Jornal do Sertão edição 93 Novembro 2013

1.061 visualizações

Publicada em

Editorial
Nesta penúltima edição de 2013, 0 Jornal do Sertão confirma o compromisso assumido de mostrar a região sertaneja, suas características, seu povo e história, sua cultura, suas realizações e potencialidades. Região que cresce econômica/social e culturalmente imprimindo um novo ritmo às suas atividades. O Jornal do Sertão noticiando fatos e acontecimentos tem acompanhado mês a mês toda essa dinâmica, levando ao leitor a oportunidade de interagir com os acontecimentos da região. Assim, o jornal age como instrumento fomentador de desenvolvimento permitindo acesso de todos à notícia e a informação. Esse processo fomentador de conhecimento é mais amplo do que se imagina, ele desperta a percepção ao mundo circundante por meio do conhecimento adquirido. Uma região que cresce econômica/social e culturalmente exige uma base de conhecimentos mais amplo por parte de sua população. O Jornal do Sertão tem o compromisso de noticiar e informar com imparcialidade e credibilidade. Abordamos assuntos variados, temas atuais e notícias que fazem o Sertão ser motivo de orgulho para seu povo, despertando o interesse de quem deseja aportar à região, seja, para morar, trabalhar, investir e progredir, sim, o Sertão permite. Apesar de suas características climáticas, as oportunidades existem. Estamos desempenhando mais uma vez o nosso papel como profissionais comprometidos com a boa informação sobre o Sertão pernambucano, além de retratar suas dificuldades, sugerimos os caminhos encontrados para superar estes obstáculos, configurando um lugar de gente boa, acolhedora, trabalhadora, dedicada e forte. Em sua obra “Sertões” Euclides da Cunha diz com muita propriedade: “O Sertanejo é antes de tudo um forte”. À qual, concordamos.

Antônio José Bezerra de Melo
Diretor Geral

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.061
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal do Sertão edição 93 Novembro 2013

  1. 1. Sertão de Pernambuco - 26 de Novembro a 15 de Dezembro / 2013 Ano VII - Número 93 Sertão inova em tecnologia com energia solar Projeto visa a instalação de placas solares em áreas da zona rural de Serra Talhada, numa parceria com a Celpe, visando o funcionamento de poços no interior do município. Pág. 23 Divulgação Transporte Mototaxistas de Arcoverde/ PE são capacitados Pág. 29 Agricultura Produção de Uva sem semente cresce no Brasil Pág. 5 Saúde Infraestrutura SAMU e UPAE chegam ao Sertão do Pajeú Pág. 12 Sertão do São Francisco conquista investimentos Pág. 22 Cultura Museu Cais do Sertão inaugura dia 13 de dezembro Pág. 27 Redesim/ PE chega ao Sertão Pág. 15 Vaqueiros são homenageados em Juazeiro da Bahia Pág. 11 Seca Menos chuvas para o Sertão Pág. 3 Divulgação Economia Divulgação Cultura
  2. 2. Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 2 Fique por dentro Antônio Bezerra de Melo Diretor Geral S Prêmio Sebrae de Jornalismo com inscrições até fevereiro eguem até o dia 13 de fe­ vereiro de 2014 as inscri­ ções para 6ª Edição do Prêmio Sebrae de Jornalismo, que esse ano tem como slogan “Onde tem jornalista falando sobre a micro e pequena empresa, tem bons negócios acontecen­ do”. Os interessados devem se inscrever através do site www. premiosebraedejornalismo. com.br com matérias de jor­ nalismo impresso, rádio, TV e web de todo o Brasil, publica­ das no período de 1º de janeiro de 2013 a 31 de dezembro de 2013. Ao todo serão entregues R$ 120 mil em prêmios. Nesta 6ª edição, o Prêmio Sebrae de Jornalismo atuali­ zou a estrutura da premiação, ampliou o número de cate­ gorias e reajustou o valor das premiações, além de ter criado um prêmio especial para reco­ nhecer um profissional da im­ prensa brasileira com o título de Jornalista Parceiro do Em­ preendedor. As matérias inscritas de­ vem abordar temas do em­ preendedorismo, como Fo­ mento ao Empreendedorismo; Cooperação; Encadeamento Produtivo; Gestão, Inovação e Competitividade; Inclusão Produtiva; Sustentabilidade; Políticas públicas e legisla­ ção. Cada jornalista poderá concorrer com, no máximo, 3 (três) trabalhos por categoria. No entanto, não há limite de inscrições por veículo. Haverá premiação de R$ 15 mil para as categorias prin­ cipais: Prêmio Sebrae de Jor­ nalismo Impresso, Prêmio Se­ brae de Radiojornalismo, Prê­ mio Sebrae de Telejornalismo, Prêmio Sebrae de Webjorna­ lismo, Prêmio Sebrae de Foto­ jornalismo, Prêmio Sebrae de Reportagem Cinematográfica. O Grande Prêmio Sebrae de Jornalismo, que está den­ tro das categoria Prêmios Es­ peciais é para a melhor maté­ ria entre todas as premiadas nas seis categorias. O prêmio é de R$ 15 mil e será acumulado com o prêmio recebido como vencedor de sua categoria. Já o prêmio Jornalista Par­ ceiro do Empreendedor é para o profissional que em 2013 se destacou na cobertura de assuntos de interesse e orien­ tação aos micro e pequenos empreendedores no País. Para esta categoria não é possível se inscrever. A escolha do Jor­ nalista Parceiro do Empreen­ dedor será feita a partir das indicações feitas pelo Sebrae Nacional e de todos Estados que desejarem. Triunfo ganhará novo hospital O município de Triunfo, localizado no Sertão do Pajeú, ganhará um novo hospital que vai atender mais de 15 mil moradores. A unidade ainda não tem um nome, mas será erguida atrás da Unida­ de Mista Felinto Wanderley. A previsão é de que o centro médico seja concluído no primeiro semestre de 2014. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o empreendimento está orçado em R$ 1,4 milhão e terá novos serviços como o de obstetrícia, com sala de parto e equipe multifuncional. Também planeja um maior espaço para o atendimento de emergência, pediatria e clínicas médica e cirúrgica. Expicando o Mundo Observatório JS O mundo tem um tamanho imenso e curiosidades proporcionais. Como sou fã número um da seção tradi­ cional da revista Seleções do Reader’s Digest, chamada “RIR É O MELHOR REMÉ­ DIO”, pensei em levar aos lei­ tores do Jornal do Sertão uma dose desse maravilhoso Elixir da Longa Vida, ou seja, o Humor. Assim, leiam e cur­ tam esta carta que o Sr. Joa­ quim, lusitano de Coimbra mandou à sua seguradora: À Cia Seguradora, desde 2006 Ano VII Nº 93 de 26 de Novembro a 15 de Dezembro 2013 O Jornal do Sertão é uma publicação mensal da Edicom Editora Comunicação Ltda. Av. João Gomes de Lucena, 4105 - Centro - Serra Talhada-PE Sucursal: Av. Caxangá, 205 sl. 903/904 - Fone (081) 3052.2719 Recife - Pernambuco Os textos, fotos ou ilustrações nos espaços das colunas são de inteira responsabilidade dos respectivos colaboradores. Exmos. Senhores: Em resposta ao seu pedido de informações esclareço que no quesito três da comunicação do sinistro mencionei: “Tentando fazer o trabalho sozinho”, como causa do meu acidente. Em vossa carta, pedem uma explicação mais detalhada. Seguem: Sou assentador de tijolos, e no dia do acidente estava a trabalhar sozinho num telhado de seis andares. Verifiquei que sobraram 250 kg de tijolos. Em vez de levá-los a mão para baixo, decidi, num aces- Divulgação N esta penúltima edição de 2013, 0 Jornal do Sertão confirma o compromisso assumido de mostrar a região sertaneja, suas características, seu povo e história, sua cultura, suas realizações e potencialidades. Região que cresce econômica/ social e culturalmente impri­ mindo um novo ritmo às suas atividades. O Jornal do Sertão noticiando fatos e aconte­ cimentos tem acompanhado mês a mês toda essa dinâmica, levando ao leitor a oportuni­ dade de interagir com os acon­ tecimentos da região. Assim, o jornal age como instrumento fomentador de desenvolvi­ mento permitindo acesso de todos à notícia e a informação. Esse processo fomentador de conhecimento é mais amplo do que se imagina, ele desperta a percepção ao mundo circun­ dante por meio do conheci­ mento adquirido. Uma região que cresce econômica/social e culturalmente exige uma base de conhecimentos mais amplo por parte de sua população. O Jornal do Sertão tem o compromisso de noticiar e in­ formar com imparcialidade e credibilidade. Abordamos as­ suntos variados, temas atuais e notícias que fazem o Sertão ser motivo de orgulho para seu povo, despertando o interesse de quem deseja aportar à re­ gião, seja, para morar, traba­ lhar, investir e progredir, sim, o Sertão permite. Apesar de suas características climáticas, as oportunidades existem. Es­ tamos desempenhando mais uma vez o nosso papel como profissionais comprometidos com a boa informação sobre o Sertão pernambucano, além de retratar suas dificuldades, sugerimos os caminhos en­ contrados para superar estes obstáculos, configurando um lugar de gente boa, acolhedo­ ra, trabalhadora, dedicada e forte. Em sua obra “Sertões” Euclides da Cunha diz com muita propriedade: “O Serta­ nejo é antes de tudo um forte”. À qual, concordamos. so de inteligência, colocá-los dentro de um barril e, com ajuda de uma roldana descê-lo ao térreo. Desci e amarrei o barril numa corda, e subi para o sexto andar, de onde puxei o dito cujo para cima, colocando os tijolos no seu interior. Continuei a subir a uma velocidade um pouco menor, somente parando quando os meus dedos ficaram entalados na roldana. Podem imaginar como cai vertiginosamente, agarrado à corda, sendo que, próximo ao terceiro andar, Distribuidor: ourinha Representações. M Fone (087) 3831.7053 - Serra Talhada-PE Impressão: Plural Indústria Gráfica Fone (81) 3311-3201 - Suape - PE Tiragem: 10.000 exemplares Formato: 27 x 31 cm | 32 páginas Circulação: Sertão de Pernambuco | Arcoverde, Sertânia, Custódia, Serra Talhada, São José do Egito, Afogados da Ingazeira, Floresta, Petrolândia, Salguei­ o, Ararar ripina, Petrolina, Triunfo, Sta. Cruz da Baixa Verde Recife | Governo do Estado - Assembléia Legislativa Secretarias de Estado | Brasília-DF | Ministério da Integração Nacional Distribuição gratuita quem encontrei? Ora pois, o barril, que vinha a subir. Ficam explicadas as fraturas dos tornozelos. O barril, que pesava mais do que a corda, desceu e caiu em cima de mim, fraturando-me as pernas. Espero ter fornecido as informações solicitadas e esclareço que este relatório foi escrito por minha enfermeira, pois os meus dedos, ainda guardam a forma da roldana. Atenciosamente, Manuel Joaquim, de Coimbra. José Artur Paes Vieira de Melo japvm@jornaldosertaope.com.br Editor Antonio@jornaldosertaope.com.br Antônio Jose Bezerra de Melo Produtor Gráfico diagramação@jornaldosertaope.com.br Daniel Sigal Redação redacao@jornaldosertaope.com.br Dayane Albuquerque Cinara Marques - DRT/PB1070 Depto. Financeiro financeiro@jornaldosertaope.com.br José Bezerra Contato Publicitário contato@jornaldosertaope.com.br Anderson Santos E-mail: jornaldosertaope@ jornaldosertaope.com.br www.facebook.com/Jornaldosertao Colaboradores: Alberto Ursulino, Helena Conserva, Dárcio Rabêlo, Antônio Faria, Depto. de Marketing marketing@jornaldosertaope.com.br Francys Maya, José Artur Paes Vieira de Melo Hélida Enes
  3. 3. 3 Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 Sertão com chuva Estiagem leva Compesa a abaixo da média distribuir reservatórios até janeiro em Tabira A E Divulgação notícia para os sertanejos per­ nambucanos não é das melhores. Segundo espe­ cialistas, a previ­ são climática não está tão favorá­ vel para a região do Sertão do Es­ tado nos próxi­ mos três meses. Chuvas virão Região com pouca chuva para o próximo trimestre abaixo do espe­ deixa sertanejo ainda mais preocupado rado até o mês de janeiro de 2014, para o setor – ITEP - por meio do Labora­ oeste do Estado, que compre­ tório de Meteorologia (Lamep). ende as mesorregiões do Ser­ Quanto às temperaturas, o tão e Sertão do São Francisco. previsto é que haja uma maior A informação nada agra­ probabilidade de serem de dável foi divulgada no final do normal a acima da média cli­ mês de outubro pelo Instituto matológica para todo o Estado de Tecnologia de Pernambuco de Pernambuco. m colapso, o açude de Brotas, que abastecia moradores do Sertão do Pajeú, entre eles o município de Ta­ bira, não tem mais como cum­ prir esta missão. Para suprir a necessidade, a população começou a contar com cami­ nhões-pipa e reservatórios im­ provisados, mas a Companhia Pernambucana de Saneamen­ to (Compesa) apresentou uma alternativa para amenizar a situação. Distribuiu em pon­ tos estratégicos da cidade 40 reservatórios com capacidade entre cinco e dez mil litros de água. Segundo o coordenador re­ gional da Compesa, Washing­ ton Jordão, a Companhia tam­ bém alocou um poço particu­ lar de grande vazão em Tabira porque o atual abastecimento Divulgação Seca Sem Brotas, Tabira agora depende da Compesa para não passar sede ainda é insuficiente. A água está sendo distribuída para a cidade e parte do sistema Zé Dantas também está contri­ buindo para o abastecimento. Em um poço artesiano, cerca de 30 mil litros de água jorram por hora, uma quanti­ dade considerada grande, mas que não atende à população, que necessita de 216 mil li­ tros. Por isso a cidade ainda continua sendo atendida pelos caminhões-pipa.
