O slideshow foi denunciado.
Universidade Santa Cecília
Engenharia de Petróleo
Dezembro, 2014
Henrique Lima Santana
10º período
RA - 098318
TCC – TRABA...
Dedico o resultado deste trabalho à minha mãe e pai “In Memoriam”, sogro e
sogra que juntos, e cada um a seu modo raro e s...
TCC – Trabalho de Conclusão de Curso
Dezembro, 2014
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
S U M Á R I...
O V E R V I E W
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
TCC – Trabalho de Conclusão de Curso
Dezembro, ...
TCC – Trabalho de Conclusão de Curso
Dezembro, 2014
O V E R V I E W
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° per...
O V E R V I E W
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
TCC – Trabalho de Conclusão de Curso
Dezembro, ...
Custo de Oportunidade:
• Relação básica entre a escassez e a
escolha;
• São os benefícios que uma entidade
poderia ter rec...
I N T R O D U Ç Ã O
As acumulações de hidrocarboneto conservam até o momento da
sua descoberta certa quantidade de energia...
I N T R O D U Ç Ã O
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
ENHANCED OIL RECOVERY
(Recuperação Avançada...
I N T R O D U Ç Ã O
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
ENHANCED OIL RECOVERY
(Recuperação Avançada...
I N T R O D U Ç Ã O
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
ENHANCED OIL RECOVERY
(Recuperação Avançada...
I N T R O D U Ç Ã O
O arcabouço de dados deste estudo é oriundo da reserva de hidrocarbonetos
sedimentada a nordeste da pr...
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
TCC – Trabalho de Conclusão de Curso
Dezembro, 2014
CUSTO DE OP...
M O T I V A Ç Ã O
A escolha deste tema tem o embasamento
sobre as expectativas de mudanças no
cenário mundial energético c...
TOTAL = 86,8
10
76.8
PRODUÇÃO (MMBBL/D)
U.S. Outros
88,5%
11,5%
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período...
8.9
82.4
MOVIMENTAÇÃO (MMBBL/D)
U.S. Outros
TOTAL = 91,3
90,3%
9,7%
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° per...
R E S E R V A S
Diversos países do mundo são agraciados por reservas de
areias oleosas como a Canadá, Rússia, os EUA e alg...
R E S E R V A S
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Na província de
Alberta, os principais
métodos ...
R E S E R V A S
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
A localização das zonas principais da formação ...
R E S E R V A S
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Reservas provadas com
desenvolvimento ativo dos...
P R O D U Ç Ã O
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Histórico da produção e exportação de óleo brut...
P R O D U Ç Ã O
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Impacto na produção provocado pelo SAGD e os pr...
P R O D U Ç Ã O
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Pesquisador Harvard – Leonardo Maugeri
A NOVA R...
P R O D U Ç Ã O
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Pesquisador Harvard – Leonardo Maugeri
A NOVA R...
P R E Ç O S
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Stress nos preços mundiais do óleo bruto:
• Demanda...
P R E Ç O S
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Média 2012 - US$/bbl
• Barril Brent: 111,92
• Barri...
P R E Ç O S
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Média 2012 - US$/bbl
• Barril Brent: 111,92
• Barri...
P R E Ç O S
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Média 2012 - US$/bbl
• Barril Brent: 111,92
• Barri...
P R E Ç O S
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Os preços Edmonton-AB são
derivados do barril WTI d...
P R E Ç O S
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Previsão dos preços do barril de óleo bruto nominal...
P R E Ç O S
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Preços do barril de óleo bruto WTI e Brent (2º seme...
P R E Ç O S
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Preços do barril de óleo bruto WTI e Brent (2º seme...
M E R C A D O D E R E F I N O
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Números canadenses:
• 19 refinari...
M E R C A D O D E R E F I N O
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Desafios:
• Dependência das empre...
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
A matriz dos modais de transporte de óleo bruto
canadense.
1%
2...
M E R C A D O D E R E F I N O
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Volume importado pelos U.S. dos p...
C U S T O D A P R O D U Ç Ã O
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Premissas na estimativa de custo ...
C U S T O D A P R O D U Ç Ã O
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Estimativa de custo de perfuração...
SAGD (Steam Assisted Gravity Drainage)
• Drenagem gravitacional assistida por
vapor;
• Par de poços paralelos co-extensivo...
S A G D
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
O processo SAGD ocorre em três fases distintas:
• Inici...
S A G D
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Parâmetros geológicos dos reservatórios:
(a) são rochas...
S A G D
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Principais fatores no desenvolvimento de reservatórios ...
S A G D
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Aspectos ambientais no processo SAGD:
• Volume médio de...
M É T O D O M O N T E C A R L O
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
• Avaliação de incertezas;
• Qu...
M É T O D O M O N T E C A R L O
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
TCC – Trabalho de Conclusão de ...
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
• Foi utilizado o Stars® da CMG® para simular os cenários:
Base...
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
• Foram definidos parâmetros e faixa de valores
históricos para...
M É T O D O M O N T E C A R L O
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Resultados da simulação método ...
D E S A F I O S E O P O R T U N I D A D E S
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Condições atuais da...
D E S A F I O S E O P O R T U N I D A D E S
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Condições atuais da...
D E S A F I O S E O P O R T U N I D A D E S
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Foi realizada uma
p...
D E S A F I O S E O P O R T U N I D A D E S
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Repensar a estrutur...
D E S A F I O S E O P O R T U N I D A D E S
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Reavaliar a relação...
D E S A F I O S E O P O R T U N I D A D E S
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Padronização de pro...
G E R E N C I A M E N T O D E P O R T F Ó L I O
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Conceito de ger...
G E R E N C I A M E N T O D E P O R T F Ó L I O
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Fornece o supor...
G E R E N C I A M E N T O D E P O R T F Ó L I O
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Base do gerenci...
G E R E N C I A M E N T O D E P O R T F Ó L I O
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Para cada decis...
G E R E N C I A M E N T O D E P O R T F Ó L I O
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Resultados espe...
M E T O D O L O G I A - F E L
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Com o apoio da execução dos proce...
M E T O D O L O G I A - F E L
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Na fase inicial do projeto:
• Ond...
