SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
Administração
De Empresa
Aula 01:
Ambiente das Empresas
AMBIENTE DAS EMPRESAS
OBJETIVO DO ESTUDO DO AMBIENTE
As empresas não vivem isoladas e/ou alheias ao contexto no qual
estão inseridas. O ambiente é um fator preponderante para a
empresa sobreviver e crescer.
É do ambiente que as empresas obtêm recursos e informações
necessários para subsistência e funcionamento. Na medida em
que o ambiente sofre mudanças, toda a situação das
operações das empresas é influenciada por essas mudanças.
TIPOS DE AMBIENTE
Ambiente Geral (ou macro-ambiente)
É constituído pelas seguintes variáveis:
Variáveis tecnológicas: A tecnologia representa um dos aspectos
ambientais mais críticos em face da profunda influência e do forte
impacto que exerce sobre as empresas, sobre a sua
administração e principalmente sobre suas operações.
A tecnologia envolve a experiência acumulada sobre como fazer
as coisas:
-máquinas, equipamentos, ferramentas
- técnicas (mais conhecido como “know-how”)
- fórmulas
- manuais
-diretrizes, regulamentos, planos, programas e métodos
de trabalho
- procedimentos
Variáveis políticas: São as variáveis decorrentes de decisões
governamentais, nas esferas federal, estadual e municipal,
bem como pelos governos estrangeiros.
Variáveis econômicas: São decorrentes do contexto econômico
geral, tais como:
-desenvolvimento, estagnação ou recessão
- inflação ou deflação
- política fiscal ou tributária
Variáveis legais: São relativas às leis, regulamentos que regulam,
controlam, incentivam ou restringem as atividades das empresas.
Variáveis sociais: Constituem as variáveis sociais:
-tradições culturais do país e do local onde está situada a
empresa;
- nível sócio-econômico da população local;
- comportamento da população quanto ao dinheiro e poupança;
- tipos raciais e lingüísticos.
Variáveis demográficas: Referem-se às características da
população, seu crescimento, raça, religião, distribuição
geográfica, distribuição por sexo e idade, etc.
Variáveis ecológicas: Referem-se às relações entre os seres
vivos e seus ambientes, bem como às condições físicas e
geográficas, tais como tipo de terreno, condições climáticas,
vegetação, etc.
Ambiente de Tarefa
É o meio ambiente específico da empresa.
É constituído de 4 setores principais:
·Consumidores ou Usuários: São os clientes dos produtos ou
serviços da empresa.
· Fornecedores de Recursos: São os fornecedores de:
- capital e dinheiro
- matérias-primas e materiais em geral
- recursos humanos
- máquinas e equipamentos
- serviços (informática, propaganda, manutenção, etc)
·Concorrentes: É o setor constituído de empresas que concorrem
para a conquista dos mercados para a colocação dos seus
produtos ou serviços, bem como para a obtenção de recursos
necessários à sua produção.
·Grupos Regulamentadores: Incluem o governo, sindicatos,
associações de classe, etc. São instituições que, de alguma
maneira, impõem controles, limitações ou restrições às atividades
da empresa.
Análise Ambiental
ANÁLISE AMBIENTAL
Ao lidar com o ambiente, a empresa passa a lidar com a
incerteza e com a imprevisibilidade.
O conhecimento acerca do ambiente é essencial para o processo
estratégico, no sentido de compatibilizar a empresa às forças
externas que a afetam direta ou indiretamente; seus objetivos,
estratégias, estrutura, recursos, planos, procedimentos,
operações, entradas, saídas, etc.
Enquanto os níveis mais elevados da empresa (nível institucional)
estão estudando e mapeando as oportunidades e ameaças
do meio ambiente, os níveis mais baixos (níveis gerencial
e operacional) estão preocupados em adaptar os aspectos
internos da organização às novas condições impostas pelo
ambiente externo.
Empresas - Conceitos e Características
CARACTERÍSTICAS DAS EMPRESAS
1.São orientadas para o lucro.
2.Assumem riscos: os riscos envolvem tempo, dinheiro, recursos
e esforços.
3.São dirigidas por uma filosofia de negócios: os Administradores
de cúpula tomam decisões que se relacionam com mercados,
custos, preços, concorrência, planos e regulamentos do governo,
legislação, além de assuntos internos relativos à estrutura e ao
comportamento da empresa.
4.São geralmente avaliadas sob um ponto de vista contábil: os
investimentos e retornos são registrados, processados e
analisados em termos de dinheiro (resultados).
5.São reconhecidas como negócios pelas demais organizações
e pelas autoridades governamentais: são consideradas como
produtoras de bens ou de serviços e como tal passam a ser
solicitadas pelas outras empresas, que lhes fornecem inputs,
consomem seus outputs ou, ainda, concorrem com elas ou lhes
aplicam taxas e impostos.
6. Constituem propriedade privada que deve ser controlada e
administrada pelos respectivos proprietários ou acionistas ou
por administradores profissionais.
EMPRESAS COMO SISTEMAS
Conceito de Sistema:
1.Um conjunto de elementos (que são partes ou órgãos
componentes do sistema), isto é, sub-sistemas;
2.dinamicamente inter-relacionados (isto é, em interação e
interdependência), formando uma rede de comunicações
e relações em função de dependência recíproca entre eles;
3.desenvolvendo uma atividade ou função (que é a operação,
atividade ou processo do sistema);
4.visando atingir um ou mais objetivos ou propósitos (que
constituem a própria finalidade para a qual o sistema foi criado).
Em função dessas quatro características, o sistema funciona
como um todo logicamente organizado. Este aspecto de
totalidade e de integridade é o fundamento de um sistema.
Todo sistema apresenta os seguintes parâmetros para possibilitar
seu funcionamento:
Entradas ou Insumos (inputs): todo sistema recebe do ambiente
externo os insumos que precisa para poder operar (sejam eles
recursos, energia, informação, etc.).
Operação ou Processamento: todo sistema processa ou converte
suas entradas através dos seus subsistemas. Cada tipo de
entrada (recursos materiais; como máquinas e equipamentos
oumatérias-primas; recursos humanos, como mão-de-obra;
recursos financeiros, como dinheiro, créditos) é processado
através de subsistemas específicos, especializados no
processamento daquele tipo de entrada.
Saídas ou Resultados (outputs): todo sistema coloca no
ambiente externo as saídas ou os resultados de suas operações
ou de seu processamento.
Retroação ou realimentação (feedback): é a reentrada ou o
retorno no sistema de parte de suas saídas ou de seus
resultados.
Empresas - Objetivos e Níveis Hierárquicos
OBJETIVOS DAS EMPRESAS
A razão de ser de uma empresa é atingir determinados objetivos
específicos pré-estabelecidos.
Esses objetivos não são estáticos, mas dinâmicos e em contínua
evolução, alterando as relações (externas) da empresa com o
seu ambiente e (internas) com os seus participantes e são
continuamente reavaliados e modificados em função das
mudanças do ambiente e da organização interna.
RECURSOS DAS EMPRESAS
Entende-se por recursos os meios que as empresas possuem
