SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
Sermão do Monte a
Singularidade de Cristo e
dos Seus Princípios
Pr. Hugo Leonardo R. Franco
1.1 Contexto Geográfico
 Onde foi o Sermão do
Monte?
 Norte de Israel.
 Próximo ao Mar da
Galileia.
 Também ficou conhecido
como Monte das Bem-
aventuranças
Quem eram os ouvintes?
 Apóstolos os quais Jesus acabara de eleger.
 Os numerosos discípulos que vieram na véspera.
 Multidão que viera da palestina para ouvir Jesus.
1.2 Proposito do Sermão
• Sintetizar o Ensino de Jesus.
• Lançar os Alicerces da Vida Cristã.
• Promulgar a “Carta Magna” do
reino dos Céus.
• Revelar o núcleo Apostólico.
2 A Ética do Reino de
Deus
Porque vos digo que, se a vossa
justiça não exceder a dos escribas e
fariseus, de modo nenhum entrareis
no reino dos céus.
Mateus 5:20  Ela é inegociável!
 Ela é absoluta!
 Principal Doutrina no Reino de Cristo.
2.1 Cristo é o padrão ético
do Reino de Deus.
Portanto, cingindo os lombos do vosso
entendimento, sede sóbrios, e esperai
inteiramente na graça que se vos
ofereceu na revelação de Jesus
Cristo;
Como filhos obedientes, não vos
conformando com as
concupiscências que antes havia em
vossa ignorância;
Mas, como é santo aquele que vos
chamou, sede vós também santos em
toda a vossa maneira de viver;
Porquanto está escrito: Sede santos,
porque eu sou santo
1 Pedro 1:13-16
•e vós pois perfeitos, como é perfeito
o vosso Pai que está nos céus
Mateus 5:48
 O modelo de santidade para aprovar o
desaprovar um Cristão é o próprio Cristo.
Ele é a “Vara de Medir” o padrão de
santidade é a varolinidade perfeita (Ef
4.13)
2.1.1 Jesus ratificou o AT.
Não cuideis que vim destruir a lei ou
os profetas: não vim ab-rogar, mas
cumprir.
Porque em verdade vos digo que, até
que o céu e a terra passem, nem um
jota ou um til se omitirá da lei, sem
que tudo seja cumprido
Mateus 5:17-18
AT
Jesus Cristo
Aponta para o Cumprimento das profecias
2.1.2 Jesus corroborou a lei
dos profetas
Não cuideis que vim destruir a lei ou
os profetas: não vim ab-rogar, mas
cumprir.
Mateus 5:17
 Jesus fortificou e ratificou as profecias do
AT.
 Sob a autoridade de Cristo aquelas
promessas messiânicas no AT se tornaram
reais ele é o executor dos mandamentos
e promessas.
 Jesus deu um novo prisma ao AT.
2.1.3 Jesus realçou a moral
do AT
Ai de vós, fariseus, que amais os
primeiros assentos nas sinagogas, e as
saudações nas praças.
Lucas 11:43
Características que apontam a falsa
moralidade no tempo de Jesus.
 Superficialidade Espiritual.
 Legalismo
 Falta de desejo de adorar
verdadeiramente a Deus.
 Tradicionalismo exacerbado.
 Liturgia baseada em repetições.
 Falso Moralismo.
 Humildade como forma de orgulho.
 Falsa piedade.
2.1.4 Jesus combateu o
legalismo
De maneira que a lei nos serviu de
aio, para nos conduzir a Cristo, para
que pela fé fôssemos justificados.
Mas, depois que veio a fé, já não
estamos debaixo de aio.
Gálatas 3:24-25
 A palavra "legalismo" não pode ser
encontrada na Bíblia. É um termo que os
Cristãos evangélicos usam para
