SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 60
Baixar para ler offline
Introdução         Estrutura da Linguagem           Ambientes      Referências




                       Introdução ao LaTeX
                           Flisol 2009 - Sobral-CE


             Prof. Me. Iális Cavalcante de Paula Júnior
                             ialis@ufc.br
                Universidade Federal do Ceará - Campus de Sobral
                           Engenharia da Computação


                              25 de abril de 2009
Introdução                Estrutura da Linguagem   Ambientes   Referências




Sumário

             Introdução
       1
                O que é LaTeX?

             Estrutura da Linguagem
       2
               Comando utilizados em LaTeX

             Ambientes
       3
               Visão Geral
               Ambiente Matemático
               Principais motivos para trabalhar com LaTeX

             Referências
       4
               Livros, tutoriais, sites, ...
Introdução                Estrutura da Linguagem   Ambientes   Referências




Sumário

             Introdução
       1
                O que é LaTeX?

             Estrutura da Linguagem
       2
               Comando utilizados em LaTeX

             Ambientes
       3
               Visão Geral
               Ambiente Matemático
               Principais motivos para trabalhar com LaTeX

             Referências
       4
               Livros, tutoriais, sites, ...
Introdução             Estrutura da Linguagem         Ambientes                Referências


O que é LaTeX?


Definições
             O que é LaTeX?
                 LATEX é uma linguagem de editoração
                     permite a produção de diversos tipos de documentos de
                     aparência profissional.
                     LATEX é o padrão em diversos congressos científicos, e
                     para trabalhos oficiais (teses e dissertações) em muitas
                     faculdades.
                 Os documentos produzidos podem, muitas vezes, ser
                 diretamente enviados para gráficas e, claro, pode-se gerar
                 PDFs automaticamente.
                 Em LATEX, escreve-se um arquivo simples, de texto puro,
                 (de extensão .tex) com algumas marcações
                     Executa-se o programa latex nesse arquivo, e é gerado um
                     arquivo DVI, de extensão .dvi.
                     A partir desse arquivo, podemos gerar um arquivo Postscript
                     ou um arquivo PDF.
                     Também podemos gerar PDF a partir do arquivo .tex
                     original.
Introdução             Estrutura da Linguagem          Ambientes             Referências


O que é LaTeX?


Definições

             O que é LaTeX?
                 A maioria dos programas de edição segue a linha
                 WYSIWIG
                      what you see is what you get
                 A grande vantagem do LATEX sobre as demais
                 abordagens
                      não há preocupação com diagramação, índices,
                      numerações, etc.
                      O LATEX cuida disso pra você!
                      Ele gera índices, sumários, cross-references e notas de
                      rodapé com a numeração certa, ele cuida da bibliografia, e
                      cuida da apresentação gráfica.
                 Com o LATEX, podemos criar artigos, relatórios, livros,
                 cartas, apresentações, partituras de música (!!!) e muitos
                 outros, em diversos estilos, com agilidade e praticidade.
Introdução             Estrutura da Linguagem          Ambientes             Referências


O que é LaTeX?


Definições

             O que é LaTeX?
                 A maioria dos programas de edição segue a linha
                 WYSIWIG
                      what you see is what you get
                 A grande vantagem do LATEX sobre as demais
                 abordagens
                      não há preocupação com diagramação, índices,
                      numerações, etc.
                      O LATEX cuida disso pra você!
                      Ele gera índices, sumários, cross-references e notas de
                      rodapé com a numeração certa, ele cuida da bibliografia, e
                      cuida da apresentação gráfica.
                 Com o LATEX, podemos criar artigos, relatórios, livros,
                 cartas, apresentações, partituras de música (!!!) e muitos
                 outros, em diversos estilos, com agilidade e praticidade.
Introdução             Estrutura da Linguagem          Ambientes             Referências


O que é LaTeX?


Definições

             O que é LaTeX?
                 A maioria dos programas de edição segue a linha
                 WYSIWIG
                      what you see is what you get
                 A grande vantagem do LATEX sobre as demais
                 abordagens
                      não há preocupação com diagramação, índices,
                      numerações, etc.
                      O LATEX cuida disso pra você!
                      Ele gera índices, sumários, cross-references e notas de
                      rodapé com a numeração certa, ele cuida da bibliografia, e
                      cuida da apresentação gráfica.
                 Com o LATEX, podemos criar artigos, relatórios, livros,
                 cartas, apresentações, partituras de música (!!!) e muitos
                 outros, em diversos estilos, com agilidade e praticidade.
Introdução             Estrutura da Linguagem          Ambientes             Referências


O que é LaTeX?


Definições

             O que é LaTeX?
                 A maioria dos programas de edição segue a linha
                 WYSIWIG
                      what you see is what you get
                 A grande vantagem do LATEX sobre as demais
                 abordagens
                      não há preocupação com diagramação, índices,
                      numerações, etc.
                      O LATEX cuida disso pra você!
                      Ele gera índices, sumários, cross-references e notas de
                      rodapé com a numeração certa, ele cuida da bibliografia, e
                      cuida da apresentação gráfica.
                 Com o LATEX, podemos criar artigos, relatórios, livros,
                 cartas, apresentações, partituras de música (!!!) e muitos
                 outros, em diversos estilos, com agilidade e praticidade.
Introdução            Estrutura da Linguagem   Ambientes   Referências


O que é LaTeX?


Definições



             O que não é LaTeX?
Introdução             Estrutura da Linguagem      Ambientes   Referências


O que é LaTeX?


Definições



             O que não é LaTeX?
                 Não dá pra fazer tudo com LaTeX
Introdução             Estrutura da Linguagem          Ambientes                  Referências


O que é LaTeX?


Definições



             O que não é LaTeX?
                 Não dá pra fazer tudo com LaTeX
                 Não compensa confeccionar:
                     lista de compras, ata de reunião de formatura, bilhete pra
                     namorada, santinho de campanha eleitoral, etc.
Introdução             Estrutura da Linguagem          Ambientes                  Referências


O que é LaTeX?


Definições



             O que não é LaTeX?
                 Não dá pra fazer tudo com LaTeX
                 Não compensa confeccionar:
                     lista de compras, ata de reunião de formatura, bilhete pra
                     namorada, santinho de campanha eleitoral, etc.
                 Não perca tempo!
                 LATEX é excelente, customizável, tem diversos pacotes e
                 várias opções de melhorias. Adequa-se a diversos tipos de
                 documento, mas não é a solução para os problemas do
                 universo.
Introdução             Estrutura da Linguagem     Ambientes        Referências


O que é LaTeX?


Histórico




             No início era o TEX;
                 Criado por Donald Knuth;
                 Célebre autor do “Art of Computer Programming”;
             Criado para escrever o livro;
             Software conhecido com menos bugs;
             Pronuncia-se tech e escreve-se TEX ou TeX;
Introdução             Estrutura da Linguagem       Ambientes     Referências


O que é LaTeX?


Histórico



             Seguiu-se-lhe o LATEX;
             Escrito usando por base o TEX;
             Desenvolvido por Leslie Lamport nos anos 80;
             Atualmente está na versão LaTeX2 (LaTeX2e);
             Mantido pela comunidade;
             Várias distribuições (teTeX/MikTeX);
             Pronuncia-se lay-tech e escreve-se LATEX ou LaTeX;
Introdução             Estrutura da Linguagem     Ambientes        Referências


O que é LaTeX?


Vantagens


             Documento com layout profissional;
             Conjunto de comandos que “forçam” uma estruturação ao
             documento;
             Permite gerar facilmente:
                 notas de rodapé;
                 referências;
                 índices;
                 bibliografias.
             Existem pacotes para gerar todo o tipo de objectos:
                 música (MusicTEX, lilypond);
                 posters;
                 apresentações (seminar, proster, LATEX-beamer).
Introdução             Estrutura da Linguagem     Ambientes        Referências


O que é LaTeX?