  4. 4. Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 4 Agricultura Durante a inauguração do Núcleo, 26 caprinos foram doados a cooperativas e associações Divulgação rodutores de mel do Sertão per­ intitulado “Associações de Apicultores nambucano foram qualificados em Rede”, no qual discutirão a impor­ através de uma parceria entre a Agên­ tância da organização e formalização cia Condepe/Fidem e a Superintendên­ dos produtores. A capacitação integra os trabalhos cia do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene). O treinamento ocorreu neste de apoio ao desenvolvimento local e mês de novembro quando houve a se­ regional, de forma sustentável, realiza­ gunda etapa do curso em Associativis­ da pela Agência Condepe/Fidem. Com mo, Cooperativismo e Formação de Re­ duração de seis meses, as ações garan­ des de Comunicação para produtores tem o fortalecimento de organizações da cadeia produtiva do mel, situados sociais e econômicas, facilitando o na Mesorregião da Chapada do Arari­ acesso delas às políticas públicas. “O projeto surge como mais uma pe. O término da capacitação, quando ocorrerá a terceira etapa, está previsto ação estratégica do governo do estado para desenvolver a economia regional, para 5 de dezembro. O treinamento foi pensado para ca­ ampliando sua capacidade de gerar no­ pacitar 140 apicultores dos municípios vas oportunidades e melhorar a qua­ de Araripina, Bodocó, Exu, Ipubi, Mo­ lidade de vida da população”, disse o reilândia, Ouricuri e Trindade, de acor­ gestor da GEAR, Paulo da Fonte. do com o gestor de Apoio à Articulação Regional (GEAR), Paulo da Fonte. Ele informa que a capa­ citação promoverá uma maior organização dos apicultores e assim forta­ lecerá a cadeia produtiva do mel. O treinamento é cons­ tituído de três etapas: oficina sobre Associati­ vismo e Cooperativismo; Formação de Redes de Comunicação; e por fim, os participantes terão em Ao final da capacitação, 140 apicultores de sete cidades dezembro, um seminário estarão instruídos sobre o setor Sertânia ganha Núcleo de Caprinos Leiteiros Divulgação Apicultores são capacitados no Araripe P C aprinocultores sertanejos de Per­ nambuco estão comemorando um investimento no setor com a inau­ guração, em Sertânia (Sertão Central), do Núcleo de Caprinos Leiteiros do IPA (Instituto Agronômico de Pernambu­ co), que fica na Fazenda Cachoeira. O núcleo será voltado à produção de lei­ te e reprodução de animais na região e deve impulsionar a produção de leite do Estado. O objetivo da instalação da uni­ dade na cidade sertaneja é contribuir na recuperação da bacia leiteira e ele­ var o padrão genético do rebanho. De acordo com o diretor de pesquisa do IPA, Antônio Santana, na região onde foi instalado o núcleo, há um rebanho leiteiro de alta qualidade e de genética superior. Essa genética vai ser difundi­ da com todos os produtores que traba­ lham com leite de cabra. Segundo o Secretário de Agricultu­ ra e Reforma Agrária de Pernambuco, Aldo Santos, o núcleo também vai con­ tribuir muito com as regiões afetadas pela estiagem. “Esse núcleo terá como função articular com as cooperativas, as associações, os pequenos e os mé­ dios produtores para que Pernambuco amplie sua capacidade leiteira”, disse. Durante a inauguração do Núcleo de Caprinos Leiteiros, 26 caprinos re­ produtores da raça Saani foram doados às cooperativas e associações de dez ci­ dades do interior.
  5. 5. Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 5 Agricultura rodutores de uva no Brasil passam a contar com mais uma variedade sem sementes da fruta. A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embra­ pa) vai lançar a variedade Isis, que passará a ser o quinto tipo de uva sem sementes criada a partir de pesquisas do órgão. As outras são Clara, Linda e Morena, lan­ çadas em 2003. No ano passado foi criada a variedade Vitória. Alexandre Hoffmann, chefe adjunto de Transferência de Tec­ nologia da Embrapa Uva e Vi­ nho, em Bento Gonçalves-RS, in­ formou que todas as variedades da versão sem semente da fruta foram desenvolvidas em Petroli­ na-PE (Sertão do São Francisco). Elas permitem que o produtor possa contar com uma tecnolo­ gia gerada no próprio país. “O Brasil, como é vanguarda em diversas áreas de tecnologia, também é vanguarda nas varie­ dades de uvas, tanto com semen­ tes quanto sem sementes dispo­ Aumento da produção da uva sem semente se deu com tecnologias desenvolvidas em Petrolina Divulgação Produção de uva sem sementes cresce no Brasil P níveis aos produtores“, disse. O técnico informou que o aumento do consumo de uvas sem semen­ tes no Brasil provocou o cresci­ mento da produção da fruta na região de Petrolina. Antes desse movimento, segundo ele, a maior parte da produção se destinava à exportação. “Houve um aumento da de­ manda e da concorrência no mer­ cado externo. Isso fez com que aumentasse a oferta no mercado brasileiro. Isso significa a possi­ bilidade de o consumidor, hoje, ter acesso a um produto de maior qualidade que há poucos anos, quando só encontrava com alto preço e importado“, destacou. Segundo Hoffmann, em 2012 foram produzidas no Brasil 1,5 milhão de toneladas de uvas com e sem sementes, sendo 600 mil toneladas destinadas ao consu­ mo in natura. No caso das cha­ madas uvas de mesa, há produ­ ção também na Bahia, em Minas Gerais e no Rio Grande do Sul.
  6. 6. Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 6 Agricultura Projeto estimula produção de galinhas ncentivar a produção de galinhas em Pernambuco. Esse é o objetivo de um projeto da Secretaria de Agricul­ tura do Estado (SARA), que vai benefi­ ciar 160 famílias rurais da região Sub­ médio do São Francisco nas cidades de Orocó, Lagoa Grande, Petrolina e Afrâ­ nio. Todas foram contempladas com kits do Projeto de Criação de Galinha de Capoeira. O investimento no setor é de R$ 315 mil. Os kits são compostos por material de infraestrutura como tela, carro de mão e madeiras para a confecção do galinheiro, criação de aves e produção de ração para todo o ciclo de criação. “Essa conquista é fruto do empenho e integração das associações que, jun­ to ao governo, está gerando mais uma importante alternativa de renda e pro­ dução”, destacou o secretário de agri­ cultura de Pernambuco, Aldo Santos. Para Genil Gomes, diretor de Ex­ tensão Rural da SARA, essa iniciativa deverá incrementar a atividade da avi­ cultura em nosso Estado, sendo mais Divulgação I Seca uma alternativa eficiente para a convi­ vência com o semiárido. De acordo com veterinário do Ins­ tituto Agronômico de Pernambuco (IPA) e responsável pelo projeto, Paulo Nogueira, a baixa produtividade, alta mortalidade, ausência de cuidados hi­ giênicos e sanitários, são, atualmente, os principais gargalos que afetam eco­ nomicamente a produção e comercia­ lização da ave. “O nosso foco é levar conhecimento e tecnologias aos produ­ tores a fim de reverter essa situação”, afirmou Nogueira. TCU fiscaliza projetos para oferta de água no NE P rojetos que procuram melhorar a oferta de água no Nordeste foram destaques nas fiscalizações de obras do Tribunal de Contas da União (TCU) em 2013. Entre as 22 obras hídricas che­ cadas: adutoras, barragens, açudes e canais, estão incluídos também o Pro­ jeto de Integração da Bacia do Rio São Francisco com as Bacias do Nordes­ te Setentrional (Pisf ou transposição do Rio São Francisco), o Cinturão das Águas do Ceará e a Adutora do Agreste (PE) e o Canal do Sertão (AL). Só esses quatro últimos envolvem mais de R$ 8 bilhões em recursos. O Pisf tem o objetivo de assegurar oferta de água a 12 milhões de habi­ tantes de 391 municípios. A atuação do TCU tem permitido melhoria na gestão do projeto, fruto da implementação de medidas determinadas e recomendadas pelo tribunal. Em Pernambuco, a cor­ reção de irregularidades na obra para implantação da Adutora do Agreste, re­ sultou em redução de R$ 125 milhões no preço máximo admitido na licitação. O sistema possui 1 mil km e deverá be­ neficiar 68 municípios. O projeto licitado possui indícios de sobrepreço da ordem de R$ 36 milhões, que está sendo ajusta­ do, segundo informação dos gestores. A operação da Adutora depende da conclusão do ramal do Agreste, um dos trechos da transposição. Após atuação do TCU, os gestores modificaram o projeto, incluindo fontes alternativas de abastecimento, para dar ao sistema funcionalidade própria e antecipar os benefícios à sociedade. O Canal do Sertão, projeto desen­ volvido em Alagoas, também possui indícios de sobrepreço, pendentes des­ de 2008. A irregularidade está clas­ sificada como grave, com adoção de retenção de valores para evitar danos. Atualmente,o TCU analisa informações encaminhadas por cinco empresas. No Cinturão das Águas do Ceará, entre outras irregularidades, identifi­ caram-se indícios de sobrepreço e de quantitativos inadequados da ordem de R$ 78 milhões.
  7. 7. Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 7 Meio Ambiente Ong Caatinga comemora 25 anos de atuação A Ong Caatinga comemo­ rou nesse mês de novem­ bro 25 anos de atuação no Se­ miárido pernambucano. Para celebrar essa data, entregou mudas de plantas nativas e frutíferas a agricultores da re­ gião e realizou caravanas itine­ rantes por oito municípios do Sertão do Araripe para apre­ sentar a história e a missão da instituição, que é semear agro­ ecologia para uma vida digna na região. As caravanas, formadas por funcionários do Caatinga e artistas regionais, percorre­ ram os municípios de Bodocó, Trindade, Exu, Granito, Par­ namirim e Ouricuri (cidade sede do Caatinga) com partici­ pação de forrozeiros que fize­ ram a trilha sonora da come­ moração com o autêntico forró pé de serra. Para a professora de Santa Filomena, Marizete Brasilina, da primeira cidade a receber uma caravana, este foi um mo­ mento de grande importância, pois reforçou a importância da atuação do Caatinga no muni­ cípio. “O Caatinga, ao longo dos 25 anos vem implementan­ do tecnologias que permitem uma convivência digna com o semiárido e realiza ações que possibilitam o fortalecimen­ to da agricultura familiar. Eu me sinto muito feliz em fazer parte desta história”, destaca a professora. Os objetivos da Caatinga são ampliar a capacidade das famílias agricultoras e estru­ turar seus sistemas de produ­ ção de alimentos limpos para a família e o mercado, mais resistentes e resilientes às mu­ danças climáticas/secas, e suas organizações capazes de incidir em políticas públicas, exigindo seus direitos; bem como forta­ lecer as mulheres agricultoras e suas entidades representati­ vas para exigir e acessar seus direitos. Também visa mobili­ zar e formar atores sociais lo­ cais e regionais, para atuarem como cidadãos ambientais.