para realizar suas tarefas e atingir suas metas/objetivos.
Os recursos podem ser classificados em cinco grupos:
1. Recursos Físicos ou Materiais: recursos necessários para
as operações básicas da empresa, seja para prestar serviços
especializados, seja para produzir bens ou produtos.
Compreendem:
·espaço físico, prédios, instalações, edifícios e
terrenos · máquinas, equipamentos e ferramentas
tecnologia, os métodos e·processo produtivo, a
procedimentos de trabalho
· matérias-primas
2. Recursos Financeiros: referem-se ao dinheiro sob a forma de:
· capital
· fluxo de caixa
· empréstimos
· financiamentos
· créditos
· receitas
3. Recursos Humanos: são as pessoas que participam da
empresa, qualquer que seja o seu nível hierárquico ou sua
tarefa. Os recursos humanos são classificados ou distribuídos
em três níveis:
·Nível institucional
(direção) - Presidente
- Diretores
- Superintendentes
· Nível Intermediário
- Gerente de Divisão
- Gerente de Departamento
- Chefe
· Nível Operacional
- Funcionários
- Operários
- Técnicos
4. Recursos Mercadológicos: constituem os meios pelos quais
a empresa influencia os seus clientes ou usuários. Incluem:
· mercado de clientes
· clientes dos produtos ou serviços oferecidos pela empresa
· pesquisa de mercado
· organização de vendas
· propaganda e promoção
· desenvolvimento de novos produtos
· SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor)
5. Recursos Administrativos: constituem os meios através dos
quais as atividades empresariais são planejadas,
organizadas, dirigidas e controladas.
·planejamento
·organização ·
direção e
· controle
6. Cada um desses recursos exige uma área de
especialização dentro da empresa:
a) Recursos Administrativos - Área: Administração
Geral b) Recursos Financeiros - Área Financeira
c) Recursos Humanos - Área: RH
d) Recursos Materiais - Área: Produção
e) Recursos Mercadológicos - Área: MKT (marketing)
PARTES OU NÍVEIS HIERÁRQUICOS DAS EMPRESAS
As empresas podem ser analisadas sob o prisma de
três diferentes partes ou níveis hierárquicos:
a) nível institucional ou estratégico;
b) nível gerencial ou intermediário;
c) nível operacional ou técnico.
Nível Institucional ou Estratégico
Corresponde ao nível mais elevado da empresa, constituído
de presidente, diretores, acionistas e dos altos executivos.
É constituído de órgãos e pessoas que:
a)definem os objetivos empresariais;
b)verificam e analisam alternativas estratégicas para atingir
os objetivos empresariais de forma adequada;
c) tomam decisões globais;
d)elaboram o planejamento estratégico e políticas.
Nível Intermediário ou Gerencial
Também chamado nível mediador; está colocado entre o
nível institucional (topo) e o nível operacional (base).
É responsável por:
·cuidar da articulação interna entre os dois níveis, fazendo
o trabalho de meio-de-campo;
· escolher e captar recursos;
·distribuir e colocar o que foi produzido pela empresa
nos diversos segmentos do mercado;
·adequar as decisões tomadas ao nível institucional com
as operações realizadas ao nível operacional;
atingir os·transformar as estratégias elaboradas para
objetivos empresariais em programas de ação;
· administrar o nível operacional;
·cuidar das decisões aos níveis departamentais relacionadas
com o dimensionamento e alocação de recursos necessários
às atividades da empresa.
O nível Intermediário, portanto:
a)define os objetivos departamentais;
b)verifica e analisa as alternativas
táticas; c) elabora os planos táticos;
d)implementa os planos táticos;
e)avalia os resultados, comparando-os com os objetivos
(departamentais) definidos.
Nível Operacional ou Técnico
É o nível localizado nas áreas inferiores da empresa, onde
as tarefas e as operações são executadas.
É composto geralmente pelas áreas encarregadas de programar
e executar as operações básicas da empresa. É nelas que estão
as máquinas e equipamentos, as instalações físicas, as linhas
de montagem, etc.
O nível Operacional:
a)verifica e analisa alternativas operacionais;
b) analisa, planeja e re-planeja a ação diária;
c) implementa a operação do dia-a-dia;
d)avalia os resultados diários, comparando-os com os padrões
estabelecidos.
Introdução à Administração
1. INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO
1.Conceito: Administrar, Gerenciar ou Gerir significa planejar,
organizar, liderar e controlar os recursos a serem utilizados e
atividades a serem executadas, a fim de atingir objetivos pré-
estabelecidos da organização.
2. Níveis de Administração:
a) nível administrativo: preocupa-se com o estabelecimento de
missões, objetivos, planejamento, organização e controle para se
os
administração
objetivos
ou cúpula
atingir
alta
média
definidos;
diretiva
administração
b) nível operacional: preocupa-se com a produção, supervisão,
motivação dos empregados e execução, a fim de atingir os
objetivos.
1.3. Funções desempenhadas pelos Administradores
a) Planejar: é a função do administrador de escolher ou
estabelecer a missão da organização, seu propósito e objetivos, e
determinar as diretrizes, projetos, programas e estratégias
necessárias para atingi-los. b) Organizar: é definir os recursos
(humanos, equipamentos e materiais), estabelecer
procedimentos, métodos, sistemas e padrões para a realização
dos objetivos da organização.
c)Dirigir: é a função do administrador, através de sua liderança,
de influenciar os empregados para alcançar os objetivos, o
que requer: qualidade, estilo e poder de comunicação,
motivação e disciplina.
d)Controlar: definir meios para se ter a certeza de que o
desempenho planejado está sendo efetivamente atingido.
2. EVOLUÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO
A Administração, seus conceitos e técnicas sempre foram
utilizados, seja consciente ou inconscientemente, nas civilizações
antigas da Babilônia, do Egito, da Assíria e da Pérsia, na Grécia,
Roma, na China.
A Revolução Industrial ocorrida na Europa no século XVIII-XIX,
por volta de 1700 a 1850, substituiu a produção manual pela
produção mecânica e das fábricas.
Os antigos empreendedores e administradores americanos
não tinham dificuldade em supervisionar pequenos grupos e
obter resultados desejados com o uso do sistema
essencialmente empírico, ou seja, de tentativa e erro.
No fim do século XIX, porém, com a expansão do transporte
(estrada de ferro) e das comunicações (telégrafo, telefone e
correios), com o desenvolvimento das fábricas mecanizadas, as
organizações se tornaram maiores e ficou evidente a
necessidade de se ter uma administração mais sistematizada,
mais estruturada.
2.1. Administração Científica de Frederick Taylor (1856 – 1915) -
EUA
As idéias de Taylor se tornaram conhecidas como o Movimento
da Administração Científica, uma abordagem administrativa que
defendia o aumento da produção, ao mesmo tempo que
melhorava as condições de trabalho e proporcionava
maiores salários.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Macroeconomia -aula 1
Macroeconomia -aula  1Macroeconomia -aula  1
Macroeconomia -aula 1Na Silva
 
