SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
Baixar para ler offline
Contribuição da
                                              Ergonomia no
                                         desenvolvimento de
                                         produto aplicado ao
                                          processo produtivo
                       Artigo de Ricardo Gasparini, Mestre em Design UNESP – Campus Bauru - SP




Ergonomia III - Design UCL
Edson Teles e Huxley Dias
Introdução


O artigo apresenta um estudo sobre a
contribuição da ergonomia no
desenvolvimento do produto aplicado ao
processo produtivo passando por etapas
fundamentais o qual muitas vezes as
metodologias convencionais utilizadas
focam em problemas mais visíveis e
imediatos.
Introdução


  O desenvolvimento de um produto está ligado diretamente a
 solução de um problema ou a oportunidade de mercado a fim
                     de atender as necessidades dos usuários.

 O sucesso ou fracasso de novos produtos depende de muitos
      fatores, tais como: aceitação dos usuários, facilidades de
     fabricação, durabilidade, confiabilidade do produto e sua
                                                       eficiência.

    Abordaremos o desenvolvimento de produtos aplicados ao
     processo de fabricação aplicando conceitos de ergonomia
gerada pela demanda de uma análise de um posto de trabalho.
Ergonomia Industrial

Cada vez mais empresas estão investindo em ergonomia

* Propiciar um melhora na qualidade de vida de seus
colaboradores;

* Ganham com o aumento na produtividade;

* Diminuição dos afastamentos causados pela fadiga ou traumas
do trabalho como DORT e LER.


Formação do Comitê de Ergonomia (composto por pessoas de
diferentes áreas e fundamentais para a instituição como gerentes
e lideres da empresa).
Análise da demanda

Através dela serão focados todos os
esforços para sanar os problemas
ergonômicos que estão ligados
diretamente à preservação da saúde dos
trabalhadores.

Fundamental para entender a estrutura
organizacional da empresa como
tecnologias empregadas, número de
pessoas envolvidas, quais atividades
exercidas e a situação econômica da
empresa.
Análise da demanda

* A demanda pode ser iniciada através de um problema
* Direcionada pelo comitê de ergonomia da Empresa
* Uso de dados médicos fornecidos pela empresa.

Indicadores de produção direciona os projetos de ergonomia
com o objetivo de diminuir a lesão e o afastamento dos seus
colaboradores como também aumentar a produtividade sem
prejudicar a saúde dos mesmos.

Esta priorização através da demanda sempre deve ser
considerada a população atingida pelo projeto como também
a dificuldade e custo da intervenção.
Análise das atividades
Uma das etapas mais importante para o projeto o
qual também se faz necessário a analise da tarefa.

Atividade e Tarefa são duas coias distintas.
 - Tarefa; instrução prescrita para execução de uam
atividade.

- Atividade é a execução da tarefa, existem atividades
não foram prescritas mas devem ser executadas.

Por está razão a análise da atividade é uma das
etapas mais importantes para um projeto de
ergonomia, nessa fase que detalhamos o máximo
possível todas as atividades feitas pelos operadores
no posto real de trabalho com todas as interferências
do ambiente.
Análise das atividades
Nesta etapa de analise da atividade geralmente é
feita em conjunto com o próprio operador do posto
analisado, pois ninguém melhor que o próprio
trabalhador para descrever e validar a atividade.

* Analisada a interação do operador com as
interfaces, como por exemplo, ferramentas e
máquinas utilizadas.

* E interação com o próprio ambiente de trabalho
como iluminação, ruído, temperatura e outras
interferências que podem surgir.

* Análises fisiológica, biomecânica e comportamental
envolvida no projeto.
Identificação dos riscos
Validação de quais técnicas serão utilizadas para
identificar os riscos ergonômicos.

Cabe ao analista em definir qual será a melhor
ferramenta para um determinado perfil de indústria
ou empresa.

FERRAMENTAS UTILIZADAS:

EWA (Ergonomics Workplace Analysis), RULA, NIOSH
(carregamento de cargas), OWAS (Ovako Working
posture Analysis System) e outras utilizadas por
vários especialistas em ergonomia.

Validar em conjunto com os trabalhadores os riscos
identificados bem como o grau de impacto que esses
risco representam para a saúde dos operadores.
Priorização das ações do projeto
Importante para focar os recursos financeiros para os riscos ergonômicos de
                                   maior impacto na saúde dos operadores.

    Em casos de riscos ergonomicos de mesma importância será necessário
                              soluciona-los dando a mesma importância.

  Os riscos podem ser classificados por qual foi gerado através de dados do
     departamento médico ou outro tipo de indicador selecionado pela alta
                                                              administração.
Desenvolvimento do produto
Participação de um designer ou engenheiro, porém se o analista em ergonomia
for um designer ou engenheiro esta etapa poderá ser mais rápida.

A competitividade mundial requer soluções simples eficientes e com baixo custo.

O Processo de desenvolvimento do produto vai depender do tipo de produto e o
perfil da empresa.

Geração de idéias:

Esta fase é uma das mais importantes para o projeto de ergonomia, pois é através
dessas gerações das soluções é que está o sucesso das intervenções.

