Administração geral, gestão, ambiente externo e escolas

776 visualizações

Publicada em

Administração de empresas, Gestão, Ambiente Externo e Escolas da Administração.

Publicada em: Carreiras
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
776
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
69
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Administração geral, gestão, ambiente externo e escolas

  1. 1. ADMINISTRAÇÃO Gestão, ambientes e teorias Henrique Ferreira
  2. 2. Definição de Administração  É um ramo das ciências humanas caracterizado pela aplicação prática de um conjunto de princípios, normas e funções nas organizações, buscando sempre atingir seus objetivos com eficiência.
  3. 3. P O D C PLANEJAR ORGANIZAR DIRIGIR CONTROLAR
  4. 4. O QUE É??  PLANEJAR – Ter percepção da realidade, avaliar e traçar os caminhos e determinar objetivos a serem alcançados de forma eficiente.  ORGANIZAR – Reunir recursos para atingir determinado objetivo.  Dirigir – Conduzir as pessoas para conclusão de projetos ou em diversos setores.
  5. 5. Controlar – Supervisionar as tarefas para a obtenção de resultados positivos, buscando, como exemplo, os relatórios para lhe auxiliar neste controle.
  6. 6. O Papel dos Gerentes!  O que e ser Gerente? O gerente é quem responderá pelo desenvolvimento e objetivos de sua equipe, ou seja, responsável pelo trabalho dos mesmos.
  7. 7. Os 10 papéis de um Gerente  1° - Líder  2° - Coordenador  3° - Multiplicador  4° - Eficiente  5° - Espirito empreendedor  6° - Maturidade  7° - Visionário  8° - Negociador  9° - Motivador  10° - Representante
  8. 8. Os Administradores e o ambiente externo.  O primeiro passo é verificar as oportunidades e ameaças que estão no ambiente externo, após isso, encontrar as melhores maneiras de evitar e desfrutar destas situações.
  9. 9. Oportunidades: São situações que podem favorecer as suas situações estratégicas, desde que seja aproveitada de forma satisfatória. Ameaças: São obstáculos criados em suas ações estratégicas, que poderão ser evitados dependendo da mesma.
  10. 10. Analise externa! Analisar as oportunidades e ameaças em potencial e desenvolver o cenário para que a situação seja a melhor possível, sempre atento a lhe dar com as mudanças e incertezas. “Um cliente insatisfeito pode causar uma demissão em massa, pois, seu concorrente estará o esperando de braços abertos”.
  11. 11. Evolução do pensamento e da teoria administrativa.  A transformação da sociedade vem acontecendo de forma avassaladora com uma grande gama de informações, onde a o forma de transmissão de conhecimentos vem exigindo uma maior integração e adaptação das pessoas.
  12. 12. Surgimento da ciência administrativa e seu enriquecimento.  Taylor – Surgiu com ele a ideia da necessidade da inovação nos processos produtivos, enfatizando o trabalho com eficiência. Tarefas em Múltiplas etapas, máxima produção e diminuição dos custos. TAYLORISMO
  13. 13. HENRY FORD  Surgiu com o desenvolvimento do trabalho especializado.  Produção repetitiva, produção em série ou produção padronizada.  Explorava estratégias diferenciadas e técnicas de racionalização dos recursos, o humano era o principal (FERREIRA, 2000).
  14. 14. FAYOL  Pensador do processo administrativo, um conjunto de atividades administrativas que tanto exerciam influências, como influenciavam as atividades gerenciais administrativas. Foi o desenvolvedor do PODC.
  15. 15. ESCOLA HUMANÍSTICA  Representantes: Elton Mayo e Hawthorne. Teve como seu grande foco a motivação para atingir as metas da organização. Relação de grupo = Organização mais produtiva e trabalhadores mais felizes. Processo participativo e tomada de decisões com funionários = Maior esforço produtivo e articipativo
  16. 16. MAX WEBER  Surgiu com uma nova visão de administrar. Modelo evotuvio que tratasse métodos racionais e de gestão. Disciplina e rigidez num processo de adequação dos meios aos fins. (MOTTA E PEREIRA, 1991). As empresas não dependiam de pessoas especificas para funcionarem, já que eram peças móveis e substituíveis.
  17. 17. A evolução de algumas escolas da administração mostram ideias de novas formatações organizacionais, objetivando o conhecimento e o desenvolvimento. Podemos considerar as teorias administrativas nas mais diversas visões e probabilidades evolutivas.
  18. 18. OBRIGADO

×