Caderno de exercícios dp testes departamento pessoal - adicionais mai-16
Caderno  de  exercícios  dp   testes departamento pessoal - adicionais mai-16Caderno  de  exercícios  dp   testes departamento pessoal - adicionais mai-16
Caderno de exercícios dp testes departamento pessoal - adicionais mai-16Prof Hamilton Marin
 
NEGOCIAÇÃO EM COMPRAS - AULA 1
NEGOCIAÇÃO EM COMPRAS -  AULA 1 NEGOCIAÇÃO EM COMPRAS -  AULA 1
NEGOCIAÇÃO EM COMPRAS - AULA 1 Jorge Mariano
 
Capítulo 1 evolução na gestão de pessoas
Capítulo 1   evolução na gestão de pessoasCapítulo 1   evolução na gestão de pessoas
Capítulo 1 evolução na gestão de pessoasmvaf_rj
 
Capitulo 5 custo padrão
Capitulo 5   custo padrãoCapitulo 5   custo padrão
Capitulo 5 custo padrãoDaniel Moura
 
Gestão de pessoas
Gestão de pessoasGestão de pessoas
Gestão de pessoasFillipe Lobo
 
Caderno - Processos Organizacionais
Caderno - Processos OrganizacionaisCaderno - Processos Organizacionais
Caderno - Processos OrganizacionaisCadernos PPT
 
Introdução a administração financeira Professor Danilo Pires
Introdução a administração financeira  Professor Danilo PiresIntrodução a administração financeira  Professor Danilo Pires
Introdução a administração financeira Professor Danilo PiresDanilo Pires
 
Análise do ponto de equilíbrio
Análise do ponto de equilíbrioAnálise do ponto de equilíbrio
Análise do ponto de equilíbriozeramento contabil
 
Contabilidade de Custos - Conceitos Básicos
Contabilidade de Custos - Conceitos BásicosContabilidade de Custos - Conceitos Básicos
Contabilidade de Custos - Conceitos BásicosDiego Lopes
 
Palestra Gestão de custos e formação de preços
Palestra Gestão de custos e formação de preçosPalestra Gestão de custos e formação de preços
Palestra Gestão de custos e formação de preçosSamuel Gonsales
 
Administração de produção 1
Administração de produção 1Administração de produção 1
Administração de produção 1Romilson Cesar
 

Mais procurados (20)

Macroeconomia -aula 1
Macroeconomia -aula  1Macroeconomia -aula  1
Macroeconomia -aula 1
 
Depreciação e Métodos
Depreciação e Métodos Depreciação e Métodos
Depreciação e Métodos
 
Caderno de exercícios dp testes departamento pessoal - adicionais mai-16
Caderno  de  exercícios  dp   testes departamento pessoal - adicionais mai-16Caderno  de  exercícios  dp   testes departamento pessoal - adicionais mai-16
Caderno de exercícios dp testes departamento pessoal - adicionais mai-16
 
NEGOCIAÇÃO EM COMPRAS - AULA 1
NEGOCIAÇÃO EM COMPRAS -  AULA 1 NEGOCIAÇÃO EM COMPRAS -  AULA 1
NEGOCIAÇÃO EM COMPRAS - AULA 1
 
Capítulo 1 evolução na gestão de pessoas
Capítulo 1   evolução na gestão de pessoasCapítulo 1   evolução na gestão de pessoas
Capítulo 1 evolução na gestão de pessoas
 
Administração financeira
Administração financeiraAdministração financeira
Administração financeira
 
Capitulo 5 custo padrão
Capitulo 5   custo padrãoCapitulo 5   custo padrão
Capitulo 5 custo padrão
 
Gestão de pessoas
Gestão de pessoasGestão de pessoas
Gestão de pessoas
 
CLT
CLTCLT
CLT
 
Caderno - Processos Organizacionais
Caderno - Processos OrganizacionaisCaderno - Processos Organizacionais
Caderno - Processos Organizacionais
 
Introdução a administração financeira Professor Danilo Pires
Introdução a administração financeira  Professor Danilo PiresIntrodução a administração financeira  Professor Danilo Pires
Introdução a administração financeira Professor Danilo Pires
 
Análise do ponto de equilíbrio
Análise do ponto de equilíbrioAnálise do ponto de equilíbrio
Análise do ponto de equilíbrio
 
Indicadores de Desempenho
Indicadores de Desempenho Indicadores de Desempenho
Indicadores de Desempenho
 
