SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 26
Baixar para ler offline
HERMENÊUTICA

Pr. Roberto Mariotto
CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1




                                   Aula 9
                       REGRAS GERAIS
CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1




            Trabalhe partindo da pressuposição de que a
                       Bíblia tem autoridade.
CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1




             A Bíblia é seu intérprete; a Escritura explica
                          melhor a Escritura.
CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1




               A fé salvadora e o Espírito Santo são-nos
                 necessários para compreendermos e
                  interpretarmos bem as Escrituras.
CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1




               Interprete a experiência pessoal à luz da
                  escritura, e não a Escritura à luz da
                          experiência pessoal.
CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1




              Os exemplos bíblicos só têm autoridade
             quando amparados por uma ordem que os
                      torne mandamentos.
CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1




              O propósito primário da Bíblia é mudar as
                 nossas vidas, não aumentar o nosso
                           conhecimento.
CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1




                   Cada cristão tem o direito e a
             responsabilidade de investigar e interpretar
                  pessoalmente a Palavra de Deus.
CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1




              A história da Igreja é importante, mas não
                decisiva na interpretação da Escritura.
CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1




             As promessas de Deus na Bíblia toda estão
              disponíveis ao Espírito Santo a favor dos
                   crentes de todas as gerações.
CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1




            A Escritura tem somente um sentido, e deve
                      ser tomada literalmente.
CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1




            Interprete as palavras no sentido que tinham
                         no tempo do autor.
CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1




                  Interprete a palavra em relação à sua
                       sentença e ao seu contexto.
CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1




             Interprete a passagem em harmonia com o
                            seu contexto.
CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1




            Quando um objeto inanimado é usado para
           descrever um ser vivo, a proposição pode ser
                      considerada figurada.
CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1




           Quando uma expressão não caracteriza o que
               foi descrito, a proposição pode ser
                      considerada figurada.
CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1




           As principais partes e figuras de uma parábola
             representam certas realidades. Considere
             somente essas principais partes e figuras
                 quando estiver tirando conclusões.
CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1




      Interprete as palavras dos profetas no seu sentido
    comum, literal e histórico, a não ser que o contexto ou
     a maneira como se cumpriram indiquem claramente
       que têm sentido simbólico. O cumprimento delas
     pode ser por etapas, cada cumprimento sendo uma
             garantia daquilo que há de seguir-se.
CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1




              Desde que a Escritura originou-se num
           contexto histórico, só pode ser compreendida
                      à luz da história bíblica.
CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1




             Embora a revelação de Deus nas Escrituras
             seja progressiva, tanto o AT como o NT são
             partes essenciais desta revelação e formam
                            uma unidade.
CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1




            Os fatos ou acontecimentos históricos se
            tornam símbolos de verdades espirituais,
          somente se as Escrituras assim os designarem.
CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1




           Você precisa compreender gramaticalmente a
                  Bíblia, antes de compreende-la
                           teologicamente.
CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1




              Uma doutrina não pode ser considerada
            bíblica, a não ser que resuma e inclua tudo o
                      que Escritura diz sobre ela.
CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1




               Quando parecer que duas doutrinas
           ensinadas na Bíblia são contraditórias, aceite
           ambas como bíblicas, crendo confiantemente
           que elas se explicarão dentro de uma unidade
                            mais elevada.
CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1




         Um ensinamento simplesmente implícito na
        Escritura pode ser considerado bíblico quando
       uma comparação de passagens correlatas o apoia.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Como preparar e apresentar seu sermão
Como preparar e apresentar seu sermãoComo preparar e apresentar seu sermão
Como preparar e apresentar seu sermãoPaulo Dias Nogueira
 
Princípios da interpretação bíblica
Princípios da interpretação bíblicaPrincípios da interpretação bíblica
Princípios da interpretação bíblicaDaladier Lima
 
Aula de introdução a pentateuco
Aula de introdução a pentateucoAula de introdução a pentateuco
Aula de introdução a pentateucoDyogo E Cris
 
Hermenêutica I - Regras Fundamentais
Hermenêutica I - Regras FundamentaisHermenêutica I - Regras Fundamentais
Hermenêutica I - Regras FundamentaisViva a Igreja
 
Panorama do AT - Malaquias
Panorama do AT - MalaquiasPanorama do AT - Malaquias
Panorama do AT - MalaquiasRespirando Deus
 
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras SagradasBibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras SagradasErivelton Rodrigues Nunes
 