Vantagens


             Documento com layout profissional;
             Conjunto de comandos que “forçam” uma estruturação ao
             documento;
             Permite gerar facilmente:
                 notas de rodapé;
                 referências;
                 índices;
                 bibliografias.
             Existem pacotes para gerar todo o tipo de objectos:
                 música (MusicTEX, lilypond);
                 posters;
                 apresentações (seminar, proster, LATEX-beamer).
Introdução             Estrutura da Linguagem     Ambientes        Referências


O que é LaTeX?


Vantagens


             Documento com layout profissional;
             Conjunto de comandos que “forçam” uma estruturação ao
             documento;
             Permite gerar facilmente:
                 notas de rodapé;
                 referências;
                 índices;
                 bibliografias.
             Existem pacotes para gerar todo o tipo de objectos:
                 música (MusicTEX, lilypond);
                 posters;
                 apresentações (seminar, proster, LATEX-beamer).
Introdução             Estrutura da Linguagem     Ambientes        Referências


O que é LaTeX?


Vantagens


             Documento com layout profissional;
             Conjunto de comandos que “forçam” uma estruturação ao
             documento;
             Permite gerar facilmente:
                 notas de rodapé;
                 referências;
                 índices;
                 bibliografias.
             Existem pacotes para gerar todo o tipo de objectos:
                 música (MusicTEX, lilypond);
                 posters;
                 apresentações (seminar, proster, LATEX-beamer).
Introdução             Estrutura da Linguagem       Ambientes            Referências


O que é LaTeX?


Distribuição


             Distribuição LaTeX
             Conjunto contendo:
                 programas binários;
                 fontes padrão do TeX (em formato Metafont);
                 fontes PostScript da URW (incluindo equivalentes das
                 famosas quot;Timesquot;, quot;Helveticaquot;, quot;Avant Gardequot;, quot;Bookmanquot;,
                 quot;Palatinoquot;e quot;Courierquot;) e algumas outras fontes PS gratuitas
                 (dependendo da distribuição as fontes padrão do TeX em
                 formato PS podem ser incluídas);
                 arquivos de Classes de Documentos (*.cls);
                 arquivos de Estilos e Extensões para Documentos (*.sty);
                 Arquivos de Configuração e definições;
                 Muita documentação.
Introdução               Estrutura da Linguagem       Ambientes   Referências


O que é LaTeX?


Distribuição


             Distribuição LaTeX
             Unix/Linux/BSD
                 teTEX (http://www.tug.org/teTeX/);
                 TEXlive (http://www.tug.org/texlive/);
             Windows
                 MikTEX (http://www.miktex.org/);
                 Scientific Word (http://www.tcisoft.com/);
                 PCTEX (http://www.pctex.com/);
                 TEXlive (http://www.tug.org/texlive/);
             Macintosh
                 MacTeX (http://www.tug.org/mactex/)
Introdução               Estrutura da Linguagem        Ambientes             Referências


O que é LaTeX?


Editor


             Alguns Editores
                 Windows
                     LED–LaTeX Editor (http://www.latexeditor.org/);
                     TeXnicCenter (http://www.texniccenter.org/);
                     WinEdt (http://www.winedt.com/);
                 Linux
                     Kile (http://kile.sourceforge.net/);
                     Texmaker (http://www.xm1math.net/texmaker/);
                     LyX (http://www.lyx.org/);
                 MacOS
                     iTexMac (http://itexmac.sourceforge.net/);
                 Multiplataforma
                     Emacs (http://www.gnu.org/software/emacs/emacs.html).
Introdução              Estrutura da Linguagem      Ambientes   Referências


O que é LaTeX?


Ciclo de Vida



             DVIPS, KDVI
                 Arquivo .tex gera:
                      Arquivos .log, .aux e .dvi;
                 Arquivo .dvi gera:
                      Arquivos .ps e .pdf;
             KPDF, pdflatex
                 Arquivo .tex gera:
                      Arquivos .log, .aux e .pdf
Introdução                Estrutura da Linguagem   Ambientes   Referências




Sumário

             Introdução
       1
                O que é LaTeX?

             Estrutura da Linguagem
       2
               Comando utilizados em LaTeX

             Ambientes
       3
               Visão Geral
               Ambiente Matemático
               Principais motivos para trabalhar com LaTeX

             Referências
       4
               Livros, tutoriais, sites, ...
Introdução                    Estrutura da Linguagem   Ambientes   Referências


Comando utilizados em LaTeX


Início

             Estrutura base de um documento

              documentclass{article}

              %% Declarac{c}{~o}es

              begin{document}

              %% Documento

              end{document}

             Pode começar!!!
Introdução                    Estrutura da Linguagem   Ambientes   Referências


Comando utilizados em LaTeX


Início
             O TEX e o LATEX só suportam ASCII de 7 bits;
             Existem pacotes para suportar latin1 (ISO-8859-1),
             unicode (UTF-8, UTF-16) e outros sistemas de
             codificação.

              documentclass{article}

              usepackage[latin1]{inputenc}
              usepackage[brazil]{babel}

              begin{document}

                     Texto normal com codificac{c}{~a}o emph{latin1}.

              end{document}
Introdução                    Estrutura da Linguagem     Ambientes            Referências


Comando utilizados em LaTeX


Início


             documentclass{???}
                     article – artigos técnicos. Título e autores partilham a
                     primeira página do documento. Não existem capítulos,
                     apenas seções.
                     report – relatórios. Título e autores aparecem na primeira
                     página. Existem capítulos e seções.
                     book – livros. Título e autores aparecem na primeira
                     página. Existem capítulos e seções. Também se podem
                     usar “partes”.
                     letter;
                     Outras opções.
                     Aceita-se parâmetros também!
Introdução                    Estrutura da Linguagem   Ambientes   Referências


Comando utilizados em LaTeX


Início

             Os títulos são definidos no preâmbulo do documento:

              title{T{'i}tulo do documento}
              author{Autor and autor}
              date{today}

             No documento introduz-se o título com:

              maketitle

             O resumo é introduzido no início do documento com:

              begin{abstract}
              texto
              end{abstract}
Introdução                    Estrutura da Linguagem   Ambientes   Referências


Comando utilizados em LaTeX


Início

             Parágrafos são separados por linhas em branco.
             Capítulos e seções são indicadas com:

              part{...} (book)
              chapter{...} (book e report)
              section{...} (todos)
              subsection{...} (todos)
              subsubsection{...} (todos)

             Geração automática de índices:

              tableofcontents

             obriga a compilar o documento mais de uma vez.
Introdução                    Estrutura da Linguagem   Ambientes   Referências


Comando utilizados em LaTeX


Início


              documentclass{article}
              % ...
              begin{document}

              section{Introduc{c}{~a}o}
              Aqui vamos falar do conte{'u}do deste documento...
              subsection{O problema}
              subsection{A soluc{c}{~a}o}

              section{Conclus{~o}es}

              end{document}
Introdução                    Estrutura da Linguagem   Ambientes            Referências


Comando utilizados em LaTeX


Início




             Algumas sugestões:
                     não criem seções ou subseções únicas;
                     não usem demasiados níveis de seções;
                     usem títulos pequenos;
                     cuidado com a ordem das seções;
                     não usar os diferentes níveis de seção como forma de
                     mudar o tamanho das letras.
Introdução                    Estrutura da Linguagem   Ambientes   Referências


Comando utilizados em LaTeX


Fontes



             Tipos de Letras
                     Negrito: textbf{Negrito}
                     Itálico: textit{Itálico}
                     Monotype: texttt{Monotype}
                     Sans Serif: textsf{Sans Serif}
                     SMALLCAPS: textsc{SmallCaps}
                     Slanted: textsl{Slanted}
                     Ênfase: emph{Ênfase}
Introdução                        Estrutura da Linguagem   Ambientes   Referências


