Unitrade n2

480 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
480
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Unitrade n2

  1. 1. uni Na Alma dos Bons Negócios 2OutonoInverno 2011 TRADE EVENTOS AGENDA DEZEMBRO E JANEIRO ENTREVISTA CARLOS CAMPOS PLATAFORMA UNI: NOVO PARADIGMA DE PROXIMIDADE AO CLIENTE DESTAQUE FESTAS GESTÃO DE OPORTUNIDADES EVENTOS E COMEMORAÇÕES
  2. 2. TRADEUNICERSUMÁRION.º2 - Outono/Inverno 2011Propriedade: Unicer S.A.Conteúdos e Design: Inédia JOÃO ABECASIS ADMINISTRADOR DE VENDAS DE MERCADO INTERNO - UNICER, S.A. 4 EDITORIAL A PLATAFORMA vitalidade das ideias é o segredo para o sucesso do seu negócio, independentemente do ciclo econó- ÂNCORA D’OURO [CAFÉ mico, mais ou menos, favorável. Essa dinâmica sus- PIOLHO]: O N.º1 cita ideais de diferenciação, condição sine qua non à afirmação e êxito no mercado atual do grande consumo. Fala- MAIS SEGURANÇA E EXTREMA PROTEÇÃO se de crise, mas nós falamos de oportunidades. Em vésperas da época festiva – Natal e Fim-de-Ano, a Plataforma UNI serve 26 DE DADOS a motivação de o inspirar para atitudes positivas, criatividade DESTAQUE e ideias renascidas, que trilharão, seguramente, um caminho de sucesso para o desenvolvimento sustentável do seu negócio em GESTÃO DE OPORTUNIDADES FESTAS, EVENTOS 2012. A excelente aceitação, reconhecimento e adesão à pla- E COMEMORAÇÕES taforma permite-nos ficar otimistas nesta união de esforços e or- gulhosos no envolvimento comum e dedicação por um objec- tivo maior. Reinventar é um incentivo ao crescimento, só possível, através de uma gestão ativa. E a “nossa” Plataforma motiva-o 29 TENDÊNCIAS a desempenhar um papel ativo, mais do que nunca essencial, na gestão do seu negócio…dos obstáculos, que são superáveis, KANTAR WP e das oportunidades que são in- AS GRANDES PLATAFORMA UNI MUDANÇAS NOS PERFIS finitas. A Uni ajuda-o a “imaginar” NOVO PARADIGMA DE A UNI ajuda-o DO CONSUMO o seu futuro e a inovar …com a “imaginar” PROXIMIDADE AO CLIENTE ideias e espírito empreendedor. o futuro do seu Atualmente, as pessoas estão negócio 13 mais formadas e informadas sobre o que desejam e as op- e a combater a crise… com PARCERIAS ções que têm. São, hoje, um pú- ideias e espírito EDIGMA blico muito mais exigente. E essa empreendedor exigência leva à necessidade DIVERSEY permanente de inovar para me- STAPLES lhorar a oferta e comunicá-la de uma forma assertiva (as redes sociais assumem um papel cada vez mais importante). Atente, nestas páginas, às soluções inovadoras, algumas até ecologi- camente responsáveis, disponíveis numa relação preço/quali- AS TENDÊNCIAS DO CONSUMO E O CLIENTE FUTURISTA22 dade e com valores credíveis de imagem no mercado; sugestões para apresentação, decoração e conforto do pontoATUAL de venda; informação (e formação) na vanguarda das ten- dências, sejam tecnológicas com soluções futuristas, sejam no serviço prestado, no produto disponível ou no ambiente ofere- cido. O equilíbrio do seu posicionamento face às tendências atuais é a nossa demanda. A plataforma UNI permite-lhe al- cançar este “balance” que define o seu sucesso. É esse o nosso compromisso. A proximidade com o cliente final e a capaci- APHORT: dade de inovar marca o seu e o nosso futuro. INOVAR COM QUALIDADE Boas festas e que a rentrée seja sinónimo de bons negócios! A FILOSOFIA DO SEU ESPAÇO… Outono/Inverno 2011 3
  3. 3. TRADEUNICERPLATAFORMA REGISTOS NA PLATAFORMA UNI ÂNCORA D’OURO Café Âncora d’Ouro, popularmente conhecido pelo lataforma UNI: mais “Piolho” é o registo número 1 da Plataforma UNI. “Fico orgulhoso por termos sido, uma vez mais, os primeiros em iniciativas de relevo, a plataforma UNI P do que um espaço virtual, uma ferra- menta de trabalho e uma nova energia indispensá- vel para os profissionais do demonstra ser muito importante e de extrema setor da restauração. Apre- utilidade, potenciando vantagens interessantes. senta-se como uma oportuni- dade para as entidades se O Café Piolho espera, a partir de agora, poder relacionarem proativamenteconverter a informação a que tem acesso em mais valor com o seu próprio negócio. para o seu negócio”. [José Martins, Proprietário] Centenária história mais informação em: www.cafepiolho.com d’Ouro O café Piolho, batizado como4 Outono/Inverno 2011
  4. 4. TRADEUNICERPLATAFORMA[CAFÉ PIOLHO]: O N.º1Âncora d’Ouro há 102 anos, tado pelos comerciantes da quirir uma famosa máquina ita-é o principal centro de reunião zona e professores universitá- Aberto desde liana de café “La Cimbali” quede estudantes da Universidade rios. 1909, é um deu origem ao “cimbalino”,do Porto. A funcionar desde Segundo o proprietário José dos mais nome que ainda hoje os por-1909, é um dos mais antigos Martins, o café terá ganho o antigos cafés tuenses dão ao café expresso.cafés da cidade da Invicta, cognome de Piolho devido ao da cidade Palco de debates e “conspira-atualmente dos mais emblemá- grande aglomerado de pes- da Invicta, ções” anti-fascistas nos temposticos e um ex-libris do Porto. O soas que ali se juntavam à hora atualmente da ditadura, local de reuniãomítico espaço de convívio pre- do café, ao meio dia, num es- dos mais de intelectuais e artistas de vá-serva um ambiente de tertúlia, paço que, face a tamanha emblemáticos rias gerações, o “Piolho” acom-sendo conotado como um café afluência, se tornava pequeno. e um ex-libris panhou períodos fundamentaisde estudantes oriundos de di- Foi, em 1913, o primeiro café do Porto da história da cidade do Porto,versas faculdades, mas sobre- no Porto a ter eletricidade e em como aliás é evidente pelas inú-tudo de Ciências e de 1957 o único a ter televisão. meras placas intemporais deMedicina. É também frequen- Foi também o primeiro a ad- ... Outono/Inverno 2011 5
  5. 5. TRADEUNICERPLARAFORMA ...mármore ou ardósia colocadasnas paredes do seu espaço,oferecidas por todo o tipo declientes em homenagem aocafé e a um determinado pe-ríodo de vida histórico.Entre muitas e ilustres figuras,personagens de relevo, das Le-tras às Ciências, Jornalismo,Rádio, Política e Música, o pro-prietário José Martins relembrauma recordação peculiar “… aforma como a famosa e já fale-cida fadista, Amália Rodrigues,se dirigiu ao balcão para pedir«um cimbalino» – Dê-me lá umadaquelas coisas que nós em Lis-boa chamamos bica…”.O Piolho faz parte da históriada cidade do Porto, do pre-sente e também das geraçõesvindouras. Pela força demons-trada ao longo de cem anos,éum exemplo, a vários níveis, deproatividade na gestão do ne-gócio, com práticas que assen- sião, os pratos do dia são alte- tem um horário de funciona-tam em princípios defendidos rados diariamente. O público mento alargado à noite.pela pataforma UNI. jovem tem preferência pelos fri- “Somos pioneiros no início da tos e grelhados, ao passo que vida noturna na baixa por-Ideias fortes de o público adulto valoriza pratos tuense”, disponibilizando am-gestão em sintonia mais elaborados, como arroz