  8. 8. or Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 8 Antonio Faria de Freitas Neto Advogado (antoniofaria@antoniofaria.com.br) Fone: (81) 3423-3695 | 3423-4976 Da nulidade jurídica da fiança prestada por pessoa casada sem o consentimento do respectivo cônjuge Inicialmente, mister esclarecer, que a fiança é uma espécie de um contrato de caução, mais precisamente a caução fidejussória, sendo, assim, de uma espécie de garantia, onde a obrigação contraída é assumida pessoalmente por um terceiro além do devedor principal, tendo, como principais características, a de um contrato unilateral, acessório e obrigatoriamente na forma escrita. A fiança, ainda, se subdivide em: convencional, contraída pela vontade dos envolvidos; judicial, que é imposta pelo juiz; e, por fim, a legal, que é aquela autorizada pela própria lei. Nesse breve comentário, vamos nos concentrar apenas na fiança convencional, que é prestada de forma comezinha nos contratos em geral. Para que possa ser prestada fiança faz-se imprescindível que o fiador preencha alguns requisitos jurídicos prévios, como por exemplo, ser maior, ou emancipado, com posse de todas as suas faculdades mentais e de livre disposição de seus bens. Além disso, acaso o fiador seja casado, a fiança somente terá validade jurídica se houver o consentimento do respectivo cônjuge - exceto no regime da separação total de bens, que se faz desnecessário - sob pena de nulidade absoluta – e não somente anulabilidade – da totalidade fiança prestada, conforme dicção legal pura e simples do inciso , do artigo 1647 que determina taxativamente: Não raras vezes, vemos os nossos pretórios desalijarem os fiadores das obrigações contratualmente por ele assumidas em nosso cotidiano, face à inexistência da outorga do respectivo cônjuge, seja marital (por parte do marido) ou uxória (por parte da esposa), já que o nosso legislador pátrio não admite que o credor venha a aceitar um fiador sem a comprovação de seu verdadeiro estado civil, sendo, seu o ônus de colher as assinaturas do fiador e de seu cônjuge, na sua presença e das testemunhas contratualmente arroladas. Assim, o credor deverá, sempre, estar muito a este requisito da Lei, pois a aposição de assinatura falsa, ou, ainda, uma assinatura faltante no contrato, lhe traz gravíssimas implicações contratuais, fazendo-o passar pelos rigores e dissabores a que livre e imprudentemente se expôs, suportando as conseqüências naturais da sua negligência, da sua omissão ou da sua incúria. Informe Clínica Veterinária É o Bicho orienta como ter um cão e mantê-lo saudável Q uando se fala em ca­ chorro, o que logo vem à mente é “o cão é o melhor amigo do homem”. E por isso mesmo é que quem se com­ promete a cuidar de um cão, deve conhecer bem sobre o seu animal de estimação e tomar os devidos cuidados com ele. Romero Queiroz de Oliveira, dono da clínica veterinária É o ção a cada seis meses. “Para quem cria gato, o aconselhado é tomar as mesmas medidas”, indica o veterinário. Quanto à alimentação, o ide­ al é que os cães sejam alimen­ tados somente com ração. Seca ou úmida (aquelas em latinhas). Uma boa alimentação pode tra­ zer benefícios para a saúde do animal e isentá-lo de doenças. soas nem sempre conhecem as características e acabam adotando qualquer cão. “Por exemplo, um labrador, que é um cão de grande porte, que exige muito espaço, muita gente acaba colocando-o em um apartamento. Essas pes­ soas precisam antes de mais nada conhecer a raça e pesqui­ sar sobre ela”, diz. Bicho, que funciona em Serra Telhada desde 2007, dá dicas de como escolher o cão certo para o seu estilo de vida e de como mantê-lo saudável. Os cuidados com os ani­ mais devem começar logo nos primeiros dias de vida. A par­ tir do 15º dia, já é aconselhado começar um trabalho de ver­ mifugação (dar remédios para vermes). Quando o animal completar 45 dias, devem to­ mar as primeiras doses de va­ cina. É uma sequência de três doses da virose (a tríplice viral) e, em seguida, é a vez da vacina contra raiva. E aí, a partir desse programa inicial, é importante fazer o trabalho de vermifuga­ Esse tipo de alimento já tem todas as proteínas, vitaminas e todos os minerais que o cão pre­ cisa. Porém, é preciso prestar atenção na hora de escolher a ra­ ção, pois há uma específica para cada fase da vida do cachorro. “Boa alimentação e doses certas de vacinas são um con­ junto benéfico para a saúde do animal. As vacinas devem ser repetidas anualmente, é sem­ pre bom ficar atento aos perío­ dos”, alerta Romero. Uma outra dica importante é saber qual cachorro é o mais indicado para o homem criar. Segundo o veterinário da È o Bicho, é importante fazer uma pesquisa antes porque as pes­ Perfil do criador – Romero Queiroz chama atenção ainda para os três perfis de criadores de cão hoje. 1) o dono de um cão; 2) o amigo de um cão; e 3) o pai de um cão. O dono é geralmente aquele que tem um cão grande, o qual geralmente vive lá no fundo da casa dele. Ele sabe que é dono daquele cachorro, mas quem cuida não é ele. O amigo é aquele que leva para passear, dá banho, trata mesmo do cão. E o pai é aquele que dorme com o cão na cama, que comem juntos. Serviço: Clínica Veterinária É o Bicho Av Oswaldo de Godoy Lima, 42 - AABB - Serra Talhada/PE Divulgação Coluna Jurídica
  9. 9. Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 9 Informe Colinas - Concessionária Volkswagen em Arcoverde H marcas, com Volkswagen, Ford e Honda Motos. Em Arcoverde a empresa tem duas concessionárias: Fiat e Volkswagen. Em Garanhuns: Fiat, Ford e Volkswagen. Já em Araripi­ na, a prioridade é a Ford. Em Recife é uma multimarcas. Palmares tra­ balha com a Fiat e Honda e Cabo de Santo Agostinho, com a Honda. A Volkswagen é considerada hoje uma das marcas mais recentes e de maior expansão dentro do gru­ po. Com a chegada da Colinas Mo­ tor na região sertaneja, a população teve o apoio que precisava de um setor de pós-vendas bem equipado, com profissionais atualizados, as­ similando tendências e tecnologias atuais. Antes, era necessário se deslo­ car para uma concessionária mais próxima da cidade. Mas hoje, os ar­ coverdenses contam com a comodi­ dade oferecida pela Colinas Motor sem precisar sair de sua cidade. A Colinas Motor Ltda. está situada na Av. Osvaldo Cruz, 2185-a, São Cristo­ vão – Arcoverde –PE, CEP: 56.512-670. Divulgação á cinco anos implantada no Sertão de Pernambuco, a Colinas Motor Concessionária Volkswagen vem se consolidando ano a ano em escala crescente de vendas e atendimento no municí­ pio de Arcoverde (Sertão do Mo­ xotó). Esse é mais um dos investi­ mentos realizados pelo Grupo JPN (do empresário José Pereira do Nascimento). A empresa investe constantemente no treinamento de consultores e técnicos visando um atendimento de excelência aos seus clientes. Obedecendo aos padrões tecno­ lógicos exigidos pela Volkswagen, a concessionária mantém um amplo Show Room com exposição de veí­ culos da linha, além de oficina bem aparelhada capaz de atender pron­ tamente seus clientes nos serviços de conserto e manutenção de toda linha. O grupo que atua na área de venda de veículos iniciou suas ati­ vidades com a Fiat Automóveis, im­ plantando sua primeira concessionária com o nome IVEL – Ipanema Veículos, também em Arcoverde, há 30 anos. Mas hoje, expandiu seus negócios e também está presente em outros mu­ nicípios do estado, como Garanhuns, Araripina, Recife, Palmares e Cabo de Santo Agostinho e trabalha com outras
  10. 10. Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 10 E Sávio, Dra. Socorro, Arquiteta Sandra Brandão e filho José Raimundo, Presidente da Câmara de vereadores de Serra Talhada e esposa Empresário Daniel Moura e esposa Divulgação Divulgação Dr. Nena, proprietário da Clínica São Francisco e esposa Prefeita de Arcoverde, Madalena Brito, marcou presença no aniversário da ACA Divulgação Divulgação Divulgação Empresário Saulo Modas e esposa Hilda Os noivos Pablo Forlan e Suzianne Brandão ladeados pelos seus pais Divulgação Divulgação Cícero Paulo, gerente do Santander de Petrolâdia PE e esposa Ceiça Divulgação Divulgação sse mês de novembro foi só comemoração para os noivos Pablo Forlan e Suzianne Brandão, ambos de Serra Talhada. Eles trocaram alianças no dia 16 de novembro e a cerimônia do casamento aconteceu na Matriz Nossa Senhora da Penha, na cidade natal dos noivos, às 20h. A recepção foi belíssima, no Marias e Buffet de Wério Farias. Um grande jantar em comemoração ao aniversário da ACA
  11. 11. Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 11 Cultura Missa do Vaqueiro movimenta Pinhões – Juazeiro BA A para que se tenha boa colheita, e abas­ teça o açude do local, tão castigado pelo longo período de estiagem. Durante o evento que foi iniciado com um desfile dos vaqueiros que per­ correram as principais vias do distrito, os profissionais e moradores já faleci­ dos foram homenageados, momento de emoção para os familiares presentes. Os repentistas também foram des­ taque e tiveram espaço para apresenta­ rem o aboio uma tradição passada de geração em geração, que faz parte da cultura sertaneja. Evento reuniu cerca de 80 vaqueiros Divulgação padre Ednaldo Oliveira e contou com a apresentação do coral ‘São Geraldo’. Na ocasião cerca de 80 vaqueiros e os moradores da localidade se reuni­ ram, pediram proteção e agradeceram por mais um ano de trabalho, além de fazerem preces em intenção das chuvas Divulgação conteceu, nesse mês de novem­ bro, a 8ª edição da ‘Missa do Va­ queiro’ do distrito de Pinhões, em Ju­ azeiro - Bahia. A missa que tem como objetivo preservar a cultura sertaneja e abençoar os trabalhadores que sobre­ vivem na caatinga foi celebrada pelo Parentes de vaqueiros oraram por mais chuva e boa colheita
  12. 12. Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 12 Interior vai fazer a festa Falta pouco para o início do Campeonato Pernambucano 2014. O Centésimo Estadual da história começará dia 8 de dezembro e seguirá até 13 de abril, quando será conhecido o campeão. O Pernambucano será disputado em dois turnos. No primeiro, Ypiranga, Central, Pesqueira, Serra Talhada, Chã Grande, Porto, Salgueiro, Vitória e América jogarão en­ tre si em ida e volta. Ao final, os três primeiros colocados se classificarão para a disputa do hexagonal do título (segundo turno) e o campeão, que receberá o Troféu Miguel Arraes de Alencar, conquistará a vaga no Campeonato Brasileiro da Série D. Caso esse time seja o Salgueiro, o segundo lugar fi­ cará com a vaga. O segundo turno da competição começará em 12 de fevereiro. Vamos pedalar? A Prefeitura de Serra Talhada começa a preparar o “Pe­ dala Serra”, um evento que pretende despertar o hábito sau­ dável de andar de bicicleta. O evento acontecerá dia 30 de novembro. As inscrições para participação no evento ainda serão abertas. Para se inscrever, o interessado deverá levar dois quilos de alimentos não perecíveis. Os alimentos arre­ cadados serão usados na campanha Natal Sem Fome da Pre­ feitura Municipal. O sucesso da Copa A 8ª Copa da Amizade de Serra Talhada, realizada pela Associação Comunitária Esportista da cidade, foi disputada por 18 Escolas e 1.200 atletas nas modalidades de voleibol, futsal, handebol, atletismo e natação. Segundo o Coordena­ dor do evento, Romildo Duarte, a copa se consagrou como o maior evento esportivo do Sertão do Pajeú. Foram 8 dias de vitorias e derrotas, suor e lágrimas. Acompetição foi vista por cerca de 11 mil pessoas. Romildo agradeceu a Sebastião Oliveira, que arcou com 85% das despesas do evento e a Pre­ feito Luciano Duque que ajudou com 20%. Tabira tem mulher fera no judô A judoca tabirense Socorro Ramalho conquistou o 3º lu­ gar do campeonato Brasileiro de Judô, que foi disputado em Fortaleza - CE. Além de Socorro, a aluna Ana Carolaine, da Escola Estadual Arnaldo Alves Cavalcante também conquis­ tou o 3º lugar. Ginástica e História na Concha O calçadão da Igreja do Rosário, em Serra Talhada tem acordado mais cedo para receber o projeto da secretaria de Esportes de Serra Talhada, “Academia para Todos”. O pro­ jeto que já acontece nos bairros do Bom Jesus, Borborema e COHAB chega agora ao centro, mais precisamente à Concha Acústica, onde diariamente quase 30 pessoas se encontram para fazer ginástica, acompanhado por instrutores da secre­ taria. A aula começa as 05h30min, de segunda a sexta-feira. Segundo a secretária de Esportes do município, Vânia Melo, quatro professores de educação física acompanham o proje­ to que atualmente já atende mais de 150 pessoas em todos os polos. partir de dezembro, a população do Sertão do Pajeú passará a contar com a primeira Unidade Pernam­ bucana de Atenção Especia­ lizada (UPAE), além de uma Central de Regulação do Ser­ viço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) Macror­ regional, Os novos serviços de saúde estão sendo implan­ tados em Serra Talhada, no bairro do Cagepe. Serão disponibilizados ser­ viços de ambulatório, consul­ tas médicas em especialidades como cardiologia, endocrino­ logia, ginecologia, gastroente­ rologia, nefrologia, entre ou­ tras. A unidade contará tam­ bém com um moderno centro de exames clínicos e diagnós­ ticos, que oferecerá teste la­ boratoriais, raio-x, ultrasso­ nografia, eletrocardiograma e endoscopia. O investimento foi de R$ 6,6 milhões. De acordo com o secretá­ rio estadual de Saúde, Antô­ nio Carlos Figueira, as UPAEs O Divulgação Por Francys Maya - E-mail francysmaya@hotmail.com Sertão do Pajeú é contemplado com UPAE e Samu A UPAE e SAMU reforçarão saúde de cidades sertanejas são ferramentas fundamentais para solucionar a baixa oferta de consultas e exames espe­ cializados no interior. “Espe­ ramos dar fim à via crúcis que os moradores do interior pre­ cisam enfrentar pra conseguir consultas com especialistas, como cardiologistas ou neuro­ logistas”, disse o secretário. Também em dezembro será inaugurada a primei­ ra Central de Regulação do Samu Macrorrigional. A uni­ dade foi projetada para be­ neficiar 800 mil moradores das Regionais de Saúde de Afogados da Ingazeira e Ser­ ra Talhada, no Pajeú, e Arco­ verde, no Sertão do Moxotó, estando dimensionada para atender ocorrências em 35 municípios incluídos nas três regionais. Sesc promove mutirão de saúde em Petrolina Sesc Petrolina recebe no dia 29 de novem­ bro a 11ª edição do Colmeia, uma feira de saúde e cidada­ nia. O evento é promovido pelo Sesc-PE, sendo um dos maiores projetos da entidade e oferece serviços de saúde à população em parceria com instituições e empresas pri­ vadas. Na cidade sertaneja, a po­ pulação pode contar com ser­ viços como exames, consultas, testes rápidos de colesterol, hepatite, hanseníase e glicose das 8h às 14h. Também pode­ rão emitir documentos, obter orientação jurídica e partici­ par de oficinas de customiza­ ção, doces finos e aproveita­ mento de alimentos. Os cerca de 50 serviços oferecidos são gratuitos. Divulgação Sertão Esportivo Saúde Esse ano, o mutirão do Sesc já passou pelas cidades de Caruaru e Arcoverde e já atendeu mais de 1 milhão de pessoas “Contamos com a colaboração da população, já que os serviços são limitados”, disse a diretora de atividades sociais do Sesc, Sílvia Cavadinha. Esse ano, o evento já passou pelas cidades de Carua­ ru e Arcoverde e realizou mais de 1 milhão de atendimentos.
