SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
Baixar para ler offline
O agudizar das tensões políticas
e sociais a partir dos anos 30 
Portugal: O Estado Novo
Como se efetou a transição da
ditadura militar para o Estado
Novo?
•  ditadura militar de 1926 a 1932
•  desentendimentos entre chefes
militares
•  sucessivas mudanças de chefes
do Executivo
•  em 1928, Salazar assume a
pasta das Finanças
•  em 1932, nomeado para a
chefia do Governo 
•  instauração de um nova ordem
política decalcada do modelo
fascista
Qual a sua visão para
a sociedade?
•  conservador e tradicionalista
(valorização das tradições portuguesas e
da ruralidade)
•  defesa de valores e conceitos morais:
Deus, a Pátria, a Família, a Autoridade,
a Paz Social, a Hierarquia, a Moralidade,
a Austeridade 
•  criticou-se a sociedade urbana e
industrial
•  protegeu-se a religião católica
•  reduziu-se a mulher a um papel passivo
•  estabeleceu-se o modelo da verdadeira
família portuguesa
Como se manifestava
o nacionalismo?
•  desígnio supremo Tudo pela
Nação, nada contra a Nação 
•  Portugueses um povo de heróis
•  dotado de qualidades
civilizacionais ímpares
•  um passado histórico marcado
pela superioridade da sua ação
evangelizadora
•  defensor da moral cristã e das
tradições nacionais
Quais as caraterísticas
do Estado Novo?
•  antiliberal (recusou a liberdade
individual)
•  antidemocrático (desvaloriza a
soberania popular)
•  totalitário (primazia do Estado sobre
o indivíduo)
•  antiparlamentar (partido único)
•  supremacia do poder executivo em
detrimento do legislativo
•  Salazar encarnou a figura do chefe
providencial e de salvador da
Pátria
Como organizava a
sociedade?
•  negou a luta de classes
•  a Nação é representada pelas
famílias e por organizações de
indivíduos agrupados pelas suas
funções ou interesses
•  existiam corporações de natureza
moral, cultural e económica
•  integravam patrões e
trabalhadores
•  meio de controle da economia e
das relações laborais
Como enquadrava as
massas?
•  Secretariado da Propaganda Nacional
(divulgação do ideário do regime e
padronização da cultura)
•  União Nacional (extinção dos partidos políticos
e limitação da liberdade de expressão)
•  obrigou-se o funcionalismo público a fazer
prova de fidelidade
•  Legião Portuguesa (organização miliciana para
defesa do Estado e conter a ameaça
bolchevista)
•  Mocidade Portuguesa (ideologizar a juventude)
•  controlou-se o ensino (expulsão de professores
e adoção do manual único)
•  Obra das Mães para a Educação Nacional
(formação das futuras mulheres e mães)
Como controlava a
sociedade?
•  criação de um aparelho repressivo
para perpetuar a sua ação
•  censura prévia à imprensa, ao
teatro, ao cinema, à rádio e à
televisão
•  polícia política destinada a prender,
torturar e matar opositores do
regime
•  detenções sem acusação formada
•  prisões e campos de concentração
•  rede de informadores
De que forma
controlava a economia?
•  controlo dos gastos públicos
•  criação de novos impostos
•  a neutralidade na segunda guerra
trouxe vantagens económicas 
•  Campanha do Trigo
•  programa de obras públicas
•  o condicionamento industrial tornou-
se um obstáculo à modernização e
fomentou os monopólios
•  corporativização dos sindicatos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Estado Novo Resumo
Estado Novo ResumoEstado Novo Resumo
Estado Novo ResumoEscoladocs
 
6 04 portugal uma sociedade capitalista dependente
6 04 portugal uma sociedade capitalista dependente6 04 portugal uma sociedade capitalista dependente
6 04 portugal uma sociedade capitalista dependenteVítor Santos
 
Portugal Estado Novo
Portugal   Estado NovoPortugal   Estado Novo
Portugal Estado NovoCarlos Vieira
 
6 02 a sociedade industrial e urbana
6 02 a sociedade industrial e urbana6 02 a sociedade industrial e urbana
6 02 a sociedade industrial e urbanaVítor Santos
 
