SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
Administração
De Empresa
Aula 05:
c)Acreditam que agirão melhor se eles mesmos fizerem
sozinhos, achando que os subordinados não têm capacidade.
d)Os superiores acham que os subordinados preferem não
ter muita responsabilidade para decidir.
e)Ficam preocupados que os subordinados desempenhem as
tarefas com tanta eficácia a ponto de ameaçar suas posições.
RAZÕES DE OS SUBORDINADOS NÃO QUEREREM
A DELEGAÇÃO
a)A delegação pode representar um acréscimo
de responsabilidade.
b)Risco pela possibilidade de ter um desempenho fraco e
serem criticados por isso.
c)Falta de autoconfiança e sentimento de pressão forte
quando lhes dão maior autoridade para tomar decisões
ou confiam deveres ou tarefas adicionais.
d)Ficam mais vulneráveis, porque se tornam mais visíveis
e, conseqüentemente, precisam ser mais produtivos.
FORMA DE DELEGAÇÃO
a)O superior hierárquico determina os objetivos e deveres
para um subordinado.
b)Dá-lhe a autoridade necessária para atingir os objetivos
e cumprir os deveres.
c)O subordinado aceita a delegação, implícita ou explicitamente,
criando, portanto, a obrigação ou a responsabilidade.
d)O superior atribui ao subordinado a responsabilidade
pelos resultados.
TIPOS DE AUTORIDADE
a) Autoridade de Linha: É a autoridade exercida sobre os
subordinados. É a autoridade de comando, decorrente
da estrutura hierárquica ou do princípio escalar.
b) Autoridade de Assessoria: É o direito das unidades de
assessoria ou de especialistas para aconselhar, recomendar ou
propor para o pessoal de linha. Não dá aos assessores a
autoridade para mandar no pessoal de linha ou dar ordens
para realizar certos atos.
c) Autoridade Funcional: É a autoridade (técnica) exercida pelas
unidades especializadas em determinados assuntos sobre
as unidades de linha.
Cargos e Funções
CARGOS E FUNÇÕES
CONCEITOS
=> Cargo é um posto de trabalho, com um conjunto de atividades
ou tarefas a serem executadas por alguém ocupante do mesmo,
dentro de uma organização. Ex.: Auxiliar Administrativo.
=> Cargo: é um conjunto de deveres e responsabilidades
atribuídos ao ocupante de um posto de trabalho destinado à
contribuir para a consecução dos objetivos da empresa.
=> Função: é um papel ou um conjunto de tarefas
desempenhadas pelo ocupante de um determinado cargo. É
a prática ou o exercício de um cargo. Ex.: Controle
Financeiro; Apontador de Horas.
FUNÇÃOCARGO
Auxiliar de
Contabilidade Conferente,
Classificação de
Contas e Registros
Contábeis
Auxiliar de Rec.
Humanos Apontamento de Horas
Técnico de
Laboratório
Coletor de Amostras
Laboratoriais
Desenho ou Estrutura de Cargo: é a especificação do conteúdo,
dos meios e métodos de trabalho pertinentes a um
determinado cargo na empresa.
=> Existem três formas de abordagem do Desenho ou
Estrutura dos Cargos:
·abordagem clássica, fundamentada na Administração Científica
de Taylor;
ciências·abordagem humanística, fundamentada nas
comportamentais;
· abordagem contingencial ou enforque sistêmico.
Abordagem Clássica
A Administração Científica de Taylor tentava descobrir os
princípios que definiam a colocação de pessoas certas nos
lugares (cargos) certos, para conseguir maximizar a eficiência.
Buscava:
a)encontrar a melhor maneira para as pessoas se movimentarem
e executarem cada atividade => estudo de tempos e movimentos;
b) segmentar e fragmentar os cargos em atividades repetitivas e
facilmente treináveis; c) arranjar (estabelecer um layout)
máquinas e equipamentos de maneira a minimizar o esforço e
a perda de tempo; d) construir o ambiente da fábrica de
maneira que o ruído, a ventilação e outras facilidades não
reduzissem a eficiência; e) eliminar todas as atividades que
produzissem fadiga e que não estavam relacionadas com a tarefa
executada.
=> Não obstante esse estudo científico de racionalização do
trabalho, os resultados alcançados não foram muito satisfatórios.
RESULTADOS
ESPERADOS
1. Os cargos podem
ser aprendidos
RESULTADOS
ALCANÇADOS
1. As economias no custo
do treinamento não
rapidamente, exigindo ocorrem devido ao
pouco treinamento do elevado turnover.
operário.
2.Os cargos podem
ser ocupados por
pessoas não
habilitadas.
3. Devido às poucas
2. Altos índices de
absenteísmo exigem
trabalhadores extras
disponíveis para
substituí-los, elevando os
custos.
habilidades exigidas e 3. Devido ao trabalho em
à facilidade de
treinamento, os
operários são
facilmente
substituídos.
4. Devido à
mecanização, os
operários não ficam
linha de montagem e a
sua natureza monótona e
insatisfatória, precisa-se
pagar salários maiores
para as pessoas
permanecerem.
4. Devido à monotonia,
os operários apresentam
cansados fisicamente. fadiga psicológica e
5. A padronização
facilita o controle de
qualidade,
minimizando a
frustração.
5. Problemas de controle
de qualidade aumentam
devido à falta de
probabilidade de erros. comprometimento e
6. A mecanização
torna a produção
previsível e
programável.
colaboração dos
operários.
6. Com o alto índice
de turnover, o nível de
7. A administração tem produtividade
também elevado controle sobre varia.
os operários, 7. A supervisão aumenta
permitindo supervisão a distância entre o
por meio da operário e a
observação e aumento administração.
da amplitude
de comando.
=> Na abordagem clássica de estruturação dos cargos, o
operário ficou refém de tecnologia, dos controles administrativos,
de regras e imposições dos chefes etc., restringindo a sua
atuação como pessoa. A única preocupação da empresa é a
maximização da eficiência. (Ênfase nas tarefas)
Abordagem Humanística
=> Esta abordagem é uma reação ao mecanicismo da
abordagem clássica. O aspecto humano é levado em