Economia Empresarial - Slides - Prof. André Paes
Economia Empresarial - Slides - Prof. André PaesEconomia Empresarial - Slides - Prof. André Paes
Economia Empresarial - Slides - Prof. André Paes
 
GestãO Pessoas.Ppt
GestãO Pessoas.PptGestãO Pessoas.Ppt
GestãO Pessoas.Ppt
 
Contabilidade de Custos - Conceitos Básicos
Contabilidade de Custos - Conceitos BásicosContabilidade de Custos - Conceitos Básicos
Contabilidade de Custos - Conceitos Básicos
 
Balanced Scorecard
Balanced ScorecardBalanced Scorecard
Balanced Scorecard
 
Palestra Gestão de custos e formação de preços
Palestra Gestão de custos e formação de preçosPalestra Gestão de custos e formação de preços
Palestra Gestão de custos e formação de preços
 
Administração de produção 1
Administração de produção 1Administração de produção 1
Administração de produção 1
 
Aula 01 gestao de materiais
Aula 01 gestao de materiaisAula 01 gestao de materiais
Aula 01 gestao de materiais
 

Destaque

Aula 04 administração de empresas
Aula 04 administração de empresasAula 04 administração de empresas
Aula 04 administração de empresasHomero Alves de Lima
 
Aula 05 administração de empresas
Aula 05 administração de empresasAula 05 administração de empresas
Aula 05 administração de empresasHomero Alves de Lima
 
Aula 06 administração de empresas
Aula 06 administração de empresasAula 06 administração de empresas
Aula 06 administração de empresasHomero Alves de Lima
 
Administração de empresas
Administração de empresasAdministração de empresas
Administração de empresasOdirlei Turci
 
Organização linear
Organização linearOrganização linear
Organização linearbubblesmath
 
Ambiente Organizacoes
Ambiente OrganizacoesAmbiente Organizacoes
Ambiente OrganizacoesUnipinhal
 
Aula 02 administração de empresas
Aula 02 administração de empresasAula 02 administração de empresas
Aula 02 administração de empresasHomero Alves de Lima
 
As mudanças organizacionais e seus impactos bruno luciano depentor - novemb...
As mudanças organizacionais e seus impactos   bruno luciano depentor - novemb...As mudanças organizacionais e seus impactos   bruno luciano depentor - novemb...
As mudanças organizacionais e seus impactos bruno luciano depentor - novemb...Bruno Luciano Depentor
 
1.2 estrategia empresarial material inicial
1.2 estrategia empresarial material inicial1.2 estrategia empresarial material inicial
1.2 estrategia empresarial material inicialseunoura
 
Abordagem Comportamental
Abordagem ComportamentalAbordagem Comportamental
Abordagem Comportamentalzalucty
 

Destaque (12)

Aula 04 administração de empresas
Aula 04 administração de empresasAula 04 administração de empresas
Aula 04 administração de empresas
 
Aula 05 administração de empresas
Aula 05 administração de empresasAula 05 administração de empresas
Aula 05 administração de empresas
 
Aula 06 administração de empresas
Aula 06 administração de empresasAula 06 administração de empresas
Aula 06 administração de empresas
 
Administração de empresas
Administração de empresasAdministração de empresas
Administração de empresas
 
Organização linear
Organização linearOrganização linear
Organização linear
 
Ambiente Organizacoes
Ambiente OrganizacoesAmbiente Organizacoes
Ambiente Organizacoes
 
Aula 02 administração de empresas
Aula 02 administração de empresasAula 02 administração de empresas
Aula 02 administração de empresas
 
Aula 06 recursos humano
Aula 06 recursos humanoAula 06 recursos humano
Aula 06 recursos humano
 
As mudanças organizacionais e seus impactos bruno luciano depentor - novemb...
As mudanças organizacionais e seus impactos   bruno luciano depentor - novemb...As mudanças organizacionais e seus impactos   bruno luciano depentor - novemb...
As mudanças organizacionais e seus impactos bruno luciano depentor - novemb...
 
1.2 estrategia empresarial material inicial
1.2 estrategia empresarial material inicial1.2 estrategia empresarial material inicial
1.2 estrategia empresarial material inicial
 
Eventos
EventosEventos
Eventos
 
Abordagem Comportamental
Abordagem ComportamentalAbordagem Comportamental
Abordagem Comportamental
 

Semelhante a Aula 01 administração de empresas

Livro completo de administração de empresa
Livro completo de administração de empresaLivro completo de administração de empresa
Livro completo de administração de empresaHomero Alves de Lima
 
Aula 8 recursos, níveis e ambiente organizacional
Aula 8   recursos, níveis e ambiente organizacionalAula 8   recursos, níveis e ambiente organizacional
Aula 8 recursos, níveis e ambiente organizacionalCorreios
 
aula-03-contexto-organizacional-o-ambiente-das-empresas.pdf
aula-03-contexto-organizacional-o-ambiente-das-empresas.pdfaula-03-contexto-organizacional-o-ambiente-das-empresas.pdf
aula-03-contexto-organizacional-o-ambiente-das-empresas.pdfPedroLuis216164
 
aula-03-contexto-organizacional-o-ambiente-das-empresas.pdf
aula-03-contexto-organizacional-o-ambiente-das-empresas.pdfaula-03-contexto-organizacional-o-ambiente-das-empresas.pdf
aula-03-contexto-organizacional-o-ambiente-das-empresas.pdfPedroLuis216164
 
aula-03-contexto-organizacional-o-ambiente-das-empresas.pdf
aula-03-contexto-organizacional-o-ambiente-das-empresas.pdfaula-03-contexto-organizacional-o-ambiente-das-empresas.pdf
aula-03-contexto-organizacional-o-ambiente-das-empresas.pdfPedroLuis216164
 
Caracteristicas das empresas, plano financeiro e mercado financeiro
Caracteristicas das empresas, plano financeiro e mercado financeiroCaracteristicas das empresas, plano financeiro e mercado financeiro
Caracteristicas das empresas, plano financeiro e mercado financeiroUniversidade Pedagogica
 
Trabalho processos gerenciais-wpsg[1]
Trabalho processos gerenciais-wpsg[1]Trabalho processos gerenciais-wpsg[1]
Trabalho processos gerenciais-wpsg[1]Elvio M. de Carvalho
 