Comando utilizados em LaTeX


Fontes

             Tamanho de Letra
                     tiny{...}
                     scriptsize{...}
                     footnotesize{...}
                     small{...}
                     normalsize{...}
                     large{...}
                     Large{...}
                     LARGE{...}
                     huge{...}
                     Huge{...}
Introdução                    Estrutura da Linguagem      Ambientes                Referências


Comando utilizados em LaTeX


Alinhamento do Texto
             Por omissão, alinha-se à esquerda;
             Para centralizar o texto:

              begin{center}
                  Texto centrado
              end{center}
             Para alinhar à direita:

              begin{flushright}
                  Texto {`a} direita
              end{flushright}
             Use tipos de letra diferente apenas se necessário para salientar ou
             diferenciar informação;
             Modifique os tamanhos de letra apenas em extrema necessidade;
             Deixe o LaTeX tratar da orientação do texto. Centralize só se for
             realmente necessário.
Introdução                    Estrutura da Linguagem   Ambientes   Referências


Comando utilizados em LaTeX


Listas I

             Sempre que possível usa-se listas de itens;
             Listas de itens não-numerados:

              begin{itemize}
                  item item 1
                  item item 2
                  item item 3
              end{itemize}

             item 1
             item 2
             item 3
Introdução                    Estrutura da Linguagem   Ambientes    Referências


Comando utilizados em LaTeX


Listas II

                 As listas enumeradas devem ser usadas apenas quando é
                 importante a ordem dos itens apresentados;
                 Listas enumeradas:

                 begin{enumerate}
                     item item 1
                     item item 2
                     item item 3
                 end{enumerate}

                 item 1
             1


                 item 2
             2


                 item 3
             3
Introdução                    Estrutura da Linguagem   Ambientes   Referências


Comando utilizados em LaTeX


Listas III

             As listas descritivas são úteis para glossários ou
             descrições de comandos ou funções;
             Listas descritivas:

              begin{description}
                  item[foo] item 1
                  item[bar] item 2
                  item[zbr] item 3
              end{description}

                    foo item 1
                    bar item 2
                    zbr item 3
Introdução                     Estrutura da Linguagem          Ambientes   Referências


Comando utilizados em LaTeX


Notas e Referências



             Referência Internas
                     permite referir. . . no capítulo X. . .
                     referências atualizadas automaticamente;
                     colocam-se labels no pontos que vamos referir;
                              label{nome}
                     colocam-se referências nos pontos em que referimos;
                              ref{nome} e/ou pageref{nome}
                     tipicamente
                              Ver capítulo ref{nome}
                              Ver página pageref{nome}
Introdução                    Estrutura da Linguagem      Ambientes            Referências


Comando utilizados em LaTeX


Notas e Referências




             Notas de rodapé
                     usadas para esclarecer algo pouco relevante;
                     usadas para colocar uma url, nota de tradução, etc;
                     feitas com footnote{texto da nota de rodapé.}
             Notas de margem
                     usados para comentários, notas. . . marginpar{ . . . }
Introdução                    Estrutura da Linguagem   Ambientes   Referências


Comando utilizados em LaTeX


Cabeçalho



             Usa-se o pacote fancyhdr;
             Aplica-se o estilo de página pagestyle{fancy}
             Usa-se o fancyhead e o fancyfoot Por exemplo,
             fancyhead[LO]{texto}
             L - Left, R - Right, O - Odd, E - Even;
             Outros estilos de página...
                     thispagestyle{empty}
                     pagestyle{plain}
Introdução                    Estrutura da Linguagem    Ambientes         Referências


Comando utilizados em LaTeX


Divisão do Projeto




             Um documento grande pode ser dividido em arquivos
             isolados:
                     dividir projeto em pedaços (outros arquivos .tex);
                     cada pedaço pode ser incluído com input{nome};
                     um pedaço pode incluir outros pedaços;
                     também é útil para modularidade. . .
Introdução                Estrutura da Linguagem   Ambientes   Referências




Sumário

             Introdução
       1
                O que é LaTeX?

             Estrutura da Linguagem
       2
               Comando utilizados em LaTeX

             Ambientes
       3
               Visão Geral
               Ambiente Matemático
               Principais motivos para trabalhar com LaTeX

             Referências
       4
               Livros, tutoriais, sites, ...
Introdução              Estrutura da Linguagem   Ambientes    Referências


Visão Geral


Principais Ambientes


              É possível ao usuário definir ambientes
              Os ambientes são compostos por:
                  código de início;
                  código de final;

              newenvironment{realce}{$Rightarrow$}{$Leftarrow$}

              begin{realce}
                  texto
              end{realce}

              => texto <=
Introdução               Estrutura da Linguagem       Ambientes   Referências


Visão Geral


Principais Ambientes


              begin{equation} . . . end{equation}
                  Definição de equações, substituindo $ . . . $
              begin{figure} . . . end{figure}
                  Definição de figuras
              begin{table}
              begin{tabular} . . . end{tabular}
              end{table}
                  Definição de tabelas
              begin{verbatim} . . . end{verbatim}
                  Definição de texto pré-formatado
Introdução                   Estrutura da Linguagem         Ambientes           Referências


Ambiente Matemático


Visão geral



             Uma das maiores vantagens do TeX/LaTeX;
             Para introduzir fórmulas usa-se $ . . . $ para o formato
             in-line e $$ . . . $$ para o formato “mais apresentável”
             Testar:
                      $ varphi{(i)} =
                      tanˆ{-1}{biggl{(}frac{y_{i+q}}{x_{i-q}}biggr{)}} $
                      $$ varphi{(i)} =
                      tanˆ{-1}{biggl{(}frac{y_{i+q}}{x_{i-q}}biggr{)}} $$
Introdução             Estrutura da Linguagem           Ambientes   Referências


Ambiente Matemático


Exemplos de Fórmulas


             $$ (a+b)ˆ2 = aˆ2 + 2ab + bˆ2 $$

                                 (a + b)2 = a2 + 2ab + b2

             $$ a_0 + ldots + a_n + a_{n+1} $$

                                     a0 + . . . + an + an+1

             $$ sqrt{frac{1}{2}} $$

                                                1
                                                2
Introdução             Estrutura da Linguagem                Ambientes   Referências


Ambiente Matemático


Exemplos de Fórmulas

             $$ lim_{n to infty}sum_{k=1}ˆnfrac{1}{kˆ2}=
             frac{piˆ2}{6} $$
                                                 n
                                                            π2
                                                       1
                                         lim              =
                                                       k2   6
                                        n→∞
                                                k =1

             $$ forall x in mathbf{R}:qquad xˆ{2} geq 0 $$

                                                         x2 ≥ 0
                                     ∀x ∈ R :

             $$v = sigma_1 cdotsigma_2 tau_1 cdottau_2 $$

                                        v = σ 1 · σ 2 τ1 · τ2
Introdução              Estrutura da Linguagem                 Ambientes   Referências


Ambiente Matemático


Exemplos de Fórmulas

             $$ lim_{x rightarrow 0} frac{sin x}{x}=1 $$

                                               sin x
                                            lim      =1
                                            x→0 x

             $$ 1 + ( frac{1}{ 1-xˆ{2} } ) ˆ3 $$

                                                    1
                                                         )3
                                           1+(
                                                  1 − x2
             $$ 1 + left( frac{1}{ 1-xˆ{2} } right) ˆ3 $$
                                                           3
                                                    1
                                          1+
                                                  1 − x2
Introdução                Estrutura da Linguagem          Ambientes      Referências


Ambiente Matemático


Acentos em Modo Matemático




                                         ˇ               ˜
                       ˆ                 a check{a}     a tilde{a}
                       a hat{a}

                                           ˙             ¨
                      `                    a dot{a}     a ddot{a}
                      a grave{a}

                       ¯
                       a bar{a}           a vec{a}   a widehat{a}

                      ´                  ˘
                      a acute{a}        a breve{a}   a widetilde{a}
Introdução                       Estrutura da Linguagem   Ambientes       Referências


