SlideShare uma empresa Scribd logo

Processos Vitais, Celula, Tecidos

1 de 33
Nível celular / Processos vitais Hugo Pedrosa ORGANIZAÇÃO DO CORPO HUMANO
Anatomia É a ciência que estuda a estrutura e a forma dos corpos.  Estuda também a relação entre uma estrutura e  a sua função.
Níveis de organização do corpo humano: ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
PROCESSOS VITAIS  … característicos da vida (nível celular): - Conjunto de funções que permitem assegurar a manutenção das condições estruturais e funcionais dos sistemas corporais, adaptando-se às condições externas do meio envolvente.. - Característicos de todos os organismos vivos. ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Processos Vitais Metabolismo  – Processos químicos que ocorrem e que asseguram a disponibilidade da energia necessária. Excitabilidade  – Capacidade  do organismo para percepcionar  as alterações que ocorrem constantemente no meio interno e externo. Condutibilidade  – Capacidade de transferência de estímulo. Contractilidade  – Capacidade que resulta de alterações no comprimento da célula. Crescimento  – Capacidade dos organismos de induzirem o aumento das suas dimensões. Diferenciação  – Capacidade que as células possuem de partirem da não especialização para a especialização. Reprodução  – Capacidade de produção de novas células.
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]

Recomendados

Aula01:INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE ANATOMIA
Aula01:INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE ANATOMIAAula01:INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE ANATOMIA
Aula01:INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE ANATOMIALeonardo Delgado
 
Fisiologia Humana 1 - Introdução à Fisiologia Humana
Fisiologia Humana 1 - Introdução à Fisiologia HumanaFisiologia Humana 1 - Introdução à Fisiologia Humana
Fisiologia Humana 1 - Introdução à Fisiologia HumanaHerbert Santana
 
Aula Citologia
Aula CitologiaAula Citologia
Aula Citologiabradok157
 
Histologia do tecido nervoso
Histologia do tecido nervosoHistologia do tecido nervoso
Histologia do tecido nervosoCaio Maximino
 
1. aula 1 anatomia e fisiologia
1. aula 1 anatomia e fisiologia1. aula 1 anatomia e fisiologia
1. aula 1 anatomia e fisiologiaIeda Dorneles
 
Organização do corpo humano
Organização do corpo humanoOrganização do corpo humano
Organização do corpo humanoEliando Oliveira
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Citologia e membrana celular
Citologia e membrana celularCitologia e membrana celular
Citologia e membrana celularCésar Milani
 
Membrana plasmática slides COMPLETO
Membrana plasmática slides COMPLETOMembrana plasmática slides COMPLETO
Membrana plasmática slides COMPLETOSheila Cassenotte
 
1º aula introdução a fisiologia
1º aula   introdução a fisiologia1º aula   introdução a fisiologia
1º aula introdução a fisiologiaTayslane Rocha
 
Introducao histologia
Introducao histologia Introducao histologia
Introducao histologia Thais Benicio
 
Aula 1.1 noções básicas de histologia
Aula 1.1 noções básicas de histologiaAula 1.1 noções básicas de histologia
Aula 1.1 noções básicas de histologiaCintia Colotoni
 
O sistema linfático
O sistema linfáticoO sistema linfático
O sistema linfáticoCatir
 
Tipos de Tecido
Tipos de TecidoTipos de Tecido
Tipos de TecidoKiller Max
 
Organização celular - tipos de célula
Organização celular - tipos de célulaOrganização celular - tipos de célula
Organização celular - tipos de célulaRoberta Almeida
 
Histologia humana - Tecido Epitelial
Histologia humana - Tecido Epitelial Histologia humana - Tecido Epitelial
Histologia humana - Tecido Epitelial César Milani
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascularSistema cardiovascular
Sistema cardiovascularCésar Milani
 
Anatomia humana sistema esquelético
Anatomia humana   sistema esqueléticoAnatomia humana   sistema esquelético
Anatomia humana sistema esqueléticoKarinne Ferreira
 

Mais procurados (20)

Histologia humana
Histologia humanaHistologia humana
Histologia humana
 
Citologia e membrana celular
Citologia e membrana celularCitologia e membrana celular
Citologia e membrana celular
 
Sistema esquelético
Sistema esqueléticoSistema esquelético
Sistema esquelético
 
Tecidos do corpo humano
Tecidos do corpo humanoTecidos do corpo humano
Tecidos do corpo humano
 