As traduções bíblicas e o significado do texto 5
As traduções bíblicas e o significado do texto 5As traduções bíblicas e o significado do texto 5
As traduções bíblicas e o significado do texto 5Bruno Cesar Santos de Sousa
 
Estudo sobre os evangelhos
Estudo sobre os evangelhosEstudo sobre os evangelhos
Estudo sobre os evangelhosmarquione ban
 
Pentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Pentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza OliveiraPentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Pentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza OliveiraGesiel Oliveira
 
15 salmos cap 51 ao 100
15   salmos cap 51 ao 10015   salmos cap 51 ao 100
15 salmos cap 51 ao 100PIB Penha
 

Mais procurados (20)

Como preparar e apresentar seu sermão
Como preparar e apresentar seu sermãoComo preparar e apresentar seu sermão
Como preparar e apresentar seu sermão
 
Bibliologia
BibliologiaBibliologia
Bibliologia
 
Princípios da interpretação bíblica
Princípios da interpretação bíblicaPrincípios da interpretação bíblica
Princípios da interpretação bíblica
 
Hermenêutica ensinai
Hermenêutica  ensinaiHermenêutica  ensinai
Hermenêutica ensinai
 
Aula de introdução a pentateuco
Aula de introdução a pentateucoAula de introdução a pentateuco
Aula de introdução a pentateuco
 
Hermenêutica I - Regras Fundamentais
Hermenêutica I - Regras FundamentaisHermenêutica I - Regras Fundamentais
Hermenêutica I - Regras Fundamentais
 
42. O Profeta Sofonias
42. O Profeta Sofonias42. O Profeta Sofonias
42. O Profeta Sofonias
 
BIBLIOLOGIA (AULA 03 - BÁSICO - IBADEP)
BIBLIOLOGIA (AULA 03 - BÁSICO - IBADEP)BIBLIOLOGIA (AULA 03 - BÁSICO - IBADEP)
BIBLIOLOGIA (AULA 03 - BÁSICO - IBADEP)
 
Panorama do AT - Malaquias
Panorama do AT - MalaquiasPanorama do AT - Malaquias
Panorama do AT - Malaquias
 
Hermeneutica bíblica cópia
Hermeneutica bíblica   cópiaHermeneutica bíblica   cópia
Hermeneutica bíblica cópia
 
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras SagradasBibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
 
As traduções bíblicas e o significado do texto 5
As traduções bíblicas e o significado do texto 5As traduções bíblicas e o significado do texto 5
As traduções bíblicas e o significado do texto 5
 
Estudo sobre os evangelhos
Estudo sobre os evangelhosEstudo sobre os evangelhos
Estudo sobre os evangelhos
 
Hermenêutica Bíblica
Hermenêutica Bíblica Hermenêutica Bíblica
Hermenêutica Bíblica
 
3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus
 
Curso de hermeneutica 1 atualizado
Curso de hermeneutica 1 atualizadoCurso de hermeneutica 1 atualizado
Curso de hermeneutica 1 atualizado
 
Pentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Pentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza OliveiraPentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Pentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza Oliveira
 
15 salmos cap 51 ao 100
15   salmos cap 51 ao 10015   salmos cap 51 ao 100
15 salmos cap 51 ao 100
 
As Cartas de Paulo
As Cartas de PauloAs Cartas de Paulo
As Cartas de Paulo
 
Panorama do AT - Êxodo
Panorama do AT -  ÊxodoPanorama do AT -  Êxodo
Panorama do AT - Êxodo
 

Destaque

Hermenêutica constitucional
Hermenêutica constitucionalHermenêutica constitucional
Hermenêutica constitucionalJuray Castro
 
Diapositivas hermeneutica juridicamarzo29
Diapositivas hermeneutica juridicamarzo29Diapositivas hermeneutica juridicamarzo29
Diapositivas hermeneutica juridicamarzo29lireh
 
43761770 hermeneutica-positivista-por-hans-kelsen-v04
43761770 hermeneutica-positivista-por-hans-kelsen-v0443761770 hermeneutica-positivista-por-hans-kelsen-v04
43761770 hermeneutica-positivista-por-hans-kelsen-v04Daniel_Hiram
 
Apresentação ubaldino.ftc1
Apresentação ubaldino.ftc1Apresentação ubaldino.ftc1
Apresentação ubaldino.ftc1Aguida Christiane
 