Ambiente de marketing
Ambiente de marketingAmbiente de marketing
Ambiente de marketingMila Kpricho
 
Conceito de ambiente erika (1)
Conceito de ambiente erika (1)Conceito de ambiente erika (1)
Conceito de ambiente erika (1)Diego Almeida
 
Noções de administração
Noções de administraçãoNoções de administração
Noções de administraçãoWeldes Diniz
 
AMBIENTE DA CONTROLADORIA
AMBIENTE DA CONTROLADORIAAMBIENTE DA CONTROLADORIA
AMBIENTE DA CONTROLADORIAAline Maia
 
Apresentação planejamento estratégico para si
Apresentação planejamento estratégico para siApresentação planejamento estratégico para si
Apresentação planejamento estratégico para siMozart Dornelles Claret
 
Apresentação planejamento estratégico para Sistemas de Informação
Apresentação planejamento estratégico para Sistemas de InformaçãoApresentação planejamento estratégico para Sistemas de Informação
Apresentação planejamento estratégico para Sistemas de InformaçãoMozart Dornelles Claret
 
Conceitos iniciais.docx
Conceitos iniciais.docxConceitos iniciais.docx
Conceitos iniciais.docxUFRR
 
Ambiente externo
Ambiente externoAmbiente externo
Ambiente externoFelipe Leo
 
Apresentação seja um empreendedor final
Apresentação seja um empreendedor finalApresentação seja um empreendedor final
Apresentação seja um empreendedor finalVera Julimar
 

Semelhante a Aula 01 administração de empresas (20)

Livro completo de administração de empresa
Livro completo de administração de empresaLivro completo de administração de empresa
Livro completo de administração de empresa
 
Aula 8 recursos, níveis e ambiente organizacional
Aula 8   recursos, níveis e ambiente organizacionalAula 8   recursos, níveis e ambiente organizacional
Aula 8 recursos, níveis e ambiente organizacional
 
aula-03-contexto-organizacional-o-ambiente-das-empresas.pdf
aula-03-contexto-organizacional-o-ambiente-das-empresas.pdfaula-03-contexto-organizacional-o-ambiente-das-empresas.pdf
aula-03-contexto-organizacional-o-ambiente-das-empresas.pdf
 
aula-03-contexto-organizacional-o-ambiente-das-empresas.pdf
aula-03-contexto-organizacional-o-ambiente-das-empresas.pdfaula-03-contexto-organizacional-o-ambiente-das-empresas.pdf
aula-03-contexto-organizacional-o-ambiente-das-empresas.pdf
 
aula-03-contexto-organizacional-o-ambiente-das-empresas.pdf
aula-03-contexto-organizacional-o-ambiente-das-empresas.pdfaula-03-contexto-organizacional-o-ambiente-das-empresas.pdf
aula-03-contexto-organizacional-o-ambiente-das-empresas.pdf
 
Caracteristicas das empresas, plano financeiro e mercado financeiro
Caracteristicas das empresas, plano financeiro e mercado financeiroCaracteristicas das empresas, plano financeiro e mercado financeiro
Caracteristicas das empresas, plano financeiro e mercado financeiro
 
Adm fin orç aula 02
Adm fin orç aula 02Adm fin orç aula 02
Adm fin orç aula 02
 
Trabalho processos gerenciais-wpsg[1]
Trabalho processos gerenciais-wpsg[1]Trabalho processos gerenciais-wpsg[1]
Trabalho processos gerenciais-wpsg[1]
 
Ambiente de marketing
Ambiente de marketingAmbiente de marketing
Ambiente de marketing
 
Conceito de ambiente erika (1)
Conceito de ambiente erika (1)Conceito de ambiente erika (1)
Conceito de ambiente erika (1)
 
Noções de administração
Noções de administraçãoNoções de administração
Noções de administração
 
Fundamentos de gestão empresarial cap5
Fundamentos de gestão empresarial cap5Fundamentos de gestão empresarial cap5
Fundamentos de gestão empresarial cap5
 
AMBIENTE DA CONTROLADORIA
AMBIENTE DA CONTROLADORIAAMBIENTE DA CONTROLADORIA
AMBIENTE DA CONTROLADORIA
 
Fsi 03 - capitulo 02
Fsi  03 -  capitulo 02Fsi  03 -  capitulo 02
Fsi 03 - capitulo 02
 
Apresentação planejamento estratégico para si
Apresentação planejamento estratégico para siApresentação planejamento estratégico para si
Apresentação planejamento estratégico para si
 
Apresentação planejamento estratégico para Sistemas de Informação
Apresentação planejamento estratégico para Sistemas de InformaçãoApresentação planejamento estratégico para Sistemas de Informação
Apresentação planejamento estratégico para Sistemas de Informação
 
Gestão Empresarial
Gestão EmpresarialGestão Empresarial
Gestão Empresarial
 
Conceitos iniciais.docx
Conceitos iniciais.docxConceitos iniciais.docx
Conceitos iniciais.docx
 
Ambiente externo
Ambiente externoAmbiente externo
Ambiente externo
 
Apresentação seja um empreendedor final
Apresentação seja um empreendedor finalApresentação seja um empreendedor final
Apresentação seja um empreendedor final
 

Mais de Homero Alves de Lima

Aula 01 curso de administração de hotel
Aula 01 curso de administração de hotelAula 01 curso de administração de hotel
Aula 01 curso de administração de hotelHomero Alves de Lima
 
Simulado de matemática e suas tecnologias
Simulado de matemática e suas tecnologiasSimulado de matemática e suas tecnologias
Simulado de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Simulado de linguagens, códigos e suas tecnologias
Simulado de linguagens, códigos e suas tecnologiasSimulado de linguagens, códigos e suas tecnologias
Simulado de linguagens, códigos e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Simulado de ciências humanas e suas tecnologias
Simulado de ciências humanas e suas tecnologiasSimulado de ciências humanas e suas tecnologias
Simulado de ciências humanas e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Simulado de ciências da natureza e suas tecnologias
Simulado de ciências da natureza e suas tecnologiasSimulado de ciências da natureza e suas tecnologias
Simulado de ciências da natureza e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Caderno de ecercícios de redação
Caderno de ecercícios de redaçãoCaderno de ecercícios de redação
Caderno de ecercícios de redaçãoHomero Alves de Lima
 