  13. 13. Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 13 Saúde Centro de Hemodiálise de Araripina deve ficar pronto em fevereiro Dez coisas que você precisa saber sobre pé diabético nfecções ou problemas de circulação nos membros inferiores estão entre as com­ plicações mais comuns em quem tem diabetes mal con­ trolado. Calcula-se que meta­ de dos pacientes com mais de 60 anos apresenta o “pé dia­ bético”, uma doença que pode ser evitada. Tais alterações podem cau­ sar neuropatia, úlceras, infec­ ções, esquemias ou trombose. Elas começam a ocorrer, em geral, quando as taxas de gli­ cose permanecem altas duran­ te muitos anos. Se não for tra­ tado, o pé diabético pode levar a amputação. Segundo o Ministério da Saúde, 70% das cirurgias para retida de membros no Brasil têm como causa o diabetes mal controlado. São 55 mil amputações anuais. Manter a taxa glicêmica sob contro­ le e fazer exames regulares são fundamentais para evitar maiores complicações. Veja outras dicas: 1. A pessoa com pé diabético tem sintomas como: formi­ gamento, perda de sensibili­ dade local, dores, queimação nos pés e nas pernas, sensa­ ção de agulhadas, dormên­ cia, além de fraquezas nas pernas. Tais sintomas podem piorar a noite, ao deitar. Nor­ malmente a pessoa só se dá conta quando está num es­ tágio avançado e quase sem­ pre com uma ferida ou uma infecção o que torna o trata­ mento mais difícil aos pro­ blemas devido aos problemas de circulação. 2. Os sintomas são mais fre­ quentes após alguns com o diabetes mal controlado. Mui­ tas pessoas passam a apresen­ tar problemas de diminuição de circulação arterial e de sen­ sibilidade nos pés e pernas. 3. A prevenção é a maneira mais eficaz de evitar a com­ plicação. A medida principal é manter os níveis de glicemia controlados; exame visual dos pés, diário; e avaliação médico periódica. 4. Pacientes com diabetes tipo 1 e tipo 2 devem passar, regularmente, por uma avalia­ ção dos pés. 5. O paciente deve examinar os pés diariamente em um lugar bem iluminado. Quem não tiver condições de fazê­ -lo, precisa pedir a ajuda de alguém. Deve-se verificar a existência de frieiras; cortes; calos; rachaduras; feridas ou alterações de cor. Uma dica é usar um espelho para se ter uma visão completa. Nas consultas, deve-se pedir ao médico que examine os pés. O paciente deve avisar de imediato sobre eventuais al­ terações. 6. É preciso manter os pés sempre limpos, usar sempre água morna, nunca quente, para evitar queimaduras. A to­ alha deve ser macia. É melhor não esfregar a pele. Mantenha a pele hidratada, mas sem pas­ sar creme entre os dedos ou ao redor da unha. 7. Use meias sem costuras. O tecido deve ser algodão ou lã. Evitar sintéticos como nylon. 8. Antes de cortar as unhas, o paciente precisa lavá-las e secá-las bem. Para cortar, usar um alicate apropriado ou te­ soura de ponta arredondada. O corte deve ser quadrado, com as laterais levemente ar­ redondadas, sem tirar cotícu­ la. Recomenda-se evitar idas a manicures ou pedicures, dando preferência a um profissional treinado, o qual deve ser avi­ sado do diabetes. O ideal é não cortar os calos, nem usar abra­ sivos. É melhor conversar com o médico sobre a possível causa do aparecimento dos calos. 9. É melhor que os pés este­ jam sempre protegidos, inclu­ sive na praia e na piscina. 10. Os calçados ideais são os fechados, macios, confortá­ veis e com solados rígidos, que ofereçam firmeza. Antes de adquiri-los, é importante olhar com atenção para ver se há deformação. As mulheres devem dar preferência a sal­ tos quadrados que tenham, no máximo, 3 cm de altura. É me­ lhor evitar sapatos apertados, duros, de plástico, de couro sintético, com ponta fina, sal­ tos muito altos e sandálias que deixam os pés desprotegidos. Além disso, recomenda-se a não utilização de calçados no­ vos por mais de 1 hora por dia, até que estejam macios. Fonte: Sociedade Brasilei­ ra de Endocrinologia e Meta­ bologia O Centro de Hemodiálise que está sendo constru­ ído no Hospital e Maternida­ de Santa Maria, em Araripi­ na, Sertão do Araripe, deve ficar pronto em fevereiro do próximo ano. A obra, que vai beneficiar a população da re­ gião, faz parte de um plano de interiorização da saúde, im­ plementado pelo Governo do Estado, segundo o secretário de Saúde de Pernambuco, An­ tônio Carlos Figueira. No município sertanejo, 30 pacientes que fazem trata­ mentos de diálise precisam se deslocar três vezes por semana até o estado do Ceará para rea­ lizarem o procedimento. “Esse deslocamento está com os dias contados. Nosso governador é sensível aos pleitos que vêm do interior do Estado. O Cen­ tro de Hemodiálise é uma de­ monstração de compromisso com o povo do Araripe”, disse o secretário estadual de Saúde. A hemodiálise é um trata­ mento que consiste na remo­ ção do líquido e substâncias tóxicas do sangue como se fosse um rim artificial. É feita através de uma máquina que filtra artificialmente o sangue, assim reabsorvendo substân­ cias úteis ao nosso organis­ mo. Através desse tratamen­ to, pessoas que possuem suas funções renais prejudicadas podem manter uma vida pró­ xima do normal, podendo, por exemplo, praticar atividades físicas e trabalhar. Divulgação I Deslocamentos para fazer tratamentos em outras cidades estão com os dias contados, diz secretário de Saúde
  14. 14. Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 14 Educação Rede pública do Estado segue com matrículas abertas até dia 3 Por Helena Conserva E-mail hconserva@gd.com.br blog: http://escrevehelena.blogspot.com Helena Conserva Estou sozinha porque não te dei a chance de saber que te amo [demais Por que não insistisses em mim? Por que? Por que? Como me perdoar se não dei a ti a chance de saber da existência do meu amor por ti? Deus nos inspira a perdoar primeiramente a nós próprios Mas como buscar esse perdão dentro de mim? Uma vez, li um poema de Hilda, ela dizia “Aquilo, que se não é, não existe Ou se existe, então se esconde” Sim, em mim se esconde tudo o que poderia acontecer? Talvez nada porque sou do avesso Naquelas conversas na noite chuvosa ficaram pra viver Das leituras juntos... mais ainda Com licença, sem perdão. Não te conheço. Mas tento me encontrar antes da madrugada Tento me emendar, tento conciliar-me a mim Se é que pode me entender porque, nem eu mesma Sou desmerecedora do meu próprio perdão Será que Deus me perdoará? Estou sozinha, meu Deus, e a madrugada é vem. * elena Conserva é Professora e Jornalista H A lunos que estudam em escolas públicas estadu­ ais e vão trocar de unidade no próximo ano letivo (2014) de­ vem ficar atentos ao período das matrículas, que seguem abertas até o dia 3 de dezem­ bro desse ano. O procedimen­ to será feito exclusivamente pela Internet, através do site www.educacao.pe.gov.br. Para concorrer às vagas, os estudantes precisam fazer uma pré-matrícula pela internet ou por telefone até o dia 3 de de­ zembro. Os alunos já matricu­ lados em 2013 não precisam se preocupar, já têm a vaga ga­ rantida (a não ser que decidam mudar de unidade) para 2014 e precisam apenas efetivar o cadastro, comparecendo a sua escola entre os dias 6 e 10 de janeiro do próximo ano. O cadastro por telefone fica disponível de 7 a 30 de dezem­ bro. Nessas duas situações os estudantes serão comunicados por telefone sobre os procedi­ mentos necessários para a efe­ tivação da matrícula. Para os alunos que forem mudar de escola é preciso le­ var certidão de nascimento, comprovante de escolaridade e comprovante de residência. No caso dos alunos do ensino fundamental, também é ne­ cessário levar o cartão de va­ cinação. Em 2014 estão sendo ofe­ recidas 172.645 novas vagas, sendo 33.744 para o ensino Divulgação Poema Maldito Os alunos já matriculados em 2013 já têm a vaga garantida para 1024, a menos que mudem de escola fundamental e 60.283 para o ensino médio. Recesso escolar - As férias escolares da rede pública esta­ dual de ensino de Pernambu­ co serão mais cedo em 2014. Devido à Copa do Mundo, que acontecerá no mês de julho, a Secretaria Estadual de Educa­ ção adiantou que o recesso de meio de ano será feito entre os dias 12 e 27 de junho. Caso a seleção brasileira passe por to­ das as etapas e chegue às oita­ vas de final, semifinais e final, os alunos serão liberados nos dias de jogo. O ano letivo co­ meçará em 5 de fevereiro. Confira o cronograma das atividades 11 de novembro até 3 de dezembro - Matrícula de novos estudantes cadastro exclusivamente pelo site www.educacao. pe.gov.br. 7 a 30 de dezembro - Ca­ dastro exclusivamente pelo telefone 0800-2860086. 6 a 10 de janeiro - Efetiva­ ção dos alunos já matri­ culados. 13 a 17 de janeiro - Efeti­ vação de alunos transfe­ ridos da rede privada e de outros estados e daqueles que estão retornando aos estudos 5 de fevereiro Início do ano letivo.