M E T O D O L O G I A - F E L
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Decisões estratégicas e os parâme...
M E T O D O L O G I A - F E L
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
TCC – Trabalho de Conclusão de Cu...
M E T O D O L O G I A - F E L
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Principais entregáveis do FEL 1:
...
M E T O D O L O G I A - F E L
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
TCC – Trabalho de Conclusão de Cu...
M E T O D O L O G I A - F E L
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
TCC – Trabalho de Conclusão de Cu...
M E T O D O L O G I A - F E L
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
• Conduta de aprovação de cada fa...
M E T O D O L O G I A - F E L
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Principais fatores de sucesso:
• ...
M E T O D O L O G I A - F E L
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Visão relativa do impacto nos cus...
F E R R A M E N T A S F I N A N C E I R A S
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
• TMA (Taxa Mínima ...
F E R R A M E N T A S F I N A N C E I R A S
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
• TIR (Taxa Interna...
F E R R A M E N T A S F I N A N C E I R A S
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
• PBD (Payback Desc...
F E R R A M E N T A S F I N A N C E I R A S
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Critério qualitativ...
C U S T O D E O P O R T U N I D A D E
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Portanto para avaliarmos ...
C U S T O D E O P O R T U N I D A D E
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Estudo de caso sobre inve...
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
TCC – Trabalho de Conclusão de Curso
Dezembro, 2014
CUSTO DE OP...
C U S T O D E O P O R T U N I D A D E
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
• A ausência do VPL é dev...
C O N C L U S Ã O
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
• São diversas ciências e áreas do conhecimen...
C O N C L U S Ã O
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
O custo de oportunidade se torna uma ferramen...
R E C O M E N D A Ç Õ E S
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Transparência da informação e mitigaç...
R E C O M E N D A Ç Õ E S
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Para sermos um diferencial temos que ...
M E N S A G E M F I N A L
Charles Robert Darwin
12/02/1809 — 19/04/1882
A origem das Espécies e a Seleção Natural
“…Nascem...
O B R I G A D O ! ! !
Henrique Lima Santana
Engenharia de Petróleo – 10° período
Henrique Santana
hlima_santana@hotmail.co...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Custo de Oportunidade na Exploração e Produção do Método SAGD (TCC) - Henrique Santana

727 visualizações

Publicada em

CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)

Publicada em: Engenharia
  • Seja o primeiro a comentar

Custo de Oportunidade na Exploração e Produção do Método SAGD (TCC) - Henrique Santana

  1. 1. Universidade Santa Cecília Engenharia de Petróleo Dezembro, 2014 Henrique Lima Santana 10º período RA - 098318 TCC – TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD) Prof. orientador: Cláudio Neves Borges
  2. 2. Dedico o resultado deste trabalho à minha mãe e pai “In Memoriam”, sogro e sogra que juntos, e cada um a seu modo raro e singular, fomentaram os substratos imprescindíveis para a conquista de qualquer glória, palma e triunfo todos frutos do final das batalhas – Esperança, Positivismo e Confiança. Bem como oferto os louros desta conquista, em especial, a minha esposa e filho que através da fé, do exemplo, da devoção e de seus espíritos elevados proveram intimamente a pujança viçosa necessária para suportar a acidez e agruras tão sacramentais na obtenção deste predicado. D E D I C A T Ó R I A
  3. 3. TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período S U M Á R I O  Introdução  Objetivo  Motivação  Reservas  Produção  Preços  Mercado de Refino  Custo da Produção  Método Recuperação - SAGD  Método Monte Carlo  Desafios e Oportunidades  Gerenciamento de Portfólio  Metodologia - FEL  Ferramentas Financeiras  Custo de Oportunidade  Conclusão e Recomendações CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  4. 4. O V E R V I E W Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  5. 5. TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 O V E R V I E W Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Avaliação das Incertezas Gerenciamento de Portfólio Ferramentas Financeiras Análise em Investimentos em Capital Desafios e Oportunidades Metodologia FEL CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  6. 6. O V E R V I E W Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 Avaliação das Incertezas Gerenciamento de Portfólio Ferramentas Financeiras Análise em Investimentos em Capital Desafios e Oportunidades Metodologia FEL CUSTO DE OPORTUNIDADE CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  7. 7. Custo de Oportunidade: • Relação básica entre a escassez e a escolha; • São os benefícios que uma entidade poderia ter recebido por ter tomado uma ação alternativa; • Diferença entre o retorno de um investimento escolhido comparado com outro que necessariamente não foi optado, ou seja, o custo da renúncia; Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD) I N T R O D U Ç Ã O
  8. 8. I N T R O D U Ç Ã O As acumulações de hidrocarboneto conservam até o momento da sua descoberta certa quantidade de energia (energia primária) em onde a sua grandeza será dimensionada de acordo: • Volume, pressão, temperatura; • Características dos fluidos depositados. Métodos de recuperação classificados em duas categorias: • Os suplementadores de energia denominados métodos convencionais recuperação secundária; • Os minimizadores das resistências viscosas e capilares denominados métodos especiais de recuperação secundária. Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  9. 9. I N T R O D U Ç Ã O Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período ENHANCED OIL RECOVERY (Recuperação Avançada de Óleo) São os métodos convencionais de recuperação secundária - Injeção de água - Injeção de gás imiscível TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  10. 10. I N T R O D U Ç Ã O Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período ENHANCED OIL RECOVERY (Recuperação Avançada de Óleo) São os métodos convencionais de recuperação secundária - Injeção de água - Injeção de gás imiscível IMPROVED OIL RECOVERY (Recuperação Melhorada de Óleo) São os métodos especiais de recuperação secundária - Térmicos - Químicos - Miscíveis - Avançados TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  11. 11. I N T R O D U Ç Ã O Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período ENHANCED OIL RECOVERY (Recuperação Avançada de Óleo) São os métodos convencionais de recuperação secundária - Injeção de água - Injeção de gás imiscível IMPROVED OIL RECOVERY (Recuperação Melhorada de Óleo) São os métodos especiais de recuperação secundária - Térmicos - Químicos - Miscíveis - Avançados TÉRMICOS Atuam na redução viscosidade a aumento do deslocamento do óleo - Injeção de vapor (SAGD) - Injeção água quente - Combustão In Situ TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  12. 12. I N T R O D U Ç Ã O O arcabouço de dados deste estudo é oriundo da reserva de hidrocarbonetos sedimentada a nordeste da província de Alberta no Canadá, denominada areias oleosas do Athabasca pertencente à formação McMurray ocupando uma área de 99,7 x 106 km². • Grau API de 6° a 9° (pré-sal ≅ 28°) • Viscosidade 2 x 106 cP @ sc (água 1 cP @ 20° C) Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  13. 13. Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD) O B J E T I V O O objetivo deste estudo bibliográfico é a compreensão dos fatores econômicos considerados os estratagemas de alocação dos investimentos: 1. Objetivos estratégicos; 2. Vultosos investimentos em capital (CAPEX); 3. Análise de riscos; 4. Desafios e oportunidades do segmento; 5. Utilização das ferramentas financeiras; 6. Sugerir melhoria no modelo atual de gestão de fornecedores.