consideração, onde o ocupante do cargo recebe atenção
especial e não é tratado como máquina ou robô, mas sim
como um membro de um grupo social. (Ênfase nas pessoas)
=> Há uma maior interação entre chefes e subordinados, bem
como maior participação em decisões sobre a execução das
tarefas, de forma a satisfazer às necessidades individuais e
aumentar o moral do pessoal.
=> O chefe
desenvolverem
dá oportunidades para os subordinados
um espírito de equipe, de cooperação e
minimização de conflitos.
=> Algumas atividades extras (lazer, confraternização etc.) são
consideradas importantes para reduzir o aborrecimento e a
monotonia e para melhorar a amizade e cooperação.
=> A abordagem humanística ao desenho de cargos é totalmente
baseada nas ciências comportamentais. Seu objetivo é motivar e
incentivar as pessoas por meio das tarefas e, com isto, aumentar
a sua produtividade.
=> Enquanto o desenho clássico põe ênfase nas tarefas, o
desenho humanístico põe ênfase nas pessoas. A ênfase nas
tarefas busca a eficiência pela imposição do método do
trabalho, e a ênfase nas pessoas busca a realização pessoal.
DESENHO
DESENHO CLÁSSICO HUMANÍSTICO
·Sistema aberto
·Ampliação dos
cargos
·Sistema fechado
·Especialização dos
cargos
· Centralização
· Autoridade
· Hierarquia rígida
· Ênfase técnica
· Descentralização
· Consenso
· Desenho
organizacional frouxo
· Ênfase humana
· Procedimentos
flexíveis
· Procedimentos rígidos · Consultoria
· Comando · Comunicação
· Comunicação vertical multidirecional
·Ambiente negativo
·Necessidades de
manutenção
· Supervisão/Controle
severo
·Abordagem
autocrática
·Ambiente positivo
· Necessidades
motivacionais
·Gerência por
objetivos
· Abordagem
democrática
Abordagem Contingencial
=> Parte da premissa de que o desenho de cargos deve ter um
enfoque sistêmico, com entradas (inputs), processamentos ou
operações, saídas (outputs) e retro-alimentação (feedback).
=> As Entradas seriam: · as informações, ordens e instruções
sobre as atividades a serem executadas pelo ocupante do
cargo;
· recursos e materiais a serem processados pelo ocupante do
cargo;
=> Processamento ou operações são os processos de
transformação das entradas (inputs) em saídas (outputs). É a
execução das tarefas pelo ocupante do cargo.
=> As Saídas correspondem ao resultado do processamento ou
operação do ocupante do cargo, seja em termos de
produtividade, seja em termos de realização pessoal e
satisfação no cargo.
=> Realimentação refere-se à monitoração dos resultados. A
retroação proporciona a informação sobre os resultados ou
sobre o desempenho do ocupante do cargo, possibilitando
decisões sobre a necessidade de modificações para aumentar a
eficiência ou a eficácia do mesmo.
=> A Avaliação de Desempenho, p. ex., é uma importante
informação de retroação para o ocupante do cargo saber
como está se saindo em seu cargo.
=> O modelo contingencial de estruturar um cargo, pressupõe a
existência de quatro fatores de mensuração da sua eficiência ou
eficácia:
a)Heterogeneidade: existência de variedade de operações de
trabalho ou no uso de equipamentos e procedimentos para
a execução das tarefas inerentes ao cargo. Quanto maior
a variedade, mais desafiante se torna o cargo, porque as
pessoas podem usar uma gama maior de suas habilidades e
capacidades.
b)Autonomia: refere-se à liberdade que o ocupante tem para
programar seu trabalho, selecionar o equipamento que deverá
usar e decidir que procedimentos seguir.
c)Identidade com a tarefa: refere-se ao “gostar do que faz”;
identificar-se com o trabalho executado, ter identidade como
trabalho.
d)Retroação: refere-se à informação que o ocupante do cargo
recebe sobre o seu desempenho na execução das tarefas.
MAIOR MENOR
EFICIÊNCIA/EFICÁCI EFICIÊNCIA/EFICÁCIFATORES DE
AVALIAÇÃO A A
Monotonia,
Heterogeneidad Diversidade, variação uniformidade e
e de Operações e desafio. repetitividade.
Autonomia
Restrição, rigidez e
dependênciaLiberdade, auto-
suficiência e
Identidade
independência.
Identificação, Alienação,
afinidade e percepção desmotivação e falta
do valor do cargo. de sentido e valor.
Retroação
Retro-informação e
comprometimento.
Desinformação e
ignorância.
A estruturação contingencial consiste em adequar cada um
desses quatro fatores em função do ocupante do cargo e das
atividades a serem executadas, procurando proporcionar
maior harmonia que resulte em maior satisfação dele no
desempenho do cargo.
Comunicação
COMUNICAÇÃ
O CONCEITO
=> É o processo de transmissão de mensagem de uma
pessoa para outra e compreensão por parte desta
última.
=> Em toda mensagem é necessária a existência de pelo menos
duas pessoas. Uma pessoa sozinha não pode comunicar.
=> A comunicação tem aplicação em todas as funções
administrativas, mas é particularmente importante na função
de direção, pois representa a troca de informações e de
pensamento para propiciar a compreensão mútua.
=> O sistema de comunicação envolve 6 (seis)
componentes principais:
1> Fonte ou Remetente: é aquele que cria uma idéia ou
uma mensagem através de palavras, símbolos, sinais ou
códigos, pelos quais pretende comunicar a outra pessoa.
2> Transmissor: é o meio ou processo (voz, telefone,
carta, estúdio de rádio, tv etc.) através do qual a
mensagem é transmitida até o receptor.
3> Canal: é o espaço intermediário entre o transmissor
e o receptor (fio telefônico, antena, satélite etc.).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 4. principios de autoridade e responsabilidade.pptm
Aula 4.   principios de autoridade e responsabilidade.pptmAula 4.   principios de autoridade e responsabilidade.pptm
Aula 4. principios de autoridade e responsabilidade.pptmClaudio Parra
 