Diapositivas hermeneutica juridica
Diapositivas hermeneutica juridicaDiapositivas hermeneutica juridica
Diapositivas hermeneutica juridicalireh
 
Hermenêutica Jurídica - Slides das Aulas do Prof. Luís Rodolfo de Souza Dantas
Hermenêutica Jurídica - Slides das Aulas do Prof. Luís Rodolfo de Souza DantasHermenêutica Jurídica - Slides das Aulas do Prof. Luís Rodolfo de Souza Dantas
Hermenêutica Jurídica - Slides das Aulas do Prof. Luís Rodolfo de Souza DantasLuís Rodolfo A. de Souza Dantas
 

Destaque (9)

Hermenêutica constitucional
Hermenêutica constitucionalHermenêutica constitucional
Hermenêutica constitucional
 
Diapositivas hermeneutica juridicamarzo29
Diapositivas hermeneutica juridicamarzo29Diapositivas hermeneutica juridicamarzo29
Diapositivas hermeneutica juridicamarzo29
 
HERM001
HERM001HERM001
HERM001
 
Aula 15
Aula 15Aula 15
Aula 15
 
43761770 hermeneutica-positivista-por-hans-kelsen-v04
43761770 hermeneutica-positivista-por-hans-kelsen-v0443761770 hermeneutica-positivista-por-hans-kelsen-v04
43761770 hermeneutica-positivista-por-hans-kelsen-v04
 
Apresentação ubaldino.ftc1
Apresentação ubaldino.ftc1Apresentação ubaldino.ftc1
Apresentação ubaldino.ftc1
 
Diapositivas hermeneutica juridica
Diapositivas hermeneutica juridicaDiapositivas hermeneutica juridica
Diapositivas hermeneutica juridica
 
Hermenêutica jurídica slide.pptx
Hermenêutica jurídica slide.pptxHermenêutica jurídica slide.pptx
Hermenêutica jurídica slide.pptx
 
Hermenêutica Jurídica - Slides das Aulas do Prof. Luís Rodolfo de Souza Dantas
Hermenêutica Jurídica - Slides das Aulas do Prof. Luís Rodolfo de Souza DantasHermenêutica Jurídica - Slides das Aulas do Prof. Luís Rodolfo de Souza Dantas
Hermenêutica Jurídica - Slides das Aulas do Prof. Luís Rodolfo de Souza Dantas
 

Semelhante a Regras Hermenêutica Bíblia

Aula 5 observações gerais
Aula 5   observações geraisAula 5   observações gerais
Aula 5 observações geraisIago Rodrigues
 
11 a interpretação das escrituras
11   a interpretação das escrituras11   a interpretação das escrituras
11 a interpretação das escriturasJoao Franca
 
Paul washer- Como interpretar a biblia
Paul washer- Como interpretar a bibliaPaul washer- Como interpretar a biblia
Paul washer- Como interpretar a bibliaSandeives Lopes
 
Aula 2 por quê estudar hermenêutica
Aula 2   por quê estudar hermenêuticaAula 2   por quê estudar hermenêutica
Aula 2 por quê estudar hermenêuticaIago Rodrigues
 
Hermenêutica - Introdutória
Hermenêutica - IntrodutóriaHermenêutica - Introdutória
Hermenêutica - Introdutóriaibpcursos
 
Hermeneutica biblica
Hermeneutica biblicaHermeneutica biblica
Hermeneutica biblicaArturAMF
 
Slide - EBD ADEB 2022 Licao 05 1Trim.pptx
Slide - EBD ADEB 2022 Licao 05 1Trim.pptxSlide - EBD ADEB 2022 Licao 05 1Trim.pptx
Slide - EBD ADEB 2022 Licao 05 1Trim.pptxEduardo Araujo
 
Como interpretar a bíblia
Como interpretar a bíbliaComo interpretar a bíblia
Como interpretar a bíbliaEdleusa Silva
 
Como interpretar a bíblia
Como interpretar a bíbliaComo interpretar a bíblia
Como interpretar a bíbliaEdleusa Silva
 
Biblia 07-interpretacao
Biblia 07-interpretacaoBiblia 07-interpretacao
Biblia 07-interpretacaoRicardo Neves
 
Hugohoffmann comointerpretarabblia-110730231757-phpapp02
Hugohoffmann comointerpretarabblia-110730231757-phpapp02Hugohoffmann comointerpretarabblia-110730231757-phpapp02
Hugohoffmann comointerpretarabblia-110730231757-phpapp02Ourofino
 