  15. 15. Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 15 Economia Divulgação Jucepe apresenta REDESIM/PE Estudantes de para cidades do Sertão Petrolândia apresentam mais um O projeto inovador Experimento foi destaque em feira de ciência E studantes da Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Maria Ca­ valcanti Nunes, do município de Petrolân­ dia, Sertão de Itaparica, concretizam mais um projeto inovador. Orientados pelo professor de física, Roberto Oliveira, os alunos criaram a F1 na EREM, um mini­ campeonato de Fórmula 1, no qual os es­ tudantes puderam contextualizar o estudo da Física, através do uso da inovação tec­ nológica. O professor criou um software que re­ gistra o tempo alcançado por cada carrinho de madeira. Os carrinhos são lançados em uma pista confeccionada em MDF, através de um propulsor de ar comprimido, criado pelo estudante do 1º ano do Ensino Médio, Pedro Rônes. O equipamento dispara os carros na pista, após ser preenchido com ar por bom­ bas para pneus de bicicletas. O propulsor a ar pode adquirir até 100 libras. No final da pista, existem duas rampas que estão so­ bre um teclado, acopladas a um dos tablets do programa estadual Aluno Conectado. Este experimento criado pelos alunos sertanejos foi demonstrado na Feira de Ciências realizada na EREM de Itaparica, a II EREMIC, no vizinho município de Ja­ tobá-PE. A experiência para demonstração das Leis de Newton encantou os visitantes do evento pela demonstração dos concei­ tos de Física expostos pelos alunos. “O barulho de cada largada e a vontade de fazer cada lançamento no menor tempo possível registrado pelo software, chamou a atenção de todos que estavam por perto”, relata Roberto Oliveira. presidente da Junta Co­ mercial de Pernambuco (Jucepe), Lula Cabral, apre­ sentou neste mês de novem­ bro, em municípios do Sertão Pernambucano, a Rede para a Simplificação de Registro e Legalização de Empresas e Negócios – REDESIM/ PE. O roteiro incluiu Arari­ pina, Petrolina, Serra Talha­ da e Arcoverde. O encontro foi destinado a profissionais interessados em conhecer e tirar as dúvidas sobre a nova ferramenta como contadores, administradores, advogados e empresários. A REDESIM foi criada pela Jucepe para facilitar a vida de quem pretende abrir ou dar baixa em uma empresa no es­ tado. Atualmente, 25 cidades da Região Metropolitana do Recife já estão interligadas pela ferramenta, mas a meta da Junta é até abril do próxi­ mo ano dispor de 100 municí­ pios integrados ao sistema. “A Junta Comercial está colocando em prática a REDE­ SIM para que os profissionais responsáveis pelas aberturas de empresas possam ter fa­ cilidade. É um sistema facili­ tador de novos negócios para Pernambuco”, ressaltou Lula Cabral. Um processo que antes de­ morava até 90 dias para a cria­ ção de uma nova empresa em Pernambuco hoje é de apenas 9 dias e a meta do órgão é che­ gar em abril de 2014 com uma Divulgação Educação Lula Cabral levou técnicos da Jucepe para o interior nova empresa formalizada no estado a cada 72 horas. “A REDESIM inclusive será parâmetro para a América La­ tina, com um prêmio conquis­ tado através do Banco Intera­ mericano de Desenvolvimento – BID - pela êxito no combate à desburocratização e eficiên­ cia no trabalho público”, sa­ lientou o presidente da Jucepe.
  16. 16. Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 18 Negócios Incubadora do Pajeú oferece vagas para futuros empreendedores A Incubadora de Empresas do Pa­ jeú, que integra a rede de incu­ badoras do Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep), localizada no Centro Tecnológico do Pajeú, lançou edital de processo seletivo de projetos a serem incubados. Estão sendo ofe­ recidas quatro vagas para o processo de incubação. Os projetos deverão ser apresentados conforme modelo eletrô­ nico encontrado no site do Itep (http:// www.itep.br/incubatepsis) até o dia 30 de dezembro. Uma incubadora é um ambiente onde os projetos incubados são capacitados para se tornarem empresas de sucesso. Para isso, os empreendedores contam com assessorias especializadas e perso­ nalizadas para uma melhor inserção de seus produtos e serviços no mercado. Para quem deseja empreender, mas tem dúvidas sobre como iniciar e dar andamento a uma empresa, haverá uma Oficina de Plano de Negócios no dia 18 de dezembro, às 19h, no audi­ tório do Centro Tecnológico do Pajeú, onde serão apresentados cases de su­ cesso e tiradas dúvidas dos interessa­ dos em concorrer às vagas. São áreas de atuação e maior interes­ se ao Programa de Incubação ofertado pelo Itep em Serra Talhada: Tecnologias Ambientais; Tecnologias na área de Saú­ de (Bioengenharia, Engenharia Médica); Engenharia de Alimentos/resíduos de agrotóxicos; Energias alternativas; Ele­ troeletrônica; Mecatrônica; Design, pro­ totipagem, modelagem; Metal-Mecânica; Engenharia Civil; Tecnologias da Infor­ mação e Comunicação relacionadas com as áreas de interesse deste edital; e Pro­ dutos/processos nas áreas de interesse dos novos empreendimentos em instala­ ção em PE (exemplo: Pólo de poliéster). Os responsáveis pelos projetos irão defender suas propostas no dia 10 de janeiro do próximo ano, em apresenta­ ções de 15 minutos. O CT Pajeú funcio­ na na Av. Custódio Conrado, nº 600, AABB, Serra Talhada. Concurso O Instituto de Pesos e Medidas abre 50 vagas para concurso Instituto de Pesos e Medidas de Pernambuco (Ipem-PE) abriu concurso para preenchimento de 50 vagas em cargos de nível fundamental, médio e superior. O edital do concurso pode ser encontrado no site do Ipem (www.ipem.pe.gov.br). Os aprovados irão compor o Grupo Ocupacional de Gestão Metrológica (GOGM), com lo­ tação no Recife, Caruaru e Petrolina. As inscrições seguem abertas até o dia 9 de dezembro e devem ser feita através do site do Instituto de Plane­ jamento e Apoio ao Desenvolvimento Sustentável – Ipad (http://www.ipad. com.br/ipempe2013/), o organizador. A taxa de inscrição custa R$ 45 para fundamental, R$ 55 para médio e R$ 70 para superior. Serão cinco vagas para profissio­ nais de nível fundamental, para os car­ gos de auxiliar de gestão em metrologia e qualidade industrial; 40 vagas para nível médio, no cargo de assistente de gestão em metrologia e qualidade in­ dustrial; e para nível superior, serão cinco vagas para analistas de gestão em metrologia e qualidade industrial, nas especialidades em direito, engenharia civil, analista em sistemas informati­ zados e analista em recursos humanos. Os selecionados de nível funda­ mental receberão ganhos de R$883,66. Para médio e superior, as remunera­ ções serão no valor de R$1.237,12 e R$1.956,67, respectivamente. A carga horária semanal para todos os níveis é de 30 horas semanais. O concurso será realizado no dia 26 de janeiro. O exame será constituído de 40 questões de múltipla escolha para to­ dos os participantes. A validade da sele­ ção será de dois anos, prazo este que po­ derá ser prorrogado por igual período. A sede do Ipem funciona na aveni­ da Professor Luiz Freire, 900, Cidade Universitária, Recife, e conta com duas unidades regionais em Caruaru e Pe­ trolina, além de um posto de aferição em Suape/Ipojuca.
  17. 17. Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 19 Infraestrutura Negócios Obras de rodovia Exposal 2013 mantém em Dormentes serão sucesso e vem com concluídas em dezembro novidades em 2014 O A trecho da PE-635, no Km 45,1, que liga Dormentes ao distrito de La­ goa, no Sertão do São Francisco, já está com 95% dos serviços concluídos. A pre­ visão é que a obra, executada pela Se­ cretaria de Transportes de Pernambuco, através do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), seja finalizada em dezembro. O investimento é de R$ 20,8 milhões, conforme previsto no Plano de Infraestrutura Rodoviária de Pernam­ buco “Caminhos da Integração”. A construção de uma ponte com 20 metros de extensão por 8 metros de largura, situada na metade do tre­ cho da rodovia está sendo finalizada. Depois desta etapa serão concluídos os encontros da ponte e feita a pavimenta­ ção no local, paralelamente à implanta­ ção da sinalização ao longo da rodovia. A população ao redor também foi beneficiada com a construção de duas barragens. “Para minimizar o sofri­ mento do povo castigado pela seca construímos essas barragens. Elas fi­ cam próximas às margens da rodovia: a primeira ao lado do Sítio Prensa, no Km 8; e a outra no distrito de Vila Nova, no Km 20”, detalhou o secreta­ rio de Transportes do Estado, Isaltino Nascimento. A conclusão da obra de implanta­ ção e pavimentação da PE-635, além de proporcionar mais conforto e segu­ rança para motoristas e usuários, vai facilitar o deslocamento do transporte dos estudantes das comunidades rurais aos estabelecimentos de ensino daquela área do Sertão, e o transporte de merca­ dorias e de alimentos, o escoamento da produção pecuária local, e ainda dimi­ nuir em 20 quilômetros o percurso de quem vem do Estado do Piauí passando pela cidade de Dormentes com destino a Salgueiro e outras regiões próximas, e no sentido inverso também. Exposal – Feira de Negócios, Arte e Cultura do interior de Pernam­ buco, realizada entre 14 e 16 de novem­ bro, em Salgueiro (Sertão Central), manteve a sua autenticidade no que tange em mostrar produtos, serviços e as novidades que fazem parte do coti­ diano do mercado sertanejo. Unir negócios, entretenimento e cultura é a junção que vem dando certo há oito anos. Segundo o criador e co­ ordenador geral do evento, Anderson Filho, não é fácil realizar uma feira como a Exposal, mas vale a pena mos­ trar as riquezas que o interior não só de Pernambuco, mas de estados vizinhos como Ceará, Bahia e Paraíba possuem. A Exposal gera um alcance de até 250 Km de Salgueiro, por isso a sua im­ portância para os negócios dessa parte do Nordeste brasileiro. “Tivemos um número de expositores um pouco menor e como o fator para que mais empresas participassem foi a crise que o Nordeste enfrenta devido a estiagem (que, espera­ -se, diminua neste final de ano e come­ ço de 2014). Mesmo assim, isso não foi fator para atrair os visitantes e interes­ sados em realizar negócios em nossa fei­ ra”, comentou Anderson Filho. No balanço geral, a Exposal 2013 atraiu uma média de público de mais de 50 mil pessoas nos três dias de fei­ ra. Nos shows, houve um pouco mais de presença, com media de 80 mil pes­ soas prestigiando as apresentações de artistas da música nacional e regional. O coordenador da feira também co­ locou como grande novidade da Expo­ sal 2013 a promoção Compra Premia­ da. As empresas que adquiriram um estande na feira concorreram a uma moto Honda CG 125. “Foi uma forma de incentivar nos­ so público empreendedor a prestigiar a nossa Exposal”, disse Anderson.
  18. 18. Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 20 encedora da fase nacional do 42º Concurso Internacional de Re­ dação de Cartas para Jovens, a aluna da Escola Tomé Francisco da Silva, do município sertanejo de Quixabá, Maír­ la Marina Ferreira Dias, foi à Brasília acompanhada do gestor da escola, Ivan Nunes, para receber o prêmio. O even­ to aconteceu no Dia Mundial dos Cor­ reios que ocorreu no dia 30 de outubro. A jovem estudante leu sua redação e recebeu certificado e troféu das mãos do presidente da empresa, Wagner Pinheiro de Oliveira. Como parte da premiação, a Escola Tomé Francisco da Silva, abrigou, no mês de setembro, oficinas esportivas para os estudantes, além de capacitação para os professores de educação física e distribuição de ma­ terial esportivo. A ação foi promovida pelos Correios em parceria com a Con­ federação Brasileira de Tênis (CBT). Esse ano, 5.151 alunos de mais de 3 mil escolas do Brasil escreveram reda­ ções para explicar “porque a água é um recurso precioso”. Maírla, que é de La­ goa da Cruz, se destacou com uma carta dirigida a “todos os jovens do mundo”, Divulgação Escola Tomé Francisco é homenageada em Brasília V Maírla com o gestor da escola, Ivan Nunes, na premiação em Brasília na qual retratou o drama da seca vivido pelos sertanejos desde o início de 2012 e os convoca a preservar e economizar água. A carta de Maírla representou o Brasil na etapa internacional do con­ curso no início de outubro, em Berna, na Suíça. “O esforço da aluna merece os nos­ sos parabéns, como também o mérito do trabalho desenvolvido pela escola e pela professora de Língua Portuguesa Divulgação Educação Homenagem aconteceu no Dia Mundial dos Correios, 30 de outubro Rosineide Alves de Almeida Oliveira, que orientou e revisou a produção do texto vencedor”, disse o gestor Ivan. Também no final de outubro, Ivan Nunes participou da Solenidade de premiação da 8ª edição do concurso Arte-Livre, organizada pelo Conselho Estadual da Criança e do Adolescen­ te- CEDCA/PE. Dessa vez, a aluna em destaque foi Maria Eduarda Diniz que ganhou um notebook e um kit de litera­ tura infanto-juvenil, além de ter o seu texto publicado em uma agenda temá­ tica para 2014. O evento é realizado anualmen­ te com os estudantes de Pernambu­ co, tendo como objetivo promover os direitos humanos das Crianças e dos Adolescentes. O evento aconteceu na Associação Municipalista de Pernam­ buco – AMUPE (Av. Recife, Jardim São Paulo, Recife-PE).