Principais motivos para trabalhar com LaTeX


Figuras



               Objetos Flutuantes:
                       tabelas;
                       imagens;
                       outros. . .
               têm legenda associada;
               são numerados;
               flutuam no texto
                       Mudam de posicionamento e referência de acordo com a
                       evolução do documento.
Introdução                       Estrutura da Linguagem   Ambientes    Referências


Principais motivos para trabalhar com LaTeX


Figuras



               são introduzidas no ambiente figure;
                               begin{figure}[htbp]
                               % figure code/image inclusion/math formula
                               caption{Legenda da figura}
                               end{figure}

               o conteúdo de um ambiente figure não precisa de ser uma
               imagem. . .
Introdução                       Estrutura da Linguagem    Ambientes   Referências


Principais motivos para trabalhar com LaTeX


Exemplo de uso de Figura

       begin{figure}[htbp]
           includegraphics[width=5.6cm]{figs/watchmen}
           caption{Who watches the watchmen?}
           label{fig01}
       end{figure}




                                 Figura: Who watches the watchmen?
Introdução                       Estrutura da Linguagem   Ambientes   Referências


Principais motivos para trabalhar com LaTeX


Inclusão de Figuras


               usa-se o pacote graphicx;
               e o comando includegraphics{arquivo}
               Cuidado com os tipos de arquivos!!!
                       usando o comando latex (DVI), só podem usar:
                              eps
                              ps
                       usando o comando pdflatex (PDF) podem usar:
                              pdf
                              png
                              jpg
                       sugestão: não incluir extensão no comando.
Introdução                       Estrutura da Linguagem   Ambientes   Referências


Principais motivos para trabalhar com LaTeX


Teste com Figuras



               begin{figure}[htbp]
               centering
               includegraphics[width=0.9 textwidth]{imagem}
               caption{Legenda da figura}
               end{figure}

               Tente gerar um DVI e um PDF com os arquivos
               correspondentes!
Introdução                       Estrutura da Linguagem   Ambientes   Referências


Principais motivos para trabalhar com LaTeX


Tabelas



               são introduzidas no ambiente table;
                               begin{table}[htbp]
                               % tabular code/what else you need
                               caption{Legenda da tabela}
                               end{table}

               o conteúdo de um ambiente table não precisa de ser uma
               tabela. . .
Introdução                       Estrutura da Linguagem   Ambientes     Referências


Principais motivos para trabalhar com LaTeX


Criando Tabelas

               usa-se o ambiente tabular;
               especifica-se as colunas e respectivo alinhamento:
                       l - Left/Esquerda
                       r - Right/Direita
                       c - Center/Centrado
                       p - Paragraph/Parágrafo
               e as respectivas divisões. . .
               por exemplo:
               especifica-se as colunas e respectivo alinhamento:
                               begin{tabular}{|l|rcp{.4textwidth}|}
                               ...
                               end{tabular}
Introdução                       Estrutura da Linguagem   Ambientes   Referências


Principais motivos para trabalhar com LaTeX


Criando Tabelas

               as linhas contêm as células
               cada linha termina com 
               cada célula está separada das outras por &
               usa-se hline para riscos horizontais
               por exemplo (veja o resultado do código abaixo):

               begin{tabular}{l|r}
               foo & bar 
               hline
               zbr & 1 
               ugh & 2
               end{tabular}
Introdução                       Estrutura da Linguagem   Ambientes   Referências


Principais motivos para trabalhar com LaTeX


Referências com o BibTeX


               Crie um arquivo .bib com diferentes entradas
               Artigos. . .

       @article{ sepln2003,
       author = {Alberto M. Sim{~o}es and J. Jo{~a}o Almeida},
       title = {NATools -- A Statistical Word Aligner Workbench},
       publisher = {Sociedad Espa{~n}ola para el Procesamiento},
       month = {September},
       year = {2003}
       }
Introdução                       Estrutura da Linguagem   Ambientes          Referências


Principais motivos para trabalhar com LaTeX


Inclusão de documento LaTeX



               usa-se cite{sepln2003} para citar determinado
               documento;
               nesse local fica: [1]
               cria-se a bibliografia com:
                       bibliographystyle{plain}
                       bibliography{publicacoes}
               e fica:
                   1 Alberto M. Simões and J. João Almeida. NATools – a
                     statistical word aligner workbench. SEPLN, Sep. 2003.
Introdução                Estrutura da Linguagem   Ambientes   Referências




Sumário

             Introdução
       1
                O que é LaTeX?

             Estrutura da Linguagem
       2
               Comando utilizados em LaTeX

             Ambientes
       3
               Visão Geral
               Ambiente Matemático
               Principais motivos para trabalhar com LaTeX

             Referências
       4
               Livros, tutoriais, sites, ...
Introdução                      Estrutura da Linguagem   Ambientes          Referências


Livros, tutoriais, sites, ...


Referências




                  OETIKER, T. et al. The Not So Short Introduction to LaTeX2e.
                  [S.l.]: CTAN, 2008. Version 4.24.
                  Simões, A. Mini-Curso LaTeX. Departamento de Informática,
                  Universidade do Minho; 2006. URL: http://alfarrabio.di.
                  uminho.pt/~albie/lshort/presentation.pdf, Último acesso:
                  14/04/2009.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (14)

Curso de LaTeX
Curso de LaTeXCurso de LaTeX
Curso de LaTeX
 
[SIFSC] LaTeX para teses e dissertações
[SIFSC] LaTeX para teses e dissertações[SIFSC] LaTeX para teses e dissertações
[SIFSC] LaTeX para teses e dissertações
 
Formatação de TCC com abnTeX
Formatação de TCC com abnTeXFormatação de TCC com abnTeX
Formatação de TCC com abnTeX
 
1livro latex 1_1_pdf
1livro latex 1_1_pdf1livro latex 1_1_pdf
1livro latex 1_1_pdf
 
LaTeX Básico II
LaTeX Básico IILaTeX Básico II
LaTeX Básico II
 
Tutorial latex
Tutorial latexTutorial latex
Tutorial latex
 
Gestão de Terminologia
Gestão de TerminologiaGestão de Terminologia
Gestão de Terminologia
 
Programação Estruturada 2 - Aula 04
Programação Estruturada 2 - Aula 04Programação Estruturada 2 - Aula 04
Programação Estruturada 2 - Aula 04
 
Matemática Computacional
Matemática ComputacionalMatemática Computacional
Matemática Computacional
 
Bioestatistica usando R
Bioestatistica usando RBioestatistica usando R
Bioestatistica usando R
 
Fiocruz aprendendo r
Fiocruz aprendendo rFiocruz aprendendo r
Fiocruz aprendendo r
 
LaTeX workshop (JEQ)
LaTeX workshop (JEQ)LaTeX workshop (JEQ)
LaTeX workshop (JEQ)
 
Poo frank
Poo frankPoo frank
Poo frank
 
Object pascal
Object pascalObject pascal
Object pascal
 

Destaque (20)

Realtime
RealtimeRealtime
Realtime
 
Pcr
PcrPcr
Pcr
 
RCP - Suporte Básico de Vida (2014)
RCP - Suporte Básico de Vida (2014)RCP - Suporte Básico de Vida (2014)
RCP - Suporte Básico de Vida (2014)
 
ERBASE 2015 - Curso Básico de LaTeX
ERBASE 2015 - Curso Básico de LaTeXERBASE 2015 - Curso Básico de LaTeX
ERBASE 2015 - Curso Básico de LaTeX
 
Tutorial latex 2011
Tutorial latex 2011Tutorial latex 2011
Tutorial latex 2011
 
métodos ordenação C, bolha, selection sort e insertion sort
métodos ordenação C, bolha, selection sort e insertion sortmétodos ordenação C, bolha, selection sort e insertion sort
métodos ordenação C, bolha, selection sort e insertion sort
 
