SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
1
Escola Básica e Secundária
Professor Reynaldo dos Santos
Matriz do 1 º Teste de
Filosofia
Ano letivo: 2014/2015
Conteúdos Objetivos Tipos de Questões
I. Lógica formal: a
lógica aristotélica
(opção A)
I. Noções básicas de lógica
1.1- O que é um argumento?
1.2- Clarificação de conceitos.
1.3.- Frases e proposições.
II. Argumentos e não-
argumentos.
2.1- Identificar e clarificar
argumentos:
2.2-Indicadores de premissa,
indicadores de conclusão e
premissas omitidas.
2.3- Tipos de argumentos.
2.3.1-O que é a validade de um
argumento?
2.3.2- Validade dedutiva e
1. Explicar qual é o objeto de estudo da lógica.
2. Analisar frases, distinguindo proposições de não proposições.
3. Distinguir argumentos de não argumentos.
4. Identificar, em exemplos, argumentos com e sem premissa/s
ocultas.
5. Colocar argumentos na forma-padrão.
6. Distinguir argumentos dedutivos de indutivos.
7. Distinguir validade de verdade.
8. Esclarecer a noção de validade dedutiva.
9. Entender que a validade dedutiva depende da forma lógica de
um argumento.
10. Esclarecer a noção de validade indutiva.
11. Compreender que um argumento indutivo válido é um
argumento forte e que os argumentos indutivos têm graus de
força conforme a verdade das premissas torna mais ou menos
provável a verdade da conclusão.
12. Distinguir argumentos dedutivos válidos, inválidos e sólidos.
13. Conhecer a forma-padrão das proposições categóricas.
14. Identificar os termos do silogismo categórico.
15. Colocar os argumentos na forma-padrão do silogismo
 Escolha múltipla
 Identificação e análise
de exemplos e de
textos.
 De resposta (s) curta
(s).
 De resposta (s)
extensa (s).
Blogue:
Isabelamd.wordpress.com
2
forma lógica.
2.3.3-A validade indutiva.
III- O silogismo categórico.
3.1- As proposições do
silogismo categórico.
3.1.1. A estrutura da
proposição categórica.
3.1.2. A classificação das
proposições categóricas.
3.1.3. A quantidade do sujeito
e do predicado das
proposições categóricas.
3.2. O que é o silogismo
categórico?
3.3. As regras da validade do
silogismo categórico.
3.4. Modos e Figuras do
Silogismo Categórico.
categórico.
16. Conhecer as regras dos silogismos categóricos.
17. Determinar a validade de um silogismo categórico.
18. Corrigir silogismos categóricos.
19. Identifica as falácias do silogismos categóricos.
20. Reconhece o modo e a figura do silogismo categórico.
Material de Apoio  Manual de Filosofia – Págs. 13-48
Blogue da Professora Isabel AMD - isabelamd.wordpress.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O nascimento da lógica 2º ano ok
O nascimento da lógica 2º ano okO nascimento da lógica 2º ano ok
O nascimento da lógica 2º ano okMilena Leite
 
Lógica formal
Lógica formalLógica formal
Lógica formalAlan
 
Dimensão discursiva do trabalho filosófico
Dimensão discursiva do trabalho filosóficoDimensão discursiva do trabalho filosófico
Dimensão discursiva do trabalho filosóficoJulia Martins
 
Argumentação e lógica formal
Argumentação e lógica formalArgumentação e lógica formal
Argumentação e lógica formalJoaquim Melro
 
Silogismo: Termo, modo figura e regras da inferência valida
Silogismo: Termo, modo figura e regras da inferência validaSilogismo: Termo, modo figura e regras da inferência valida
Silogismo: Termo, modo figura e regras da inferência validapcls66
 
Os Instrumentos Lógicos do Pensamento - Filosofia 10ºAno
Os Instrumentos Lógicos do Pensamento - Filosofia 10ºAnoOs Instrumentos Lógicos do Pensamento - Filosofia 10ºAno
Os Instrumentos Lógicos do Pensamento - Filosofia 10ºAnocolegiomb
 