9 01 fim da guerra fria
9 01 fim da guerra fria9 01 fim da guerra fria
9 01 fim da guerra friaVítor Santos
 
25 de Abril de 1974
25 de Abril de 197425 de Abril de 1974
25 de Abril de 1974João Lima
 
Regresso ao Demoliberalismo
Regresso ao DemoliberalismoRegresso ao Demoliberalismo
Regresso ao DemoliberalismoRui Nobre
 
6 01 as transformações economicas na europa e no mundo_alunos
6 01 as transformações economicas na europa e no mundo_alunos6 01 as transformações economicas na europa e no mundo_alunos
6 01 as transformações economicas na europa e no mundo_alunosVítor Santos
 
9 03 portugal no novo quadro internacional
9 03 portugal no novo quadro internacional9 03 portugal no novo quadro internacional
9 03 portugal no novo quadro internacionalVítor Santos
 
00 3 preparação_exame_nacional_2017
00 3 preparação_exame_nacional_201700 3 preparação_exame_nacional_2017
00 3 preparação_exame_nacional_2017Vítor Santos
 
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunosVítor Santos
 
Alterações na estrutura social e nos comportamentos.
Alterações na estrutura social e nos comportamentos.Alterações na estrutura social e nos comportamentos.
Alterações na estrutura social e nos comportamentos.nanasimao
 

Mais procurados (20)

Estado Novo Resumo
Estado Novo ResumoEstado Novo Resumo
Estado Novo Resumo
 
6 04 portugal uma sociedade capitalista dependente
6 04 portugal uma sociedade capitalista dependente6 04 portugal uma sociedade capitalista dependente
6 04 portugal uma sociedade capitalista dependente
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
 
Portugal Estado Novo
Portugal   Estado NovoPortugal   Estado Novo
Portugal Estado Novo
 
4.3. o estado novo
4.3. o estado novo4.3. o estado novo
4.3. o estado novo
 
6 02 a sociedade industrial e urbana
6 02 a sociedade industrial e urbana6 02 a sociedade industrial e urbana
6 02 a sociedade industrial e urbana
 
Apresentação A questão colonial
Apresentação A questão colonialApresentação A questão colonial
Apresentação A questão colonial
 
9 01 fim da guerra fria
9 01 fim da guerra fria9 01 fim da guerra fria
9 01 fim da guerra fria
 
25 de Abril de 1974
25 de Abril de 197425 de Abril de 1974
25 de Abril de 1974
 
Regresso ao Demoliberalismo
Regresso ao DemoliberalismoRegresso ao Demoliberalismo
Regresso ao Demoliberalismo
 
Regeneração
RegeneraçãoRegeneração
Regeneração
 
6 01 as transformações economicas na europa e no mundo_alunos
6 01 as transformações economicas na europa e no mundo_alunos6 01 as transformações economicas na europa e no mundo_alunos
6 01 as transformações economicas na europa e no mundo_alunos
 
9 03 portugal no novo quadro internacional
9 03 portugal no novo quadro internacional9 03 portugal no novo quadro internacional
9 03 portugal no novo quadro internacional
 
O estalinismo
O estalinismoO estalinismo
O estalinismo
 
00 3 preparação_exame_nacional_2017
00 3 preparação_exame_nacional_201700 3 preparação_exame_nacional_2017
00 3 preparação_exame_nacional_2017
 
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos
 
Os Lusíadas
Os LusíadasOs Lusíadas
Os Lusíadas
 
Apresentação As opções totalitárias
Apresentação As opções totalitáriasApresentação As opções totalitárias
Apresentação As opções totalitárias
 
Alterações na estrutura social e nos comportamentos.
Alterações na estrutura social e nos comportamentos.Alterações na estrutura social e nos comportamentos.
Alterações na estrutura social e nos comportamentos.
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
 

Destaque

Apresentação A Revolução Francesa 1415
Apresentação A Revolução Francesa 1415Apresentação A Revolução Francesa 1415
Apresentação A Revolução Francesa 1415Laboratório de História
 
Apresentação Portugal Coordenadas Económicas e Demográficas
Apresentação Portugal Coordenadas Económicas e DemográficasApresentação Portugal Coordenadas Económicas e Demográficas
Apresentação Portugal Coordenadas Económicas e DemográficasLaboratório de História
 
