Vocabulário da construção

1.781 visualizações

Publicada em

Destinado a área de construção civil

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.781
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
75
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vocabulário da construção

  1. 1. 12 - VOCABULÁRIO DA CONSTRUÇÃO Este capítulo reúne a maior parte dos termos usados na construção civil, e tem como objetivo melhorar a comunicação e o entendimento com os profissionais envolvidos na construção. A Abaular – Dar forma curva, arqueada a uma superfície. Abertura – Termo genérico que indica todo e qualquer rasgo na construção (portas, janelas, vãos, valas). Abóbada – Geométricamente, a abóbada tem origem num arco que se desloca e gira sobre o próprio eixo. Na engenharia é uma estrutura de alvenaria ou concreto, curva, que forma normalmente a cobertura de um recinto. Carregada verticalmente, produz reações oblíquas nos apoios A abóbada serve ainda de meio de suporte de pavimentos, tabuleiros de ponte, escadas. Abraçadeira – Peça metálica que, normalmente fixa peças, como tubos, conduites etc. Abrasão – Desgaste causado nas superfícies pelo movimento de pessoas ou objetos. Abrigo – Lugar destinado a proteger das intempéries. No uso corrente, indica locais como garagem, também chamada de abrigo de carros. Acabamento – Conjunto de operações de revestimentos e de finalização, realizadas ao término da estrutura, alvenaria, pisos etc. Acetinado – Todo material tratado para ter textura semelhante ao cetim. Acesso – Passagem, lugar ou meio de ligação por onde se chega à entrada de um edifício ou à alguma parte dele. Aclive – Quando o terreno se apresenta em subida em relação à rua. Aço-carbono – Liga de aço e carbono que resulta num material leve e de grande resistência. 2 Aço – CA-50 – Aço para concreto armado de tensão característica e escoamento igual a 50 Kgf/mm . Acréscimo – É o aumento de uma construção, quer no sentido horizontal, quer no vertical, formando novos compartimentos ou ampliando os existentes. Adega – Também conhecida como cava. A palavra provavelmente, tem origem no termo francês cave: lugar especial da casa, em geral no subsolo, onde se guardam os vinhos e azeites. Adobe – Tijolo feito com uma mistura de barro cru, areia em pequena quantidade, estrume ou fibra vegetal. Afagar – Nivelar, aplainar, desbastar saliência ou alisar madeiras. Afastamento – Separação de um elemento construtivo em relação a um ponto, linha ou outra referência. Distâncias entre as faces da construção e os limites do terreno. 289
  2. 2. Afresco – Técnica de pintura. Trabalha o revestimento ainda úmido de paredes e tetos, permitindo a absorção da tinta. Aglomerado – Placa prensada, composta de serragem compactada com cola que pode ser fechada com duas lâminas de madeira ou não. Aglomerante – (ligante, aglutinante) substância que, misturada a um agregado, faz a ligação das partículas inertes por ação física ou por reação química, com o sem adição de água, calor ou pressão. Agregado – Material pétreo granuloso quimicamente inerte e sem poder aglutinante que, juntamente com água e um ligante, forma argamassas e concretos. Agrimensor – Topógrafo. Profissional que estuda os níveis e as características do terreno para ajudar o arquiteto, engenheiro no seu trabalho. Agrimensura – Medição da superfície do terreno. Água do telhado – Cada uma das superfícies inclinadas da cobertura, que principia na cumeeira e segue até a beirada. Água furtada – Vão entre as tesouras do telhado. Ângulo do telhado por onde correm as águas pluviais. Água-mestra – Nos telhados retangulares de quatro águas,é o nome que se dá às duas águas de forma trapezoidal. As duas triangulares são chamadas de tacaniças. Alambrado – Cerca feita com fios de arame que delimita um terreno. Alcatrão – Produto semi-sólido ou liquido, resultante da destilação de materiais (hulha, linhito, turfa e madeira). Alçapão – Portinhola no piso ou no foro que dá acesso a porões, sótãos ou desvão de telhado. Alçar – Levantar a parede, construir. Alcova – quarto pequeno de dormir, sem aberturas para o exterior. Aldrava – o mesmo de aldraba. Argola de metal que fica do lado de fora da porta e serve de instrumento para bater à porta. Alicerce – Fundação. Conjunto de estacas e sapatas responsável pela sustentação da obra e transmitir ao solo de forma estável. Alinhamento – Linha que limita o lote urbano em relação à via pública. Alma – Parede componente dos perfilados ou vigas U, T, I, Z e L, por onde passam os eixos de simetria da seção. Almofada – Na marcenaria e carpintaria, peça com saliência superposta à superfície. Almoxarifado – Depósito dos materiais de uma obra ou empresa. Alpendre – Cobertura suspensa por si só ou apoiada em colunas. Geralmente fica localizada na entrada da casa. Aos alpendres maiores dá-se o nome de varanda. Alto-relevo – Saliência criada e definida numa superfície plana. Altura (de uma edificação) – É a diferença de cota entre o piso do pavimento habitável mais próximo do terreno natural e o forro do pavimento habitável mais alto. 290
  3. 3. Alvará de construção – Documento emitido pela prefeitura do município onde a construção está localizada que licencia a execução da obra. Alvaiade – Carbonato básico de chumbo de composição variável, insolúvel na água, de cor branca sem matizes, usado no estado em pó fino na fabricação de tintas brancas, ou adicionadas ao cimento branco para rejunte. Alvenaria – Conjunto de pedras, de tijolos ou blocos, com argamassa ou não, que formam paredes, muros e alicerces. Amarração – Modo de assentar tijolos, bloco, pedras e outros elementos que compõe a alvenaria. As peças de uma fiada são assentadas com diferença de meio comprimento ou meia largura em relação a fiada seguinte, de maneia que as juntas verticais fiquem desencontradas. Amianto – Tem origem de um mineral chamado asbesto e é composto de filamentos delicados, flexíveis e incombustíveis. É utilizado na construção de refratários, e na composição do fibrocimento. Andaime – Plataformas elevadas do piso, usada para alcançar niveis superiores durante a construção ou reparo de um edifício. Andar – Qualquer pavimento de uma edificação, acima do porão, embasamento, rés do chão, loja ou sobre loja. Andar térreo – é o pavimento acima do porão ou do embasamento e no nível da via pública. Primeiro andar – é o pavimento imediatamente acima do andar térreo, rés do chão, loja ou sobre loja. Angelim-vermelho – Madeira de construção de cor castanho-rosada. Angico – Madeira muito dura, castanho clara. Anodização – Tratamento químico no alumínio que lhe confere aparência fosca e cores variadas. Anteparo – Qualquer objeto, peça (biombos, quebra-luzes, pára-ventos) que se coloca diante de alguém ou de algo, para proteger. Anteprojeto – Linhas iniciais em busca de uma idéia ou concepção para desenvolver um projeto. Aparelho Sanitário – Peça ou aparelho destinado a usos higiênicos, ligado hidraulicamente a rede de água e de esgoto. Apartamento – Conjunto de dependências constituído de habitação distinta. Apicoado – Superfície submetida a desbastamento (com ponteiros, talhadeiras) do qual resulta uma textura rugosa, antiderrapante. Apiloamento – Operação de bater a terra solta com soquete ou maço, em sucessivas camadas. Aplique – Ornamento, enfeite fixado em paredes e muros. Aprovação de planta – Ato administrativo da Prefeitura para aprovação de projeto arquitetônico de construção ou reforma de um edifício urbano. Aprumar – Acertar a verticalidade de paredes, pilares e colunas por meio de prumo (ver prumo). Apontador – Funcionário encarregado do controle de presença dos operários de uma obra ou serviço, por meio de registro escrito. Aquecimento Central – Sistema que centraliza o aquecimento da água para distribuição nas edificações. A fonte de energia para o aquecimento da água poderá ser a eletricidade, o gás ou a energia solar. 291
