Festa junina.

3.122 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.122
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
123
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Festa junina.

  1. 1. Existem duas explicações para o termo festa junina. A primeira explica que surgiu em funçãodas festividades ocorrem durante o mês de junho. Outra versão diz que está festa tem origemem países católicos da Europa e, portanto, seriam em homenagem a São João. No princípio, a festa era chamada de Joanina.
  2. 2. De acordo com historiadores, esta festividade foi trazida para o Brasil pelos portugueses, ainda durante o período colonial (época em que o Brasil foi colonizado e governado por Portugal). Nesta época, havia uma grande influência de elementos culturais portugueses, chineses, espanhóis e franceses. Da França veio a dança marcada, característica típica das dançasnobres e que, no Brasil, influenciou muito as típicas quadrilhas. Já a tradição de soltar fogos de artifício veio da China, região de onde teria surgido a manipulação da pólvora para a fabricação de fogos. Da península Ibérica teria vindo a dança de fitas, muito comum em Portugal e na Espanha.
  3. 3. Todos estes elementos culturais foram, com o passar do tempo, misturando-se aos aspectos culturais dos brasileiros (indígenas, afro-brasileiros e imigrantes europeus) nas diversas regiões do país, tomando características particulares em cada uma delas. Embora sejam comemoradas nos quatro cantos do Brasil, na região Nordeste as festas ganham uma grande expressão. O mês de junho é o momento de se fazer homenagens aostrês santos católicos: São João, São Pedro e Santo Antônio. Como é uma região onde a seca éum problema grave, os nordestinos aproveitam as festividades para agradecer as chuvas raras na região, que servem para manter a agricultura.
  4. 4. FESTA JUNINA - SANTOS DO DIA Dia 13 de Junho: Santo Antônio Dia 24 de Junho: São João Dia 29 de Junho: São Pedro Um mês (ou mais) de festa para três santos Dizemos "as festas", no plural. Concentram-se em três dias dedicados a santos cristãos:Antônio (13), João (24), o mais festejado-o povo até diz "festas joaninas"-, e Pedro (29). Mas em certas regiões a festa vara o mês e entra pelo começo de julho.
  5. 5. As milenares festas remontam a tempos bem anteriores à rememoração católica dos santos a cada dia de cada mês. Fontes apontam como provável origem dos festejos a celebração dos solstícios de verão, na França, em meados do século 12. O pesquisador Gustavo Barroso,defende que devemos levar em consideração também as mais antigas festas em louvor de Agni, deus hindu do fogo (segundo o dicionário Houaiss, Agni é o fenômeno e a divindade do fogo, na mitologia védica). A Festa de São João em Belarus (Ivan Kupala) celebra o solstício de verão com rituais de fertilidade e purificação. As celebrações seguem com danças e cantos em volta da fogueira e podem levar a noite inteira. Tradicionalmente casais pulam as chamas de mãos dadas para testar seu comprometimentoFestas juninas ou festas dos santos populares são celebrações que acontecem emvários países historicamente relacionadas com a festa pagã do solstício de verão, que era celebrada no dia 24 de junho, segundo o calendário juliano (pré-gregoriano) ecristianizada na Idade Média. “Isso quer dizer que as Festas Juninas possuem origens anteriores ao significado atual “. (Prof. Cássio.)
  6. 6. A festa junina brasileira teve uma origem europeia, mas se modificou ao longo dotempo até ficar com um jeito típico do Brasil. A coisa é tão séria por aqui que as cidades de Campina Grande (foto), na Paraíba e Caruaru, em Pernambuco, competem pelo título de maior São João do mundo
  7. 7. O solstício de verão (dia mais longo do ano) seria a melhor data para coletarervas medicinais, O solstício de verão é comemorado na Dinamarca no dia 23 dejunho, véspera de São João (Sant Hans aften). No início do século 20 a figura de uma bruxa no topo da fogueira (tradição vinda da Alemanha) se tornou comum,mas é vista com cautela por alguns dinamarqueses por remeter às perseguições às mulheres acusadas de bruxaria no século 17 por toda a Europa.
  8. 8. Durante o solstício de verão (21 de junho) milhares de balões iluminam o céu dePoznan, na Polônia, como se fossem estrelas no céu. O evento marca a chegada do verão de uma forma mágica.
  9. 9. Na França, uma dança onde quatro ou oito casais se apresentavam formando um quadrado era chamada de quadrille, e ainda é parte integrante da Fête de Saint- Jean (Festa de São João). Os passos foram trazidos pelos nobres portuguesespara o Brasil, que tinham interesse em tudo que estava na moda em Paris. Com o tempo a dança se popularizou, principalmente nas áreas rurais, e se confundiu com danças brasileiras que já existiam. Assim surgiu a quadrilha típica das Festas de São João nacionais. (fonte: Viajeaqui.com Abril).
  10. 10. Fogueira de São João em Mäntsälä, Finlândia De origem europeia, as fogueiras juninas fazem parte da antiga tradição pagã decelebrar o solstício de verão. Ainda hoje, a fogueira de São João é o traço comum que une todas as festas de São João europeias, e claro, no Brasil.
  11. 11. O uso de balões O uso de balões e fogos de artifício durante o São João no Brasil, estárelacionado com o tradicional uso da fogueira junina e seus efeitos visuais. Este costume foi trazido pelos portugueses para o Brasil. Os balões, no entanto, constituem atualmente uma prática proibida por lei em muitos locais, devido ao risco de incêndio.Balão de São João em Portugal, cidade do Porto
  12. 12. Festa de São João, década de 1940 Alfredo Volpi (Itália 1893- Brasil 1988) O mastro de São João, conhecido em Portugal também como o mastro dos Santos Populares, é erguido durante a festa junina para celebrar os três santos ligados a essa festa. No Brasil, no topo de cada mastro são amarradas em geral três bandeirinhas simbolizando os santos. Tendo hoje em dia uma significaçãocristã bastante enraizada e sendo, entre os costumes de São João, um dos mais marcadamente católico, o levantamento do mastro tem sua origem, no entanto,no costume pagão de levantar o "mastro de maio", ou a árvore de maio, costume ainda hoje vivo em algumas partes da Europa.
  13. 13. Conta a história que as comemorações juninas surgiram na época pré-gregoriana,em comemoração à fartura das colheitas, Aos poucos, a festa foi sendo difundida por todo o Brasil, tendo chegado ao nosso país através da colonização dos portugueses. O milho está em evidência em nossas plantações, sendo a base de muitos alimentos consumidos nas festas juninas. Dependendo da região onde é realizada, a festa junina apresenta um caráter peculiar com a cultura da localidade.
  14. 14. Entre as diversas comidas que são preparadas e oferecidas nas festas juninas, está o pinhão. O pinhão é uma semente! É a semente de uma árvore conhecida como pinheiro brasileiro ou pinheiro-do-paraná. O pinhão é muito usado na alimentação de animais e do homem, desde a existência de tribos indígenasantigas. Nas regiões Sul e Sudeste o pinhão é muito utilizado nas festas juninas, pois as Araucárias são mais comuns por estas paragens.

×