Guia de estudo n.º3 A Europa nos séculos XIII e XIV 1516
Guia de estudo n.º3 A Europa nos séculos XIII e XIV 1516Guia de estudo n.º3 A Europa nos séculos XIII e XIV 1516
Guia de estudo n.º3 A Europa nos séculos XIII e XIV 1516Laboratório de História
 
Sermão de Santo António aos Peixes - Cap. II e III
Sermão de Santo António aos Peixes - Cap. II e IIISermão de Santo António aos Peixes - Cap. II e III
Sermão de Santo António aos Peixes - Cap. II e IIIDina Baptista
 
Disponibilidades Hídricas
Disponibilidades HídricasDisponibilidades Hídricas
Disponibilidades Hídricasacbaptista
 
Sociedade Portuguesa dos séculos XIII e XIV
Sociedade Portuguesa dos séculos XIII e XIVSociedade Portuguesa dos séculos XIII e XIV
Sociedade Portuguesa dos séculos XIII e XIVCatarina Castro
 
Gigante Adamastor, d'Os Lusíadas
Gigante Adamastor, d'Os LusíadasGigante Adamastor, d'Os Lusíadas
Gigante Adamastor, d'Os LusíadasDina Baptista
 

Destaque (15)

Apresentação A Revolução Francesa 1415
Apresentação A Revolução Francesa 1415Apresentação A Revolução Francesa 1415
Apresentação A Revolução Francesa 1415
 
Apresentação A Sociedade de Ordens 1415
Apresentação A Sociedade de Ordens 1415Apresentação A Sociedade de Ordens 1415
Apresentação A Sociedade de Ordens 1415
 
Apresentação Portugal Coordenadas Económicas e Demográficas
Apresentação Portugal Coordenadas Económicas e DemográficasApresentação Portugal Coordenadas Económicas e Demográficas
Apresentação Portugal Coordenadas Económicas e Demográficas
 
Apresentação A Filosofia das Luzes 1415
Apresentação A Filosofia das Luzes 1415Apresentação A Filosofia das Luzes 1415
Apresentação A Filosofia das Luzes 1415
 
Apresentação As opções totalitárias
Apresentação As opções totalitáriasApresentação As opções totalitárias
Apresentação As opções totalitárias
 
Apresentação O Absolutismo 1415
Apresentação O Absolutismo 1415Apresentação O Absolutismo 1415
Apresentação O Absolutismo 1415
 
Apresentação n.º 1 O Modelo Ateniense
Apresentação n.º 1 O Modelo AtenienseApresentação n.º 1 O Modelo Ateniense
Apresentação n.º 1 O Modelo Ateniense
 
Guia de estudo n.º3 A Europa nos séculos XIII e XIV 1516
Guia de estudo n.º3 A Europa nos séculos XIII e XIV 1516Guia de estudo n.º3 A Europa nos séculos XIII e XIV 1516
Guia de estudo n.º3 A Europa nos séculos XIII e XIV 1516
 
P.ant vieira bio
P.ant vieira bioP.ant vieira bio
P.ant vieira bio
 
Relato hagiografico
Relato hagiograficoRelato hagiografico
Relato hagiografico
 
Epígrafe sermao
Epígrafe sermaoEpígrafe sermao
Epígrafe sermao
 
Sermão de Santo António aos Peixes - Cap. II e III
Sermão de Santo António aos Peixes - Cap. II e IIISermão de Santo António aos Peixes - Cap. II e III
Sermão de Santo António aos Peixes - Cap. II e III
 
Disponibilidades Hídricas
Disponibilidades HídricasDisponibilidades Hídricas
Disponibilidades Hídricas
 
Sociedade Portuguesa dos séculos XIII e XIV
Sociedade Portuguesa dos séculos XIII e XIVSociedade Portuguesa dos séculos XIII e XIV
Sociedade Portuguesa dos séculos XIII e XIV
 
Gigante Adamastor, d'Os Lusíadas
Gigante Adamastor, d'Os LusíadasGigante Adamastor, d'Os Lusíadas
Gigante Adamastor, d'Os Lusíadas
 

