O Ciclo das Rochas

272 visualizações

Publicada em

Ciclo das Rochas

Publicada em: Ciências
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
272
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Ciclo das Rochas

  1. 1. Rochas Sedimentares Magmáticas Metamórficas Fragmentos de outras rochas (detritos ou clastos); precipitação química; Materiais orgânicos. Magma, proveniente da atmosfera ou resultante da fusão de rochas da litosfera. Recristalização, no estado sólido, de rochas pré existentes(alterações mineralógicas e texturais.
  2. 2. Gênese das rochas sedimentares:  Sedimentogênese: Compreende os processos que intervêm desde a elaboração dos materiais que vão constituir as rochas sedimentares até à deposição desses materiais. Meteorização, Erosão, transporte, Sedimentação.  Diagênese: Inclui processos físico-químicos que transformam sedimentos em rochas sedimentares. Compactação e cimentação.  Envolvem na sua formação o Ciclo da Água, cujo “motor” é a energia solar.
  3. 3.  Meteorização: As rochas sofrem alterações químicas e mecânicas provocadas, principalmente, pela água.  Erosão: Remoção de sedimentos formados pela meteorização. Agentes erosivos: Água, vento, seres vivos, gelo, neve.  Transporte: Deslocação dos sedimentos,geralmente, no seio de um fluido – ar ou água.  Sedimentação: deposição de sedimentos em estratos, por ação da força da gravidade
  4. 4. Rochas detríticas, Químicas e Bioquímicas: Rochas sedimentares Formam-se por acumulação de sedimentos Precipitação de sedimentos químicos dissolvidos numa solução aquosa Acumulação de organismos após a sua morte Detríticas ou Clásticas Químicas Bioquímicas ou orgânicas
  5. 5. Detríticas ou Clasticas: Não consolidadas: Areia, Argila, Cascalho, Caulino. Consolidadas: Arenito, Argilito, conglomerad o; Brecha. Químicas: Sal-gema, Gesso, Calcário. Bioquímicas ou orgânicas: Calcário conquifero, Calcário coralino, Carvão.
  6. 6. cascalho caulino Rochas consolidadas: arenito conglomerado Rochas Químicas: Sal-gema calcário Rochas Bioquímicas: carvão Calcário conquifero
  7. 7.  É nos estratos das rochas sedimentares que se encontram fósseis com mais freqüência. Rochas sedimentares bioquímicas:
  8. 8.  Formam-se por solidificação do magma, em profundidade ou na superfície.  Origem:  Arrefecimento em Profundidade:(intrusivas ou plutônicas) É um arrefecimento lento(pois a temperatura é elevada), promovendo a formação de cristais bem desenvolvidos. A cristalização é completa com cristais de grandes dimensões/Granito.  Arrefecimento à superfície: (Extrusivas ou vulcânicas) É um arrefecimento rápido a temperatura é baixa), não permitindo a formação rápida de cristais desenvolvidos. Cristalização incompleta ou inexistente/Basalto ou Obsidiana. obsidiana basalto granito
  9. 9.  Formam-se por transformação de rochas preexistentes por ação de fatores de metamorfismo: Temperatura e/ou Pressão.  A transformação ocorre no Estado Solido- Se os minerais se fundissem originaria magma.  Nesta transformação os minerais tornam-se instáveis e transformam-se noutros de estruturas e composições diferentes.
  10. 10. Rochas Metamórficas Com Foliação Sem foliação – textura granular Quando a rocha sofre elevada pressão os seus minerais reorganizam-se dispondo-se em planos – Metamorfismo regional (limites convergentes) A rocha preexistente sofreu ação de temperatura muito elevada - metamorfismo de contato(intrusões)
  11. 11. Metamorfismo Regional De Contato Zonas de colisão de placas litosféricas – associadas á formação de cadeias montanhescas e dobras – elevada Pressão (e também temperatura) Áreas de intrusões magmáticas – devido a elevada temperatura do magma que em contato com a rocha que esta sofrendo transformação.
  12. 12. Xisto gnaisse
  13. 13. Ciclo das Rochas ROSANE CADENA- 20

×