Membrana plasmática slides COMPLETO
Membrana plasmática slides COMPLETOMembrana plasmática slides COMPLETO
Membrana plasmática slides COMPLETO
 
1º aula introdução a fisiologia
1º aula   introdução a fisiologia1º aula   introdução a fisiologia
1º aula introdução a fisiologia
 
Introducao histologia
Introducao histologia Introducao histologia
Introducao histologia
 
Aula 1.1 noções básicas de histologia
Aula 1.1 noções básicas de histologiaAula 1.1 noções básicas de histologia
Aula 1.1 noções básicas de histologia
 
O sistema linfático
O sistema linfáticoO sistema linfático
O sistema linfático
 
SISTEMA NERVOSO
SISTEMA NERVOSOSISTEMA NERVOSO
SISTEMA NERVOSO
 
Tecido Conjuntivo
Tecido ConjuntivoTecido Conjuntivo
Tecido Conjuntivo
 
Sistema óSseo
Sistema óSseoSistema óSseo
Sistema óSseo
 
Sistema Esqueletico
Sistema EsqueleticoSistema Esqueletico
Sistema Esqueletico
 
Tipos de Tecido
Tipos de TecidoTipos de Tecido
Tipos de Tecido
 
Organização celular - tipos de célula
Organização celular - tipos de célulaOrganização celular - tipos de célula
Organização celular - tipos de célula
 
Histologia humana - Tecido Epitelial
Histologia humana - Tecido Epitelial Histologia humana - Tecido Epitelial
Histologia humana - Tecido Epitelial
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascularSistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
 
Tecido conjuntivo
Tecido conjuntivoTecido conjuntivo
Tecido conjuntivo
 
Sistema Reprodutor Masculino e Feminino
Sistema Reprodutor Masculino e Feminino Sistema Reprodutor Masculino e Feminino
Sistema Reprodutor Masculino e Feminino
 
Anatomia humana sistema esquelético
Anatomia humana   sistema esqueléticoAnatomia humana   sistema esquelético
Anatomia humana sistema esquelético
 

Destaque

Tecidos do corpo humano
Tecidos do corpo humanoTecidos do corpo humano
Tecidos do corpo humanojufabandeira
 
célula- tecido- órgãos e sistemas
célula- tecido- órgãos e sistemascélula- tecido- órgãos e sistemas
célula- tecido- órgãos e sistemasRegina E Franck
 
Apresentação1 celulas 5º ano
Apresentação1 celulas 5º anoApresentação1 celulas 5º ano
Apresentação1 celulas 5º anoemcoeliribas
 
Aula 8º ano - Tecidos do corpo humano
Aula 8º ano - Tecidos do corpo humanoAula 8º ano - Tecidos do corpo humano
Aula 8º ano - Tecidos do corpo humanoLeonardo Kaplan
 
Os Tecidos do Corpo Humano
Os Tecidos do Corpo HumanoOs Tecidos do Corpo Humano
Os Tecidos do Corpo HumanoVanessa Lopes
 
8 ano Níveis de organização dos seres vivos
8 ano Níveis de organização dos seres vivos8 ano Níveis de organização dos seres vivos
8 ano Níveis de organização dos seres vivosSarah Lemes
 

Destaque (9)

Tecidos do corpo humano
Tecidos do corpo humanoTecidos do corpo humano
Tecidos do corpo humano
 
Corpo humano um todo formado por muitas partes
Corpo humano  um todo formado por muitas partesCorpo humano  um todo formado por muitas partes
Corpo humano um todo formado por muitas partes
 
Células e Tecidos
Células e TecidosCélulas e Tecidos
Células e Tecidos
 
célula- tecido- órgãos e sistemas
célula- tecido- órgãos e sistemascélula- tecido- órgãos e sistemas
célula- tecido- órgãos e sistemas
 
Apresentação1 celulas 5º ano
Apresentação1 celulas 5º anoApresentação1 celulas 5º ano
Apresentação1 celulas 5º ano
 
Aula 8º ano - Tecidos do corpo humano
Aula 8º ano - Tecidos do corpo humanoAula 8º ano - Tecidos do corpo humano
Aula 8º ano - Tecidos do corpo humano
 
2 os tecidos
2   os tecidos2   os tecidos
2 os tecidos
 
Os Tecidos do Corpo Humano
Os Tecidos do Corpo HumanoOs Tecidos do Corpo Humano
Os Tecidos do Corpo Humano
 
8 ano Níveis de organização dos seres vivos
8 ano Níveis de organização dos seres vivos8 ano Níveis de organização dos seres vivos
8 ano Níveis de organização dos seres vivos
 