bientes agradáveis ao ritmocom a Plataforma de cabidela, tripas à moda do do Jazz, Fado ou Tunas Aca-Plataforma UNI à escala local. Porto, feijoada à transmontana, démicas, entre outros.Sediado no Porto, o Café Pio- entre outros”. Neste espaço, élho responde na prática positi- frequente servir-se, para o pú- 3.Gere ocasiõesvamente a várias ideias fortes blico jovem, pequenos-almo- Gere ocasiões de cariz espe-presentes na Plataforma. Palco de ços de francesinha regados cífico direcionadas para o pú- debates e com Super Bock. Estes valori- blico jovem. “Dinamizamos1.Conhece os seus clientes “conspirações” zam a rapidez no atendimento algumas iniciativas por oca-Disponibiliza uma oferta a pen- anti-fascistas e o preço. sião da receção ao caloiro,sar nos seus clientes, conhece- nos tempos da em Setembro, e das semanasos e corresponde aos seus ditadura, local 2.Atrai o seu mercado alvo culturais em Março, onde re-ideais de vida. São públicos de reunião Como fatores de conquista do criamos uma atmosfera atra-de todas as faixas etárias e de intelectuais seu público-alvo, predominan- tiva e diferente, com atuaçõesclasses sociais, maioritaria- e artistas temente jovem, efetua pontual- de grupos culturais, como pormente jovens universitários, jo- de várias mente promoções, exemplo o Fado de Coimbra,vens independentes e o gerações, “geralmente em pratos rápi- Fado Vadio, Recital de Poesiaconsumidor adulto. “As refei- acompanhou dos, como a francesinha ou ou atuação de Tunas”. Estesções são sempre feitas na oca- a história da um prego no pão e um fino”; eventos são comunicados no cidade do Porto6 Outono/Inverno 2011
  6. 6. TRADEUNICERPLATAFORMA positiva, apenas ao alcance do O registo na plataforma po- simples registo online através tencia uma interacção mais di- dos códigos disponibilizados reta entre a UNICER e o seu pela UNICER. Só depois de cliente, oferecendo-lhe a possi- efetuado o registo poderá ex- bilidade de receber, via news- plorar esta ferramenta de gestão letter, informação sobre em todo o seu potencial. O atualizações e conteúdos rele- Café Piolho é o registo UNI nú- vantes. Permite descontos em mero 1, tendo à sua disposição produtos chave, com aquisi- conteúdos gratuitos de apoio e ção de MPV, trocando pontos. mais-valia à gestão do seu ne- Os dados pedidos no registo gócio. Este registo permite-lhe são utilizados no âmbito da aumentar o conhecimento sobre plataforma, estando salva- inúmeros detalhes de gestão e guardados de eventuais utili- o software da plataforma dá- zações externas. A plataforma lhe funcionalidades de atua- UNI serve o propósito de apro- ção a vários planos: o café ximar a UNICER do seu cliente Piolho pode agora criar a sua e só através do registo é possí- própria base de dados de vel existir essa interação, saber clientes na plataforma e utilizá- a identidade do nosso par- la como suporte para fazer o ceiro e a forma como o pode- envio por SMS de informações remos ajudar. Ele próprio pode promocionais alusivas a um passar a comunicar connosco evento ou ação ocasional no através da Plataforma. Seja seu ponto de venda. um cliente UNI, registe-se.ponto de venda através de pe-quenos cartazes de montra.4.Fideliza clientes 100 ANOS DE VIDA.Proporciona um atendimento Na imagem, o Presidente dapersonalizado, desenvolvendo Câmara Municipal do Porto,laços fortes de “afinidade” com Rui Rio, acompanhado doos clientes. Reforça a vinda des- proprietário do café Âncorases clientes não tanto pela D’Ouro, José Martins.oferta de promoções (que tam- O Café Piolho juntou-se,bém existem), mas acima de em 2009, ao núcleo muitotudo pela história e conceito restrito de cafés centenáriosconquistado ao longo dos portuenses. Localizadoanos, postura de simpatia, cor- na Praça Parada Leitão,dialidade, criação de valor no frente à antiga Reitoriaserviço prestado, qualidade, da Universidade do Porto,atendimento e atmosfera agra- a sua história é a históriadável. da cidade Invicta. Lugar de tertúlia, ponto central doImportância movimento estudantil e dado registo luta antifascista, sobretudona Plataforma nas décadas de 60/70,A Plataforma UNITRADE pro- é hoje um marco e pontoporciona-lhe uma experiência de paragem obrigatória Outono/Inverno 2011 7
  7. 7. UNITRADEUNICERPLATAFORMA NS UNI VANTAGE SEGURANÇA EM NÇA E REGISTE-SE EGURA SEU MAIS S OS NO DE DAD e taforma qu A UNI é a pla s seus clienteserv e todos os m , havendo u e parceiros o io e rigoros co ntrolo exím os de dados d na proteção ó- os seus neg clientes e d a de registo cios. A form ita o acesso online facil oe pelo própri controlado ral princípio ge assenta no o lei, em que previsto em es- de dados p tratamento ado ser process soais deve e ansparente de forma tr speito da no estrito re a, vida privad reserva da os, pelos direit bem como fun- e garantias liberdades da – Artigo 2 damentais a República grande agente im- Lei Geral d Portuguesa Nacional d do Conselh a Proteção de Dados (C NPD). o O pulsionador Universo da UNI são os nossos do clientes, foi para eles que criá- mos esta plataforma de acesso imediato, proporcio-8 Outono/Inverno 2011
  8. 8. UNITRADEUNICERPLATAFORMA A PROTEÇÃOEXTREM UNIREGISTO ganizámos que iremos reno- e caz face à solicitação e ne- cessidade do cliente, garante também a preservação de toda a informação em regime var de acordo de alta confidencialidade, tor- com as tendên- nando impossível o acesso cias e necessi- aos dados por profissionais dades do seu não credenciados e autoriza- negócio. RE- dos para o efeito. GISTE-SE!!!!! Fazendo jus ao organismo má- A UNI foi de- ximo que protege todos os ci- senvolvida dadãos na utilização dos com base dados pessoais e de negócio, nos mais sé- também a UNI respeita os rios e crite- princípios da Comissão Na- r i o s o s cional de Proteção de Dados. métodos de A UNI respeita a qualidade proteção dos dados e legitimidade do de dados seu tratamento com base no pessoais, Artigo 5.º da CNPD. A legiti- conside- midade do tratamento dos rando que seus dados como nosso cliente o nosso visa o seu interesse. Qualquer cliente é contato ou informação que re- o verda- ceba da UNICER apenas será deiro titu- feito, enquanto titular registado lar dos na UNI e com a sua respetiva dados autorização e consentimento. que in- CNPD - Artigo 6.º Condições sere e de legitimidade do tratamento atua- de dados. liza. O grande objetivo de A UNI partilha consigo e com O seu uma plataforma online, de fácil o seu negócio, o respeito por nando-lhe as mais eficazes registo faz acesso, mas com um controlo si, pelas suas estratégias dee recentes ferramentas de ges- parte do sim- muito rigoroso de acesso aos crescimento e pela procuratão. A sua participação na ples processo dados, é garantir a máxima efi- das mais eficazes práticas deUNI é a razão da sua exis- de adesão, cácia quer na disponibilização gestão, pelo que o segredotência, o REGISTO faz parte permitindo-lhe de informações de apoio ao está na alma dos bons negó-do simples processo de ade- o acesso a cliente, quer no acesso do cios…são, permitindo-lhe o acesso a uma diversi- cliente à Unicer. Faça o seu Registo na UNI euma diversidade de conheci- dade essencial Sendo para a Unicer uma garanta uma gestão eficaz àmentos e vantagens que or- de conheci- forma de resposta rápida e efi- medida dos seus negócios… mentos e de vantagens... Outono/Inverno 2011 9