Semelhante a O agudizar das tensões políticas e sociais no Estado Novo português

Caderno Diário Portugal e o Estado Novo n.º 20 1415
Caderno Diário Portugal e o Estado Novo n.º 20 1415Caderno Diário Portugal e o Estado Novo n.º 20 1415
Caderno Diário Portugal e o Estado Novo n.º 20 1415Laboratório de História
 
História do Brasil
História do BrasilHistória do Brasil
História do BrasilJorge Miklos
 
Cidadania no brasil juli
Cidadania no brasil   juliCidadania no brasil   juli
Cidadania no brasil juliJuli Rossi
 
AULÃO UFSC 2019 - prof Daniel Bronstrup
AULÃO UFSC 2019 - prof Daniel BronstrupAULÃO UFSC 2019 - prof Daniel Bronstrup
AULÃO UFSC 2019 - prof Daniel BronstrupDaniel Alves Bronstrup
 
Mídia na era vargas
Mídia na era vargasMídia na era vargas
Mídia na era vargasnaiararohling
 
01. ciência política e o nascimento do estado moderno
01. ciência política e o nascimento do estado moderno01. ciência política e o nascimento do estado moderno
01. ciência política e o nascimento do estado modernoHernando Professor
 
Aula ifg educação sociedade e trabalho 2014 [salvo automaticamente]
Aula ifg educação  sociedade e trabalho 2014 [salvo automaticamente]Aula ifg educação  sociedade e trabalho 2014 [salvo automaticamente]
Aula ifg educação sociedade e trabalho 2014 [salvo automaticamente]Marizete Waldhelm
 
Apresentação Portugal no primeiro pós guerra 2
Apresentação Portugal no primeiro pós guerra 2Apresentação Portugal no primeiro pós guerra 2
Apresentação Portugal no primeiro pós guerra 2Laboratório de História
 
Apresentação portugal no primeiro pós guerra 2
Apresentação portugal no primeiro pós guerra 2Apresentação portugal no primeiro pós guerra 2
Apresentação portugal no primeiro pós guerra 2Escoladocs
 
1335289916 salazar
1335289916 salazar1335289916 salazar
1335289916 salazarPelo Siro
 

Semelhante a O agudizar das tensões políticas e sociais no Estado Novo português (20)

Apresentação O Estado Novo
Apresentação O Estado NovoApresentação O Estado Novo
Apresentação O Estado Novo
 
Projeto enem- história república velha
Projeto enem- história república velhaProjeto enem- história república velha
Projeto enem- história república velha
 
DIreito Socialista
DIreito SocialistaDIreito Socialista
DIreito Socialista
 
Curso cidades-aula-2
Curso cidades-aula-2Curso cidades-aula-2
Curso cidades-aula-2
 
Caderno Diário Portugal e o Estado Novo n.º 20 1415
Caderno Diário Portugal e o Estado Novo n.º 20 1415Caderno Diário Portugal e o Estado Novo n.º 20 1415
Caderno Diário Portugal e o Estado Novo n.º 20 1415
 
Ditaduras
DitadurasDitaduras
Ditaduras
 
3º ano - Era Vargas 1930-1945
3º ano  - Era Vargas 1930-19453º ano  - Era Vargas 1930-1945
3º ano - Era Vargas 1930-1945
 
História do Brasil
História do BrasilHistória do Brasil
História do Brasil
 
Aula3
Aula3Aula3
Aula3
 
3º ano era vargas
3º ano   era vargas3º ano   era vargas
3º ano era vargas
 
Cidadania no brasil juli
Cidadania no brasil   juliCidadania no brasil   juli
Cidadania no brasil juli
 
AULÃO UFSC 2019 - prof Daniel Bronstrup
AULÃO UFSC 2019 - prof Daniel BronstrupAULÃO UFSC 2019 - prof Daniel Bronstrup
AULÃO UFSC 2019 - prof Daniel Bronstrup
 
Mídia na era vargas
Mídia na era vargasMídia na era vargas
Mídia na era vargas
 
01. ciência política e o nascimento do estado moderno
01. ciência política e o nascimento do estado moderno01. ciência política e o nascimento do estado moderno
01. ciência política e o nascimento do estado moderno
 