  4. 4. Aquecimento de passagem – Sistema que aquece a água sem centralizar a reserva de água quente. Podendo ser elétrico ou a gás. Arabesco – Ornamento de inspiração árabe. Arame recozido – Arame de ferro submetido a tratamento térmico de recozimento que o torna flexível. Arandela – Aparelho de iluminação fixada à parede. Arcada – Sucessão de arcos. Arco – semicircunferência que vence um vão entre paredes, pilares. Ardósia – É uma rocha metamórfica de grão fino e homogêneo composta por argila ou cinzas vulcânicas que foram metamorfizadas em camadas. Rocha macia e de corte fácil. Área construída – É a soma das áreas dos pisos utilizáveis, cobertos de todos os pavimentos de uma ou mais edificações. Área ocupada – è a área de projeção horizontal de uma ou mais edificações sobre o terreno. Área ou faixa não edificável (non aedicandi) – É a área de terreno onde não é permitida qualquer edificação. Área de lazer – É a área de uso comum dos condomínios, complementado as moradias. Área permeável – É a porção do terreno onde não há pavimento ou estruturas subterrâneas capazes de obstruir a percolação das águas para o subsolo. Área útil – Superfície utilizável de uma edificação, excluídas as paredes. Arenito – Rocha composta de pequenos grãos de quartzo, calcário ou feldspato usado em pisos. Argamassa – Mistura de materiais inertes (areia) com materiais aglomerantes (cimento e/ou cal) e água, usada no assentamento ou revestimento. Argila expandida – Agregado artificial leve, obtido por aquecimento de 1.000º a 1.400ºC de uma mistura de argila e substâncias capazes de gerar gases. Armador – Profissional responsável pelo corte e pela armação das ferros de uma construção. Armadura – conjunto de ferros que ficam dentro do concreto e dão rigidez à obra. Aroeira – Madeira em extinção de cor variando do castanho ao avermelhado escuro. Arquibancada – Série de assentos em filas sucessivas, cada fila mais elevada que a outra, em forma de escada. Arquiteto – Profissional que idealiza e projeta uma construção. Possui a arte da composição, o conhecimento dos materiais e de suas técnicas. Arquitetura – Arte de compor e construir edifícios, tendo em vista o conforto, a realidade social, e o sentido plástico da época. Arquitrave – Viga de sustentação que, em suas extremidades, se apóia em colunas. Arrematar – Finalizar um serviço na fase de acabamento da obra. Arrimar – Apoiar, encostar, escorar. 292
  5. 5. Art déco – Movimento entre os anos 20 e 40 e marca a arquitetura com linhas geométricas e tons pastel. Art nouveau – Arte nova se refere ao estilo arquitetônico e da arte decorativa que marcou o final do século XIX e o começo do século XX. Asfalto – Material sólido ou semi-sólido, de cor entre preta e pardo-escura, que ocorre na natureza ou é obtido pela destilação de petróleo, que se funde pelo calor, e no qual os constituintes são os betumes. Aspersor – aparelho usado na jardinagem que divide o jorro da água em gotículas. Assentar – Colocar e ajustar tijolos, blocos, esquadrias, pisos, pastilhas e outros acabamentos. Assoalho – Piso de madeira de tábuas corridas. Assobradada – Construção com mais de um pavimento. Ateliê – Local de trabalho do artista. Aterrar – Colocar terra para nivelar uma superfície irregular. Ligar circuito ou aparelho elétrico à terra. Átrio – Pátio descoberto cercado por telhados. Autoclave – Máquina que opera em altos graus de temperatura e pressão. Geralmente usada em processos de impregnação de fungicidas e preservativos na madeira, de cozimento ou de secagem de materiais. Auto de vistoria - Documento fornecido pela Prefeitura que autoriza a ocupação e uso de um edifício comercial ou industrial recém construído. Autoportante – Elemento que tem rigidez mecânica suficiente para sustentar a si mesmo. Azulejo – placa de cerâmica polida e vidrada. A origem do azulejo remonta aos povos babilônicos. B Baixo-relevo – Trabalho em que as figuras sobressaem muito pouco em relação à superfície que lhes serve de fundo. Balanço – Saliência ou corpo que se projeta para além da prumada de uma construção, sem estrutura de sustentação aparente. Balaústre – Pequena coluna ou pilar que, alinhada lado a lado, sustenta corrimãos e guarda-corpos. Balcão – Elemento em balanço, na altura de pisos elevados, disposto diante de portas e janelas. É protegido com grades ou peitoril. Baldrame – Viga ou conjunto de vigas de concreto armado que corre sobre qualquer tipo de fundação para travamento ou apoio das paredes. Baliza – É um instrumento utilizado pelo topógrafo para elevar o ponto topográfico com objetivo de torná-lo visível. Balizador – Pequena haste cilíndrica, com uma ou mais lâmpadas, usada em iluminação de jardins. Bandeira – Caixilho fixo ou móvel, que se coloca na parte superior de portas e janelas, favorecendo a iluminação e a ventilação dos ambientes. 293
  6. 6. Bandeja – Conduto de instalação aparente, aberto superiormente em toda sua extensão, onde os condutores são lançados. Também é a proteção externa colocada nos edifícios para evitar a queda de detritos. Bangalô – Pequena casa alpendrada, erguida no campo ou nos arredores das cidades. Barrado – Revestimento colocado nas partes inferiores das paredes. Barroco – Estilo marcado pelo excesso de detalhes e de rebuscamentos. Barrote – Peça de madeira, chumbada com massa no contrapiso, que permite fixar o piso de tábua. Tem de 3 a 5 cm de largura por 2,5 a 3,5 cm de espessura. Basalto – Rocha muito dura, de grão fino e cor escura, usada na pavimentação de estradas e na construção. Basculante – Caixilho empregado em portas e janelas, onde as peças giram em torno de um eixo até atingir a posição perpendicular em relação ao batente ou à esquadria, abrindo vãos para ventilação. Bate-estaca – Equipamento de cravar estacas no terreno pela ação de golpes a sua cabeça com um pilão. Batente – Peça de madeira, metal ou cantaria, presa ao guarnecimento do vão, sobre o qual bate a folha da porta ou da janela ao fechar. Bay window – Janela de três faces, que avança além da parede que a sustenta. Beiral – Prolongamento do telhado ou da estrutura de uma laje para além da parede externa, protegendo-a da ação das chuvas. Bica corrida – Pedra britada (ver brita). Fragmentos de pedra usados na construção civil. Bisotê – Rebaixo em ângulo na extremidade do vidro ou do espelho deixando o contorno da peça mais fino do que o restante da superfície. Bitola – Dimensão ou forma fixa de certos materiais determinada pelo uso ou por normas técnicas. Bloco – Designa edifícios que constituem uma só massa construída. Bloco cerâmico – Elemento de vedação com medida-padrão. Pode ser estrutural ou não. Bloco de concreto – Elemento de dimensões padronizadas Tem função estrutural ou de vedação. Bloco de vidro – Elemento de vedação que ajuda a iluminar o ambienta. Bloco sílico-calcário – Elemento de alvenaria composto de uma mistura de areia silicosa e cal virgem. Tem função estrutural. Boiler – Compartimento em que a água de um sistema de aquecimento central é armazenada e mantida em determinada temperatura. Boleado – acabamento arredondado no contorno da superfície de madeira, pedra, plástico ou metal. Bow-window – Janela semicircular que se projeta para fora das paredes. Brise – Quebra-sol composto de peças instaladas na vertical ou horizontal diante das fachadas para impedir a ação do sol sem perder a ventilação. Brita – Pedra quebrada mecanicamente em fragmentos de diâmetros variados, classificados em peneiras. 294
  7. 7. Broca – Estaca manual simples, executada a trado, que suporta pouco peso. A perfuração atinge no máximo 6,0m. C Caderno de encargos – É o conjunto de especificações técnicas, critérios, condições e procedimentos estabelecidos pelo contratante para a contratação, execução, fiscalização e controle de serviços e obras. Caiação – Pintura com cal diluída com água, com ou sem adição de cola, pigmentos ou outros, que aplica com broxa. Caibro – Peça de madeira inclinada segundo o caimento do telhado e regularmente espaçada, sobre a qual se pregam as ripas. Caixa de escada – Espaço, em sentido vertical, destinado à escada. Caixa de gordura – Caixa para retenção de gorduras, instalada após o sifão, na canalização de esgoto da pia de cozinha. Caixa de inspeção – Caixa enterrada nos pontos de mudança de direção de uma canalização de esgotos ou águas pluviais, ou em determinados pontos ao longo de trechos extensos da mesma, que permite o acesso para limpeza e inspeção. Caixa de passagem – Une tubulações diversas, elétricas ou hidráulicas. Caixilho – Parte da esquadria que sustenta e guarnece os vidros de portas e janelas. Cal – aglomerante cujo constituinte principal é o óxido de cálcio em presença natural do óxido de magnésio, hidratados ou não. Calafetar – Vedar fendas e pequenos buracos surgidos durante a obra. Calçada – Pavimentação do terreno dentro do mesmo. Calceteiro – Profissional que trabalha com assentamento de pedra em calçadas, estradas, ruas ec. Também profissional que forma as pedras de calçamento, retiradas de um bloco de rocha, com o martelo de calceteiro. Calefação – Sistema criado para aquecer a construção. Calha – Canal que recebe as águas das chuvas e as leva aos condutores verticais. Canafístula – Madeira dura, de cor amarelo-clara com manchas mais escuras. Canal de irrigação – duto ou vala que conduz a água com a finalidade de umedecer os solos. Cantaria – Pedra de cantaria é a pedra esquadrejada em cantos formando esquadro de 90 graus usadas para edificar ou revestir. Canteiro de obra – Conjunto de instalações provisórias auxiliares de uma obra, como depósitos, oficinas ou outros, implantado em anexo a área reservada a construção principal. Cantoneira – Peça em forma de “L” que arremata as quinas ou ângulos de paredes. Capa – Demão de tinta. Camada de betume aplicada sobre uma superfície. Capitel – Parte superior de uma coluna. Podem ser simples ou ornamentados. 295