Escolha da melhor solução:
Desenvolvimento do produto
Design e Ergonomia do produto estão cada dia mais presente no
desenvolvimento de produtos, devido as exigências do usuário,
tornando assim a ergonomia e o design um fator diferencial em um
mercado cada dia mais competitivo e exigente.
Etapas do desenvolvimento
de produtos
De um modo geral as etapas de desenvolvimento de produto podem ser
representadas conforme a figura;




O processo de desenvolvimento pode sofrer mudança nas etapas conforme
ilustrado da figura 2 o qual poderá haver um retorno à fase anterior.
Etapas do desenvolvimento
de produtos
A contribuição da ergonomia deve estar em todas as etapas do desenvolvimento
de produtos conforme descrita na tabela;
Etapas do desenvolvimento
de produtos
Construção e teste do protótipo

É necessário avaliar e testar o novo produto para verificar se
o mesmo atende aos objetivos propostos.

É necessário a construção de um protótipo do novo
produto;

Com o auxilio de programas computacionais, como CAD e
o DMU, sigla para identificar o Digital Mock- up. Através do
DMU, os lideres de projetos em conjunto com sua equipe
consegue realizar vários teste a fim de pular etapas como a
construção de um modelo físico, ganhando tempo e
reduzindo custo no projeto. Existem casos que a simulação
computacional não é suficiente.
Construção e teste do protótipo
A Ergonomia fornece o levantamento antropométrico, indica o melhor
percentil para cada projeto e acompanha as simulações através de
modelos físicos ou computacionais, verificando a postura e a interação
da interface do produto com o usuário e sua usabilidade.

É muito importante colocar o produto em uso na atividade real e
validar junto aos trabalhadores.
Nesta fase de construção do novo produto se dá um processo que
chamamos neste artigo de efeito repetitivo da ergonomia, pois todo
processo de fabricação conte
Conclusão
Fica evidente que a aplicação da ergonomia no desenvolvimento de
produtos aplicado ao processo produtivo não é uma tarefa simples,
pois envolve diversas pessoas de diferentes habilidades e diferentes
níveis hierárquicos de uma organização .

Nota-se a importância da contribuição da ergonomia desde o início do
projeto com todas as fases do desenvolvimento.

Deste modo a ergonomia pode ser uma grande aliada da organização,
pois ela pode e deve participar de todos os processos existentes na
empresa.

Portanto a contribuição da ergonomia deve estar presente em todos os
processos, desde a idealização de um produto até a sua fabricação
como também no processo produtivo que este objeto foi fabricado.
Obrigado!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 1 intro ergonomia [modo de compatibilidade]
Aula 1   intro ergonomia [modo de compatibilidade]Aula 1   intro ergonomia [modo de compatibilidade]
Aula 1 intro ergonomia [modo de compatibilidade]Daniel Moura
 
Ergonomia e Segurança do Trabalho
Ergonomia e Segurança do TrabalhoErgonomia e Segurança do Trabalho
Ergonomia e Segurança do TrabalhoAmanda Carvalho
 
Ecrans de visualização
Ecrans de visualizaçãoEcrans de visualização
Ecrans de visualizaçãomar_fil
 
Ergonomia para escritorios
Ergonomia para escritoriosErgonomia para escritorios
Ergonomia para escritoriosmjmcreatore
 
Questionário de ergonomia
Questionário de ergonomiaQuestionário de ergonomia
Questionário de ergonomiaAntonio Pereira
 
Eng.introdução
Eng.introduçãoEng.introdução
Eng.introduçãoEliane Blen
 
...Melhor Postura Corporal
...Melhor Postura Corporal...Melhor Postura Corporal
...Melhor Postura Corporalcarlosmoreira
 
POWER POINT - ERGONOMIA DO TRABALHO.ppt
POWER POINT - ERGONOMIA DO TRABALHO.pptPOWER POINT - ERGONOMIA DO TRABALHO.ppt
POWER POINT - ERGONOMIA DO TRABALHO.pptMárcio da Silva
 
Modulo4 ergonomia
Modulo4 ergonomiaModulo4 ergonomia
Modulo4 ergonomiaLucy Jesus
 
Palestra de ergonomia Nr -17
Palestra de ergonomia Nr -17Palestra de ergonomia Nr -17
Palestra de ergonomia Nr -17Josiel Leite
 
Aula 5 análise dos postos de trabalho
Aula 5   análise dos postos de trabalhoAula 5   análise dos postos de trabalho
Aula 5 análise dos postos de trabalhoDaniel Moura
 
Slide de ergonomia
Slide de ergonomiaSlide de ergonomia
Slide de ergonomiaJonas Silva
 
Trabalho de ergonomia apresentação 2
Trabalho de ergonomia   apresentação 2Trabalho de ergonomia   apresentação 2
Trabalho de ergonomia apresentação 2Célia Brandão
 
Microsoft power point aula 1 de ergonomia.pptx
Microsoft power point   aula 1 de ergonomia.pptxMicrosoft power point   aula 1 de ergonomia.pptx
Microsoft power point aula 1 de ergonomia.pptxAldeci Costa
 