Aula ifg educação sociedade e trabalho 2014 [salvo automaticamente]
Aula ifg educação  sociedade e trabalho 2014 [salvo automaticamente]Aula ifg educação  sociedade e trabalho 2014 [salvo automaticamente]
Aula ifg educação sociedade e trabalho 2014 [salvo automaticamente]
 
Apresentação Portugal no primeiro pós guerra 2
Apresentação Portugal no primeiro pós guerra 2Apresentação Portugal no primeiro pós guerra 2
Apresentação Portugal no primeiro pós guerra 2
 
Barbara freitag
Barbara freitagBarbara freitag
Barbara freitag
 
Barbara freitag
Barbara freitagBarbara freitag
Barbara freitag
 
Apresentação portugal no primeiro pós guerra 2
Apresentação portugal no primeiro pós guerra 2Apresentação portugal no primeiro pós guerra 2
Apresentação portugal no primeiro pós guerra 2
 
1335289916 salazar
1335289916 salazar1335289916 salazar
1335289916 salazar
 

Mais de Laboratório de História

Apresentação n.º3 A Europa nos séculos XIII a XIV 1516
Apresentação n.º3 A Europa nos séculos XIII a XIV 1516Apresentação n.º3 A Europa nos séculos XIII a XIV 1516
Apresentação n.º3 A Europa nos séculos XIII a XIV 1516Laboratório de História
 
Caderno diário os loucos anos 20 n.º 17 1415
Caderno diário os loucos anos 20 n.º 17 1415Caderno diário os loucos anos 20 n.º 17 1415
Caderno diário os loucos anos 20 n.º 17 1415Laboratório de História
 
Caderno diário as opções totalitárias n.º 19 1415
Caderno diário as opções totalitárias n.º 19 1415Caderno diário as opções totalitárias n.º 19 1415
Caderno diário as opções totalitárias n.º 19 1415Laboratório de História
 
Caderno diário a grande depressão n.º 18 1415
Caderno diário a grande depressão n.º 18 1415Caderno diário a grande depressão n.º 18 1415
Caderno diário a grande depressão n.º 18 1415Laboratório de História
 
Caderno Diário A revolução russa e o marxismo leninismo n.º 16 1415
Caderno Diário A revolução russa e o marxismo leninismo n.º 16 1415Caderno Diário A revolução russa e o marxismo leninismo n.º 16 1415
Caderno Diário A revolução russa e o marxismo leninismo n.º 16 1415Laboratório de História
 
Caderno Diário A Primeira Guerra Mundial e as transformações do pós-guerra n...
Caderno Diário A Primeira Guerra Mundial e as transformações do pós-guerra n...Caderno Diário A Primeira Guerra Mundial e as transformações do pós-guerra n...
Caderno Diário A Primeira Guerra Mundial e as transformações do pós-guerra n...Laboratório de História
 
Caderno diário As propostas socialistas n.º12 1415
Caderno diário As propostas socialistas n.º12 1415Caderno diário As propostas socialistas n.º12 1415
Caderno diário As propostas socialistas n.º12 1415Laboratório de História
 
Caderno diário As Transformações Económicas na Europa e no Mundo n.º10 1415
Caderno diário As Transformações Económicas na Europa e no Mundo n.º10 1415Caderno diário As Transformações Económicas na Europa e no Mundo n.º10 1415
Caderno diário As Transformações Económicas na Europa e no Mundo n.º10 1415Laboratório de História
 
Caderno diário O Liberalismo em Portugal n.º9 1415
Caderno diário O Liberalismo em Portugal n.º9 1415Caderno diário O Liberalismo em Portugal n.º9 1415
Caderno diário O Liberalismo em Portugal n.º9 1415Laboratório de História
 
Caderno diário A Revolução Francesa n.º8 1415
Caderno diário A Revolução Francesa n.º8 1415Caderno diário A Revolução Francesa n.º8 1415
Caderno diário A Revolução Francesa n.º8 1415Laboratório de História
 
Caderno diário A Filosofia das Luzes n.º7 1415
Caderno diário A Filosofia das Luzes n.º7 1415Caderno diário A Filosofia das Luzes n.º7 1415
Caderno diário A Filosofia das Luzes n.º7 1415Laboratório de História
 
