Estrangeirados

1.412 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.412
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
50
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estrangeirados

  1. 1. Estrangeirados Inês Gomes, Inês Fernandes 11º E - História Prof. Nuno Nabais
  2. 2. Introdução • Neste trabalho, vamos abordar o tema dos estrangeirados em Portugal no século XVIII. Primeiro, falaremos em geral, explicando quem são e a sua importância. Depois, abordaremos alguns nomes em particular: António Verney e Ribeiro Sanches, falando um pouco das suas origens, as suas obras e referindo a sua relevância para o nosso país.
  3. 3. Estrangeirados EM GERAL
  4. 4. O que são estrangeirados? • • • • • • Grupo de portugueses Ideias iluministas e liberais, políticas e científicas Oriundas de outros países – origem nas viagens Técnicos, altos funcionários, burgueses Modernização do país – renovação do ensino Exemplo: Marquês de Pombal, Luís António Verney, Ribeiro Sanches
  5. 5. Contexto Histórico • Portugal não estava culturalmente integrado na Europa • Mentalidade conservadora, católica, pouco dada à inovação • Influência do clero muito acentuada • Inquisição em vigor, polícia política
  6. 6. Contexto Histórico • Analfabetismo • Ensino controlado pelas Ordens Religiosas • Ensino de matérias da Idade Média nas Universidades • Estagnação geral perante o resto da Europa
  7. 7. Estrangeirados EM PARTICULAR
  8. 8. LUÍS ANTÓNIO VERNEY
  9. 9. Luís António Verney
  10. 10. Origens • Nasceu em Lisboa, em 1713 • Teologia, na Universidade de Évora • Doutoramento em Teologia e Jurisprudência, em Roma • Morreu em Roma com 79 anos • Desenvolveu durante toda a sua vida actividade intelectual • Tentou uma proposta de reforma do ensino
  11. 11. Obra O Verdadeiro Método de Estudar • Constituído por 16 cartas - oferta aos padres da Companhia de Jesus • Nova orientação pedagógica, relacionada com as correntes filosóficas do seu tempo • Gerou fortes polémicas • Linguagem sóbria, despreocupada, objetiva e direta
  12. 12. Obra O Verdadeiro Método de Estudar Defende: • Aprendizagem do português – pela Gramática Portuguesa e não latina • Uso de estrangeirismos e palavras novas • Estudo de línguas modernas – Francês e Italiano • Ridicularização do estilo barroco • Defesa da importância da educação física e do corpo humano
  13. 13. Obra O Verdadeiro Método de Estudar • Importância da Filosofia e Física – Descartes, Newton • Crítica à nobreza de sangue – a única nobreza está na cultura, educação, simplicidade • Medicina – métodos para aprendizagem, crítica ao escasso estudo da anatomia • Educação da mulher – ‘’é loucura persuadir-se que as mulheres tenham menos que os homens’’
  14. 14. Polémica • Insurge-se contra a Companhia de Jesus, a entrega do ensino e ciência aos frades, Inquisição, Tribunal do Santo Ofício • Controvérsia que durou anos • 4 réplicas • Anonimato • Aventuras políticas – demitido e desterrado – regresso a Roma
  15. 15. O Verdadeiro Método de Estudar - publicado em 1746
  16. 16. Pedagogia Em linhas gerais, a sua crítica passa por: • Censura ensino excessivamente teórico – devia basear-se na experiência e realidade concreta • Instrução aos dois sexos e todas as classes • Estado devia financiar as despesas da educação
  17. 17. ANTÓNIO RIBEIRO SANCHES
  18. 18. António Ribeiro Sanches
  19. 19. Origens • Nasceu em Penamacor (Castelo Branco) em 1699 • Estudou Direito na Universidade de Coimbra • Doutorou-se em Medicina na Universidade de Salamanca • Foi médico, filósofo, pedagogo, intelectual • Morreu em Paris com 79 anos • Foi médico de Catarina II da Rússia – recebendo dela uma tença
