Ambientes, Mudanças Globais e Impactos Humanos - Capitulo 23

3.607 visualizações

Publicada em

Ambientes, Mudanças Globais e Impactos Humanos

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.607
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
80
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ambientes, Mudanças Globais e Impactos Humanos - Capitulo 23

  1. 1. PARA ENTENDER A TERRA CAPÍTULO 23: AMBIENTES, MUDANÇAS GLOBAIS E IMPACTOS HUMANOS Lecture Slides prepared by Bill Dupré • Peter Copeland Copyright © 2004 by W. H. Freeman & Company Frank Press • Raymond Siever • John Grotzinger • Thomas H. Jordan QUARTA EDIÇÃO
  2. 2. Fig. 23.1 INTERAÇÃO GEOSSISTEMA: CLIMA- TECTÔNICA DE PLACAS - GEODINAMO
  3. 3. Fig. 23.3 Componentes do Sistema Climático Terrestre
  4. 4. Fig. 23.3 Atividades Humanas Acarretam Mudanças Sea ice and extent of glaciers Land surface, vegetation, and ecosystems The hydrologic cycle Oceanic circulation, sea level, and geochemistry Atmospheric composition and circulation
  5. 6. Fig. 23.4 Mares gelados constituem importantes componentes da criosfera ESTREITO DE BERING, Maio 2002
  6. 7. Fig. 23.5 Energia Solar ~ 342 Watts/meter 2 Energia Geotermal ~ 0.06 Watts/meter 2 Radiação da Terra
  7. 8. Fig. 23.6 Entrada e Saída de Radiação na Atmosfera Terrestre
  8. 9. O que são os gases estufa? (exceção H 2 O) <ul><li>Carbon Dioxide: 49% </li></ul><ul><li>Methane: 18% </li></ul><ul><li>“ CFC’s”: 14% </li></ul><ul><li>Nitrous Oxides: 6% </li></ul><ul><li>Others: 13% </li></ul>
  9. 10. Quais são as fontes de emissão de CO 2 ? <ul><li>Queima de Combustíveis Fósseis: 75% </li></ul><ul><li>Uso da Terra: 15% </li></ul><ul><li>Produção Industrial: 7% </li></ul><ul><li>Queimadas: 3% </li></ul>
  10. 11. Fig. 23.8a Temperaturas Globais Comparadas com o aumento da Concentração de CO2
  11. 12. Fig. 23.8b Temperaturas Globais e Concentração de CO 2 ao longo dos últimos Milenios
  12. 13. Fig. 23.8b Como podemos determinar as temperaturas Globais e a Concentração de CO2 em períodos anteriores?
  13. 14. Box 16.1 O testemunho de gelo, por exemplo, o da Estação Ciência Vostok na Antártica, oferece mais de 100 mil anos de dados sobre: 1) a temperatura, 2) o conteúdo de CO2, e 3) o conteúdo de metano  
  14. 15. Fig. 23.7 Temperaturas globais e concentração de gases efeito estufa declinam durante períodos glaciais
  15. 16. Fig. 23.7 Temperaturas e concentração de gases estufa aumentam durante períodos interglaciais
  16. 17. Fig. 23.7 O Clima tem se mantido relativamente quente e estável durante os últimos 10 mil anos (Interglacial Holoceno)
  17. 18. Box 23.1 El Niño e La Niña
  18. 19. Box 23.1 Durante os anos normais, as águas superficiais mais quentes no Pacífico estão no leste da Indonésia
  19. 20. Box 23.1 Durante os anos normais, as águas superficiais mais quentes no Pacífico estão no leste da Indonésia Quando o padrão oscila de um &quot;El Niño&quot;, as mudanças de água quente do leste Pacífico se encontram no leste ao largo da Indonésia
  20. 21. Box 23.1 Durante os anos normais, as águas superficiais mais quentes no Pacífico estão no leste da Indonésia Quando o padrão oscila de um &quot;El Niño&quot;, as mudanças de água quente do leste Pacífico se encontram no leste ao largo da Indonésia “ La Nina&quot; é caracterizada por temperaturas mais frias da superfície do Pacífico e ventos mais fortes no Pacífico tropical oriental