Tst ergonomia aula 1
Tst   ergonomia aula 1Tst   ergonomia aula 1
Tst ergonomia aula 1Bolivar Motta
 
Aula 4 riscos ocupacionais
Aula 4   riscos ocupacionaisAula 4   riscos ocupacionais
Aula 4 riscos ocupacionaisDaniel Moura
 

Mais procurados (20)

Aula 1 intro ergonomia [modo de compatibilidade]
Aula 1   intro ergonomia [modo de compatibilidade]Aula 1   intro ergonomia [modo de compatibilidade]
Aula 1 intro ergonomia [modo de compatibilidade]
 
ERGONOMIA
ERGONOMIA  ERGONOMIA
ERGONOMIA
 
Ergonomia
ErgonomiaErgonomia
Ergonomia
 
Ergonomia e Segurança do Trabalho
Ergonomia e Segurança do TrabalhoErgonomia e Segurança do Trabalho
Ergonomia e Segurança do Trabalho
 
Ergonomia
ErgonomiaErgonomia
Ergonomia
 
Ecrans de visualização
Ecrans de visualizaçãoEcrans de visualização
Ecrans de visualização
 
Ergonomia para escritorios
Ergonomia para escritoriosErgonomia para escritorios
Ergonomia para escritorios
 
Questionário de ergonomia
Questionário de ergonomiaQuestionário de ergonomia
Questionário de ergonomia
 
Eng.introdução
Eng.introduçãoEng.introdução
Eng.introdução
 
...Melhor Postura Corporal
...Melhor Postura Corporal...Melhor Postura Corporal
...Melhor Postura Corporal
 
POWER POINT - ERGONOMIA DO TRABALHO.ppt
POWER POINT - ERGONOMIA DO TRABALHO.pptPOWER POINT - ERGONOMIA DO TRABALHO.ppt
POWER POINT - ERGONOMIA DO TRABALHO.ppt
 
Modulo4 ergonomia
Modulo4 ergonomiaModulo4 ergonomia
Modulo4 ergonomia
 
Palestra de ergonomia Nr -17
Palestra de ergonomia Nr -17Palestra de ergonomia Nr -17
Palestra de ergonomia Nr -17
 
Aula 5 análise dos postos de trabalho
Aula 5   análise dos postos de trabalhoAula 5   análise dos postos de trabalho
Aula 5 análise dos postos de trabalho
 
Slide de ergonomia
Slide de ergonomiaSlide de ergonomia
Slide de ergonomia
 
E Corlett
E CorlettE Corlett
E Corlett
 
Trabalho de ergonomia apresentação 2
Trabalho de ergonomia   apresentação 2Trabalho de ergonomia   apresentação 2
Trabalho de ergonomia apresentação 2
 
Microsoft power point aula 1 de ergonomia.pptx
Microsoft power point   aula 1 de ergonomia.pptxMicrosoft power point   aula 1 de ergonomia.pptx
Microsoft power point aula 1 de ergonomia.pptx
 
Tst ergonomia aula 1
Tst   ergonomia aula 1Tst   ergonomia aula 1
Tst ergonomia aula 1
 
Aula 4 riscos ocupacionais
Aula 4   riscos ocupacionaisAula 4   riscos ocupacionais
Aula 4 riscos ocupacionais
 

Destaque

Engenharia do produto
Engenharia do produtoEngenharia do produto
Engenharia do produtokarentiago
 
Taca le pau nesse ppt
Taca le pau nesse pptTaca le pau nesse ppt
Taca le pau nesse pptcacau
 
Seminário de Estágio - Estágio 1 - NPI
Seminário de Estágio - Estágio 1 - NPISeminário de Estágio - Estágio 1 - NPI
Seminário de Estágio - Estágio 1 - NPIÁllef Lôbo
 
1185613454 255.ergon ler_dort
1185613454 255.ergon ler_dort1185613454 255.ergon ler_dort
1185613454 255.ergon ler_dortPelo Siro
 
Pesquisa de Campo em Design de Interação
Pesquisa de Campo em Design de InteraçãoPesquisa de Campo em Design de Interação
Pesquisa de Campo em Design de InteraçãoUTFPR
 
Gestão em Design - Estratégias - 04
Gestão em Design - Estratégias - 04Gestão em Design - Estratégias - 04
Gestão em Design - Estratégias - 04Prof.Valdir Soares
 
Ergonomia e Experiência do Usuário
Ergonomia e Experiência do UsuárioErgonomia e Experiência do Usuário
Ergonomia e Experiência do UsuárioRobson Santos
 
Apresentação de Ergonomia - Engenharia de Produção
Apresentação de Ergonomia - Engenharia de ProduçãoApresentação de Ergonomia - Engenharia de Produção
Apresentação de Ergonomia - Engenharia de ProduçãoLaís Camargo
 
Conceito de ergonomia
Conceito de ergonomiaConceito de ergonomia
Conceito de ergonomiaCELOBUT
 