  8. 8. Caramanchão – Armação, como um pergolado, sustentado por pontaletes ou pilares e coberta por vegetação. Caranguejo – Espaçador para armadura feito em obra, de barras de aço, em forma de cavalete. Carpete – Forração de pisos. Os mais comuns são os têxteis. Carpete de madeira – Conjunto de pranchas de madeira ou laminado que são encaixados e/ou coladas ao contrapiso. Carpinteiro – Profissional que trabalha o madeiramento de uma obra. Casa de máquinas – Compartimento de um edifício situado acima da última parada dos elevadores, destinado aos motores, polias e quadros de comando. Cascalho – Lasca de pedra Caulim – Argila branca, rica em carbonato de cálcio, base de extração da cal. Cavilha – Peça de fixação ou arremate em madeira. Tem formato cilíndrico-cônico. Cachimbo – Anteparo de madeira, em forma de funil, utilizado junto às formas para concretar os pilares pelas janelas intermediárias. Cerâmica – Objetos de argila, tais como tijolos, telhas e vasos. Também se refere às lajotas usadas em pisos ou como revestimento de parede. Cerca viva – Arbustos plantados para formar um muro divisório. Chalé – Casa de campo de madeira com telhados em duas águas, bem inclinadas, que avançam sobre a fachada. Chaminé – Duto que conduz a fumaça da lareira e do fogão para o exterior da casa. Chanfrar - Cortar em diagonal os ângulos retos de uma peça. Chapiscar – Lançar argamassa de cimento e areia grossa contra uma superfície para torná-la áspera e facilitar a aderência. Chapuz – Peça de madeira que serve de apoio as guias nos escoramentos de laje e estruturas de concreto armado. Chumbar – Fixar com argamassa. Cimalha – Saliência ou arremate na parte mais alta da parede ou mureta. Cinta de amarração – Reforço horizontal realizado em todas as paredes que recebem esforços com a finalidade de distribuir as cargas e “amarrar” as paredes internas às externas. São constituídas de concreto e barras de aço corridas fundidos dentro de uma canaleta. Cisterna – Poço de água potável ou reserva de água enterrada. Clapboard – Tipo de revestimento externo para paredes, feito com tábuas de madeira sobrepostas, tipo do colonial americano. Clarabóia – Abertura, em geral envidraçada, feita no telhado, para iluminar interiores de uma edificação. Climatizado – Ambiente cuja temperatura é controlada artificialmente. 296
  9. 9. Clínquer – Produto granulado resultante da queima até a fusão parcial ou completa de constituintes minerais. Clorar – Tratar a água com cloro a fim de eliminar microorganismos. Closet – Pequeno cômodo usado como quarto de vestir. Cobertura – Estrutura revestida de material impermeável, que se executa no fechamento superior de um edifício, com a finalidade de protegê-lo da chuva e de outros agentes. Código de obras – Conjunto de leis municipais que controla o uso do solo urbano. Coeficiente de aproveitamento – É a relação entre a área construída de uma ou mais edificações e a área de terreno a ela(s) vinculada. Coifa – Cobertura feita de metal, que suga a fumaça dos fogões. Coletor de energia solar – Placa que capta a energia solar e a transforma em eletricidade (com células fotovoltaicas) ou energia térmica. Colonial – Tipo de arquitetura praticada nos países que foram colônias. Coluna – Elemento estrutural de sustentação. Ao longo da história da arquitetura, assumiu as formas mais variadas e diversos ornamentos. Colunata – Conjunto de colunas enfileiradas de forma simétrica. Combogó – Elemento vazado (ver) Compensado – Chapa de madeira sobreposta e colada sob forte pressão. Tem as mesmas características da madeira em relação à elasticidade e ao peso. Apresenta, porém, maior resistência e homogeneidade, o que permite a fabricação de peças com grande dimensão. Concreto – Mistura de água, cimento, areia e pedra britada, em proporções prefixadas, que forma uma massa compacta e endurece com o tempo. Conduíte – Tubo que conduz a fiação elétrica. Contrafrechal – Terça que se apóia nas pontas das linhas das tesouras, sobre o frechal. Contramarco – Quadro que serve de gabarito para fixar o caixilho. Contrapiso – Camada de concreto não estrutural, que nivela o piso antes da aplicação do revestimento. Contraventamento – Sistema de ligação entre elementos principais de uma estrutura com a finalidade de aumentar a rigidez. Contraverga – Reforço na alvenaria (canaletas, vigas) usada sob a janela para evitar a fissuração da parede. Copa – Compartimento auxiliar da cozinha. Coreto – Espécie de armação construída ao ar livre, destinado a espetáculos públicos. Cornija – Conjunto de molduras que serve de arremate superior às obras de arquitetura. Corpo de prova – Material utilizado para o ensaio de resistência à compressão tração ou outro ensaio físico. 297
  10. 10. Corredor – É o saguão de que segue, sem interrupção da rua ou área de frente até a área do fundo. Corrimão – Apoio para as mãos colocado ao longo das escadas, rampas etc. Cota – Indicação ou registro numérico das dimensões. Cota de arrasamento – Cota em que deve ser deixado o topo de uma estaca ou tubulão, demolindo ou cortando acima desta cota. Coxim – Reforço de concreto nas alvenarias que recebem cargas concentradas (das tesouras, de vigas na alvenaria estrutural etc.). Cozinha – Compartimento em que são preparados os alimentos. Craquelê – Rachaduras em esmaltes, vernizes ou pinturas a óleo que formam um entrelaçamento irregular de fendas muito finas. Cromado – Material que recebe uma camada de cromo. Elemento metálico, duro e brilhante. Croqui – Primeiro esboço de um projeto. Cuba – Recipiente das pias. Cumeeira – Parte mais elevada de um telhado, onde se encontram as superfícies inclinadas (águas). Cúpula – Parte superior interna e externa de algumas construções. Ver abóbada. Curar – Secar madeiras, concretos, cimentos etc. Curva de nível – Representação gráfica da curva formada pelos pontos de mesma cota. D Deck – Plataformas feitas com tábuas para circundar piscinas ou espelho d’água. Declive – Quando a inclinação do terreno está abaixo do nível da rua. Degrau – Cada um dos pares iguais de planos sólidos, horizontal e vertical, que se dispõe em seqüência na composição de uma escada. Demão – Cada camada de tinta aplicada sobre uma superfície. Depósito – Edificação ou ambiente destinado à guarda de mercadorias ou objetos. Desaterro – Retirar um volume de terra de um local. Desdobro – É a divisão, em duas ou mais áreas, de um lote edificável para fins urbanos. Desforma – Operação de retirada das formas de uma obra de concreto armado. Desgaste – Ver abrasão. Desempenadeira – Instrumento formado por uma base lisa e uma alça, usado para eliminar ondulações nas argamassas. Desmembramento – É a subdivisão de gleba em lotes edificáveis para fins urbanos, com o aproveitamento do sistema viário existente. Desnível – Diferença entre altitudes de dois pontos do terreno ou construção. 298
  11. 11. Destacamento – Assentamento das duas primeiras fiadas de uma alvenaria. Desvão – espaço entre a telha e o forro. Dilatação – Aumento de dimensão, principalmente a partir de uma variação térmica. Ver junta de dilatação. Disjuntor – Dispositivo destinado a desligar automaticamente um circuito elétrico sempre que ocorrer sobrecarga da corrente. Divisória – Parede que separam ambientes de uma construção. Tapumes, biombos. Dobradiça – Dispositivo de fixação da folha ao marco (batente), que permite que a folha se movimente em torno de um eixo. Domo – Peça de fibra de vidro ou acrílico, utilizado na cobertura para iluminar e ventilar o interior. Dormente – Peça de madeira usada na composição de escadas e peitoris. Também é utilizado para assentar trilhos das ferrovias. Drenagem – Retirada de água do solo, tanto da superfície quanto de camadas profundas. Ducha – Chuveiro com jatos d’água de grande pressão. Duto – Tubo que conduz líquidos (canos), fios (conduítes), ou ar. E Edícula – Construção complementar independente com área inferior a construção principal destinada à lavanderia, despensa, aposentos de empregados etc. Edificação – Obra, construção. Eflorescência - São manchas esbranquiçadas que se sobressaem ao revestimento cerâmico e a ele aderem. Ela aparece devido a um processo químico. O cimento comum, reagindo com a água, resulta em uma base medianamente solúvel, denominada hidróxido de cálcio. Elastômero – Polímeros naturais ou sintéticos que se caracterizam por apresentar módulo de elasticidade inicial e deformação permanente baixos. Elemento vazado – Peça produzida em concreto, cerâmica ou vidro, dotado de aberturas que possibilitam a passagem do ar e de luz para o interior. Eletroduto – Conduíte que carrega a fiação. Elevação – Representação gráfica das fachadas em plano ortogonal, ou seja, sem profundidade ou perspectiva. Elevador – Equipamento que executa o transporte vertical, de pessoas ou mercadorias. Embasamento – Parte inferior de uma construção. Emboçamento – Assentamento com argamassa das telhas da cumeeira ou espigão. Aplicação da primeira camada de argamassa nas paredes. Emboço – Primeira camada de argamassa. Tem como função uniformizar as superfícies. Empena – Cada uma das paredes laterais onde se apóia a cumeeira nos telhados de duas águas. Também conhecida como oitão. 299