  21. 22. Box 23.1 South America Durante “Anos Nomais” A água quente no Pacífico oeste causa baixa pressão e alta pluviosidade; de leste a oeste; fluxo de água quente para o oeste; causando o resfriamento no fluxo da água na América do Sul.
  22. 23. Box 23.1 South America Durante “El Niño” O deslocamento de água quente no Pacífico oriental provoca seca no Pacífico ocidental; A baixa pressão sobre o Pacífico oriental quente provoca fortes chuvas e inibe ressurgências ao longo da costa da América do Sul.
  23. 24. Fig. 23.9 Transporte e Processos entre Componentes do Sistema Climático
  24. 25. Fig. 23.10 O Ciclo do Cálcio (fluxos de entrada e saída do oceano) Gt = gigaton
  25. 26. Fig. 23.11 O Ciclo do Carbono (reservatório global e fluxos)
  26. 27. Fig. 23.12 Efeitos Humanos no Ciclo do Carbono
  27. 28. Fig. 23.12 Efeitos Humanos no Ciclo do Carbono Atividades humanas liberam ~ * 7,1 Gt de carbono na atmosfera a cada ano *Gt = gigaton
  28. 29. Fig. 23.12 Efeitos Humanos no Ciclo do Carbono Atividades humanas liberam ~ * 7,1 Gt de carbono na atmosfera a cada ano *Gt = gigaton Crescimento das plantas e trocas ar-mar removem ~ 3,8 Gt / ano
  29. 30. Fig. 23.12 Efeitos Humanos no Ciclo do Carbono Atividades humanas liberam ~ * 7,1 Gt de carbono na atmosfera a cada ano *Gt = gigaton Crescimento das plantas e trocas ar-mar removem ~ 3,8 Gt / ano Gerando um aumento atmosférica de ~ 3,3 Gt / ano .
  30. 31. Fig. 23.13
  31. 32. Fig. 23.13
  32. 33. Fig. 23.13 Efeitos das Chuvas Ácidas: Antes e Depois
  33. 34. Fig. 23.14 Atividades das Chuvas Ácidas nos EUA 1955-1998
  34. 35. Fig. 23.14 A queima do carvão gera alto teor de enxofre do ácido sulfúrico na atmosfera que cai como chuva ácida na direção dos ventos, para o Nordeste .
  35. 36. Fig. 23.14 As chuvas tornaram-se mais ácidas e aumento das áreas afetadas até que os regulamentos de redução de enxofre foram aprovados ...
  36. 37. Fig. 23.14 .... redução de chuva ácida na região Nordeste, porém as usinas de carvão no sudoeste têm aumentado a chuva ácida nessas regiões.
  37. 38. Fig. 23.15
  38. 39. Fig. 23.16 As mudanças projetadas na concentração de ozônio Com e Sem o Protocolo de Montreal
  39. 40. É um tratado internacional em que os países signatários se comprometem a substituir as substâncias que se demonstrou estarem reagindo com o ozônio (O 3 ) na parte superior da estrastosfera (conhecida como ozonosfera). O tratado esteve aberto para adesões a partir de setembro de 1987 e entrou em vigor em 1 de Janeiro de 1989. Ele teve adesão de 150 países e foi revisado em 1990, 1992, 1995, 1997 e 1999. O Protocolo de Montreal
  40. 41. Fig. 23.17a Projeção nas Trocas de Concentração de CO 2 em Três Cenários Diferentes
  41. 42. Fig. 23.17b Projeção das trocas nas temperaturas Globais em Três Cenários Diferentes Série de incerteza contínua dependência dos combustíveis fósseis aumento dos combustíveis não fósseis conversão rápida  uso de tecnologias limpas e mais eficientes
  42. 43. Fig. 23.18 O aquecimento global projeta a redução da calota polar norte, prejudicando os ecossistemas do Ártico, embora, facilite a navegação .
  43. 44. Table 23.1 Efeitos Potenciais e alterações climáticas,  em vários sistemas Systems Potential Effects

×