e não apenas receptor; • As informações e o conhecimento podem ser facilmente compartilhados; • Ferramenta instrucional centrada na aprendizagem; • Possibilita a interação à distância.3.5. Formação de professores: Esta etapa fala da importância dos professores em buscar atualização, bemcomo da necessidade de serem oferecidas a eles possibilidades para tal. (Iara) • As tecnologias da informação e comunicação no contexto da sociedade contemporânea • Exigência Formativa • Capacitação Docente na rede Sesi/Se x O presente trabalho deverá passar por algumas etapas que serão descritas abaixo:1ª etapa – Abordagem teórica sobre o uso das TICs no cotidiano escolar.
  16. 16. 162ª etapa– Abordagem teórica sobre o uso das dos computadores e da internet no cotidianoescolar.3ª etapa – Apresentação do(s) software(s) para os alunos e professores, explicando comofuncionam e para que servem.4ª etapa – Apresentação do blog com assuntos e atividades voltadas para a Matemática paraos alunos e professores, explicando como funcionam e para que servem. O desenvolvimentodesse blog se dará com a utilização de um site específico para esse fim, cuja licença égratuita.5ª etapa – Abordagem teórica sobre a aprendizagem sobre as TICs, nos cursos de formaçãode professores e na sua formação continuada.4. Cronograma
  17. 17. Fase JAN / 2013 FEV / 2013 MAR / 2013 ABR / 2013 MAI / 2013 JUN / 2013 * Reunião com o * Reunião com o orientador. orientador. (Todas) (Todas) * Reunião com o * Reunião com o 17 * Reunião com o orientador. * Reunião com o orientador. (Todas) * Pesquisa e orientador. (Todas) (Todas) orientador. (Todas) coleta de dados para cada * Pesquisa e coleta * Pesquisa e coleta * Pesquisa e coleta 1 apresentação. de dados. (Todas) de dados. (Todas) de dados (Todas) - Anna: TICs - Leila: * Troca de * Troca de * Troca de Computador e informações e informações e informações e internet. sugestões entre as sugestões entre as sugestões entre as - Angela: participantes. participantes. participantes. Softwares (Todas) (Todas) (Todas) - Inara: Blogs - Iara : Formação em TICs) Elaboração das * Elaboração das apresentações no * Elaboração das apresentações no Geogebra. apresentações no * Verificação e régua e compasso. (Angela) Calques 3D prováveis (Angela) (Angela) modificações no Separação do material criado. * Separação do material para a * Separação do (Todas) material para a elaboração do material para a elaboração do blog.blog. (Inara) elaboração do blog. 2 (Inara) (Inara) Elaboração de * Elaboração de textos sobre o * Elaboração de textos sobre o material coletado. textos sobre o material coletado. (Anna, Iara e material coletado. (Anna, Iara e Leila) (Anna, Iara e Leila) Leila) * Verificação e * Verificação e finalização dos finalização dos textos e das textos e das apresentações. apresentações. * Verificação do (Todas) (Todas) material (notebook, data show e folhas * Preparação de * Seleção dos com os material impresso meios de procedimentos das (passos das divulgação e apresentações. atividades) sobre as apresentação do (Todas) apresentações dos material. softwares. (Angela) (notebook, * Divulgação das datashow e folhas apresentações do * Elaboração do com os blog (Inara) blog utilizando o procedimentos das Blogger (ferramenta apresentações 3 gratuita para (Todas) elaboração de blogs). (Inara) * Divulgação no blog do material produzido. (Todas)
  18. 18. 185 –Referências Bibliográficas:-ANDRADE, Emanuel Adeilton de Oliveira; SILVA, Tacio Vitaliano . Os professores dematemática e as TICs na educação. Acesso em 11/2012:http://www.educonufs.com.br/vcoloquio/cdcoloquio/cdroom/eixo%208/PDF/Microsoft%20Word%20%20OS%20PROFESSORES%20DE%20MATEMATICA%20E%20AS%20TIC%20NA%20EDUCACAO%5B1%5D.pdf.- ANTÔNIO, José Carlos. O uso das TICs na gestão pedagógica do processo de ensinoe aprendizagem. Acesso em 11/2012: <http://professordigital.wordpress.com/2010/04/23/o-uso-das-tics-na-gestao-pedagogica-do-processo-de-ensino-e-aprendizagem/>.- ARENA, Carla. Educação a Distância e Formação de Professores. Acesso: 11/2012 : <http://www.slideshare.net/carlaarena/educao-a-distncia-e-formao-de-professores>.- BORBA, Marcelo de Carvalho. Softwares e internet na sala de aula de matemática. Acessoem 11/2012: <http://www.rc.unesp.br/gpimem/downloads/artigos/borba/marceloxenen.PDF>- JORDÃO, Teresa Cristina - Recursos Digitais de Aprendizagem , Acesso em 11/2012:<http://tecnologiasnaeducacao.pro.br/?page_id=10>.- LEITE, José Mario. Materiais didáticos manipuláveis no ensino e aprendizagem deGeometria Espacial. Acesso: 11/2012:<http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/1664-8.pdf>.