A filosofia e a sua dimensão discursiva - conceitos e definições (10.º ano - ...
A filosofia e a sua dimensão discursiva - conceitos e definições (10.º ano - ...A filosofia e a sua dimensão discursiva - conceitos e definições (10.º ano - ...
A filosofia e a sua dimensão discursiva - conceitos e definições (10.º ano - ...António Padrão
 
Ficha de trabalho - A dimensão discursiva do trabalho filosófico
Ficha de trabalho - A dimensão discursiva do trabalho filosóficoFicha de trabalho - A dimensão discursiva do trabalho filosófico
Ficha de trabalho - A dimensão discursiva do trabalho filosóficoAnaKlein1
 
Filosofia Nº 1 - 11º Ano
Filosofia Nº 1 - 11º AnoFilosofia Nº 1 - 11º Ano
Filosofia Nº 1 - 11º AnoJorge Barbosa
 
Matriz_3º _teste_11
Matriz_3º _teste_11 Matriz_3º _teste_11
Matriz_3º _teste_11 Isabel Moura
 
Resumo filosofia (1)
Resumo filosofia (1)Resumo filosofia (1)
Resumo filosofia (1)Mateus Ferraz
 
Argumentação, Retórica e Filosofia - 1
Argumentação, Retórica e Filosofia - 1Argumentação, Retórica e Filosofia - 1
Argumentação, Retórica e Filosofia - 1Jorge Barbosa
 

Mais procurados (20)

O nascimento da lógica 2º ano ok
O nascimento da lógica 2º ano okO nascimento da lógica 2º ano ok
O nascimento da lógica 2º ano ok
 
Lógica formal
Lógica formalLógica formal
Lógica formal
 
Lógica filosófica
Lógica filosóficaLógica filosófica
Lógica filosófica
 
Dimensão discursiva do trabalho filosófico
Dimensão discursiva do trabalho filosóficoDimensão discursiva do trabalho filosófico
Dimensão discursiva do trabalho filosófico
 
Argumentação e lógica formal
Argumentação e lógica formalArgumentação e lógica formal
Argumentação e lógica formal
 
A divisão da lógica
A divisão da lógica A divisão da lógica
A divisão da lógica
 
Lógica
LógicaLógica
Lógica
 
Silogismo: Termo, modo figura e regras da inferência valida
Silogismo: Termo, modo figura e regras da inferência validaSilogismo: Termo, modo figura e regras da inferência valida
Silogismo: Termo, modo figura e regras da inferência valida
 
Os Instrumentos Lógicos do Pensamento - Filosofia 10ºAno
Os Instrumentos Lógicos do Pensamento - Filosofia 10ºAnoOs Instrumentos Lógicos do Pensamento - Filosofia 10ºAno
Os Instrumentos Lógicos do Pensamento - Filosofia 10ºAno
 
Lógica formal e lógica dialética
Lógica formal e lógica dialéticaLógica formal e lógica dialética
Lógica formal e lógica dialética
 
lógica
lógicalógica
lógica
 
A filosofia e a sua dimensão discursiva - conceitos e definições (10.º ano - ...
A filosofia e a sua dimensão discursiva - conceitos e definições (10.º ano - ...A filosofia e a sua dimensão discursiva - conceitos e definições (10.º ano - ...
A filosofia e a sua dimensão discursiva - conceitos e definições (10.º ano - ...
 
Logica
LogicaLogica
Logica
 
Ficha de trabalho - A dimensão discursiva do trabalho filosófico
Ficha de trabalho - A dimensão discursiva do trabalho filosóficoFicha de trabalho - A dimensão discursiva do trabalho filosófico
Ficha de trabalho - A dimensão discursiva do trabalho filosófico
 
Filosofia Nº 1 - 11º Ano
Filosofia Nº 1 - 11º AnoFilosofia Nº 1 - 11º Ano
Filosofia Nº 1 - 11º Ano
 
Matriz_3º _teste_11
Matriz_3º _teste_11 Matriz_3º _teste_11
Matriz_3º _teste_11
 
Resumo filosofia (1)
Resumo filosofia (1)Resumo filosofia (1)
Resumo filosofia (1)
 
