SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
Trabalho Ministério
11 Diferenças entre Trabalho e Ministério
11 Diferenças entre Trabalho e Ministério Muitas pessoas hoje em dia tem investido suas vidas na obra de Deus como se fosse um trabalho qualquer, uma obrigação a ser feita na igreja para não serem taxados de “esquenta banco”. Mas cremos que a obra de Deus é feita em cima de um chamado, um encargo que Deus coloca no coração de cada líder. Por isso antes de começar a fazer qualquer coisa, é preciso ter certeza do chamado e entender a diferença entre Trabalho e Ministério.
As 11 Diferenças entre Trabalho e Ministério 1ª Trabalho é realizado por voluntários. Ministério, por pessoas que respondem a um chamado de Deus. ,[object Object]
Voluntários trabalham somente se alguém pedir ou escalá-lo para uma tarefa, ele não tem iniciativa própria. Um trabalho qualquer pessoa pode fazer, realizar, basta se dispor e aprender. Mas ministério exige fé, pois é uma resposta a um chamado de Deus.,[object Object]
Caso em sua célula aja voluntários jamais os coloque à frente de algo, pois voluntários vem e vão, mas ministros permanecem independentemente do tempo e das circunstâncias eles chorarão e se alegrarão junto com você.,[object Object]
Ministério é para aqueles que, mesmo não sentindo nenhum prazer aparente, assumem a frente e se dispõe a dar toda a sua vida para que Deus cumpra aquilo que Ele os chamou para fazer.
O chamado de Deus envolve toda a nossa vida. Deus não nos chama para fazer um trabalho temporário, mas nem sempre compreendemos isso logo no inicio. Moisés poderia pensar que demoraria somente alguns dias para levar o povo até Canaã pois era perto, mas demorou 40 anos.
Quem realiza um trabalho na igreja pode se dar ao luxo de começar e encerrar quando quiser. Mas quem assume um ministério precisa entender que é um chamado para a vida toda.,[object Object]
Deus sabe que se soubéssemos de tudo antes de cumprir o propósito, nós travaríamos não é mesmo?
Mas por que Deus permite isso? Porque Ele sabe que os problemas nos levarão a Ele. E quando isso acontece, nós crescemos em Deus, e podemos assim, conhecer mais do Seu poder.  ,[object Object]
A Bíblia diz que devemos perseverar: Hb 10:36 / Tg 1:4 / Lc 8:15.
Os problemas são os testes daqueles que tem um chamado. E mesmo esses, muitas vezes, são reprovados diante dos problemas. Entenda uma coisa: os problemas normalmente são do tamanho do propósito de Deus para você. Por isso, aprenda a perseverar e você verá os frutos em sua liderança.,[object Object]
A melhor maneira de resolver problemas é investir na formação de líderes. Assim, eles lhe ajudarão a resolvê-los. Pessoas que não gastam tempo treinando líderes gastam tempo resolvendo problemas.,[object Object]
O fardo é caracterizado pelos sintomas. É aquela sensação de cansaço na alma, uma indisposição de permanecer à frente do trabalho, de lidar com as pessoas, de estabelecer metas. A pessoa começa a fazer as coisas por obrigação e se alguém é levantado para fazer no lugar dela, se torna um grande alivio.
O real problema do fardo é a falta de revelação e não somente conseqüência do esforço próprio.
A diferença do fardo e da paixão é basicamente um: a fonte. Quando é só um trabalho, com o tempo perde-se a intensidade, torna-se morto, sem vida. Mas quando é um ministério, mesmo no tempo da escassez, podemos tirar água da fonte que é Cristo, pois essa fonte NUNCA acaba.
Uma boa maneira de perceber se há intensidade é observando a maneira que você faz a obra. Quando existe paixão, você se entrega, se dedica, tem prazer em preparar, você sonha, faz planos é intenso.,[object Object]
Pagamos o preço quando decidimos confiar em Deus. Na verdade, no ministério o preço a ser pago envolve muitas coisas, uma delas é ser guiado por Deus. Quando a gente sabe tudo o que tem que fazer, é mais fácil, mas ser guiado por Deus é algo muito difícil porque muitas vezes o que Deus quer fazer é algo impossível para nós. O lado bom disso é que Deus nos chama para pagar o preço, mas é Ele quem realiza todas as coisas.
Temos que saber que o preço já vem estabelecido e não somos nós que estabelecemos mas sim Ele que nos chamou. O preço sempre é cruz. ,[object Object]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneMárcio Martins
 
