O slideshow foi denunciado.

[Sermão] Aprendendo a lutar com Deus

4.730 visualizações

Publicada em

Sermão pregado na Igreja Adventista do Sétimo Dia CPA 2 (Cuiabá/MT) em 03 de maio de 2014.

Assista ao vídeo: http://www.exegesebiblia.blogspot.com.br/2014/05/o-homem-que-lutou-com-deus-e-prevaleceu.html

Publicada em: Espiritual
  • Seja o primeiro a comentar

[Sermão] Aprendendo a lutar com Deus

  1. 1. Sermão 02 de Maio de 2014 | www.exegesebiblia.blogspot.com.br p. 1 APRENDENDO A LUTAR COM DEUS Texto: Gênesis 32:22-31 Tema: Perseverança Objetivo: Reconhecer a necessidade de perseverar nas promessas para alcançar as bênçãos de Deus. CONTEXTO 1. Isaque manda Esaú fazer-lhe um guisado. 2. Rebeca e Jacó enganam Isaque. 3. Isaque manda Jacó a Padã-Ara se casar com uma filha de Labão. 4. Jacó teve a visão da escada em Betel. 5. Jacó conhece Raquel. 6. Labão engana Jacó dando-lhe Lia após seus 7 anos de trabalho. 7. Deus manda Jacó retornar à terra de seus pais. 8. Jacó passa o vau do Jaboque e luta com Deus. 9. Esaú e Jacó se encontram e fazem as pazes. “Se bem que Jacó houvesse saído de Padã-Arã em obediência à instrução divina, não foi sem muitos pressentimentos que repassou
  2. 2. Sermão 02 de Maio de 2014 | www.exegesebiblia.blogspot.com.br p. 2 a estrada que havia palmilhado como fugitivo vinte anos antes. Seu pecado por ter enganado seu pai estava sempre diante dele. Sabia que seu longo exílio era o resultado direto daquele pecado, e ponderava nestas coisas dia e noite, tornando muito triste a sua jornada as acusações de uma consciência acusadora.” — Patriarcas e Profetas, p. 195 DESENVOLVIMENTO I. DECIDIU SE AFASTAR PARA BUSCAR “Levantou-se naquela mesma noite, tomou suas duas mulheres, suas duas servas e seus onze filhos e transpôs o vau de Jaboque. Tomou-os e fê-los passar o ribeiro; fez passar tudo o que lhe pertencia, ficando ele só” (Gênesis 32:22-24) 1. Mais cedo, naquele mesmo dia, Jacó havia enviado seu presente a Esaú. Ao aproximar-se da noite, ele fez cruzar o Jaboque tudo que tinha, tanto seus familiares como as propriedades, pois desejava passar a noite sozinho em oração. 2. Jacó havia permanecido na margem norte do rio para estar sozinho a fim de buscar a Deus em oração. Naquela
  3. 3. Sermão 02 de Maio de 2014 | www.exegesebiblia.blogspot.com.br p. 3 conjuntura, sua costumeira astúcia para nada servia. Somente Deus podia atenuar a ira de Esaú e salvar Jacó e a família. II. DECIDIU LUTAR PARA ALCANÇAR “E lutava com ele um homem, até ao romper do dia. Vendo este que não podia com ele, tocou-lhe na articulação da coxa; deslocou-se a junta da coxa de Jacó, na luta com o homem. Disse este: Deixa-me ir, pois já rompeu o dia. Respondeu Jacó: Não te deixarei ir se me não abençoares.” (Gênesis 32:24-26) 1. “Isso foi em uma região solitária, montanhosa, retiro de animais selvagens, e esconderijo de salteadores e assassinos. Sozinho e desprotegido, Jacó prostrou-se em terra com profunda angústia. Era meia-noite. Tudo que lhe tornava cara a vida estava a distância, exposto ao perigo e à morte.” — Patriarcas e Profetas, p. 196-197 2. “Com ansiosos clamores e lágrimas fez sua oração perante Deus. Subitamente uma mão forte foi posta sobre ele. Julgou que um inimigo estivesse a procurar sua vida, e esforçou-se por desvencilhar-se dos punhos do assaltante. Nas trevas os dois lutaram pelo predomínio. Nenhuma palavra se falou,