descrever uma posição doutrinária que
enfatiza um sistema de regras e
regulamentos para alcançar salvação e
crescimento espiritual. Legalistas
acreditam que é necessário ter uma
aderência estrita e literal a essas regras e
regulamentos. De acordo com a
doutrina ensinada na Bíblia, essa posição
vai de encontro à graça de Deus.
Aqueles que defendem uma posição
legalista podem até deixar de entender
o verdadeiro propósito da lei,
principalmente da lei de Moisés no Velho
Testamento, a qual é para ser um
“professor” ou “tutor” para nos levar a
Cristo (Gálatas 3:24)
3 -A busca pelo Padrão
Ético do Reino de Deus
3.1 É parte da
responsabilidade Cristã
 A busca pelo padrão ético e fruto do
comprometimento do homem com Deus.
 Os verdadeiros cristãos obedecem os
mandamentos porque amam a Deus.
E nisto sabemos que o conhecemos:
se guardarmos os seus mandamentos.
Aquele que diz: Eu conheço-o, e não
guarda os seus mandamentos, é
mentiroso, e nele não está a verdade.
Mas qualquer que guarda a sua
palavra, o amor de Deus está nele
verdadeiramente aperfeiçoado; nisto
conhecemos que estamos nele.
Aquele que diz que está nele,
também deve andar como ele
andou
1 João 2:3-6
3.2 É o resultado exclusivo
da graça.
 Diante dos ensinos do Sermão do Monte
pergunta-se: quem poderia cumprir tão
justos reclames? Apenas aqueles que
foram libertos pela graça de Deus e
vivem em harmonia com sua Palavra.
 A ética do Reino de Deus é resultado
exclusivo da graça, pois não há meios de
satisfazer as exigências divinas, senão por
ela.
Vós sois o sal da terra; e se o sal for
insípido, com que se há de salgar?
Para nada mais presta senão para se
lançar fora, e ser pisado pelos
homens.
Mateus 5:13
4- O cidadão do céu e o
mundo em que vivemos
4 O cidadão do céu e o
mundo em que vivemos
Ética do Reino como
regra pessoal?
Ou usar a ética do Reino
para influenciar o
Mundo?
Vós sois a luz do mundo; não se pode
esconder uma cidade edificada
sobre um monte;
Nem se acende a candeia e se
coloca debaixo do alqueire, mas no
velador, e dá luz a todos que estão
na casa.
Assim resplandeça a vossa luz diante
dos homens, para que vejam as
vossas boas obras e glorifiquem a
vosso Pai, que está nos céus.
Mateus 5:14-16
5- A urgência que vivamos
como cidadãos do Céu.
5 A urgência que vivamos
como cidadão do Céu
 Quando a igreja se omite peca por não
fazer (Tg 4.17).
 Abrimos espaço para os pregadores de
Satanás com seu discurso pós-moderno e
relativista.
 Caso nos omitimos hoje as gerações
futuras terão sua fé alicerçada em uma
ética deturpada com filosofias
mundanas e argumentos anticristãos.
Aquele, pois, que sabe fazer o bem e
não o faz, comete pecado.
Tiago 4:17
Conclusão
Conclusão
 O clamor de Jesus foi Arrependei-vos
porque é chegado o reino dos Céus (Mt
4.17).
 O Sermão do Monte contém a essência
do ensinamento moral e ético de Jesus.
 Esse Sermão é um desafio a Mudança!
Desde então começou Jesus a
pregar, e a dizer: Arrependei-vos,
porque é chegado o reino dos céus.
Mateus 4:17