Design e Inovação de Embalagem - Prof. Fábio Mestriner
Design e Inovação de Embalagem - Prof. Fábio MestrinerDesign e Inovação de Embalagem - Prof. Fábio Mestriner
Design e Inovação de Embalagem - Prof. Fábio MestrinerSustentare Escola de Negócios
 
Aula 4.1 biomecânica ocupacional
Aula 4.1   biomecânica ocupacionalAula 4.1   biomecânica ocupacional
Aula 4.1 biomecânica ocupacionalDaniel Moura
 
Etapas de desenvolvimento de um website
Etapas de desenvolvimento de um websiteEtapas de desenvolvimento de um website
Etapas de desenvolvimento de um websiteRafael Marques
 
Gestão em Design - Conceitos - 01
Gestão em Design - Conceitos - 01Gestão em Design - Conceitos - 01
Gestão em Design - Conceitos - 01Prof.Valdir Soares
 
O que é design centrado no usuário
O que é design centrado no usuárioO que é design centrado no usuário
O que é design centrado no usuárioKarine Drumond
 

Destaque (20)

Engenharia do produto
Engenharia do produtoEngenharia do produto
Engenharia do produto
 
Taca le pau nesse ppt
Taca le pau nesse pptTaca le pau nesse ppt
Taca le pau nesse ppt
 
Design de ergonomia
Design de ergonomiaDesign de ergonomia
Design de ergonomia
 
Seminário de Estágio - Estágio 1 - NPI
Seminário de Estágio - Estágio 1 - NPISeminário de Estágio - Estágio 1 - NPI
Seminário de Estágio - Estágio 1 - NPI
 
1185613454 255.ergon ler_dort
1185613454 255.ergon ler_dort1185613454 255.ergon ler_dort
1185613454 255.ergon ler_dort
 
Design de usabilidade
Design de usabilidadeDesign de usabilidade
Design de usabilidade
 
Teoria clássica fayol - Administração
Teoria clássica fayol - AdministraçãoTeoria clássica fayol - Administração
Teoria clássica fayol - Administração
 
Embalagens curiosas
Embalagens curiosasEmbalagens curiosas
Embalagens curiosas
 
Ppt lançamento de produtos 2012
Ppt lançamento de produtos 2012Ppt lançamento de produtos 2012
Ppt lançamento de produtos 2012
 
Pesquisa de Campo em Design de Interação
Pesquisa de Campo em Design de InteraçãoPesquisa de Campo em Design de Interação
Pesquisa de Campo em Design de Interação
 
Desenvolvimento de Produto
Desenvolvimento de ProdutoDesenvolvimento de Produto
Desenvolvimento de Produto
 
Gestão em Design - Estratégias - 04
Gestão em Design - Estratégias - 04Gestão em Design - Estratégias - 04
Gestão em Design - Estratégias - 04
 
Ergonomia e Experiência do Usuário
Ergonomia e Experiência do UsuárioErgonomia e Experiência do Usuário
Ergonomia e Experiência do Usuário
 
Apresentação de Ergonomia - Engenharia de Produção
Apresentação de Ergonomia - Engenharia de ProduçãoApresentação de Ergonomia - Engenharia de Produção
Apresentação de Ergonomia - Engenharia de Produção
 
Conceito de ergonomia
Conceito de ergonomiaConceito de ergonomia
Conceito de ergonomia
 
Design e Inovação de Embalagem - Prof. Fábio Mestriner
Design e Inovação de Embalagem - Prof. Fábio MestrinerDesign e Inovação de Embalagem - Prof. Fábio Mestriner
Design e Inovação de Embalagem - Prof. Fábio Mestriner
 
Aula 4.1 biomecânica ocupacional
Aula 4.1   biomecânica ocupacionalAula 4.1   biomecânica ocupacional
Aula 4.1 biomecânica ocupacional
 
Etapas de desenvolvimento de um website
Etapas de desenvolvimento de um websiteEtapas de desenvolvimento de um website
Etapas de desenvolvimento de um website
 
Gestão em Design - Conceitos - 01
Gestão em Design - Conceitos - 01Gestão em Design - Conceitos - 01
Gestão em Design - Conceitos - 01
 
O que é design centrado no usuário
O que é design centrado no usuárioO que é design centrado no usuário
O que é design centrado no usuário
 

Semelhante a Como a ergonomia contribui para o desenvolvimento de produtos e processos produtivos

Aplicação do ciclo PDCA
Aplicação do ciclo PDCAAplicação do ciclo PDCA
Aplicação do ciclo PDCAvieiramauricio
 
ergonomia e segurança dno trabalho
ergonomia e segurança dno trabalhoergonomia e segurança dno trabalho
ergonomia e segurança dno trabalhoCharles Moreira
 
Inovação da gestão ou gestão da inovação
Inovação da gestão ou gestão da inovaçãoInovação da gestão ou gestão da inovação
Inovação da gestão ou gestão da inovaçãoJackson Adriano Scholze
 
Inovação da gestão ou gestão da inovação
Inovação da gestão ou gestão da inovaçãoInovação da gestão ou gestão da inovação
Inovação da gestão ou gestão da inovaçãoJackson Adriano Scholze
 