Teste HIV
Teste HIVTeste HIV
Teste HIV
 
Bioquimica sedimento urinario
Bioquimica sedimento urinarioBioquimica sedimento urinario
Bioquimica sedimento urinario
 
Hemograma
HemogramaHemograma
Hemograma
 
Resumo tudo sobre AIDS
Resumo tudo sobre AIDSResumo tudo sobre AIDS
Resumo tudo sobre AIDS
 
Procedimentos de realização dos testes rápidos
Procedimentos de realização dos testes rápidosProcedimentos de realização dos testes rápidos
Procedimentos de realização dos testes rápidos
 
Análises da urina
Análises da urinaAnálises da urina
Análises da urina
 
Urinalise - 2010
Urinalise - 2010Urinalise - 2010
Urinalise - 2010
 
Atlas de urinalise
Atlas de urinaliseAtlas de urinalise
Atlas de urinalise
 
Trabalho técnico em enfermagem Hemograma em anemias
Trabalho técnico em enfermagem Hemograma em anemiasTrabalho técnico em enfermagem Hemograma em anemias
Trabalho técnico em enfermagem Hemograma em anemias
 
Hematologia 2010
Hematologia 2010Hematologia 2010
Hematologia 2010
 
introdução à farmacologia
 introdução à farmacologia introdução à farmacologia
introdução à farmacologia
 
Curso Atualização Hemostasia pdf
Curso Atualização Hemostasia pdfCurso Atualização Hemostasia pdf
Curso Atualização Hemostasia pdf
 
Gasometria arterial fisioterapia
Gasometria arterial fisioterapiaGasometria arterial fisioterapia
Gasometria arterial fisioterapia
 
Gasometria arterial
Gasometria arterialGasometria arterial
Gasometria arterial
 

Semelhante a Introducao ao LaTeX

Introdução ao LaTeX - Wanderson Henrique Camargo Ros
 Introdução ao LaTeX - Wanderson Henrique Camargo Ros Introdução ao LaTeX - Wanderson Henrique Camargo Ros
Introdução ao LaTeX - Wanderson Henrique Camargo RosTchelinux
 
Latex2e - guia rápido e básico
Latex2e - guia rápido e básicoLatex2e - guia rápido e básico
Latex2e - guia rápido e básicoRenato Guimarães
 
Introdução ao LaTeX (SECCOM 2012)
Introdução ao LaTeX (SECCOM 2012)Introdução ao LaTeX (SECCOM 2012)
Introdução ao LaTeX (SECCOM 2012)Matheus Braun Magrin
 
FIS146 - Informática Aplicada a Fı́sica
FIS146 - Informática Aplicada a Fı́sicaFIS146 - Informática Aplicada a Fı́sica
FIS146 - Informática Aplicada a Fı́sicaMarcilio Guimarães
 
Introdução ao LaTeX v.2 (SECCOM 2013)
Introdução ao LaTeX v.2 (SECCOM 2013)Introdução ao LaTeX v.2 (SECCOM 2013)
Introdução ao LaTeX v.2 (SECCOM 2013)Matheus Braun Magrin
 
EDITORES DE TEXTO, PLANILHAS DE CÁLCULOS E EDITORES DE SLIDE  
EDITORES DE TEXTO, PLANILHAS DE CÁLCULOS E EDITORES DE SLIDE  EDITORES DE TEXTO, PLANILHAS DE CÁLCULOS E EDITORES DE SLIDE  
EDITORES DE TEXTO, PLANILHAS DE CÁLCULOS E EDITORES DE SLIDE  SousaLeitee
 
LIA - Linguagem Interpretada de Algoritmos
LIA - Linguagem Interpretada de AlgoritmosLIA - Linguagem Interpretada de Algoritmos
LIA - Linguagem Interpretada de AlgoritmosRafael Martins
 
Apresentação Formação LaTeX
Apresentação Formação LaTeXApresentação Formação LaTeX
Apresentação Formação LaTeXJoão Nogueira
 
Texto multimedia - Resumido
Texto multimedia - ResumidoTexto multimedia - Resumido
Texto multimedia - ResumidoInesSantos12
 
Unid i repres graf de trab acad - 2€ ¦º sem de 2006
Unid i   repres graf de trab acad - 2€ ¦º sem de 2006Unid i   repres graf de trab acad - 2€ ¦º sem de 2006
Unid i repres graf de trab acad - 2€ ¦º sem de 2006keyla1988
 
Curso introdução à educação digital – linux
Curso introdução à educação digital – linuxCurso introdução à educação digital – linux
Curso introdução à educação digital – linuxMarta Rocha
 

Semelhante a Introducao ao LaTeX (20)

Introdução ao LaTeX - Wanderson Henrique Camargo Ros
 Introdução ao LaTeX - Wanderson Henrique Camargo Ros Introdução ao LaTeX - Wanderson Henrique Camargo Ros
Introdução ao LaTeX - Wanderson Henrique Camargo Ros
 
Tex2000
Tex2000Tex2000
Tex2000
 
Pesl latex
Pesl latexPesl latex
Pesl latex
 
LabTeX Presentation
LabTeX  PresentationLabTeX  Presentation
LabTeX Presentation
 
Part1
Part1Part1
Part1
 
Latex2e - guia rápido e básico
Latex2e - guia rápido e básicoLatex2e - guia rápido e básico
Latex2e - guia rápido e básico
 
Introdução ao LaTeX (SECCOM 2012)
Introdução ao LaTeX (SECCOM 2012)Introdução ao LaTeX (SECCOM 2012)
Introdução ao LaTeX (SECCOM 2012)
 
Latex
LatexLatex
Latex
 
FIS146 - Informática Aplicada a Fı́sica
FIS146 - Informática Aplicada a Fı́sicaFIS146 - Informática Aplicada a Fı́sica
FIS146 - Informática Aplicada a Fı́sica
 
Simplificar o LaTex
Simplificar o LaTexSimplificar o LaTex
Simplificar o LaTex
 
Introdução ao LaTeX v.2 (SECCOM 2013)
Introdução ao LaTeX v.2 (SECCOM 2013)Introdução ao LaTeX v.2 (SECCOM 2013)
Introdução ao LaTeX v.2 (SECCOM 2013)
 
EDITORES DE TEXTO, PLANILHAS DE CÁLCULOS E EDITORES DE SLIDE  
EDITORES DE TEXTO, PLANILHAS DE CÁLCULOS E EDITORES DE SLIDE  EDITORES DE TEXTO, PLANILHAS DE CÁLCULOS E EDITORES DE SLIDE  
EDITORES DE TEXTO, PLANILHAS DE CÁLCULOS E EDITORES DE SLIDE  
 
LIA - Linguagem Interpretada de Algoritmos
LIA - Linguagem Interpretada de AlgoritmosLIA - Linguagem Interpretada de Algoritmos
LIA - Linguagem Interpretada de Algoritmos
 
Latexmat
LatexmatLatexmat
Latexmat
 
Apresentação Formação LaTeX
Apresentação Formação LaTeXApresentação Formação LaTeX
Apresentação Formação LaTeX
 
Apresentação Formação LaTeX
Apresentação Formação LaTeXApresentação Formação LaTeX
Apresentação Formação LaTeX
 
Apostila latex 2010
Apostila latex 2010Apostila latex 2010
Apostila latex 2010
 
Texto multimedia - Resumido
Texto multimedia - ResumidoTexto multimedia - Resumido
Texto multimedia - Resumido
 
Unid i repres graf de trab acad - 2€ ¦º sem de 2006
Unid i   repres graf de trab acad - 2€ ¦º sem de 2006Unid i   repres graf de trab acad - 2€ ¦º sem de 2006
Unid i repres graf de trab acad - 2€ ¦º sem de 2006
 
Curso introdução à educação digital – linux
Curso introdução à educação digital – linuxCurso introdução à educação digital – linux
Curso introdução à educação digital – linux
 

Mais de Ialis Cavalcante (15)