  9. 9. UNITRADEUNICERPLATAFORMACARLOS CAMPOS, DIRETOR DE VENDAS UNICERNOVO PARADIGMAAO CLIENTE Numa lógica de dinamização do negócio de grande consumo, a UNICER aposta num novo paradigma de proximidade ao cliente, onde se enquadra aPlataforma UNI, que serve o propósito de “ajudar o re- talhista a vender mais e melhor”, explica Carlos Cam- pos, diretor de vendas da Unicer, reiterando a importância, atualmente, de “oferecer ao cliente, de forma diferenciada, conhecimento aprofundado sobre como gerir eficazmente o seu ponto de venda”. proximidade ao mercado. Esta realidade aplica- ginação empreendedora e A cliente é a chave do sucesso. “A UNICER contribuir para que o setor da restauração se desen- deve se à UNICER, com os seus clientes, mas também aos pon- tos de venda, com os consumi- dores. É fundamental otimizar a proximidade aos clientes (que foca um horizonte de oportuni- dades para os pontos de venda. “É diferenciadora e tem um enorme potencial, quer de proximidade, quer volva, profissionalize e se repercute na proximidade de desenvolvimento de ne- ganhe uma dinâmica dife- aos clientes finais) através de gócio”, afirma o diretor de ven- rente, o que implica uma uma postura empreendedora das da Unicer. “A atual mudança cultural significa- no mercado. “Quanto mais conjuntura económica vai tiva”, afirma o diretor de ven- clientes ajudarmos a crescer obrigar à sofisticação do das On Trade da empresa líder e a profissionalizarem-se, setor da restauração e à do setor de bebidas em Portu- maior será o desen- medida que isso for aconte- gal. É preciso inovar para criar volvimento”, refere. A Plata- cendo, os pontos de venda ferramentas de comunicação forma UNI, de perfil ficarão mais despertos com o cliente e interagir com o diferenciador, desperta a ima- para a utilização da Plata-10 Outono/Inverno 2011
  10. 10. UNITRADEUNICERPLATAFORMADE PROXIMIDADE Carlos Campos, Diretor de Vendas On Trade da UNICERforma”, que se posiciona ajudar o retalhista na ges- das para dinamização ecomo uma ferramenta de exce- A Plataforma tão do seu negócio.” Aqui, a acompanhamento do cliente.lência na gestão e dinâmica do UNI, de perfil Plataforma “terá um papel Estas equipas especificamente,negócio. diferenciador, crítico como fonte de inspi- entre outras funções, terãoA partir do início do próximo desperta a ração e suporte à aplicabi- como missão dar a conhecer aano, a força de vendas interna imaginação lidade das ideias e plataforma aos retalhistas, ex-da UNICER vai ter um novo empreendedo conceitos no terreno”, ex- plicar como funciona, as po-modelo de gestão, “uma ra e foca um plica. tencialidades e as mais-valiasnova estrutura e forma de horizonte de Cientes da importância de um de utilização, apoiar o clienteatuar no mercado”, refere oportunidades maior acompanhamento dos na gestão do seu negócio, comCarlos Campos. “O mercado para os pontos clientes e apoio no seu desen- base em informações e dicasserá dividido por duas de venda volvimento, a UNICER tem disponíveis na plataforma, aus-equipas: uma equipa fo- como plano reestruturar a cultando-o e apontando o ca-cada na gestão do distri- equipa no sentido de reforçar minho no sentido da aplicaçãobuidor propriamente dito e esse mesmo apoio através de prática dos conceitos que sãooutra equipa focada em equipas específicas, orienta- ... Outono/Inverno 2011 11
  11. 11. UNITRADEUNICERPLATAFORMA...disponibilizados online. “Osvendedores vão posicionar-se, a médio prazo, quasecomo «consultores». E istoporque futuramente, paraos pontos de venda, seránecessário, para além deter a porta aberta, fazeralgo de diferente para queos clientes entrem”, sublinhao diretor de vendas On Trade.Ambas as equipas de vendaserão alvo de formação espe-cífica no sentido de potenciaruma nova abordagem aocliente, criação de um ambientede proximidade, apoiando-ocom sugestões que lhe permi-tam uma maior eficácia navenda. “É levar o cliente aencomendar o que for bom tempo em que o consumidor A qualidade e a inovaçãopara o negócio dele”, sinte- pouco se importava com um Hoje, serão, sem dúvida, os grandestiza. A Plataforma vai ter aqui café ou cerveja de menor qua- independente- argumentos para a rentabili-um papel fundamental en- lidade em determinado es- mente dade do setor do retalho tradi-quanto ferramenta de forma- paço. Carlos Campos refere do preço, cional. Deve-se olhar para osção para a equipa de vendas que “independentemente o consumidor grandes exemplos e seguir ase informação/gestão para os do preço, o consumidor vai vai querer suas pisadas. Seja um espaçoclientes. A conjetura a médio querer sempre ter um pa- sempre ter com 5 mesas ou um espaçoprazo é que os vendedores drão de qualidade que lhe um padrão com 300 mesas, é fundamen-deixem de registar compras. permita sentir-se bem”. de qualidade tal pensar da mesma forma“A nossa expetativa é que Como mensagem de otimismo que lhe que as grandes empresas. In-a 10 anos o próprio reta- do responsável de vendas da permita dependentemente da dimen-lhista faça as suas enco- UNICER, “os pontos de sentir-se bem são do negócio deve-se pensarmendas e tenha ansiedade venda que estão bem es- nos consumidores e ter uma es-que chegue alguém da truturados que se mante- tratégia para cativar o público-UNICER para o ajudar a nham e que tenham alvo. “O importante évender e não tanto para criatividade e capacidade perceber bem os clienteslhe colocar o produto no de inovação. Para quem que quero trabalhar e per-ponto de venda”, afirma o tem espaços mais peque- ceber bem os clientes quediretor de vendas. nos, de proximidade e/ou me rodeiam, dispor de“A atual realidade no setor de bairro, a higiene, a qua- ofertas atrativas, dinami-dita que o consumidor está lidade e apresentação dos zar diária ou pontualmentecada vez mais exigente e a produtos e serviços, a refeições mais acessíveis,conjuntura de crise genera- forma como os consumido- no fundo dar largas à cria-lizada vai levar a uma exi- res são tratados indepen- tividade e inovar paragência adicional”, considera dentemente dos atrair e fidelizar os consu-o diretor. Os padrões de quali- segmentos e dos locais midores,” Carlos Campos,dade e especialização vão ser onde vivem, vão ser fato- diretor de vendas On Trade damais rigorosos. Já passou o res de diferenciação”. UNICER.12 Outono/Inverno 2011
  12. 12. UNITRADEUNICERPARCERIAS ESPAÇOSEDIGMATECNOLOGICAMENTEINOVADORES A UNI tem na Edigma um parceiro especializado em Tecnologia MultiTouch, que fará do seu espaço, um negócio diferenciado e tecnologicamente inovador. mais informação em: www.edigma.com