  14. 14. M O T I V A Ç Ã O A escolha deste tema tem o embasamento sobre as expectativas de mudanças no cenário mundial energético causadas pela “revolução” do gás de xisto americano: – Onde estudos apontam para a autossuficiência energética prevista para 2020 (EFE WASHINGTON, 2013) passando da real posição de país importador para o patamar de exportador de petróleo. – Encolhimento da movimentação física no mercado mundial de óleo bruto em aproximadamente 10%. 18.9 72.4 CONSUMO (MMBBL/D) U.S. Outros TOTAL = 91,3 79,3% 20,7% Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  15. 15. TOTAL = 86,8 10 76.8 PRODUÇÃO (MMBBL/D) U.S. Outros 88,5% 11,5% Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD) A escolha deste tema tem o embasamento sobre as expectativas de mudanças no cenário mundial energético causadas pela “revolução” do gás de xisto americano: – Onde estudos apontam para a autossuficiência energética prevista para 2020 (EFE WASHINGTON, 2013) passando da real posição de país importador para o patamar de exportador de petróleo. – Encolhimento da movimentação física no mercado mundial de óleo bruto em aproximadamente 10%. M O T I V A Ç Ã O
  16. 16. 8.9 82.4 MOVIMENTAÇÃO (MMBBL/D) U.S. Outros TOTAL = 91,3 90,3% 9,7% Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD) A escolha deste tema tem o embasamento sobre as expectativas de mudanças no cenário mundial energético causadas pela “revolução” do gás de xisto americano: – Onde estudos apontam para a autossuficiência energética prevista para 2020 (EFE WASHINGTON, 2013) passando da real posição de país importador para o patamar de exportador de petróleo. – Encolhimento da movimentação física no mercado mundial de óleo bruto em aproximadamente 10%. M O T I V A Ç Ã O
  17. 17. R E S E R V A S Diversos países do mundo são agraciados por reservas de areias oleosas como a Canadá, Rússia, os EUA e alguns países da África e Ásia. Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período NOPEP, 460, 28% OPEP, 1177, 72% RESERVAS PROVADAS TOTAIS BILHÕES BBL CANADÁ, 174.3, 11% OUTROS, 1462.7, 89% RESERVAS PROVADAS TOTAIS BILHÕES BBL Total = 1637 CANADÁ, 174.3, 38% NOPEP, 285.7, 62% RESERVAS PROVADAS TOTAIS BILHÕES BBL Total = 1637 Total = 460 TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  18. 18. R E S E R V A S Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Na província de Alberta, os principais métodos utilizados para produção em areias oleosas são: • Mineração a céu aberto • Processos In Situ - SAGD TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  19. 19. R E S E R V A S Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período A localização das zonas principais da formação de areias oleosas ditam as técnicas de extração empregadas. TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  20. 20. R E S E R V A S Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Reservas provadas com desenvolvimento ativo dos processos produtivos In Situ e Mineração. Minerável In Situ Total Volume Original In- Place (109 bbl) Reserva Original Provada (109 bbl) Método de Recuperação 1.843,4 176,7 130,8 38,7 1.712,6 138,0 Reserva Provada com Desenvolvimento Ativo (10 9 bbl) 22,8 2,4 25,2 Produção anual 2013 (106 bbl) 358,5 402,5 761,0 22% 78% Reservas Provadas Minerável In Situ 91% 9% Reservas Provada com Desenvolvimento Ativo Minerável In Situ TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  21. 21. P R O D U Ç Ã O Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Histórico da produção e exportação de óleo bruto canadense (MMbbl/d) 0 500 1.000 1.500 2.000 2.500 3.000 3.500 4.000 4.500 1980 1981 1982 1983 1984 1985 1986 1987 1988 1989 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Produçãodeóleo-Canadá ExportaçãoCanadá- Total ExportaçãoCanadá- USA 3948 83% 65% TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  22. 22. P R O D U Ç Ã O Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Impacto na produção provocado pelo SAGD e os preços óleo bruto Primeira produção na província de Alberta sob o método SAGD no ano 2001. Após a sua curva de aprendizagem passou do patamar de 260x10³ bbl/d em 2001 para 1.100x10³ bbl/d em 2013 resultando no incremento de 320% em doze anos. TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  23. 23. P R O D U Ç Ã O Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Pesquisador Harvard – Leonardo Maugeri A NOVA REVOLUÇÃO DO PETRÓLEO: • Aumento da capacidade de produção alcançará quase 20% nos próximos cinco anos; • O mundo poderá produzir 110,7 MMbbl/d em 2020; • O ocidente - novo “centro de gravidade” • Pré-sal brasileira; • Rocha xisto, nos Estados Unidos; • Areias betuminosas do Canadá. TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  24. 24. P R O D U Ç Ã O Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Pesquisador Harvard – Leonardo Maugeri A NOVA REVOLUÇÃO DO PETRÓLEO: • A principal crítica de estudiosos está no fato de Maugeri ter minimizado: • Riscos; • Desafios de investimento; • Avanços tecnológicos. • Sheik Ahmed Zaki Yamani • Fervoroso da teoria do fim – “A Idade da Pedra não acabou pela falta de pedra, e a Idade do Petróleo irá acabar muito antes que o mundo fique sem petróleo” TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  25. 25. P R E Ç O S Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Stress nos preços mundiais do óleo bruto: • Demanda adicional por petróleo nos mercados emergentes (China +60%@10 anos); • Contínua tensão no Oriente Médio; • Níveis elevados de estoque - U.S./SPR • Ano 2000/48 dias - ano 2012/100 dias; • Aumento da produção dos U.S. (+38%@10 anos); TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  26. 26. P R E Ç O S Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Média 2012 - US$/bbl • Barril Brent: 111,92 • Barril WTI: 94,28 Média 2013 - US$/bbl • Barril Brent: 108,56 • WTI: 98,05 Variação 2012-2013 (%) • Barril Brent: - 3,0% • WTI: +4,0% Spread 2102 – US$ 17,64 / Spread 2013 – US$10,51 TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  27. 