O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Dia da família

14 visualizações

Publicada em

Mensagem espírita

Publicada em: Espiritual
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Dia da família

  1. 1. Em se tratando de fam�lia, a primeira no��o que nos vem � mente � de grupamento, reuni�o. Entendemos que o padr�o de fam�lia no Brasil apresentou algumas mudan�as nas �ltimas d�cadas do s�culo XX. Diante de um mundo repleto de maldade e injusti�a, vale refletir na import�ncia da fam�lia em nossas vidas. No dia 08 de dezembro comemoramos o Dia da Fam�lia. E o que � fam�lia? Mais do que um substantivo que traz um significado muito importante na vida de um ser humano, fam�lia tem um sentido que vai al�m das defini��es que podemos encontrar em dicion�rios ou enciclop�dias.
  2. 2. Fam�lia � um conceito que significa estrutura, alicerce, o lugar onde tudo come�a e recome�a. Fam�lia � o primeiro grupo social do qual fazemos parte, e � a partir dela que come�amos a construir nossa identidade. Fam�lia � a base de todas as outras sociedades. A fam�lia n�o nasce pronta, constr�i- se. � o melhor laborat�rio para se exercitar o amor, aquele amor que Jesus nos falou. � na fam�lia que encontramos o cadinho especial no qual o fogo das lutas, o atrito das lides, o lixar das diferen�as v�o aperfei�oando seus pares. A fam�lia tem uma fun��o educadora e regeneradora muito grande no processo da edifica��o moral do homem, contribuindo, assim, para a forma��o do car�ter e da personalidade da crian�a, tendo como objetivo o homem de amanh�.
  3. 3. A fam�lia � um n�cleo muito importante na vida de cada um de n�s, e � onde encontramos apoio e amor. A fam�lia inicia-se com o matrim�nio, e � teoricamente formada pelos pais e filhos. O casal � uma agremia��o na qual dois Esp�ritos se conjugam, atendendo aos v�nculos do afeto, garantindo os alicerces firmes da civiliza��o. O amor rec�proco entre eles, a confian�a, a coopera��o, a obedi�ncia, a compreens�o e a toler�ncia m�tuas s�o os preceitos b�sicos para que a fam�lia continue e existir. � o amor, ali�s, o que d� vida � fam�lia, quando forma os la�os de uni�o entre seus integrantes. O amor dos pais em rela��o aos filhos e dos irm�os entre si, a capacidade de ren�ncia.
  4. 4. A disposi��o de algu�m privar-se de algo em favor do outro ou de todos. Constitu�da para dar seguran�a aos seus integrantes, a fam�lia � o primeiro contato de uma crian�a; suas rela��es com outras pessoas, onde aprende a se comportar bem, e como respeitar o seu pr�ximo. � na fam�lia que se inicia a vida; � uma das respons�veis pela educa��o e forma��o do car�ter. A fam�lia tem a miss�o de direcionar o cidad�o, e serve como ponto de partida que influencia o comportamento de cada um no meio social. Na fam�lia encontramos os primeiros amigos. Aqueles que devem ser lembrados todos os dias, eternamente.
  5. 5. Uma boa conviv�ncia familiar torna as pessoas mais unidas e mais amigas umas das outras. Independente de sua estrutura, a fam�lia deve constituir-se de uni�o, ser o alicerce para nossa caminhada. A partir da fam�lia, adotamos valores e forjamos nossa identidade. As pessoas devem sempre procurar manter uma rela��o de amizade e respeito com todos de sua fam�lia, promovendo reuni�es para se encontrarem, conversarem e se divertirem de forma saud�vel. Visitar a casa dos av�s, bisav�s, tios e primos, tamb�m � uma forma de conviv�ncia familiar, pois torna as pessoas mais unidas, mais amigas umas das outras. Seja no desenvolvimento pessoal, no processo de aprendizagem, no relacionamento, a fam�lia � a base do indiv�duo enquanto ser social, vivente em sociedade.
  6. 6. � muito importante notar o respeito que deve existir na individualidade e no livre-arb�trio de cada componente do grupo familiar, haja vista, que todos s�o Esp�ritos em eterna evolu��o, com experi�ncias e exposi��es em diferentes encarna��es e, portanto, sofrendo as consequ�ncias e os impactos das exist�ncias passadas. O casal, homem e mulher, se harmoniza com a sua estrutura espiritual, com seus acertos e erros. Diante de um mundo repleto de maldade e injusti�a, vale refletir na import�ncia da fam�lia em nossas vidas. Devemos demonstrar afeto e valorizar as pessoas que fazem parte dela.
  7. 7. Devemos lembrar que fam�lia n�o � composta apenas por pais, irm�os, av�s, tios e primos. Fam�lia tamb�m � feita de amigos. Agrade�a, viva e aproveite os momentos que a vida nos reserva ao lado daqueles que nos amam. Por isso, em nossos pensamentos di�rios, observemos sempre se estamos dando o justo valor � nossa fam�lia. Um pa�s melhor, mais feliz e, por consequ�ncia, uma Humanidade equilibrada dependem dos n�cleos familiares bem constitu�dos, devidamente prestigiados por seus integrantes e pela comunidade. A import�ncia da fam�lia transcende a compreens�o mais comum.
  8. 8. No dizer de Bezerra de Menezes, na fam�lia, a vida humana encontra o seu ref�gio. A exist�ncia na Terra � de luta, n�o h� outra denomina��o melhor, mas a tranquilidade da alma existe quando vemos que as for�as Benditas envolvem a fam�lia e os casais, elevando-os a patamares de compreens�o, buscando as sementes que germinaram os frutos da semeadura, por interm�dio dos filhos. Obviamente que a fam�lia de hoje j� n�o � a mesma de ontem, muita coisa mudou na pr�tica. At� mesmo o conceito de fam�lia como sempre o entend�amos � outro. Mas, o importante � sabermos, jamais esquecermos que sem fam�lia, uma situa��o dif�cil seria para n�s extremamente pior.
  9. 9. Muita Paz! Visite o meu Blog: http://espiritual-espiritual.blogspor.com.br A servi�o da Doutrina Esp�rita; com estudo comentado de O Livro dos Esp�ritos; Em breve, estudo comentado de o livro A G�nese. O amanh� � sempre um dia a ser conquistado. Pense nisso! Leia Kardec! Estude Kardec! Pratique Kardec! Divulgue Kardec!

×