  13. 13. UNITRADEUNICERPARCERIAS m 2010 a Edigma cedora, motivadora e diferen-E aparecia nos meios de comunicação so- cial como a únicaempresa portuguesa finalistaentre nomeados para a eleição ciadora que um determinado perfil de Hotel, restaurante, bar ou Café poderá adquirir, acres- centando mais valor estratégico ao seu negócio e conferindo re-anual das 100 empresas euro- quinte, charme e uma tecnologiapeias mais promissoras no sec- que poderá ser combinada comtor da Tecnologia promovida uma gestão eficaz de recursos epela Red Herring, publicação de serviços disponíveis aoamericana focada no desen- cliente.volvimento e apresentação de Alguns projetos já implementa-novas tecnologias ao mercado, dos em Portugal foram dignosque serve de referência aos de grande reconhecimento e deempresários da região de Sili- sucesso, servindo marcas no seucon Valley. O seu crescente de- processo de apresentação pú-senvolvimento, inovação e blica aos consumidores, taiscriatividade à medida dos ne- como o projecto concebidogócios dos seus clientes permi- para a Optimus Flagship Store,tiu-lhes adquirir o estatuto de instalado na Casa da Música -excelência tecnológica aliada Porto, em que a Edigma foi aà modernização e à estratégia vencedora nos InAVationde crescimento, de novidade e Awards, prestigiada revista in-de experiências que ficarão na glesa na área do audiovisual,memória dos seus clientes e uti- tecnologia e interatividade, nalizadores. categoria -Digital Signage - Net-A Edigma propõe-se a oferecer work Implementation’.ao mercado, inclusive ao canal Em Janeiro, a Edigma esteve emHORECA soluções tecnológi- evidência nos Interactive Mediacas, que farão parte do seu ce- Awards, prémio norte-americanonário, garantindo-lhe um estilo, na área do Web Design, ondecompletamente técnologico, conquistou o título ‘Best in Class’,quase projetado por um Deco- na categoria ‘Fashion Style’, comrador Futurista, que de uma o website concebido para amesa faz um ecrã digital intera- marca portuguesa de moda ‘Su- Surpreenda-se imaginação da tecnologia apli-tivo, com ligação wireless, blue- sana Gateira’. com um cada. A Edigma desenvolveutooth e com ligação à A Edigma associa-se à Plata- cenário uma película de polímero queinternet… Visitar o espaço, des- forma UNI e promete responder decorado com permite criar ecrãs multitoquecontrair e beber algo fresco ou aos mais diversos desafios e so- superfícies sobre qualquer superfície. A pe-até quente e consumir uma re- licitações dos nossos clientes, curvas e lícula tem ainda a capacidadefeição envolvida numa expe- desenvolvendo projetos adapta- planas, mesas de medir a intensidade e oriência enriquecedora, será a dos aos seus negócios, produ- de 2 a 10 fluxo de movimentos de ar, ovivência de uma experiência e tos e perfis de consumidores. clientes em que lhe permite atuar como umde uma aventura que marcará A partir de hoje, se está no seu simultâneo, detector do sopro (airflow de-pontos face ao seu concorrente horizonte tornar mais interativo e em que a tection).mais direto e ativo. Esta é a tec- moderno o seu negócio, e se o mesa onde Consulte a Edigma e sur-nologia DISPLAX Multitouch, re- seu cliente é ou será o verda- lhes será preenda-se com um cenário de-ferida por Pedro Fernandes deiro apreciador da tecnologia servida a corado com superfícies curvasMarketing Officer da Edigma, Touch, presenteei-o com mesas refeição e planas, mesas para 2, 4, 8,como uma experiência enrique- interativas, onde o limite será a incorpora ou 10 clientes em simultâneo, e um ecrã multi-toque...14 Outono/Inverno 2011
  14. 14. UNITRADEUNICERPARCERIAS alta ou jovens. A tecnologia Ser UNI oferecida pela Edigma, permite é também a incorporação de qualquer software que lhe seja solici- procurar tado, podendo ainda incluir um a inovação programa que permita ao e soluções hotel, restaurante, bar ou café, de tecnologia disponibilizar um serviço de mesa on-line onde poderá es- futurista colher a sua ementa ou pedido evitando erros e esquecimen- tos. Estrategicamente, esta po- derá ser uma forma de tornar o seu negócio mais rentável e or- ganizado! Para perfis mais noturnos, ima- gine-se proprietário de um bar. O desafio seria o desenvolvi- mento de atividades lúdicas lançados às mesas e com ativi- dades programadas, com a participação dos clientes. Uma forma de diversão e de interati- vidade que concede alegria e diferenciação a um espaço so- fisticado, mantendo obvia- mente o serviço online às mesas. Para pontos de venda, frequen- tados pelas famílias com crian- ças, as mesas Touch Screen podem ser a verdadeira solu- Pedro Fernandes Marketing Officer da Edigma ção para as manter divertidas. Para pontos de venda localiza-a mesa onde lhes será servida jogar em rede com outros jo- dos em zonas históricas e turís-a refeição incorpora um ecrã gadores online ou até dentro ticas, a interação bilingue commulti-toque, capaz de detetar do mesmo espaço, jogos inte- o cliente, decorando os espa-até 16 toques simultâneos em rativos. ços com mobiliário adaptado,ecrãs até 135 polegadas. Para assuntos mais sérios o seu com a tecnologia fornecidaImagine-se Gestor ou Adminis- cliente executivo poderá ace- pela Edigma, mostrando os lo-trador de Um hotel localizado der ao banco on-line, fazer cais a visitar, pontos de inte-numa Zona de Business Center, transações, consultar a Bolsa, resse, gastronomia, artesanatoem que os seus clientes procu- ver as redes sociais, ir ao e monumentos serão de certo,ram o seu Bar ao final do Dia email, etc…Enviar mensagens uma mais valia diferenciadorapara descontrair e usufruir do para outras mesas… São tudo e de grande atração aoambiente de muito bom gosto experiências que marcam as cliente.que lhes proporciona e tos en- memórias dos locais por onde Ser UNI, é também pro-volve numa experiência tecno- se passa… curar a inovação e solu-lógica inovadora: sentado Correspondendo a um perfil de ções tecnologicamentenuma mesa multitouch, poderá público de classe média alta e futuristas. Outono/Inverno 2011 15
