O ano de 2015 terminou. Mas é sempre útil fazermos um balanço de como
nos comportamos em termos trabalho, de atividades vo...
É o momento ideal para projetarmos nosso amanhã. Um futuro melhor para o
planeta. Sim, é chegado o tempo de profundas refl...
O Espiritismo aponta, como instrumento eficaz para a nossa transformação, o
autoconhecimento socrático, relembrado por San...
O processo de evolução é impossível de ser detido, e os Benfeitores
espirituais informam que aqueles que hoje obstaculizam...
Ao indagar aos Espíritos por que indícios se pode reconhecer no homem o
progresso real que o elevará na hierarquia espirit...
Comecemos, pois, a busca da nossa elevação na hierarquia espiritual pela
maneira com que nos relacionamos com o nosso seme...
Sim, é chegado o tempo de profundas reflexões que não devem levar ao
temor de um traumático fim deste mundo, mas à esperan...
Postura diante de um novo ano
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Postura diante de um novo ano

109 visualizações

Publicada em

Mensagem espírita

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
109
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Postura diante de um novo ano

  1. 1. O ano de 2015 terminou. Mas é sempre útil fazermos um balanço de como nos comportamos em termos trabalho, de atividades voluntárias, de ajuda humanitária, de nosso relacionamento com o próximo. É hora de avaliarmos o que fizemos, e fazermos uma reflexão sobre o que ficou faltando fazer e o quanto poderíamos ter caminhado. E também refletirmos sobre as oportunidades que tivemos e as que deixamos de aproveitar. Ou seja, seguir a orientação de Santo Agostinho, que todas as noites fazia um retrospecto do seu dia, para ver como tratou o próximo em palavras, pensamentos e atos, e que lições nós acrescentamos ao nosso patrimônio espiritual. O novo ano que surge, apesar de ser uma simples alteração de calendário, traz o simbolismo de um novo tempo, de novas esperanças, e de novas metas a serem alcançadas.
  2. 2. É o momento ideal para projetarmos nosso amanhã. Um futuro melhor para o planeta. Sim, é chegado o tempo de profundas reflexões. A Doutrina Espírita ensina que a Terra se encontra em fase transitória da condição de um planeta de provas e expiações, onde a prática do mal, a dor e o sofrimento ainda fazem parte de seu cotidiano, para ingressar numa nova realidade, de um mundo de regeneração, onde o bem começará a prevalecer em relação ao mal. Então, é necessário que estejamos preparados para ingressar nesse novo ciclo da vida do planeta. O primeiro passo é começarmos a dominar as más inclinações que trazemos de um passado de dificuldades, ponto de partida para a nossa transformação.
  3. 3. O Espiritismo aponta, como instrumento eficaz para a nossa transformação, o autoconhecimento socrático, relembrado por Santo Agostinho na questão 919 de O Livro dos Espíritos. Somente conhecendo nossas dificuldades será possível combatê-las, como um enfermo necessita diagnosticar sua doença para poder ministrar-lhe o tratamento devido. Não desconhecemos que esse processo transformador não se concretiza com facilidades, pois, toda transformação, notadamente as de natureza moral, somente pode ser feita com sacrifícios, esforço e muito trabalho no campo do bem. Mas a compensação por isto virá, indubitavelmente, quando estivermos vivendo na nova condição que está chegando.
  4. 4. O processo de evolução é impossível de ser detido, e os Benfeitores espirituais informam que aqueles que hoje obstaculizam o progresso; aqueles que permanecem com suas inclinações para o mal, norteados por sentimentos e paixões de natureza inferior, terão que se modificar se desejarem permanecer no mundo regenerado que surge, caso contrário serão exilados compulsoriamente para um mundo de provas mais doloroso. Todo processo transformador traz consigo uma quota de sacrifício a ser atendida. Havemos, portanto, que ser perseverantes na busca da tão sonhada transformação. Jesus, como nosso guia e modelo, mostrou-nos o caminho a ser seguido, nas lições e exemplos legados no Evangelho.
  5. 5. Ao indagar aos Espíritos por que indícios se pode reconhecer no homem o progresso real que o elevará na hierarquia espiritual, Kardec obteve como resposta, das sábias Entidades codificadoras, que o espírito prova sua elevação quando todos os atos de sua vida expressam a prática da lei de Deus e quando antecipadamente compreende a vida espiritual. O simbolismo do Ano Novo nos traz um convite para que essas duas condições sejam por nós perseguidas. O primeiro passo é o atendimento ao mandamento maior da lei de Deus ensinado pelo Cristo, que é amar o Criador com sinceridade e de todo coração e ao próximo como a nós mesmos, pois o amor a Deus só se concretiza quando o demonstramos no relacionamento com o nosso próximo, àquelas que exigirão de nós um esforço maior.
  6. 6. Comecemos, pois, a busca da nossa elevação na hierarquia espiritual pela maneira com que nos relacionamos com o nosso semelhante, partindo das situações mais simples do dia a dia, que exigem menor esforço, até chegarmos àquelas que exigirão de nós um esforço maior. Que neste Novo Ano possamos fazer parte da sinfonia que é a vida, sem sermos a nota dissonante que enfeia e quebra a harmonia do conjunto. Não permitamos que o Ano Novo se limite a uma corriqueira mudança de calendário, sempre marcada por muitos projetos de realizações futuras, mas que nem sempre se concretizam. Façamos dele um marco no processo renovador de nossas vidas. Comecemos pela maneira como nos relacionamos com o próximo, exercitando nossa renovação no dia a dia, partindo daí para as situações que exigirão de nós um maior esforço.
  7. 7. Sim, é chegado o tempo de profundas reflexões que não devem levar ao temor de um traumático fim deste mundo, mas à esperança de um mundo melhor, mais solidário e justo. “Se acabará o mundo moral negativo, o mundo perverso, e a Terra se transformará no Éden lentamente, sem prazo marcado”. Muita Paz! Meu Blog: http://espiritual-espiritual.blogspot.com.br Com estudos comentados de O Livro dos Espíritos e de O Evangelho Segundo o Espiritismo.

×