Caderno de exercícios de matemática e suas tecnologias
Caderno de exercícios de matemática e suas tecnologiasCaderno de exercícios de matemática e suas tecnologias
Caderno de exercícios de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 09 de matemática e suas tecnologias
Aula 09 de matemática e suas tecnologiasAula 09 de matemática e suas tecnologias
Aula 09 de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 08 de matemática e suas tecnologias
Aula 08 de matemática e suas tecnologiasAula 08 de matemática e suas tecnologias
Aula 08 de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 07 de matemática e suas tecnologias
Aula 07 de matemática e suas tecnologiasAula 07 de matemática e suas tecnologias
Aula 07 de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 06 de matemática e suas tecnologias
Aula 06 de matemática e suas tecnologiasAula 06 de matemática e suas tecnologias
Aula 06 de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 05 de matemática e suas tecnologias
Aula 05 de matemática e suas tecnologiasAula 05 de matemática e suas tecnologias
Aula 05 de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 04 de matemática e suas tecnologias
Aula 04 de matemática e suas tecnologiasAula 04 de matemática e suas tecnologias
Aula 04 de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 03 de matemática e suas tecnologias
Aula 03 de matemática e suas tecnologiasAula 03 de matemática e suas tecnologias
Aula 03 de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 02 de matemática e suas tecnologias
Aula 02 de matemática e suas tecnologiasAula 02 de matemática e suas tecnologias
Aula 02 de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
Aula 01 de matemática e suas tecnologias
Aula 01 de matemática e suas tecnologiasAula 01 de matemática e suas tecnologias
Aula 01 de matemática e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 

Mais de Homero Alves de Lima (20)

Aula 01 curso de administração de hotel
Aula 01 curso de administração de hotelAula 01 curso de administração de hotel
Aula 01 curso de administração de hotel
 
Sumulando uma prova do enem
Sumulando uma prova do enemSumulando uma prova do enem
Sumulando uma prova do enem
 
Simulado de matemática e suas tecnologias
Simulado de matemática e suas tecnologiasSimulado de matemática e suas tecnologias
Simulado de matemática e suas tecnologias
 
Simulado de linguagens, códigos e suas tecnologias
Simulado de linguagens, códigos e suas tecnologiasSimulado de linguagens, códigos e suas tecnologias
Simulado de linguagens, códigos e suas tecnologias
 
Simulado de ciências humanas e suas tecnologias
Simulado de ciências humanas e suas tecnologiasSimulado de ciências humanas e suas tecnologias
Simulado de ciências humanas e suas tecnologias
 
Simulado de ciências da natureza e suas tecnologias
Simulado de ciências da natureza e suas tecnologiasSimulado de ciências da natureza e suas tecnologias
Simulado de ciências da natureza e suas tecnologias
 
Caderno de ecercícios de redação
Caderno de ecercícios de redaçãoCaderno de ecercícios de redação
Caderno de ecercícios de redação
 
Aula 02 redação
Aula 02 redaçãoAula 02 redação
Aula 02 redação
 
Aula 01 redação
Aula 01 redaçãoAula 01 redação
Aula 01 redação
 
Conteúdo programático redação
Conteúdo programático redaçãoConteúdo programático redação
Conteúdo programático redação
 
Caderno de exercícios de matemática e suas tecnologias
Caderno de exercícios de matemática e suas tecnologiasCaderno de exercícios de matemática e suas tecnologias
Caderno de exercícios de matemática e suas tecnologias
 
Aula 09 de matemática e suas tecnologias
Aula 09 de matemática e suas tecnologiasAula 09 de matemática e suas tecnologias
Aula 09 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 08 de matemática e suas tecnologias
Aula 08 de matemática e suas tecnologiasAula 08 de matemática e suas tecnologias
Aula 08 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 07 de matemática e suas tecnologias
Aula 07 de matemática e suas tecnologiasAula 07 de matemática e suas tecnologias
Aula 07 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 06 de matemática e suas tecnologias
Aula 06 de matemática e suas tecnologiasAula 06 de matemática e suas tecnologias
Aula 06 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 05 de matemática e suas tecnologias
Aula 05 de matemática e suas tecnologiasAula 05 de matemática e suas tecnologias
Aula 05 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 04 de matemática e suas tecnologias
Aula 04 de matemática e suas tecnologiasAula 04 de matemática e suas tecnologias
Aula 04 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 03 de matemática e suas tecnologias
Aula 03 de matemática e suas tecnologiasAula 03 de matemática e suas tecnologias
Aula 03 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 02 de matemática e suas tecnologias
Aula 02 de matemática e suas tecnologiasAula 02 de matemática e suas tecnologias
Aula 02 de matemática e suas tecnologias
 
Aula 01 de matemática e suas tecnologias
Aula 01 de matemática e suas tecnologiasAula 01 de matemática e suas tecnologias
Aula 01 de matemática e suas tecnologias
 

Último

Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfAdrianaCunha84
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasRosalina Simão Nunes
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxOsnilReis1
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxfabiolalopesmartins1
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 

Último (20)

Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 

Aula 01 administração de empresas

  • 2. Ambiente das Empresas AMBIENTE DAS EMPRESAS OBJETIVO DO ESTUDO DO AMBIENTE As empresas não vivem isoladas e/ou alheias ao contexto no qual estão inseridas. O ambiente é um fator preponderante para a empresa sobreviver e crescer. É do ambiente que as empresas obtêm recursos e informações necessários para subsistência e funcionamento. Na medida em que o ambiente sofre mudanças, toda a situação das operações das empresas é influenciada por essas mudanças. TIPOS DE AMBIENTE Ambiente Geral (ou macro-ambiente) É constituído pelas seguintes variáveis: Variáveis tecnológicas: A tecnologia representa um dos aspectos ambientais mais críticos em face da profunda influência e do forte impacto que exerce sobre as empresas, sobre a sua administração e principalmente sobre suas operações. A tecnologia envolve a experiência acumulada sobre como fazer as coisas: -máquinas, equipamentos, ferramentas - técnicas (mais conhecido como “know-how”) - fórmulas - manuais -diretrizes, regulamentos, planos, programas e métodos de trabalho - procedimentos Variáveis políticas: São as variáveis decorrentes de decisões governamentais, nas esferas federal, estadual e municipal, bem como pelos governos estrangeiros. Variáveis econômicas: São decorrentes do contexto econômico geral, tais como:
  • 3. -desenvolvimento, estagnação ou recessão - inflação ou deflação - política fiscal ou tributária Variáveis legais: São relativas às leis, regulamentos que regulam, controlam, incentivam ou restringem as atividades das empresas. Variáveis sociais: Constituem as variáveis sociais: -tradições culturais do país e do local onde está situada a empresa; - nível sócio-econômico da população local; - comportamento da população quanto ao dinheiro e poupança; - tipos raciais e lingüísticos. Variáveis demográficas: Referem-se às características da população, seu crescimento, raça, religião, distribuição geográfica, distribuição por sexo e idade, etc. Variáveis ecológicas: Referem-se às relações entre os seres vivos e seus ambientes, bem como às condições físicas e geográficas, tais como tipo de terreno, condições climáticas, vegetação, etc. Ambiente de Tarefa É o meio ambiente específico da empresa. É constituído de 4 setores principais: ·Consumidores ou Usuários: São os clientes dos produtos ou serviços da empresa. · Fornecedores de Recursos: São os fornecedores de: - capital e dinheiro - matérias-primas e materiais em geral - recursos humanos - máquinas e equipamentos - serviços (informática, propaganda, manutenção, etc) ·Concorrentes: É o setor constituído de empresas que concorrem para a conquista dos mercados para a colocação dos seus produtos ou serviços, bem como para a obtenção de recursos necessários à sua produção.
  • 4. ·Grupos Regulamentadores: Incluem o governo, sindicatos, associações de classe, etc. São instituições que, de alguma maneira, impõem controles, limitações ou restrições às atividades da empresa. Análise Ambiental ANÁLISE AMBIENTAL Ao lidar com o ambiente, a empresa passa a lidar com a incerteza e com a imprevisibilidade. O conhecimento acerca do ambiente é essencial para o processo estratégico, no sentido de compatibilizar a empresa às forças externas que a afetam direta ou indiretamente; seus objetivos, estratégias, estrutura, recursos, planos, procedimentos, operações, entradas, saídas, etc. Enquanto os níveis mais elevados da empresa (nível institucional) estão estudando e mapeando as oportunidades e ameaças do meio ambiente, os níveis mais baixos (níveis gerencial e operacional) estão preocupados em adaptar os aspectos internos da organização às novas condições impostas pelo ambiente externo. Empresas - Conceitos e Características CARACTERÍSTICAS DAS EMPRESAS 1.São orientadas para o lucro. 2.Assumem riscos: os riscos envolvem tempo, dinheiro, recursos e esforços. 3.São dirigidas por uma filosofia de negócios: os Administradores de cúpula tomam decisões que se relacionam com mercados, custos, preços, concorrência, planos e regulamentos do governo, legislação, além de assuntos internos relativos à estrutura e ao comportamento da empresa. 4.São geralmente avaliadas sob um ponto de vista contábil: os investimentos e retornos são registrados, processados e analisados em termos de dinheiro (resultados). 5.São reconhecidas como negócios pelas demais organizações e pelas autoridades governamentais: são consideradas como
  • 5. produtoras de bens ou de serviços e como tal passam a ser solicitadas pelas outras empresas, que lhes fornecem inputs, consomem seus outputs ou, ainda, concorrem com elas ou lhes aplicam taxas e impostos. 6. Constituem propriedade privada que deve ser controlada e administrada pelos respectivos proprietários ou acionistas ou por administradores profissionais. EMPRESAS COMO SISTEMAS Conceito de Sistema: 1.Um conjunto de elementos (que são partes ou órgãos componentes do sistema), isto é, sub-sistemas; 2.dinamicamente inter-relacionados (isto é, em interação e interdependência), formando uma rede de comunicações e relações em função de dependência recíproca entre eles; 3.desenvolvendo uma atividade ou função (que é a operação, atividade ou processo do sistema); 4.visando atingir um ou mais objetivos ou propósitos (que constituem a própria finalidade para a qual o sistema foi criado). Em função dessas quatro características, o sistema funciona como um todo logicamente organizado. Este aspecto de totalidade e de integridade é o fundamento de um sistema. Todo sistema apresenta os seguintes parâmetros para possibilitar seu funcionamento: Entradas ou Insumos (inputs): todo sistema recebe do ambiente externo os insumos que precisa para poder operar (sejam eles recursos, energia, informação, etc.). Operação ou Processamento: todo sistema processa ou converte suas entradas através dos seus subsistemas. Cada tipo de entrada (recursos materiais; como máquinas e equipamentos oumatérias-primas; recursos humanos, como mão-de-obra; recursos financeiros, como dinheiro, créditos) é processado através de subsistemas específicos, especializados no processamento daquele tipo de entrada.
  • 6. Saídas ou Resultados (outputs): todo sistema coloca no ambiente externo as saídas ou os resultados de suas operações ou de seu processamento. Retroação ou realimentação (feedback): é a reentrada ou o retorno no sistema de parte de suas saídas ou de seus resultados. Empresas - Objetivos e Níveis Hierárquicos OBJETIVOS DAS EMPRESAS A razão de ser de uma empresa é atingir determinados objetivos específicos pré-estabelecidos. Esses objetivos não são estáticos, mas dinâmicos e em contínua evolução, alterando as relações (externas) da empresa com o seu ambiente e (internas) com os seus participantes e são continuamente reavaliados e modificados em função das mudanças do ambiente e da organização interna. RECURSOS DAS EMPRESAS Entende-se por recursos os meios que as empresas possuem para realizar suas tarefas e atingir suas metas/objetivos. Os recursos podem ser classificados em cinco grupos: 1. Recursos Físicos ou Materiais: recursos necessários para as operações básicas da empresa, seja para prestar serviços especializados, seja para produzir bens ou produtos. Compreendem: ·espaço físico, prédios, instalações, edifícios e terrenos · máquinas, equipamentos e ferramentas tecnologia, os métodos e·processo produtivo, a procedimentos de trabalho · matérias-primas 2. Recursos Financeiros: referem-se ao dinheiro sob a forma de: · capital · fluxo de caixa · empréstimos · financiamentos · créditos · receitas