Ergonomia pontos de verificação ergonômica - 2001 - 329p
Ergonomia   pontos de verificação ergonômica - 2001 - 329pErgonomia   pontos de verificação ergonômica - 2001 - 329p
Ergonomia pontos de verificação ergonômica - 2001 - 329pMa Dos Anjos Pacheco
 
Artigo - OS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE D...
Artigo - OS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE D...Artigo - OS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE D...
Artigo - OS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE D...Luiz Ladeira
 

Semelhante a Como a ergonomia contribui para o desenvolvimento de produtos e processos produtivos (8)

Tpm 6 grandes falhas
Tpm 6 grandes falhasTpm 6 grandes falhas
Tpm 6 grandes falhas
 
Aplicação do ciclo PDCA
Aplicação do ciclo PDCAAplicação do ciclo PDCA
Aplicação do ciclo PDCA
 
ergonomia e segurança dno trabalho
ergonomia e segurança dno trabalhoergonomia e segurança dno trabalho
ergonomia e segurança dno trabalho
 
Doc.Igor_1
Doc.Igor_1Doc.Igor_1
Doc.Igor_1
 
Inovação da gestão ou gestão da inovação
Inovação da gestão ou gestão da inovaçãoInovação da gestão ou gestão da inovação
Inovação da gestão ou gestão da inovação
 
Inovação da gestão ou gestão da inovação
Inovação da gestão ou gestão da inovaçãoInovação da gestão ou gestão da inovação
Inovação da gestão ou gestão da inovação
 
Ergonomia pontos de verificação ergonômica - 2001 - 329p
Ergonomia   pontos de verificação ergonômica - 2001 - 329pErgonomia   pontos de verificação ergonômica - 2001 - 329p
Ergonomia pontos de verificação ergonômica - 2001 - 329p
 
Artigo - OS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE D...
Artigo - OS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE D...Artigo - OS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE D...
Artigo - OS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE D...
 

Mais de Huxley Dias

Desafios na Adoção de Uma Cultura de Dados
Desafios na Adoção de Uma Cultura de DadosDesafios na Adoção de Uma Cultura de Dados
Desafios na Adoção de Uma Cultura de DadosHuxley Dias
 
Cultura de Mensuração para Produtos Digitais - TDC SP 2018 - Huxley Dias
Cultura de Mensuração para Produtos Digitais - TDC SP 2018 - Huxley DiasCultura de Mensuração para Produtos Digitais - TDC SP 2018 - Huxley Dias
Cultura de Mensuração para Produtos Digitais - TDC SP 2018 - Huxley DiasHuxley Dias
 
Cultura de Mensuração para Produto Digitais - PunkMetrics
Cultura de Mensuração para Produto Digitais - PunkMetricsCultura de Mensuração para Produto Digitais - PunkMetrics
Cultura de Mensuração para Produto Digitais - PunkMetricsHuxley Dias
 
Estratégia de Mensuração para Produtos Digitais - UXConfBR 2018 - Huxley Dias
Estratégia de Mensuração para Produtos Digitais - UXConfBR 2018 - Huxley DiasEstratégia de Mensuração para Produtos Digitais - UXConfBR 2018 - Huxley Dias
Estratégia de Mensuração para Produtos Digitais - UXConfBR 2018 - Huxley DiasHuxley Dias
 
Estratégia de Mensuração para Produtos Digitais
Estratégia de Mensuração para Produtos DigitaisEstratégia de Mensuração para Produtos Digitais
Estratégia de Mensuração para Produtos DigitaisHuxley Dias
 
Dados para Revolucionar Negócios Além do Digital
Dados para Revolucionar Negócios Além do DigitalDados para Revolucionar Negócios Além do Digital
Dados para Revolucionar Negócios Além do DigitalHuxley Dias
 
Um Ano de Design Sprint (agilidade, colaboração e aprendizados) - Huxley Dias
Um Ano de Design Sprint (agilidade, colaboração e aprendizados)  - Huxley DiasUm Ano de Design Sprint (agilidade, colaboração e aprendizados)  - Huxley Dias
Um Ano de Design Sprint (agilidade, colaboração e aprendizados) - Huxley DiasHuxley Dias
 
Track Your World (web analytics para todos) - Huxley Dias
Track Your World (web analytics para todos) - Huxley DiasTrack Your World (web analytics para todos) - Huxley Dias
Track Your World (web analytics para todos) - Huxley DiasHuxley Dias
 
Cultura de Dados - Huxley Dias
Cultura de Dados - Huxley DiasCultura de Dados - Huxley Dias
Cultura de Dados - Huxley DiasHuxley Dias
 
Meritrocracia no marketing digital entendendo os modelos de atribuição - ...
Meritrocracia no marketing digital   entendendo os modelos de atribuição - ...Meritrocracia no marketing digital   entendendo os modelos de atribuição - ...
Meritrocracia no marketing digital entendendo os modelos de atribuição - ...Huxley Dias
 
