Rope Skipping:
do individual ao coletivo
Prof. Marcos Vilas Boas
InovaDay
Rope Skipping:
do individual ao coletivo
Origem
Portaria que dispõe sobre o calendário
anual de 2014 e estabelece:
O Dia d...
Percurso
Educação Física Escolar enquanto
Componente Curricular.
Revisitação do Projeto Político-
Pedagógico (P.P.P.) da E...
Observação das práticas corporais
acessadas pelos alunos no recreio.
Constatou-se o “pular corda”.
Pesquisa e construção d...
Percurso
Pesquisa e estabelecimento
dos conteúdos curriculares:
Jogos e Brincadeiras; Rope Skipping;
Ginástica para Todos;...
Metodologia
1ª Etapa:
• Avaliação diagnóstica.
• Roda de conversa para apresentação
da temática, bem como da Unidade
Didát...
1ª Etapa:
• Pesquisa na Sala de Informática
Educativa por meio de roteiro de
estudo.
1ª Etapa:
• Vivência de jogos e brincadeiras de
pular corda pelos alunos pertencentes
ao patrimônio cultural corporal de
m...
2ª Etapa:
• Mapa conceitual e síntese do filme:
“Jump In!”.
2ª Etapa:
• Vivência, experimentação e criação de
movimentos das variações do Rope
Skipping, propiciando situações e
funçõ...
• Empréstimo de cordas.
• Elaboração de perguntas para entrevista
ao grupo “Pé de Mola Rope Skipping”.
• Dia da Família na...
2ª Etapa:
• Elaboração de painel ilustrativo
de Rope Skipping e suas possibilidades.
3ª Etapa:
• Assistir à apresentação e entrevista com
o grupo “Pé de Mola – Rope Skipping”.
• Exposição oral e midiática (v...
3ª Etapa:
• Vivência, experimentação e construção
das possibilidades práticas de Rope
Skipping por meio da Ginástica para
...
• Realização de Grafite individual,
enfatizando os assuntos abordados na
Unidade Didática; exemplo: Esporte,
Saúde, Lazer,...
4ª Etapa:
• Empréstimo de cordas.
• Realização de trabalho sobre todo o
conteúdo desenvolvido na Unidade
Didática.
• Apres...
4ª Etapa:
• Autoavaliação dos alunos e avaliação
do professor pelos alunos.
• Avaliação da Unidade Didática com
foco nas a...
3%
13%
3%
27%
54%
Eu ensinei o que aprendi?
Nunca
Algumas
vezes
Na maioria
das vezes
Quase
sempre
Sempre
0%
13%
20%
17%
50%
Eu consegui me superar?
Nunca
Algumas
vezes
Na maioria
das vezes
Quase
sempre
Sempre
0%3%
7%
7%
83%
Valoriza as experiências, as ideias
e os conhecimentos dos alunos?
Nunca
Algumas vezes
Na maioria das
vezes...
Interações cooperativas;
Conflitos cognitivo e
sociocognitivo;
Estímulos: auditivo,
visual e cinestésico;
Linguagem corpor...
Necessidades Educacionais Especiais – NEEs
Intervenções Pedagógicas
Compreender e valorizar as diferenças de
desempenho co...
Avaliação
Formativa – processual e contínua
(diagnóstica, reguladora e cumulativa)
e mediadora (para promover e regular
o ...
Indicadores Instrumentos
- Número de alunos envolvidos na discussão e
descrição (mapa e síntese) das ideias sobre o
filme ...
Aprenderam/ampliaram
• Sobre jogos e brincadeiras de pular
corda de nossa cultura e de outros
grupos culturais. Totalizand...
• Ampliação do repertório motor, de
formas mais simples a formas mais
elaboradas e complexas do Rope
Skipping;
• Ampliaram...
• Aprenderam a analisar e a refletir
criticamente com base em valores
(de respeito e de igualdade) contra
qualquer forma d...
Referências
COLL, C. Aprendizagem escolar e construção do
conhecimento. Porto Alegre: Artmed, 1994.
HOFFMANN, J. Avaliar: ...
Obrigado!
mvbmarcos@hotmail.com
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Rope Skipping: do individual ao coletivo