Semelhante a Processos Vitais, Celula, Tecidos

Plano de aula completo Citologia: Tipos e formas de células
Plano de aula completo Citologia: Tipos e formas de células Plano de aula completo Citologia: Tipos e formas de células
Plano de aula completo Citologia: Tipos e formas de células João Monteiro
 
6 ¬ aula - estruturas das c+®lulas
6 ¬ aula - estruturas das c+®lulas6 ¬ aula - estruturas das c+®lulas
6 ¬ aula - estruturas das c+®lulaspreuniversitarioitab
 
Apresentação sobre células citologia
Apresentação sobre células    citologiaApresentação sobre células    citologia
Apresentação sobre células citologiaTeus_matt
 
Aula anatomia celula 03
Aula anatomia  celula 03Aula anatomia  celula 03
Aula anatomia celula 03Laercio Leao
 
Aula 2 noções gerais da estrutura e das funções celulares
Aula 2   noções gerais da estrutura e das funções celularesAula 2   noções gerais da estrutura e das funções celulares
Aula 2 noções gerais da estrutura e das funções celularesfbtorraca
 
As células constituem os seres vivos
As células constituem os seres vivosAs células constituem os seres vivos
As células constituem os seres vivosBerenice Nunes
 
Aula 02 conceito e caracterização das células, tecidos, órgãos e sistemas
Aula 02   conceito e caracterização das células, tecidos, órgãos e sistemasAula 02   conceito e caracterização das células, tecidos, órgãos e sistemas
Aula 02 conceito e caracterização das células, tecidos, órgãos e sistemasHamilton Nobrega
 

Semelhante a Processos Vitais, Celula, Tecidos (20)

Células ppt
Células   pptCélulas   ppt
Células ppt
 
Plano de aula completo Citologia: Tipos e formas de células
Plano de aula completo Citologia: Tipos e formas de células Plano de aula completo Citologia: Tipos e formas de células
Plano de aula completo Citologia: Tipos e formas de células
 
6 ¬ aula - estruturas das c+®lulas
6 ¬ aula - estruturas das c+®lulas6 ¬ aula - estruturas das c+®lulas
6 ¬ aula - estruturas das c+®lulas
 
Apresentação sobre células citologia
Apresentação sobre células    citologiaApresentação sobre células    citologia
Apresentação sobre células citologia
 
Organelas
OrganelasOrganelas
Organelas
 
Resumão Citologia
Resumão CitologiaResumão Citologia
Resumão Citologia
 
Introdução de citologia
Introdução de citologiaIntrodução de citologia
Introdução de citologia
 
A célula
A célulaA célula
A célula
 
A célula
A célulaA célula
A célula
 
Aula anatomia celula 03
Aula anatomia  celula 03Aula anatomia  celula 03
Aula anatomia celula 03
 
Biologia celular
Biologia celularBiologia celular
Biologia celular
 
Biologia celular
Biologia celularBiologia celular
Biologia celular
 
Aula 2 noções gerais da estrutura e das funções celulares
Aula 2   noções gerais da estrutura e das funções celularesAula 2   noções gerais da estrutura e das funções celulares
Aula 2 noções gerais da estrutura e das funções celulares
 
Célula Vegetal
Célula VegetalCélula Vegetal
Célula Vegetal
 
Células e Tecidos
Células e TecidosCélulas e Tecidos
Células e Tecidos
 
Célula 2
Célula 2Célula 2
Célula 2
 
As células constituem os seres vivos
As células constituem os seres vivosAs células constituem os seres vivos
As células constituem os seres vivos
 
Biologia Celular
Biologia CelularBiologia Celular
Biologia Celular
 
A célula
A célulaA célula
A célula
 
Aula 02 conceito e caracterização das células, tecidos, órgãos e sistemas
Aula 02   conceito e caracterização das células, tecidos, órgãos e sistemasAula 02   conceito e caracterização das células, tecidos, órgãos e sistemas
Aula 02 conceito e caracterização das células, tecidos, órgãos e sistemas
 

Mais de Hugo Pedrosa

Reflexologia Podal
Reflexologia PodalReflexologia Podal
Reflexologia PodalHugo Pedrosa
 
Apresentação - Curso de Reflexologia
Apresentação - Curso de ReflexologiaApresentação - Curso de Reflexologia
Apresentação - Curso de ReflexologiaHugo Pedrosa
 