Logica
LogicaLogica
Logica
 
Log1 introducao
Log1 introducaoLog1 introducao
Log1 introducao
 
Argumentação, Retórica e Filosofia - 1
Argumentação, Retórica e Filosofia - 1Argumentação, Retórica e Filosofia - 1
Argumentação, Retórica e Filosofia - 1
 

Semelhante a Matriz_1 teste

Matriz_1 teste_filosofia_11
Matriz_1 teste_filosofia_11Matriz_1 teste_filosofia_11
Matriz_1 teste_filosofia_11Isabel Moura
 
Plano filosofia 11 2011 2012
Plano filosofia 11 2011 2012Plano filosofia 11 2011 2012
Plano filosofia 11 2011 2012Isaque Tomé
 
Plano filosofia 11 2017 2018
Plano filosofia 11 2017 2018Plano filosofia 11 2017 2018
Plano filosofia 11 2017 2018Isaque Tomé
 
Matriz_2 Teste_Filosofia_10 Ano
Matriz_2 Teste_Filosofia_10 AnoMatriz_2 Teste_Filosofia_10 Ano
Matriz_2 Teste_Filosofia_10 AnoIsabel Moura
 
Breves notas sobre projecto de pesquisa
Breves notas sobre projecto de pesquisaBreves notas sobre projecto de pesquisa
Breves notas sobre projecto de pesquisaUEM/Mozambique
 
Como fazer projeto de pesquisa e relatório
Como fazer projeto de pesquisa e relatórioComo fazer projeto de pesquisa e relatório
Como fazer projeto de pesquisa e relatórioLucila Pesce
 
Lógica clássica e suas aplicações em sistema de recomendação
Lógica clássica e suas aplicações em sistema de recomendaçãoLógica clássica e suas aplicações em sistema de recomendação
Lógica clássica e suas aplicações em sistema de recomendaçãoIsvaldo Souza
 
Lista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisaLista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisamarildabacana
 
Lista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisaLista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisamarildabacana
 
Lista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisaLista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisamarildabacana
 
Lista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisa Lista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisa Miryam Mastrella
 
1 - Informações gerais. Artigo pós graduação
1 - Informações gerais. Artigo pós graduação1 - Informações gerais. Artigo pós graduação
1 - Informações gerais. Artigo pós graduaçãoAline Karen Gomes
 
Palestra - Ferramentas de Coleta de Dados - Questionários
Palestra - Ferramentas de Coleta de Dados - QuestionáriosPalestra - Ferramentas de Coleta de Dados - Questionários
Palestra - Ferramentas de Coleta de Dados - QuestionáriosLuiz Agner
 
Estruturade um projecto de pesquisa
Estruturade um projecto de pesquisaEstruturade um projecto de pesquisa
Estruturade um projecto de pesquisaUEM/Mozambique
 
Alfacon emerson curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_2...
Alfacon emerson curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_2...Alfacon emerson curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_2...
Alfacon emerson curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_2...Emerson Assis
 
Alfacon harley curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_20...
Alfacon harley curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_20...Alfacon harley curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_20...
Alfacon harley curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_20...Harley Cunha
 

Semelhante a Matriz_1 teste (20)

Matriz_1 teste_filosofia_11
Matriz_1 teste_filosofia_11Matriz_1 teste_filosofia_11
Matriz_1 teste_filosofia_11
 
Plano filosofia 11 2011 2012
Plano filosofia 11 2011 2012Plano filosofia 11 2011 2012
Plano filosofia 11 2011 2012
 
Grounded theory
Grounded theoryGrounded theory
Grounded theory
 
Plano filosofia 11 2017 2018
Plano filosofia 11 2017 2018Plano filosofia 11 2017 2018
Plano filosofia 11 2017 2018
 
Matriz_2 Teste_Filosofia_10 Ano
Matriz_2 Teste_Filosofia_10 AnoMatriz_2 Teste_Filosofia_10 Ano
Matriz_2 Teste_Filosofia_10 Ano
 
Breves notas sobre projecto de pesquisa
Breves notas sobre projecto de pesquisaBreves notas sobre projecto de pesquisa
Breves notas sobre projecto de pesquisa
 
Como fazer projeto de pesquisa e relatório
Como fazer projeto de pesquisa e relatórioComo fazer projeto de pesquisa e relatório
Como fazer projeto de pesquisa e relatório
 