Lição 3 - A santíssima trindade - um só Deus em três pessoas
Lição 3 - A santíssima trindade - um só Deus em três pessoasLição 3 - A santíssima trindade - um só Deus em três pessoas
Lição 3 - A santíssima trindade - um só Deus em três pessoasErberson Pinheiro
 
O bom testemunho cristão
O bom testemunho cristãoO bom testemunho cristão
O bom testemunho cristãoQuenia Damata
 
Estudos sobre Adoração e Louvor - Completo.pptx
Estudos sobre Adoração e Louvor - Completo.pptxEstudos sobre Adoração e Louvor - Completo.pptx
Estudos sobre Adoração e Louvor - Completo.pptxColégio Duque Castilho
 
Missões_LIÇÃO 7 - MISSÕES TRANSCULTURAIS NO SÉCULO XXI
Missões_LIÇÃO 7 - MISSÕES TRANSCULTURAIS NO SÉCULO XXIMissões_LIÇÃO 7 - MISSÕES TRANSCULTURAIS NO SÉCULO XXI
Missões_LIÇÃO 7 - MISSÕES TRANSCULTURAIS NO SÉCULO XXINatalino das Neves Neves
 
2 adoração como estilo de vida
2  adoração como estilo de vida2  adoração como estilo de vida
2 adoração como estilo de vidaGilberto Rehder
 
Estudo bíblico PERDOAR PARA SER PERDOADO
Estudo bíblico PERDOAR  PARA SER  PERDOADOEstudo bíblico PERDOAR  PARA SER  PERDOADO
Estudo bíblico PERDOAR PARA SER PERDOADOSamuel Oliveira
 
Transformando céus de bronze em céus abertos
Transformando céus de bronze em céus abertosTransformando céus de bronze em céus abertos
Transformando céus de bronze em céus abertosAntonio Ferreira
 
Seminário sobre louvor e adoração
Seminário  sobre louvor e adoraçãoSeminário  sobre louvor e adoração
Seminário sobre louvor e adoraçãorodrigocristao84
 
Atitudes de-um-bom-discípulo
Atitudes de-um-bom-discípuloAtitudes de-um-bom-discípulo
Atitudes de-um-bom-discípuloMarcos Carvalho
 
Eis que venho sem demora - Lição 03 - Esmirna - A Igreja Perseguida
Eis que venho sem demora - Lição 03 - Esmirna - A Igreja PerseguidaEis que venho sem demora - Lição 03 - Esmirna - A Igreja Perseguida
Eis que venho sem demora - Lição 03 - Esmirna - A Igreja PerseguidaSergio Silva
 

Mais procurados (20)

Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
 
Lição 3 - A santíssima trindade - um só Deus em três pessoas
Lição 3 - A santíssima trindade - um só Deus em três pessoasLição 3 - A santíssima trindade - um só Deus em três pessoas
Lição 3 - A santíssima trindade - um só Deus em três pessoas
 
O bom testemunho cristão
O bom testemunho cristãoO bom testemunho cristão
O bom testemunho cristão
 
Estudos sobre Adoração e Louvor - Completo.pptx
Estudos sobre Adoração e Louvor - Completo.pptxEstudos sobre Adoração e Louvor - Completo.pptx
Estudos sobre Adoração e Louvor - Completo.pptx
 
A armadura de_deus_completa
A armadura de_deus_completaA armadura de_deus_completa
A armadura de_deus_completa
 
Angelologia
AngelologiaAngelologia
Angelologia
 
Face a face com Deus
Face a face com DeusFace a face com Deus
Face a face com Deus
 
Missões_LIÇÃO 7 - MISSÕES TRANSCULTURAIS NO SÉCULO XXI
Missões_LIÇÃO 7 - MISSÕES TRANSCULTURAIS NO SÉCULO XXIMissões_LIÇÃO 7 - MISSÕES TRANSCULTURAIS NO SÉCULO XXI
Missões_LIÇÃO 7 - MISSÕES TRANSCULTURAIS NO SÉCULO XXI
 
A loucura de Nabucodonosor
A loucura de NabucodonosorA loucura de Nabucodonosor
A loucura de Nabucodonosor
 
