SETE MEDIDAS PARA EVOLUÇÃO DO NOSSO JEC – UM COMEÇO.
Eu, sócio do Joinville Esporte Clube, de acordo com o Artigo 19, alín...
2. O Plano de Ações anual da Diretoria Executiva deve ser apresentado em sua
forma completa para todos os associados, torc...
4. Alterar o artigo 42 do Estatuto do JEC para a seguinte redação:
Art. 42 - Os membros do Conselho Deliberativo serão ele...
6. Alterar a alínea c e excluir as alíneas d e e do inciso I do Artigo 49 do Estatuto
do JEC conforme segue:
Art. 49 – O C...
7. Alterar o Artigo 53 do Estatuto do JEC para a seguinte redação:
Art. 53 – A convocação do Conselho Deliberativo será pr...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sete medidas para evolução do JEC

53 visualizações

Publicada em

Sete medidas para evolução do JEC

Publicada em: Esportes
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sete medidas para evolução do JEC

  1. 1. SETE MEDIDAS PARA EVOLUÇÃO DO NOSSO JEC – UM COMEÇO. Eu, sócio do Joinville Esporte Clube, de acordo com o Artigo 19, alínea “c” do Estatuto do JEC, solicito ao Presidente Executivo, Jony William Stassun, e ao presidente do Conselho Deliberativo, Marcus Alexandre da Silva, as sete mudanças abaixo descritas e justificadas, visando fortalecer a instituição através de maior democratização e transparência. Solicito, inclusive, resposta por escrito no prazo máximo de 30 (trinta) dias. Estas medidas são minoria dentre tantas necessárias ao momento atual que o JEC atravessa, porém são a base para um clube sólido, sustentável, de credibilidade e com força para subir e permanecer na Série A do Brasileirão. 1. Transparência irrestrita e incondicional de todas as receitas e gastos financeiros do JEC, com contas detalhadas de modo claro, conciso, compreensível e tempestivo em balancetes mensais divulgados mensalmente a todas as partes interessadas (associados, torcedores, patrocinadores, fornecedores, funcionários e imprensa). E de forma mais abrangente, esta transparência deve consistir no desejo de disponibilizar para as partes interessadas as informações que sejam de seu interesse e não apenas aquelas impostas por disposições de leis ou regulamentos. Deve abranger mais que o desempenho econômico-financeiro, contemplando também os demais fatores (inclusive intangíveis) que norteiam a ação gerencial e que condizem à preservação e à otimização do valor do clube, como valor da marca, número de sócios e conselheiros por exemplo. JUSTIFICATIVA: Sem transparência o clube é frágil, sem competitividade e confiança para atrair patrocinadores e associados, e fica suscetível a riscos de imagem e reputação. É o fundamento para qualquer evolução que o clube almeja.
  2. 2. 2. O Plano de Ações anual da Diretoria Executiva deve ser apresentado em sua forma completa para todos os associados, torcedores, patrocinadores, fornecedores, funcionários e imprensa na primeira quinzena de janeiro de cada ano. JUSTIFICATIVA: Atualmente o Estatuto do JEC, em seu Artigo 49, obriga o que a Diretoria Executiva apresente para o Conselho Deliberativo na primeira quinzena de janeiro o Plano de Ações contendo previsão orçamentária, calendário esportivo e outras ações pertinentes para o ano que se inicia. É solicitado que este documento seja apresentado para todas as partes interessadas. 3. Excluir as alíneas b e e do Artigo 66 do Estatuto do JEC. Art. 66 – Para exercer os cargos de Presidente ou de Vice-Presidente da Diretoria Executiva, o Associado deve, cumulativamente: a - ser Associado Efetivo há mais de 24 (vinte e quatro) meses; b - ser Conselheiro Ordinário há mais de 24 (vinte e quatro) meses; c - ter mais de 30 (trinta) anos de idade, na data do registro da inscrição da candidatura ou nomeação; d - estar quite com o clube e se achar em pleno gozo de seus direitos sociais; e - ter participação ativa nas atividades do Clube. JUSTIFICATIVA: A alínea b é uma cláusula de barreira excludente e prejudicial ao clube haja vista que restringe enormemente a possibilidade de haver novos candidatos para presidência executiva e que sejam de fora do atual Conselho Deliberativo, cujos conselheiros é que votam para aprovar um novo conselheiro. A alínea e além de ser subjetiva é também excludente, pois não há como comprovar participação ativa nas atividades do Clube sendo de fora do Conselho Deliberativo ou Diretoria Executiva.