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Vois sois o sal da terra e a luz do mundo
Vois sois o sal da terra e a luz do mundoVois sois o sal da terra e a luz do mundo
Vois sois o sal da terra e a luz do mundoSergio Menezes
 
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nósLição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nósÉder Tomé
 
Qual é a diferença entre corpo, alma e espírito
Qual é a diferença entre corpo, alma e espíritoQual é a diferença entre corpo, alma e espírito
Qual é a diferença entre corpo, alma e espíritoLeandro Sales
 
Lição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Lição 14 - Vivendo com a Mente de CristoLição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Lição 14 - Vivendo com a Mente de CristoÉder Tomé
 
Lição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de CristoLição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de CristoÉder Tomé
 
Bem aventurança sermão do monte
Bem aventurança sermão do monteBem aventurança sermão do monte
Bem aventurança sermão do monteMaxuel Alves
 
Soteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da SalvaçãoSoteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da SalvaçãoRODRIGO FERREIRA
 
Pregação crescimento Espiritual
Pregação crescimento EspiritualPregação crescimento Espiritual
Pregação crescimento Espiritualsuzyanne2010
 
Lição 13 - A atualidade dos dons espirituaisl
Lição 13 - A atualidade dos dons espirituaislLição 13 - A atualidade dos dons espirituaisl
Lição 13 - A atualidade dos dons espirituaislÉder Tomé
 
Lição 6 - Deus, o Autor de Missões
Lição 6 - Deus, o Autor de MissõesLição 6 - Deus, o Autor de Missões
Lição 6 - Deus, o Autor de MissõesÉder Tomé
 
Seminários dá nos a chuva serôdia!
Seminários dá nos a chuva serôdia!Seminários dá nos a chuva serôdia!
Seminários dá nos a chuva serôdia!Márcio E Maria
 
Lição 4 - Perseverando na Fé
Lição 4 - Perseverando na FéLição 4 - Perseverando na Fé
Lição 4 - Perseverando na FéÉder Tomé
 
Lição 6 - Estêvão o Primeiro Mártir
Lição 6 - Estêvão o Primeiro MártirLição 6 - Estêvão o Primeiro Mártir
Lição 6 - Estêvão o Primeiro MártirÉder Tomé
 
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristãLição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristãJoanilson França Garcia
 
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristãoLição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristãoErberson Pinheiro
 
Educação da alma - Reforma Íntima - Espiritsimo
Educação da alma - Reforma Íntima - EspiritsimoEducação da alma - Reforma Íntima - Espiritsimo
Educação da alma - Reforma Íntima - EspiritsimoMarcio Augusto Guariente
 
Lição 02 - Pecado: uma realidade humana
Lição 02 - Pecado: uma realidade humanaLição 02 - Pecado: uma realidade humana
Lição 02 - Pecado: uma realidade humanaÉder Tomé
 
AS VIAGENS MISSIONÁRIAS DE PAULO DE TARSO
AS VIAGENS MISSIONÁRIAS DE PAULO DE TARSOAS VIAGENS MISSIONÁRIAS DE PAULO DE TARSO
AS VIAGENS MISSIONÁRIAS DE PAULO DE TARSOSuely Anjos
 

Mais procurados (20)

Vois sois o sal da terra e a luz do mundo
Vois sois o sal da terra e a luz do mundoVois sois o sal da terra e a luz do mundo
Vois sois o sal da terra e a luz do mundo
 
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nósLição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
 
Qual é a diferença entre corpo, alma e espírito
Qual é a diferença entre corpo, alma e espíritoQual é a diferença entre corpo, alma e espírito
Qual é a diferença entre corpo, alma e espírito
 
Lição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Lição 14 - Vivendo com a Mente de CristoLição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Lição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
 
Lição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de CristoLição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de Cristo
 
Bem aventurança sermão do monte
Bem aventurança sermão do monteBem aventurança sermão do monte
Bem aventurança sermão do monte
 
Soteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da SalvaçãoSoteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da Salvação
 
Pregação crescimento Espiritual
Pregação crescimento EspiritualPregação crescimento Espiritual
Pregação crescimento Espiritual
 
Lição 13 - A atualidade dos dons espirituaisl
Lição 13 - A atualidade dos dons espirituaislLição 13 - A atualidade dos dons espirituaisl
Lição 13 - A atualidade dos dons espirituaisl
 
Quem é jesus power point
Quem é jesus power pointQuem é jesus power point
Quem é jesus power point
 
Lição 6 - Deus, o Autor de Missões
Lição 6 - Deus, o Autor de MissõesLição 6 - Deus, o Autor de Missões
Lição 6 - Deus, o Autor de Missões
 
O PÃO DA VIDA
O PÃO DA VIDAO PÃO DA VIDA
O PÃO DA VIDA
 
Seminários dá nos a chuva serôdia!
Seminários dá nos a chuva serôdia!Seminários dá nos a chuva serôdia!
Seminários dá nos a chuva serôdia!
 