27. P R E Ç O S Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Média 2012 - US$/bbl • Barril Brent: 111,92 • Barril WTI: 94,28 Média 2013 - US$/bbl • Barril Brent: 108,56 • WTI: 98,05 Variação 2012-2013 (%) • Barril Brent: - 3,0% • WTI: +4,0% Spread 2102 – US$ 17,64 / Spread 2013 – US$10,51 -Geopolítica do Oriente Médio -Produção mais baixa -Super produção TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  28. 28. P R E Ç O S Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Média 2012 - US$/bbl • Barril Brent: 111,92 • Barril WTI: 94,28 Média 2013 - US$/bbl • Barril Brent: 108,56 • WTI: 98,05 Variação 2012-2013 (%) • Barril Brent: - 3,0% • WTI: +4,0% Spread 2102 – US$ 17,64 / Spread 2013 – US$10,51 -Redução da influência americana no Oriente Médio -Aumento da demanda -Novas instalações (oleodutos) TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  29. 29. P R E Ç O S Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Os preços Edmonton-AB são derivados do barril WTI da cidade de Cushing-OK em função: transporte; taxa de câmbio; qualidade do óleo; encargos. 2013 2012 Óleo Leve-Médio 80,76 75,58 6,85% Óleo Pesado 63,55 62,19 2,19% Variação Preço do Óleo de Alberta Média Anual dos Preços (US$ / bbl) Preço do óleo bruto na cabeça do poço em Edmonton-AB TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  30. 30. P R E Ç O S Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Previsão dos preços do barril de óleo bruto nominal e real (ano base 2010) - Banco Mundial $0 $20 $40 $60 $80 $100 $120 2014 2015 2016 2017 2018 2019 2020 2021 2022 2023 2024 2025 Preçodoóleo bruto(valor NOMINALUS$) Preçodoóleo bruto(valor REALUS$) 108,4 TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  31. 31. P R E Ç O S Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Preços do barril de óleo bruto WTI e Brent (2º semestre 2014) – EIA (US - Energy Information Administration) TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD) $55 $60 $65 $70 $75 $80 $85 $90 $95 $100 $105 $110 $115 1/7 8/7 15/7 22/7 29/7 5/8 12/8 19/8 26/8 2/9 9/9 16/9 23/9 30/9 7/10 14/10 21/10 28/10 4/11 11/11 18/11 25/11 2/12 9/12 WTI x Brent (2° semestre 2014) Brent Spot Price WTI Spot Price -46%
  32. 32. P R E Ç O S Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Preços do barril de óleo bruto WTI e Brent (2º semestre 2014) – EIA (US - Energy Information Administration) TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD) $55 $60 $65 $70 $75 $80 $85 $90 $95 $100 $105 $110 $115 1/7 8/7 15/7 22/7 29/7 5/8 12/8 19/8 26/8 2/9 9/9 16/9 23/9 30/9 7/10 14/10 21/10 28/10 4/11 11/11 18/11 25/11 2/12 9/12 WTI x Brent (2° semestre 2014) Brent Spot Price WTI Spot Price -46% - Política de preços da OPEP contra os produtores de xisto americano - Maior oferta de energia pelos US
  33. 33. M E R C A D O D E R E F I N O Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Números canadenses: • 19 refinarias; • Capacidade de refino = 1,95 milhões bbl/d; • Rendimento total = 92,5% • Representação mundial (share) = 2,1% • 66% densidade demográfica lado leste • 63% PID lado leste Oeste - Canadá (bbl/d) 632.258 575.635 91,0% 234.164 113.723 200.428 23.818 3.503 Leste - Canadá (bbl/d) 1.377.673 1.283.220 93,1% 84.396 11.893 44.214 44.176 1.098.541 TOTAL (bbl/d) 2.009.931 1.858.855 92,5% 318.560 125.616 244.642 67.994 1.102.044 Outros% Óleoleve convencional (incluso condensadoe pentano+) Óleo sintético Região Capacidade de Refino Rendimento executado Óleopesado convencional Blend Betume TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  34. 34. M E R C A D O D E R E F I N O Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Desafios: • Dependência das empresas de oleodutos; • Relacionamento íntimo da operação de refino com os U.S; • Capacitação das refinarias; • Crescimento da oferta mundial de óleo bruto pesado. TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  35. 35. Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período A matriz dos modais de transporte de óleo bruto canadense. 1% 2% 4% 93% MODAIS - CANADÁ Aquaviário Ferroviário Rodoviário Dutoviário 14,80% 45,80% 23,40% 16% 34% 45% 11% 10% 55,20% 35,50% 3% 6,30% DUTOVIÁRIO AQUAVIÁRIO FERROVIÁRIO RODOVIÁRIO MODAIS - BRASIL E U.S. Brasil 1995 Brasil 2000 U.S. 1995 TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD) M E R C A D O D E R E F I N O
  36. 36. M E R C A D O D E R E F I N O Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Volume importado pelos U.S. dos parceiros comerciais (MMbbl/d). TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  37. 37. C U S T O D A P R O D U Ç Ã O Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Premissas na estimativa de custo de produção de um projeto SAGD (base 2013): • Custo FOB; • Convertido para um custo relativo à West Texas Intermediate (WTI); • TMA 10%. 10³ m³/d bbl/d SAGD 4,8 30.000 0,177 - 0,354 1,0 - 2,0 Mineração 15,9 100.000 0,071 - 0,106 0,4 - 0,6 Tipo de projeto Requerimento de Gás Natural 10³ m³ gás / m³ óleo MCF/bbl 90% 55 - 85800 - 1.750 Produção 6.500 - 8.400 Custo de Produção Estimado US$ WTI equivalente por bbl 90% 75 - 105 Faixa do Custo de Capital em milhões US$ Utilização da Capacidade TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  38. 38. C U S T O D A P R O D U Ç Ã O Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Estimativa de custo de perfuração, revestimento e completação de um poço típico da região de Alberta-CA. TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD) MMUS$ 1,35 Horizontal (m) 2.426 1.930 960 752 1.371 596 1.473 1.358 Vertical (m) 2.397 2.052 1.053 784 1.576 651 1.629 1.449 Média Profundidade dos Poços de Óleo Poços na Área 3 Poços na Área 4 Poços na Área 5 Poços na Área 6 Poços na Área 7 Poços na Área 1 Poços na Área 2