  12. 12. Empreitada – Sistema de contratação de um ou mais profissionais para executar qualquer tipo de serviço ou obra. Encarregado – Auxiliar do mestre de obras, que coordena serviços de grupos de operários. Encunhamento – Colocação da última camada de tijolos de uma parede. Eles ficam inclinados e comprimidos por argamassa até a estrutura, de forma que fique coeso. Endurecimento – Fase subseqüente ao período de pega, na qual o aglomerante passa a oferecer resistência a esforços mecânicos. Engastado – Encaixado, embutido. Engastalho – Calço de madeira, fixo no concreto, utilizado para travar o pé das formas dos pilares. Enquadrar – Emoldurar, colocar o caixilho. Entulho – Conjunto de materiais fragmentados e desagregados, que se acumulam em demolições ou construções. Enxaimel – Conjunto de estacas e caibros que sustentam as divisões da estrutura da casa, podendo ou não ficar aparente na fachada. Epóxi – Tinta plástica e impermeável usada na pintura de peças metálicas, ou ambientes expostos a umidades. Escada – Série de degraus por onde se sobe ou se desce. Escala – Relação de homologia existente entre o desenho e o que representa na realidade. Escantilhão – Régua de madeira que serve de molde para marcar ou aferir medidas em peças ou em obras. Escora – Peça de madeira ou metálica que sustenta ou serve de arrimo a um elemento construtivo quando este não suporta a carga dele exigida. Escovado – Metal polido com escovas, ganhando aparência fosca. Espaçadores – Também conhecido como pastilhas plásticas ou de argamassa que tem a função de distanciar as armaduras das formas. Espatolato – Técnica de pintura que imita a textura da rocha. Espátula – Objeto feito de metal e de forma espalmada. É utilizado para espalhar em pequenas áreas a massa corrida ou massa a óleo nas esquadrias de madeira. Espelhado – Superfície polida, de modo a adquirir a aparência lisa do espelho. Ou ainda execução de um elemento construtivo oposto a um já existente. Espera – Armadura ou tijolos deixados para possibilitar a amarração futura. Ou também pequena peça de madeira em forma de cunha, que evita o deslocamento das vigas ou dos sarrafos. Espigão – Linha inclinada que divide as águas de um telhado. Esponjado – Técnica de pintura utilizando uma esponja para espalhar a tinta, resultando num efeito irregular e manchado. Esquadrias – Qualquer tipo de caixilho (portas, janelas) utilizado em uma obra. 300
  13. 13. Estaca – Componente das fundações profundas de pequeno diâmetro e longa, geralmente de concreto armado, protendido, aço ou madeira, que é cravada nos terrenos. Estanqueidade – Propriedade, conferida pela impermeabilização, de impedir a passagem de fluídos. Esticador – Dispositivo para tencionar barras ou cabos flexíveis metálicos. Estriado – Superfície trabalhada em que aparecem estrias. Semelhantes ao canelado. Estribo – Cada uma da série de ferros paralelos que envolvem as barras longitudinais, fixando-as em sua devida posição. Estrutura – Conjunto de elementos que forma o esqueleto de uma obra. Estudo preliminar – Quando se verifica a viabilidade de uma solução que dá diretrizes ou orientações ao anteprojeto. Estuque – Toda a argamassa de revestimento geralmente acrescida de gesso ou pó de mármore. Também usada para fazerem forros e ornatos. F Fachada – Qualquer das faces externas de um edifício. Farofa – Argamassa preparada a seco ou com mínimo teor de água,para ser trabalhada em estado granular solto. Fecho – Dispositivo em que uma peça metálica pode ser movimentada diretamente para manter fechados painéis, e quando necessário podem ser abertos. Fechadura – Fecho composto por um mecanismo e acionado por maçaneta, puxador, chave ou tranqueta. Ferragem – Artefatos ou peças de metal (fechaduras, dobradiças, cremonas, puxadores etc.) empregados em portas, janelas, estruturas de madeira ou metálicas, que servem para juntar partes ou dar-lhes certos movimentos como abrir, fechar, correr, pivotar etc. Fiada – Fileira horizontal que o pedreiro assenta, ordinariamente em nível e obedecendo a uma linha esticada, na operação de elevação de uma parede ou obra de alvenaria de tijolos ou de peças similares. Fibra de vidro – Material resistente, impermeável, empregado na fabricação de banheiras, piscinas e calhas. É obtido por meio de processo no qual o vidro ainda em fusão possibilita a separação dos filamentos que compõe o material. Fibrocimento – Material resultante da união do cimento comum com fibras de qualquer natureza, a mais freqüente é a fibra do amianto. Filete – Moldura estreita, friso, régua do boxe. Fissura – Abertura inferior a 1,0mm que aparece na superfície do concreto ou revestimento, proveniente de uma ruptura pouco profunda de sua massa, sem causar divisão do sólido em partes separadas. Flambagem – Deformação lateral ocorrida em peças esbeltas ao passarem do estado de equilíbrio estável para o instável, desde à ruptura, quando são submetidas à compressão. Flameado – Que sofre a ação de chamas para alcançar a forma final. 301
  14. 14. Flexão – Tipo de solicitação na qual esforços que atuam sobre uma viga prismática tendem a modificar sua curvatura longitudinal. Folha – Parte da porta e da janela que necessita de ferragem para se mover (abrir,correr, pivotar). Forjar – Moldar o ferro ou outro metal, utilizando uma bigorna, após aquecimento. Fôrma – Elemento de madeira, metal ou de outro material utilizado na obra para fundir peças de concreto armado, que irão compor a estrutura da construção. Forração – Espécie de carpete têxtil de pouca espessura. Plantas rasteiras, como hera, musgo ou grama, que fazem o acabamento de um jardim. Forro – Material que reveste o teto, promove o isolamento térmico entre o telhado e o piso. Forro falso – Forro de teto construído em plano inferior ao plano do forro verdadeiro, com finalidades acústicas e decorativas para reduzir o pé direito, ocultar canalizações ou estruturas. Fossa – Cavidade que recebe os líquidos residuais de uma construção. Fossa séptica – Compartimento enterrado onde os esgotos são acumulados e represados de forma a ser digeridos por bactérias. Depois desse processo, os líquidos resultantes são encaminhados para um filtro anaeróbico e ao sumidouro. Frechal – Viga que fica assentada sobre o respaldo das paredes, servindo de apoio à tesoura. Frontão – Arremate superior de portas e janelas que normalmente tem forma triangular. Também é o nome que se dá ao arremate entre bancadas e as paredes. Fundação – Conjunto de elementos de fundação (estacas, sapatas etc.) responsável pela transmissão das cargas de uma obra ao solo. Fungo – Microorganismo vegetal que se aloja como parasita nas madeiras. Fuste – Parte intermediaria de uma coluna, entre a base e o capitel. Também pode ser o corpo cilíndrico de um tubulão antes da base. Fusível – Dispositivo que opera com limites de amperagem. Quando exixte sobrecarga no sistema elétrico, impede que o resto do circuito sofá os efeitos da sobrecarga. G Gabarito – Molde em escala real para traçar, verificar ou controlar formas e medidas durante a execução de uma obra. Gabião – Tipo de caixa em forma de prisma retangular fabricado com malha hexagonal de dupla torção produzida com arames de baixo teor de carbono e revestido. Quando instalados e cheios de pedra os gabiões se convertem em elementos estruturais flexíveis, armados, drenantes. Utilizados como muros de contenção, drenagem, canalizações etc. Galeria – Corredor largo que, além da circulação de pessoas, serve para exposição de obras de arte. Duto subterrâneo para escoamento de águas. Galeria pública – Passagem coberta em um edifício, ligando entre si dois logradouros. Recuo da construção no pavimento térreo, tornando a passagem coberta. Galga – Operação de riscar em uma obra uma linha paralela a outra conhecida ou transportar pontos por meio da aplicação sucessiva de um escantilhão ou gabarito. 302