Biblioteca 5 guia de patologias para massoterapeutas
Biblioteca 5   guia de patologias para massoterapeutasBiblioteca 5   guia de patologias para massoterapeutas
Biblioteca 5 guia de patologias para massoterapeutasHugo Pedrosa
 
Portfólio formação Massagem Terapêutica e Desportiva
Portfólio formação Massagem Terapêutica e DesportivaPortfólio formação Massagem Terapêutica e Desportiva
Portfólio formação Massagem Terapêutica e DesportivaHugo Pedrosa
 
Biblioteca 4 - Massoterapia Clínica
Biblioteca 4 - Massoterapia ClínicaBiblioteca 4 - Massoterapia Clínica
Biblioteca 4 - Massoterapia ClínicaHugo Pedrosa
 
Efeitos da Massagem
Efeitos da MassagemEfeitos da Massagem
Efeitos da MassagemHugo Pedrosa
 
Biblioteca 3 - Yokochi Atlas FotográFico De Anatomia
Biblioteca 3 - Yokochi Atlas FotográFico De AnatomiaBiblioteca 3 - Yokochi Atlas FotográFico De Anatomia
Biblioteca 3 - Yokochi Atlas FotográFico De AnatomiaHugo Pedrosa
 
Biblioteca 2 - Stretching Anatomy
Biblioteca 2 - Stretching AnatomyBiblioteca 2 - Stretching Anatomy
Biblioteca 2 - Stretching AnatomyHugo Pedrosa
 
Biblioteca 1 - Técnicas Neuromusculares Modernas
Biblioteca 1 - Técnicas Neuromusculares ModernasBiblioteca 1 - Técnicas Neuromusculares Modernas
Biblioteca 1 - Técnicas Neuromusculares ModernasHugo Pedrosa
 
Expectativas Formador
Expectativas FormadorExpectativas Formador
Expectativas FormadorHugo Pedrosa
 
Ligaduras Funcionais
Ligaduras FuncionaisLigaduras Funcionais
Ligaduras FuncionaisHugo Pedrosa
 
Miologia posterior do tronco
Miologia posterior do troncoMiologia posterior do tronco
Miologia posterior do troncoHugo Pedrosa
 
Fisiologia Muscular
Fisiologia MuscularFisiologia Muscular
Fisiologia MuscularHugo Pedrosa
 
CV tradicional versus Portfólio fotografico
CV tradicional versus Portfólio fotograficoCV tradicional versus Portfólio fotografico
CV tradicional versus Portfólio fotograficoHugo Pedrosa
 
Excerto do manual de Massagem dos Tecidos Profundos
Excerto do manual de Massagem dos Tecidos ProfundosExcerto do manual de Massagem dos Tecidos Profundos
Excerto do manual de Massagem dos Tecidos ProfundosHugo Pedrosa
 
Portfolio Massagem Tecidos Profundos
Portfolio Massagem Tecidos ProfundosPortfolio Massagem Tecidos Profundos
Portfolio Massagem Tecidos ProfundosHugo Pedrosa
 

Mais de Hugo Pedrosa (20)

Reflexologia Podal
Reflexologia PodalReflexologia Podal
Reflexologia Podal
 
Bibliografia 1
Bibliografia 1Bibliografia 1
Bibliografia 1
 
Apresentação - Curso de Reflexologia
Apresentação - Curso de ReflexologiaApresentação - Curso de Reflexologia
Apresentação - Curso de Reflexologia
 
Biblioteca 5 guia de patologias para massoterapeutas
Biblioteca 5   guia de patologias para massoterapeutasBiblioteca 5   guia de patologias para massoterapeutas
Biblioteca 5 guia de patologias para massoterapeutas
 
Portfólio formação Massagem Terapêutica e Desportiva
Portfólio formação Massagem Terapêutica e DesportivaPortfólio formação Massagem Terapêutica e Desportiva
Portfólio formação Massagem Terapêutica e Desportiva
 
Biblioteca 4 - Massoterapia Clínica
Biblioteca 4 - Massoterapia ClínicaBiblioteca 4 - Massoterapia Clínica
Biblioteca 4 - Massoterapia Clínica
 
Efeitos da Massagem
Efeitos da MassagemEfeitos da Massagem
Efeitos da Massagem
 
Biblioteca 3 - Yokochi Atlas FotográFico De Anatomia
Biblioteca 3 - Yokochi Atlas FotográFico De AnatomiaBiblioteca 3 - Yokochi Atlas FotográFico De Anatomia
Biblioteca 3 - Yokochi Atlas FotográFico De Anatomia
 