  3. 3. 4. Alterar o artigo 42 do Estatuto do JEC para a seguinte redação: Art. 42 - Os membros do Conselho Deliberativo serão eleitos pela Assembleia Geral para o integrarem na condição de conselheiros ordinários. § 1º. O Conselho Deliberativo é composto de no mínimo 100 (cem) 50 (cinquenta) e no máximo 400 (quatrocentos) membros. JUSTIFICATIVA: Historicamente o número mínimo de cem conselheiros não é atingido e não há nova convocação. E mais importante, o número mínimo atual dificulta a inscrição de novas chapas candidatas à eleição do Conselho Deliberativo. 5. Alterar o Artigo 18 do Estatuto do JEC para a seguinte redação: Art. 18 – A Tabela de Contribuições Obrigatórias – TCO – para associados será elaborada e revista pela Diretoria Executiva, por Resolução. Parágrafo único - Os membros do Conselho Deliberativo, do Conselho Fiscal, o Presidente e o Vice do JOINVILLE ESPORTE CLUBE ficam sujeitos a contribuição pecuniária obrigatória diferenciada dos demais associados efetivos, cujos valores serão propostos e aprovados pelo Conselho Deliberativo obrigatoriamente devem ser associados adimplentes do clube e pagar R$100,00 (cem reais) mensais além do valor de sua associação no decorrer do ano de 2017, sendo este valor reajustado pelo IPCA sempre em janeiro de cada ano. JUSTIFICATIVA: Atualmente um conselheiro do JEC paga R$500,00 (quinhentos reais) mensais e tem direito a três carteirinhas que dão direito de acesso aos jogos e demais benefícios de um associado. Este valor é excludente, pois impossibilita que pessoas de menor poder aquisitivo sejam conselheiras do clube. E é válido ressaltar que elevado poder aquisitivo ou financeiro não é sinônimo de competência, intelecto elevado ou força de vontade. O JEC precisa de conselheiros atuantes mais que mensalidades. E o valor atual também impossibilita a formação de novas chapas candidatas para o Conselho Deliberativo já que é muito difícil e improvável de se reunir uma centena de sócios adimplentes há no mínimo seis meses e com possibilidade de pagar R$500,00 mensais.
  4. 4. 6. Alterar a alínea c e excluir as alíneas d e e do inciso I do Artigo 49 do Estatuto do JEC conforme segue: Art. 49 – O Conselho Deliberativo reunir-se-á: I - Ordinariamente: a - no período de 02 (dois) em 02 (dois) anos, conforme calendário eleitoral, para referendar os candidatos a Presidente e Vice Presidente da Diretoria Executiva; b - no período de 02 (dois) em 02 (dois) anos, conforme calendário eleitoral, para dar posse a seus novos membros e ao Presidente e Vice da Diretoria Executiva, e ainda para eleger e dar posse à sua mesa diretora, aos membros do Conselho Fiscal; c - na primeira quinzena de janeiro de cada ano para conhecimento do plano de ações da Diretoria Executiva para o ano que se inicia; d - no mês de março de cada ano para apreciar o relatório e julgar as contas da Diretoria Executiva; e - nos meses de junho e novembro de cada ano para apreciação do cumprimento, evolução e eventuais mudanças no plano de ações. c – na primeira quinzena de cada mês para conhecimento, apreciação do cumprimento, evolução e eventuais mudanças do plano de ações, demais questões relacionadas ao JOINVILLE ESPORTE CLUBE e inclusive, no mês de março de cada ano, para apreciar o relatório e julgar as contas da Diretoria Executiva. JUSTIFICATIVA: Atualmente os Conselheiros do JEC têm a obrigação de se reunir apenas quatro vezes por ano ou seis vezes em ano eleitoral. O Clube precisa de um Conselho Deliberativo mais atuante e que se reúna ao menos uma vez por mês.
  5. 5. 7. Alterar o Artigo 53 do Estatuto do JEC para a seguinte redação: Art. 53 – A convocação do Conselho Deliberativo será promovida por seu Presidente, substituto eventual, ou por no mínimo 1/5 (um quinto) dos associados, através da secretaria do JOINVILLE ESPORTE CLUBE, pela forma mais rápida e eficiente possível e obrigatoriamente por meio de anúncio em destaque na página inicial do “site” oficial do clube na internet, com antecedência mínima de 03 (três) dias. JUSTIFICATIVA: Os associados, torcedores e imprensa têm o direito de saber quando e onde haverá reuniões do Conselho Deliberativo e qual a pauta, pois é o órgão que define muitos dos rumos do clube. Joinville, 9 de dezembro de 2016.

×