Lição 4 - Perseverando na Fé
Lição 4 - Perseverando na FéLição 4 - Perseverando na Fé
Lição 4 - Perseverando na Fé
 
Lição 6 - Estêvão o Primeiro Mártir
Lição 6 - Estêvão o Primeiro MártirLição 6 - Estêvão o Primeiro Mártir
Lição 6 - Estêvão o Primeiro Mártir
 
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristãLição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
 
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristãoLição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
 
Educação da alma - Reforma Íntima - Espiritsimo
Educação da alma - Reforma Íntima - EspiritsimoEducação da alma - Reforma Íntima - Espiritsimo
Educação da alma - Reforma Íntima - Espiritsimo
 
Lição 02 - Pecado: uma realidade humana
Lição 02 - Pecado: uma realidade humanaLição 02 - Pecado: uma realidade humana
Lição 02 - Pecado: uma realidade humana
 
AS VIAGENS MISSIONÁRIAS DE PAULO DE TARSO
AS VIAGENS MISSIONÁRIAS DE PAULO DE TARSOAS VIAGENS MISSIONÁRIAS DE PAULO DE TARSO
AS VIAGENS MISSIONÁRIAS DE PAULO DE TARSO
 

Destaque

5 Ways to Conquer Bloggers Block
5 Ways to Conquer Bloggers Block5 Ways to Conquer Bloggers Block
5 Ways to Conquer Bloggers BlockMarketing Sparkler
 
O sermão da montanha e os valores humanos
O sermão da montanha e os valores humanosO sermão da montanha e os valores humanos
O sermão da montanha e os valores humanosDalila Melo
 
Apresentação com estudos sobre a ética do sermão do monte
Apresentação com estudos sobre a ética do sermão do monteApresentação com estudos sobre a ética do sermão do monte
Apresentação com estudos sobre a ética do sermão do monteJoão Eduardo
 
As Bem-Aventuranças - Sermão do Monte
As Bem-Aventuranças - Sermão do MonteAs Bem-Aventuranças - Sermão do Monte
As Bem-Aventuranças - Sermão do MonteMensageiros De Luz
 
Apresentação das bem aventuranças
Apresentação das bem aventurançasApresentação das bem aventuranças
Apresentação das bem aventurançasvineta
 
_a ue_rd no coração da áfrica (1)
  _a ue_rd no coração da áfrica (1)  _a ue_rd no coração da áfrica (1)
_a ue_rd no coração da áfrica (1)Samue Monteir
 
Projeto Energia com Vida - ESAF
Projeto Energia com Vida - ESAFProjeto Energia com Vida - ESAF
Projeto Energia com Vida - ESAFvineta
 
Sermão Do Monte
Sermão Do MonteSermão Do Monte
Sermão Do MonteAnjovison .
 
Conheça 10 dicas para entender as parábolas de Jesus
Conheça 10 dicas para entender as parábolas de JesusConheça 10 dicas para entender as parábolas de Jesus
Conheça 10 dicas para entender as parábolas de JesusJuraci Rocha
 
A gloriosa bem aventurança proposta no evangelho • capítulo 14 - the total de...
A gloriosa bem aventurança proposta no evangelho • capítulo 14 - the total de...A gloriosa bem aventurança proposta no evangelho • capítulo 14 - the total de...
A gloriosa bem aventurança proposta no evangelho • capítulo 14 - the total de...soarescastrodf
 
Publicação 17 introdução a hamartiologia
Publicação 17   introdução a hamartiologiaPublicação 17   introdução a hamartiologia
Publicação 17 introdução a hamartiologiaPastor Marcello Rocha
 
STNB - TS2 - M1 - O Que Cremos Acerca do Pecado
STNB - TS2 - M1 - O Que Cremos Acerca do PecadoSTNB - TS2 - M1 - O Que Cremos Acerca do Pecado
STNB - TS2 - M1 - O Que Cremos Acerca do PecadoSTNB
 
O que é Cristianismo
O que é CristianismoO que é Cristianismo
O que é CristianismoJezer Ferris
 
126 bem-aventuranadocrente-120421123241-phpapp02
126 bem-aventuranadocrente-120421123241-phpapp02126 bem-aventuranadocrente-120421123241-phpapp02
126 bem-aventuranadocrente-120421123241-phpapp02Clelia Oliveira
 