Assembleia com os Discentes - SACEC
Assembleia com os Discentes - SACECAssembleia com os Discentes - SACEC
Assembleia com os Discentes - SACEC
 
Minicurso Ercemapi 2011
Minicurso Ercemapi 2011Minicurso Ercemapi 2011
Minicurso Ercemapi 2011
 
Unidade7 1
Unidade7 1Unidade7 1
Unidade7 1
 
Programacao logica
Programacao logicaProgramacao logica
Programacao logica
 
05 poo-ii
05   poo-ii05   poo-ii
05 poo-ii
 
Unidade06
Unidade06Unidade06
Unidade06
 
Introducao ao greenfoot
Introducao ao greenfootIntroducao ao greenfoot
Introducao ao greenfoot
 
Dinamicas
DinamicasDinamicas
Dinamicas
 
Interface grafica
Interface graficaInterface grafica
Interface grafica
 
Unidade05
Unidade05Unidade05
Unidade05
 
Unidade04
Unidade04Unidade04
Unidade04
 
Unidade03
Unidade03Unidade03
Unidade03
 
Unidade02
Unidade02Unidade02
Unidade02
 
Técnicas de PDI com Java - Ercemapi 2009
Técnicas de PDI com Java - Ercemapi 2009Técnicas de PDI com Java - Ercemapi 2009
Técnicas de PDI com Java - Ercemapi 2009
 
CCT 23Maio2009 Sobral
CCT 23Maio2009 SobralCCT 23Maio2009 Sobral
CCT 23Maio2009 Sobral
 

Último

Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaeliana862656
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no textoMariaPauladeSouzaTur
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxHlioMachado1
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETODouglasVasconcelosMa
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 

Último (20)

“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escrita
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no texto
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 

