Mc LUHAN

3.074 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.074
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
56
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mc LUHAN

  1. 1. CENTRO UNIVERSITÁRIO CÂNDIDO RONDON – UNIRONDON COMUNICAÇÃO SOCIAL COM HABILITAÇÃO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA (2011-2) ALESSANDRO LIMA ANDERSON TAKANO CARLOS HENRIQUE HELTON OLIVEIRA LUIZ VIEIRA FILHO RAFAEL TAQUESDISCIPLINA: TEORIA DA COMUNICAÇÃO II DOCENTE: MARIÂNGELA SÓLLA LÓPEZ
  2. 2. BIOGRAFIA Nasceu em 21 de julho 1911 Formado em LiteraturaInglesa, filosofia, sociologia Mestrado – 1939 Doutorado – 1943
  3. 3. OBRAS O meio é a massagemA galáxia de Gutenberg Os meios de comunicação como extensões do homem
  4. 4. CONCEITOS Aldeia Global • Tribalização • Destribalização • Retribalização O meio é a mensagem Meios quentes e frios
  5. 5. Aldeia Global Em seus livros marcou o termo “Aldeia Global” fazendo referência a globalização, mostrando como tudo está interligado. Em seus estudos, considerou que a informação trocada de forma virtual e eletrônica permite superar distâncias geográficas e permitir trabalhos remotos entre pessoas, empresas e governos.
  6. 6. Aldeia Global Dividido em 3 Estágios: • Tribalização: Esta se inicia no próprio momento da Humanização. • Destribalização: Origina-se na invenção da escrita que proporciona um rompimento dos laços tribais. • Retribalização: Ocorre em meados do século XX. Surgem novos instrumentos capazes de eliminar barreiras geográficas, linguística e culturais.
  7. 7. O MEIO É A MENSAGEM “Toda tecnologia gradualmente cria um ambiente humano totalmente novo. Os ambientes não são envoltórios passivos, mas processos ativos”. O meio, geralmente pensado como simples canal de passagem do conteúdo comunicativo, mero veiculo de transmissão da mensagem, é um elemento determinante da comunicação. Enquanto suporte material da comunicação, o meio tende a ser definido como transparente, inócuo, incapaz de determinar positivamente os conteúdos comunicativos que veicula. A sua única incidência no processo comunicativo seria negativa, causa possível de ruído ou obstrução na veiculação da mensagem.
  8. 8. MEIOS QUENTES E FRIOS “Um meio quente é aquele que prolonga um único de nossos sentidos e em alta definição. Alta definição se refere a um estado de alta saturação de dados”. Para ele, “um meio quente permite menos participação do que um frio”. Quanto mais quente é um meio, mais informações de dados fornecem, deixando menos espaços à participação do individuo. Um meio frio é aquele que proporciona uma magra quantidade de informação, dando margem à intensa participação das pessoas.
  9. 9. OBSERVAÇÕESSuas obras eram maiscriticadas, que lidas .Acumulou prêmios, defensorese inimigos. Mantendo sempre a linhapolêmica ate sua morte em31/dez/1980.
  10. 10. REFERÊNCIASGOMES, Pedro Gilberto. Tópicos de teoria dacomunicação. 2. ed. São Leopoldo: Unisinos, 1997.MCLUHAN, Marshall. Os meios de comunicação comoextensões do homem: understanding media. SãoPaulo: Cultrix, 1964.INFO escola. Aldeia Global. Disponível em<http://www.infoescola.com/geografia/aldeia-global/> Acesso em: 12. out. 2011Knoow. Conceito de Aldeia Global. Disponível em<http://www.knoow.net/cienceconempr/gestao/aldeiaglobal.htm> Acesso em: 12. out. 2011

×