Aula 02.2 Fisiologia da Mama

882 visualizações

Publicada em

Fisiologia da Mama

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
882
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 02.2 Fisiologia da Mama

  1. 1. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA Prof. Hamilton F. Nobrega Fisiologia da Mama
  2. 2. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA Fisiologia da Mama
  3. 3. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA
  4. 4. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA Mamas são glândulas sudoríparas modificadas da pele cuja função é produzir leite, fonte de alimento para a prole. São formadas por tecido glandular (parênquima), conjuntivo e adiposo. O desenvolvimento da mama inicia-se na 5ª semana da vida intrauterina, a partir da ectoderma, que posteriormente se projeta para a mesoderma.
  5. 5. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA O Parênquima mamário possui 18 a 20 lobos. Cada lobo é formado por um conjunto de alvéolos, canalículos, ductos lactóforos e ampolas lactóforas. Os alvéolos são formados por conjunto de células (lactóforas e mioepiteliais) responsáveis pela síntese do leite. Um conjunto de 10 a 100 alvéolos denominam-se lóbulos.
  6. 6. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA A mama adulta situa-se entre a 2ª e 6ª costela no eixo vertical entre o bordo externo do esterno e a linha médio-axilar no eixo horizontal. É constituída por:  Pele  Tecido subcutâneo  Tecido mamário (parênquima e estroma)
  7. 7. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA A mama é envolvida por tecido fascial, superficial e profundo. Ligamento Suspensor de Cooper - banda fibrosa que representa o suporte natural da mama. Dão sustentação às mamas, conectando-as à pele.
  8. 8. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA
  9. 9. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA Na mulher adulta é caracterizada como uma proeminência arredondada ou cônica.
  10. 10. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA Possui aréola com tecido pigmentado mais espesso que o resto da pele mamária devido a presença de numerosas glândulas sebáceas. A papila mamária é uma saliência cilíndrica ou cônica localizada na topografia do 4º espaço intercostal, com superfície irregular com numerosos orifícios (canais lactíferos)
  11. 11. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA
  12. 12. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA
  13. 13. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA
  14. 14. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA
  15. 15. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA Deriva principalmente dos ramos perfurantes da artéria mamária interna (60%) e da artéria torácica lateral (30%) e de ramos da toracoacromial, intercostais, subescapular e toracodorsal (10%). As principais veias que drenam a parede torácica e a mama são derivadas da veia torácica
  16. 16. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA
  17. 17. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA
  18. 18. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA
  19. 19. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA
  20. 20. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA A mama é um órgão dinâmico susceptível a flutuações hormonais cíclicas. A telarca precede a menarca e a partir da estimulação hormonal, os botões mamários aumentam, os ductos crescem para ttrás e o desenvolvimento lobular começa.
  21. 21. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA O hipotálamo libera o hormônio gonadotropina (GnRH) que atua promovendo a síntese de hormônios hipofisários na região anterior da hipófise. São eles:  Hormônio folículo estimulante (FSH)  Hormônio luteinizante (LH) Estes agem no ovário como resposta à secreção de estrogênio e progesterona
  22. 22. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA Galactopoiese é a etapa na qual se mantém a produção láctea. Descreve-se a prolactina como hormônio galactopoiético mais importante. Cortisol, insulina e GH também são citados na manutenção láctea.
  23. 23. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA A ocitocina é outro hormônio (hipotálamo) que age nas células mioepoteliais que circundam as paredes externas dos alvéolos, fazendo com que essas se contraiam ejetando o leite dos alvéolos para os ductos. O estímulo primário é a sucção do complexo papilo-areolar.
  24. 24. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA
  25. 25. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA Período (dia) Alteração 3º ao 7º Fase Proliferativa Há predominância do FSH (crescimento folicular ovariano) Aumento na taxa de mitose nas células acinares (proliferação celular) 8º ao 14º Fase Folicular Pico de LH, ocorre ovulação. Redução na atividade mitótica das células acinares. 15º ao 20º Fase Lútea Ovários secretam grandes quantidades de progesterona e estrogênio. Surgem secreções os ductos. Tecidos mamários tornam-se edemaciados pela congestão venosa (desconforto) 28º Fase Menstrual Não havendo fecundação, há involução do corpo lúteo (menstruação). Na mama, cessa a secreção ativa.
  26. 26. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA • Menstruação • Gravidez • Lactação • Menopausa
  27. 27. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA
  28. 28. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA É importante lembrar que a maioria dos cânceres (aprox. 70%) desenvolvem-se no parênquima, imediatamente abaixo da gordura subcutânea ou anterior a gordura retromamária, onde encontra-se a maior parte do tecido glandular.
  29. 29. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL – IESB FACULDADE MONTENEGRO – FAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO FÍSICA

×