  15. 15. Galpão – Construção coberta de dimensões amplas e aberta lateralmente. Podendo ter um lado fechado por parede. Galvanizar – Recobrir uma superfície com metal para preservá-lo da corrosão. Gambiarra – Instalação provisória, de qualquer natureza, geralmente fora das recomendações técnicas. Gárgula – Orifício para saída da água em fontes. Gastalho – Braçadeiras de sarrafo que se pregam espaçadamente nos painéis das formas de vigas e pilares para impedir que venham a deformar por flexão no ato de enchimento. Gazebo – Pequeno quiosque colocado no jardim. Sua estrutura é formada de madeira ou ferro e fechada com vidros ou treliças. Geminada – Diz-se de duas edificações construídas, uma encostada à outra, com parede de meação. Gesso – Aglomerante aéreo obtido usualmente pela calcinação moderada da gipsita. Golpe de aríete – Choque contra as paredes de um duto forçado, causado por uma variação brusca na velocidade da água, devido ao repentino fechamento ou à brusca abertura de registro, válvula, torneira, etc. Gleba – É uma porção de terra, com localização e configurações definidas e que não resultou de processo de parcelamento de solo para fins urbanos. Gotejador – Peça usada em sistemas de irrigação que transforma o fluxo de água em gotas. Gótico – estilo arquitetônico que marca as construções com abóbadas ogivais e motivos tirados da natureza, como as rosáceas. Gradil – Fecho construído na testada do lote edificado. Armação de ferro em forma de grades para proteção ou vedação de uma abertura. Grana – Conjunto de rochas diversas, minúsculas, que entra na composição do granilite. Granilite – Mistura do cimento, pó de mármore e grana, usada para revestir paredes e pisos. Granito – Rocha ígnea granular, dura, composta de quartzo, feldspato e mica, com peso específico de 2,50 a 2,96t/m3 e resistência à compressão de 600kgf/cm2. Grapa – Peça de ferro, geralmente dobrada, com uma parte fendida e dobrada em sentidos opostos, a qual se chumba na alvenaria para permitir a fixação de caixilhos, batentes, corrimões etc. Gravata – É um conjunto de peças de madeira para uso em formas de vigas e pilares com o intuito de fechar e travar as formas. Grelha – Grade de ferro que protege a entrada de bueiros e ralos. Também é a peça de suporte nas churrasqueiras. Gruas – É um equipamento utilizado para elevação e a movimentação de cargas e materiais pesados. Ver guindaste. Guarda-corpo – Grade ou balaustres de proteção usada em balcões, janelas, sacadas, varandas ao longo do tabuleiro de uma ponte, para dar segurança aos usuários. Guarita – Abrigo de madeira ou material leve, para proteção de vigia, sentinelas, guardas etc. 303
  16. 16. Guarnição – Régua ou sarrafo que cobre a junta formada pelo encontro da parede com o batente da porta ou janela. Guia – Peça de pedra ou concreto que delimita a calçada da rua. Peça que direciona o sentido de movimento das peças móveis, como as portas de correr etc. Guindaste – Máquina composta de sarrilho, roldana e cabo destinado a levantar grandes pesos. H Habitação – É a construção ou fração de edifício ocupado como domicílio de uma ou mais pessoas. Habite-se – Documento fornecido pela Prefeitura que autoriza a ocupação e uso de um edifício residencial recém construído. Hall (vestíbulo) – Sala de entrada onde, nos grandes edifícios, se encontram as escadas e elevadores que conduzem aos andares superiores. Hidratação – processo químico pelo qual um aglomerante de origem mineral reage com a água. Hidrófugo – Produto químico, acrescentado a argamassa, tintas e vernizes com a função de proteger a superfície da umidade. Hidromassagem – equipamento com sistema de sucção e impulsão que gera movimentação da água. Hidrômetro – Aparelho destinado a medir o consumo de água. Home theatre – Conjunto de equipamento de áudio e vídeo que reproduz em casa as características sonoras e de projeção dos cinemas. Hotel – Prédio destinado a alojamento, quase sempre temporário. I Iluminação – Arte de distribuir luz artificial ou natural em um espaço. Iluminação zenital – Iluminação natural de um recinto através de clarabóias ou de domo. Impermeabilização – Conjunto de procedimentos que impede a umidade ou infiltração de água na construção. Implantação – Demarcar no terreno a localização exata de cada parte da construção. O mesmo que locação da obra. Imprimação – Também denominada por primer ou pintura primária. É a pintura aplicada à supefície a ser impermeabilizada, com a finalidade de favorecer a aderência do material constituinte do sistema de impermeabilização. Inclinação – Ângulo formado pelo plano com a linha horizontal, para compor coberturas, escadas, rampas etc. Infiltração – Ação de líquidos no interior das estruturas construídas. Insolação – Quantidade de energia térmica proveniente dos raios solares recebidas por uma construção. 304
  17. 17. Instalação – Conjunto de providências necessárias para iniciar uma obra. Também conjunto das instalações elétricas, hidráulicas, gás etc. Irradiação – Propagação e difusão tanto de raios luminosos quanto de ondas sonoras ou de calor. Irrigação – Umidificação da terra por meio de sistemas mecânicos. Isolamento – Recurso para resguardar um ambiente do calor, do som e da umidade. J Janela – Abertura destinada a iluminação e ventilação dos ambientes internos, além de permitir a visão externa. Janela basculante - Quando é subdividida em caixilhos de pequenas dimensões que giram em torno de seu eixo horizontal. Janela de correr – Quando os caixilhos correm horizontalmente em rebaixos ou trilhos. Janela do tipo escotilha – Aquelas de dimensões pequenas e arredondadas semelhantes à janela dos navios. Janela guilhotina – Quando os caixilhos se movimentam verticalmente. Janela máximo-ar – Semelhante à basculante, feita em uma só peça. Janela pivotante – Aquela que se abre girando verticalmente no seu próprio eixo. Jardim – Local do terreno onde se cultivam plantas. Jardim-de-inverno – Local, em geral envidraçado, reservado no interior das construções para cultivo de plantas. Jirau – Estrado ou laje em piso a meia altura que permite a circulação de pessoas sobre ele e abaixo dele. Junta – Articulação, linha ou fenda que separa dois elementos. Junta aprumo – É quando as juntas entre os elementos são coincidentes tanto na vertical como na horizontal. Junta amarração – É quando as juntas entre os elementos são desencontradas. Junta de dilatação – Espaço deixado entre a parte de uma estrutura ou de componente construtivo, para evitar trincas provenientes das forças de dilatação. L Lã de vidro – Material isolante composto de finos fios de vidro. Ladrão – Tubo de escoamento, colocado na parte superior de cubas, banheiras ou reservatórios, que evita o transbordamento do excesso de água. Ladrilho – Peça quadrada ou retangular, com pouca espessura, de cerâmica, cimento, barro cozido, mármore etc. Ladrilho hidráulico – Peça de cimento comprimido decorado feita na prensa hidráulica. 305
  18. 18. Laje – Estrutura plana e horizontal de pedra ou concreto armado, apoiada em vigas e pilares, que divide os pavimentos de uma construção. Lajota – Pequena laje de pedra ou placas de cerâmica. Lambrequim – Recorte na madeira que arremata forro e beirais. Lambril – Revestimento de madeira ripada usado em forros e paredes. Tem encaixe do tipo machoe-fêmea. Lambris – Revestimento interno de parede, feito de tábuas, placas de mármore, azulejo e outros aplicados à meia altura. Lance – Comprimento de um pano de parede, muro etc. Parte de uma escada que se limita por patamar. Lanternim – Pequeno telhado sobreposto às cumeeiras, propiciando ventilação. Lavabo – Pequeno banheiro sem espaço para o banho. Geralmente situado à entrada da casa. Lavrar – Gravar, cunhar, conferir ornatos às superfícies metálicas com o auxilio do cinzel. Lei de zoneamento – Legislação municipal que rege o uso de terrenos urbanos. Lençol freático – Depósito subterrâneo natural de água, à pressão atmosférica, proveniente da infiltração de águas de chuva. Levigado – Tipo de acabamento semipolido. Listelo – Filete. Pequena moldura usada para arrematar peças cerâmicas. Living – Palavra inglesa que designa todos os espaços de convívio da casa. Locação – Marcação da obra a partir do gabarito. Loft – Palavra inglesa, que significa depósito. Hoje são espaços amplos sem divisórias, usados para moradia. Longarina – Viga de sustentação em que se apóiam os degraus de uma escada. Lote – Porção de terreno que faz frente ou testada para um logradouro publico. Loteamento – É a subdivisão de gleba em lotes edificáveis para fins urbanos, com abertura de novas vias públicas ou prolongamento ou alargamento das vias existentes. Linha – Viga horizontal inferior de uma tesoura, que se articula nas pontas com as empenas e no centro com o pendural. M Macho-e-fêmea – Tipo de encaixe em que uma saliência se adapta a uma reentrância. Maçaneta – Peça que transmite o esforço externo para acionar o trinco, pelo cubo, servindo também para puxar ou empurrar a porta. Madeira de lei – Madeira dura, resistente às intempéries e ao ataque de fungos, brocas e cupins. Esta denominação remonta aos tempos do Brasil Colônia, quando as árvores que produziam madeiras nobres só podiam ser derrubadas pelo governo. 306
