Publicidade Médica Conselho Federal de Medicina Resolução CFM 1.974/2011

4.210 visualizações

Publicada em

Resumo da Resolução 1.974/2011 que regulamenta a publicidade e propaganda de profissionais e estabelecimentos de saúde. Publicidade Médica.

Publicada em: Saúde e medicina, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.210
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.187
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Publicidade Médica Conselho Federal de Medicina Resolução CFM 1.974/2011

  1. 1. Título da Apresentação Resolução CFM nº 1.974/2011
  2. 2. Resolução CFM nº 1.974/2011Publicada no Diário Oficial da União em 19/08/2011.Estabelece os critérios norteadores da propaganda em medicina, conceituando osanúncios, a divulgação de assuntos médicos, o sensacionalismo e as proibiçõesreferentes à matéria.Esta resolução substitui integralmente a resolução nº 1.701/2003.Entra em vigor: 180 dias após sua publicação.Fonte: Site CRM O que entende-se por Propagandas e Publicidade É a comunicação ao público, por qualquer meio de divulgação, de atividade profissional de iniciativa, participação e/ou anuência do médico.
  3. 3. Resolução CFM nº 1.974/2011 Propaganda e Publicidade devem ser honestas, claras e elucidativas. conter nome do profissional, especialidade e/ou área de atuação (registrada no CRM), númerodo CRM, número do Registro de Qualificação de Especialista (RQE). nos anúncios de clínicas, hospitais, casas de saúde, entidades de prestação de assistência médicae outras instituições de saúde deverão constar, sempre, o nome do diretor técnico médico e suacorrespondente inscrição no Conselho Regional em cuja jurisdição se localize o estabelecimento desaúde.
  4. 4. Resolução CFM nº 1.974/2011 Propaganda e Publicidade IMAGENS  exibir mensagens, símbolos e imagens dirigidas às crianças ou não devem adolescentes.  exibir de forma abusiva, enganosa ou assustadora alteraçõesPRÁTICAS corporais por conta de doenças ou lesões. induzir a erro de informação profissional como especialidade.  utilizar uma pessoa leiga e/ou celebridade afirmando ou associar o nome à propaganda enganosa e matérias sugerindo que ela utiliza os serviços do médico ou dodesprovidas de rigor científico. estabelecimento de saúde ou recomendando seu uso. divulgar preços de procedimentos, modalidades aceitas de  expor figura do paciente com objetivo de divulgar técnica,pagamento/parcelamento ou eventuais concessões de método ou resultado de tratamento.descontos como forma de estabelecer diferencial na qualidade  afirmar, citar ou exibir tabelas e ilustrações relacionadas ados serviços, assim como oferecer consórcio ou similares. informações científicas que não tenham sido extraídas ou oferecer consultoria a pacientes e familiares em substituição baseadas em estudos clínicos, veiculados em publicaçõesda consulta médica presencial. científicas. fazer sensacionalismo e autopromoção. serem indiscretos na emissão de documentos técnicos. ANÚNCIOS E EVENTOS permitir que seu nome seja incluído em concursos ou  participar de anúncios de empresas ou produtos ligados àsimilares, com a finalidade de escolher o “médico do ano”, Medicina.“destaque”, “melhor médico” ou outros visando promoção  deixar de informar potencial conflito de interesses aospessoal ou coletiva. organizadores dos congressos, com a devida indicação na usar linguagem direta ou indireta relacionando a realização programação oficial do evento e no início de sua palestra.de consulta ou de tratamento à melhora do desempenho físico,intelectual, emocional, sexual ou à beleza de uma pessoa. RESPONSABILIDADE SOCIAL anunciar pós-graduação realizada para a capacitação  participar de campanha social sem ter como único objetivopedagógica em especialidades médicas e suas áreas de atuação. informar ações de responsabilidade social do profissional ou do fazer propaganda de método ou técnica não aceito pela estabelecimento de saúde, não podendo haver menção acomunidade científica, assim como de técnicas exclusivas. especialidades ou outras características próprias dos serviços prometer bons resultados. pelos quais são conhecido. Assim como às quais estão anunciar aparelhagem com atribuições de capacidade vinculados ou são apoiadores em peças de propagandaprivilegiada. publicidade de médicos ou estabelecimentos de saúde.
  5. 5. Resolução CFM nº 1.974/2011 4

×