A felicidade segundo jesus os que choram slides
A felicidade segundo jesus   os que choram slidesA felicidade segundo jesus   os que choram slides
A felicidade segundo jesus os que choram slidesdanielricardodacosta
 

Destaque (20)

5 Ways to Conquer Bloggers Block
5 Ways to Conquer Bloggers Block5 Ways to Conquer Bloggers Block
5 Ways to Conquer Bloggers Block
 
O sermão da montanha e os valores humanos
O sermão da montanha e os valores humanosO sermão da montanha e os valores humanos
O sermão da montanha e os valores humanos
 
Apresentação com estudos sobre a ética do sermão do monte
Apresentação com estudos sobre a ética do sermão do monteApresentação com estudos sobre a ética do sermão do monte
Apresentação com estudos sobre a ética do sermão do monte
 
REFLEXÕES E INFORMAÇÕES
REFLEXÕES E INFORMAÇÕESREFLEXÕES E INFORMAÇÕES
REFLEXÕES E INFORMAÇÕES
 
Características de um bom sermão
Características de um bom sermãoCaracterísticas de um bom sermão
Características de um bom sermão
 
As Bem-Aventuranças - Sermão do Monte
As Bem-Aventuranças - Sermão do MonteAs Bem-Aventuranças - Sermão do Monte
As Bem-Aventuranças - Sermão do Monte
 
Apresentação das bem aventuranças
Apresentação das bem aventurançasApresentação das bem aventuranças
Apresentação das bem aventuranças
 
_a ue_rd no coração da áfrica (1)
  _a ue_rd no coração da áfrica (1)  _a ue_rd no coração da áfrica (1)
_a ue_rd no coração da áfrica (1)
 
Projeto Energia com Vida - ESAF
Projeto Energia com Vida - ESAFProjeto Energia com Vida - ESAF
Projeto Energia com Vida - ESAF
 
Sermão Do Monte
Sermão Do MonteSermão Do Monte
Sermão Do Monte
 
Sermao do monte
Sermao do monteSermao do monte
Sermao do monte
 
Conheça 10 dicas para entender as parábolas de Jesus
Conheça 10 dicas para entender as parábolas de JesusConheça 10 dicas para entender as parábolas de Jesus
Conheça 10 dicas para entender as parábolas de Jesus
 
Evangelho de lucas liçao 3
Evangelho de lucas liçao 3Evangelho de lucas liçao 3
Evangelho de lucas liçao 3
 
Pecado original
Pecado originalPecado original
Pecado original
 
A gloriosa bem aventurança proposta no evangelho • capítulo 14 - the total de...
A gloriosa bem aventurança proposta no evangelho • capítulo 14 - the total de...A gloriosa bem aventurança proposta no evangelho • capítulo 14 - the total de...
A gloriosa bem aventurança proposta no evangelho • capítulo 14 - the total de...
 
Publicação 17 introdução a hamartiologia
Publicação 17   introdução a hamartiologiaPublicação 17   introdução a hamartiologia
Publicação 17 introdução a hamartiologia
 
STNB - TS2 - M1 - O Que Cremos Acerca do Pecado
STNB - TS2 - M1 - O Que Cremos Acerca do PecadoSTNB - TS2 - M1 - O Que Cremos Acerca do Pecado
STNB - TS2 - M1 - O Que Cremos Acerca do Pecado
 
O que é Cristianismo
O que é CristianismoO que é Cristianismo
O que é Cristianismo
 
126 bem-aventuranadocrente-120421123241-phpapp02
126 bem-aventuranadocrente-120421123241-phpapp02126 bem-aventuranadocrente-120421123241-phpapp02
126 bem-aventuranadocrente-120421123241-phpapp02
 
A felicidade segundo jesus os que choram slides
A felicidade segundo jesus   os que choram slidesA felicidade segundo jesus   os que choram slides
A felicidade segundo jesus os que choram slides
 