Lógica clássica e suas aplicações em sistema de recomendação
Lógica clássica e suas aplicações em sistema de recomendaçãoLógica clássica e suas aplicações em sistema de recomendação
Lógica clássica e suas aplicações em sistema de recomendação
 
Lista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisaLista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisa
 
Lista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisaLista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisa
 
Lista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisaLista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisa
 
Lista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisa Lista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisa
 
1 - Informações gerais. Artigo pós graduação
1 - Informações gerais. Artigo pós graduação1 - Informações gerais. Artigo pós graduação
1 - Informações gerais. Artigo pós graduação
 
Como estudar
 Como estudar Como estudar
Como estudar
 
Psicologia - Módulo 3
Psicologia - Módulo 3Psicologia - Módulo 3
Psicologia - Módulo 3
 
Palestra - Ferramentas de Coleta de Dados - Questionários
Palestra - Ferramentas de Coleta de Dados - QuestionáriosPalestra - Ferramentas de Coleta de Dados - Questionários
Palestra - Ferramentas de Coleta de Dados - Questionários
 
Estruturade um projecto de pesquisa
Estruturade um projecto de pesquisaEstruturade um projecto de pesquisa
Estruturade um projecto de pesquisa
 
Roteiro elaboracao-projeto-de-pesquisa
Roteiro elaboracao-projeto-de-pesquisaRoteiro elaboracao-projeto-de-pesquisa
Roteiro elaboracao-projeto-de-pesquisa
 
Alfacon emerson curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_2...
Alfacon emerson curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_2...Alfacon emerson curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_2...
Alfacon emerson curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_2...
 
Alfacon harley curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_20...
Alfacon harley curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_20...Alfacon harley curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_20...
Alfacon harley curso_de_redacao_pre_enem_redacao_varios_professores_1o_enc_20...
 

Mais de Isabel Moura

O POTENCIAL PEDAGÓGICO DAS FERRAMENTAS DA WEB.pdf
O POTENCIAL PEDAGÓGICO DAS FERRAMENTAS DA WEB.pdfO POTENCIAL PEDAGÓGICO DAS FERRAMENTAS DA WEB.pdf
O POTENCIAL PEDAGÓGICO DAS FERRAMENTAS DA WEB.pdfIsabel Moura
 
Plano de aula_31_05_2021_Isabel Duarte.docx
Plano de aula_31_05_2021_Isabel Duarte.docxPlano de aula_31_05_2021_Isabel Duarte.docx
Plano de aula_31_05_2021_Isabel Duarte.docxIsabel Moura
 
Plano de aula_11_01_2021_Isabel Duarte.docx
Plano de aula_11_01_2021_Isabel Duarte.docxPlano de aula_11_01_2021_Isabel Duarte.docx
Plano de aula_11_01_2021_Isabel Duarte.docxIsabel Moura
 
TeresaMorais_Guião_filosofiadaarte.docx.pdf
TeresaMorais_Guião_filosofiadaarte.docx.pdfTeresaMorais_Guião_filosofiadaarte.docx.pdf
TeresaMorais_Guião_filosofiadaarte.docx.pdfIsabel Moura
 
Grelha_planificacao_Aprender_com_a_BE__Grupo_E_final.pdf
Grelha_planificacao_Aprender_com_a_BE__Grupo_E_final.pdfGrelha_planificacao_Aprender_com_a_BE__Grupo_E_final.pdf
Grelha_planificacao_Aprender_com_a_BE__Grupo_E_final.pdfIsabel Moura
 
Doc4. super book of_web_tools_for_educators
Doc4. super book of_web_tools_for_educatorsDoc4. super book of_web_tools_for_educators
Doc4. super book of_web_tools_for_educatorsIsabel Moura
 
Matriz 4 teste 10 d
Matriz 4 teste 10 dMatriz 4 teste 10 d
Matriz 4 teste 10 dIsabel Moura
 
Programa psicologia cursos profissionais
Programa psicologia cursos profissionaisPrograma psicologia cursos profissionais
Programa psicologia cursos profissionaisIsabel Moura
 
