Depois daquela viagem

297 visualizações

Publicada em

DST

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
297
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Depois daquela viagem

  1. 1. Doenças Sexualmente Transmissíveis Gabriel Adnet, Henrique Saraiva, Guilherme Augusto e Pedro Dantas. 1° Ano “E”
  2. 2. História  A Sífilis e a Gonorreia são a as doenças sexualmente transmissíveis mais velhas pelo que se tem noticia, sendo citadas no Egito Antigo e na Bíblia.  No século XV, na Europa, houve um grande surto de Sífilis causando milhares de mortes e até o século XX esse tipo de doença era considerada incurável.  E nos anos 80 a AIDS e a herpes foram disseminadas.
  3. 3. Contágio  A maioria das DSTs é passada pelo sexo desprotegido. No caso da AIDS, ela pode ser passada pelo leite materno, pelo sexo e pelo contato com sangue contaminado, podendo ocorrer em transfusões de sangue ou até mesmo com o uso de drogas injetaveis.
  4. 4. Sintomas  Os sintomas podem variar de acordo com a doença, a herpes por exemplo apresenta formigamento na área infectada, aumento da sensibilidade e pode causar febre e ardência ao urinar.  A Sífilis apresenta lesões, manchas na pele, queda de cabelo, febre e mal estar.  Já a AIDS é mais comum aparecer febre constante, manchas na pele, calafrios, dores musculares e de cabeça, isso na primeira fase. Na fase mais avançada é comum o aparecimento de doenças oportunistas como pneumonia, tuberculose e meningite.
  5. 5. Prevenção  O melhor meio de se prevenir de doenças sexualmente transmissíveis, hoje em dia, é pelo uso de contraceptivos, a camisinha é a mais usada, mesmo não sendo 100% eficaz.
  6. 6. Preconceito  Desde que a AIDS se espalhou rapidamente em 1980, o preconceito que as pessoas fazem com os contaminados era muito grande. As pessoas associaram o vírus do HIV com homossexuais e usuários de droga.  Muitas vezes pessoas não infectadas se recusam em conviver no mesmo ambiente com alguém contaminado, não sentar na mesma cadeira que uma pessoa com AIDS sentou…
  7. 7.  Muitos infectados tinham medo de falar que tem o vírus até mesmo para amigos, com receio de que iriam descrimina-los e exclui-los, isso acontecia principalmente com os jovens. Hoje o preconceito diminuiu mas ainda se vê a AIDS como “doença de homossexuais”.

×