03exegebblica-140513132332-phpapp02.pdf
03exegebblica-140513132332-phpapp02.pdf03exegebblica-140513132332-phpapp02.pdf
03exegebblica-140513132332-phpapp02.pdfssuser901b57
 

Semelhante a Regras Hermenêutica Bíblia (20)

Aula 3 pressupostos
Aula 3   pressupostosAula 3   pressupostos
Aula 3 pressupostos
 
Aula 5 observações gerais
Aula 5   observações geraisAula 5   observações gerais
Aula 5 observações gerais
 
Aula 04 – a escritura completa
Aula 04 – a escritura completaAula 04 – a escritura completa
Aula 04 – a escritura completa
 
11 a interpretação das escrituras
11   a interpretação das escrituras11   a interpretação das escrituras
11 a interpretação das escrituras
 
Hermenêutica Parte 2
Hermenêutica Parte 2Hermenêutica Parte 2
Hermenêutica Parte 2
 
Paul washer- Como interpretar a biblia
Paul washer- Como interpretar a bibliaPaul washer- Como interpretar a biblia
Paul washer- Como interpretar a biblia
 
Aula 2 por quê estudar hermenêutica
Aula 2   por quê estudar hermenêuticaAula 2   por quê estudar hermenêutica
Aula 2 por quê estudar hermenêutica
 
Apostila hermeneutica seamid
Apostila hermeneutica seamidApostila hermeneutica seamid
Apostila hermeneutica seamid
 
Hermenêutica - Introdutória
Hermenêutica - IntrodutóriaHermenêutica - Introdutória
Hermenêutica - Introdutória
 
Hermenêutica
Hermenêutica Hermenêutica
Hermenêutica
 
12.1 hermenêutica (1)
12.1 hermenêutica (1)12.1 hermenêutica (1)
12.1 hermenêutica (1)
 
12.1 hermenêutica
12.1 hermenêutica12.1 hermenêutica
12.1 hermenêutica
 
Hermeneutica biblica
Hermeneutica biblicaHermeneutica biblica
Hermeneutica biblica
 
Hemenêutica curso
Hemenêutica   cursoHemenêutica   curso
Hemenêutica curso
 
Slide - EBD ADEB 2022 Licao 05 1Trim.pptx
Slide - EBD ADEB 2022 Licao 05 1Trim.pptxSlide - EBD ADEB 2022 Licao 05 1Trim.pptx
Slide - EBD ADEB 2022 Licao 05 1Trim.pptx
 
Como interpretar a bíblia
Como interpretar a bíbliaComo interpretar a bíblia
Como interpretar a bíblia
 
Como interpretar a bíblia
Como interpretar a bíbliaComo interpretar a bíblia
Como interpretar a bíblia
 
Biblia 07-interpretacao
Biblia 07-interpretacaoBiblia 07-interpretacao
Biblia 07-interpretacao
 
Hugohoffmann comointerpretarabblia-110730231757-phpapp02
Hugohoffmann comointerpretarabblia-110730231757-phpapp02Hugohoffmann comointerpretarabblia-110730231757-phpapp02
Hugohoffmann comointerpretarabblia-110730231757-phpapp02
 
03exegebblica-140513132332-phpapp02.pdf
03exegebblica-140513132332-phpapp02.pdf03exegebblica-140513132332-phpapp02.pdf
03exegebblica-140513132332-phpapp02.pdf
 

Mais de Iago Rodrigues

Aula 7 perguntas importantes
Aula 7   perguntas importantesAula 7   perguntas importantes
Aula 7 perguntas importantesIago Rodrigues
 
Aula 6 de olho no contexto
Aula 6   de olho no contextoAula 6   de olho no contexto
Aula 6 de olho no contextoIago Rodrigues
 
Aula 4 postura do estudante da bíblia
Aula 4   postura do estudante da bíbliaAula 4   postura do estudante da bíblia
Aula 4 postura do estudante da bíbliaIago Rodrigues
 
Apostila lideres de celula
Apostila lideres de celulaApostila lideres de celula
Apostila lideres de celulaIago Rodrigues
 
David (paul) yonggi cho o espírito santo, meu companheiro
David (paul) yonggi cho   o espírito santo, meu companheiroDavid (paul) yonggi cho   o espírito santo, meu companheiro
David (paul) yonggi cho o espírito santo, meu companheiroIago Rodrigues
 

Mais de Iago Rodrigues (7)