495 visualizações

Publicada em

http://igovsp.net/inovaday/

Publicada em: Governo e ONGs
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
495
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
88
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Rope Skipping: do individual ao coletivo

  1. 1. Rope Skipping: do individual ao coletivo Prof. Marcos Vilas Boas InovaDay
  2. 2. Rope Skipping: do individual ao coletivo Origem Portaria que dispõe sobre o calendário anual de 2014 e estabelece: O Dia da Família na Escola. Objetivo Atividades de integração das relações família/escola.
  3. 3. Percurso Educação Física Escolar enquanto Componente Curricular. Revisitação do Projeto Político- Pedagógico (P.P.P.) da EMEF Plácido de Castro.
  4. 4. Observação das práticas corporais acessadas pelos alunos no recreio. Constatou-se o “pular corda”. Pesquisa e construção de Unidade Didática alinhada ao P.P.P da Unidade Escolar. Estabelecimento dos Objetivos Gerais e Específicos (Conceitual, Procedimental e Atitudinal).
  5. 5. Percurso Pesquisa e estabelecimento dos conteúdos curriculares: Jogos e Brincadeiras; Rope Skipping; Ginástica para Todos; Ginástica; Dança de Rua e Grafite.
  6. 6. Metodologia 1ª Etapa: • Avaliação diagnóstica. • Roda de conversa para apresentação da temática, bem como da Unidade Didática aos alunos. • Vivência, experimentação e registro dos jogos e brincadeiras de pular corda (JBPC) apresentadas pelos alunos.
  7. 7. 1ª Etapa:
  8. 8. • Pesquisa na Sala de Informática Educativa por meio de roteiro de estudo.
  9. 9. 1ª Etapa: • Vivência de jogos e brincadeiras de pular corda pelos alunos pertencentes ao patrimônio cultural corporal de movimento de outras culturas. • Construção/ressignificação de jogos e brincadeiras de pular corda pelos alunos.
  10. 10. 2ª Etapa: • Mapa conceitual e síntese do filme: “Jump In!”.
  11. 11. 2ª Etapa: • Vivência, experimentação e criação de movimentos das variações do Rope Skipping, propiciando situações e funções diferentes (bater e pular corda) do Esporte aos alunos. • Painel de dicas essenciais para aprender Rope Skipping.
  12. 12. • Empréstimo de cordas. • Elaboração de perguntas para entrevista ao grupo “Pé de Mola Rope Skipping”. • Dia da Família na Escola e registro (texto) sobre o Dia da Família na Escola.
  13. 13. 2ª Etapa: • Elaboração de painel ilustrativo de Rope Skipping e suas possibilidades.
  14. 14. 3ª Etapa: • Assistir à apresentação e entrevista com o grupo “Pé de Mola – Rope Skipping”. • Exposição oral e midiática (vídeo e imagens) na Sala de Informática Educativa do conteúdo Rope Skipping, Dança de Rua (Quadro: Cultura SPTV 1ª Edição – Nelson Triunfo), Grafite e Ginástica para Todos (Movimentos Ginásticos).
  15. 15. 3ª Etapa: • Vivência, experimentação e construção das possibilidades práticas de Rope Skipping por meio da Ginástica para Todos e Dança de Rua. • Exposição oral e discussão sobre Aquecimento, Alongamento e Aptidão Física.
  16. 16. • Realização de Grafite individual, enfatizando os assuntos abordados na Unidade Didática; exemplo: Esporte, Saúde, Lazer, Dança de Rua, Ginástica para Todos, Jogos e Brincadeiras e Preconceitos (gênero, raça e social). • Convite e vivência de outras turmas da escola para a prática de Rope Skipping.
  17. 17. 4ª Etapa: • Empréstimo de cordas. • Realização de trabalho sobre todo o conteúdo desenvolvido na Unidade Didática. • Apresentação e oficinas nas escolas da Rede Municipal de Ensino de São Paulo.
  18. 18. 4ª Etapa: • Autoavaliação dos alunos e avaliação do professor pelos alunos. • Avaliação da Unidade Didática com foco nas aprendizagens dos alunos e nos indicadores e instrumentos de avaliação/observações. • Autoavaliação do professor.
  19. 19. 3% 13% 3% 27% 54% Eu ensinei o que aprendi? Nunca Algumas vezes Na maioria das vezes Quase sempre Sempre