  19. 19. Madeiramento – Conjunto de madeiras usadas na construção ou nas armaduras de telhado. Manilha – Grande tubo de barro para instalação subterrânea que conduz às águas servidas. Mansarda – Sótão com janelas que se abre sobre as águas do telhado. Manta asfáltica – É um impermeabilizante a base de asfalto modificado com polímeros estruturado com não-tecido de poliéster pré-estabilizado, ou filme de polietileno de alta densidade. Manta plástica – revestimento plástico que impermeabiliza lajes, coberturas e contrapisos. Pode ser aplicada diretamente sobre o solo para evitar erosão. Mão-francesa – Elemento estrutural inclinado que liga um componente em balanço, diminuindo o vão livre. Maquete – Reprodução tridimensional, em miniatura, de um projeto arquitetônico. Marquise – Cobertura ou alpendre geralmente em balanço. Marchetaria – Arte de incrustar ou embutir peças de madeira, pedras em obras de marcenaria, formando desenhos. Marco – Parte fixa das portas ou janelas que guarnece o vão e recebe as dobradiças. Ver batente. Mármore – Calcário metamorficamente recristalizado que tem como constituinte importante um carbonato, geralmente calcítico ou dolomitico. Marmorizado – Técnica de pintura que reproduz os veios e as tonalidades do mármore. Marquise – Cobertura em balanço construída sobre o aceso de porta externa, escada externa etc., ela se projeta para além da parede da construção. Mástique – Material de consistência pastosa, com cargas adicionais a si, adquirindo, o produto final, consistência adequada para ser aplicado em calafetações rígidas, plásticas ou elásticas. Massa – Argamassa usada no assentamento ou revestimento de tijolos. Massa corrida – Feita a partir de PVA ou acrílico, dá acabamento liso a parede, deixando-a pronta para receber a pintura. Massa fina – Mistura de areia fina, água e cal empregada para rebocar as paredes. Massa grossa – Mistura de areia média, cal, água e cimento usado no emboço. Massa raspada – Mistura de areia, cal, cimento e corante. Não pode ser retocada e, depois de aplicada, é penteada com uma escova. Mata junta – Sarrafo ou régua que cobre a junta formada entre duas peças. Meia água – Telhado com um único plano inclinado Meia-parede – Parede que não fecha totalmente o ambiente, usada como divisória. Meio-fio ou guia - Pedra de cantaria ou peça de concreto que separa em desnível o passeio carroçável das estradas e ruas. Meio-nível – Piso construído a meia altura que aproveita um pé-direito duplo ou um declive no terreno. Meio tijolo – Parede cuja espessura corresponde à largura de um tijolo. 307
  20. 20. Memorial descritivo – Descrição de todas as características de um projeto arquitetônico, especificando o material que são necessários à obra, da fundação ao acabamento. Mestre-de-obras – Profissional que dirige os operários em uma obra. Mezanino – Andar intermediário entre dois pisos e com acesso interno abrindo-se para um ambiente no piso inferior. Mictório – Aparelho sanitário próprio para nele se urinar. Mirante – Parte alta, acima do telhado da construção. Mísula – Peça de pedra, madeira ou concreto que sustenta beirais, sacadas ou balcões. Modular – Usar o módulo Módulo – Elemento com medida padrão Monoqueima – Processo de cozimento da argila na produção de cerâmica, em que as peças passam apenas uma vez pelo forno. Monta-cargas – Pequeno elevador utilizado em algumas casas ou comércio para movimentar mercadorias, roupas etc. Montante – Peça vertical que, no caixilho divide as folhas. Mosaico – Trabalho executado com caquinhos de vidro ou pequeno pedaços de pedra e de cerâmicas engastados em base de argamassa estuque ou cola. Mourão – Esteio grosso de madeira ou de concreto muito usado em andaimes e cercas. Muro de arrimo – Muro resistente usado na contenção de terras, empuxos de águas de infiltração, sobrecarga de construções, sobre-aterros, etc. Muxarabiê – Balcão protegido, em toda a altura da janela, por uma treliça de madeira, a fim de assegurar ventilação e sombra e, também, de se poder olhar para o exterior sem ser observado. N Nega – Penetração da estaca em milímetros, correspondente a 1/10 da penetração para os últimos dez golpes. Nervura – Arco que produz uma saliência no interior de uma abóbada. Viga saliente na face inferior de qualquer laje. Nível – Instrumento que verifica a horizontalidade de uma superfície, a fim de evitar ondulações em pisos e contrapisos. Nivelar – Regularizar um terreno por meio de aterro ou corte. Nicho – Reentrância feita na parede para abrigar armários, prateleiras etc. Norma – Conjunto de prescrição que regulam o emprego de uma técnica ou fixam condições de execução de um projeto ou de elaboração de um produto, do qual se quer uniformizar o emprego. 308
  21. 21. O Ofurô – Banheira arredondada, típica do Japão, feita de cedro. Ogiva – Forma característica das abóbadas góticas. Oitão – Cada uma das paredes laterais de uma construção. Óleo de linhaça – Solvente e secante para determinadas tintas, obtido a partir das sementes do linho. Ombreira – Cada uma das peças verticais de porta e janelas responsáveis pela sustentação das vergas superiores. Orientação – Posição da casa em relação aos pontos cardeais. Oxidação – Ferrugem. Processo em que se perde o brilho pelo efeito do ar ou por processos industriais. P Painel – Grande superfície decorada, tanto no interior como no exterior da construção. Apresenta composição de mosaicos, pastilhas, cerâmicas etc. Paisagismo – Estudo da preparação e da composição da paisagem como complemento da arquitetura Palafita – Conjunto de estacas que sustenta a construção acima do solo nas habitações lacustres. Pano – Extensão de parede ou muro. Parapeito – Peitoril. Proteção que atinge a altura do peito, presentes em janelas, terraços, sacadas etc. Parede – Elemento de vedação ou separação de ambientes, geralmente construído de alvenaria. Parquete – Piso feito da composição de tacos, que formam desenhos a partir da mistura de tonalidades de várias madeiras. Partido – Opção arquitetônica que atende a diversos fatores: topografia, condições locais, necessidades de quem vai habitar, verba disponível etc. Passarela – Corredor estreito e elevado que interliga dois ambientes. Pastilha – Pequena peça de revestimento, feita de cerâmica, porcelana ou vidro. Passadiço – Corredor, galeria ou ponte que liga dois setores ou alas de uma construção. Passa-prato – Pequena abertura feita à meia altura de uma parede que permite a passagem de pratos e alimentos da cozinha para a sala de jantar ou outro ambiente. Passeio – É a parte do logradouro público destinado ao trânsito de pessoas. Patamar – Piso que separa os lances de uma escada. Pátina – Efeito oxidado, obtido artificialmente por meio de pintura ou pela ação do tempo, que dá aspecto antigo às superfícies. 309
  22. 22. Pátio – Espaço descoberto no interior das casas e cercado pelos elementos da construção. Pau-a-pique – Tipo de taipa em que as paredes apresentam uma armação de varas ou paus verticais, unidos entre si por pequenas varas eqüidistantes e horizontais, situadas alternadamente do lado de fora e de dentro. Toda esta trama é, posteriormente, preenchida com barro. Pavimento – Andar. Conjunto de dependências de um edifício situadas num mesmo nível. Pé-direito – Distância vertical medida desde o piso até o teto de um ambiente. Pedreiro – Profissional encarregado de preparar a alvenaria. Pega – Caracterização da perda de plasticidade das pastas, caldas, argamassas e concretos de cimento. Peitoril – Base inferior das janelas que se projeta além da parede e funciona como parapeito. Pendural – Parte da tesoura que trabalha à tração. O pendural se situa no eixo vertical da tesoura, recebem em ambos os lados da cabeça as extremidades das empenas e no pé, por meio de suspensório (estribo), a linha. Pérgola – Estrutura horizontal composta de elementos paralelos feitos de madeira, alvenaria ou concreto. A pérgola é sustentada por pilares ou em balanço. Persiana – Caixilho formado por ripas de madeira, tiras plásticas, metálicas ou têxteis. Elas são estreitas horizontais fixas ou móveis. Perspectiva – Desenho tridimensional de fachadas e ambientes. pH – Escala que mede o grau de acidez de diversas substâncias. Piche – Substância negra, resinosa, pegajosa, obtida da destilação do alcatrão ou da terebintina. Pilar – Elemento estrutural vertical, de pequena seção em relação à sua altura, de forma prismática ou cilíndrico (coluna), feito de pedra, tijolo, concreto, metálico e outros, destinados a suportar carga vertical. Pilarete – Pequeno pilar. Pilastra – Pilar com quatro faces. Um de seus lados fica ligado à alvenaria da construção. Pilotis – Conjunto de pilares ou colunas de sustentação do prédio que deixa livre o pavimento térreo. Pináculo – Ponto mais alto de um edifício, píncaro, cume. Pingadeira – Acabamento externo de proteção que desvia a água de chuvas, impedindo que ela escorra ao longo das paredes da fachada ou nos muros e muretas. Pipe-rack – Cavalete metálico ou de concreto para sustentação de tubulações horizontais. Piquete – Pequeno bastão de madeira com ponta que se crava no terreno, para demarcações no terreno. Piso - Revestimento de base o qual se pode caminhar. Andar. Pavimento. Pivotante – Esquadria com eixo em forma de pivô vertical (movimento giratório vertical) permitindo formar ângulo reto e localizado ao centro da mesma. Placa fotovoltaica – Peça responsável pela captação dos raios do sol transformando-os em energia elétrica. 310