Estrutura organizacional e funções administrativas
Estrutura organizacional e funções administrativasEstrutura organizacional e funções administrativas
Estrutura organizacional e funções administrativasPedro Kangombe
 
Aula 01 administração de empresas
Aula 01 administração de empresasAula 01 administração de empresas
Aula 01 administração de empresasHomero Alves de Lima
 
Aula 6 departamentalização
Aula 6   departamentalizaçãoAula 6   departamentalização
Aula 6 departamentalizaçãoCorreios
 
Desenho Organizacional
Desenho OrganizacionalDesenho Organizacional
Desenho OrganizacionalThatiana Karen
 
Aula 3 - Dimensão 1 - Estrutura Organizacional
Aula 3 - Dimensão 1 - Estrutura OrganizacionalAula 3 - Dimensão 1 - Estrutura Organizacional
Aula 3 - Dimensão 1 - Estrutura OrganizacionalProf. Leonardo Rocha
 
Aula 4 - Dimensão 1 - Elementos da Estrutura Organizacional
Aula 4 - Dimensão 1 - Elementos da Estrutura OrganizacionalAula 4 - Dimensão 1 - Elementos da Estrutura Organizacional
Aula 4 - Dimensão 1 - Elementos da Estrutura OrganizacionalProf. Leonardo Rocha
 
Aula 02 administração de empresas
Aula 02 administração de empresasAula 02 administração de empresas
Aula 02 administração de empresasHomero Alves de Lima
 
Unidade 05 14-05-28 - 49 ppts - a função controle - 01 slide por folha
Unidade 05   14-05-28 - 49 ppts -  a função controle - 01 slide por folhaUnidade 05   14-05-28 - 49 ppts -  a função controle - 01 slide por folha
Unidade 05 14-05-28 - 49 ppts - a função controle - 01 slide por folhaAlex Casañas
 
2012 08 23_abertura de empresa - departamentalização
2012 08 23_abertura de empresa -  departamentalização2012 08 23_abertura de empresa -  departamentalização
2012 08 23_abertura de empresa - departamentalizaçãoClaudio Parra
 
E book em-pdf-ufcd-0649--estrutura-e-comunicacao-organizacional
E book em-pdf-ufcd-0649--estrutura-e-comunicacao-organizacionalE book em-pdf-ufcd-0649--estrutura-e-comunicacao-organizacional
E book em-pdf-ufcd-0649--estrutura-e-comunicacao-organizacionalMaria Santos
 
Planejamento, organização, direção e controle pg70
Planejamento, organização, direção e controle pg70Planejamento, organização, direção e controle pg70
Planejamento, organização, direção e controle pg70kisb1337
 
Departamentalização
DepartamentalizaçãoDepartamentalização
Departamentalizaçãoadmgeralfatec
 
Aula arquitetura organizacional
Aula arquitetura organizacionalAula arquitetura organizacional
Aula arquitetura organizacionalPROF. SHASTIN
 

Mais procurados (20)

Aula 4. principios de autoridade e responsabilidade.pptm
Aula 4.   principios de autoridade e responsabilidade.pptmAula 4.   principios de autoridade e responsabilidade.pptm
Aula 4. principios de autoridade e responsabilidade.pptm
 
Aula 1 organograma e departamentalizacao
Aula 1   organograma e departamentalizacaoAula 1   organograma e departamentalizacao
Aula 1 organograma e departamentalizacao
 
Estrutura organizacional e funções administrativas
Estrutura organizacional e funções administrativasEstrutura organizacional e funções administrativas
Estrutura organizacional e funções administrativas
 
Aula 01 administração de empresas
Aula 01 administração de empresasAula 01 administração de empresas
Aula 01 administração de empresas
 
Aula 6 departamentalização
Aula 6   departamentalizaçãoAula 6   departamentalização
Aula 6 departamentalização
 
Desenho Organizacional
Desenho OrganizacionalDesenho Organizacional
Desenho Organizacional
 
Aula 3 - Dimensão 1 - Estrutura Organizacional
Aula 3 - Dimensão 1 - Estrutura OrganizacionalAula 3 - Dimensão 1 - Estrutura Organizacional
Aula 3 - Dimensão 1 - Estrutura Organizacional
 
Aula 4 - Dimensão 1 - Elementos da Estrutura Organizacional
Aula 4 - Dimensão 1 - Elementos da Estrutura OrganizacionalAula 4 - Dimensão 1 - Elementos da Estrutura Organizacional
Aula 4 - Dimensão 1 - Elementos da Estrutura Organizacional
 
Processo administrativo: organização
Processo administrativo: organizaçãoProcesso administrativo: organização
Processo administrativo: organização
 
Aula 02 administração de empresas
Aula 02 administração de empresasAula 02 administração de empresas
Aula 02 administração de empresas
 
Unidade 05 14-05-28 - 49 ppts - a função controle - 01 slide por folha
Unidade 05   14-05-28 - 49 ppts -  a função controle - 01 slide por folhaUnidade 05   14-05-28 - 49 ppts -  a função controle - 01 slide por folha
Unidade 05 14-05-28 - 49 ppts - a função controle - 01 slide por folha
 
Organização
OrganizaçãoOrganização
Organização
 
Fs006
Fs006Fs006
Fs006
 
Execução e Controle
Execução e ControleExecução e Controle
Execução e Controle
 
2012 08 23_abertura de empresa - departamentalização
2012 08 23_abertura de empresa -  departamentalização2012 08 23_abertura de empresa -  departamentalização
2012 08 23_abertura de empresa - departamentalização
 
1
11
1
 
E book em-pdf-ufcd-0649--estrutura-e-comunicacao-organizacional
E book em-pdf-ufcd-0649--estrutura-e-comunicacao-organizacionalE book em-pdf-ufcd-0649--estrutura-e-comunicacao-organizacional
E book em-pdf-ufcd-0649--estrutura-e-comunicacao-organizacional
 
Planejamento, organização, direção e controle pg70
Planejamento, organização, direção e controle pg70Planejamento, organização, direção e controle pg70
Planejamento, organização, direção e controle pg70
 