Mensurando a Experiência do Usuário ( A Importância dos Dados Para UX ) - ...
Mensurando a Experiência do Usuário ( A Importância dos Dados Para UX ) - ...Mensurando a Experiência do Usuário ( A Importância dos Dados Para UX ) - ...
Mensurando a Experiência do Usuário ( A Importância dos Dados Para UX ) - ...Huxley Dias
 
Métricas + UX - Huxley Dias
Métricas + UX - Huxley DiasMétricas + UX - Huxley Dias
Métricas + UX - Huxley DiasHuxley Dias
 
Validação de Modelos de Negócio e Utilização de Dados e Canvas MVC - Hux...
Validação de Modelos de Negócio e Utilização de Dados e Canvas MVC - Hux...Validação de Modelos de Negócio e Utilização de Dados e Canvas MVC - Hux...
Validação de Modelos de Negócio e Utilização de Dados e Canvas MVC - Hux...Huxley Dias
 
Teste e Otimização de Interfaces Digitais - Huxley Dias
Teste e Otimização de Interfaces Digitais - Huxley DiasTeste e Otimização de Interfaces Digitais - Huxley Dias
Teste e Otimização de Interfaces Digitais - Huxley DiasHuxley Dias
 
Modelos de Atribuição - Huxley Dias
Modelos de Atribuição - Huxley DiasModelos de Atribuição - Huxley Dias
Modelos de Atribuição - Huxley DiasHuxley Dias
 
RD Summit 2015 - Teste A/B e Otimização de Conversão em E-commerce
RD Summit 2015 - Teste A/B e Otimização de Conversão em E-commerce RD Summit 2015 - Teste A/B e Otimização de Conversão em E-commerce
RD Summit 2015 - Teste A/B e Otimização de Conversão em E-commerce Huxley Dias
 
Test A/B Como Método de Otimização de Interfaces - Huxley Dias
Test A/B Como Método de Otimização de Interfaces - Huxley DiasTest A/B Como Método de Otimização de Interfaces - Huxley Dias
Test A/B Como Método de Otimização de Interfaces - Huxley DiasHuxley Dias
 
As 10 heurísticas de Nielsen
As 10 heurísticas de NielsenAs 10 heurísticas de Nielsen
As 10 heurísticas de NielsenHuxley Dias
 
Limites do campodo design
Limites do campodo designLimites do campodo design
Limites do campodo designHuxley Dias
 
Gerenciamento das comunicações do Projeto
Gerenciamento das comunicações do Projeto Gerenciamento das comunicações do Projeto
Gerenciamento das comunicações do Projeto Huxley Dias
 

Mais de Huxley Dias (20)

Desafios na Adoção de Uma Cultura de Dados
Desafios na Adoção de Uma Cultura de DadosDesafios na Adoção de Uma Cultura de Dados
Desafios na Adoção de Uma Cultura de Dados
 
Cultura de Mensuração para Produtos Digitais - TDC SP 2018 - Huxley Dias
Cultura de Mensuração para Produtos Digitais - TDC SP 2018 - Huxley DiasCultura de Mensuração para Produtos Digitais - TDC SP 2018 - Huxley Dias
Cultura de Mensuração para Produtos Digitais - TDC SP 2018 - Huxley Dias
 
Cultura de Mensuração para Produto Digitais - PunkMetrics
Cultura de Mensuração para Produto Digitais - PunkMetricsCultura de Mensuração para Produto Digitais - PunkMetrics
Cultura de Mensuração para Produto Digitais - PunkMetrics
 
Estratégia de Mensuração para Produtos Digitais - UXConfBR 2018 - Huxley Dias
Estratégia de Mensuração para Produtos Digitais - UXConfBR 2018 - Huxley DiasEstratégia de Mensuração para Produtos Digitais - UXConfBR 2018 - Huxley Dias
Estratégia de Mensuração para Produtos Digitais - UXConfBR 2018 - Huxley Dias
 
Estratégia de Mensuração para Produtos Digitais
Estratégia de Mensuração para Produtos DigitaisEstratégia de Mensuração para Produtos Digitais
Estratégia de Mensuração para Produtos Digitais
 
Dados para Revolucionar Negócios Além do Digital
Dados para Revolucionar Negócios Além do DigitalDados para Revolucionar Negócios Além do Digital
Dados para Revolucionar Negócios Além do Digital
 
Um Ano de Design Sprint (agilidade, colaboração e aprendizados) - Huxley Dias
Um Ano de Design Sprint (agilidade, colaboração e aprendizados)  - Huxley DiasUm Ano de Design Sprint (agilidade, colaboração e aprendizados)  - Huxley Dias
Um Ano de Design Sprint (agilidade, colaboração e aprendizados) - Huxley Dias
 
Track Your World (web analytics para todos) - Huxley Dias
Track Your World (web analytics para todos) - Huxley DiasTrack Your World (web analytics para todos) - Huxley Dias
Track Your World (web analytics para todos) - Huxley Dias
 
Cultura de Dados - Huxley Dias
Cultura de Dados - Huxley DiasCultura de Dados - Huxley Dias
Cultura de Dados - Huxley Dias
 
Meritrocracia no marketing digital entendendo os modelos de atribuição - ...
Meritrocracia no marketing digital   entendendo os modelos de atribuição - ...Meritrocracia no marketing digital   entendendo os modelos de atribuição - ...
Meritrocracia no marketing digital entendendo os modelos de atribuição - ...
 
