O Evangelho nos ensina: Pedi e obtereis. Aos mais crentes, porém
desavisados, esse ensinamento poderia significar que para...
Em muitas circunstâncias de nossas vidas, oramos com fervor, pedindo a
Deus a concessão de benesses, mas nada fazemos para...
Deus abre sempre as portas para aquele que bate, isto é, para aquele que
procura, que se movimenta, que trabalha, que cons...
Às vezes, pensamos não ter obtido o que queríamos. Mas, se analisássemos
com mais cuidado, poderíamos perceber que na real...
Segundo Bezerra de Menezes, o grande benfeitor espiritual, para que algo
seja concedido, há a necessidade primária da dedi...
Disciplina e paciência são duas virtudes necessárias que, unidas,
transformam-se em persistência, perseverança, que nos im...
Sempre que assim nos for induzido pensar, olhemos para trás, e veremos
então que, apesar do ponto futuro parecer distante,...
É sempre bom pensar que a felicidade para nós, espíritos em evolução
contínua, é o próprio caminho que construímos e perco...
Pedir e obter
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Pedir e obter

214 visualizações

Publicada em

mensagem espírita

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
214
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pedir e obter

  1. 1. O Evangelho nos ensina: Pedi e obtereis. Aos mais crentes, porém desavisados, esse ensinamento poderia significar que para alcançarmos qualquer objetivo desejado nos bastaria pedi-lo com bastante fé e aguardar que ele nos fosse concedido. Porém, não é assim que funciona a misericórdia de Deus. O pedir direciona a ação para o objetivo, reforça a concentração no caminho a ser seguido até ele, e sua obtenção nos será concedida a partir do momento em que, por mérito da ação, proporcionarmos as condições para que isso ocorra. Pedi e obtereis, buscai e achareis, batei e se vos abrirá, são variações do mesmo tema que relaciona o querer, o desejar e o agir para obter.
  2. 2. Em muitas circunstâncias de nossas vidas, oramos com fervor, pedindo a Deus a concessão de benesses, mas nada fazemos para caminhar em direção ao que queremos. Sem o mérito da ação nada se consegue; sob a inércia da preguiça nada se faz nesse mundo; nada se modifica ou se transforma. Os milagres nada mais são do que fenômenos perfeitamente explicados pela lei de Deus, e nada se fará apenas porque assim desejamos. É costume ouvirmos de certas pessoas afirmações do tipo: Deus há de me conceder esta graça; tenho fé de que o que eu pedi me será dado, pois o Pai não desampara a Seus filhos. É verdade, Deus não desampara. Mas não no sentido falso que costumamos aplicar.
  3. 3. Deus abre sempre as portas para aquele que bate, isto é, para aquele que procura, que se movimenta, que trabalha, que constrói. As oportunidades são sempre renovadas. Mas sem o trabalho justo, dificilmente elas serão concretizadas em resultados. Há que se ter dedicação ao que se pretende para, construindo o caminho, sermos capazes de atingir nossos objetivos. Outra percepção necessária àquele que se candidata à evolução espiritual é que não importa o caminho escolhido, sempre teremos o que aprender, sempre encontraremos as oportunidades para crescer.
  4. 4. Às vezes, pensamos não ter obtido o que queríamos. Mas, se analisássemos com mais cuidado, poderíamos perceber que na realidade obtivemos aquilo que nos era adequado, que nos era propício, em função das contingências que escolhemos. Deus é fonte inesgotável de misericórdia, e proporciona o resultado certo, mesmo quando escolhemos seguir pelas linhas tortas que traçamos. A ação é fundamental diante das coisas que desejamos, que pedimos ou queremos. Na obra da caridade, também assim acontece.
  5. 5. Segundo Bezerra de Menezes, o grande benfeitor espiritual, para que algo seja concedido, há a necessidade primária da dedicação. Demonstrada a dedicação com a obra desejada, o recurso será providenciado; as oportunidades serão apresentadas. Os recursos de Deus não são desperdiçados com aqueles que, apesar de terem grandes intenções, não são capazes de utilizar os talentos de forma a multiplicá-los pela ação adequada. Pedir forças, inspiração, proteção, orientação, é a melhor maneira de iniciarmos a caminhada na direção daquilo que pretendemos.
  6. 6. Disciplina e paciência são duas virtudes necessárias que, unidas, transformam-se em persistência, perseverança, que nos impede de desistir do caminho quando os resultados nos parecem impossíveis ou inatingíveis. Saber o que querer e buscar o que se quer com persistência, são fatores que contam na obtenção dos resultados desejados. Na obra da caridade como em outras atividades, muitas vezes, somos levados a desistir, a paralisar, quando os primeiros resultados não são animadores. Permanecer olhando para o futuro, medir a distância que nos mantém afastados do ponto que desejamos atingir, pode nos levar a concluir que nunca conseguiremos o nosso intento, nos fazendo desistir da caminhada.
  7. 7. Sempre que assim nos for induzido pensar, olhemos para trás, e veremos então que, apesar do ponto futuro parecer distante, já caminhamos bastante; já vencemos outros obstáculos, construindo o caminhar que nos leva ao topo, em uma sucessão de pequenas etapas. A felicidade do homem, neste mundo de provas e expiações, não está nos resultados obtidos. Pois, sempre haverá o que se fazer, e sempre existirá necessidade de ir além. A felicidade relativa que podemos sentir está nas oportunidades de aprender e crescer com experiência, vencendo obstáculos e adversidades, construindo o caminho que nos é próprio.
  8. 8. É sempre bom pensar que a felicidade para nós, espíritos em evolução contínua, é o próprio caminho que construímos e percorremos. Como Deus está em nós, Deus nos acompanha passo a passo na busca daquilo que precisamos e nos concede, fruto do mérito adquirido, aquilo que nos é justo conceder. Muita Paz! Meu Blog: http://espiritual-espiritual.blogspot.com.br

×