Introducao ao LaTeX

  • 1. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Introdução ao LaTeX Flisol 2009 - Sobral-CE Prof. Me. Iális Cavalcante de Paula Júnior ialis@ufc.br Universidade Federal do Ceará - Campus de Sobral Engenharia da Computação 25 de abril de 2009
  • 2. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Sumário Introdução 1 O que é LaTeX? Estrutura da Linguagem 2 Comando utilizados em LaTeX Ambientes 3 Visão Geral Ambiente Matemático Principais motivos para trabalhar com LaTeX Referências 4 Livros, tutoriais, sites, ...
  • 3. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Sumário Introdução 1 O que é LaTeX? Estrutura da Linguagem 2 Comando utilizados em LaTeX Ambientes 3 Visão Geral Ambiente Matemático Principais motivos para trabalhar com LaTeX Referências 4 Livros, tutoriais, sites, ...
  • 4. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências O que é LaTeX? Definições O que é LaTeX? LATEX é uma linguagem de editoração permite a produção de diversos tipos de documentos de aparência profissional. LATEX é o padrão em diversos congressos científicos, e para trabalhos oficiais (teses e dissertações) em muitas faculdades. Os documentos produzidos podem, muitas vezes, ser diretamente enviados para gráficas e, claro, pode-se gerar PDFs automaticamente. Em LATEX, escreve-se um arquivo simples, de texto puro, (de extensão .tex) com algumas marcações Executa-se o programa latex nesse arquivo, e é gerado um arquivo DVI, de extensão .dvi. A partir desse arquivo, podemos gerar um arquivo Postscript ou um arquivo PDF. Também podemos gerar PDF a partir do arquivo .tex original.
  • 5. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências O que é LaTeX? Definições O que é LaTeX? A maioria dos programas de edição segue a linha WYSIWIG what you see is what you get A grande vantagem do LATEX sobre as demais abordagens não há preocupação com diagramação, índices, numerações, etc. O LATEX cuida disso pra você! Ele gera índices, sumários, cross-references e notas de rodapé com a numeração certa, ele cuida da bibliografia, e cuida da apresentação gráfica. Com o LATEX, podemos criar artigos, relatórios, livros, cartas, apresentações, partituras de música (!!!) e muitos outros, em diversos estilos, com agilidade e praticidade.
  • 6. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências O que é LaTeX? Definições O que é LaTeX? A maioria dos programas de edição segue a linha WYSIWIG what you see is what you get A grande vantagem do LATEX sobre as demais abordagens não há preocupação com diagramação, índices, numerações, etc. O LATEX cuida disso pra você! Ele gera índices, sumários, cross-references e notas de rodapé com a numeração certa, ele cuida da bibliografia, e cuida da apresentação gráfica. Com o LATEX, podemos criar artigos, relatórios, livros, cartas, apresentações, partituras de música (!!!) e muitos outros, em diversos estilos, com agilidade e praticidade.
  • 7. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências O que é LaTeX? Definições O que é LaTeX? A maioria dos programas de edição segue a linha WYSIWIG what you see is what you get A grande vantagem do LATEX sobre as demais abordagens não há preocupação com diagramação, índices, numerações, etc. O LATEX cuida disso pra você! Ele gera índices, sumários, cross-references e notas de rodapé com a numeração certa, ele cuida da bibliografia, e cuida da apresentação gráfica. Com o LATEX, podemos criar artigos, relatórios, livros, cartas, apresentações, partituras de música (!!!) e muitos outros, em diversos estilos, com agilidade e praticidade.
  • 8. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências O que é LaTeX? Definições O que é LaTeX? A maioria dos programas de edição segue a linha WYSIWIG what you see is what you get A grande vantagem do LATEX sobre as demais abordagens não há preocupação com diagramação, índices, numerações, etc. O LATEX cuida disso pra você! Ele gera índices, sumários, cross-references e notas de rodapé com a numeração certa, ele cuida da bibliografia, e cuida da apresentação gráfica. Com o LATEX, podemos criar artigos, relatórios, livros, cartas, apresentações, partituras de música (!!!) e muitos outros, em diversos estilos, com agilidade e praticidade.
  • 9. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências O que é LaTeX? Definições O que não é LaTeX?
  • 10. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências O que é LaTeX? Definições O que não é LaTeX? Não dá pra fazer tudo com LaTeX
  • 11. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências O que é LaTeX? Definições O que não é LaTeX? Não dá pra fazer tudo com LaTeX Não compensa confeccionar: lista de compras, ata de reunião de formatura, bilhete pra namorada, santinho de campanha eleitoral, etc.
  • 12. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências O que é LaTeX? Definições O que não é LaTeX? Não dá pra fazer tudo com LaTeX Não compensa confeccionar: lista de compras, ata de reunião de formatura, bilhete pra namorada, santinho de campanha eleitoral, etc. Não perca tempo! LATEX é excelente, customizável, tem diversos pacotes e várias opções de melhorias. Adequa-se a diversos tipos de documento, mas não é a solução para os problemas do universo.
  • 13. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências O que é LaTeX? Histórico No início era o TEX; Criado por Donald Knuth; Célebre autor do “Art of Computer Programming”; Criado para escrever o livro; Software conhecido com menos bugs; Pronuncia-se tech e escreve-se TEX ou TeX;
  • 14. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências O que é LaTeX? Histórico Seguiu-se-lhe o LATEX; Escrito usando por base o TEX; Desenvolvido por Leslie Lamport nos anos 80; Atualmente está na versão LaTeX2 (LaTeX2e); Mantido pela comunidade; Várias distribuições (teTeX/MikTeX); Pronuncia-se lay-tech e escreve-se LATEX ou LaTeX;
  • 15. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências O que é LaTeX? Vantagens Documento com layout profissional; Conjunto de comandos que “forçam” uma estruturação ao documento; Permite gerar facilmente: notas de rodapé; referências; índices; bibliografias. Existem pacotes para gerar todo o tipo de objectos: música (MusicTEX, lilypond); posters; apresentações (seminar, proster, LATEX-beamer).
  • 16. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências O que é LaTeX? Vantagens Documento com layout profissional; Conjunto de comandos que “forçam” uma estruturação ao documento; Permite gerar facilmente: notas de rodapé; referências; índices; bibliografias. Existem pacotes para gerar todo o tipo de objectos: música (MusicTEX, lilypond); posters; apresentações (seminar, proster, LATEX-beamer).
  • 17. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências O que é LaTeX? Vantagens Documento com layout profissional; Conjunto de comandos que “forçam” uma estruturação ao documento; Permite gerar facilmente: notas de rodapé; referências; índices; bibliografias. Existem pacotes para gerar todo o tipo de objectos: música (MusicTEX, lilypond); posters; apresentações (seminar, proster, LATEX-beamer).
  • 18. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências O que é LaTeX? Vantagens Documento com layout profissional; Conjunto de comandos que “forçam” uma estruturação ao documento; Permite gerar facilmente: notas de rodapé; referências; índices; bibliografias. Existem pacotes para gerar todo o tipo de objectos: música (MusicTEX, lilypond); posters; apresentações (seminar, proster, LATEX-beamer).
  • 19. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências O que é LaTeX? Distribuição Distribuição LaTeX Conjunto contendo: programas binários; fontes padrão do TeX (em formato Metafont); fontes PostScript da URW (incluindo equivalentes das famosas quot;Timesquot;, quot;Helveticaquot;, quot;Avant Gardequot;, quot;Bookmanquot;, quot;Palatinoquot;e quot;Courierquot;) e algumas outras fontes PS gratuitas (dependendo da distribuição as fontes padrão do TeX em formato PS podem ser incluídas); arquivos de Classes de Documentos (*.cls); arquivos de Estilos e Extensões para Documentos (*.sty); Arquivos de Configuração e definições; Muita documentação.
  • 20. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências O que é LaTeX? Distribuição Distribuição LaTeX Unix/Linux/BSD teTEX (http://www.tug.org/teTeX/); TEXlive (http://www.tug.org/texlive/); Windows MikTEX (http://www.miktex.org/); Scientific Word (http://www.tcisoft.com/); PCTEX (http://www.pctex.com/); TEXlive (http://www.tug.org/texlive/); Macintosh MacTeX (http://www.tug.org/mactex/)
  • 21. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências O que é LaTeX? Editor Alguns Editores Windows LED–LaTeX Editor (http://www.latexeditor.org/); TeXnicCenter (http://www.texniccenter.org/); WinEdt (http://www.winedt.com/); Linux Kile (http://kile.sourceforge.net/); Texmaker (http://www.xm1math.net/texmaker/); LyX (http://www.lyx.org/); MacOS iTexMac (http://itexmac.sourceforge.net/); Multiplataforma Emacs (http://www.gnu.org/software/emacs/emacs.html).
  • 22. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências O que é LaTeX? Ciclo de Vida DVIPS, KDVI Arquivo .tex gera: Arquivos .log, .aux e .dvi; Arquivo .dvi gera: Arquivos .ps e .pdf; KPDF, pdflatex Arquivo .tex gera: Arquivos .log, .aux e .pdf
  • 23. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Sumário Introdução 1 O que é LaTeX? Estrutura da Linguagem 2 Comando utilizados em LaTeX Ambientes 3 Visão Geral Ambiente Matemático Principais motivos para trabalhar com LaTeX Referências 4 Livros, tutoriais, sites, ...
  • 24. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Comando utilizados em LaTeX Início Estrutura base de um documento documentclass{article} %% Declarac{c}{~o}es begin{document} %% Documento end{document} Pode começar!!!
  • 25. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Comando utilizados em LaTeX Início O TEX e o LATEX só suportam ASCII de 7 bits; Existem pacotes para suportar latin1 (ISO-8859-1), unicode (UTF-8, UTF-16) e outros sistemas de codificação. documentclass{article} usepackage[latin1]{inputenc} usepackage[brazil]{babel} begin{document} Texto normal com codificac{c}{~a}o emph{latin1}. end{document}
  • 26. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Comando utilizados em LaTeX Início documentclass{???} article – artigos técnicos. Título e autores partilham a primeira página do documento. Não existem capítulos, apenas seções. report – relatórios. Título e autores aparecem na primeira página. Existem capítulos e seções. book – livros. Título e autores aparecem na primeira página. Existem capítulos e seções. Também se podem usar “partes”. letter; Outras opções. Aceita-se parâmetros também!
  • 27. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Comando utilizados em LaTeX Início Os títulos são definidos no preâmbulo do documento: title{T{'i}tulo do documento} author{Autor and autor} date{today} No documento introduz-se o título com: maketitle O resumo é introduzido no início do documento com: begin{abstract} texto end{abstract}
