COMO CONSTRUIR E DESENVOLVER OS PRINCÍPIOS DE
CONVIVÊNCIA DEMOCRÁTICA NA ESCOLA?
Eronilde Rodrigues de Sousa
eronilde@hotm...
Falar em gestão democrática nos elevou a algo maior que engloba mudanças,
expectativas e inovações que devem acontecer nas...
REFERÊNCIAS BIBIOGRAFICA:
PROGESTÃO: Como Construir e Desenvolver os Princípios de Convivência Democrática na
Escola? Módu...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ensaio eronilde modulo v

283 visualizações

Publicada em

COMO CONSTRUIR E DESENVOLVER OS PRINCÍPIOS DE CONVIVÊNCIA DEMOCRÁTICA NA ESCOLA?

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
283
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ensaio eronilde modulo v

  1. 1. COMO CONSTRUIR E DESENVOLVER OS PRINCÍPIOS DE CONVIVÊNCIA DEMOCRÁTICA NA ESCOLA? Eronilde Rodrigues de Sousa eronilde@hotmail.com Palavra Chave: Realidades, Possibilidades, Mudanças. (...) O ambiente escolar deve ser organizado de tal forma que os alunos possam se sentir mais valorizados e capazes de obter sucesso nos estudos. E que, ao estabelecerem laços afetivos com a escola e com os professores, eles possam aprender pela vivência da curiosidade, pelo desejo de ver, fazer, indagar e construir. Tudo isso sem negar sua condição social, muitas vezes cruel, nem aceitá-la como imutável. Trabalhar com o sentido da realidade e das possibilidades, ou, como diz Paulo Freire, em Pedagogia da Autonomia (1996): “Mudar a educação é difícil, mas é possível”. (...). Página 53, caderno de estudo do PROGESTÃO módulo V. Isso é possível quando se é capaz de ver o mundo em torno da gente. Um cidadão é capaz de aprender as coisas mais difíceis do mundo se ele estiver envolvido no processo. A escola possui materiais extremamente sedutor mais não sabe seduzir,apenas transmite o que sabe. O que orienta nossa escola?O que a estrutura? A proposta da gestão democrática é fazer pessoas mais crítica, conscientes, conhecer seu mundo, fazer-se mais sujeito e autor.
  2. 2. Falar em gestão democrática nos elevou a algo maior que engloba mudanças, expectativas e inovações que devem acontecer nas escolas com o foco único que é a melhoria do ensino e aprendizagem. A educação precisa formar uma coordenação de o serviço democrático formar uma direção democrática. (...) Que mundo é este!? Nossas crianças e jovens estão enfrentando situações novas que o mundo não conhecia antes e que não podem mais ser resolvidas só pela família, pela escola ou por qualquer outra instituição isoladamente. O mundo de hoje exige que os jovens estejam também inseridos em outros referenciais de conhecimento: técnicos, como a informática; éticos, como a autonomia sobre o corpo; ou ligados à cidadania, como os direitos humanos e de consumidor, entre outros. É importante que os jovens desenvolvam a reflexão sobre a responsabilidade que eles têm sobre os rumos de suas vidas. Como? Desenvolvendo com eles atividades que propiciem o exercício da autonomia, na qual o aluno passará de vítima ou de culpado a mais um aliado no movimento de construção por uma escola e um mundo melhor. (...) página 78, caderno de estudo do PROGESTÃO - módulo V. Sabe-se que a criança sofre violência intelectual, pois é desprezada a sua potencialidade, porque ela não é levada a sério a se apropriar da cultura em que ela vive, muitas vezes é podadas de seus conhecimentos prévios. Quando se trabalha com autonomia você tem mais possibilidades de criação, possibilita ter uma visão aguçada onde o olhar de um melhora o olhar do outro.
  3. 3. REFERÊNCIAS BIBIOGRAFICA: PROGESTÃO: Como Construir e Desenvolver os Princípios de Convivência Democrática na Escola? Módulo / V, Autores deste Módulo: Maria Celeste da Silva Carvalho Ana Célia Bahia Silva . Coordenação geral: Maria Aglaê de Medeiros Machado - Brasília: Consed – Conselho Nacional de Secretários de Educação, 2001.

×