Departamentalização
DepartamentalizaçãoDepartamentalização
Departamentalização
 
Aula arquitetura organizacional
Aula arquitetura organizacionalAula arquitetura organizacional
Aula arquitetura organizacional
 

Destaque

Aula 04 administração de empresas
Aula 04 administração de empresasAula 04 administração de empresas
Aula 04 administração de empresasHomero Alves de Lima
 
Organização linear
Organização linearOrganização linear
Organização linearbubblesmath
 
Ambiente Organizacoes
Ambiente OrganizacoesAmbiente Organizacoes
Ambiente OrganizacoesUnipinhal
 
Administração de empresas
Administração de empresasAdministração de empresas
Administração de empresasOdirlei Turci
 
Estudo sobre o perfil mercadológico e administrativo da área de recrutamento
Estudo sobre o perfil mercadológico e administrativo da área de recrutamentoEstudo sobre o perfil mercadológico e administrativo da área de recrutamento
Estudo sobre o perfil mercadológico e administrativo da área de recrutamentoGlaucoVelosodosSantos
 
ADM - O ambiente organizacional
ADM - O ambiente organizacionalADM - O ambiente organizacional
ADM - O ambiente organizacionalGabriel Faustino
 
Abordagem Comportamental
Abordagem ComportamentalAbordagem Comportamental
Abordagem Comportamentalzalucty
 
Poderes administrativos parte ii adm i
Poderes administrativos parte ii adm iPoderes administrativos parte ii adm i
Poderes administrativos parte ii adm iAna Cristina Freitas
 
08 secretariado (comunicaçâo ao telefone)
08   secretariado (comunicaçâo ao telefone)08   secretariado (comunicaçâo ao telefone)
08 secretariado (comunicaçâo ao telefone)Elizeu Ferro
 
Resumo estratégias empresariais
Resumo estratégias empresariaisResumo estratégias empresariais
Resumo estratégias empresariaisJazon Pereira
 
Apresentação Redução De Custos Telefonia
Apresentação Redução De Custos TelefoniaApresentação Redução De Custos Telefonia
Apresentação Redução De Custos Telefoniagusleig
 
Direito Administrativo - Recursos Administrativos
Direito Administrativo - Recursos AdministrativosDireito Administrativo - Recursos Administrativos
Direito Administrativo - Recursos AdministrativosMentor Concursos
 
RelaçOes Humanas V2.1
RelaçOes Humanas V2.1RelaçOes Humanas V2.1
RelaçOes Humanas V2.1guestaaea96
 
Ambiente organizacional sistema aberto ao intercâmbio de influências
Ambiente organizacional   sistema aberto ao intercâmbio de influênciasAmbiente organizacional   sistema aberto ao intercâmbio de influências
Ambiente organizacional sistema aberto ao intercâmbio de influênciasLeonora Duarte
 
Como encerrar rápido uma ligação indesejada de telemarketing
Como encerrar rápido uma ligação indesejada de telemarketingComo encerrar rápido uma ligação indesejada de telemarketing
Como encerrar rápido uma ligação indesejada de telemarketinggiutoledo
 
boa comunicação telefonica
 boa comunicação telefonica boa comunicação telefonica
boa comunicação telefonica11CPTS
 
Ética nas Relações Humanas
Ética nas Relações HumanasÉtica nas Relações Humanas
Ética nas Relações Humanasffasolo3
 

Destaque (20)

Aula 04 administração de empresas
Aula 04 administração de empresasAula 04 administração de empresas
Aula 04 administração de empresas
 
Organização linear
Organização linearOrganização linear
Organização linear
 
Ambiente Organizacoes
Ambiente OrganizacoesAmbiente Organizacoes
Ambiente Organizacoes
 
Administração de empresas
Administração de empresasAdministração de empresas
Administração de empresas
 
Estudo sobre o perfil mercadológico e administrativo da área de recrutamento
Estudo sobre o perfil mercadológico e administrativo da área de recrutamentoEstudo sobre o perfil mercadológico e administrativo da área de recrutamento
Estudo sobre o perfil mercadológico e administrativo da área de recrutamento
 
Linha staff1
Linha staff1Linha staff1
Linha staff1
 
ADM - O ambiente organizacional
ADM - O ambiente organizacionalADM - O ambiente organizacional
ADM - O ambiente organizacional
 
Abordagem Comportamental
Abordagem ComportamentalAbordagem Comportamental
Abordagem Comportamental
 
Poderes administrativos parte ii adm i
Poderes administrativos parte ii adm iPoderes administrativos parte ii adm i
Poderes administrativos parte ii adm i
 
08 secretariado (comunicaçâo ao telefone)
08   secretariado (comunicaçâo ao telefone)08   secretariado (comunicaçâo ao telefone)
08 secretariado (comunicaçâo ao telefone)
 
Resumo estratégias empresariais
Resumo estratégias empresariaisResumo estratégias empresariais
Resumo estratégias empresariais
 
Apresentação Redução De Custos Telefonia
Apresentação Redução De Custos TelefoniaApresentação Redução De Custos Telefonia
Apresentação Redução De Custos Telefonia
 
Direito Administrativo - Recursos Administrativos
Direito Administrativo - Recursos AdministrativosDireito Administrativo - Recursos Administrativos
Direito Administrativo - Recursos Administrativos
 
RelaçOes Humanas V2.1
RelaçOes Humanas V2.1RelaçOes Humanas V2.1
RelaçOes Humanas V2.1
 
Ambiente organizacional
Ambiente organizacionalAmbiente organizacional
Ambiente organizacional
 
Ambiente organizacional sistema aberto ao intercâmbio de influências
Ambiente organizacional   sistema aberto ao intercâmbio de influênciasAmbiente organizacional   sistema aberto ao intercâmbio de influências
Ambiente organizacional sistema aberto ao intercâmbio de influências
 
Como encerrar rápido uma ligação indesejada de telemarketing
Como encerrar rápido uma ligação indesejada de telemarketingComo encerrar rápido uma ligação indesejada de telemarketing
Como encerrar rápido uma ligação indesejada de telemarketing
 
Comunicação como processo
Comunicação como processoComunicação como processo
Comunicação como processo
 
boa comunicação telefonica
 boa comunicação telefonica boa comunicação telefonica
boa comunicação telefonica
 