Razões da nossa fé lição 1
Razões da nossa fé   lição 1Razões da nossa fé   lição 1
Razões da nossa fé lição 1
 
2 adoração como estilo de vida
2  adoração como estilo de vida2  adoração como estilo de vida
2 adoração como estilo de vida
 
Estudo bíblico PERDOAR PARA SER PERDOADO
Estudo bíblico PERDOAR  PARA SER  PERDOADOEstudo bíblico PERDOAR  PARA SER  PERDOADO
Estudo bíblico PERDOAR PARA SER PERDOADO
 
Transformando céus de bronze em céus abertos
Transformando céus de bronze em céus abertosTransformando céus de bronze em céus abertos
Transformando céus de bronze em céus abertos
 
Esboço sobre louvor & adoração
Esboço sobre louvor & adoraçãoEsboço sobre louvor & adoração
Esboço sobre louvor & adoração
 
Seminário sobre louvor e adoração
Seminário  sobre louvor e adoraçãoSeminário  sobre louvor e adoração
Seminário sobre louvor e adoração
 
Lição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e eu
Lição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e euLição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e eu
Lição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e eu
 
Atitudes de-um-bom-discípulo
Atitudes de-um-bom-discípuloAtitudes de-um-bom-discípulo
Atitudes de-um-bom-discípulo
 
Compromisso com deus
Compromisso com deusCompromisso com deus
Compromisso com deus
 
Eis que venho sem demora - Lição 03 - Esmirna - A Igreja Perseguida
Eis que venho sem demora - Lição 03 - Esmirna - A Igreja PerseguidaEis que venho sem demora - Lição 03 - Esmirna - A Igreja Perseguida
Eis que venho sem demora - Lição 03 - Esmirna - A Igreja Perseguida
 
Oração
OraçãoOração
Oração
 

Destaque

E-book Academia Internacional de Coaching
E-book Academia Internacional de CoachingE-book Academia Internacional de Coaching
E-book Academia Internacional de CoachingJéssica Ferreira
 
Descubra seus pontos fortes_Frederico Moreira da Silva
Descubra seus pontos fortes_Frederico Moreira da SilvaDescubra seus pontos fortes_Frederico Moreira da Silva
Descubra seus pontos fortes_Frederico Moreira da Silvafredms_av
 
Algumas diferenças perante a educação e a formação
Algumas diferenças perante a educação e a formaçãoAlgumas diferenças perante a educação e a formação
Algumas diferenças perante a educação e a formaçãoMarta Teixeira
 
Descubra Seus Pontos Fortes (por Dario Kosugi)
Descubra Seus Pontos Fortes (por Dario Kosugi)Descubra Seus Pontos Fortes (por Dario Kosugi)
Descubra Seus Pontos Fortes (por Dario Kosugi)Dario Kosugi
 
A Escola De Gramsci
A Escola De GramsciA Escola De Gramsci
A Escola De Gramscivallmachado
 
Behaviorismo comportamento respondente
Behaviorismo comportamento respondenteBehaviorismo comportamento respondente
Behaviorismo comportamento respondenteTalita Queiroz
 

Destaque (10)

Sucesso
SucessoSucesso
Sucesso
 
E-book Academia Internacional de Coaching
E-book Academia Internacional de CoachingE-book Academia Internacional de Coaching
E-book Academia Internacional de Coaching
 
Descubra seus pontos fortes_Frederico Moreira da Silva
Descubra seus pontos fortes_Frederico Moreira da SilvaDescubra seus pontos fortes_Frederico Moreira da Silva
Descubra seus pontos fortes_Frederico Moreira da Silva
 
Algumas diferenças perante a educação e a formação
Algumas diferenças perante a educação e a formaçãoAlgumas diferenças perante a educação e a formação
Algumas diferenças perante a educação e a formação
 
Descubra seus Pontos Fortes
Descubra seus Pontos FortesDescubra seus Pontos Fortes
Descubra seus Pontos Fortes
 
Descubra Seus Pontos Fortes (por Dario Kosugi)
Descubra Seus Pontos Fortes (por Dario Kosugi)Descubra Seus Pontos Fortes (por Dario Kosugi)
Descubra Seus Pontos Fortes (por Dario Kosugi)
 