  39. 39. SAGD (Steam Assisted Gravity Drainage) • Drenagem gravitacional assistida por vapor; • Par de poços paralelos co-extensivos; • Localizados respectivamente na base do reservatório e acima alguns metros verticalmente; • Vapor de água é injetado desenvolve uma câmara de vapor; • Alteração da reologia (redução da viscosidade • Ação das forças gravitacionais que determinarão a drenagem. Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD) S A G D
  40. 40. S A G D Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período O processo SAGD ocorre em três fases distintas: • Inicialização ou circulação • É destinada a formar a câmara de vapor; • Mobilizar o betume próximo aos poços injetor e produtor; • Estabelecer a comunicação entre os mesmos. • Operação normal SAGD • Produção através da injeção de vapor. • Wind Down • Fator econômico; • Produção alternada de vapor e gás não condensável (nitrogênio); • Redução da RVO; TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  41. 41. S A G D Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Parâmetros geológicos dos reservatórios: (a) são rochas sedimentares composta de areia, quartzo, estilhaços siliciosos vulcânicos, feldspato, argila, água e betume (SAGD); (b) areias oleosas são compostas 92% de quartzo com traços de mica, zircão, turmalina, níquel, ferro, vanádio e pirita (Mineração); (c) rocha reservatório de carbonato de cálcio e dolomita caracterizada por largas cavidades e fraturas (SAGD). TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  42. 42. S A G D Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Principais fatores no desenvolvimento de reservatórios com SAGD: • Condições petrofísicas da formação; • Espessura do net-pay (formação da câmara de vapor); • Competência geológica da rocha capeadora (evitar a perda de energia); • Porosidade (ação gravitacional); • Técnicas de perfuração horizontal (formação da câmara de vapor); • Integridade dos equipamentos (ambiente hostil com extremos – frio e calor); • Manutenção da RVO entre 2,0 a 3,5. TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  43. 43. S A G D Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Aspectos ambientais no processo SAGD: • Volume médio de emissão de CO2 = 8.000 toneladas/ano • Comparativamente com atividades brasileiras (ton/ano): • Rodoviário:122.765; • Produçãode ferro gusa e aço: 38.283; • Industria química: 15.446 • Extraçãoe transporte de petróleo e gás natural: 12.797 • Consumo de água: • Geração de energia; • Separar o betume da areia; • Hidrotransporte; • Processo de refino; • Atenuantes: 90% a 95% da água utilizada é reciclada. TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  44. 44. M É T O D O M O N T E C A R L O Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período • Avaliação de incertezas; • Quando não estão dispostas as informações; • Define-se parâmetros-range; • Baseada em amostragem aleatórias massivas; • É uma ferramenta de inferência; • É estatístico. TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  45. 45. M É T O D O M O N T E C A R L O Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD) • Foi difundido pelo Projeto Manhattan que tinha natureza totalmente precursora e inovadora; • Utilizado para estimar a capacidade da difusão dos nêutrons da bomba atômica; • Foi estabelecida a curva Gaussiana; Temperatura Relevo Raio de impacto Ventos Histórico aleatório 6.000 Rodadas 60.000 resultados
  46. 46. Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período • Foi utilizado o Stars® da CMG® para simular os cenários: Base Otimizado • Base: • Taxa de injeção de vapor constante de 700 m³/d/poço; • Taxa de produção de óleo constante de 1.000 m³/d/poço. • Otimizado: • Taxa de injeção de vapor de 650 m³/d/poçonos primeiros 6 meses e 400 m³/d/poço nos outros 18 meses; • Taxa de produção de óleo de 1.000 m³/d/poço nos primeiros 6 meses e 810 m³/d/poçonos outros 18 meses. TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD) M É T O D O M O N T E C A R L O Ocidental 18,12 3,47 0,87 3,01 Oriental 11,48 4,22 0,72 3,05 Injeção de vapor (106 bbl) Poços VPL (MMUS$) RVO Acumulada Produção de Óleo (106 bbl) Ocidental 19,98 2,75 0,77 2,11 Oriental 15,52 2,95 0,63 1,86 Injeção de vapor (106 bbl) Poços VPL (MMUS$) RVO Acumulada Produção de Óleo (106 bbl) +23%
  47. 47. Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período • Foram definidos parâmetros e faixa de valores históricos para avaliação das incertezas e através de software foi simulado o Método de Monte Carlo: • Foram realizadas 5.000 simulações para a obtenção do VPL; • Utilizado 3 sigmas para a distribuição da probabilidade na curva normal (99,73%); TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD) M É T O D O M O N T E C A R L O Nr Parâmetros Baixo Médio Alto 1 Saturação de óleo residual para vapor @ 270 °C (SORV) 0,00 0,05 0,10 2 Saturação de óleo residual para água quente @ 270 °C (SORA) 0,10 0,20 0,30 3 Permeabilidade relativa - gás com líquido @ 270 °C (KRGL) 0,0284 0,0568 0,0852 4 Permeabilidade relativa - óleo e água conata @ 270 °C (KROA) 0,183 0,283 0,383 0 100 200 300 400 500 600 700 800 0,0 5,0 10,0 15,0 20,0 25,0 30,0 VPL(MMUS$) Ocidental Oriental
  48. 48. M É T O D O M O N T E C A R L O Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Resultados da simulação método Monte Carlo: TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD) Nr Parâmetros 1 Saturação de óleo residual para vapor @ 270 °C (SORV) 2 Saturação de óleo residual para água quente @ 270 °C (SORA) 3 Permeabilidade relativa - gás com líquido @ 270 °C (KRGL) 4 Permeabilidade relativa - óleo e água conata @ 270 °C (KROA) 85% dentro da faixa Resultado Método Monte Carlo 90% dentro da faixa Ultrapassou 2% limite superior 92% dentro da faixa Stars Otimizado Método Monte Carlo Ocidental 19,98 18,48 -7,5% Oriental 15,52 17,53 13,0% Poços VPL (MMUS$) Variação 10%