Ética nas Relações Humanas
Ética nas Relações HumanasÉtica nas Relações Humanas
Ética nas Relações Humanas
 

Semelhante a Aula 05 administração de empresas

02 - Planejamento de Cargos.pdf
02 - Planejamento de Cargos.pdf02 - Planejamento de Cargos.pdf
02 - Planejamento de Cargos.pdfJssicaCinthia
 
Unidade 3 Processos De GestãO De Pessoas Como Um Modelo
Unidade 3 Processos De GestãO De Pessoas Como Um ModeloUnidade 3 Processos De GestãO De Pessoas Como Um Modelo
Unidade 3 Processos De GestãO De Pessoas Como Um Modelomilkinha
 
Subsistema de desenvolvimento de recursos humanos
Subsistema de desenvolvimento de recursos humanosSubsistema de desenvolvimento de recursos humanos
Subsistema de desenvolvimento de recursos humanosUniversidade Pedagogica
 
Administracao unidade10
Administracao unidade10Administracao unidade10
Administracao unidade10koddyrj2011
 
ApresentaçãO Tga 26 05
ApresentaçãO Tga 26 05ApresentaçãO Tga 26 05
ApresentaçãO Tga 26 05lupajero
 
(Transformar 16) gestão de equipe contratada 1
(Transformar 16) gestão de equipe contratada 1(Transformar 16) gestão de equipe contratada 1
(Transformar 16) gestão de equipe contratada 1Ink_conteudos
 
Você s.a. delegar tarefas com segurança
Você s.a.   delegar tarefas com segurançaVocê s.a.   delegar tarefas com segurança
Você s.a. delegar tarefas com segurançatioheraclito
 
6 delegar tarefas com segurança
6 delegar tarefas com segurança6 delegar tarefas com segurança
6 delegar tarefas com segurançaRicardo Robles
 
Voce s.a. delegar tarefas com seguranca
Voce s.a.   delegar tarefas com segurancaVoce s.a.   delegar tarefas com seguranca
Voce s.a. delegar tarefas com segurancaBruno Barros
 
Questões de revisão - Gestão de Pessoas I
Questões de revisão - Gestão de Pessoas IQuestões de revisão - Gestão de Pessoas I
Questões de revisão - Gestão de Pessoas IVanessa Kally
 
Subsistema de aplicação de recursos humanos
Subsistema de aplicação de recursos humanosSubsistema de aplicação de recursos humanos
Subsistema de aplicação de recursos humanosUniversidade Pedagogica
 
Management 3.0 (Gestão 3.0) - Circuito de Treinamentos AddTech
Management 3.0 (Gestão 3.0) - Circuito de Treinamentos AddTechManagement 3.0 (Gestão 3.0) - Circuito de Treinamentos AddTech
Management 3.0 (Gestão 3.0) - Circuito de Treinamentos AddTech.add
 
Gestão de Pessoas - Prof. Elaine Ribeiro #SVGP
Gestão de Pessoas - Prof. Elaine Ribeiro  #SVGPGestão de Pessoas - Prof. Elaine Ribeiro  #SVGP
Gestão de Pessoas - Prof. Elaine Ribeiro #SVGPElaine Ribeiro
 
Apostila gestão de pessoas III 2014
Apostila gestão de pessoas III   2014Apostila gestão de pessoas III   2014
Apostila gestão de pessoas III 2014Elton Orris
 
Descricao de cargos
Descricao de cargosDescricao de cargos
Descricao de cargosprofthalita
 

Semelhante a Aula 05 administração de empresas (20)

02 - Planejamento de Cargos.pdf
02 - Planejamento de Cargos.pdf02 - Planejamento de Cargos.pdf
02 - Planejamento de Cargos.pdf
 
Unidade 3 Processos De GestãO De Pessoas Como Um Modelo
Unidade 3 Processos De GestãO De Pessoas Como Um ModeloUnidade 3 Processos De GestãO De Pessoas Como Um Modelo
Unidade 3 Processos De GestãO De Pessoas Como Um Modelo
 
Subsistema de desenvolvimento de recursos humanos
Subsistema de desenvolvimento de recursos humanosSubsistema de desenvolvimento de recursos humanos
Subsistema de desenvolvimento de recursos humanos
 
Administracao unidade10
Administracao unidade10Administracao unidade10
Administracao unidade10
 
ApresentaçãO Tga 26 05
ApresentaçãO Tga 26 05ApresentaçãO Tga 26 05
ApresentaçãO Tga 26 05
 
Cap.07 delegacao
Cap.07 delegacaoCap.07 delegacao
Cap.07 delegacao
 
(Transformar 16) gestão de equipe contratada 1
(Transformar 16) gestão de equipe contratada 1(Transformar 16) gestão de equipe contratada 1
(Transformar 16) gestão de equipe contratada 1
 
Você s.a. delegar tarefas com segurança
Você s.a.   delegar tarefas com segurançaVocê s.a.   delegar tarefas com segurança
Você s.a. delegar tarefas com segurança
 
Como delegar tarefas_com_segurana
Como delegar tarefas_com_seguranaComo delegar tarefas_com_segurana
Como delegar tarefas_com_segurana
 
6 delegar tarefas com segurança
6 delegar tarefas com segurança6 delegar tarefas com segurança
6 delegar tarefas com segurança
 
Voce s.a. delegar tarefas com seguranca
Voce s.a.   delegar tarefas com segurancaVoce s.a.   delegar tarefas com seguranca
Voce s.a. delegar tarefas com seguranca
 
Abordagem Neoclássica
Abordagem NeoclássicaAbordagem Neoclássica
Abordagem Neoclássica
 
Questões de revisão - Gestão de Pessoas I
Questões de revisão - Gestão de Pessoas IQuestões de revisão - Gestão de Pessoas I
Questões de revisão - Gestão de Pessoas I
 
Subsistema de aplicação de recursos humanos
Subsistema de aplicação de recursos humanosSubsistema de aplicação de recursos humanos
Subsistema de aplicação de recursos humanos
 
