O refúgio em minha vida

408 visualizações

Publicada em

http://igovsp.net/inovaday/

Publicada em: Governo e ONGs
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
408
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
65
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O refúgio em minha vida

  1. 1. O Refúgio no mundo e no Brasil
  2. 2. O que é um refugiado?? Aquele que foge devido a fundado temor de perseguição, por motivos de raça, religião, nacionalidade, opinião política ou pertencimento a determinado grupo social (motivos clássicos/ Convenção de 1951/regime internacional ONU) - Elementos Essenciais da Definição do Instituto Jurídico do Refúgio -Perseguição -Fundado Temor -Extraterritorialidade
  3. 3. O refúgio no mundo Em todo o mundo, 01 em cada 122 indivíduos é atualmente refugiado, deslocado interno ou solicitante de refúgio. Se fossem a população de um país, representariam a 24º nação mais populosa do planeta. O relatório do ACNUR mostra que as populações refugiadas e de deslocados internos cresceram em todas as regiões do mundo. Nos últimos cinco anos, pelo menos 15 conflitos se iniciaram ou foram retomados: oito na África (Costa do Marfim, República Centro Africana, Líbia, Mali, nordeste da Nigéria, República Democrática do Congo, Sudão do Sul e Burundi, neste ano); três no Oriente Médio (Síria, Iraque e Iêmen); um na Europa (Ucrânia); e três na Ásia (Quirguistão e em diferentes áreas de Mianmar e Paquistão). Atualmente são cerca de 60 milhões de deslocados no mundo
  4. 4. A Lei nº 9.474, de 22 de julho de 1997 “Artigo 1º. Será reconhecido como refugiado todo o indivíduo que: I – devido a fundados temores de perseguição por motivos de raça, religião, nacionalidade, grupo social ou opiniões políticas encontre-se fora de seu país de nacionalidade e não possa ou não queira acolher-se à proteção de tal país; II – não tendo nacionalidade e estando fora do país onde antes teve sua residência habitual, não possa ou não queira regressar a ele, em função das circunstancias descritas no inciso anterior; III – devido a grave e generalizada violação de direitos humanos é obrigado a deixar seu país de nacionalidade para buscar refúgio em outro país.”
  5. 5. Refúgio no Brasil • Hoje, vivem no Brasil 8530 refugiados de 81 diferentes nacionalidades (dados de setembro de 2015). Veja alguns dados abaixo: - Síria (2097) - Angola (1480) - Colômbia (1093) - República Democrática do Congo (844) • Metade foi acolhida por grave e generalizada violação dos direitos humanos, 22% por perseguição política, 22% por reunião familiar e o restante por perseguição social ou religiosa
  6. 6. O refúgio na cidade de SP • Quais os locais de concentração de refugiados e solicitantes de refúgio na cidade? Quais os motivos? • Quais atores envolvidos? • Quais os principais desafios? Infraestrutura? Preconceito/racismo?
  7. 7. Eu e o Refúgio Família, pesquisas, conquistas...
  8. 8. Aulas de Português
  9. 9. Inserção laboral
  10. 10. Facilitador Social
  11. 11. Integração Cultural
  12. 12. OBRIGADO!! marcelo.haydu@adus.org.br 94744-2879

×