  49. 49. D E S A F I O S E O P O R T U N I D A D E S Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Condições atuais da indústria O&G (óleo bruto em MMbbl/d): 20732 18887 15000 20000 25000 2004 2013 CONSUMO INTERNO U.S. -8,9% 10088 7719 0 10000 20000 2004 2013 IMPORTAÇÃO AMERICANA -23,5% 27 134 0 100 200 2004 2013 EXPORTAÇÃO AMERICANA +396% 7244 10003 0 10000 20000 2004 2013 PRODUÇÃO INTERNA U.S. +38,1% TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  50. 50. D E S A F I O S E O P O R T U N I D A D E S Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Condições atuais da indústria O&G (óleo bruto em MMbbl/d): • Fator China (óleo bruto): • 2004 – consumo de 6,7 MMbbl/d; • 2013 – consumo de 10,7 MMbbl/d, representando + 59,7%. • Os especialistas enfatizam que o atual crescimento é significativamente diferente porque a demanda é maior do que o resultado de manobras políticas orientadas ocasionando um volume de gastos com capital representativo e mais seguro, diferentemente dos impactos gerados pelos dos cenários de 1973 (embargo da OPEP) e 1979 (revolução iraniana); • Infraestrutura disponível está tensionada devido à escassez de equipamentos, a exemplo das sondas de perfuração; • A International Energy Agency - IEA estima gastos sem precedentes requerendo investimentos maiores que US$ 17 trilhões até 2030 para geração de energia. TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  51. 51. D E S A F I O S E O P O R T U N I D A D E S Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Foi realizada uma pesquisa de mercado com os líderes de empresas: • Operadoras; • Prestadoras de serviço (PS); • Empresas EPC. para encontrar pontos de atenção e melhoria de processos e relacionais. TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  52. 52. D E S A F I O S E O P O R T U N I D A D E S Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Repensar a estrutura do projeto: O Gerenciamento de Riscos torna-se chave: • Arranjos comerciais complexos (pool de várias empresas); • Aumento dos desafios tecnológicos; • Envolvimento com as condições locais (econômica e regulatória); • Mudanças geográficas da locação dos ativos; • Regiões inóspitas. 0% 5% 10% 15% 20% 25% 30% 35% 40% Excedeu orçamento em 10% Excedeu cronograma em 10% PorcentagememProjetos Megaprojetos (>US$1bilhão) Outrosprojetos (<US$1bilhão) TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  53. 53. D E S A F I O S E O P O R T U N I D A D E S Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Reavaliar a relação entre as Operadoras e as Prestadoras de Serviço: Desconexão na visão de sucesso e falha no planejamento do projeto. • Planejamento através de portfólio de projetos ao invés de administração caso a caso; • Mudança dos tipos de contratos de Preço Fixo para contratos de Tempo e Material (T&M) para redução dos claims e custos amortecedores; • Reduzir a subutilização dos recursos através do planejamento e integração entre Operadoras e EPC/PS; • Melhorar a definição do desempenho dos ativos para evitar o tencionamento do potencial dos construtores. TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  54. 54. D E S A F I O S E O P O R T U N I D A D E S Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Padronização de projetos: a utilização das semelhanças entre projetos. • Permite reduzir os custos com capital e aumentar a produtividade; • A exemplo da montadora Toyota: • Produção de toda a sua frota com 13 plataformas; • Para o gerenciamento da produção de 40.000 diferentes produtos. • Recentemente, o CEO da ExxonMobil prometeu o conceito: • “design one...built many”; • Enfatizando executar megaprojetos de capital de maneira muito mais eficiente. TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  55. 55. G E R E N C I A M E N T O D E P O R T F Ó L I O Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Conceito de gerenciamento de portfólio: • Refere-se a projetos e programas gerenciados como um grupo; • Para atingir objetivos estratégicos. Portfólio: • Simples ativo físico; • Campo produtor de óleo; • Planta produtiva; • Unidade de negócio. TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  56. 56. G E R E N C I A M E N T O D E P O R T F Ó L I O Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Fornece o suporte para tomada de decisão: • Determina a alocação ótima dos recursos; • Prioriza seus programas e/ou projetos; • Comparando decisões; • Avalia o retorno financeiro sobre os ativos em todo o portfólio; TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  57. 57. G E R E N C I A M E N T O D E P O R T F Ó L I O Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Base do gerenciamento de portfólio é: • Ciclo de vida do ativo do projeto; • Decisões tomadas durante este ciclo pelos stakeholders. TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  58. 58. G E R E N C I A M E N T O D E P O R T F Ó L I O Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Para cada decisão estratégica como – a aquisição de um novo negócio / investimento em negócios existentes / fusões / alienações – temos que responder: • O que a empresa quer ser? • Quanto deve investir em cada negócio? • Qual o melhor momento para investir? • Qual a eficiência? • Qual o custo de oportunidade? TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  59. 59. G E R E N C I A M E N T O D E P O R T F Ó L I O Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Resultados esperados com gerenciamento de portfólio: • Fornecer uma abordagem sistemática na tomada de decisão; • Identificar os principais valores do negócio; • Reduzir o tempo no desenvolvimento das estratégias; • Tornar mais íntimo o relacionamento: • Alta administração com a equipe de gerenciamento; TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  60. 