[CEFEETMG][BD] Aula 1 - Introdução

288 visualizações

Publicada em

Aula introdutória de banco de dados.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
288
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

[CEFEETMG][BD] Aula 1 - Introdução

  1. 1. Introdução a Banco de Dados Herbert Rausch Fernandes Última atualização: 19/03/2015
  2. 2. Conceitos Básicos O que é um Banco de Dados?
  3. 3. Banco de Dados
  4. 4. Banco de Dados
  5. 5. Conceitos Básicos
  6. 6. Conceitos Básicos ● Uma pessoa acessando os arquivos por vez! ● Como faço para encontrar uma determinada ficha? ● Uma pessoa pode ter mais de uma ficha? ● O que acontece quando alguém está com uma ficha e outra pessoa procura pela mesma ficha? Essa abordagem é eficiente?
  7. 7. Conceitos Básicos O que é um Banco de Dados? ● Conjunto de dados relacionados! ○ Onde dados são fatos que podem ser registrados.
  8. 8. Conceitos Básicos O que é um Banco de Dados? ● Conjunto de dados relacionados! ○ Onde dados são fatos que podem ser registrados.
  9. 9. Conceitos Básicos ● Fornece acesso seguro e eficiente aos dados; ● Acesso e atualização com segurança por múltiplos usuários; ● Melhor que agenda, caderno,... Dados precisam ser armazenados, gerenciados, consultados e recuperados.
  10. 10. Sistema Gerenciador de Banco de Dados (SGBD) Um conjunto de programas que permite armazenar, modificar e extrair informações de um banco de dados. Permite os usuários a criarem e manterem um Banco de Dados.
  11. 11. Sistema de Banco de Dados SGBD + BD = Sistema de Banco de Dados. Fonte: Elmasri, R.; Navathe, S. B. Sistemas de Banco de Dados, 6a Ed. Pearson Education, 2010.
  12. 12. Exemplo Fonte: Elmasri, R.; Navathe, S. B. Sistemas de Banco de Dados, 6a Ed. Pearson Education, 2010.
  13. 13. Exemplo[2] Rede Social
  14. 14. Características da Abordagem Processamento de arquivo tradicional ● Cada usuário define e implementa os arquivos necessários para uma aplicação de software específica Abordagem de banco de dados ● Um único repositório mantém dados que são definidos uma vez e depois acessados por vários usuários
  15. 15. Características da Abordagem de Banco de Dados ● Natureza de autodescrição de um sistema de banco de dados (METADADOS) ● Isolamento entre programas e dados, e abstração de dados ● Suporte de múltiplas visões dos dados ● Compartilhamento de dados e processamento de transação multiusuário
  16. 16. Usuários em BD ● Administradores de banco de dados ● Projetistas de banco de dados ● Analistas de sistema e programadores ● Usuários finais: ○ Usuários casuais ○ Usuários leigos ○ Usuários especializados
  17. 17. Vantagens de um SGBD ● Controle de redundância dos dados ● Controle de acesso (segurança) ● Armazenamento persistente dos dados ● Existência de múltiplas interfaces para os usuários ● Manutenção de restrições de integridade ● Acesso multi-usuário (controle de concorrência e recuperação de falhas)
  18. 18. Implicações •Potencial para garantir padrões •Tempo reduzido para desenvolvimento de aplicações •Flexibilidade •Disponibilidade de informações atualizadas •Economia de escala
  19. 19. Quando não utilizar um SGBD ● Aplicações de banco de dados simples e bem definidas; ● Sistemas em Tempo Real ● Nenhum acesso de múltiplos usuários aos dados Motivos: ● Custo elevado para aquisição de hardware, software e capacitação.

×