  23. 23. Plaina – Instrumento utilizado para desbastar, aplainar ou tirar irregularidades da madeira. Plano Diretor – Conjunto de leis municipais que controlam o uso do solo urbano. Planta baixa – Desenho de projeção horizontal de um andar de um edifício, equivalente à figura de um corte horizontal que passa pelos peitoris das janelas. Platibanda – Mureta ou balaustre de alvenaria maciça ou vazada, construída no topo das paredes externas de uma edificação e contornando-a acima da cobertura, que se destina a proteger ou camuflar o telhado. Platô – Parte elevada e plana de um terreno. O mesmo que planalto. Playground – Palavra inglesa que significa espaço reservado para o lazer. Pó xadrez – Pigmento usado para dar cor a pisos feitos de cimento. Poço artesiano – Perfuração mecanizada feita no solo para encontrar o veio d’água subterrâneo. Poço caipira – Perfuração feita no solo manualmente utilizando uma cavadeira, pá de cabo curto e um balde fixo em um sarilho (também conhecido como sarrilho) para retirada do solo. Ver sarilho. Poço romano – Tanque ou piscina de dimensões reduzidas e circular. Policarbonato – Material sintético transparente, inquebrável, de alta resistência, que substitui o vidro no fechamento de estruturas. Polir – Lustrar uma superfície. Pontalete – Peça de madeira colocada a prumo que se amparam elementos horizontais pesados de uma construção. Apoio. Escora. Porão – Pequeno espaço situado entre o solo e o primeiro pavimento de uma casa. Porcelanato – Revestimento, com baixa absorção de água, baixa porosidade, resistência ao risco igual ou superior que as cerâmicas esmaltadas ou as pedras naturais. Possui alta resistência ao impacto e baixíssima expansão por hidratação. Porcelanizado – Processo industrial que dá aos materiais a aparência ou a textura da porcelana. Post-forming – Acabamento arredondado de bordas, utilizado com laminados plásticos colados, formatados por aquecimento. Porta – Abertura até o nível do pavimento feita nas paredes, muros ou painéis, que serve de vedação ou acesso a um ambiente. Porta-balcão – Porta de duas folhas que se abrem para as sacadas, terraços ou varandas. Pórtico – Portal de entrada de uma casa, cuja cobertura é apoiada em colunas. Postigo – Pequeno vão executado a meia altura de uma parede que permite a passagem de objetos de um cômodo a outro. Portinhola sobre a folha de uma porta maior. Prédio – Construção destinada à moradia, depósito ou outro fim similar. Pré-fabricado – Parte ou componente de uma edificação, fabricado previamente em instalações industriais, para depois ser montado na obra. Pré-moldado - Parte ou componente de uma edificação, fabricado e depois montado na própria obra. 311
  24. 24. Programa – Conjunto de necessidades sociais e funcionais de uma família ou pessoas que serve de base para o desenvolvimento de um projeto. Projeto – Plano geral de uma construção, reunindo plantas, cortes, elevação, detalhamentos etc. Prumada – Posição vertical da linha do prumo. Prumo – Aparelho que permite verificar por paralelismo a verticalidade de paredes, colunas etc. Q Quadro de distribuição – Caixa que distribuí os circuitos de eletricidade em uma construção, composta de chave geral e disjuntores. Quiosque – Pequena construção, normalmente aberta que realçam a decoração de jardins. R Radica – Deformações em forma de bolas enrugadas que aparecem nas bases dos troncos de árvores, como a nogueira, a imbuia e o pinho-de-riga. Radier – Tipo de fundação direta, uma laje de concreto armado, fundida diretamente sobre o terreno previamente preparado. Rancho – Habitação rústica do campo. Reator – Peça das lâmpadas halógenas, responsável pela passagem da corrente elétrica da rede para o conjunto de luminária. Reboco – Revestimento de parede e teto feito com massa fina, recebendo pintura diretamente. Recorte – Acabamento feito com trincha no encontro de cores diferentes usadas para pintar a mesma parede ou no encontro de duas superfícies. Recuo – Distâncias entre as faces da construção e os limites do terreno. Refratário – Qualidade dos materiais que apresentam resistência a grandes temperaturas. Régua – Prancha estreita e comprida de madeira. Perfil de alumínio que nivela os revestimentos enquanto a massa ainda está mole. Rejunte – Pasta de cimento e aditivos que preenche as juntas superficiais entre as peças de revestimento. Requadro – Armação em que os componentes formam ângulos retos. Ato de deixar a argamassa formando um ângulo reto. Respaldo – Última carreira de tijolos da alvenaria de embasamento ou de parede do pavimento. Ressalto – Qualquer saliência na fachada da construção. Retábulo – Peça de madeira ou pedra trabalhada em motivos religiosos na qual se encosta o altar. Revestimento – Designação genérica dos materiais que são aplicados sobre as superfícies rústicas e que são responsáveis pelo acabamento. 312
  25. 25. Ripa – Qualquer peça de madeira fina, estreita e comprida. Peça de madeira em que se apóiam as telhas. Rococó – Vertente do barroco que se caracteriza pelo excesso de detalhes e adornos. Rodaforro ou rodateto – Faixa (moldura) colocada ao longo das paredes, junto ao forro. Rodapé – Faixa de proteção ao longo das bases das paredes, junto ao piso. Rosácea – Caixilho de dimensões grandes e circulares. Ornato colocado no centro dos tetos ou abóbadas ou nos lustres. Rufo – Chapa metálica dobrada que, no encontro de telhados e paredes, evita a penetração das águas das chuvas. Rústico – Acabamento ou construção feita de acordo com técnicas artesanais. S Sacada – Qualquer espaço construído que faz uma saliência sobre o paramento da parede. Saguão – Pátio interno fechado por paredes altas. Saia-e-camisa ou saia-e-blusa – Tipo de forro de madeira em que as tábuas são sobrepostas formando reentrância e saliências. A tábua reentrante é chamada de saia, e a saliente, de camisa ou blusa. Saibro – Material contendo grande quantidade de fragmentos pequenos de feldspato e quartzo, e pequena quantidade de argila. Na construção é usado para fazer argamassa e usado como piso de quadras de tênis. Saliência – Elementos da construção que avança além dos planos verticais. Sapé – Tipo de gramínea que, quando seca, é usada para cobrir casas e quiosques. Sanca – Moldura de gesso ou de outro material instalada junto ao teto. Pode ou não embutir iluminação. Sanfonado – Que imita a forma e o movimento do fole da sanfona. Muito comum em portas divisórias retráteis. Sapata – Parte mais larga e inferior do alicerce. Podem ser isolada ou corrida. A sapata isolada é um elemento de forma tronco de pirâmide construído nos pontos que recebem as cargas dos pilares. Como ficam isoladas, as sapatas são interligadas por vigas baldrames. Já a sapata corrida é uma pequena laje armada colocada ao longo da alvenaria recebendo a sua carga e distribuí para uma faixa maior de terreno. Sarrafo – Tira de madeira, com largura entre 5 e 20 cm e espessura entre o,5 e 2,5 cm. Sarilho (Sarrilho) – Cilindro disposto horizontalmente, e no qual se enrola corda, cabo ou corrente para levantar objetos (pesos, baldes etc.) Sebe – Tapume feio com ramos ou varas utilizado para fechar terrenos. Seladora – Base incolor utilizada para proteger madeiras. Selante – Óleo ou resina que dá liga às tintas e aos vernizes. Servente – Ajudante, auxiliar, dos profissionais que trabalham nas obras. 313
  26. 26. Seteira – Janela estreita e comprida, inspirada nas aberturas das muralhas dos antigos palácios. Seixo rolado – Pedra de formato arredondado e superfície lisa, caraterísticas dadas pelas águas dos rios, de onde são retiradas. Servidão – Encargo imposto à qualquer propriedade para passagem, proveito ou serviço de outra propriedade pertencente a dono diferente. Shaft – Palavra inglesa. É um duto de alvenaria ou de concreto, muito usado em construção de vários pavimentos, que serve para passar as tubulações elétricas, de água, telefone etc. Ele tem geralmente portas ou tampas, que facilitam o acesso às tubulações. Shed – Abertura na cobertura que propicia a ventilação e iluminação natural dos ambientes. Ver lanternim. Shingle – Tipo de telha de madeira plana ou materiais industrializados, como a manta asfáltica. Sifão – Dispositivo formado por uma peça que retém água e tem a função de transportar um líquido de uma altura para outra mais baixa, passando por um ponto mais alto impedindo a passagem dos cheiros provenientes das canalizações. Podem ter o formato de “s” ou “copo”. Silicone – Material usado na vedação, na adesão e no isolamento de qualquer superfície que exija proteção contra umidade e infiltração de água. Silos – É uma construção agrícola destinada ao armazenamento de produtos, geralmente depositados no seu interior sem estarem ensacados. Sinteco – Verniz resistente e durável usado no revestimento de pisos de madeira. Slump test – Ensaio para medir a consistência do concreto em massa. Soalho – Piso de tábuas apoiadas sobre vigas ou guias. Sobreira – Conjunto de telhas dispostas por baixo das telhas do beiral do telhado com a finalidade de reforçá-las. Sobre-loja – É o pavimento de pé-direito reduzido, não inferior a 2,50m, e situado imediatamente acima do pavimento térreo. Sóculo – É uma base de alvenaria, que pode ser revestida ou não, de madeira ou ouro material, que serve para apoiar armários ou as guarnições das portas. Solário – Local descoberto destinado a banhos de sol. Soleira – Parte inferior do vão da porta no solo. Arremate na mudança de acabamento de piso, mantendo o mesmo nível, e nas portas externas, formando um degrau na parte de fora. Sondagem – É a investigação do subsolo com o objetivo de avaliar a viabilidade técnica e financeira de uma fundação. Soquete – Receptáculo, com rosca interna, onde se encaixa a lâmpada. Sótão – Ambiente que surge dos desvãos do telhado no último pavimento de uma construção. Spot – Termo inglês que designa a luminária cujo foco de luz pode ser direcionado. Sub-solo – Pavimento situado abaixo do piso térreo de uma edificação e de modo que o respectivo piso esteja, em relação ao terreno circundante, a uma distância maior do que a metade do pé-direito. Suíte – Conjunto de dois cômodos contíguos em que um é quarto de dormir e o outro é banheiro. 314