60. M E T O D O L O G I A - F E L Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Com o apoio da execução dos processos de Gerenciamento de Portfólio onde os programas e/ou projetos são: Avaliados, Selecionados e Priorizados FEL – Front End Loading (carregamento frontal): • Entrada de informações do Anterior para Posterior; • Voltada para análise quantitativa da eficácia de projetos. TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  61. 61. M E T O D O L O G I A - F E L Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Na fase inicial do projeto: • Onde os riscos de efetivação, incertezas e a influência das partes interessadas são mais altos; • Onde os custos das mudanças são mais baixos. Através de um PRÉ PLANEJAMENTO para um nível de detalhamento mais profundo onde são questionados os pontos substanciais da existência do projeto. TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  62. 62. M E T O D O L O G I A - F E L Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Decisões estratégicas e os parâmetros de engenharia são colocados em prova em função das restrições conflitantes: ESCOPO, CRONOGRAMA, ORÇAMENTO, RISCOS, QUALIDADE E RECURSOS. Orçamento Cronograma Objetivos do FEL: • Garantir o planejamento otimizado; • Demonstra o que deve ser realizado em cada etapa; • Reduzindo o número de claims de contrato. TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  63. 63. M E T O D O L O G I A - F E L Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD) Abordagem com Portões de Passagem
  64. 64. M E T O D O L O G I A - F E L Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Principais entregáveis do FEL 1: • Alguns indicadores são apresentados – VPL / TIR / payback descontado. Principais Entregáveis do FEL 1 Faixa de variação aceitável: -25% a +40% Estratégia do projeto Estimativa de prazo Avaliação dos requisitos legais de saúde e segurança Análise de mercado Identificação das integrações Identificação dos stakeholders preliminar Análise de cenários Estimativa preliminar de custos Diretriz do posicionamento institucional Estudo conceitual de engenharia Avaliação econômica Identificação das questões patrimoniais Análise de riscos SSMA Identificação das alternativas para análise no FEL 2 Requisito dos recursos humanos Caracterização da locação preliminar (CLP) Plano de trabalho no FEL 2 Estrututura organizacional Diagnóstico ambiental preliminar (D1) Solicitação de prosseguimento ao FEL 2 TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  65. 65. M E T O D O L O G I A - F E L Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD) Principais entregáveis do FEL 2: • Carga máxima de stress de viabilidade – custo de oportunidade; • Retorno financeiro é um parâmetro decisivo na autorização do prosseguimento do projeto para o FEL 3. Principais Entregáveis do FEL 2 Faixa de variação aceitável: -15% a +25% Estruturaçao da equipe Definição dos requisitos de infraestrutura Avaliação dos riscos de saúde e segurança Levantamento dos dados preliminares Seleção das VIPs Estratégia de aquisição patrimoniais e desapropriação Estudo completo das alternativas Estudo para definição da locação Avaliação preliminar de riscos (APR) Projeto conceitual da engenharia Análise dos procedimentos de engenharia Estratégia preliminar de suprimentos Estrutura analítica do projeto (EAP) Programa de comunicação social Programa de comunicação social Cronograma master Análise de impactos e política social Plano de trabalho para o FEL 3 Estudos de custo de oportunidade (trade off) Estudo ambiental (EIA/RIMA) Solicitação de prosseguimento ao FEL 3
  66. 66. M E T O D O L O G I A - F E L Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD) Principais entregáveis do FEL 3: • Neste momento é detalhado o plano de implantação do projeto; • Definição do CAPEX. Principais Entregáveis do FEL 3 Faixa de variação aceitável: -10% a +10% Projeto básico: Definição completa do escopo do projeto Plano de gerenciamento dos riscos Fluxograma do projeto Definição dos KPI e benchmark Plano de gerenciamento de saúde e segurança Layout e arranjos gerais EAP Plano de gestão de impactos sociais Especificações técnicas Definição da estratégia de implantação Programa de comunicação Folha de dados de equipamento e materiais Definição da estratégia de suprimentos EVTE do projeto Fornecimento de infraestrutura Plano de gerenciamento de mudanças Cronograma físico-financeiro do projeto Análise de riscos operacionais (HAZOP) Licença prévia ambiental (LP) Emissão das RFQ dos equipamentos críticos
  67. 67. M E T O D O L O G I A - F E L Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período • Conduta de aprovação de cada fase (FEL 1, 2 e 3) • Consumo do TIC (total installed cost). TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  68. 68. M E T O D O L O G I A - F E L Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Principais fatores de sucesso: • Definição de meta e seus critérios de aceitação; • Formação da equipe; • Implantação do estudo de risco operacional – HAZOP; • Definição do processo de contratação; • Implantar a estrutura analítica do projeto (EAP); • Plano formal de gerenciamento de mudanças; TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  69. 69. M E T O D O L O G I A - F E L Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Visão relativa do impacto nos custos e cronograma: TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD) Custo de implantação de 1% a 5% @ TIC
  70. 70. F E R R A M E N T A S F I N A N C E I R A S Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período • TMA (Taxa Mínima de Atratividade) • É a taxa de juros mínima aceitável pelo investidor; • Definida pelo Conselho Administrativo e/ou CEO; • A TMA representa: O risco do negócio / A liquidez / O custo de oportunidade. TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD) • VPL (Valor Presente Líquido) • É a transferência do fluxo de caixa para o instante presente; • É descapitalizado pela TMA; • VPL > 0 (projeto aprovado).
