A EMPRESA
Revista Mensal

Sábado, Fevereiro 15, 2014

O Miguel
Chamo-me Miguel e tal como o meu nome
sou a pessoa mais com...
A EMPRESA
Sábado, Fevereiro 15, 2014

Revista Mensal

Agora,

só

para

A Escritora
partilhar

uma

maldade…Esta miúda é a...
A EMPRESA
Revista Mensal

Sábado, Fevereiro 15, 2014

Price €

A História
É obvio que a nossa autora amuou e disse-me que ...
A EMPRESA
Revista Mensal

Sábado, Fevereiro 15, 2014

O Cuba!
Sujeitinho engraçado…Super descontraído
é o “Problem Solver”...
A EMPRESA
Sábado, Fevereiro 15, 2014

Revista Mensal

La Mama!
Cá está ela! La Mama!

Esta Senhora é tão simpática
que não...
A EMPRESA
Revista Mensal

Sábado, Fevereiro 15, 2014

O Sr.Artur
Sujeitinho minucioso, mi…mi…mi… ou seja
decididamente

mi...
A EMPRESA
Sábado, Fevereiro 15, 2014

Revista Mensal

Price €

O Pepe Contabilista
O Pepe é o contabilista da empresa, tem...
A ANTIGUIDADE
Sábado, Fevereiro 15, 2014

Revista Mensal

As Manas Catatua
D. Julieta e a menina Judite,
respeitáveis idos...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Notícias de Portugal nº1-Revista Trimestral

371 visualizações

Publicada em

Publicada em: Diversão e humor
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
371
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Notícias de Portugal nº1-Revista Trimestral