  • 28. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Comando utilizados em LaTeX Início Parágrafos são separados por linhas em branco. Capítulos e seções são indicadas com: part{...} (book) chapter{...} (book e report) section{...} (todos) subsection{...} (todos) subsubsection{...} (todos) Geração automática de índices: tableofcontents obriga a compilar o documento mais de uma vez.
  • 29. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Comando utilizados em LaTeX Início documentclass{article} % ... begin{document} section{Introduc{c}{~a}o} Aqui vamos falar do conte{'u}do deste documento... subsection{O problema} subsection{A soluc{c}{~a}o} section{Conclus{~o}es} end{document}
  • 30. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Comando utilizados em LaTeX Início Algumas sugestões: não criem seções ou subseções únicas; não usem demasiados níveis de seções; usem títulos pequenos; cuidado com a ordem das seções; não usar os diferentes níveis de seção como forma de mudar o tamanho das letras.
  • 31. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Comando utilizados em LaTeX Fontes Tipos de Letras Negrito: textbf{Negrito} Itálico: textit{Itálico} Monotype: texttt{Monotype} Sans Serif: textsf{Sans Serif} SMALLCAPS: textsc{SmallCaps} Slanted: textsl{Slanted} Ênfase: emph{Ênfase}
  • 32. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Comando utilizados em LaTeX Fontes Tamanho de Letra tiny{...} scriptsize{...} footnotesize{...} small{...} normalsize{...} large{...} Large{...} LARGE{...} huge{...} Huge{...}
  • 33. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Comando utilizados em LaTeX Alinhamento do Texto Por omissão, alinha-se à esquerda; Para centralizar o texto: begin{center} Texto centrado end{center} Para alinhar à direita: begin{flushright} Texto {`a} direita end{flushright} Use tipos de letra diferente apenas se necessário para salientar ou diferenciar informação; Modifique os tamanhos de letra apenas em extrema necessidade; Deixe o LaTeX tratar da orientação do texto. Centralize só se for realmente necessário.
  • 34. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Comando utilizados em LaTeX Listas I Sempre que possível usa-se listas de itens; Listas de itens não-numerados: begin{itemize} item item 1 item item 2 item item 3 end{itemize} item 1 item 2 item 3
  • 35. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Comando utilizados em LaTeX Listas II As listas enumeradas devem ser usadas apenas quando é importante a ordem dos itens apresentados; Listas enumeradas: begin{enumerate} item item 1 item item 2 item item 3 end{enumerate} item 1 1 item 2 2 item 3 3
  • 36. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Comando utilizados em LaTeX Listas III As listas descritivas são úteis para glossários ou descrições de comandos ou funções; Listas descritivas: begin{description} item[foo] item 1 item[bar] item 2 item[zbr] item 3 end{description} foo item 1 bar item 2 zbr item 3
  • 37. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Comando utilizados em LaTeX Notas e Referências Referência Internas permite referir. . . no capítulo X. . . referências atualizadas automaticamente; colocam-se labels no pontos que vamos referir; label{nome} colocam-se referências nos pontos em que referimos; ref{nome} e/ou pageref{nome} tipicamente Ver capítulo ref{nome} Ver página pageref{nome}
  • 38. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Comando utilizados em LaTeX Notas e Referências Notas de rodapé usadas para esclarecer algo pouco relevante; usadas para colocar uma url, nota de tradução, etc; feitas com footnote{texto da nota de rodapé.} Notas de margem usados para comentários, notas. . . marginpar{ . . . }
  • 39. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Comando utilizados em LaTeX Cabeçalho Usa-se o pacote fancyhdr; Aplica-se o estilo de página pagestyle{fancy} Usa-se o fancyhead e o fancyfoot Por exemplo, fancyhead[LO]{texto} L - Left, R - Right, O - Odd, E - Even; Outros estilos de página... thispagestyle{empty} pagestyle{plain}
  • 40. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Comando utilizados em LaTeX Divisão do Projeto Um documento grande pode ser dividido em arquivos isolados: dividir projeto em pedaços (outros arquivos .tex); cada pedaço pode ser incluído com input{nome}; um pedaço pode incluir outros pedaços; também é útil para modularidade. . .
  • 41. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Sumário Introdução 1 O que é LaTeX? Estrutura da Linguagem 2 Comando utilizados em LaTeX Ambientes 3 Visão Geral Ambiente Matemático Principais motivos para trabalhar com LaTeX Referências 4 Livros, tutoriais, sites, ...
  • 42. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Visão Geral Principais Ambientes É possível ao usuário definir ambientes Os ambientes são compostos por: código de início; código de final; newenvironment{realce}{$Rightarrow$}{$Leftarrow$} begin{realce} texto end{realce} => texto <=
  • 43. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Visão Geral Principais Ambientes begin{equation} . . . end{equation} Definição de equações, substituindo $ . . . $ begin{figure} . . . end{figure} Definição de figuras begin{table} begin{tabular} . . . end{tabular} end{table} Definição de tabelas begin{verbatim} . . . end{verbatim} Definição de texto pré-formatado
  • 44. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Ambiente Matemático Visão geral Uma das maiores vantagens do TeX/LaTeX; Para introduzir fórmulas usa-se $ . . . $ para o formato in-line e $$ . . . $$ para o formato “mais apresentável” Testar: $ varphi{(i)} = tanˆ{-1}{biggl{(}frac{y_{i+q}}{x_{i-q}}biggr{)}} $ $$ varphi{(i)} = tanˆ{-1}{biggl{(}frac{y_{i+q}}{x_{i-q}}biggr{)}} $$
  • 45. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Ambiente Matemático Exemplos de Fórmulas $$ (a+b)ˆ2 = aˆ2 + 2ab + bˆ2 $$ (a + b)2 = a2 + 2ab + b2 $$ a_0 + ldots + a_n + a_{n+1} $$ a0 + . . . + an + an+1 $$ sqrt{frac{1}{2}} $$ 1 2
  • 46. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Ambiente Matemático Exemplos de Fórmulas $$ lim_{n to infty}sum_{k=1}ˆnfrac{1}{kˆ2}= frac{piˆ2}{6} $$ n π2 1 lim = k2 6 n→∞ k =1 $$ forall x in mathbf{R}:qquad xˆ{2} geq 0 $$ x2 ≥ 0 ∀x ∈ R : $$v = sigma_1 cdotsigma_2 tau_1 cdottau_2 $$ v = σ 1 · σ 2 τ1 · τ2
  • 47. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Ambiente Matemático Exemplos de Fórmulas $$ lim_{x rightarrow 0} frac{sin x}{x}=1 $$ sin x lim =1 x→0 x $$ 1 + ( frac{1}{ 1-xˆ{2} } ) ˆ3 $$ 1 )3 1+( 1 − x2 $$ 1 + left( frac{1}{ 1-xˆ{2} } right) ˆ3 $$ 3 1 1+ 1 − x2
  • 48. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Ambiente Matemático Acentos em Modo Matemático ˇ ˜ ˆ a check{a} a tilde{a} a hat{a} ˙ ¨ ` a dot{a} a ddot{a} a grave{a} ¯ a bar{a} a vec{a} a widehat{a} ´ ˘ a acute{a} a breve{a} a widetilde{a}
  • 49. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Principais motivos para trabalhar com LaTeX Figuras Objetos Flutuantes: tabelas; imagens; outros. . . têm legenda associada; são numerados; flutuam no texto Mudam de posicionamento e referência de acordo com a evolução do documento.
  • 50. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Principais motivos para trabalhar com LaTeX Figuras são introduzidas no ambiente figure; begin{figure}[htbp] % figure code/image inclusion/math formula caption{Legenda da figura} end{figure} o conteúdo de um ambiente figure não precisa de ser uma imagem. . .
  • 51. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Principais motivos para trabalhar com LaTeX Exemplo de uso de Figura begin{figure}[htbp] includegraphics[width=5.6cm]{figs/watchmen} caption{Who watches the watchmen?} label{fig01} end{figure} Figura: Who watches the watchmen?
  • 52. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Principais motivos para trabalhar com LaTeX Inclusão de Figuras usa-se o pacote graphicx; e o comando includegraphics{arquivo} Cuidado com os tipos de arquivos!!! usando o comando latex (DVI), só podem usar: eps ps usando o comando pdflatex (PDF) podem usar: pdf png jpg sugestão: não incluir extensão no comando.
  • 53. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Principais motivos para trabalhar com LaTeX Teste com Figuras begin{figure}[htbp] centering includegraphics[width=0.9 textwidth]{imagem} caption{Legenda da figura} end{figure} Tente gerar um DVI e um PDF com os arquivos correspondentes!
  • 54. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Principais motivos para trabalhar com LaTeX Tabelas são introduzidas no ambiente table; begin{table}[htbp] % tabular code/what else you need caption{Legenda da tabela} end{table} o conteúdo de um ambiente table não precisa de ser uma tabela. . .
  • 55. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Principais motivos para trabalhar com LaTeX Criando Tabelas usa-se o ambiente tabular; especifica-se as colunas e respectivo alinhamento: l - Left/Esquerda r - Right/Direita c - Center/Centrado p - Paragraph/Parágrafo e as respectivas divisões. . . por exemplo: especifica-se as colunas e respectivo alinhamento: begin{tabular}{|l|rcp{.4textwidth}|} ... end{tabular}
  • 56. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Principais motivos para trabalhar com LaTeX Criando Tabelas as linhas contêm as células cada linha termina com cada célula está separada das outras por & usa-se hline para riscos horizontais por exemplo (veja o resultado do código abaixo): begin{tabular}{l|r} foo & bar hline zbr & 1 ugh & 2 end{tabular}
  • 57. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Principais motivos para trabalhar com LaTeX Referências com o BibTeX Crie um arquivo .bib com diferentes entradas Artigos. . . @article{ sepln2003, author = {Alberto M. Sim{~o}es and J. Jo{~a}o Almeida}, title = {NATools -- A Statistical Word Aligner Workbench}, publisher = {Sociedad Espa{~n}ola para el Procesamiento}, month = {September}, year = {2003} }
  • 58. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Principais motivos para trabalhar com LaTeX Inclusão de documento LaTeX usa-se cite{sepln2003} para citar determinado documento; nesse local fica: [1] cria-se a bibliografia com: bibliographystyle{plain} bibliography{publicacoes} e fica: 1 Alberto M. Simões and J. João Almeida. NATools – a statistical word aligner workbench. SEPLN, Sep. 2003.
  • 59. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Sumário Introdução 1 O que é LaTeX? Estrutura da Linguagem 2 Comando utilizados em LaTeX Ambientes 3 Visão Geral Ambiente Matemático Principais motivos para trabalhar com LaTeX Referências 4 Livros, tutoriais, sites, ...
  • 60. Introdução Estrutura da Linguagem Ambientes Referências Livros, tutoriais, sites, ... Referências OETIKER, T. et al. The Not So Short Introduction to LaTeX2e. [S.l.]: CTAN, 2008. Version 4.24. Simões, A. Mini-Curso LaTeX. Departamento de Informática, Universidade do Minho; 2006. URL: http://alfarrabio.di. uminho.pt/~albie/lshort/presentation.pdf, Último acesso: 14/04/2009.