  4. 4. Sermão 02 de Maio de 2014 | www.exegesebiblia.blogspot.com.br p. 4 porém Jacó empregou toda a força, e não afrouxou seus esforços nem por um momento.” — Patriarcas e Profetas, p. 197 3. “Em sua terrível situação, lembrou-se das promessas de Deus, e todo o coração se lhe externou em petições pela Sua misericórdia. A luta continuou até perto do romper do dia, quando o estranho colocou o dedo à coxa de Jacó, e este ficou manco instantaneamente. O patriarca discerniu então o caráter de seu antagonista.” — Patriarcas e Profetas, p. 197 4. “Era Cristo o ‘Anjo do concerto’, que Se havia revelado a Jacó. O patriarca estava inválido, e sofria a mais cruciante dor, mas não O quis largar. [...] Tinha de ter a certeza de que seu pecado estava perdoado. A dor física não era suficiente para lhe desviar o espírito deste objetivo. Sua decisão se tornou mais forte, sua fé mais fervorosa e perseverante. [...] Sua confiança era daquele que confessa sua própria indignidade, e, contudo, confia na fidelidade de um Deus que guarda o concerto.” — Patriarcas e Profetas, p. 197 III. FRUTOS DA SUA PERSEVERANÇA
  5. 5. Sermão 02 de Maio de 2014 | www.exegesebiblia.blogspot.com.br p. 5 “Perguntou-lhe, pois: Como te chamas? Ele respondeu: Jacó. Então, disse: Já não te chamarás Jacó, e sim Israel, pois como príncipe lutaste com Deus e com os homens e prevaleceste. Tornou Jacó: Dize, rogo-te, como te chamas? Respondeu ele: Por que perguntas pelo meu nome? E o abençoou ali. Àquele lugar chamou Jacó Peniel, pois disse: Vi a Deus face a face, e a minha vida foi salva. Nasceu-lhe o sol, quando ele atravessava Peniel; e manquejava de uma coxa.” (Gênesis 32:27-31) 1. “Como prova de que fora perdoado, seu nome foi mudado de um nome que lembrava seu pecado para outro que comemorava sua vitória.” — Patriarcas e Profetas, p. 198 2. “A dúvida, a perplexidade e o remorso lhe tinha amargurado a existência, mas agora tudo estava transformado; e doce era a paz de reconciliação com Deus.” — Patriarcas e Profetas, p. 198 3. “O honroso nome Israel devia, daí em diante, ser um memorial dessa noite de luta. Ao ser aplicado aos descendentes de Jacó, implicava a transformação de caráter que Deus procurava neles e o papel a eles destinado. O nome foi transferido primeiro para os descendentes literais e, mais
  6. 6. Sermão 02 de Maio de 2014 | www.exegesebiblia.blogspot.com.br p. 6 tarde, para a posteridade espiritual, que também deviam ser vencedores como ele foi.” — Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, v. 1, p. 422 CONCLUSÃO A verdade é que não aprendemos ainda a lutar com Deus. São evidências disso:  Possuímos uma consagração superficial que se abala na menor provação. Questionando a Deus rejeitamos a fé.  Se tivéssemos prazer em estar na presença do Senhor não teríamos problema em começar a Escola Sabatina com pelo menos mais da metade dos membros da igreja presentes.  Temos sacrificado o dom precioso concedido por Deus chamado “tempo” no altar do mundanismo e isso é percebido pela quantidade de pessoas que estuda diariamente a Bíblia e a lição da escola sabatina.  Não preparamos nosso coração para vir a igreja mais do que nos preparamos para ir a uma mercearia.

×