Mensurando a Experiência do Usuário ( A Importância dos Dados Para UX ) - ...
Mensurando a Experiência do Usuário ( A Importância dos Dados Para UX ) - ...Mensurando a Experiência do Usuário ( A Importância dos Dados Para UX ) - ...
Mensurando a Experiência do Usuário ( A Importância dos Dados Para UX ) - ...
 
Métricas + UX - Huxley Dias
Métricas + UX - Huxley DiasMétricas + UX - Huxley Dias
Métricas + UX - Huxley Dias
 
Validação de Modelos de Negócio e Utilização de Dados e Canvas MVC - Hux...
Validação de Modelos de Negócio e Utilização de Dados e Canvas MVC - Hux...Validação de Modelos de Negócio e Utilização de Dados e Canvas MVC - Hux...
Validação de Modelos de Negócio e Utilização de Dados e Canvas MVC - Hux...
 
Teste e Otimização de Interfaces Digitais - Huxley Dias
Teste e Otimização de Interfaces Digitais - Huxley DiasTeste e Otimização de Interfaces Digitais - Huxley Dias
Teste e Otimização de Interfaces Digitais - Huxley Dias
 
Modelos de Atribuição - Huxley Dias
Modelos de Atribuição - Huxley DiasModelos de Atribuição - Huxley Dias
Modelos de Atribuição - Huxley Dias
 
RD Summit 2015 - Teste A/B e Otimização de Conversão em E-commerce
RD Summit 2015 - Teste A/B e Otimização de Conversão em E-commerce RD Summit 2015 - Teste A/B e Otimização de Conversão em E-commerce
RD Summit 2015 - Teste A/B e Otimização de Conversão em E-commerce
 
Test A/B Como Método de Otimização de Interfaces - Huxley Dias
Test A/B Como Método de Otimização de Interfaces - Huxley DiasTest A/B Como Método de Otimização de Interfaces - Huxley Dias
Test A/B Como Método de Otimização de Interfaces - Huxley Dias
 
As 10 heurísticas de Nielsen
As 10 heurísticas de NielsenAs 10 heurísticas de Nielsen
As 10 heurísticas de Nielsen
 
Limites do campodo design
Limites do campodo designLimites do campodo design
Limites do campodo design
 
Gerenciamento das comunicações do Projeto
Gerenciamento das comunicações do Projeto Gerenciamento das comunicações do Projeto
Gerenciamento das comunicações do Projeto
 

Como a ergonomia contribui para o desenvolvimento de produtos e processos produtivos