  27. 27. Sumidouro – Local para onde se escoa a água de esgoto e infiltra no solo. T Tabeira – Série de tábuas que contornam as paredes, formando a moldura que guarnece os telhados. Tabique – Parede delgada feita de tábuas, tijolos ou taipa que separa um ambiente de outro. Tábua corrida – Piso de tábuas em geral largas e contínuas. Tabuado – Porção de tábuas. Taco – Cada uma das pequenas peças que formam o parquete. Pedaço de madeira embutido na parede ou concreto para receber pregos ou parafusos. Taipa – Sistema construtivo que usa barro para fechar paredes. Chama-se taipa de pilão quando se comprime a terra em fôrmas de madeira. Tala – Peça de madeira utilizada para reforçar emendas de pontaletes e/ou peças de madeira. Talude – Inclinação de um terreno ou de uma superfície sólida, desviada angularmente em relação ao plano vertical. Tapume – Vedação provisória de madeira ou outro material com que se veda uma obra. Tardoz – Superfície de aderência do piso cerâmico, destinada ao seu assentamento. Tarugo – Peça curta de madeira que se coloca entre os lados das vigas, para evitar que elas sofram torção ou oscilação lateral. Taxa de ocupação – É a relação entre a área ocupada de uma ou mais edificações e a área total do mesmo. Telha – Cada uma das peças usadas para cobrir as construções. Telhado – Parte exterior e mais elevada que cobre uma edificação, constituída de estrutura sobre a qual se assentam as telhas. Telha-vã – Telhado sem forro. As telhas e a estrutura ficam aparentes. Telheiro – É a construção constituída por uma cobertura suportada, pelo menos em parte, por meio de colunas e pilares, aberta em todas as faces ou parcialmente fechada. Teodolito – Instrumento ótico portátil, utilizado em topografia para medir ângulos horizontais e verticais. Terça – Viga de madeira que sustenta os caibros do telhado. Peça paralela a cumeeira e ao frechal. Terraço – Cobertura plana. Galeria descoberta. Espaço aberto no nível do solo ou em balanço. Terracota – Argila modelada e cozida. Também designa nuances do marrom que lembram a cor da terra. Terraplenagem – Conjunto de operações de escavação, carga, transporte, descarga e compactação, executadas para a construção de aterros e cortes, a fim de dar à superfície do terreno a forma projetada. Terreno – Espaço de terra sobre a qual se vai assentar a construção. 315
  28. 28. Tesoura – Armação de madeira ou aço triangular, usada em telhados para vencer grandes vãos, sem auxilio de apoios intermediários. Testada – É a divisa do lote lindeira ao logradouro público que lhe dá acesso. Testeira – Superfície feita de madeira ou concreto colocada na extremidade de qualquer beiral. Textura – Massa, tinta ou qualquer material empregado para revestir uma superfície, deixando-a áspera, crespa. Tijolo – Peça de barro cozido usada na alvenaria. Tem forma de paralelepípedo retangular com espessura igual à metade da largura e o comprimento duas vezes a largura mais um centímetro. Tirante – Viga horizontal que, nas tesouras, está sujeita aos esforços de tração. Barra de ferro, cabo de aço que se presta aos esforços de tração. Toldo – Cobertura de lona ou de outro tecido colocado sobre portas e janelas para impedir a incidência direta do sol. Topografia – Análise e representação gráfica detalhada de um terreno. Torre – Construção cuja base é bem menor do que a altura. Tozzeto – Pequenas peças de cerâmica que se encaixam em outras maiores, compondo os pisos. Trava – Viga fina de madeira que prende o madeiramento de uma estrutura. Treliça – Estrutura estaticamente definida, constituída por articulações em múltipla triangulação, formando um conjunto de barras interligadas. Trena – Instrumento de medição constituído por uma fita de aço, fibra ou tecido, graduada em uma ou ambas as faces, no sistema métrico e/ou no sistema inglês. Trincha – Tipo de pincel achatado. Tubo de queda – Tubo vertical que, nas instalações de esgotos de prédios elevados, recebe os efluentes dos aparelhos sanitários instalados nos diversos andares. Tubogotejador – Tubo de passagem de água, com pequenas aberturas que permitem a formação de gotas pra umidificar o solo. Tulha – Depósito de café e cereais. Tutor – Armação que serve para guiar o crescimento de arbustos ou trepadeiras. U Umbral – Parte superior das portas. Unifamiliar – Uma única família. Este termo se refere a construção residencial unifamiliar (residência para uma só família). Urbanismo – Técnica de organizar as cidades com o objetivo de criar condições satisfatórias de vida nos centros urbanos. Usucapião – Instrumento legal que possibilita o acesso à propriedade da terra pela posse. 316
  29. 29. V Vala – Escavação estreita e longa feita no solo. Vão – Abertura numa parede para a colocação de portas e janelas. Vão livre – Distância entre os apoios de uma cobertura. Vão de luz – Distância livre e útil entre duas extremidades. Varanda – Alpendre grande e profundo. Vazão – Quantidade de fluído que passa pela seção transversal de uma canalização na unidade de tempo. Vedação – Ato de fechar, vedar. Veneziana – Tipo de esquadria, que permite a ventilação permanente dos ambientes. É formado por palhetas inclinadas e paralelas podendo ser fixas ou móveis. Verga – Reforço colocado sobre o vão de porta e janela (verga superior) e sob o vão de janela (verga inferior ou contraverga). A verga superior tem a função de receber a carga das alvenarias, tirando-as das esquadrias, e concentrá-las na alvenaria lateral dos vãos. E as vergas inferiores recebem as cargas concentradas e as distribui novamente na alvenaria. Vergalhão – Barra de ferro comprida. Vermiculita - É um mineral semelhante a mica, formado essencialmente por silicatos hidratados de alumínio e magnésio. Quando submetida a um aquecimento a água contida entre suas milhares de lâminas se transformam em vapor fazendo com que as partículas explodam e se transformem flocos sanfonados. Cada floco expandido aprisiona consigo células de ar inerte, o que confere ao material excepcional capacidade de isolamento termoacústico. Verniz – Solução composta de resinas sintéticas ou naturais que trata e protege a madeira. Vestíbulo – Entrada de uma edificação, espaço entre a porta de ingresso e a escadaria em átrio. Vibrador – Aparelho destinado a adensar a massa de concreto fresco através de vibração provocado por um motor com excêntrico. Vidro aramado – Aquele que tem uma trama de arame em seu interior para torná-lo mais resistente. Vidro de segurança – Nome dado ao vidro inestilhaçável, aquele que não projetam estilhaços quando se quebram por impacto. Vidro temperado – Aquele que passa por um tratamento especial de aquecimento e rápido resfriamento para torná-lo resistente a impactos. Viga – Peça estrutural, feita de aço, madeira, concreto etc. As vigas transferem o peso das lajes e dos demais elementos (paredes etc.) para os pilares. Vigota – Pequena viga Vinílico – Material composto por resinas de PVC, plastificantes, cargas minerais e pigmentos, apropriado para revestir pisos. Vistoria – Diligência efetuada por profissionais habilitados da Prefeitura. Vitral – Painel executado com pedaços de vidros coloridos rejuntados com chumbo. 317
  30. 30. Vitrificado – Material que assume a aparência do vidro. Vitrô – Pequena janela fechada com vidros. Volante – Peça onde se pega para abrir a torneira. Volumetria – Conjunto das dimensões que determinam o volume de uma construção, dos agregados, do solo etc. Voluta – Ornato em forma de espiral que aparece nos capitéis de colunas clássicas. Z Zarcão – Subproduto do chumbo, de cor alaranjada, evita a ferrugem. Zenital – Iluminação vinda de domo ou clarabóia. Zincado – Material que foi revestido de zinco. Zoneamento – Divisão oficial de uma cidade ou centro populacional em regiões ou zonas residenciais, comerciais, industriais ou mistas. 318

×