  20. 20. A Inquisição • Depois de regressar a Portugal, vindo de Salamanca, foi denunciado à Inquisição por um familiar • Acusado de prática de judaísmo, é obrigado a exilar-se • Viveu em Inglaterra, Holanda, Rússia e França
  21. 21. Obra • Publicou 9 manuscritos das dezenas que escreveu • Método para Aprender e Estudar a Medicina – bases teóricas para instituição de uma Faculdade Real de Medicina (à semelhança de Bolonha, Paris, Viena) • Cartas sobre a Educação da Mocidade – história do ensino na Europa, defesa do ensino pelo Estado
  22. 22. Cartas sobre a Educação da Mocidade – publicado em 1760
  23. 23. Obra Defendia que: • Estudantes deviam viajar pelas escolas e hospitais da Europa • Matemática e Física são essenciais para Medicina • Educação elitista – contra educação a populações rurais, a fim de evitar migração para as cidades, despovoamento dos campos e extinção dos ofícios
  24. 24. Resultados • Proposta instituição Colégio Real dos Nobres – reforma dos hábitos sociais da nobreza. Defesa valores como tolerância, instrução e utilidade pública • Leque exigido aos candidatos ao curso de Medicina • Proposta integração de cirurgia no ensino universitário • Influência nos estudos médicos • Influência Marquês de Pombal na sua ação cultural e científica, e modernização do país
  25. 25. Conclusão • Ao trabalharmos este tema, descobrimos que, na época de estagnação cultural e educativa em que Portugal se encontrava, era muito importante que surgissem ideias inovadoras. • Podemos concluir que António Verney e Ribeiro Sanches foram impulsionadores do desenvolvimento, tanto a nível educativo e pedagógico, como medicinal. Fosse pelas suas obras e as críticas e planos que continham, como pela maneira como influenciaram Marquês de Pombal, posteriormente, na sua fase de restauração do país.
  26. 26. Bibliografia • Calafate, Pedro. “António Nunes Ribeiro Sanches”. In: Instituto Camões. Disponível em: http://cvc.instituto- camoes.pt/filosofia/ilu10.html />. Acesso em: 2 Novembro 2013. • Calafate, Pedro. “Luís António Vernei”. In: Instituto Camões. Disponível em: <http://cvc.instituto-camoes.pt/filosofia/ilu5.html />. Acesso em: 2 Novembro 2013. • Editora, Porto. ‘’Verdadeiro Método de Estudar’’. In: Infopédia. Disponível em: <http://www.infopedia.pt/$verdadeiro-metodo-de-estudar/>. Acesso em: 1 Novembro 2013. • Freitas, Jorge. ‘’Os Estrangeirados E As Reformas Pombalinas do Ensino”. In: Wordpress. Disponível em: <http://historia789.files.wordpress.com/2013/02/os-estrangeirados-e-as reformas-pombalinas-do-ensino.pdf />. Acesso em: 1 Novembro 2013.
  27. 27. Bibliografia • Nabais, João-Maria. “Ribeiro Sanches, Um Estrangeirado na Europa das Luzes: 1699-1783”. In: Vidas Lusófonas. Disponível em: <http://www.vidaslusofonas.pt/ribeiro_sanches.htm/>. Acesso em: 2 Novembro 2013. • Pinheiro, José Mauricio Santos. “Bibliografia e Webgrafia”. In: Projeto de Redes. Disponível em: <http://www.projetoderedes.com.br/artigos/artigo_bibliografia_e_webgrafia.php/ >. Acesso em: 14 Novembro 2013. • Portugal, História de. “Luís António Verney”. In: História de Portugal. Disponível em <http://www.historiadeportugal.info/luis-antonio-verney/ >. Acesso em: 2 Novembro 2013. • Portugal, Biblioteca Nacional de. “Cartas Sobre a Educação da Mocidade”. In: Biblioteca Nacional de Portugal. Disponível em: <http://purl.pt/6377/5/#/4/>. Acesso em: 2 Novembro de 2013.

×