Biblioteca 2 - Stretching Anatomy
Biblioteca 2 - Stretching AnatomyBiblioteca 2 - Stretching Anatomy
Biblioteca 2 - Stretching Anatomy
 
Apresentações
ApresentaçõesApresentações
Apresentações
 
Biblioteca 1 - Técnicas Neuromusculares Modernas
Biblioteca 1 - Técnicas Neuromusculares ModernasBiblioteca 1 - Técnicas Neuromusculares Modernas
Biblioteca 1 - Técnicas Neuromusculares Modernas
 
Expectativas Formador
Expectativas FormadorExpectativas Formador
Expectativas Formador
 
Ligaduras Funcionais
Ligaduras FuncionaisLigaduras Funcionais
Ligaduras Funcionais
 
Miologia posterior do tronco
Miologia posterior do troncoMiologia posterior do tronco
Miologia posterior do tronco
 
Manual Thera Cane
Manual Thera CaneManual Thera Cane
Manual Thera Cane
 
Anamnese
AnamneseAnamnese
Anamnese
 
Fisiologia Muscular
Fisiologia MuscularFisiologia Muscular
Fisiologia Muscular
 
CV tradicional versus Portfólio fotografico
CV tradicional versus Portfólio fotograficoCV tradicional versus Portfólio fotografico
CV tradicional versus Portfólio fotografico
 
Excerto do manual de Massagem dos Tecidos Profundos
Excerto do manual de Massagem dos Tecidos ProfundosExcerto do manual de Massagem dos Tecidos Profundos
Excerto do manual de Massagem dos Tecidos Profundos
 
Portfolio Massagem Tecidos Profundos
Portfolio Massagem Tecidos ProfundosPortfolio Massagem Tecidos Profundos
Portfolio Massagem Tecidos Profundos
 

Último

2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;azulassessoriaacadem3
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...azulassessoriaacadem3
 
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...azulassessoriaacadem3
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...azulassessoriaacadem3
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...azulassessoriaacadem3
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...azulassessoriaacadem3
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...excellenceeducaciona
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...apoioacademicoead
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Mary Alvarenga
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...excellenceeducaciona
 
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...azulassessoriaacadem3
 
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...azulassessoriaacadem3
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...azulassessoriaacadem3
 
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...excellenceeducaciona
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...azulassessoriaacadem3
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...azulassessoriaacadem3
 

Último (20)

2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
 
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
 
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
 
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO _
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO         _SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO         _
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO _
 
