[Sermão] A obra do Espírito Santo na salvação e na santificação

5.694 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.694
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.483
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
35
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

[Sermão] A obra do Espírito Santo na salvação e na santificação

  1. 1. Baseado no Comentário Bíblico Homilético: Romanos de Mario Veloso (p. 119-125) A OBRA DO ESPÍRITO SANTO NA SALVAÇÃO E SANTIFICAÇÃO Texto: Romanos 8:1-10 Tema: Salvação e santificação pela fé Objetivo: Reconhecer a necessidade do Espírito Santo. CONTEXTO No capítulo 8 de sua carta aos cristãos de Roma, Paulo enfatiza a obra do Espírito Santo na salvação do pecador. Não se dedica a explicar a pessoa do Espírito, Seu lugar na Divindade, nem expõe uma teologia completa sobre Ele. Apenas realça a obra realizada em favor do pecador. DESENVOLVIMENTO I. O ESPÍRITO SANTO E A SEGURANÇA DA SALVAÇÃO “Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus.” (Romanos 8:1) 02 de Fevereiro de 2014 | www.exegesebiblia.blogspot.com.br p. 1
  2. 2. Baseado no Comentário Bíblico Homilético: Romanos de Mario Veloso (p. 119-125) 1. A única solução para o conflito entre o bem e o mal que faz parte da vida de todos os seres humanos foi ensinada por Paulo no final do capítulo anterior: “Desventurado homem que sou! Quem me livrará do corpo desta morte? Graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor.” (Romanos 7:24-25) 2. Os que estão em Cristo Jesus estão livres de qual condenação? Paulo havia explicado sobre este assunto anteriormente, quando escreveu: “Pois assim como, por uma só ofensa, veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também, por um só ato de justiça, veio a graça sobre todos os homens para a justificação que dá vida.” (Romanos 5:18) 3. O amor de Deus tem produzido no pecador arrependido a necessidade de aceitar a graça de Cristo. O Espírito Santo garante ao crente a realidade da justificação em Cristo que, dando-lhe nova vida. “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus.” (Efésios 2:8) 02 de Fevereiro de 2014 | www.exegesebiblia.blogspot.com.br p. 2
  3. 3. Baseado no Comentário Bíblico Homilético: Romanos de Mario Veloso (p. 119-125) II. O ESPÍRITO SANTO E A CERTEZA DA SANTIFICAÇÃO “Porque a lei do Espírito da vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte. Porquanto o que fora impossível à lei, no que estava enferma pela carne, isso fez Deus enviando o seu próprio Filho em semelhança de carne pecaminosa e no tocante ao pecado; e, com efeito, condenou Deus, na carne, o pecado.” (Romanos 8:2-3) 1. A vida de Cristo, outorgada pela justificação pela fé, tem que se tornar permanente. A graça não se manifesta apenas na salvação, ela dá continuidade no processo de crescimento espiritual. 2. A permanência na graça, ou seja, a permanência na salvação em Cristo Jesus é produzida pelo Espírito Santo naqueles que não vivem segundo a carne, mas de acordo com o Espírito. 3. A obra do Espírito na vida do crente reduz o conflito interior entre o desejo de fazer o bem, obedecer à lei, e a ação do mal imposta pela natureza pecaminosa do ser humano. 4. A ação silenciosa do Espírito Santo nos afasta da área das paixões e o coloca sob ação da vontade de experimentar “qual 02 de Fevereiro de 2014 | www.exegesebiblia.blogspot.com.br p. 3
  4. 4. Baseado no Comentário Bíblico Homilético: Romanos de Mario Veloso (p. 119-125) seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus” (Rm 12:2). Por isso, Paulo disse: “Por meio de Cristo Jesus a lei do Espírito de vida me libertou da lei do pecado e da morte” (Romanos 8:2) 4. Recebendo agora o novo nascimento que Jesus falou a Nicodemos (João 3:5-6), o crente pode fazer o que o pecador não consegue, é isto que Paulo diz quanto ao: “Que fora impossível à lei” (Romanos 8:3) 5. O propósito da lei de Deus não é conceder poder espiritual para obedecê-la. O propósito da lei de Deus não é nos oferecer poder para vencer o pecado. O propósito da lei é transmitir iluminação sobre a natureza maligna do pecado que antes habitava em nós e exigir de nós obediência. “Que diremos, pois? É a lei pecado? De modo nenhum! Mas eu não teria conhecido o pecado, senão por intermédio da lei; pois não teria eu conhecido a cobiça, se a lei não dissera: Não cobiçarás.” (Romanos 7:7) 02 de Fevereiro de 2014 | www.exegesebiblia.blogspot.com.br p. 4
