COMO CONSTRUIR E DESENVOLVER OS PRINCÍPIOS DE CONVIVÊNCIA
DEMOCRÁTICA NA ESCOLA?
Aline Brilhante Ferreira
haline -2012@hot...
Fez –se uma reflexão sobre a seguinte interrogativa:
Que escola queremos para nossas crianças e nossos jovens ?
Uma ESCOLA...
REFERÊNCIAS BIBIOGRAFICA:
PROGESTÃO: Como Construir e Desenvolver os Princípios de Convivência Democrática na
Escola? Módu...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ensaio aline modulo v

1.502 visualizações

Publicada em

COMO CONSTRUIR E DESENVOLVER OS PRINCÍPIOS DE CONVIVÊNCIA DEMOCRÁTICA NA ESCOLA?

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.502
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
25
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ensaio aline modulo v

  1. 1. COMO CONSTRUIR E DESENVOLVER OS PRINCÍPIOS DE CONVIVÊNCIA DEMOCRÁTICA NA ESCOLA? Aline Brilhante Ferreira haline -2012@hotmail.com Palavra – Chave: Mudanças, Princípios, Construção. As mudanças na gestão escolar aconteceram no contexto da redemocratização do país, o primeiro movimento em prol da gestão democrática foi no âmbito da constituinte. Na LDB, esse princípio se expande um pouco mais com a formação de conselhos na escola,com a participação dos professores na formação do PPP. A concepção de gestão democrática se amplia para lei de escolha de diretores. Sabe-se que há princípios básicos que norteiam o trabalho do gestor democráticos e um dos princípios é constituir um PPP participativo que rompe o modelo arcaico de modelo autoritário e faça um trabalho coletivo e que este PPP possa ser um projeto com legitimidade e inovação. A gestão democrática escolar está ligada a construção da cidadania,tendo como estratégia o PPP,o conselho escolar,professores,alunos e pais são todos convidados a fazer parte da construção de uma verdadeira educação de qualidade que o gestor constrói criando espaços físicos dinâmico onde possam desenvolver ações e pessoas envolve-se sendo atuante participativo nas ações no âmbito escolar.
  2. 2. Fez –se uma reflexão sobre a seguinte interrogativa: Que escola queremos para nossas crianças e nossos jovens ? Uma ESCOLA que promova as pessoas. (...) A escola deve constituir-se em ajuda intencional, sistemática, planejada e continuada para todos os alunos, diferenciando-se de outras práticas educativas tais como as que acontecem na família, no trabalho, no lazer e no convívio social de modo geral. É missão da escola criar oportunidades para o desenvolvimento de relações interpessoais,cognitivas,afetivas,éticas e estéticas pelo processo de construção reconstrução de conhecimentos.É preciso que todos desenvolvam suas capacidades e aprendam conteúdos essenciais que lhes sirvam de instrumentos de compreensão da realidade e de participação em relações sociais, políticas e culturais diversificados e cada vez mais amplas.(...) página 21,caderno de estudo do PROGESTÃO,modulo V. Na gestão democrática a escola passou a ser uma escola viva,onde busca parcerias,busca resultados reais e concretos de modo que pessoas são colocadas no mercado de trabalho,alunos começam a entrar nas universidades,então a sociedade passa a olhar para escola com outro olhar. Outro princípio que contribui bastante na construção da cidadania é: fazer levantamento das necessidades da comunidade interna e externa com a interrogativa. ‘Que escola temos e que escola queremos pro futuro?’ E a partir de então constitui uma interação entre escola e comunidade onde escola respeita a comunidade e a comunidade passa a respeitar a escola. Caminha junto à escola e comunidade com os mesmos objetivos.
  3. 3. REFERÊNCIAS BIBIOGRAFICA: PROGESTÃO: Como Construir e Desenvolver os Princípios de Convivência Democrática na Escola? Módulo / V, Autores deste Módulo: Maria Celeste da Silva Carvalho Ana Célia Bahia Silva Coordenação geral : Maria Aglaê de Medeiros Machado - Brasília: Consed – Conselho Nacional de Secretários de Educação, 2001.

×