Semelhante a Sermão do monte a singularidade de cristo e

Respostas_322016_O Sermão do Monte_GGR
Respostas_322016_O Sermão do Monte_GGRRespostas_322016_O Sermão do Monte_GGR
Respostas_322016_O Sermão do Monte_GGRGerson G. Ramos
 
2022 2º Trimestre Adulto Lição 03.pptx
2022 2º Trimestre Adulto Lição 03.pptx2022 2º Trimestre Adulto Lição 03.pptx
2022 2º Trimestre Adulto Lição 03.pptxJoel Silva
 
Lição 10 - Eu creio que posso fazer a diferença.
Lição 10 - Eu creio que posso fazer a diferença.Lição 10 - Eu creio que posso fazer a diferença.
Lição 10 - Eu creio que posso fazer a diferença.Jheisson Batista Ferreira
 
[EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 10 - O ministério profético no Novo ...
[EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 10 - O ministério profético no Novo ...[EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 10 - O ministério profético no Novo ...
[EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 10 - O ministério profético no Novo ...José Carlos Polozi
 
Aula 02 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)
Aula 02 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)Aula 02 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)
Aula 02 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)IBC de Jacarepaguá
 
Deus requer santificação aos cristãos 29
Deus requer santificação aos cristãos 29Deus requer santificação aos cristãos 29
Deus requer santificação aos cristãos 29Silvio Dutra
 
Lição 3 - O Crescimento do Reino de Deus
Lição 3 - O Crescimento do Reino de DeusLição 3 - O Crescimento do Reino de Deus
Lição 3 - O Crescimento do Reino de DeusÉder Tomé
 
Estudo: Firmando a minha fé, um estudo sobre a identidade batista.
Estudo: Firmando a minha fé, um estudo sobre a identidade batista.Estudo: Firmando a minha fé, um estudo sobre a identidade batista.
Estudo: Firmando a minha fé, um estudo sobre a identidade batista.Givanildo Matos
 
Deus requer santificação aos cristãos 28
Deus requer santificação aos cristãos 28Deus requer santificação aos cristãos 28
Deus requer santificação aos cristãos 28Silvio Dutra
 
Slide - EBD ADEB 2022 Licao 13 2Trim.pptx
Slide - EBD ADEB 2022 Licao 13 2Trim.pptxSlide - EBD ADEB 2022 Licao 13 2Trim.pptx
Slide - EBD ADEB 2022 Licao 13 2Trim.pptxFranciscoSilvestre16
 
Participantes da natureza divina
Participantes da natureza divina Participantes da natureza divina
Participantes da natureza divina Sergio Schmidt
 
Conheça as doutrinas verdadeiras da IASD
Conheça as doutrinas verdadeiras da IASDConheça as doutrinas verdadeiras da IASD
Conheça as doutrinas verdadeiras da IASDFernando Xavier China
 

Semelhante a Sermão do monte a singularidade de cristo e (20)

Reino de deus
Reino de deusReino de deus
Reino de deus
 
Respostas_322016_O Sermão do Monte_GGR
Respostas_322016_O Sermão do Monte_GGRRespostas_322016_O Sermão do Monte_GGR
Respostas_322016_O Sermão do Monte_GGR
 
2022 2º Trimestre Adulto Lição 03.pptx
2022 2º Trimestre Adulto Lição 03.pptx2022 2º Trimestre Adulto Lição 03.pptx
2022 2º Trimestre Adulto Lição 03.pptx
 
Lição 10 - Eu creio que posso fazer a diferença.
Lição 10 - Eu creio que posso fazer a diferença.Lição 10 - Eu creio que posso fazer a diferença.
Lição 10 - Eu creio que posso fazer a diferença.
 
[EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 10 - O ministério profético no Novo ...
[EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 10 - O ministério profético no Novo ...[EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 10 - O ministério profético no Novo ...
[EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 10 - O ministério profético no Novo ...
 
