Programa de Pesquisa em Biodiversidade - PPBio       O Programa de Pesquisa em Biodiversidade – PPBio é um programa gerado...
Núcleo Regional do Mato Grosso       O Núcleo da Amazônia Meridional (NURAM) foi criado em março de 2007 emreunião em Bras...
pesquisa de longa duração, por meio de protocolos de inventários estruturados, nosmódulos da Amazônia Meridional no Parque...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Pp bio

249 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
249
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pp bio

  1. 1. Programa de Pesquisa em Biodiversidade - PPBio O Programa de Pesquisa em Biodiversidade – PPBio é um programa gerado noâmbito da Secretaria de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento –SEPED, do Ministério de Ciência e Tecnologia, a partir de demandas concretas vindasda comunidade científica e da sociedade brasileira. Foi desenvolvido em consonânciacom os princípios da Convenção sobre Diversidade Biológica, com as diretrizes daPolítica Nacional de Biodiversidade (Decreto 4.339, de 22/08/2002) e com asprioridades apontadas pela Conferência Nacional de Ciência e Tecnologia de 2002.Criado em 2004, tem a missão de desenvolver uma estratégia de investimento em C & Tque priorize e integre competências em pesquisa e transferência de conhecimento embiodiversidade, gerando, integrando e disseminando informações que possam serutilizadas para diferentes finalidades. A gestão do programa é realizada pelo Ministério de Ciência e Tecnologia eadota um modelo descentralizado composto por Núcleos Executores (NE’s) e NúcleosRegionais (NR’s). Cabe aos núcleos executores coordenar as atividades de pesquisa,capacitação e gerenciamento da informação de cada rede e aos núcleos regionais odesenvolvimento das pesquisas e manutenção das coleções.Os Núcleos Executores do programa são:  Amazônia Oriental - Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG)  Amazônia Ocidental – Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA)  Semi Árido - Universidade Estadual de Feira de SantanaNúcleos Regionais Amazônia Oriental  Núcleo Regional do Pará  Núcleo Regional do Amapá  Núcleo Regional do Maranhão  Núcleo Regional do Mato Grosso  Núcleo Regional do Tocantins  Núcleo de Comunicação e Difusão  Núcleo BioGeoInformática ( NBGI )
  2. 2. Núcleo Regional do Mato Grosso O Núcleo da Amazônia Meridional (NURAM) foi criado em março de 2007 emreunião em Brasília, sendo o convênio assinado em 18 de junho de 2007 em Cuiabá,pela Universidade do Estado de Mato Grosso, pela Secretaria de Ciência e Tecnologiado Estado de Mato Grosso (SECITEC) e Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado deMato Grosso (FAPEMAT) e Museu Paraense Emilio Goeldi, representando oMinistério de Ciência e Tecnologia, tendo como parceira a Universidade Federal deMato Grosso. Além de colaboradores de instituição extra amazônicas, como UFRGS,atualmente conta com 35 pesquisadores, 3 colaboradores credenciados e 7 bolsistas.Com a criação do núcleo, foi iniciada na Universidade Estadual do Mato Grosso,campus de Alta floresta a reforma física para a criação de uma infra-estrutura depesquisa, antes inexistente na Universidade. Esta estrutura é composta por salas detriagem para peixes, vertebrados e invertebrados; sala para biogeoinformática; capturade imagens da biota coletados; Coleção de peixes e o Herbário da AmazôniaMeridional. O projeto de pesquisa do núcleo aprovado pelo CNPq em 2009 - “Inventários,conservação e valoração de alternativas sustentáveis do uso da Biodiversidade naAmazônia Meridional” - tem como objetivo principal o inventário da biodiversidade degrupos taxonômicos na escala regional associada aos fatores abióticos, usandoprotocolos de coleta padronizados como estratégia de inventários, integrando a práticaecológica com a taxonomia, melhorando as informações associada às coleções epossibilitando novos usos da biodiversidade. O projeto pretende: (1) Qualificar e manter as coleções científicas de zoologia ebotânica apoiadas pelo Núcleo Amazônia Meridional (UNEMAT e UFMT) e sua infra-estrutura associada, provendo as condições necessárias para o pleno funcionamento dasmesmas, de forma a otimizar o seu aproveitamento como fonte e depositório primáriosdas informações sobre a biodiversidade amazônica; (2) Promover a formação e aqualificação de recursos humanos através do apoio à projetos de graduação e pós-graduação em sistemática e ecologia desenvolvidos no âmbito do projeto; (3) Ampliar oconhecimento taxonômico e ecológico da Amazônia Meridional, promovendoinventários estruturados rápidos em áreas selecionadas; (4) Realizar projetos de
  3. 3. pesquisa de longa duração, por meio de protocolos de inventários estruturados, nosmódulos da Amazônia Meridional no Parque Nacional do Juruena; (5) Capacitar onúcleo regional de pesquisa para atuar na rede de inventários biológicos padronizados;(6) Apresentar novas estratégias para o uso sustentável da biodiversidade da Zona deAmortecimento do Parque Nacional do Juruena; (7) Garantir a integração do Projetocom a Rede PPBio – Amazônia Oriental e com os demais projetos associados, atravésda disponibilização de dados nas plataformas de integração do PPBio e da participaçãoem reuniões de planejamento, trabalho, coordenação e comunicação de resultados.

×