  19. 19. Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 21 Esportes Corrida do Vinho reuniu 800 maratonistas no Sertão R cípios baianos e pernambu­ canos, através do esporte e turismo. Para o coordenador da Corrida, Fred Carvalho, o evento traz um conceito di­ ferente das demais corridas de rua. “A Wine Run é mais entretenimento do que com­ petição. Nosso objetivo é tam­ bém divulgar e fomentar as atividades turísticas da região, fazendo com que os participantes se sintam atraídos e retornem mais ve­ zes”. Para o secretá­ rio de Desenvolvi­ mento Econômico e Turismo de Jua­ zeiro, Juvenilson Passos, a Corrida do Vinho impul­ siona o enoturismo da região e Juazei­ ro, como cidade pólo, não poderia deixar de apoiar o evento. O Comitê Olímpico Bra­ sileiro anunciou neste mês de novembro os nomes dos atletas finalistas ao Prêmio Brasil Olímpico 2013 e quem está concorrendo ao prêmio é a pernambucana e sertaneja de Afogados da Ingazeira, a pen­ ta-atleta Yane Marques. Ela está concorrendo pelo segundo ano consecutivo ao Prêmio que apontará os melhores atletas do País nesta temporada. A festa de premiação está marcada para 17 de dezembro, no Teatro Bradesco, em São Paulo. A votação online está aberta e pode ser feita atra­ vés do site http://www.pre­ miobrasilolimpico.org.br/ e a votação popular terá 50% de peso na escolha final. Yane tem 29 anos e seu grande trunfo para conquistar o Oscar do esporte brasileiro é o título de vice-campeã mun­ dial, conquistado em Taiwan, na China, há menos de três me­ ses. Como concorrentes ela tem Rafaela Silva (judô) e Poliana Okimoto (maratona aquática). Em 2013, a sertaneja foi a primeira atleta a conquistar uma medalha para o Brasil no Mundial de Pentatlo Moderno. Em 2012, conquistou medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Londres. Divulgação tismo (APA), hoje atua pela equipe do Cruzeiro de Minas Gerais. No feminino, o desta­ que foi para a representante da associação, Simone Daia­ ne Aquino Alves, que ficou em terceiro com o tempo de 1h25min32s. Alguns eventos integra­ ram a programação da corri­ da como palestras temáticas, Divulgação ealizada pela primeira vez no Nordeste, a Wine Run, também conhecida como ‘Corrida do Vinho’, superou as expectativas de público. Ten­ do como cidades sede Juazeiro (BA) e Petrolina (PE) e como percurso, as vinícolas do Vale do São Francisco, o evento, que previa reunir 500 parti­ cipantes, contou com a parti­ Yane Marques concorre ao Prêmio Brasil Olímpico 2013 Wine Run Número de corredores surpreendeu os organizadores cipação de 800 maratonistas de 16 estados. Apenas 160 da região. O percurso da corrida foi de 21 km. Os atletas parti­ ciparam nas categorias in­ dividual, dupla ou trio. No masculino, quem venceu foi o atleta Justino Pedro da Silva, com o tempo de 1h08min30s. Justino, que já integrou a As­ sociação Petrolinense de Atle­ jantar, Festa do Espumante, apresentação cultural, buffet de massas, cerimônia de pre­ miação, Forró Borbulhante (festa noturna no Armazém Café), por do sol e lual no Rio São Francisco a bordo de Cata­ marã, Vapor do Vinho e enotu­ rismo na região. O objetivo da Corrida do Vinho do Nordeste é promo­ ver a integração dos muni­ A primeira edi­ ção da corrida do vinho foi re­ alizada em 2012, no município de Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul. Em maio deste ano, a cidade gaúcha deu con­ tinuidade ao evento, reunindo mais de 1200 atletas. O suces­ so levou à equipe organizadora a ampliar a competição para o Nordeste do país, com Petro­ lina sendo uma das eleitas a participar da Wine Run. Yanne foi vice-campeã mundial do pentatlo este ano
  20. 20. Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 22 Infraestrutura S Sertão do São Francisco recebe investimento de R$ 14 mi ete municípios do Sertão do São Francisco estão com 14 obras de infraestrutura em andamento, as quais que visam a melhoria da qualidade de vida das populações urbanas e rurais. O investimento na região é de mais de R$ 14 milhões e vem do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM). Afrânio, Cabrobó, Dormentes, Lagoa Grande, Orocó, Petrolina e Santa Maria da Boa Vista são os municípios da região be­ neficiados. Na região, as obras priorizam a pavimentação de ruas e avenidas nas sedes e distritos municipais, recuperação de estradas vicinais, construção de praças e reforma e ampliação de escolas e hospitais. O dinheiro foi repassado a todas as prefeituras que apresentaram projetos em áreas específicas, a exemplo da educação, saúde, segurança, desenvolvimento social, meio ambiente e sustentabilidade. O investimento para os projetos encaminhados pelas prefeituras, e aprovados pelo Comitê Estadual de Apoio aos Municípios (CEAM), será dividido em quatro parce­ las: a primeira – correspondente a 30% do total desti­ nado para cada município – já foi repassada em maio; a segunda, também de 30%, após 60 dias. Já a terceira, de 20%, está condicionada à declaração do prefeito de apli­ cação dos recursos, e a quarta e última, de 20%, mediante a apresentação ao Governo do termo de término da obra. Município Afrânio Cabrobó Dormentes Lagoa Grande Orocó Petrolina Sta. Maria da Boa Vista Obras e Valor do Investimento Obra Construção da Casa de Parto Pavimentação em paralelepípedo graníticos de várias ruas Pavimentação em paralelepípedos graníticos de ruas do centro da cidade Pavimentação em paralelepípedos graníticos de ruas em diversos bairros da cidade Pavimentação em paralelepípedos graníticos de diversas ruas Construção da praça da Av. Pref. Ulisses de Novaes Bione Construção da praça da rua Antônio Pereira Lira Projeto de Irrigação Caatinga; Pavimentação de ruas em diversos bairros Pavimentação em paralelepípedos graníticos de ruas na sede do município; Restauração do Centro de Lazer e Esportes do distrito de Caraíbas; Recuperação de estradas vicinais; Reforma e ampliação do Hospital Municipal Monsenhor Ângelo Reforma e ampliação das escolas municipais Prefeito Barrinhos e Francesco Mauro Valor R$ 860.966,42 1.125.094,60 876.872,96 843.820,97 427.163,62 44.550,08 40.190,49 177.264,58 4.471.716,60 743.913,54 77.001, 92 190.456,90 97.850 141.508,49 Seguros e emplacamentos em geral Caminhões, Ônibus, Carros, Motos, Imóveis e etc F: (87) 3831.7053 / 9902.6999 / 9940.2941
  21. 21. Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 23 Tecnologia Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) fará a instalação de sete sistemas solares fotovoltaicos de bom­ beamento de água em poços da zona rural do município de Serra Talhada, no Sertão do Pa­ jeú. Os sistemas transformarão a luz solar em energia elétrica suficiente para a operação das bombas. A água será armazena­ da nos reservatórios de 10 mil litros para aproveitamento do recurso quando não houver sol. Estão sendo investidos R$ 890 mil em todo o processo. A instalação dos sistemas está com conclusão prevista para o final do mês de janeiro de 2014. Após o início do bombe­ amento, os moradores da re­ gião poderão aproveitar a água disponibilizada sem necessitar do uso de combustíveis ou da rede elétrica de distribuição, já que o abundante recurso solar Divulgação A Celpe instala placas solares para bombear água de poços em Serra Talhada da região é renovável e pode ser utilizado sem restrições. Durante os primeiros me­ ses de operação, uma equipe permanecerá monitorando o funcionamento das instala­ ções, para analisar possíveis pontos de melhoria e realizar a manutenção, caso necessário. A medida integra o Progra­ ma de Pesquisa e Desenvolvi­ mento (PD), regulado pela Aneel, e compõe o projeto que vem sendo desenvolvido há alguns meses pela Celpe em parceria com a Universidade de São Paulo (USP), a Secre­ taria de Recursos Hídricos e Energia do Governo do Estado (SRHE) e o Centro Brasileiro de Energia e Mudanças Climá­ ticas (CBEM). A finalidade do PD é pro­ var a viabilidade técnica e co­ mercial de sistemas bombea­ mento compostos por equipa­ mentos nacionais associados a módulos fotovoltaicos e depois disponibilizar o estudo para ser replicado pelo Governo ou por qualquer pessoa que dese­ je realizar futuras instalações.
  22. 22. Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 24 Negócios O Your English Now! Um ano de sucesso Your English Now! (YEN!) completa um ano de muito sucesso! Criado em janeiro de 2013, foi idealiza­ do pelos professores Richard McGill e Cristovão Magalhães para trazer à Serra Talhada um modelo inovador no apren­ dizado do Inglês. Localizado em Serra Talhada, no centro da cidade, o YEN! se tornou a melhor opção para quem quer aprender Inglês na região. Para isso o grupo investiu no que há de melhor em tec­ nologia para educação. Todas as salas são climatizadas e equipadas com quadros inte­ rativos e softwares trazidos dos Estados Unidos. Essas ferramentas possibilitam uma incrível interação entre o alu­ no, o professor e o material utilizado em sala. Pensando ainda na me­ lhor qualidade, o YEN! traz o melhor material didático que existe e o mais vendido no mundo. “Utilizamos mate­ rial da Cambridge University Press, no mercado há mais de 400 anos, e da Cengage Lear­ ning, que em parceria com a National Geographic desen­ volveu um material dinâmico e com conteúdo prático, rela­ cionado àquilo que os alunos estão estudando nas escolas regulares. Nossos livros são importados e o áudio gravado por nativos do idioma”, segun­ do o professor Richard. Sempre pensando em ino­ var, a partir de 2014, o Your English Now! contará também com turmas para crianças a par­ tir de quatro anos. Utilizando um material específico, desen­ volvido pela Cambridge, cha­ mado Hippo and Friends, a es­ cola pretende desenvolver nes­ ses pequenos gênios o interesse por um aprendizado que a cada dia se torna fundamental para o crescimento profissional! Além de tudo isso o YEN! conta em sua equipe com professores nativos, além de brasileiros com ampla expe­ riência. Quando pedido para deixar uma mensagem os pro­ fessores não hesitam em dizer: “Não perca a oportunidade de aprender Inglês de maneira divertida, dinâmica e eficaz, com tudo que há de melhor!”. Segurança Conselho Antidrogas em cidades sertanejas O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) expediu, nesse mês de novem­ bro, recomendações aos muni­ cípios de Cabrobó, Orocó, San­ ta Maria da Boa Vista e Afrâ­ nio a fim de que constituam o Conselho Municipal de Po­ líticas sobre Drogas. Entre os objetivos da ação, estão a dis­ cussão de políticas para preve­ nir e combater o consumo de drogas, e a implementação de políticas de saúde pública para o tratamento de usuários e de­ pendentes químicos. Os documentos, elaborados pelos promotores de Justiça, Júlio César Cavalcanti, Manue­ la de Oliveira Gonçalves e Djal­ ma Rodrigues, atentam para a importância da ação integra­ da e intersetorial nas áreas de saúde, educação, trabalho, de­ fesa social, justiça, assistência social, comunicação, cultura, esporte e lazer por meio da atu­ ação conjunta e articulada no atendimento, prevenção e in­ clusão dos dependentes quími­ cos e de todas as pessoas envol­ vidas direta ou indiretamente nas situações, conforme prevê a Lei Estadual n° 14.456/2011. Foi recomendado aos pre­ feitos das cidades que enca­ minhem projetos de lei às res­ pectivas Câmaras municipais, com o objetivo de criar os Con­ selhos. Após criados, os conse­ lhos deverão realizar reuniões mensais para constituir campa­ nhas preventivas permanentes ao consumo de álcool e outras drogas, assim como mapear serviços públicos, privados e fi­ lantrópicos nas áreas de saúde e assistência social.