  • 7. 3. Recursos Humanos: são as pessoas que participam da empresa, qualquer que seja o seu nível hierárquico ou sua tarefa. Os recursos humanos são classificados ou distribuídos em três níveis: ·Nível institucional (direção) - Presidente - Diretores - Superintendentes · Nível Intermediário - Gerente de Divisão - Gerente de Departamento - Chefe · Nível Operacional - Funcionários - Operários - Técnicos 4. Recursos Mercadológicos: constituem os meios pelos quais a empresa influencia os seus clientes ou usuários. Incluem: · mercado de clientes · clientes dos produtos ou serviços oferecidos pela empresa · pesquisa de mercado · organização de vendas · propaganda e promoção · desenvolvimento de novos produtos · SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor) 5. Recursos Administrativos: constituem os meios através dos quais as atividades empresariais são planejadas, organizadas, dirigidas e controladas. ·planejamento ·organização · direção e · controle 6. Cada um desses recursos exige uma área de especialização dentro da empresa: a) Recursos Administrativos - Área: Administração Geral b) Recursos Financeiros - Área Financeira c) Recursos Humanos - Área: RH
  • 8. d) Recursos Materiais - Área: Produção e) Recursos Mercadológicos - Área: MKT (marketing) PARTES OU NÍVEIS HIERÁRQUICOS DAS EMPRESAS As empresas podem ser analisadas sob o prisma de três diferentes partes ou níveis hierárquicos: a) nível institucional ou estratégico; b) nível gerencial ou intermediário; c) nível operacional ou técnico. Nível Institucional ou Estratégico Corresponde ao nível mais elevado da empresa, constituído de presidente, diretores, acionistas e dos altos executivos. É constituído de órgãos e pessoas que: a)definem os objetivos empresariais; b)verificam e analisam alternativas estratégicas para atingir os objetivos empresariais de forma adequada; c) tomam decisões globais; d)elaboram o planejamento estratégico e políticas. Nível Intermediário ou Gerencial Também chamado nível mediador; está colocado entre o nível institucional (topo) e o nível operacional (base). É responsável por: ·cuidar da articulação interna entre os dois níveis, fazendo o trabalho de meio-de-campo; · escolher e captar recursos; ·distribuir e colocar o que foi produzido pela empresa nos diversos segmentos do mercado; ·adequar as decisões tomadas ao nível institucional com as operações realizadas ao nível operacional; atingir os·transformar as estratégias elaboradas para objetivos empresariais em programas de ação; · administrar o nível operacional; ·cuidar das decisões aos níveis departamentais relacionadas com o dimensionamento e alocação de recursos necessários às atividades da empresa. O nível Intermediário, portanto: a)define os objetivos departamentais; b)verifica e analisa as alternativas táticas; c) elabora os planos táticos;
  • 9. d)implementa os planos táticos; e)avalia os resultados, comparando-os com os objetivos (departamentais) definidos. Nível Operacional ou Técnico É o nível localizado nas áreas inferiores da empresa, onde as tarefas e as operações são executadas. É composto geralmente pelas áreas encarregadas de programar e executar as operações básicas da empresa. É nelas que estão as máquinas e equipamentos, as instalações físicas, as linhas de montagem, etc. O nível Operacional: a)verifica e analisa alternativas operacionais; b) analisa, planeja e re-planeja a ação diária; c) implementa a operação do dia-a-dia; d)avalia os resultados diários, comparando-os com os padrões estabelecidos. Introdução à Administração 1. INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO 1.Conceito: Administrar, Gerenciar ou Gerir significa planejar, organizar, liderar e controlar os recursos a serem utilizados e atividades a serem executadas, a fim de atingir objetivos pré- estabelecidos da organização. 2. Níveis de Administração: a) nível administrativo: preocupa-se com o estabelecimento de missões, objetivos, planejamento, organização e controle para se os administração objetivos ou cúpula atingir alta média definidos; diretiva administração b) nível operacional: preocupa-se com a produção, supervisão, motivação dos empregados e execução, a fim de atingir os objetivos. 1.3. Funções desempenhadas pelos Administradores a) Planejar: é a função do administrador de escolher ou estabelecer a missão da organização, seu propósito e objetivos, e
  • 10. determinar as diretrizes, projetos, programas e estratégias necessárias para atingi-los. b) Organizar: é definir os recursos (humanos, equipamentos e materiais), estabelecer procedimentos, métodos, sistemas e padrões para a realização dos objetivos da organização. c)Dirigir: é a função do administrador, através de sua liderança, de influenciar os empregados para alcançar os objetivos, o que requer: qualidade, estilo e poder de comunicação, motivação e disciplina. d)Controlar: definir meios para se ter a certeza de que o desempenho planejado está sendo efetivamente atingido. 2. EVOLUÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO A Administração, seus conceitos e técnicas sempre foram utilizados, seja consciente ou inconscientemente, nas civilizações antigas da Babilônia, do Egito, da Assíria e da Pérsia, na Grécia, Roma, na China. A Revolução Industrial ocorrida na Europa no século XVIII-XIX, por volta de 1700 a 1850, substituiu a produção manual pela produção mecânica e das fábricas. Os antigos empreendedores e administradores americanos não tinham dificuldade em supervisionar pequenos grupos e obter resultados desejados com o uso do sistema essencialmente empírico, ou seja, de tentativa e erro. No fim do século XIX, porém, com a expansão do transporte (estrada de ferro) e das comunicações (telégrafo, telefone e correios), com o desenvolvimento das fábricas mecanizadas, as organizações se tornaram maiores e ficou evidente a necessidade de se ter uma administração mais sistematizada, mais estruturada. 2.1. Administração Científica de Frederick Taylor (1856 – 1915) - EUA As idéias de Taylor se tornaram conhecidas como o Movimento da Administração Científica, uma abordagem administrativa que defendia o aumento da produção, ao mesmo tempo que melhorava as condições de trabalho e proporcionava maiores salários.