Aula 02 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)
Aula 02 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)Aula 02 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)
Aula 02 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)
 
Deus requer santificação aos cristãos 29
Deus requer santificação aos cristãos 29Deus requer santificação aos cristãos 29
Deus requer santificação aos cristãos 29
 
Nisto cremos
Nisto cremosNisto cremos
Nisto cremos
 
Nisto cremos
Nisto cremosNisto cremos
Nisto cremos
 
Licao 3 4 t - 2018 - cpad
Licao 3   4 t - 2018 - cpadLicao 3   4 t - 2018 - cpad
Licao 3 4 t - 2018 - cpad
 
Lição 3 - O Crescimento do Reino de Deus
Lição 3 - O Crescimento do Reino de DeusLição 3 - O Crescimento do Reino de Deus
Lição 3 - O Crescimento do Reino de Deus
 
Estudo: Firmando a minha fé, um estudo sobre a identidade batista.
Estudo: Firmando a minha fé, um estudo sobre a identidade batista.Estudo: Firmando a minha fé, um estudo sobre a identidade batista.
Estudo: Firmando a minha fé, um estudo sobre a identidade batista.
 
Deus requer santificação aos cristãos 28
Deus requer santificação aos cristãos 28Deus requer santificação aos cristãos 28
Deus requer santificação aos cristãos 28
 
Slide - EBD ADEB 2022 Licao 13 2Trim.pptx
Slide - EBD ADEB 2022 Licao 13 2Trim.pptxSlide - EBD ADEB 2022 Licao 13 2Trim.pptx
Slide - EBD ADEB 2022 Licao 13 2Trim.pptx
 
Participantes da natureza divina
Participantes da natureza divina Participantes da natureza divina
Participantes da natureza divina
 
A igreja e a lei de deus
A igreja e a lei de deusA igreja e a lei de deus
A igreja e a lei de deus
 
Partir de jesus
Partir de jesusPartir de jesus
Partir de jesus
 
Lição 4 Jesus e a lei
Lição 4 Jesus e a leiLição 4 Jesus e a lei
Lição 4 Jesus e a lei
 
Conheça as doutrinas verdadeiras da IASD
Conheça as doutrinas verdadeiras da IASDConheça as doutrinas verdadeiras da IASD
Conheça as doutrinas verdadeiras da IASD
 
Estudo bomsossego-21.10.11
Estudo bomsossego-21.10.11Estudo bomsossego-21.10.11
Estudo bomsossego-21.10.11
 

Último

Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024Fraternitas Movimento
 
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdfLeandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdfFrancisco Baptista
 
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxCulto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxManoel Candido Pires Junior
 
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdfESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdfDaddizinhaRodrigues
 
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2Nilson Almeida
 

Último (7)

Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
 
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdfLeandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
 
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxCulto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
 
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdfESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
 