Ex fil714-f2-2017-cc-vt
Ex fil714-f2-2017-cc-vtEx fil714-f2-2017-cc-vt
Ex fil714-f2-2017-cc-vtIsabel Moura
 
Ex fil714-f2-2017-v2
Ex fil714-f2-2017-v2Ex fil714-f2-2017-v2
Ex fil714-f2-2017-v2Isabel Moura
 
Ex fil714-f2-2017-v1
Ex fil714-f2-2017-v1Ex fil714-f2-2017-v1
Ex fil714-f2-2017-v1Isabel Moura
 
Estudo de um caso concreto truman
Estudo de um caso concreto trumanEstudo de um caso concreto truman
Estudo de um caso concreto trumanIsabel Moura
 
Ética deontológica vs ética teleológica
Ética deontológica vs ética teleológicaÉtica deontológica vs ética teleológica
Ética deontológica vs ética teleológicaIsabel Moura
 
Correção da ficha de revisões 2 teste 11
Correção da ficha de revisões 2 teste 11Correção da ficha de revisões 2 teste 11
Correção da ficha de revisões 2 teste 11Isabel Moura
 
Ficha de revisões 2 teste 11
Ficha de revisões 2 teste 11Ficha de revisões 2 teste 11
Ficha de revisões 2 teste 11Isabel Moura
 
Argumentos não dedutivos
Argumentos não dedutivosArgumentos não dedutivos
Argumentos não dedutivosIsabel Moura
 
Seb filosofia 11_resumos_10_ano
Seb filosofia 11_resumos_10_anoSeb filosofia 11_resumos_10_ano
Seb filosofia 11_resumos_10_anoIsabel Moura
 

Mais de Isabel Moura (20)

O POTENCIAL PEDAGÓGICO DAS FERRAMENTAS DA WEB.pdf
O POTENCIAL PEDAGÓGICO DAS FERRAMENTAS DA WEB.pdfO POTENCIAL PEDAGÓGICO DAS FERRAMENTAS DA WEB.pdf
O POTENCIAL PEDAGÓGICO DAS FERRAMENTAS DA WEB.pdf
 
Plano de aula_31_05_2021_Isabel Duarte.docx
Plano de aula_31_05_2021_Isabel Duarte.docxPlano de aula_31_05_2021_Isabel Duarte.docx
Plano de aula_31_05_2021_Isabel Duarte.docx
 
Plano de aula_11_01_2021_Isabel Duarte.docx
Plano de aula_11_01_2021_Isabel Duarte.docxPlano de aula_11_01_2021_Isabel Duarte.docx
Plano de aula_11_01_2021_Isabel Duarte.docx
 
TeresaMorais_Guião_filosofiadaarte.docx.pdf
TeresaMorais_Guião_filosofiadaarte.docx.pdfTeresaMorais_Guião_filosofiadaarte.docx.pdf
TeresaMorais_Guião_filosofiadaarte.docx.pdf
 
Grelha_planificacao_Aprender_com_a_BE__Grupo_E_final.pdf
Grelha_planificacao_Aprender_com_a_BE__Grupo_E_final.pdfGrelha_planificacao_Aprender_com_a_BE__Grupo_E_final.pdf
Grelha_planificacao_Aprender_com_a_BE__Grupo_E_final.pdf
 
Doc4. super book of_web_tools_for_educators
Doc4. super book of_web_tools_for_educatorsDoc4. super book of_web_tools_for_educators
Doc4. super book of_web_tools_for_educators
 
Matriz 4 teste 10 d
Matriz 4 teste 10 dMatriz 4 teste 10 d
Matriz 4 teste 10 d
 
Quiz descartes
Quiz descartesQuiz descartes
Quiz descartes
 
Ae sec filosofia
Ae sec filosofiaAe sec filosofia
Ae sec filosofia
 
Programa psicologia cursos profissionais
Programa psicologia cursos profissionaisPrograma psicologia cursos profissionais
Programa psicologia cursos profissionais
 
Ex fil714-f2-2017-cc-vt
Ex fil714-f2-2017-cc-vtEx fil714-f2-2017-cc-vt
Ex fil714-f2-2017-cc-vt
 
Ex fil714-f2-2017-v2
Ex fil714-f2-2017-v2Ex fil714-f2-2017-v2
Ex fil714-f2-2017-v2
 