Management 3.0 (Gestão 3.0) - Circuito de Treinamentos AddTech
Management 3.0 (Gestão 3.0) - Circuito de Treinamentos AddTechManagement 3.0 (Gestão 3.0) - Circuito de Treinamentos AddTech
Management 3.0 (Gestão 3.0) - Circuito de Treinamentos AddTech
 
Recursos humanos
Recursos humanosRecursos humanos
Recursos humanos
 
Recursos humanos
Recursos humanosRecursos humanos
Recursos humanos
 
Gestão de Pessoas - Prof. Elaine Ribeiro #SVGP
Gestão de Pessoas - Prof. Elaine Ribeiro  #SVGPGestão de Pessoas - Prof. Elaine Ribeiro  #SVGP
Gestão de Pessoas - Prof. Elaine Ribeiro #SVGP
 
Apostila gestão de pessoas III 2014
Apostila gestão de pessoas III   2014Apostila gestão de pessoas III   2014
Apostila gestão de pessoas III 2014
 
Descricao de cargos
Descricao de cargosDescricao de cargos
Descricao de cargos
 

Mais de Homero Alves de Lima

Aula 01 curso de administração de hotel
Aula 01 curso de administração de hotelAula 01 curso de administração de hotel
Aula 01 curso de administração de hotelHomero Alves de Lima
 
Simulado de matemática e suas tecnologias
Simulado de matemática e suas tecnologiasSimulado de matemática e suas tecnologias
Simulado de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Simulado de linguagens, códigos e suas tecnologias
Simulado de linguagens, códigos e suas tecnologiasSimulado de linguagens, códigos e suas tecnologias
Simulado de linguagens, códigos e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Simulado de ciências humanas e suas tecnologias
Simulado de ciências humanas e suas tecnologiasSimulado de ciências humanas e suas tecnologias
Simulado de ciências humanas e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Simulado de ciências da natureza e suas tecnologias
Simulado de ciências da natureza e suas tecnologiasSimulado de ciências da natureza e suas tecnologias
Simulado de ciências da natureza e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Caderno de ecercícios de redação
Caderno de ecercícios de redaçãoCaderno de ecercícios de redação
Caderno de ecercícios de redaçãoHomero Alves de Lima
 
Caderno de exercícios de matemática e suas tecnologias
Caderno de exercícios de matemática e suas tecnologiasCaderno de exercícios de matemática e suas tecnologias
Caderno de exercícios de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 09 de matemática e suas tecnologias
Aula 09 de matemática e suas tecnologiasAula 09 de matemática e suas tecnologias
Aula 09 de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 08 de matemática e suas tecnologias
Aula 08 de matemática e suas tecnologiasAula 08 de matemática e suas tecnologias
Aula 08 de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 07 de matemática e suas tecnologias
Aula 07 de matemática e suas tecnologiasAula 07 de matemática e suas tecnologias
Aula 07 de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 06 de matemática e suas tecnologias
Aula 06 de matemática e suas tecnologiasAula 06 de matemática e suas tecnologias
Aula 06 de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 05 de matemática e suas tecnologias
Aula 05 de matemática e suas tecnologiasAula 05 de matemática e suas tecnologias
Aula 05 de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 04 de matemática e suas tecnologias
Aula 04 de matemática e suas tecnologiasAula 04 de matemática e suas tecnologias
Aula 04 de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 03 de matemática e suas tecnologias
Aula 03 de matemática e suas tecnologiasAula 03 de matemática e suas tecnologias
Aula 03 de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 02 de matemática e suas tecnologias
Aula 02 de matemática e suas tecnologiasAula 02 de matemática e suas tecnologias
Aula 02 de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 01 de matemática e suas tecnologias
Aula 01 de matemática e suas tecnologiasAula 01 de matemática e suas tecnologias
Aula 01 de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 

Mais de Homero Alves de Lima (20)

Aula 01 curso de administração de hotel
Aula 01 curso de administração de hotelAula 01 curso de administração de hotel
Aula 01 curso de administração de hotel
 
Sumulando uma prova do enem
Sumulando uma prova do enemSumulando uma prova do enem
Sumulando uma prova do enem
 
Simulado de matemática e suas tecnologias
Simulado de matemática e suas tecnologiasSimulado de matemática e suas tecnologias
Simulado de matemática e suas tecnologias
 
Simulado de linguagens, códigos e suas tecnologias
Simulado de linguagens, códigos e suas tecnologiasSimulado de linguagens, códigos e suas tecnologias
Simulado de linguagens, códigos e suas tecnologias
 
Simulado de ciências humanas e suas tecnologias
Simulado de ciências humanas e suas tecnologiasSimulado de ciências humanas e suas tecnologias
Simulado de ciências humanas e suas tecnologias
 
Simulado de ciências da natureza e suas tecnologias
Simulado de ciências da natureza e suas tecnologiasSimulado de ciências da natureza e suas tecnologias
Simulado de ciências da natureza e suas tecnologias
 
Caderno de ecercícios de redação
Caderno de ecercícios de redaçãoCaderno de ecercícios de redação
Caderno de ecercícios de redação
 
Aula 02 redação
Aula 02 redaçãoAula 02 redação
Aula 02 redação
 
Aula 01 redação
Aula 01 redaçãoAula 01 redação
Aula 01 redação
 
Conteúdo programático redação
Conteúdo programático redaçãoConteúdo programático redação
Conteúdo programático redação
 
Caderno de exercícios de matemática e suas tecnologias
Caderno de exercícios de matemática e suas tecnologiasCaderno de exercícios de matemática e suas tecnologias
Caderno de exercícios de matemática e suas tecnologias
 