  71. 71. F E R R A M E N T A S F I N A N C E I R A S Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período • TIR (Taxa Interna de Retorno) • É a taxa exata do remuneração do capital investido; • Zera o valor do VPL; • TIR > TMA (projeto aprovado). TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD) • IL (Índice de Lucratividade) • É a relação entre o VPL e o valor investido; • IL > 1 (projeto aprovado) • O VPL não traduz o peso do investimento inicial;
  72. 72. F E R R A M E N T A S F I N A N C E I R A S Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período • PBD (Payback Descontado) • É o tempo de retorno do capital; • Considerada uma taxa de desconto; • KR$ 4800 @ TMA 15% @ BPD 3 anos TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD) • BEP (Break-Even Point) • É o ponto do equilíbrio entre o capital investido e os resultados; • É o volume de vendas necessário para que as despesas do negócio sejam iguais ao rendimento; 0 -4.800.000 1,00000 -4.800.000 -4.800.000 0,00 1 1.206.449 0,86957 1.049.086 -3.750.914 1,00 2 1.545.954 0,75614 1.168.963 -2.581.951 1,00 3 1.722.426 0,65752 1.132.523 -1.449.428 1,00 4 1.765.553 0,57175 1.009.461 -439.967 1,00 5 2.646.477 0,49718 1.315.767 875.800 0,33 TOTAL 4,33 Anos Períodos (ano) Fluxo de caixa no período Fator do desconto Fluxo de caixa descontado Fluxo de caixa descontado acumulado
  73. 73. F E R R A M E N T A S F I N A N C E I R A S Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Critério qualitativo das ferramentas apresentadas: TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  74. 74. C U S T O D E O P O R T U N I D A D E Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Portanto para avaliarmos o custo de oportunidade é necessário: • Realizar uma avaliação do ambiente para contextualizar as influências; • Controlar os objetivos envolvidos durante a fase decisória; TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  75. 75. C U S T O D E O P O R T U N I D A D E Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Estudo de caso sobre investimentos de capital entre dois projetos (ANO BASE 2013): • Método SAGD; • Método Mineração. Respeitando: • A cultura; • A expertise; • Nível de capital envolvido. TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  76. 76. Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD) Capacidade bbl/d Tempo de Vida Útil anos Fator de Produção Médio % CAPEX (inicial) MMUS$ CAPEX (inicial) US$/bbl da capacidade Custos Operacionais MMUS$ Custos Operacionais US$/bbl Consumo de Gás Natural GJ/d Energia Elétrica Comprada MWh/d Energia Elétrica Vendida MWh/d Abandono e Recuperação % Capital Total Inflação % 2% Taxa de Desconto % 8% TMA % 10% Supply Cost US$/bbl TIR @ US$90 (WTI) % TIR @ EIA 2014 (U.S.) % TIR @ IEA Current Policies % 20,70% 14,80% 26,90% 18,50% 68,49 78,80 18,50% 12,30% 0 728 2% 2% 9,10 17,50 35.910 54.000 300 0 1.050 8.276 34,99 82,76 100 639 30.000 100.000 30 30 75% 89% Dados Dashboard Unidades Alternativas de Investimento SAGD Mineração
  77. 77. C U S T O D E O P O R T U N I D A D E Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período • A ausência do VPL é devido ao seu conteúdo apresentar informações estratégicas (fluxo de caixa) que por vezes as empresas são resistentes na sua divulgação; • Embora as decisões embasadas nos índices que a TIR oferece são devidamente garantidas onde estão envolvidas entidades renomadas na definição dos percentuais como: • West Texas Intermediate (WTI); • Energy Information Administration (EIA) • International Energy Agency (IEA) TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD) TIR @ US$90 (WTI) % TIR @ EIA 2014 (U.S.) % TIR @ IEA Current Policies % Dados Dashboard Unidades Alternativas de Investimento SAGD Mineração 18,50% 12,30% 20,70% 14,80% 26,90% 18,50% 45%
  78. 78. C O N C L U S Ã O Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período • São diversas ciências e áreas do conhecimento envolvidas na exploração e produção do petróleo • abstrações / fatores de segurança / volume de controle / condições de contorno • Portanto o momento de definição sobre o investimento e produtividade de um projeto é rodeado de incertezas e ambiguidade; • Definindo riscos diretos na projeção do EBITDA das empresas; TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  79. 79. C O N C L U S Ã O Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período O custo de oportunidade se torna uma ferramenta poderosa: • Através do apoio gerado aos momentos de decisão; • Auxilia os gestores na escolha mais próxima do ideal. “Desta forma o CUSTO VERDADEIRO dos fatores de produção é igual aos valores destes mesmos fatores em seus melhores usos alternativos”. Assim o Custo de Oportunidade é chamado de: O VERDADEIRO CUSTO, ou seja, o CUSTO ALTERNATIVO. TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  80. 80. R E C O M E N D A Ç Õ E S Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Transparência da informação e mitigação dos riscos: RELAÇÃO CLIENTE/FORNECEDOR: • Adoção de um Centro de Serviços Compartilhados (CSC): • Ferramenta de integração empresarial das atividades-meio; • Através de políticas e intercomunicação dos ERPs das empresas; • Integra as estratégias administrativas. • Melhorar a gestão dos fornecedores: • Utilizar Centros integrados de SCM (Supply Chain Management); • Através do benchmarking da indústria automobilística; • que contribuem na gestão dos fornecedores e dos indicadores de desempenho. TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  81. 81. R E C O M E N D A Ç Õ E S Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Para sermos um diferencial temos que responder: • Como alcançar a EFICIÊNCIA (atingir um objetivo)? • Como atingir a EFICÁCIA (atingir um objetivo com menores perdas)? • Como incorporar a EFETIVIDADE (atingir o objetivo selecionado e planejado com menores perdas e consumo dos recursos)? As respostas balizarão o caminho da lucratividade e da avaliação de escassez, convertendo expectativas em recompensas. TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  82. 82. M E N S A G E M F I N A L Charles Robert Darwin 12/02/1809 — 19/04/1882 A origem das Espécies e a Seleção Natural “…Nascem mais indivíduos de cada espécie do que podem sobreviver e como, consequentemente, há uma luta recorrente pela existência. Qualquer ser, se variar, ainda que levemente, de qualquer maneira lucrativa para si, sob as condições de vida complexas e ora variáveis, terá melhor chances de sobrevivência e portanto será selecionado naturalmente...” Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)
  83. 83. O B R I G A D O ! ! ! Henrique Lima Santana Engenharia de Petróleo – 10° período Henrique Santana hlima_santana@hotmail.com (13) 98149-4482 TCC – Trabalho de Conclusão de Curso Dezembro, 2014 CUSTO DE OPORTUNIDADE NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DO MÉTODO TÉRMICO DE RECUPERAÇÃO MELHORADA DE ÓLEO PESADO – STEAM ASSISTED GRAVITY DRAINAGE (SAGD)

×