  23. 23. Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 25 CIÊNCIA ma pesquisa conduzida por cien­ tistas americanos sugere que o autismo, disfunção que afeta a capa­ cidade de socialização do indivíduo, pode ser identificado em bebês com até dois meses de vida. Os estudiosos ana­ lisaram o olhar das crianças, do nasci­ mento até os três anos, em direção aos rostos de outras pessoas . Eles descobriram que as crianças posteriormente diagnosticadas com autismo mantinham um contato visual reduzido – uma das marcas do trans­ torno – nos primeiros meses de vida. A pesquisa, publicada na Nature, aumentou as esperanças de que o au­ tismo seja tratado mais precocemente, afirmou um cientista britânico. No estu­ do, pesquisadores liderados pela Escola de Medicina da Emory University em Atlanta, nos Estados Unidos, usaram uma tecnologia de rastreamento visual para medir a forma como os bebês olha­ vam e respondiam a estímulos sociais. C Eles concluíram que as crianças posteriormente diagnosticadas com autismo mostraram um declínio grada­ tivo na capacidade de manter um con­ tato visual constante com os olhos de outras pessoas a partir da idade de dois meses, quando começaram a assistir vídeos de interações humanas. O coordenador da pesquisa, War­ ren Jones, disse à BBC News que foi a primeira vez que “foi possível detectar alguns sinais de autismo nos primeiros meses de vida”. O estudo acompanhou 59 crianças que tinham um alto risco de autismo por terem irmãos com a doença, e 51 crianças de baixo risco. Jones e seu colega Ami Klin exa­ minaram as crianças até completarem três anos, quando as crianças voltaram a ser formalmente avaliadas quanto à doença. Treze das crianças (11 meninos e duas meninas) foram diagnosticadas com transtornos do espectro do autis­ mo - uma série de distúrbios que inclui o autismo e síndrome de Asperger. Os pesquisadores, então, voltaram a observar os dados de rastreamen­ to ocular dos pacientes e fizeram uma descoberta surpreendente. Jones acrescentou, entretanto, que tal quadro só pode ser observado com tecnologia sofisticada e não seria visí­ vel para os pais. Mais pesquisas Caroline Hattersley, diretora de informação, aconselhamento e apoio da National Autistic Society, basea­ da no Reino Unido, disse que a pes­ quisa foi “baseada em uma amostra muito pequena e precisa ser replicada em uma escala muito maior antes de podermos tirar quaisquer conclusões concretas”. “O autismo é um transtorno muito complexo”, disse. Divulgação U Autismo pode ser identificado nos primeiros meses de vida “Não há duas pessoas com autismo que são iguais, e por isso é necessária uma abordagem holística para o diag­ nóstico, que leve em conta todos os aspectos do comportamento de um in­ divíduo. Uma abordagem mais abran­ gente permite que todas as necessida­ des do pacientes sejam identificadas”. “É vital que todas as pessoas com au­ tismo possam ter acesso a um diagnósti­ co, pois isso pode ser a chave para uma recuperação mais rápida”, concluiu. A pesquisa foi feita em parceria com o Marcus Autism Center e o Children’s Healthcare of Atlanta. Novo teste identifica risco de ataque cardíaco ientistas escoceses desenvolve­ ram uma nova forma de escanear o coração que pode ajudar a identificar o risco de ataques cardíacos. A técnica detecta a formação de placas nas arté­ rias que levam sangue ao coração. Se uma dessas placas de gordura se rom­ pe, a artéria pode ficar obstruída, blo­ queando o fluxo do sangue e provocan­ do o ataque cardíaco. O estudo de cientistas da Univer­ sidade de Edimburgo, na Escócia, foi publicado na revista científica de medi­ cinaLancet. Eles usaram um marcador radiativo – uma substância química que ajuda a detectar as placas. Os cien­ tistas conseguem visualizar essas pla­ cas com imagens de alta resolução do coração e das veias sanguíneas. Assim, eles conseguem obter um re­ trato detalhado do coração, com as zo­ nas de perigo claramente identificadas. Uma técnica semelhante é usada para detectar o local exato de tumores em pacientes com câncer. Os primeiros testes foram feitos com 40 pacientes que haviam sofrido ataques cardíacos recentes. Com a téc­ nica, os pesquisadores conseguiram lo­ calizar as zonas de perigo nas artérias em 37 deles. Esta é a primeira vez que se conse­ gue localizar as placas usando agentes químicos. O desafio agora, segundo os cientistas, é achar as zonas de perigo antes – e não depois – do ataque car­ díaco. “Eu acredito que nem todas as pla­ cas detectadas causarão ataques cardí­ acos, mas isso pode ser útil para iden­ tificar pacientes de alto risco que preci­ sam de terapias mais agressivas”, disse à BBC o cardiologista Marc Dweck, um dos autores do estudo. A técnica será usada agora em pa­ cientes de alto risco de ataques cardía­ cos, entre eles alguns que estão prestes a passar por cirurgias. Ele afirma que, caso a tecnologia se mostre eficaz nes­ ses casos, isso poderá fazer uma “dife­ rença enorme” na vida dos pacientes. “Ataques cardíacos são a principal causa de morte no mundo ocidental, e não há aviso prévio – a primeira vez que as pessoas ficam sabendo de doen­ ça cardíaca é quando elas têm um ata­ que cardíaco.” O diretor da Fundação Cardíaca Britânica, Peter Weissberg, que não participou da pesquisa, disse que os cientistas conseguiram fazer algo que os exames cardíacos convencionais não conseguem. FONTE: BBC Brasil
  24. 24. Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 26 Nova geração do videogame Xbox é lançada no Brasil Alberto Ursulino albertoursulino@visatecnologia.com U m evento em uma loja de São Paulo marcou a chegada do novíssimo videogame da Microsoft. O Xbox One. O aparelho da nova geração de games da Microsoft começou a ser vendido oficialmente no Brasil à 0h desta sexta-feira (22) por R$ 2.300,00. Seu principal concorren­ te, o PlayStation 4, poderá ser com­ prado a partir do dia 29 com quase o dobro do preço. É claro que o preço mais baixo tem uma boa explicação: acontece que o Ebox One é fabricado no Bra­ sil, o que facilita um pouco as coisas neste sentido e barateia seu custo. Os jogos chegarão a R$ 199 cada, além de versões em Português o que é sempre uma boa notícia. A chegada desses novos videoga­ mes ao Brasil determina o começo de uma nova fase tecnológica, que traz jogos e acessórios de última ge­ ração. O Xbox One é o sucessor do Xbox 360, lançado em 2005, e tem 500 GB de armazenamento interno, leitor de blu-ray e uma nova versão do sensor de movimentos Kinect. Além de melhorar a capacidade grá­ fica dos seus jogos. Além disso, a Microsoft quer que o novo videogame se torne a central multimídia, e para isso, o aparelho vem com uma entrada HDMI para conectar um conversor de TV a cabo ou set-top-box e controlá-lo pela in­ terface do Xbox One. Para se ter uma ideia, nos Estados Unidos o usuário poderá usar comandos de voz para mudar de canais e ver a programa­ ção de sua operadora. A Microsoft e a Sony terão uma boa briga pela frente, principalmen­ te pela preferência dos jogadores. Cidadania Programa Mãe Coruja recebe honraria do TCE O Programa Mãe Coruja, do Go­ verno de Pernambuco, que tem como objetivo garantir a atenção inte­ gral às gestantes usuárias do Sistema Único de Saúde (SUS) e de seus filhos até os cinco anos de idade, recebeu a Medalha do Mérito Nilo Coelho nesse mês de novembro, a mais alta comenda concedida pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). O programa visa estimular o for­ talecimento dos vínculos afetivos entre mãe, filho e família, A meda­ lha é conferida a pessoas físicas ou jurídicas que tenham se distinguido e contribuído para a criação, desen­ volvimento, aprimoramento da insti­ tuição, ou ainda que, pelos seus ser­ viços ou méritos tenham se tornado merecedoras da distinção. A honraria foi entregue à primeira-dama, Rena­ ta Campos, que coordena o Programa Mãe Coruja. “É uma alegria ver o reconhecimen­ to, por parte do Tribunal de Contas do Estado, de um programa que hoje é lei. Temos um programa de Estado que, de fato, tem feito a diferença na vida de muitas famílias”, disse Renata Campos. Implementado em 2007, o progra­ ma tem conseguido reduzir os índices de mortalidade materna e infantil em Pernambuco e também melhorado os indicadores sociais através de ações intersetoriais que desenvolvem ações em quatro eixos principais: saúde, educação e desenvolvimento social e assistência. Atualmente, o Mãe Coruja está pre­ sente em 12 regionais que atendem 103 municípios do Estado que apresenta­ vam coeficiente de mortalidade infantil acima de 25 para cada mil nascidos vi­ vos. Hoje, o programa contabiliza mais de mil mulheres cadastradas e cerca de 40 mil crianças acompanhadas.
  25. 25. Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 27 Cultura m fase final e com ritmo acelerado, as obras do Mu­ seu Cais do Sertão serão concluí­ das em dezembro e o monumen­ to será inaugurado no dia 13 do mesmo mês para marcar o en­ cerramento das comemorações do centenário do Rei do Baião. Construído na zona do Porto do Recife, capital pernambucana, o museu promete ser um dos mais modernos equipamentos cul­ turais do Brasil, com um vasto acervo multimídia sobre a obra de Luiz Gonzaga e estudos ser­ tanistas. A proposta do Cais do Sertão é ser também um espaço que vai abrigar recursos expositivos e tecnológicos inovadores que irão proporcionar aos visitantes uma experiência de imersão no uni­ verso do sertão nordestino, em toda sua riqueza, diversidade e complexidade, origem e fonte de Legado do Rei do Baião num museu totalmente moderno e rico no acervo inspiração de Luiz Gonzaga. O espaço terá 7,5 mil metros qua­ Ministério da Cultura e ao Governo de tituem o projeto Porto Novo, através drados de área construída em dois Pernambuco. O Centro Cultural e Mu­ do qual o Porto do Recife está criando módulos e custou R$ 97 milhões ao seu Cais do Sertão Luiz Gonzaga cons­ novos espaços que substituirão aque­ les dedicados apenas à operação portuária. Os visitantes do Cais do Ser­ tão serão recebidos por um gran­ de juazeiro, árvore típica da ca­ atinga, que servirá de sombreiro para o público. O local também contará com um espaço de re­ cepção, convivência, vitrine com objetos pessoais do artista, sala de espetáculo multimídia, além de exposição das principais di­ mensões do Sertão com territó­ rios temáticos. No local, projeções de imagens do semiárido vão proporcionar outra experiência audiovisual. No chão, ao longo do armazém, será possível ver uma representação iluminada do Rio São Francisco. No primeiro módulo poderão ser conferidas ainda obras de esculto­ res e cineastas nordestinos. Além do Cais do Sertão, fa­ zem parte também do projeto o Centro de Artesanato de Per­ nambuco, o Terminal Marítimo de Pas­ sageiros e a reurbanização do entorno desses equipamentos. Divulgação E Museu Cais do Sertão será inaugurado dia 13