  15. 15. UNITRADEUNICERPARCERIAS DIVERSEY, LÍDER NA EUROPA NO SETOR DA HIGIENE E SOLUÇÕES INOVA COM MARCA DE A criar um futuro mais limpo e saudável, a Diversey distingue-se pela oferta integrada de soluções inovadoras, ecologicamente responsáveis, com selo de qualidade. “A inovação e qualidade está no centro de tudo o que fazemos”, refere Nuno Borlão, Marketing Manager da empresa líder na Europa no setor da Higiene e Limpeza profissional. Com vendas em mais de 175 países, a multinacional estabelece um compromisso diário com a satisfação do cliente. mais informação em: www.johnsondiversey.com resente em Portugal P global de produtos/servi- desde 1973, a Di- ços e os recursos humanos versey aposta na ino- colocados no mercado”. Pa- vação contínua e no ralelamente, a segurança do desenvolvimento de soluções operador e a responsabilidade eficientes, de excelência, para ambiental são fatores de valor os clientes. “O nosso portfó- acrescentado que definem o lio garante, aos diversos posicionamento de excelência públicos, uma oferta inova- da marca. a máxima eficiência ao dora consoante as necessi- “A economia de custos é menor custo”, afirma o res- dades e exigências do uma premissa fundamental ponsável. mercado”, sublinha Nuno e sempre presente em “A competitividade da Di- Borlão. todas as nossas soluções”, versey mostra-se no custo Segundo o Marketing Mana- sublinha o Marketing Manager, em uso (custo de utiliza- ger da empresa líder global no reforçando a importância do ção), na rentabilidade que tratamento sustentável de insta- Know How especializado junto cada produto oferece e lações, “a oferta da Diver- dos clientes. “A Diversey dis- não no custo por litro”, ex- sey é construída com base ponibiliza acompanha- plica Nuno Borlão. A Diversey em três pressupostos: o mento técnico regular ao revê-se na qualidade e inova- controlo de custos, oferta cliente de forma a garantir ção. “Somos competitivos,16 Outono/Inverno 2011
  16. 16. UNITRADEUNICERPARCERIASLIMPEZA INDUSTRIALDORASQUALIDADE eficientes, oferecemos so- luções inteligentes, rentá- veis e seguras”, conclui. A Diversey prima por disponi- bilizar uma oferta global junto do público. “Oferecemos Know-How especializado, produtos químicos, equipa- mentos, sistemas de do- seamento, utensílios de limpeza, máquinas, servi- ços de implementação, cer- tificações, sistemas de gestão, entre diversos ou- tros”, segundo Nuno Borlão. A marca líder e player global em sistemas de higiene tem uma abordagem diária aos seus clientes, sem paralelo neste mercado. “Dispomos de cerca de três centenas de re- cursos, entre diretos e indi- retos, a contatar os clientes, numa média de 1000 abor- dagens diárias, não só para vendas, mas também para auscultar o cliente e aconse- lhá-lo na otimização dos seus processos”, explica o responsável. A Diversey assume o compro- misso de desenvolver produtos inovadores com o mínimo im- pacto ambiental. “Fomos a primeira empresa a lançar uma gama com dupla cer- tificação ecológica: a Pur- Eco, com certificação ... Outono/Inverno 2011 17
  17. 17. UNITRADEUNICERPARCERIAS INOVAÇÃO São várias as soluções ino- vadoras, ambientalmente responsáveis, disponíveispara o setor da restauração: O Suma Dify, saqueta solú- vel de doseamento manual para a lavagem mecânica da louça. Elimina o risco de sobredosagem, evita o con- tato com o produto por parte do utilizador, permite até 600 lavagens e tem um A economia EU-Flower e Nordic Swan”,reduzido impacto ambiental. de custos afirma Nuno Borlão. O EU-Flo- O Suma SmartDose é um é uma wer é o símbolo do rótulo eco- sistema de limpeza que premissa lógico europeu que garante torna mais simples e seguro fundamen- não apenas a eficácia de um o doseamento de produtos. tal e sempre produto na respectiva aplica-É composto por apenas dois ção, mas também as suas qua- presente produtos para todas as ne- lidades ambientais durante em todas todo o seu ciclo de vida. Ocessidades de limpeza e de- as nossas Nordic Swan é o sistema ofi- sinfeção de uma cozinha: o soluções cial do Rótulo Ecológico de Suma Multipurpose Cleaner D2.3 e o Suma Bac D10. toda a região norte da Eu- Ambos estão disponíveis ropa, desenvolvido pelo Con- através de um sistema que selho de Ministros Nórdico em doseia a quantidade neces- 1989. sária para cada aplicação “As nossas soluções deter-respetiva. O Suma Revoflow minam a satisfação do é, por sua vez, um sistema cliente final. Um ambiente para lavagem mecânica da saudável, visivelmente louça, à prova de qualquer limpo e higiénico, aumenta excesso de dosagem. Dis- a perceção de confiança põe de um inovador código do consumidor e refletede cores de forma a garantir uma imagem e valores de que o produto correto está qualidade, decisivos na fi- no local correto, além de delização do público-permitir dosagens precisas e alvo”, sublinha o Marketing alta performance Manager Nuno Borlão. Nas na lavagem. soluções Diversey, a quali- dade marca a diferença.18 Outono/Inverno 2011
  18. 18. UNITRADEUNICERPARCERIASOLGA FRAZÃO, DIRETORA DE MARKETING DA STAPLESSOLUÇÕESQUE SIMPLIFICAMO NEGÓCIO Staples é, hoje, a A maior cadeia na- cional e internacio- nal de material de escritório. Disponibiliza uma vasta oferta de artigos de pa- pelaria, informática e tecnolo- gia, mobiliário, equipamento, material de escritório e serviços de cópia e impressão. Conta, atualmente, com 35 lojas de Norte a Sul de Portugal, o que equivale a uma oferta de mais de dez mil produtos. Segundo Olga Frazão, “é cada vez mais importante diversificar a forma como chegamos ao consumidor final”, numa clara alusão à importância, para além da Ser cliente Staples…é tão fácil. Pautada por elevados rede de lojas, de outros canais padrões de responsabilidade, criatividade e inovação, de compra, nomeadamente por Catálogo e Internet. “O a marca líder em Portugal na oferta de artigos de pa- online disponibiliza, inclu-pelaria e material de escritório distingue-se pelas múlti- sive, uma oferta de cerca de 15 mil produtos”, subli- plas soluções de valor acrescentado, excelência de nha a diretora de marketing,serviços, compromisso com a qualidade e proximidade que define como “risonho”, o futuro do comércio eletrónico: ao cliente. “A nossa atitude reflete um comportamento a Staples é uma empresa mul- atento às necessidades do cliente, simplificando-lhe a ticanal e tem vindo a apostar cada vez mais nas vendas àvida e o negócio”, refere Olga Frazão, diretora de Mar- distância, “onde se espe- keting da empresa que chegou a Portugal em 1996. ram crescimentos expo- mais informação em: www.staples.pt ... Outono/Inverno 2011 19
  19. 19. UNITRADEUNICERPARCERIAS para o cliente profissional (so- bretudo para trabalhos de grandes formatos), mas tam- bém para o consumidor final. Os clientes podem usufruir de um serviço de entregas ao do- micílio, montagem de mobiliá- rio e serviço pós-venda. “Garantimos a entrega de encomendas feitas, online ou no contact center, em 24 horas, se o cliente efetuar o pedido até às 16h”, refere a responsável. Esta logística é as- segurada em dias úteis e para Portugal Continental. “Procuramos inovar para consolidar a nossa pre- sença”, afirma. O Easy Tech é um exemplo de inovação em... bom plano, vocacionado ex-nenciais em Portugal nos o preço já não são os úni- clusivamente para a prestaçãopróximos anos”. cos fatores diferenciado- de serviços especializados noO universo Staples prima pela res, devemos, por isso, âmbito tecnológico, refira-se,diferença. Oferece soluções distinguir-nos, em comple- de diagnóstico, manutenção,modernas, interativas e econó- mentaridade, com a oferta instalação e configuração,micas que simplificam a vida e de serviços”, afirma a dire- prevenção, reparação deo negócio dos seus clientes e tora de marketing, reforçando registadoras e POS’s.também dos clientes UNI: que são das poucas insígniasdesde os Office Suplies - do “que ainda vende máqui-papel à escrita, aos rolos para nas registadoras e presta oo POS, às máquinas regista- serviço da sua (re) configu-doras, máquinas de calcular -; ração”. Por outro lado asa componente tecnológica, lojas Staples disponibilizam umcom comunicações, tablets, te- serviço de Cópias e Impres-lemóveis, portáteis, tinteiros ou são, vocacionado não apenastoners; e uma vertente impor-tante de prestação de serviços.“Consciente da exigênciado mercado, a Staples nãose limita a oferecer o pro-duto”, refere Olga Frazão. Amultinacional aposta forte naprestação de serviços, nomea-damente, no atendimento per-sonalizado e na facilidade noprocesso de compra, desde aescolha do produto ao serviçopós-venda. “A tecnologia ou20 Outono/Inverno 2011