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
 

Sermão do monte a singularidade de cristo e

  • 1. Sermão do Monte a Singularidade de Cristo e dos Seus Princípios Pr. Hugo Leonardo R. Franco
  • 2. 1.1 Contexto Geográfico  Onde foi o Sermão do Monte?  Norte de Israel.  Próximo ao Mar da Galileia.  Também ficou conhecido como Monte das Bem- aventuranças
  • 3. Quem eram os ouvintes?  Apóstolos os quais Jesus acabara de eleger.  Os numerosos discípulos que vieram na véspera.  Multidão que viera da palestina para ouvir Jesus.
  • 4. 1.2 Proposito do Sermão • Sintetizar o Ensino de Jesus. • Lançar os Alicerces da Vida Cristã. • Promulgar a “Carta Magna” do reino dos Céus. • Revelar o núcleo Apostólico.
  • 5. 2 A Ética do Reino de Deus Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus. Mateus 5:20  Ela é inegociável!  Ela é absoluta!  Principal Doutrina no Reino de Cristo.
  • 6. 2.1 Cristo é o padrão ético do Reino de Deus. Portanto, cingindo os lombos do vosso entendimento, sede sóbrios, e esperai inteiramente na graça que se vos ofereceu na revelação de Jesus Cristo; Como filhos obedientes, não vos conformando com as concupiscências que antes havia em vossa ignorância; Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver; Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo 1 Pedro 1:13-16 •e vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus Mateus 5:48  O modelo de santidade para aprovar o desaprovar um Cristão é o próprio Cristo. Ele é a “Vara de Medir” o padrão de santidade é a varolinidade perfeita (Ef 4.13)
  • 7. 2.1.1 Jesus ratificou o AT. Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir. Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido Mateus 5:17-18 AT Jesus Cristo Aponta para o Cumprimento das profecias
  • 8. 2.1.2 Jesus corroborou a lei dos profetas Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir. Mateus 5:17  Jesus fortificou e ratificou as profecias do AT.  Sob a autoridade de Cristo aquelas promessas messiânicas no AT se tornaram reais ele é o executor dos mandamentos e promessas.  Jesus deu um novo prisma ao AT.
  • 9. 2.1.3 Jesus realçou a moral do AT Ai de vós, fariseus, que amais os primeiros assentos nas sinagogas, e as saudações nas praças. Lucas 11:43 Características que apontam a falsa moralidade no tempo de Jesus.  Superficialidade Espiritual.  Legalismo  Falta de desejo de adorar verdadeiramente a Deus.  Tradicionalismo exacerbado.  Liturgia baseada em repetições.  Falso Moralismo.  Humildade como forma de orgulho.  Falsa piedade.
  • 10. 2.1.4 Jesus combateu o legalismo De maneira que a lei nos serviu de aio, para nos conduzir a Cristo, para que pela fé fôssemos justificados. Mas, depois que veio a fé, já não estamos debaixo de aio. Gálatas 3:24-25  A palavra "legalismo" não pode ser encontrada na Bíblia. É um termo que os Cristãos evangélicos usam para descrever uma posição doutrinária que enfatiza um sistema de regras e regulamentos para alcançar salvação e crescimento espiritual. Legalistas acreditam que é necessário ter uma aderência estrita e literal a essas regras e regulamentos. De acordo com a doutrina ensinada na Bíblia, essa posição vai de encontro à graça de Deus. Aqueles que defendem uma posição legalista podem até deixar de entender o verdadeiro propósito da lei, principalmente da lei de Moisés no Velho Testamento, a qual é para ser um “professor” ou “tutor” para nos levar a Cristo (Gálatas 3:24)
  • 11. 3 -A busca pelo Padrão Ético do Reino de Deus
  • 12. 3.1 É parte da responsabilidade Cristã  A busca pelo padrão ético e fruto do comprometimento do homem com Deus.  Os verdadeiros cristãos obedecem os mandamentos porque amam a Deus. E nisto sabemos que o conhecemos: se guardarmos os seus mandamentos. Aquele que diz: Eu conheço-o, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade. Mas qualquer que guarda a sua palavra, o amor de Deus está nele verdadeiramente aperfeiçoado; nisto conhecemos que estamos nele. Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou 1 João 2:3-6
  • 13. 3.2 É o resultado exclusivo da graça.  Diante dos ensinos do Sermão do Monte pergunta-se: quem poderia cumprir tão justos reclames? Apenas aqueles que foram libertos pela graça de Deus e vivem em harmonia com sua Palavra.  A ética do Reino de Deus é resultado exclusivo da graça, pois não há meios de satisfazer as exigências divinas, senão por ela. Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens. Mateus 5:13
  • 14. 4- O cidadão do céu e o mundo em que vivemos
  • 15. 4 O cidadão do céu e o mundo em que vivemos Ética do Reino como regra pessoal? Ou usar a ética do Reino para influenciar o Mundo? Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa. Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus. Mateus 5:14-16
  • 16. 5- A urgência que vivamos como cidadãos do Céu.
  • 17. 5 A urgência que vivamos como cidadão do Céu  Quando a igreja se omite peca por não fazer (Tg 4.17).  Abrimos espaço para os pregadores de Satanás com seu discurso pós-moderno e relativista.  Caso nos omitimos hoje as gerações futuras terão sua fé alicerçada em uma ética deturpada com filosofias mundanas e argumentos anticristãos. Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado. Tiago 4:17
  • 19. Conclusão  O clamor de Jesus foi Arrependei-vos porque é chegado o reino dos Céus (Mt 4.17).  O Sermão do Monte contém a essência do ensinamento moral e ético de Jesus.  Esse Sermão é um desafio a Mudança! Desde então começou Jesus a pregar, e a dizer: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus. Mateus 4:17