Caderno Diário Imobilismo político e crescimento político do pós guerra a 1974
Caderno Diário Imobilismo político e crescimento político do pós guerra a 1974Caderno Diário Imobilismo político e crescimento político do pós guerra a 1974
Caderno Diário Imobilismo político e crescimento político do pós guerra a 1974Laboratório de História
 

Mais de Laboratório de História (20)

Apresentação n.º3 A Europa nos séculos XIII a XIV 1516
Apresentação n.º3 A Europa nos séculos XIII a XIV 1516Apresentação n.º3 A Europa nos séculos XIII a XIV 1516
Apresentação n.º3 A Europa nos séculos XIII a XIV 1516
 
Apresentação n.º 2 O Modelo Romano
Apresentação n.º 2 O Modelo RomanoApresentação n.º 2 O Modelo Romano
Apresentação n.º 2 O Modelo Romano
 
Guia de estudo n.º 2 O Modelo Romano
Guia de estudo n.º 2 O Modelo RomanoGuia de estudo n.º 2 O Modelo Romano
Guia de estudo n.º 2 O Modelo Romano
 
Guia de estudo n.º 1 O Modelo Ateniense
Guia de estudo n.º 1 O Modelo AtenienseGuia de estudo n.º 1 O Modelo Ateniense
Guia de estudo n.º 1 O Modelo Ateniense
 
Caderno diário os loucos anos 20 n.º 17 1415
Caderno diário os loucos anos 20 n.º 17 1415Caderno diário os loucos anos 20 n.º 17 1415
Caderno diário os loucos anos 20 n.º 17 1415
 
Caderno diário as opções totalitárias n.º 19 1415
Caderno diário as opções totalitárias n.º 19 1415Caderno diário as opções totalitárias n.º 19 1415
Caderno diário as opções totalitárias n.º 19 1415
 
Caderno diário a grande depressão n.º 18 1415
Caderno diário a grande depressão n.º 18 1415Caderno diário a grande depressão n.º 18 1415
Caderno diário a grande depressão n.º 18 1415
 
Caderno Diário A revolução russa e o marxismo leninismo n.º 16 1415
Caderno Diário A revolução russa e o marxismo leninismo n.º 16 1415Caderno Diário A revolução russa e o marxismo leninismo n.º 16 1415
Caderno Diário A revolução russa e o marxismo leninismo n.º 16 1415
 
Caderno Diário A Primeira Guerra Mundial e as transformações do pós-guerra n...
Caderno Diário A Primeira Guerra Mundial e as transformações do pós-guerra n...Caderno Diário A Primeira Guerra Mundial e as transformações do pós-guerra n...
Caderno Diário A Primeira Guerra Mundial e as transformações do pós-guerra n...
 
Caderno diário As propostas socialistas n.º12 1415
Caderno diário As propostas socialistas n.º12 1415Caderno diário As propostas socialistas n.º12 1415
Caderno diário As propostas socialistas n.º12 1415
 
Caderno diário As Transformações Económicas na Europa e no Mundo n.º10 1415
Caderno diário As Transformações Económicas na Europa e no Mundo n.º10 1415Caderno diário As Transformações Económicas na Europa e no Mundo n.º10 1415
Caderno diário As Transformações Económicas na Europa e no Mundo n.º10 1415
 
Caderno diário O Liberalismo em Portugal n.º9 1415
Caderno diário O Liberalismo em Portugal n.º9 1415Caderno diário O Liberalismo em Portugal n.º9 1415
Caderno diário O Liberalismo em Portugal n.º9 1415
 
Caderno diário A Revolução Francesa n.º8 1415
Caderno diário A Revolução Francesa n.º8 1415Caderno diário A Revolução Francesa n.º8 1415
Caderno diário A Revolução Francesa n.º8 1415
 
Caderno diário A Filosofia das Luzes n.º7 1415
Caderno diário A Filosofia das Luzes n.º7 1415Caderno diário A Filosofia das Luzes n.º7 1415
Caderno diário A Filosofia das Luzes n.º7 1415
 
Caderno diário O Absolutismo n.º6 1415
Caderno diário O Absolutismo n.º6 1415Caderno diário O Absolutismo n.º6 1415
Caderno diário O Absolutismo n.º6 1415
 
Guia de estudo o modelo romano 1415
Guia de estudo o modelo romano 1415Guia de estudo o modelo romano 1415
Guia de estudo o modelo romano 1415
 