Familia; a base
Familia; a baseFamilia; a base
Familia; a base
 
Antonio Gramsci
Antonio GramsciAntonio Gramsci
Antonio Gramsci
 
A Escola De Gramsci
A Escola De GramsciA Escola De Gramsci
A Escola De Gramsci
 
Behaviorismo comportamento respondente
Behaviorismo comportamento respondenteBehaviorismo comportamento respondente
Behaviorismo comportamento respondente
 

Semelhante a 11 Diferenças Trabalho Ministério

CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIROS, DIÁCONOS E PRESBÍTEROS.pptx
CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIROS, DIÁCONOS E PRESBÍTEROS.pptxCURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIROS, DIÁCONOS E PRESBÍTEROS.pptx
CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIROS, DIÁCONOS E PRESBÍTEROS.pptxWerquesonSouza
 
VOLUNTARIO OU CHAMADO
VOLUNTARIO OU CHAMADO VOLUNTARIO OU CHAMADO
VOLUNTARIO OU CHAMADO PR MARCIO
 
4 práticas para recuperar a paixão pelo ministério
4 práticas para recuperar a paixão pelo ministério4 práticas para recuperar a paixão pelo ministério
4 práticas para recuperar a paixão pelo ministérioRev. Giovanni Guimarães
 
Dons a serviço do Reino Dons a serviço do Reino
Dons a serviço do Reino Dons a serviço do ReinoDons a serviço do Reino Dons a serviço do Reino
Dons a serviço do Reino Dons a serviço do Reinojupola15
 
O PERFIL DE UM OBREIRO.pdf
O PERFIL DE UM OBREIRO.pdfO PERFIL DE UM OBREIRO.pdf
O PERFIL DE UM OBREIRO.pdfLewry Be
 
10 mandamentos para alcançar seus objetivos
10 mandamentos para alcançar seus objetivos10 mandamentos para alcançar seus objetivos
10 mandamentos para alcançar seus objetivosWellington L. Silva
 
SERVIR AO SENHOR COM OS NOSSOS BENS.pptx
SERVIR AO SENHOR COM OS NOSSOS BENS.pptxSERVIR AO SENHOR COM OS NOSSOS BENS.pptx
SERVIR AO SENHOR COM OS NOSSOS BENS.pptxNelsonPereira6258
 
SERVIR AO SENHOR COM OS NOSSOS BENS.pptx
SERVIR AO SENHOR COM OS NOSSOS BENS.pptxSERVIR AO SENHOR COM OS NOSSOS BENS.pptx
SERVIR AO SENHOR COM OS NOSSOS BENS.pptxNelsonPereira6258
 
Cooperador e Resp-4 aula.pptx
Cooperador e Resp-4 aula.pptxCooperador e Resp-4 aula.pptx
Cooperador e Resp-4 aula.pptxFernandoDaCosta20
 
estudos-vocaoeministrio-160302141634 (1).pptx
estudos-vocaoeministrio-160302141634 (1).pptxestudos-vocaoeministrio-160302141634 (1).pptx
estudos-vocaoeministrio-160302141634 (1).pptxTiago Silva
 
Estudos vocação e ministério
Estudos  vocação e ministérioEstudos  vocação e ministério
Estudos vocação e ministérioJoel Silva
 
Estudos vocação e ministério
Estudos  vocação e ministérioEstudos  vocação e ministério
Estudos vocação e ministérioJoel Silva
 
Estudos vocação e ministério
Estudos  vocação e ministérioEstudos  vocação e ministério
Estudos vocação e ministérioJoel Silva
 
5a. atitude: Confie em Deus.
5a. atitude: Confie em Deus.5a. atitude: Confie em Deus.
5a. atitude: Confie em Deus.Viva a Igreja
 
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 4.pptx
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 4.pptxSÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 4.pptx
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 4.pptxAdina Silva
 
Segredosparacrescimentoemultiplicaodeclulas 131217100445-phpapp01
Segredosparacrescimentoemultiplicaodeclulas 131217100445-phpapp01Segredosparacrescimentoemultiplicaodeclulas 131217100445-phpapp01
Segredosparacrescimentoemultiplicaodeclulas 131217100445-phpapp01Mariano Silva
 
Suprimento para a célula princípios de uma vida resolvida
Suprimento para a célula princípios de uma vida resolvidaSuprimento para a célula princípios de uma vida resolvida
Suprimento para a célula princípios de uma vida resolvidaFernando Balthar
 