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
 
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 

Processos Vitais, Celula, Tecidos

  • 1. Nível celular / Processos vitais Hugo Pedrosa ORGANIZAÇÃO DO CORPO HUMANO
  • 2. Anatomia É a ciência que estuda a estrutura e a forma dos corpos. Estuda também a relação entre uma estrutura e a sua função.
  • 3.
  • 4.
  • 5. Processos Vitais Metabolismo – Processos químicos que ocorrem e que asseguram a disponibilidade da energia necessária. Excitabilidade – Capacidade do organismo para percepcionar as alterações que ocorrem constantemente no meio interno e externo. Condutibilidade – Capacidade de transferência de estímulo. Contractilidade – Capacidade que resulta de alterações no comprimento da célula. Crescimento – Capacidade dos organismos de induzirem o aumento das suas dimensões. Diferenciação – Capacidade que as células possuem de partirem da não especialização para a especialização. Reprodução – Capacidade de produção de novas células.
  • 6.
  • 7.
  • 8. Materiais celulares Núcleo Possui uma membrana nuclear dupla com poros e localiza-se, geralmente numa posição central. No seu interior distinguimos o ADN e proteínas sob a forma de cromossomas. O ADN é o material hereditário da célula e controla as suas actividades. O ADN possui todas as informações para a actividade da célula. Diferenciamos no interior do núcleo uma massa mais densa de ARN e proteínas e que designamos de nucléolo (c). É no núcleo que encontramos organizada a informação genética sob a forma de cromossomas.  
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12. Membrana celular Núcleo Citoplasma Ribossomas Retículo endoplasmático Aparelho de golgi Mitocôndrias
  • 13. Processos Vitais Organitos Anabólico Retículo Endoplasmático Rugoso Retículo Endoplasmático Liso Metabolismo Catabólico Mitocôndria Lisossomas Condutibilidade Membrana Celular Citosqueleto Retículo Excitabilidade Membrana Celular Crescimento Retículo Endoplasmático Diferenciação Núcleo Reprodução Núcleo
  • 14. A- Tecido Epitelial B- Tecido Conjuntivo C- Tecido Muscular D- Tecido Nervoso Existem quatro tipos de tecido no corpo humano:
  • 15. Tecido Epitelial Os diversos tipos de tecido epitelial são denominados de acordo com o formato da célula da camada superficial. As células de um tecido mantêm-se unidas por uma membrana basal e por fibras intercelulares. Este tecido recebe nutrientes por difusão, já que não possuem vasos sanguíneos. Simples escamoso Simples cubóide
  • 16. Tecido Epitelial de revestimento Simples colunar Pseudo-estratificado Estratificado escamoso
  • 17. Tecido Epitelial de revestimento Estratificado de transição… Estratificado colunar … contraido … distendido
  • 18. Tecido Epitelial de revestimento Glandular exócrino Glandular endócrino Os epitélios glandulares produzem e segregam substâncias que são lançadas directamente no sangue (Glândulas Endócrinas) ou lançam as suas secreções para o exterior através de ductos (Glândulas Exócrinas).
  • 19. O Epitélio de revestimento forma uma barreira entre o meio exterior e os tecidos internos. 1 - Epiderme: reveste a superfície corporal 2 - Mucosas: revestem as zonas de transição entre o meio externo e o meio interior; Exemplos:
  • 20. 3 - Serosas: Revestem as cavidades internas Meninges (Cavidade craneana) Pleura (Pulmões) Pericárdio (Coração) Peritoneu (Cavidade abdominal) 4 - Sinoviais: Revestem internamente as cápsulas articulares das diartroses 5 - Bursas: Asseguram a protecção em zonas de atrito entre superfícies ósseas e estruturas tendinosas e ligamentares. Exemplos:
  • 21. O tecido conjuntivo diferencia-se dos restantes três tipos de tecidos pelo facto de ser constituído por células , separadas entre si por uma abundante matriz extracelular. Tecido conjuntivo
  • 22.
  • 23.
  • 24.
  • 25.
  • 26.
  • 27.
  • 28. Tecido conjuntivo Conjuntivo frouxo Conjuntivo adiposo Conjuntivo fibroso regular
  • 29. Conjuntivo fibroso irregular Conjuntivo elástico Conjuntivo reticular
  • 30. Conjuntivo (sustentação) cartilagem hialina Conjuntivo (sustentação) elástico Conjuntivo (sustentação) fibrocartilagem
  • 31. Tecido muscular Conjunto de células (fibras musculares) especializadas na capacidade de se contraírem, encurtando até um terço o comprimento original do músculo. Estrutural e funcionalmente podemos identificar três tipos de músculos com as seguintes características. Variedades Estriado Liso Características Esquelético Cardíaco Localização Insere-se nos ossos Coração Parede dos orgãos ocos, vasos sanguíneos, olhos, glândulas e pele Forma da célula Muito longas e cilindricas Cilindricas e ramificadas Fusiformes Núcleo Multinucleadas (sincício verdadeiro) e periféricos Único e central Único e central Estriação Sim Sim Não Controlo Nervoso Voluntário Automático Involuntário Função Produção de Movimento Contracção do miocárdio e bombeamento do sangue Movimentos dos alimentos no tubo digestivo, esvaziamento da bexiga, regulação do diâmetro dos vasos sanguíneos, mudança do tamanho da pupila, contração de muitos canais glandulares, movimento dos pêlos, etc.
  • 32. Tecido muscular Cardíaco Esquelético Liso
  • 33. Constitui o tecido especializado na condução de sinais eléctricos denominados potenciais de acção. As células que permitem a este tecido a elevada condutibilidade designam-se por neurónios ou células nervosas . Tratam-se de células tão especializadas que perderam a sua função regeneradora. Quer dizer que, se perdemos células nervosas, elas não voltarão a ser substituídas e as funções que lhe estavam afectas irão progressivamente degradar-se. Tecido nervoso Características estruturais As células nervosas ou neurónios encontram-se no cérebro, na espinal medula nos nervos. A célula nervosa tem uma estrutura base que integra três partes: 1 - Corpo celular (c): onde se localiza o núcleo e se realizam as funções gerais da célula; 2 - Dendritos (d): prolongamento do citoplasma que recebem sinais eléctricos e os conduzem na direcção do corpo celular; 3 - Axónio (d): Conduzem os potenciais de acção para fora do corpo celular; 4 - Botão terminal (b): Zona de realização da transmissão do impulso.