  20. 20. UNITRADEUNICERPARCERIAS“Disponibilizar bons servi- Acreditamos liza, desde 2009, o cartão importantes para o negócio eços em complementari- que o futuro ‘Staples Biz’, com vantagens para o cliente. Ser cliente Sta-dade com produtos de do comércio na gestão de negócios, ofere- ples é também usufruir de des-excelência é fundamen- eletrónico cendo mais descontos, parce- contos na área dos seguros,tal”, conclui a responsável de é risonho, rias e promoções exclusivas. serviços, formação, cultura, via-marketing. neste campo O cartão de cliente ‘Staples Biz’ gens e alojamento, lazer e bem-A Staples recria um ambiente esperam-se apresenta como principais van- estar.de proximidade, preocupa- crescimentos tagens: 7,5% de reembolso em “A Staples disponibilização, seriedade e facilidade, exponenciais papelaria e material de escritório ainda um programa dedisponibilizando soluções a em Portugal (áreas essenciais a qualquer ne- poupança Multivantagens,pensar no cliente, integradas nos gócio); 10% de reembolso no com três grandes benefí-à medida de cada negócio: próximos Centro de Cópias e Impressão; cios”, afirma a responsável: opacotes/packs que englobam anos e 5 produtos Staples com des- desconto em quantidade, ouprodutos e serviços (à medida contos exclusivos. seja, “na compra de duasou pré-configuradas), assim Para além das vantagens enu- ou mais embalagens dacomo possibilidades de finan- meradas, este cartão de fide- mesma referência o clienteciamento, tudo englobado lização oferece usufrui de um desconto denuma área de negócio exis- uma vasta gama 10%”; na compra de impres-tente na empresa desde de parcerias que soras, multifunções, tinteiros e to-2010, que é o “Easy Solu- permitem pou- ners de todas as marcas,tions”. par em produ- acumula pontos e ganha valesSempre a pensar nas tos e serviços de desconto que podem ir atéreais necessidades do 50 euros; e ao abrigo da res- cliente, disponibi- ponsabilidade corporativa “dispomos ainda de um programa de reciclagem que permite a troca de um tinteiro ou toner vazio por um cheque-oferta de 2,50 euros”. A responsabilidade corpora- tiva da Staples é sinónimo de responsabilidade ecológica. A multinacional foca-se numa filosofia que reflete um com- promisso com a responsabili- dade ambiental, procurando produtos e serviços inovado- res que marquem realmente a diferença para o planeta, desde produtos reciclados, papel proveniente de flores- tas certificadas geridas de forma responsável, equipa- mentos de escrita recarregá- veis, tecnologia para escritório com qualificação ENERGY STAR® e produtos de limpeza naturais. Outono/Inverno 2011 21
  21. 21. UNITRADEUNICERATUAL RODRIGO BARROS, APHORT«INOVAR COM QUALIA PENSAR NO PRESE Saber o que o consumidor pensa e espera do serviço prestado e entender a exigência do mercado de consumo atual é um dos grandes desafios que se coloca à sustentabilidade do setor da restauração nos dias de hoje. “Vivemos numa Aldeia Global onde o sucesso depende da reinvenção e de uma boa prática de gestão assente na qualidade, formação, identidade e genuinidade”, refere Rodrigo Barros, Presidente da APHORT, Associação Portuguesa de Hotelaria, Restauração e Turismo. mais informação em: www.aphort.com22 Outono/Inverno 2011
  22. 22. UNITRADEUNICERATUALDADE»NTE E NO FUTURO compromisso com para a estabilidade do sectorO produtos estratégicos para o a inovação é uma da restauração. “O consu- desenvolvimento turístico do condição essencial midor está cada vez mais País. Em redor de incertezas e à competitividade. exigente e seletivo, a qua- cenários de crise generali- A prestação de um serviço de lidade do serviço prestado zada face à atual conjuntura qualidade, a oferta de produ- é, portanto, fundamen- económica que assola o país, tos genuínos e típicos da gas- tal”, reforça o Presidente da destaca-se uma certeza: tronomia regional, a formação APHORT. ”continua a haver, no âm- e qualificação dos recursos Não é por acaso que o pro- bito do setor do Turismo, humanos, representam alguns duto “Gastronomia e Vinhos” uma apetência para o dos fatores incontornáveis foi considerado um dos dez ... Outono/Inverno 2011 23
  23. 23. UNITRADEUNICERATUAL...setor da restauração”, re-fere convicto o Presidente. Aatual situação económica,com todos os condicionalis-mos que daí advêm, vai exi-gir, sim, um maior rigorqualitativo na oferta disponívelde pontos de venda em Portu-gal. E quem vai beneficiarcom isso é o setor. “Existeum excesso de oferta depontos de venda no mer-cado e como tal uma ne-cessidade clara dedepuração. Permaneceráa qualidade e competên-cia”, afirma. O novo enqua-dramento legal do IVA,refira-se, vai exigir novas es-tratégias, abordagens e umaadaptação ao mercado mo-derno. Face aos constrangi-mentos resultantes destasubida do IVA, os restaurantes,os cafés, os bares ou os hotéisserão forçados a inovar, areinventar-se para manter oconsumidor, que exige ele pró-prio essa reinvenção. “A pla-taforma UNI, porexemplo, vai ao encontrodesta necessidade dosetor e dos empresários”,sublinha o Presidente. É umaferramenta de apoio à gestãodo negócio, com soluções eideias de enriquecimento evalor acrescentado para ospontos de venda. O sucessode qualquer negócio está ao restaurante, uma tendência Rodrigo Barros.hoje, mais do que “ontem”, que pede um olhar atento às Gerir bem, Atualmente é necessário,dependente da capacidade necessidades do cliente final. comprar bem cada vez mais, vincular ade reposicionamento das enti- “O take away tem cres- e ter uma marca de um ponto de vendadades e da visão inovadora e cido imenso dentro do oferta a uma identidade. E os pro-abordagem pró-ativa dos seus nosso setor, pode ser uma inovadora é o dutos devem ajudar a fortale-proprietários. Na era mo- das soluções a esta ten- segredo para cer essa identidade. A chavederna a tendência europeia dência e os restaurantes o sucesso e está na qualidade, “diferen-mundial regista um decrés- têm que estar preparados consequente ciada”, com genuinidade, ti-cimo da frequência de idas para dar resposta”, refere combate picidade e história. à crise24 Outono/Inverno 2011