Auto avaliação de um líder
Auto avaliação de um líderAuto avaliação de um líder
Auto avaliação de um líderNeemias Torres
 

Semelhante a 11 Diferenças Trabalho Ministério (20)

Treinamento de gc
Treinamento de gcTreinamento de gc
Treinamento de gc
 
CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIROS, DIÁCONOS E PRESBÍTEROS.pptx
CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIROS, DIÁCONOS E PRESBÍTEROS.pptxCURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIROS, DIÁCONOS E PRESBÍTEROS.pptx
CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIROS, DIÁCONOS E PRESBÍTEROS.pptx
 
VOLUNTARIO OU CHAMADO
VOLUNTARIO OU CHAMADO VOLUNTARIO OU CHAMADO
VOLUNTARIO OU CHAMADO
 
Uma vida-com-proposito
Uma vida-com-propositoUma vida-com-proposito
Uma vida-com-proposito
 
4 práticas para recuperar a paixão pelo ministério
4 práticas para recuperar a paixão pelo ministério4 práticas para recuperar a paixão pelo ministério
4 práticas para recuperar a paixão pelo ministério
 
Dons a serviço do Reino Dons a serviço do Reino
Dons a serviço do Reino Dons a serviço do ReinoDons a serviço do Reino Dons a serviço do Reino
Dons a serviço do Reino Dons a serviço do Reino
 
O PERFIL DE UM OBREIRO.pdf
O PERFIL DE UM OBREIRO.pdfO PERFIL DE UM OBREIRO.pdf
O PERFIL DE UM OBREIRO.pdf
 
10 mandamentos para alcançar seus objetivos
10 mandamentos para alcançar seus objetivos10 mandamentos para alcançar seus objetivos
10 mandamentos para alcançar seus objetivos
 
SERVIR AO SENHOR COM OS NOSSOS BENS.pptx
SERVIR AO SENHOR COM OS NOSSOS BENS.pptxSERVIR AO SENHOR COM OS NOSSOS BENS.pptx
SERVIR AO SENHOR COM OS NOSSOS BENS.pptx
 
SERVIR AO SENHOR COM OS NOSSOS BENS.pptx
SERVIR AO SENHOR COM OS NOSSOS BENS.pptxSERVIR AO SENHOR COM OS NOSSOS BENS.pptx
SERVIR AO SENHOR COM OS NOSSOS BENS.pptx
 
Cooperador e Resp-4 aula.pptx
Cooperador e Resp-4 aula.pptxCooperador e Resp-4 aula.pptx
Cooperador e Resp-4 aula.pptx
 
estudos-vocaoeministrio-160302141634 (1).pptx
estudos-vocaoeministrio-160302141634 (1).pptxestudos-vocaoeministrio-160302141634 (1).pptx
estudos-vocaoeministrio-160302141634 (1).pptx
 
Estudos vocação e ministério
Estudos  vocação e ministérioEstudos  vocação e ministério
Estudos vocação e ministério
 
Estudos vocação e ministério
Estudos  vocação e ministérioEstudos  vocação e ministério
Estudos vocação e ministério
 
Estudos vocação e ministério
Estudos  vocação e ministérioEstudos  vocação e ministério
Estudos vocação e ministério
 
5a. atitude: Confie em Deus.
5a. atitude: Confie em Deus.5a. atitude: Confie em Deus.
5a. atitude: Confie em Deus.
 
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 4.pptx
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 4.pptxSÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 4.pptx
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 4.pptx
 
Segredosparacrescimentoemultiplicaodeclulas 131217100445-phpapp01
Segredosparacrescimentoemultiplicaodeclulas 131217100445-phpapp01Segredosparacrescimentoemultiplicaodeclulas 131217100445-phpapp01
Segredosparacrescimentoemultiplicaodeclulas 131217100445-phpapp01
 
Suprimento para a célula princípios de uma vida resolvida
Suprimento para a célula princípios de uma vida resolvidaSuprimento para a célula princípios de uma vida resolvida
Suprimento para a célula princípios de uma vida resolvida
 
Auto avaliação de um líder
Auto avaliação de um líderAuto avaliação de um líder
Auto avaliação de um líder
 

Último

2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptxhenrygabrielsilvarib
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José OperárioNilson Almeida
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...silvana30986
 
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresEvangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresAntonino Silva
 