  20. 20. 0% 13% 20% 17% 50% Eu consegui me superar? Nunca Algumas vezes Na maioria das vezes Quase sempre Sempre
  21. 21. 0%3% 7% 7% 83% Valoriza as experiências, as ideias e os conhecimentos dos alunos? Nunca Algumas vezes Na maioria das vezes Quase sempre Sempre
  22. 22. Interações cooperativas; Conflitos cognitivo e sociocognitivo; Estímulos: auditivo, visual e cinestésico; Linguagem corporal (dança de rua), artística (grafite) e cultural (jogos e brincadeiras de pular corda); Metacognição e autogerenciamento; Feedback extrínseco e intrínseco; Tomada de decisão; Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC): datashow, imagens, vídeos, internet e cartazes. Intervenções Pedagógicas
  23. 23. Necessidades Educacionais Especiais – NEEs Intervenções Pedagógicas Compreender e valorizar as diferenças de desempenho como fruto das características individuais e de oportunidades experienciais; Acreditar no potencial de aprender de cada indivíduo e evitar comparações; Considerar positivos os pequenos avanços; Possibilidade de aprender e ensinar (troca de experiências); Adequação à prática: velocidade e altura de corda.
  24. 24. Avaliação Formativa – processual e contínua (diagnóstica, reguladora e cumulativa) e mediadora (para promover e regular o processo de ensino e aprendizagem). Para contemplar as diferentes características e habilidades/competências dos alunos, utilizou-se uma diversidade de instrumentos avaliativos.
  25. 25. Indicadores Instrumentos - Número de alunos envolvidos na discussão e descrição (mapa e síntese) das ideias sobre o filme “Jump In!”. Identificam e interpretam fatos e ideias sobre o mesmo? - Relacionam o que estão aprendendo com seus conhecimentos prévios ou aprendidos? - E dialogam com os colegas, ouvindo e respeitando as opiniões e as ideias? Painel coletivo: mapa conceitual e síntese de ideias. - Número de alunos envolvidos nesta atividade. - Socializam e aplicam os conhecimentos adquiridos na Unidade Didática? - Os alunos compartilham os equipamentos e trabalham em direção a um objetivo comum? - Incluíram todos? - Organizaram-se em grupos e trabalharam de maneira cooperativa e solidária? Fotos e vídeos: apresentação e oficina nas demais Unidades Escolares.
  26. 26. Aprenderam/ampliaram • Sobre jogos e brincadeiras de pular corda de nossa cultura e de outros grupos culturais. Totalizando 27 jogos, sendo 12 jogos e brincadeiras construídos pelos alunos; • Sobre Rope Skipping e suas variações, com 99,39% de acerto no trabalho cumulativo.
  27. 27. • Ampliação do repertório motor, de formas mais simples a formas mais elaboradas e complexas do Rope Skipping; • Ampliaram suas habilidades de convivência, construção e participação coletiva; • Ampliaram seus conhecimentos sobre todos os conteúdos desenvolvidos na Unidade Didática;
  28. 28. • Aprenderam a analisar e a refletir criticamente com base em valores (de respeito e de igualdade) contra qualquer forma de preconceito e discriminação, seja de raça, gênero, social, idade, habilidade motora e quaisquer outras formas. • Aprenderam a construir e a refletir sobre seu processo de aprendizagem.
  29. 29. Referências COLL, C. Aprendizagem escolar e construção do conhecimento. Porto Alegre: Artmed, 1994. HOFFMANN, J. Avaliar: respeitar primeiro, educar depois. 2ª ed. Porto Alegre: Mediação, 2008. ROSSETO JR, A.J.; COSTA, C. M.; e D`ANGELO, F.L. Práticas pedagógicas reflexivas em esporte educacional: unidade didática como instrumento de ensino e aprendizagem. São Paulo: Phorte, 2008. TODOS PELA EDUCAÇÃO. Ampliar o repertório cultural e esportivo das crianças e dos jovens. Disponível em: <http://www.5atitudes.org.br>. Acesso em: 30 ago. 2014.
  30. 30. Obrigado! mvbmarcos@hotmail.com

×