6 corpo

904 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
904
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
25
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

6 corpo

  1. 1. 2. Estética medieval 2.3. O corpo na arte medieval
  2. 2. Agostinho: O que é a beleza do corpo? É a proporção das partes acompanhada por uma certa doçura de colorido. Através de Pitágoras, Platão e Aristóteles aparece a concepção quantitativa da beleza expressa pela díade chrôma kaì symmetría (ECO, 2010) Congruentia Consonantia
  3. 3. Hildegarda de Bingen, A criação com o Universo e o Homem cósmico, Revelações, 1230 É a razão que vê e não o olho Homo Quadratus O cosmo como grande homem e o homem como pequeno cosmo Número 4 e 5 (Eco, 2010, leitura pag. 53)
  4. 4. Catedral de Chartres, França, fachada ocidental de 1194 e portal sul de 1205 Adão e Eva expulsos por Deus, das portas de bronze da Catedral de Hildesheim, 1015 Corpo e arquitetuira
  5. 5. Alberto Magno: a beleza não só in corporibus , mas também in essentialibus e in spiritualibus. (Tatarkiewicz, p. 154, 1996) Guillaime de Machaut, Le livre du Voir-Dit, S. XIV
  6. 6. Detalhe A mulher sobre a besta , Beato de Liebana,iluminuras de Beato Fernando I e Sancha, S. VIII, Madrid, Biblioteca Nacional
  7. 7. Apocalipsis XIV, 14, Beato de Liebana,iluminuras de Beato Fernando I e Sancha, S. VIII, Madrid, Biblioteca Nacional
  8. 8. Crônica de Nuremberg, 1498 Leitura, ECO, 2005, p. 139 e p. 147 – 148 e 149
  9. 9. Crônicas de Nuremberg, 1498 Flagelação de Cristo, manuscrito s. XV, Normandia
  10. 10. tapeçaria Miniatura do Códice Manessiano, S. XIV, Heidelberg Gênero Identidade Hierarquia Hildegarda de Bingen (1098- 1179, Joana de Arco (1412- 1431), Cristine de Pizan (1363- 1429) Eleonor de Aquitaine (1122-1204) Hugo de Fouilloi: “belos são em efeito os seios que destacam pouco e são modicamente avultados, contidos mais não comprimidos, sujeitos suevamente e não se agitando em liberdade”
  11. 15. Bizantino, s. VI a VIII Leitura ECO, 2005, p. 111 – Isidoro de Sevilla e p. 113 HUIZINGA, Cap. 2, 2010, p.59
  12. 16. Irmãos Limbourg , Dezembro, As Mais Ricas Horas do Duque de Berry, 1413 Codex Manesse, 1305 – 1340, Zurique Gace Brulé, trovador ,
  13. 17. Detalhe Visão dos cavalos fantásticos , Beato de Liebana,iluminuras de Beato Fernando I e Sancha, S. VIII, Madrid, Biblioteca Nacional
  14. 18. Adão e Eva, da Bíblia de Carlos II da França, São Paolo Fuori le Mura, Roma Jan e Hubert van Eyck, Adão e Eva, Altar de Gante, 1432
  15. 19. Philipe de Mazerolles, para a obra de Valerius Maximus, Facta Dicta Memorabilia, S. XV Leitura HUIZINGA, 2010, Cap. 21 p.536- 537
  16. 20. Jan van Eyck, retrato de Margareta van Eyck, 1439 , Gillebert de Berneville , Haute chose a em amour, trovador
  17. 21. Giotto, o beijo de Judas, Capela Scrovegni, Padua, 1305 Humanização do drama divino
  18. 22. Petrus Cristus, retrato de jovem dama, 1460 Hans Melming, detalhe de A Apresentação no templo, 1463 Michael Pacher, Maria de Borgonha1490 Retrato Guillaume de Machaut, trovador
  19. 23. Roger van der Weyden, Isabel de Portugal, S. XV Margarita de Anju Rei Eduardo IV da Inglaterra
  20. 24. Webteca Mentes medievais, blog (em inglês) Textos para eBook sobre a sociedade medieval (em inglês) As mulheres na Idade Média (em inglês) Bibliografia ECO, U. Arte e Beleza na Estética Medieval . Editora Record, 2010. ___, _. História da Beleza . Editora Record, 2005. HUIZINGA, J. O outono da Idade Média . São Paulo, Cosac Naify, 2010.

×