  1. 1. A EMPRESA Revista Mensal Sábado, Fevereiro 15, 2014 O Miguel Chamo-me Miguel e tal como o meu nome sou a pessoa mais comum das comuns. Isto quer dizer que o meu status social, habilitações académicas, aspecto físico, enfim a minha vida, é igual à de todos os Miguéis, Joães e Marias cá de Lisboa. Figura simpática, hã?! É claro que o desenho favorece-me, se formos olhar mais atentamente deparamo-nos com os defeitos (barriga descaída, pelos no nariz, etc.. ) típicos da idade de “Alforreca” , Principalmente de perfil! Alforrecas? As alforrecas são pessoas como nós que ainda não são velhas mas também já não são novas! Price €
  2. 2. A EMPRESA Sábado, Fevereiro 15, 2014 Revista Mensal Agora, só para A Escritora partilhar uma maldade…Esta miúda é a autora! Já viram bem o arzinho dela a secretária? Tadinha! A miúda andava frustrada e resolveu escrever um livro! Ah! Ah! Ah! Ah! Até parece a chefe da repartição das finanças da minha freguesia, mas a essa demos-lhe uma alcunha lá na rua…A miúda Tody! Eu tomei a iniciativa de me apresentar, porque se deixasse ser a autora a apresentar-me, provavelmente teriam um herói cheio de atributos louváveis que só vos enfadariam. Aquela miúda, a autora, só cá para nós – Não serve para nada! Enfim…É o que os Migueís, Joães e Marias cá merecem. da terra provavelmente Price €
  3. 3. A EMPRESA Revista Mensal Sábado, Fevereiro 15, 2014 Price € A História É obvio que a nossa autora amuou e disse-me que já que tinha começado a introdução com a minha apresentação, agora teria de acabar. Mais! Tinha também de falar-vos sobre os objectivos sociais e educativos deste livro e blá, blá, blá, blá. Aqueles palavreados que ela gosta de usar. Coisas de quem manda… Comecemos e finalizemos: - Amigos e amigas, todos nós sabemos que há uma crise à espreita da oportunidade de nos mandar para o desemprego. Nós os afortunados que temos emprego, é como se tivéssemos ½ copo de Champanhe. Porquê? Porque o trabalho conforme o encaramos, pode parecer meio cheio ou meio vazio e tal como o champanhe, pode saber a meio seco, doce ou brutus! Proponho agora um brinde ao leitor deste meu champanhe doce, com sabor a Portugal! Os meus colegas, de trabalho de acordo com a anterior metáfora, serão os frutos vermelhos que dão ainda mais sabor, a este champagne.
  4. 4. A EMPRESA Revista Mensal Sábado, Fevereiro 15, 2014 O Cuba! Sujeitinho engraçado…Super descontraído é o “Problem Solver” da empresa. Com ele tudo fica mais claro (paradoxo?). É claro que com o seu fatinho e com este ar de santinho, nos seus 25 anos imberbes, ele engana qualquer um! Haviam de o ver quando chega ao seu gabinete…E as miúdas dele??? Eu só queria um olhar, de uma daquelas, que fica lavada em lágrimas por causa dele. Quando o Cuba apareceu por cá, há cinco anos, começou como vendedor, mas o que é certo, é que já vai em Director de Marketing e braço direito da CEO… Ah! A CEO! Como é que eu deixava escapar esta? Olhem só! Apresento-vos a CEO. Price €
  5. 5. A EMPRESA Sábado, Fevereiro 15, 2014 Revista Mensal La Mama! Cá está ela! La Mama! Esta Senhora é tão simpática que não conseguimos deixar de gostar dela. Sempre com um ar entusiasmado e vibrante, quando todos os dias, às 9h em ponto, chega ao escritório e nos cumprimenta. Nunca a vi zangada. Claro está que, como ela não se zanga, arranjou alguém para se zangar por ela. Óbvio! O Cuba? Não, esse é charmoso da casa. Quem então? O senhor Artur! O marido de La Mama… Price €
  6. 6. A EMPRESA Revista Mensal Sábado, Fevereiro 15, 2014 O Sr.Artur Sujeitinho minucioso, mi…mi…mi… ou seja decididamente mini…minucioso, mesquinho (bolas! Esta tem um e, não um i !) mixórdias (Ah! Esta já tem um i!), enfim… Não gosto dele, não gostamos dele por cá, na empresa e finalmente esperamos que vós não gostais dele! Muito embora e só cá para nós, já não é a primeira vez que topo, que ele empresta dinheiro ao nosso bom Pepe. Talvez porque o Pepe tem a coragem de usar o capachinho que o Sr. Artur não tem coragem de por. Price €
  7. 7. A EMPRESA Sábado, Fevereiro 15, 2014 Revista Mensal Price € O Pepe Contabilista O Pepe é o contabilista da empresa, tem um pequeno Fiat a cair aos bocados e vive numa pequena vivenda em Almada, juntamente com a sua esposa, os seus cincos filhos, a sogra, o sogro e a mãe. É o homem mais paciente e tolerante que eu já conheci! Também não admira, com cinco filhos, sogros e mãe…Brutal! Mas se conhecerem a esposa iam adorá-la igualmente. Ela é tanto ou mais paciente que ele e os dois juntos fazem qualquer um acreditar que ainda é possível um casamento feliz. De anos, anos e anos…Até ao fim da vida! Espero que o meu casamento seja assim. Talvez por tudo isto o Sr. Artur seja tão preocupado e atencioso com o Pepe. Quem sabe?
  8. 8. A ANTIGUIDADE Sábado, Fevereiro 15, 2014 Revista Mensal As Manas Catatua D. Julieta e a menina Judite, respeitáveis idosas, vizinhas da mesma rua à longa data, todos os dias, de manhãzinha, tal como tinham combinado, abriam as suas persianas logo que se levantavam. Não fosse o diabo tecê-las durante a noite. Elas podiam precisar de auxílio sem que ninguém desse por nada, já que ambas viviam sozinhas, ora por causa da saudosa viuvez ou por causa da solteira meninice. Então lá tinham o seu sinal de que tudo estava bem. Price €

×