O modelo romano 1415
O modelo romano 1415O modelo romano 1415
O modelo romano 1415
 
Apresentação O modelo ateniense
Apresentação O modelo atenienseApresentação O modelo ateniense
Apresentação O modelo ateniense
 
Caderno Diário O modelo ateniense
Caderno Diário O modelo atenienseCaderno Diário O modelo ateniense
Caderno Diário O modelo ateniense
 
Caderno Diário Imobilismo político e crescimento político do pós guerra a 1974
Caderno Diário Imobilismo político e crescimento político do pós guerra a 1974Caderno Diário Imobilismo político e crescimento político do pós guerra a 1974
Caderno Diário Imobilismo político e crescimento político do pós guerra a 1974
 

Último

QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptxErivaldoLima15
 

Último (20)

QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
 

O agudizar das tensões políticas e sociais no Estado Novo português

  • 1. O agudizar das tensões políticas e sociais a partir dos anos 30 Portugal: O Estado Novo
  • 2. Como se efetou a transição da ditadura militar para o Estado Novo? •  ditadura militar de 1926 a 1932 •  desentendimentos entre chefes militares •  sucessivas mudanças de chefes do Executivo •  em 1928, Salazar assume a pasta das Finanças •  em 1932, nomeado para a chefia do Governo •  instauração de um nova ordem política decalcada do modelo fascista
  • 3. Qual a sua visão para a sociedade? •  conservador e tradicionalista (valorização das tradições portuguesas e da ruralidade) •  defesa de valores e conceitos morais: Deus, a Pátria, a Família, a Autoridade, a Paz Social, a Hierarquia, a Moralidade, a Austeridade •  criticou-se a sociedade urbana e industrial •  protegeu-se a religião católica •  reduziu-se a mulher a um papel passivo •  estabeleceu-se o modelo da verdadeira família portuguesa
  • 4. Como se manifestava o nacionalismo? •  desígnio supremo Tudo pela Nação, nada contra a Nação •  Portugueses um povo de heróis •  dotado de qualidades civilizacionais ímpares •  um passado histórico marcado pela superioridade da sua ação evangelizadora •  defensor da moral cristã e das tradições nacionais
  • 5. Quais as caraterísticas do Estado Novo? •  antiliberal (recusou a liberdade individual) •  antidemocrático (desvaloriza a soberania popular) •  totalitário (primazia do Estado sobre o indivíduo) •  antiparlamentar (partido único) •  supremacia do poder executivo em detrimento do legislativo •  Salazar encarnou a figura do chefe providencial e de salvador da Pátria
  • 6. Como organizava a sociedade? •  negou a luta de classes •  a Nação é representada pelas famílias e por organizações de indivíduos agrupados pelas suas funções ou interesses •  existiam corporações de natureza moral, cultural e económica •  integravam patrões e trabalhadores •  meio de controle da economia e das relações laborais
  • 7. Como enquadrava as massas? •  Secretariado da Propaganda Nacional (divulgação do ideário do regime e padronização da cultura) •  União Nacional (extinção dos partidos políticos e limitação da liberdade de expressão) •  obrigou-se o funcionalismo público a fazer prova de fidelidade •  Legião Portuguesa (organização miliciana para defesa do Estado e conter a ameaça bolchevista) •  Mocidade Portuguesa (ideologizar a juventude) •  controlou-se o ensino (expulsão de professores e adoção do manual único) •  Obra das Mães para a Educação Nacional (formação das futuras mulheres e mães)
  • 8. Como controlava a sociedade? •  criação de um aparelho repressivo para perpetuar a sua ação •  censura prévia à imprensa, ao teatro, ao cinema, à rádio e à televisão •  polícia política destinada a prender, torturar e matar opositores do regime •  detenções sem acusação formada •  prisões e campos de concentração •  rede de informadores
  • 9. De que forma controlava a economia? •  controlo dos gastos públicos •  criação de novos impostos •  a neutralidade na segunda guerra trouxe vantagens económicas •  Campanha do Trigo •  programa de obras públicas •  o condicionamento industrial tornou- se um obstáculo à modernização e fomentou os monopólios •  corporativização dos sindicatos