  26. 26. Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 28 Tecnologia Juazeiro-BA terá Cidades Digitais até final do ano Movimenta Arcoverde atendeu 1.737 pessoas Divulgação eve início, nesse mês de novem­ bro, a implantação do projeto piloto Cidades Digitais no município de Juazeiro, Norte da Bahia. A expectati­ va, segundo a secre­ tária de Administra­ ção do município, Maéve Mello, é de que a instalação seja concluída até o final de 2013, nas nove cidades baianas contempladas pelo programa. Para integrar o Internet em Juazeiro será acessível a todos com a chegada do programa Cidades Digitais, Juazeiro precisou mostrar ca­ da Prefeitura. “Após esse perí­ E os de acesso público: Praça pacidade gerencial e técnica; odo todo o gerenciamento será da Catedral; Praça da Miseri­ sustentabilidade do projeto feito pelo município e para córdia; Orla I; área financeira; e expansão da rede; além da isso nossos profissionais serão região do Camelódromo/ Ter­ disponibilidade de equipe de capacitados, junto ao Minis­ minal Urbano; Estádio Adauto servidores públicos para trei­ tério”, informou Eric Fabiano Moraes e Ilha do Fogo. Além de melhorar a gestão namento; infraestrutura local; Alves de Oliveira, diretor do possibilidades de estabeleci­ Setor de Tecnologia da Infor­ pública municipal e disponibi­ lizar maior acesso das comuni­ mento de parcerias para ma­ mação da Prefeitura. Dentro do projeto de Cidade dades à internet e aos serviços nutenção e operação do proje­ to; e densidade domiciliar de Digital, Juazeiro será coberto de governo, o projeto “Cidades com oito pontos de acesso, sen­ Digitais” vai garantir maior acesso à banda larga. Durante o período de seis do os governamentais: Biblio­ acessibilidade e mobilidade à meses, o projeto será geren­ teca Pública; Conselho Tutelar; população no que se refere ao ciado pelo Setor de Tecnologia Hospital da Criança e SAAE. acesso gratuito. E m novembro, aconteceu circunferência abdominal, va­ no município de Arcover­ cinação, agendamento da bio­ de, uma ação social e em saúde metria, exames oftalmológicos, que atendeu 1.737 pessoas na recreação para as crianças, cidade, foi o Movimenta Arco­ oficinas de artesanato de mate­ verde. A população dos bairros riais recicláveis e apresentação São Miguel, Cidade Jardim, do Projeto Papa Óleo. A ação contou com o apoio Boa Esperança e JK puderam contar com exames médi­ da Fundação Altino Ventura, cos, serviços de estética, emissão de documentos, orientações em saúde e trabalhos ar­ tesanais. Detalha­ damente, os serviços fo­ ram de exa­ mes de gli­ cemia, fator RH, aferição de pressão arterial, cor­ Cortes de cabelo foi um dos serviços prestados pelo Movimenta tes de cabe­ los, design de sobrancelhas, Óticas Arcoverde, Agência do fotos 3x4 para documentos, Trabalho, Associação Comer­ emissão de carteira profissio­ cial de Arcoverde, Simpharma, nal, escovódromo e aplicação Núcleo de Beleza Adriana/ de flúor, orientações sobre saú­ Rosângela, Luciana Andrio­ de, bolsa família, pastoral da la, Pastoral da Criança, Sesc, criança, cartão do SUS, cartei­ Núcleo de Artesãos Maria de ra de livre acesso para pessoal Sousa, Secretarias Municipais, com necessidades especiais, Labopac, AESA. Divulgação T Cidadania
  27. 27. Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 29 Cidadania Transporte Jornada dos Direitos Humanos Arcoverde capacita presta serviços em Arcoverde mototaxistas A C gas e à Violência), tendo a pre­ sença de mil estudantes. Após a cerimônia, os formandos e alunos de outros 10 municí­ pios participaram da Cami­ nhada pela Paz. Dentro da programação da 3ª Jornada dos Direitos Hu­ manos aconteceu oficina de origami; orientação à popula­ ção, divulgação dos serviços, entrega de materiais informa­ tivos do CREAS; atendimento ao público pela Compesa, com consulta de contas em atraso e negociações, revisões e dis­ tribuição de água; Defensoria Pública, prestando orientação jurídica; cortes de cabelo; ofi­ cina de fuxico; retirada da 2ª via da certidão de nascimento e casamento; retirada das 1ª e 2ª via de carteira de trabalho; fotos; e identidade. Além dos serviços, houve também apre­ sentações do coco Malhada da Terra, Toque na Lata e Mara­ catu Sinhá da Terra no Palco. Segundo Tadzia Assunção Negromonte de Oliveira, Co­ ordenadora do Centro Esta­ dual de Apoio às Vítimas de Violência, a Jornada ainda le­ vou orientação e divulgação do Centro Estadual de Apoio às Vítimas de Violência; Centro Estadual de Combate a Ho­ mofobia; Mediação de confli­ tos; distribuiu preservativos, folhetos informativos e fez testagem rápida do Programa Municipal de DST/Aids. erca de 90 profissionais mototaxistas do município de Arcoverde, Sertão do Moxo­ tó, passaram por uma capaci­ tação para começar a trabalhar nas ruas da cidade. O curso, re­ alizado pelo SEST/SENAT, com comprovação pelo Departa­ mento Estadual de Trânsito de Pernambuco (DETRAN), é um requisito para os motociclistas desenvolverem sua atividade. Os profissionais assistiram 50 hora/aula, divididas em 35 hora/aula teórica e 15 hora/ aula prática com a motocicleta. Aprenderam sobre direção de­ fensiva, meio ambiente, mecâni­ ca, regras de circulação, higiene, alimentação e provas práticas. As novas vagas de moto­ táxis da cidade de Arcoverde serão distribuídas em quatro novos pontos do município: Vila do Presídio, Santa Rosa, JK e Rodoviária. O valor da corrida custa R$ 2,50, entre os horários 5h e 20h e R$ 3, no período da noi­ te, das 20h às 5h. Divulgação rcoverde realizou na úl­ tima semana de novem­ bro a 3ª Jornada dos Direi­ tos Humanos, que aconteceu paralelamente à 3ª Feira da Cidadania, na Praça Winston Siqueira, no centro da cidade. Os eventos, além de permitir que estudantes de escolas das redes municipal e estadual apresentassem trabalhos cien­ tíficos e culturais, disponibi­ lizaram serviços à população como expedição de documen­ tos e orientação em saúde e jurídica, bem como formou es­ tudantes e realizou caminhada pela paz. A formatura foi de alunos do Proerd (Programa Educa­ cional de Resistência às Dro­ Fazenda Xique Xique ganha 29 casas N esse mês de novembro foram entregues à comu­ nidade da Fazenda Xique-Xi­ que, no município de Serra Ta­ lhada, 29 casas, numa parceria com a Funasa e a Associação Joaquim Vieira dos Santos. O projeto inclui a construção de casas de alvenaria onde exis­ tem casas de pau-a-pique, de tábuas ou outros materiais que deixam fendas nas paredes. O projeto também visa a saúde da população. Casas de barro serão derrubadas e casas de alvenaria serão cons­ truídas com objetivo de preve­ nir o mosquito de chagas. Na ocasião, a comunidade tam­ bém foi beneficiada com 52 cisternas. Os mototáxis aprenderam sobre direção defensiva, meio ambiente, mecânica e regras de circulação Anuncie no 81. 99748312 jornaldosertaope@jornaldosertaope.com.br facebook.com/Jornaldosertao
  28. 28. Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 30 de – movimenta Arcoverde, onde a população contou com serviços como exames, aferi­ ção de pressão arterial, cortes de cabelos, fotos 3x4 para do­ cumentos, emissão de cartei­ ra profissional, aplicação de flúor, orientações sobre saú­ de, bolsa família, pastoral da criança, cartão do SUS, cartei­ ra de livre acesso para pessoal com necessidades especiais, vacinação, exames oftalmoló­ gicos e oficinas de artesanato de material recicláveis. O carro chefe dos trabalhos da ACA é o associativismo. Durante todos esses anos, a Associação trabalha pela orga­ dos núcleos setoriais, as opor­ tunidades de capacitações, os investimentos em empreende­ dorismo, entre tantos outros. O que contribui para ace­ lerar o processo de desen­ volvimento do comércio de Arcoverde são os projetos im­ plantados pela ACA. O Pro­ jeto Empresa Responsável é um exemplo, tendo como meta desenvolver ações que fortaleçam o associativismo, promovendo o crescimento do comércio de Arcoverde e garantindo mais visibilidade à região. Para o presidente da Associação, Sérgio Franklin, o crescente número de adesões Associados comemoraram juntos aniversário da ACA nização das classes e união de forças, com significativos re­ sultados como o fortalecimento dos negócios, o funcionamento no projeto prova o sucesso do Empresa Responsável. Outras iniciativas de suces­ so são a realização de campa­ Divulgação esse mês de novembro, a Associação Comercial de Arcoverde (ACA) comemorou 55 anos de prestação de servi­ ços e apoio ao setor comercial do município de Arcoverde, considerado a porta de entra­ da do Sertão, destacando-se, principalmente, como polo co­ mercial. Para festejar a data, a Associação realizou um jantar para funcionários e associados. Quem chega na cidade logo percebe a pujança de sua eco­ nomia, com um comércio forte e diversificado. Distante 259 km de Recife, está localizada no Sertão do Moxotó. São cerca de 160 indús­ trias, além de centenas de em­ presas de serviços e produtos em funcionamento em Arco­ verde. Às margens da BR-232, a cidade tornou-se um centro expedidor e distribuidor de mercadorias. Essas caracte­ rísticas, portanto, do setor comercial, têm relação, entre outros fatores, com o apoio da Associação. No mês do seu aniversário, a ACA realizou curso de Aten­ dimento ao Cliente; levou para Arcoverde o programa NA­ MEDIDA, com palestra sobre Tributação, para empresários, contabilistas e colaboradores; realizou oficina com o tema Sei Planejar, ensinando a pla­ nejar um negócio. Também em novembro realizou a Ação Social e Saú­ Divulgação N ACA, 55 anos contribuindo para o desenvolvimento de Arcoverde Madalena Brito, prefeita de Arcoverne, parabeniza Associação nhas de datas comemorativas, que garantem oportunidades igualitárias aos comercian­ tes, e a coleta seletiva de lixo, que cuida do meio ambiente e integra esse novo perfil das empresas que trabalham com responsabilidade. Para facilitar o dia a dia das empresas, a Associação inves­ te em tecnologia e velocidade de atendimento aos comer­ ciantes. A ACA oferece servi­ ços importantes como certifi­ cado digital, emitido através da parceria com a Certising, empresa de certificado digi­ tal. O documento eletrônico é seguro e permite ao usuário se comunicar e efetuar transa­ ções na internet de forma mais rápida, sigilosa e com validade jurídica. Com as ações da ACA, os jovens de Arcoverde também saem ganhando. É que, em par­ ceria com o Instituto PROE, o qual trata da integração de esta­ giários ao mercado de trabalho, são oferecidas aos empresários alternativas legais para contra­ tação de pessoal cursando o en­ sino médio. A partir dessa socie­ dade é feita a inclusão de jovens no mercado de trabalho, através do estágio educativo-profissio­ nalizante remunerado, no pe­ ríodo máximo de dois anos nas empresas concedentes. Todo o apoio para que o comércio de Arcoverde este­ ja em constante renovação e crescimento, a ACA recebe de parceiros fortes como o SE­ BRAE, Prefeitura Municipal, entre outros.
  29. 29. Jornal do Sertão - Novembro de 2013 / Edição 93 31 Cultura o XII Grande Prêmio do artística de seus filmes e da Cinema Brasileiro, que confraternização entre os aconteceu nesse mês de no­ profissionais que os fazem. vembro, o grande vencedor Outro filme premiado foi o filme “Gonzaga de pai foi “Raul - o início, o fim e o para filho”, de Breno Silveira. meio”, de Walter Carvalho. O longa que retrata a relação Faturou quatro prêmios: me­ do Rei Baião com o seu filho lhor documentário, melhor Gonzaguinha, ganhou 15 in­ montagem de documentário, dicações e venceu em 5 cate­ melhor direção de arte - este gorias: melhor longa-metragem de ficção; me­ lhor direção; melhor ator; melhor ator co­ adjuvante; e me­ lhor som. O Grande Prêmio do Ci­ nema Brasi­ leiro tem por finalidade con­ tribuir para a elevação e a promoção do cinema bra­ sileiro junto à população e ao público do país, através do reconheci­ mento da qua­ lidade técnica e Sucesso de público e crítica, filme agora colhe prêmios último dividido com “Xingu” e “Heleno”, além de ser elei­ to melhor documentário pelo voto popular. Mais informações e a lista completa de todos e vence­ dores de cada categoria estão disponíveis em www.acade­ miabrasileiradecinema.com. br/gp2013/ C Água da Adutora chega em Afogados da Ingazeira om prazo de conclusão a captação de água no Lago de do trecho para dezembro Itaparica. de 2013, a Adutora do Pajeú A construção da segunda começou a abastecer a cidade fase - prevista para atender de Afogados da Ingazeira, no mais de 230 mil pessoas em Sertão, nesse mês de novem­ outros 14 municípios de Per­ bro, com uma vazão de 40 li­ nambuco e oito da Paraíba tros por segundo. está em processo de licitação. Com o início do funciona­ No total, a adutora terá 598 mento, o esperado é que a obra quilômetros de extensão, com do Ministério da Integração a capacidade para beneficiar Nacional, executada pelo De­ 400 mil pessoas em 21 muni­ partamento de Obras Contra cípios pernambucanos e oito a Seca (Dnocs/PE), tire da si­ paraibanos. tuação de colapso no abaste­ As duas etapas estão orça­ cimento hídrico também as das em R$ 547 milhões e fazem cidades de Calumbi, Carnaíba, parte do conjunto de obras em Flores, Floresta, Serra Talhada execução com recursos do go­ e Quixabá, além dos distritos verno federal, para construir de Carqueja (em Floresta) e de no semiárido nordestino uma Canaã (em Triunfo). infraestrutura hídrica capaz Para tanto, foram inves­ de reduzir os efeitos causados tidos R$ 200 milhões. A pri­ pelos períodos de seca. meira etapa da Adutora do Pajeú tem cerca de 200 quilômetros de tubulação - com diâmetros que variam de 250 a 600 mm - e qua­ tro reservatórios de controle e cin­ co estações eleva­ tórias, iniciando Vazão ainda é pouca, de 40 L/s Divulgação Gonzaga de pai para filho é consagrado em premiação nacional Divulgação N Seca

×