  5. 5. Baseado no Comentário Bíblico Homilético: Romanos de Mario Veloso (p. 119-125) 6. Romanos 8:4 nos ensina que apenas os que vivem segundo o Espírito conseguem satisfazer “as justas exigências da lei”. III. QUAIS SÃO AS CARACTERÍSTICAS DOS CRISTÃOS QUE VIVEM SEGUNDO O ESPÍRITO? 1. Pensam nas coisas do alto (v. 5): “Os que se inclinam para o Espírito, [cogitam] das coisas do Espírito” (Romanos 8:5). O termo “cogitam” vem do grego “phroneō” (G5426) e significa também alimentar, estar disposto na direção, interessar. Em contraste com a maneira de viver dos que são da carne, Paulo explica a maneira de viver dos que são do Espírito. Só assim a pessoa consegue compreender as mais complexas situações de sua própria vida. As opiniões que tem de si mesmo são equilibradas e dotadas de saúde mental positiva, sem exageros na administração de suas próprias culpas nem na análise de suas ações corretas. Sempre pensam antes de agir e, quando agem, sabem o que deve fazer, e o fazem bem, para a glória de Deus. 2. Ocupam-se das coisas do Espírito (v. 6): 02 de Fevereiro de 2014 | www.exegesebiblia.blogspot.com.br p. 5
  6. 6. Baseado no Comentário Bíblico Homilético: Romanos de Mario Veloso (p. 119-125) “Porque o pendor da carne dá para a morte, mas o do Espírito, para a vida e paz.” (Romanos 8:6). A palavra “pendor” vem do grego “phronēma” (G5427) e é derivada do termo anterior (G5426) e significa inclinação mental. Com a ajuda do Espírito, os crentes tem uma mentalidade amiga em relação a Deus; sujeitam-se à Sua lei, e fazem somente o que Lhe agrada. Podem fazê-lo, não porque tenham adquirido força de vontade própria, superior aos demais seres humanos que permanecem presos às paixões e continuam sob o domínio do mal, mas porque a vontade deles está integrada à vontade de Cristo, pela obra do Espírito Santo, constituindo-se com Cristo uma única vontade. Assim, nada é impossível para eles. “Tudo posso nAquele que me fortalece.” (Filipenses 4:13) 3. O Espírito ajuda o crente para que pertença a Cristo (v. 9-11): Agora Paulo muda o contraste. Não compara mais os que são da carne com os que são do Espírito. Desta vez, Paulo faz o contraste entre os crentes que possuem e os que não possuem o Espírito Santo. Ele diz: 02 de Fevereiro de 2014 | www.exegesebiblia.blogspot.com.br p. 6
  7. 7. Baseado no Comentário Bíblico Homilético: Romanos de Mario Veloso (p. 119-125) “Entretanto, vocês não estão sob o domínio da carne, mas do Espírito, se de fato o Espírito de Deus habita em vocês [...].” (Romanos 8:9). Esta frase não teria sentido se todos os crentes tivessem o Espírito. Mas tudo indica que não é necessariamente assim. Paulo reconhece que pode haver, entre os crentes, pessoas que vivem apenas uma aparência de cristianismo, sem que, na realidade, sejam cristãs. Por isso, acrescenta: “[...] E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, não pertence a Cristo.” (Romanos 8:9) Com base neste argumento de Paulo, surge a importante dúvida na mente do cristão sincero: tenho ou não tenho o Espírito Santo habitando em mim? Ele responde no verso seguinte: “Mas se Cristo está em vocês, o corpo está morto por causa do pecado, mas o espírito está vivo por causa da justiça [de Cristo].” (Romanos 8:10, NVI) A obra conjunta de Cristo e do Espírito beneficia o crente; primeiramente, destruindo o pecado que dominava seu corpo e 02 de Fevereiro de 2014 | www.exegesebiblia.blogspot.com.br p. 7
  8. 8. Baseado no Comentário Bíblico Homilético: Romanos de Mario Veloso (p. 119-125) o mantinha morto à obediência da lei. Posteriormente, dando-lhe vida pela justificação. Cristo e o Espírito Santo atuam juntos em vocês da mesma forma como atuaram unidos na criação da Terra e de tudo que nela há. CONCLUSÃO 1. A salvação é unicamente pela graça de Cristo Jesus, um dom de Deus e é concedida a nós unicamente pela fé, que também é um dom de Deus. 2. O Espírito Santo sela nossa salvação (Efésios 1:13) através dos méritos de Jesus que, mediante a fé, recebemos de Deus em forma de justiça. 3. Não existe obediência aos mandamentos de Deus sem que Cristo habite no coração do homem e sem que o Espírito Santo lhe capacite a ser obediente como Jesus foi. Louvor Congregacional:  Vem Espírito Santo (CD Jovem 2013) ou Hinário n.° 160  O poder pra vencer (CD Jovem 2012) ou Hinário n.° 158 02 de Fevereiro de 2014 | www.exegesebiblia.blogspot.com.br p. 8

×