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalAmaroJunior21
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EMicheleRosa39
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxCelso Napoleon
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoRicardo Azevedo
 
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JAhenrygabrielsilvarib
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaWillemarSousa1
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxSebastioFerreira34
 

Último (12)

2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
 
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresEvangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
 
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
 
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA
 
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.pptFluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
 

11 Diferenças Trabalho Ministério

  • 2. 11 Diferenças entre Trabalho e Ministério
  • 3. 11 Diferenças entre Trabalho e Ministério Muitas pessoas hoje em dia tem investido suas vidas na obra de Deus como se fosse um trabalho qualquer, uma obrigação a ser feita na igreja para não serem taxados de “esquenta banco”. Mas cremos que a obra de Deus é feita em cima de um chamado, um encargo que Deus coloca no coração de cada líder. Por isso antes de começar a fazer qualquer coisa, é preciso ter certeza do chamado e entender a diferença entre Trabalho e Ministério.
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7. Ministério é para aqueles que, mesmo não sentindo nenhum prazer aparente, assumem a frente e se dispõe a dar toda a sua vida para que Deus cumpra aquilo que Ele os chamou para fazer.
  • 8. O chamado de Deus envolve toda a nossa vida. Deus não nos chama para fazer um trabalho temporário, mas nem sempre compreendemos isso logo no inicio. Moisés poderia pensar que demoraria somente alguns dias para levar o povo até Canaã pois era perto, mas demorou 40 anos.
  • 9.
  • 10. Deus sabe que se soubéssemos de tudo antes de cumprir o propósito, nós travaríamos não é mesmo?
  • 11.
  • 12. A Bíblia diz que devemos perseverar: Hb 10:36 / Tg 1:4 / Lc 8:15.
  • 13.
  • 14.
  • 15. O fardo é caracterizado pelos sintomas. É aquela sensação de cansaço na alma, uma indisposição de permanecer à frente do trabalho, de lidar com as pessoas, de estabelecer metas. A pessoa começa a fazer as coisas por obrigação e se alguém é levantado para fazer no lugar dela, se torna um grande alivio.
  • 16. O real problema do fardo é a falta de revelação e não somente conseqüência do esforço próprio.
  • 17. A diferença do fardo e da paixão é basicamente um: a fonte. Quando é só um trabalho, com o tempo perde-se a intensidade, torna-se morto, sem vida. Mas quando é um ministério, mesmo no tempo da escassez, podemos tirar água da fonte que é Cristo, pois essa fonte NUNCA acaba.
  • 18.
  • 19. Pagamos o preço quando decidimos confiar em Deus. Na verdade, no ministério o preço a ser pago envolve muitas coisas, uma delas é ser guiado por Deus. Quando a gente sabe tudo o que tem que fazer, é mais fácil, mas ser guiado por Deus é algo muito difícil porque muitas vezes o que Deus quer fazer é algo impossível para nós. O lado bom disso é que Deus nos chama para pagar o preço, mas é Ele quem realiza todas as coisas.
  • 20.
  • 21. É fato: nós nos comprometemos com aquilo que valorizamos. Muitos líderes abandonam as células porque não valorizam as pessoas que estão lá. Existem pessoas trabalhando com células, mas que não valorizam de fato, por isso não se comprometem com elas.
  • 22. Ministério é com base em aliança, porque estar em aliança significa que você está comprometido com alguém.
  • 23.
  • 24. Tudo que façamos no ministério deve ser feito para cumprir o propósito para o qual Deus nos chamou.
  • 25.
  • 26.
  • 27. Dependência fala de confiança em Deus. Quando realizamos apenas um trabalho, confiamos naquilo que somos capazes de fazer. No ministério, confiamos naquilo que Deus quer fazer. Em várias situações vamos perceber que Deus resiste aqueles que sabem fazer e escolhe usar apenas aqueles que crêem.
  • 28.
  • 29. Vamos rever as 11 diferenças !!! 7ª O Trabalho não foca os resultados. O Ministério visa os frutos. 8ª Trabalho é algo despretensioso. Ministério tem um propósito 9ª No trabalho as pessoas são tratadas como público. No ministério elas são tratadas como um rebanho. 10ª O trabalho transmite informações ao público. No ministério passamos uma visão. 11ª No trabalho dependemos de outros para fazer qualquer coisa. No ministério dependemos totalmente de Deus.
  • 30. FIM