  • 1. Contribuição da Ergonomia no desenvolvimento de produto aplicado ao processo produtivo Artigo de Ricardo Gasparini, Mestre em Design UNESP – Campus Bauru - SP Ergonomia III - Design UCL Edson Teles e Huxley Dias
  • 2. Introdução O artigo apresenta um estudo sobre a contribuição da ergonomia no desenvolvimento do produto aplicado ao processo produtivo passando por etapas fundamentais o qual muitas vezes as metodologias convencionais utilizadas focam em problemas mais visíveis e imediatos.
  • 3. Introdução O desenvolvimento de um produto está ligado diretamente a solução de um problema ou a oportunidade de mercado a fim de atender as necessidades dos usuários. O sucesso ou fracasso de novos produtos depende de muitos fatores, tais como: aceitação dos usuários, facilidades de fabricação, durabilidade, confiabilidade do produto e sua eficiência. Abordaremos o desenvolvimento de produtos aplicados ao processo de fabricação aplicando conceitos de ergonomia gerada pela demanda de uma análise de um posto de trabalho.
  • 4. Ergonomia Industrial Cada vez mais empresas estão investindo em ergonomia * Propiciar um melhora na qualidade de vida de seus colaboradores; * Ganham com o aumento na produtividade; * Diminuição dos afastamentos causados pela fadiga ou traumas do trabalho como DORT e LER. Formação do Comitê de Ergonomia (composto por pessoas de diferentes áreas e fundamentais para a instituição como gerentes e lideres da empresa).
  • 5. Análise da demanda Através dela serão focados todos os esforços para sanar os problemas ergonômicos que estão ligados diretamente à preservação da saúde dos trabalhadores. Fundamental para entender a estrutura organizacional da empresa como tecnologias empregadas, número de pessoas envolvidas, quais atividades exercidas e a situação econômica da empresa.
  • 6. Análise da demanda * A demanda pode ser iniciada através de um problema * Direcionada pelo comitê de ergonomia da Empresa * Uso de dados médicos fornecidos pela empresa. Indicadores de produção direciona os projetos de ergonomia com o objetivo de diminuir a lesão e o afastamento dos seus colaboradores como também aumentar a produtividade sem prejudicar a saúde dos mesmos. Esta priorização através da demanda sempre deve ser considerada a população atingida pelo projeto como também a dificuldade e custo da intervenção.
  • 7. Análise das atividades Uma das etapas mais importante para o projeto o qual também se faz necessário a analise da tarefa. Atividade e Tarefa são duas coias distintas. - Tarefa; instrução prescrita para execução de uam atividade. - Atividade é a execução da tarefa, existem atividades não foram prescritas mas devem ser executadas. Por está razão a análise da atividade é uma das etapas mais importantes para um projeto de ergonomia, nessa fase que detalhamos o máximo possível todas as atividades feitas pelos operadores no posto real de trabalho com todas as interferências do ambiente.
  • 8. Análise das atividades Nesta etapa de analise da atividade geralmente é feita em conjunto com o próprio operador do posto analisado, pois ninguém melhor que o próprio trabalhador para descrever e validar a atividade. * Analisada a interação do operador com as interfaces, como por exemplo, ferramentas e máquinas utilizadas. * E interação com o próprio ambiente de trabalho como iluminação, ruído, temperatura e outras interferências que podem surgir. * Análises fisiológica, biomecânica e comportamental envolvida no projeto.
  • 9. Identificação dos riscos Validação de quais técnicas serão utilizadas para identificar os riscos ergonômicos. Cabe ao analista em definir qual será a melhor ferramenta para um determinado perfil de indústria ou empresa. FERRAMENTAS UTILIZADAS: EWA (Ergonomics Workplace Analysis), RULA, NIOSH (carregamento de cargas), OWAS (Ovako Working posture Analysis System) e outras utilizadas por vários especialistas em ergonomia. Validar em conjunto com os trabalhadores os riscos identificados bem como o grau de impacto que esses risco representam para a saúde dos operadores.
  • 10. Priorização das ações do projeto Importante para focar os recursos financeiros para os riscos ergonômicos de maior impacto na saúde dos operadores. Em casos de riscos ergonomicos de mesma importância será necessário soluciona-los dando a mesma importância. Os riscos podem ser classificados por qual foi gerado através de dados do departamento médico ou outro tipo de indicador selecionado pela alta administração.
  • 11. Desenvolvimento do produto Participação de um designer ou engenheiro, porém se o analista em ergonomia for um designer ou engenheiro esta etapa poderá ser mais rápida. A competitividade mundial requer soluções simples eficientes e com baixo custo. O Processo de desenvolvimento do produto vai depender do tipo de produto e o perfil da empresa. Geração de idéias: Esta fase é uma das mais importantes para o projeto de ergonomia, pois é através dessas gerações das soluções é que está o sucesso das intervenções. Escolha da melhor solução:
  • 12. Desenvolvimento do produto Design e Ergonomia do produto estão cada dia mais presente no desenvolvimento de produtos, devido as exigências do usuário, tornando assim a ergonomia e o design um fator diferencial em um mercado cada dia mais competitivo e exigente.
  • 13. Etapas do desenvolvimento de produtos De um modo geral as etapas de desenvolvimento de produto podem ser representadas conforme a figura; O processo de desenvolvimento pode sofrer mudança nas etapas conforme ilustrado da figura 2 o qual poderá haver um retorno à fase anterior.
  • 14. Etapas do desenvolvimento de produtos A contribuição da ergonomia deve estar em todas as etapas do desenvolvimento de produtos conforme descrita na tabela;
  • 16. Construção e teste do protótipo É necessário avaliar e testar o novo produto para verificar se o mesmo atende aos objetivos propostos. É necessário a construção de um protótipo do novo produto; Com o auxilio de programas computacionais, como CAD e o DMU, sigla para identificar o Digital Mock- up. Através do DMU, os lideres de projetos em conjunto com sua equipe consegue realizar vários teste a fim de pular etapas como a construção de um modelo físico, ganhando tempo e reduzindo custo no projeto. Existem casos que a simulação computacional não é suficiente.
  • 17. Construção e teste do protótipo A Ergonomia fornece o levantamento antropométrico, indica o melhor percentil para cada projeto e acompanha as simulações através de modelos físicos ou computacionais, verificando a postura e a interação da interface do produto com o usuário e sua usabilidade. É muito importante colocar o produto em uso na atividade real e validar junto aos trabalhadores.
  • 18. Nesta fase de construção do novo produto se dá um processo que chamamos neste artigo de efeito repetitivo da ergonomia, pois todo processo de fabricação conte
  • 19. Conclusão Fica evidente que a aplicação da ergonomia no desenvolvimento de produtos aplicado ao processo produtivo não é uma tarefa simples, pois envolve diversas pessoas de diferentes habilidades e diferentes níveis hierárquicos de uma organização . Nota-se a importância da contribuição da ergonomia desde o início do projeto com todas as fases do desenvolvimento. Deste modo a ergonomia pode ser uma grande aliada da organização, pois ela pode e deve participar de todos os processos existentes na empresa. Portanto a contribuição da ergonomia deve estar presente em todos os processos, desde a idealização de um produto até a sua fabricação como também no processo produtivo que este objeto foi fabricado.