Condutores europeus cada vez mais negligentescom a manutenção dos pneusDados da Bridgestone são alarmantes Número de pneu...
A Bridgestone, o maior fabricante de pneus do mundo, estápreocupada com o claro declínio na segurança dos condutores naEur...
Neste cenário, a Bridgestone insta os condutores a verificarem os pneusregularmente, mantendo a pressão correcta e substit...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Condutores europeus cada vez mais negligentes com a manutenção dos pneus. Dados da Bridgestone são alarmantes.

190 visualizações

Publicada em

A Bridgestone, o maior fabricante de pneus do mundo, está preocupada com o claro declínio na segurança dos condutores na Europa devido à má manutenção dos pneus. Com base nos resultados nas mais de 28 mil verificações de segurança realizadas em 2012 - a 8ª edição consecutiva – mais de 78% dos veículos encontravam-se com pressão abaixo do ideal, enquanto que 25% tinha o piso abaixo dos mínimos legais.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
190
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Condutores europeus cada vez mais negligentes com a manutenção dos pneus. Dados da Bridgestone são alarmantes.

  1. 1. Condutores europeus cada vez mais negligentescom a manutenção dos pneusDados da Bridgestone são alarmantes Número de pneus com pressão abaixo do ideal ou gastos sobe 25%em 2012; 78% dos condutores conduzem com os pneus com pressão errada(63% em 2011); 25% dos condutores circulam com o piso do pneus abaixo do limitelegal (20% em 2011); A crise financeira será a causa mais provável de declínio na segurançados pneus; Pneus com pressão diminuta ou gastos é perigoso e anti-económico; A diminuição da manutenção dos pneus causa bilhões de litros decombustível desperdiçado e emissões de CO2 na casa das 9,2 milhões detoneladas por ano.
  2. 2. A Bridgestone, o maior fabricante de pneus do mundo, estápreocupada com o claro declínio na segurança dos condutores naEuropa devido à má manutenção dos pneus. Com base nosresultado nas mais de 28 mil verificações de segurança realizadasem 2012 - a 8ª edição consecutiva – mais de 78% dos veículosencontravam-se com pressão abaixo do ideal, enquanto que 25%tinha o piso abaixo dos mínimos legais. Os números sãoalarmantes, tanto mais que representam um aumento de cerca de25% comparativamente a 2011. A causa mais provável do aumentoé a crise económica, o aumento dos preços dos combustíveis ediminuição do poder de compra. No entanto, a Bridgestone advertecontra os perigos da pneus não cheios e/ou usados com pressãoincorrecta, dado que comprometem a segurança nas estradas,diminuindo a estabilidade e resposta da direcção ao mesmo tempoque aumenta as distâncias de travagem.Jake Rønsholt, General Manager Corporate & Brand Communications,Bridgestone Europe: “Conduzir com pressão abaixo do ideal não é apenasperigoso: é um enorme desperdício de combustível e causa das emissões decarbono que poderiam ser facilmente evitadas por simples controlosregulares. O ideal seria os condutores verificarem a pressão dos pneus umavez por mês e, ao fazê-lo, verificar a profundidade do piso e olhar parapossíveis danos ou desgaste irregular. Algumas pessoas esquecem-se que acondução com pneus com pressão inadequada e/ou gasto pode ter umimpacto na direcção e travões...Muitos apenas vêem os pneus como pretos eredondos, mas devemos sempre ter em mente que eles são o único pontode contacto com a estrada”.Os alarmantes dados de 2012 representam um aumento significativocomparativamente a 2011, onde 63% e 20% dos condutores estavam,respectivamente, com pneus com pressão desadequada e piso abaixo domínimo legal – um aumento de cerca de 25% em apenas um ano! Aexplicação mais lógica para o aumento é a crise económica, com osconsumidores menos propensos a gastar dinheiro na substituição atempadados pneus. Da mesma forma, o aumento dos preços dos combustíveis equeda do poder de compra significa que muitos condutores recorrem aosveículos com menos frequência, traduzindo-se igualmente numa aindamenor cadência na verificação de pneus.Ironicamente, a manutenção deficiente dos pneus é provável que custe maisdinheiro aos condutores ao longo do tempo. Pneus que não circulem com apressão ideal desgastam-se mais rapidamente e levam ao desperdício decerca de 3,9 biliões de litros de combustível e emissão de 9,2 milhões detoneladas de C02 por ano. O que significa um aumento de custo para oscondutores e para a sociedade como um todo.
  3. 3. Neste cenário, a Bridgestone insta os condutores a verificarem os pneusregularmente, mantendo a pressão correcta e substituir os pneus gastos oudanificados antes que se tornem um problema.A Bridgestone continuará realizando verificações de segurança dos pneus emtoda a Europa, a fim de aumentar a consciência sobre a importância damanutenção dos pneus e o seu impacto na segurança, o ambiente e apoupança.Para mais informações, visite: http://www.tyresafety.euSobre a Bridgestone Corporation:A Bridgestone Corporation, com sede em Tóquio, é o maior fabricante depneu e de borracha do Mundo. Além de pneus para uso numa amplavariedade de aplicações, fabrica igualmente uma ampla gama de produtosdiversificados, incluindo borracha industrial, produtos químicos e artigosdesportivos. Os produtos Bridgestone são vendidos em mais de 150 paísesem todo o Mundo.Bridgestone Europe (BSEU), com sede europeia em Bruxelas, na Bélgica,é uma subsidiária regional da casa-mãe, baseada em Tóquio. A BridgestoneEurope opera um centro de R & D, oito fábricas e escritórios em mais de 30países europeus, contado com mais de 13.000 funcionários. Os pneus BSEU“premium” são vendidos no Continente Europeu e globalmente.

×