  24. 24. UNITRADEUNICERATUAL que faz toda a diferença na atratividade gastronómica re- gional. “Pede-se aos proprietários APHORT que comprem melhor, que optem por uma cozinha A Associação Portuguesa de Hotelaria, Res- mais biológica e por produ- tauração e Turismo (APHORT) apoia a ges- tos nacionais, onde os cus- tos são até mais tão do negócio do setor da Hotelaria, do acessíveis”, sublinha. Turismo no Espaço Rural e da Restauração “A competitividade leva a e Bebidas. A Associação nacional projeta uma gestão mais profissio- ideias e soluções, mostra tendências, de- nal dos pontos de venda, fende e promove os interesses das entida- com outros cuidados na gestão dos stocks à medida des do setor. À luz da atual situação das necessidades”, reforça o económica e das tendências de comporta- Presidente. As compras são mento do consumidor, Rodrigo Barros, ponderadas atendendo à satis- aponta o caminho. “Os empresários hoje, fação do consumidor, mas tam- bém à conveniência do ponto mais do que nunca, devem estar munidos de venda numa relação, sem- de ferramentas que permitam não perder pre fiel, de qualidade /custo. os clientes atuais, mas também atrair outros A dose certa é muito importante potenciais. Hoje em dia há uma grande e é uma das grandes campa- evolução na área da gastronomia, com nhas da APHORT. Em vários pontos de venda, “as doses uma série infindável de novas tendências e são exageradas e o consu- de novas cozinhas, como, por exemplo, a midor acaba por comer gastronomia molecular, que é já uma mais do que queria, o que, aposta dos dois maiores restaurantes do por vezes, origina um des- perdício para o restau- mundo, situados um na Dinamarca e outro rante”, explica. A APHORT em Barcelona”. As cozinhas de autor, por tem apostado ao longo dos úl- sua vez, são um conceito com grande rece- timos 3 anos em sucessivas for- tividade entre o público e portanto uma mações na área do desperdício, comprar bem e es- mais-valia e uma aposta para o futuro. A colher bem os produtos. “A co- decoração dos espaços, atualização e sua mida do dia anterior, bem modernização, são complementares e ne- Rodrigo Barros, APHORT acondicionada e emba- cessárias face à exigência do consumidor. lada, pode resultar numa“Encontrar novos conceitos, “A valorização do produto nacional, essa, apetecível confeção comideias sustentadas que qualidade no dia se- é fundamental. O importante é inovar emarquem a diferença”, re- guinte”. acreditarmos no que é nosso e nas nossasforça o Presidente da Associa- “Gerir bem, comprar bem e potencialidades, que são imensas.” Se-ção. A APHORT apoiou, por ter uma oferta inovadora gundo o Presidente da APHORT, “temosexemplo, a criação de um junto dos clientes é o se-novo e sugestivo produto gas- gredo para o sucesso e con- que aprender a ser portugueses outra vez”.tronómico para Guimarães, o sequente combate à crise”,“Bife à conquistador“, que des- conclui Rodrigo Barros, Presi-perta uma história, um conceito dente da APHORT. Outono/Inverno 2011 25
  25. 25. UNITRADEUNICERDESTAQUEGESTÃO DE OPORTUNIDADESFESTAS, EVENTOS E Aproximam-se as festas e o espírito festivo conspira favoravelmente à reinvenção dos seus negócios, vença mais este desafio e prepara-se atempadamente, rentabilizando e aproveitando todos os momentos para bem servir e faturar.26 Outono/Inverno 2011
  26. 26. UNITRADEUNICERDESTAQUECOMEMORAÇÕES 1. menus/propostas, que pode- Calendarize e defina rão integrar desde as come- A os dias festivos dis- morações de família com UNIdisponibili poníveis à organiza- serviços especiais de cate- za um serviço ção de eventos festivos e ring, a serviços de take- de gestão de alusivos à época em questão; away, comemorações mais base de dados 2. restritas entre amigos e os que poderá Determine os seus jantares de Natal empresa- ativar e usar públicos-alvo: riais com maior ou menor di- para contatar mensão. É portanto uma os seus -Organize a sua atual base de ótima época para ativar o clientes, dados por clientes individuais, seu networking, sendo que informando-os famílias e empresariais/gru- também é a altura em que as da sua pos/entidades; empresas prepararam a tão Inovadora - Reorganize-os por categorias: esperada festa de confrater- Agenda de Idade; Perfil, etc nização, desenhando um Eventos -Enriqueça a sua base de quadro de excelente oportu- disponível dados de clientes empresa- nidade para que se instale a para garantir riais/grupos/entidades por aproximação entre os cole- o sucesso das aproximação geográfica, re- gas de trabalho e as suas festas. correndo a sites de acesso a chefias ou direções. moradas online Nestas Festas, o lema da 3. UNI é reinvente o seu negó- Reinvente a sua cio… oferta com base no A UNI disponibiliza um ser- seu público-alvo, viço de gestão de base de fazendo-lhes corresponder dados que poderá ativar e novos serviços e a nova usar para contatar os seus agenda de eventos desenvol- clientes, informando-os da vidos e direcionados à satis- sua Inovadora Agenda de fação das suas necessidades: Eventos disponível para ga- rantir o sucesso das festas. Menus Grupos Jovens Mas antes de os informar, or- Disponibilizar menus económi- ganize os próximos meses cos, ambiente/decoração e mú- com rigor, explorando as sica gravada adequada à suas potencialidades e capa- festividade, oferecer um brinde sta será uma grande cidades de criar novos e es- (café, mensagem temática, etc)E oportunidade para dar ânimo ao seu negócio, planean-do um calendário festivo euma diversidade de momen- peciais serviços para a época em questão, assim se o seu negócio é a restaura- ção esta poderá ser a sua es- tratégia: para almoços/jantares festivos; Menus Empresariais Crie a diferença com um menu diversificado, disponibilizandotos e de adequados ... Outono/Inverno 2011 27