Aula 7 perguntas importantes
Aula 7   perguntas importantesAula 7   perguntas importantes
Aula 7 perguntas importantes
 
Aula 6 de olho no contexto
Aula 6   de olho no contextoAula 6   de olho no contexto
Aula 6 de olho no contexto
 
Aula 4 postura do estudante da bíblia
Aula 4   postura do estudante da bíbliaAula 4   postura do estudante da bíblia
Aula 4 postura do estudante da bíblia
 
Apostila lideres de celula
Apostila lideres de celulaApostila lideres de celula
Apostila lideres de celula
 
Céliulas
CéliulasCéliulas
Céliulas
 
David (paul) yonggi cho o espírito santo, meu companheiro
David (paul) yonggi cho   o espírito santo, meu companheiroDavid (paul) yonggi cho   o espírito santo, meu companheiro
David (paul) yonggi cho o espírito santo, meu companheiro
 
A QUARTA DIMENÇÃO
A QUARTA DIMENÇÃOA QUARTA DIMENÇÃO
A QUARTA DIMENÇÃO
 

Último

Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 

Último (20)

Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 

Regras Hermenêutica Bíblia

  • 2. CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1 Aula 9 REGRAS GERAIS
  • 3. CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1 Trabalhe partindo da pressuposição de que a Bíblia tem autoridade.
  • 4. CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1 A Bíblia é seu intérprete; a Escritura explica melhor a Escritura.
  • 5. CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1 A fé salvadora e o Espírito Santo são-nos necessários para compreendermos e interpretarmos bem as Escrituras.
  • 6. CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1 Interprete a experiência pessoal à luz da escritura, e não a Escritura à luz da experiência pessoal.
  • 7. CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1 Os exemplos bíblicos só têm autoridade quando amparados por uma ordem que os torne mandamentos.
  • 8. CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1 O propósito primário da Bíblia é mudar as nossas vidas, não aumentar o nosso conhecimento.
  • 9. CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1 Cada cristão tem o direito e a responsabilidade de investigar e interpretar pessoalmente a Palavra de Deus.
  • 10. CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1 A história da Igreja é importante, mas não decisiva na interpretação da Escritura.
  • 11. CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1 As promessas de Deus na Bíblia toda estão disponíveis ao Espírito Santo a favor dos crentes de todas as gerações.
  • 12. CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1 A Escritura tem somente um sentido, e deve ser tomada literalmente.
  • 13. CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1 Interprete as palavras no sentido que tinham no tempo do autor.
  • 14. CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1 Interprete a palavra em relação à sua sentença e ao seu contexto.
  • 15. CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1 Interprete a passagem em harmonia com o seu contexto.
  • 16. CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1 Quando um objeto inanimado é usado para descrever um ser vivo, a proposição pode ser considerada figurada.
  • 17. CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1 Quando uma expressão não caracteriza o que foi descrito, a proposição pode ser considerada figurada.
  • 18. CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1 As principais partes e figuras de uma parábola representam certas realidades. Considere somente essas principais partes e figuras quando estiver tirando conclusões.
  • 19. CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1 Interprete as palavras dos profetas no seu sentido comum, literal e histórico, a não ser que o contexto ou a maneira como se cumpriram indiquem claramente que têm sentido simbólico. O cumprimento delas pode ser por etapas, cada cumprimento sendo uma garantia daquilo que há de seguir-se.
  • 20. CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1 Desde que a Escritura originou-se num contexto histórico, só pode ser compreendida à luz da história bíblica.
  • 21. CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1 Embora a revelação de Deus nas Escrituras seja progressiva, tanto o AT como o NT são partes essenciais desta revelação e formam uma unidade.
  • 22. CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1 Os fatos ou acontecimentos históricos se tornam símbolos de verdades espirituais, somente se as Escrituras assim os designarem.
  • 23. CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1 Você precisa compreender gramaticalmente a Bíblia, antes de compreende-la teologicamente.
  • 24. CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1 Uma doutrina não pode ser considerada bíblica, a não ser que resuma e inclua tudo o que Escritura diz sobre ela.
  • 25. CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1 Quando parecer que duas doutrinas ensinadas na Bíblia são contraditórias, aceite ambas como bíblicas, crendo confiantemente que elas se explicarão dentro de uma unidade mais elevada.
  • 26. CURSO DE HERMENÊUTICA – MÓDULO 1 Um ensinamento simplesmente implícito na Escritura pode ser considerado bíblico quando uma comparação de passagens correlatas o apoia.