Ex fil714-f2-2017-v1
Ex fil714-f2-2017-v1Ex fil714-f2-2017-v1
Ex fil714-f2-2017-v1
 
Estudo de um caso concreto truman
Estudo de um caso concreto trumanEstudo de um caso concreto truman
Estudo de um caso concreto truman
 
Ética deontológica vs ética teleológica
Ética deontológica vs ética teleológicaÉtica deontológica vs ética teleológica
Ética deontológica vs ética teleológica
 
Correção da ficha de revisões 2 teste 11
Correção da ficha de revisões 2 teste 11Correção da ficha de revisões 2 teste 11
Correção da ficha de revisões 2 teste 11
 
Ficha de revisões 2 teste 11
Ficha de revisões 2 teste 11Ficha de revisões 2 teste 11
Ficha de revisões 2 teste 11
 
Argumentos não dedutivos
Argumentos não dedutivosArgumentos não dedutivos
Argumentos não dedutivos
 
A retórica
A retóricaA retórica
A retórica
 
Seb filosofia 11_resumos_10_ano
Seb filosofia 11_resumos_10_anoSeb filosofia 11_resumos_10_ano
Seb filosofia 11_resumos_10_ano
 

Último

Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e Américawilson778875
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...DominiqueFaria2
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceRonisHolanda
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 

Último (20)

Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e América
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 

Matriz_1 teste

  • 1. 1 Escola Básica e Secundária Professor Reynaldo dos Santos Matriz do 1 º Teste de Filosofia Ano letivo: 2014/2015 Conteúdos Objetivos Tipos de Questões I. Lógica formal: a lógica aristotélica (opção A) I. Noções básicas de lógica 1.1- O que é um argumento? 1.2- Clarificação de conceitos. 1.3.- Frases e proposições. II. Argumentos e não- argumentos. 2.1- Identificar e clarificar argumentos: 2.2-Indicadores de premissa, indicadores de conclusão e premissas omitidas. 2.3- Tipos de argumentos. 2.3.1-O que é a validade de um argumento? 2.3.2- Validade dedutiva e 1. Explicar qual é o objeto de estudo da lógica. 2. Analisar frases, distinguindo proposições de não proposições. 3. Distinguir argumentos de não argumentos. 4. Identificar, em exemplos, argumentos com e sem premissa/s ocultas. 5. Colocar argumentos na forma-padrão. 6. Distinguir argumentos dedutivos de indutivos. 7. Distinguir validade de verdade. 8. Esclarecer a noção de validade dedutiva. 9. Entender que a validade dedutiva depende da forma lógica de um argumento. 10. Esclarecer a noção de validade indutiva. 11. Compreender que um argumento indutivo válido é um argumento forte e que os argumentos indutivos têm graus de força conforme a verdade das premissas torna mais ou menos provável a verdade da conclusão. 12. Distinguir argumentos dedutivos válidos, inválidos e sólidos. 13. Conhecer a forma-padrão das proposições categóricas. 14. Identificar os termos do silogismo categórico. 15. Colocar os argumentos na forma-padrão do silogismo  Escolha múltipla  Identificação e análise de exemplos e de textos.  De resposta (s) curta (s).  De resposta (s) extensa (s). Blogue: Isabelamd.wordpress.com
  • 2. 2 forma lógica. 2.3.3-A validade indutiva. III- O silogismo categórico. 3.1- As proposições do silogismo categórico. 3.1.1. A estrutura da proposição categórica. 3.1.2. A classificação das proposições categóricas. 3.1.3. A quantidade do sujeito e do predicado das proposições categóricas. 3.2. O que é o silogismo categórico? 3.3. As regras da validade do silogismo categórico. 3.4. Modos e Figuras do Silogismo Categórico. categórico. 16. Conhecer as regras dos silogismos categóricos. 17. Determinar a validade de um silogismo categórico. 18. Corrigir silogismos categóricos. 19. Identifica as falácias do silogismos categóricos. 20. Reconhece o modo e a figura do silogismo categórico. Material de Apoio  Manual de Filosofia – Págs. 13-48 Blogue da Professora Isabel AMD - isabelamd.wordpress.com