- LOPES, Maria Maroni Lopes. O uso do geogebra na sala de aula: uma reflexão naprodução acadêmica do PPGECNM. Acesso: 11/2012:<http://www4.pucsp.br/geogebrala/submissao/pdfs/70lopes.pdf>.- MATHIAS, Carmen Vieira. A matemática na arte e a arte na matemática:construções geométricas com o software régua e compasso. Acesso: 11/2012:<http://www.cimm.ucr.ac.cr/ocs/index.php/xiii_ciaem/xiii_ciaem/paper/viewFile/1377/214>.- NOVIKOFF, Cristina; LIMA, Alexandre A. B. e GASPAR, José Carlos Gonçalves.TIC no ensino-aprendizagem de ciência e tecnologia. Acesso: 11/2012:<http://www.pg.cefetpr.br/sinect/anais/artigos/11%20TICnoensinoaprendizagemdecienciaetecnologia/TICnoensinoaprendizagemdecienciaetecnologia_artigo19.pdf>- RODRIGUES, Cláudia. O uso do blog como ferramenta pedagógica. . Acesso em11/2012:< http://www.univesp.ensinosuperior.sp.gov.br/preunivesp/2304/o-uso-do-i-blog-i-como-ferramenta-pedag-gica.html>.- RODRIGUES, Elisabete da Fonseca. Formação de Professores para a utilização eintegração das TIC no Ensino: Definição de Competências e Metodologias de
  19. 19. 19Formação. Acesso em 11/2012:<http://www.educ.fc.ul.pt/recentes/mpfip/pdfs/elisabeterodrigues.pdf>.- SANNA, Thereza Christina Frishe. O Uso de Blog como Ferramenta Educacional deComunicação e Interação. Acesso em 11/2012: <http://www.anated.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=304:o-uso-deblog-como-ferramenta-educacional-de-comunicacao-einteracao& catid=53:artigos&Itemid=192>.- SANTOS, Fernando Tranquilino Marques dos; DUARTE, Jorge Henrique Duarte;CAVALCANTI, Rilva José Pereira Uchoa. A geometria ensinada através do softwarerégua e compasso: Perspectivas e desafios.Acesso: 11/2012:<http://www.cimm.ucr.ac.cr/ocs/index.php/xiii_ciaem/xiii_ciaem/paper/viewFile/2665/1004>.- SANTOS, Juçanã Francisco dos; NASCIMENTO, Deise Santos do e SILVA, LucasBerto. A integração do curso formação continuada em tecnologias na educação:Ensinando e aprendendo com as tics para professores do ensino básico da redemunicipal em estância/ SE. Acesso em 11/2012:</http://www.educonufs.com.br/cdvicoloquio/eixo_02/PDF/98.pdf>.- SANTOS, Rosana dos; LORETO, Aline Brum Loreto e GONÇALVES, Lucas.Avaliação de softwares matemáticos quanto a sua funcionalidade e tipo de licença parauso em sala de aula. Acesso em nov. 2012:<http://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/4/4>.- SILVA, Adriana da. Blog educacional: O uso das novas tecnologias no ensino.Acesso em 11/2012:<http://intranet.ufsj.edu.br/rep_sysweb/File/vertentes/Vertentes_31/adriana_da_silva.pdf>.- SILVA, Maria da Luz R. Formação Continuada: interagindo com as TICs. Acessoem nov. 2012: http://www.pedagogiadaluz.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=369:fcicat&catid=17:experiias-formativas-&Itemid=26.- SILVA, Priscila Alessandra e ALVES, Alessandra Conceição Monteiro. FormaçãoContinuada: Exigência Formativa para o uso das TICs como ferramenta didática. Acesso em 11/2012: < http://www.educonufs.com.br/IVcoloquio/cdcoloquio/eixo_09/e9-62a.pdf >.- WEISS, Alba Maria Lemme. Reflexões sobre a Informática Educativa. Acesso em11/2012: <http://www.visaoeducacional.com.br/visao_educacional/artigo3.htm>.- XAVIER, Wilian. Formação continuada ensinando e aprendendo com as tics.Acesso: 11/ 2012:</http://tecnologiascefaprontetangara.blogspot.com.br/2009/06/formacao-continuada-ensinando-e.html>.- YAMANE, Ramioro Thamay.O computador na sala de aula: uma pesquisa em 03escolas brasileiras de ensino Fundamental e médio na província de Saitama-Ken Japão.
  20. 20. 20Acesso: 11/ 2012:<http://monografias.brasilescola.com/educacao/o-computador-na-sala-aula-uma-pesquisa-03-escolas-brasileiras.htm>.- ZUCHETTI, José Humberto. Monografia. Acesso em 11/2012:<http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/ea000417.pdf>.Sites:- Blog do Prof. Nildo Galvão. Acesso em 11/2012:<http://www.ngmatematica.com/>- Blog de Matemática do Prof. Vianna. Acesso em 11/2012:<http://prof-ricardovianna.blogspot.com.br/>- Blog da Matemática Ensino Médio. Acesso em 11/2012:<http://blogdamatematicaensinomedio.blogspot.com.br/>- Educação matemática- EDUMAT. Acesso em 11/ 2012:<http://www.edumat.com.br/software-matematicos/>.-Educação Matemática e Tecnologia Informática. Acesso em 11/2012:<http://www2.mat.ufrgs.br/edumatec/softwares/softwares_index.php>.- Mundo sites. Acesso em 11/ 2012:<http://www.mundosites.net/cienciasexatas/matematica.htm>.- O seu portal matemático. Acesso 11/2012:<http://www.somatematica.com.br/softOnline.php>.- Portal da educação e tecnologia. Acesso em 11/2012:<http://www.portaleducacaoetecnologia.com/#!blogs>.- Só Matemática. Acesso em 11/2012: <http://www.somatematica.com.br/>.- Infopedagogia. Acesso em 11/2012:<http://www.infopedagogica.com.br/sites_matematica/Sites_matematica.htm>.

×