Aula 09 de matemática e suas tecnologias
Aula 09 de matemática e suas tecnologiasAula 09 de matemática e suas tecnologias
Aula 09 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 08 de matemática e suas tecnologias
Aula 08 de matemática e suas tecnologiasAula 08 de matemática e suas tecnologias
Aula 08 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 07 de matemática e suas tecnologias
Aula 07 de matemática e suas tecnologiasAula 07 de matemática e suas tecnologias
Aula 07 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 06 de matemática e suas tecnologias
Aula 06 de matemática e suas tecnologiasAula 06 de matemática e suas tecnologias
Aula 06 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 05 de matemática e suas tecnologias
Aula 05 de matemática e suas tecnologiasAula 05 de matemática e suas tecnologias
Aula 05 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 04 de matemática e suas tecnologias
Aula 04 de matemática e suas tecnologiasAula 04 de matemática e suas tecnologias
Aula 04 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 03 de matemática e suas tecnologias
Aula 03 de matemática e suas tecnologiasAula 03 de matemática e suas tecnologias
Aula 03 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 02 de matemática e suas tecnologias
Aula 02 de matemática e suas tecnologiasAula 02 de matemática e suas tecnologias
Aula 02 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 01 de matemática e suas tecnologias
Aula 01 de matemática e suas tecnologiasAula 01 de matemática e suas tecnologias
Aula 01 de matemática e suas tecnologias
 

Último

O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfpaulafernandes540558
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 

Último (20)