  27. 27. UNITRADEUNICERDESTAQUE Disponibilize os menus e... zando os menus para as épo- as ofertas e a divulgar a sua oferta.a possibilidade de escolha cas festivas e marcações online no ponto de A Uni ajuda … Mas o sucessoentre várias hipóteses, criando – Sendo empresa, faça a sua venda em do seu negócio depende danomes para os menus alusivos página de facebook como tal, flyers, folhetos sua capacidade criativa, dina-às épocas festivas; disponibi- desta forma não excederá o li- ou cartazes e mismo e proatividade, é noslize material informático e de mite de seguidores, para tal desenvolva tempos de maiores dificuldadessom para as atividades da em- basta que os seus atuais e po- contatos com que surgem as boas ideias e ospresa – para Discursos, Agra- tenciais clientes cliquem no empresas, grandes negócios, apenas terádecimentos, etc. -, Disponibilize “Gosto” e verá a sua base de grupos/entida- que ter a capacidade de setambém uma figura para distri- contatos crescer; des e ou com adaptar às novas realidades ebuir brindes e ou ofertas da em- - Disponibilize os menus e as outros capacidades de resposta dopresa que oferece o jantar. Dê ofertas no ponto de venda em comerciantes mercado. As grandes tendên-nomes às mesas tendo por base flyers, folhetos ou cartazes e de- não cias do mercado apontamo negócio do cliente, personali- senvolva contatos com empre- concorrentes, para a necessidade de criarzando e tornando o evento num sas, grupos/entidades e ou com uma produtos com um preço atra-momento único. No final e ga- com outros comerciantes não proximidade tivo, com qualidade e com umrantindo que todos voltarão, concorrentes, com uma proxi- média acompanhamento continuo doofereça um presente, um talão midade média geográfica, de geográfica... crescimento e da satisfação dode oferta ou desconto para forma a expor os seus materiais cliente.eventos futuros. Menús FamíliaCom menus tradicionais paraa ceia, almoço e jantar denatal, com take-away, em re-gime de buffet no seu estabe-lecimento ou com serviço decatering ao domícílio); Especial Épocas FestivasCom menús requinte ou maisvanguardistas, tradicionais oumais livres, disponibilizando oregime de atuação - take-away,buffet no seu estabelecimento oucom serviço de catering ao do-mícílio -, enriquecendo a suaoferta com especial animaçãono local; serviço de baby-sitting;animação infantil, etc.4. Escolha os canais e suportes de comuni- cação mais adequa-dos aos públicos-alvo e àeficácia da mensagem atransmitir:- Utilize a sua base de dados;alimente as redes sociais e oseu site online, disponibili-28 Outono/Inverno 2011
  28. 28. UNITRADEUNICERTENDÊNCIASBLANDINE MAYER, DIRETORA DA KANTAR WPAS GRANDESMUDANÇAS NOS PERFISDO CONSUMO A KANTAR WORLDPANEL PORTUGAL é a empresa líder mundial em comportamentos do consumidor - consumer knowledge e insights acionáveis, baseados em painéis e em instrumentos sofisticados de pesquisa de mercado - marketing research-, liderando também em Portugal a área de painel de lares fmc - produtos de grande consumo – produtos de supermercado. mais informação em: www.kantarworldpanel.com UNI, procurandoA sempre os melhores parceiros e espe- cialistas no mer-cado, com o objetivo decompreender as mudanças eas necessidades de adapta-ção ao novo tipo e perfil deconsumo e de consumidor, en-trevistou a Diretora BlandineMayer da WorldPanel Portu-gal, que nos transmitiu as gran-des mudanças no consumo erespetivo impacto na econo-mia e na gestão de novasoportunidades.UNI - Perante o atual qua-dro financeiro nacional, Blandine Mayer, Diretora da Kantar WorldPanel Portugalquais as grandes altera-ções visíveis no comporta- ção Moderna, mas compra em mais frequente, fazendo ummento do consumidor? menos quantidade de cada gasto menor de cada vez que Há aumentoBlandine Mayer - O consumi- vez. Este aspecto é muito im- fazem compras. de consumodor está hoje, naturalmente, portante, revelando a impor- de “takemais atento e preocupado com tância do preço e o do gasto UNI - Nos estudos que a away”,o que compra. Nesse sentido, por acto de compra. KANTAR Worldpanel tem que permiteno que diz respeito ao grande Os lares portugueses estão a desenvolvido, quais os refeiçõesconsumo, vai com mais fre- consumir praticamente o principais condicionantes convenientesquência às lojas, preferindo de mesmo que há um ano, em ter- que mais influenciam as a baixo preço.forma acentuada a Distribui- mos totais, mas de uma forma ... Outono/Inverno 2011 29
  29. 29. UNITRADEUNICERTENDÊNCIAS... crise e a forma como os dife- mento, está a retrair o seu con-mudanças de perfil e de rentes consumidores a sentem. sumo por clara influência doatuação do consumidor? Num recente estudo da Kantar ambiente social e politico queBlandine M. - Para além dos in- Worldpanel foi possível des- se vive no Pais.dicadores fundamentais como cortinar como os Portuguesessão os conhecidos “Índice de dizem sentir a crise actual. Isso UNI - Como têm sido as flu-Confiança do Consumidor” e influência de forma decisiva a tuações dos níveis de con-a “Taxa de Desemprego” há maneira como compramos e fiança dos consumidoresefectivamente outros aspectos consumimos. Foi possível des- perante os principais perío-que influenciam a actuação do cobrir que há um enorme grupo dos tidos como “grandesconsumidor. Refiro-me, por de pessoas e de lares, que em- épocas de consumo - épocasexemplo, à atitude perante a bora não tenha perdido rendi- festivas, de lazer e inícios de períodos letivos”? Blandine M. - Infelizmente desde 2009 que os índices de Sabemos que confiança dos portugueses, em para 2012 termos de tendência, vem des- o perfil de cendo sempre e com maior im- comportamento portância. Sem contudo do consumo apresentar variações significati- passará vas no decurso do ano. por uma maior frequência de UNI - Quais as grandes compra, na prioridades de consumo procura de nos lares portugueses? melhores Blandine M.- Naturalmente os ofertas e com produtos de grande consumo e o objectivo de em particular os bens alimenta- gastar menos. res que já representam mais de Isso implica 65% das despesas realizadas cestas no sector da Distribuição Mo- menores derna. Dentro da área alimen- de cada vez tar, os produtos frescos, em que fazem particular a carne e o peixe, compras. ocupam o maior peso na des- pesa dos lares portugueses. UNI - E onde se consome mais e quais as áreas menos afetadas? Blandine M.. - Tradicionalmente os bens duráveis, o lazer, a res- tauração e qualquer despesa considerada menos essencial são as áreas que mais sofrem em período de recessão. Isso inclui, por exemplo, sectores como o automóvel, ou os elec- trodomésticos. No Grande Consumo a área de limpeza30 Outono/Inverno 2011
  30. 30. UNITRADEUNICERTENDÊNCIAS Tradicional- mente os bens duráveis, o lazer, a restauração e qualquer despesa considerada menos essencial são as áreas que mais sofrem em período de recessão. Isso inclui, por exemplo, setores como automóvel, eletrodo- mésticoscaseira e de produtos mais ção dos consumidores para durante este ano. De algumacaros são também áreas que o ano de 2012? forma, estas alterações podemdevem sofrer alguma contrac- Blandine M.. - Na verdade, ser preditivas do que podeção. No sentido oposto, assis- não sabemos. No entanto, acontecer no próximo ano notimos a aumento de consumo existem muito boas pistas sobre Grande Consumo. De umade “take away”, que permite re- o que poderá ocorrer no pró- forma mais genérica existirá umfeições convenientes a baixo ximo ano, através de análises aumento da frequência depreço. que estamos a desenvolver. compra, procurando as melho- Temos identificadas as altera- res ofertas com o objectivo deUNI - Mediante os estudos ções verificadas no comporta- gastar menos. Isso implica ces-já realizados conseguem mento dos consumidores que tas menores de cada vez queantecipar o perfil de atua- foram impactados pela crise fazemos compras. Outono/Inverno 2011 31

×