O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 

Aula 05 administração de empresas

  • 2. c)Acreditam que agirão melhor se eles mesmos fizerem sozinhos, achando que os subordinados não têm capacidade. d)Os superiores acham que os subordinados preferem não ter muita responsabilidade para decidir. e)Ficam preocupados que os subordinados desempenhem as tarefas com tanta eficácia a ponto de ameaçar suas posições. RAZÕES DE OS SUBORDINADOS NÃO QUEREREM A DELEGAÇÃO a)A delegação pode representar um acréscimo de responsabilidade. b)Risco pela possibilidade de ter um desempenho fraco e serem criticados por isso. c)Falta de autoconfiança e sentimento de pressão forte quando lhes dão maior autoridade para tomar decisões ou confiam deveres ou tarefas adicionais. d)Ficam mais vulneráveis, porque se tornam mais visíveis e, conseqüentemente, precisam ser mais produtivos. FORMA DE DELEGAÇÃO a)O superior hierárquico determina os objetivos e deveres para um subordinado. b)Dá-lhe a autoridade necessária para atingir os objetivos e cumprir os deveres. c)O subordinado aceita a delegação, implícita ou explicitamente, criando, portanto, a obrigação ou a responsabilidade. d)O superior atribui ao subordinado a responsabilidade pelos resultados. TIPOS DE AUTORIDADE
  • 3. a) Autoridade de Linha: É a autoridade exercida sobre os subordinados. É a autoridade de comando, decorrente da estrutura hierárquica ou do princípio escalar. b) Autoridade de Assessoria: É o direito das unidades de assessoria ou de especialistas para aconselhar, recomendar ou propor para o pessoal de linha. Não dá aos assessores a autoridade para mandar no pessoal de linha ou dar ordens para realizar certos atos.
  • 4. c) Autoridade Funcional: É a autoridade (técnica) exercida pelas unidades especializadas em determinados assuntos sobre as unidades de linha. Cargos e Funções CARGOS E FUNÇÕES CONCEITOS => Cargo é um posto de trabalho, com um conjunto de atividades ou tarefas a serem executadas por alguém ocupante do mesmo, dentro de uma organização. Ex.: Auxiliar Administrativo. => Cargo: é um conjunto de deveres e responsabilidades atribuídos ao ocupante de um posto de trabalho destinado à contribuir para a consecução dos objetivos da empresa. => Função: é um papel ou um conjunto de tarefas desempenhadas pelo ocupante de um determinado cargo. É a prática ou o exercício de um cargo. Ex.: Controle Financeiro; Apontador de Horas. FUNÇÃOCARGO Auxiliar de Contabilidade Conferente, Classificação de
  • 5. Contas e Registros Contábeis Auxiliar de Rec. Humanos Apontamento de Horas Técnico de Laboratório Coletor de Amostras Laboratoriais Desenho ou Estrutura de Cargo: é a especificação do conteúdo, dos meios e métodos de trabalho pertinentes a um determinado cargo na empresa. => Existem três formas de abordagem do Desenho ou Estrutura dos Cargos: ·abordagem clássica, fundamentada na Administração Científica de Taylor; ciências·abordagem humanística, fundamentada nas comportamentais; · abordagem contingencial ou enforque sistêmico. Abordagem Clássica A Administração Científica de Taylor tentava descobrir os princípios que definiam a colocação de pessoas certas nos lugares (cargos) certos, para conseguir maximizar a eficiência. Buscava: a)encontrar a melhor maneira para as pessoas se movimentarem e executarem cada atividade => estudo de tempos e movimentos; b) segmentar e fragmentar os cargos em atividades repetitivas e facilmente treináveis; c) arranjar (estabelecer um layout) máquinas e equipamentos de maneira a minimizar o esforço e a perda de tempo; d) construir o ambiente da fábrica de maneira que o ruído, a ventilação e outras facilidades não reduzissem a eficiência; e) eliminar todas as atividades que produzissem fadiga e que não estavam relacionadas com a tarefa executada. => Não obstante esse estudo científico de racionalização do trabalho, os resultados alcançados não foram muito satisfatórios.
  • 6. RESULTADOS ESPERADOS 1. Os cargos podem ser aprendidos RESULTADOS ALCANÇADOS 1. As economias no custo do treinamento não rapidamente, exigindo ocorrem devido ao pouco treinamento do elevado turnover. operário. 2.Os cargos podem ser ocupados por pessoas não habilitadas. 3. Devido às poucas 2. Altos índices de absenteísmo exigem trabalhadores extras disponíveis para substituí-los, elevando os custos. habilidades exigidas e 3. Devido ao trabalho em à facilidade de treinamento, os operários são facilmente substituídos. 4. Devido à mecanização, os operários não ficam linha de montagem e a sua natureza monótona e insatisfatória, precisa-se pagar salários maiores para as pessoas permanecerem. 4. Devido à monotonia, os operários apresentam cansados fisicamente. fadiga psicológica e 5. A padronização facilita o controle de qualidade, minimizando a frustração. 5. Problemas de controle de qualidade aumentam devido à falta de probabilidade de erros. comprometimento e 6. A mecanização torna a produção previsível e programável. colaboração dos operários. 6. Com o alto índice de turnover, o nível de 7. A administração tem produtividade também elevado controle sobre varia. os operários, 7. A supervisão aumenta permitindo supervisão a distância entre o por meio da operário e a observação e aumento administração.
  • 7. da amplitude de comando. => Na abordagem clássica de estruturação dos cargos, o operário ficou refém de tecnologia, dos controles administrativos, de regras e imposições dos chefes etc., restringindo a sua atuação como pessoa. A única preocupação da empresa é a maximização da eficiência. (Ênfase nas tarefas) Abordagem Humanística => Esta abordagem é uma reação ao mecanicismo da abordagem clássica. O aspecto humano é levado em consideração, onde o ocupante do cargo recebe atenção especial e não é tratado como máquina ou robô, mas sim como um membro de um grupo social. (Ênfase nas pessoas) => Há uma maior interação entre chefes e subordinados, bem como maior participação em decisões sobre a execução das tarefas, de forma a satisfazer às necessidades individuais e aumentar o moral do pessoal. => O chefe desenvolverem dá oportunidades para os subordinados um espírito de equipe, de cooperação e minimização de conflitos. => Algumas atividades extras (lazer, confraternização etc.) são consideradas importantes para reduzir o aborrecimento e a monotonia e para melhorar a amizade e cooperação. => A abordagem humanística ao desenho de cargos é totalmente baseada nas ciências comportamentais. Seu objetivo é motivar e incentivar as pessoas por meio das tarefas e, com isto, aumentar a sua produtividade. => Enquanto o desenho clássico põe ênfase nas tarefas, o desenho humanístico põe ênfase nas pessoas. A ênfase nas tarefas busca a eficiência pela imposição do método do trabalho, e a ênfase nas pessoas busca a realização pessoal.
  • 8. DESENHO DESENHO CLÁSSICO HUMANÍSTICO ·Sistema aberto ·Ampliação dos cargos ·Sistema fechado ·Especialização dos cargos · Centralização · Autoridade · Hierarquia rígida · Ênfase técnica · Descentralização · Consenso · Desenho organizacional frouxo · Ênfase humana · Procedimentos flexíveis · Procedimentos rígidos · Consultoria · Comando · Comunicação · Comunicação vertical multidirecional ·Ambiente negativo ·Necessidades de manutenção · Supervisão/Controle severo ·Abordagem autocrática ·Ambiente positivo · Necessidades motivacionais ·Gerência por objetivos · Abordagem democrática Abordagem Contingencial => Parte da premissa de que o desenho de cargos deve ter um enfoque sistêmico, com entradas (inputs), processamentos ou operações, saídas (outputs) e retro-alimentação (feedback). => As Entradas seriam: · as informações, ordens e instruções sobre as atividades a serem executadas pelo ocupante do cargo; · recursos e materiais a serem processados pelo ocupante do cargo; => Processamento ou operações são os processos de transformação das entradas (inputs) em saídas (outputs). É a execução das tarefas pelo ocupante do cargo. => As Saídas correspondem ao resultado do processamento ou operação do ocupante do cargo, seja em termos de
  • 9. produtividade, seja em termos de realização pessoal e satisfação no cargo. => Realimentação refere-se à monitoração dos resultados. A retroação proporciona a informação sobre os resultados ou sobre o desempenho do ocupante do cargo, possibilitando decisões sobre a necessidade de modificações para aumentar a eficiência ou a eficácia do mesmo. => A Avaliação de Desempenho, p. ex., é uma importante informação de retroação para o ocupante do cargo saber como está se saindo em seu cargo. => O modelo contingencial de estruturar um cargo, pressupõe a existência de quatro fatores de mensuração da sua eficiência ou eficácia: a)Heterogeneidade: existência de variedade de operações de trabalho ou no uso de equipamentos e procedimentos para a execução das tarefas inerentes ao cargo. Quanto maior a variedade, mais desafiante se torna o cargo, porque as pessoas podem usar uma gama maior de suas habilidades e capacidades. b)Autonomia: refere-se à liberdade que o ocupante tem para programar seu trabalho, selecionar o equipamento que deverá usar e decidir que procedimentos seguir. c)Identidade com a tarefa: refere-se ao “gostar do que faz”; identificar-se com o trabalho executado, ter identidade como trabalho. d)Retroação: refere-se à informação que o ocupante do cargo recebe sobre o seu desempenho na execução das tarefas. MAIOR MENOR EFICIÊNCIA/EFICÁCI EFICIÊNCIA/EFICÁCIFATORES DE AVALIAÇÃO A A Monotonia, Heterogeneidad Diversidade, variação uniformidade e e de Operações e desafio. repetitividade. Autonomia Restrição, rigidez e dependênciaLiberdade, auto- suficiência e
  • 10. Identidade independência. Identificação, Alienação, afinidade e percepção desmotivação e falta do valor do cargo. de sentido e valor. Retroação Retro-informação e comprometimento. Desinformação e ignorância. A estruturação contingencial consiste em adequar cada um desses quatro fatores em função do ocupante do cargo e das atividades a serem executadas, procurando proporcionar maior harmonia que resulte em maior satisfação dele no desempenho do cargo. Comunicação COMUNICAÇÃ O CONCEITO => É o processo de transmissão de mensagem de uma pessoa para outra e compreensão por parte desta última. => Em toda mensagem é necessária a existência de pelo menos duas pessoas. Uma pessoa sozinha não pode comunicar. => A comunicação tem aplicação em todas as funções administrativas, mas é particularmente importante na função de direção, pois representa a troca de informações e de pensamento para propiciar a compreensão mútua. => O sistema de comunicação envolve 6 (seis) componentes principais: 1> Fonte ou Remetente: é aquele que cria uma idéia ou uma mensagem através de palavras, símbolos, sinais ou códigos, pelos quais pretende comunicar a outra pessoa. 2> Transmissor: é o meio ou processo (voz, telefone, carta, estúdio de rádio, tv etc.) através do qual a mensagem é transmitida até o receptor. 3> Canal: é o espaço intermediário entre o transmissor e o receptor (fio telefônico, antena, satélite etc.).