Programação em bat

5.781 visualizações

Publicada em

1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • O cara "sabe" hacker mas não sabe escrever. Vlw pelas info.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.781
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
228
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Programação em bat

  1. 1. PROGRAMAÇÃO EM BAT • Comandos Externos e internos Primeiro conceito • Criando o primeiro arquivo BAT Segundo conceito • Renderizando o Projeto Terceiro conceito
  2. 2. INTRODUÇÃO  Um arquivo com extensão .bat pode ser definido como um conjunto de comandos executados em lote (sequencialmente).  Criado para o MS-DOS tem a função de automatizar tarefas rotineiras e muitas vezes trabalhosas. 
  3. 3. COMANDOS EXTERNOS E INTERNOS  Comandos Externos  São comandos que estão localizados no disco. Os comandos são procurados no disco usando o path e executados assim que encontrados. Path - é o caminho de procura dos arquivos/comandos executáveis. Na próxima coluna, vamos aprender sobre o Interpretador de Comandos, também conhecido como Shell.
  4. 4.  Comandos Internos  São comandos que estão localizados dentro do interpretador de comandos (normalmente o Bash) e não no disco. Eles são carregados na memória RAM do computador junto com o interpretador de comandos. Quando executa um comando, o interpretador de comandos verifica primeiro se ele é um Comando Interno caso não seja é verificado se é um Comando Externo. Exemplos de comandos internos cd, exit, echo, bg, fg, source, help, entre outros.
  5. 5. Comandos Externos  ECHO: Exibe um texto na tela.  @ECHO OFF: Oculta informações e o código executado.  @ECHO ON: Exibe informações e o código executado.  ECHO. : Dá um paragrafo.  @ECHO: Faz com que o prompt fique oculto durante a execução.  SET: Cria variável que pode ser referenciada através de %variável%.  CLS: Limpa o console.  IF e ELSE: Estruturas condicionais.  GOTO: Avança até determinado trecho do lote.  FOR: Estrutura de repetição.  PAUSE: Faz uma pausa, e exibe: “Pressione qualquer tecla para continuar.”  REM: Utilizado para fazer comentários.  START: Inicializa um aplicativo ou programa.  MOVE: Move (recorta) um arquivo de um diretório para outro.
  6. 6. Abaixo segue um exemplo de um arquivo Bath.
  7. 7. Salve com a extensão .bat
  8. 8.  Após ter feito todos os passos acima execute-o.
  9. 9.  Quando você executou o arquivo a calculadora abril, pois você ordenou que a maquina abrisse com o comando Start Calc.exe
  10. 10. Renderizando seu projeto transformando-o em (EXE)  Para Transformar qualquer arquivo .Bat em EXE precisamos de um Softwere chamado Quick BFC  Baixe aqui: http://www.superdownloads.com.br/download/43/quick- batch-file-compiler/
  11. 11. 1º Vá na pasta onde se encontra seu executável.
  12. 12.  Abra o Quick Bath Compiler e abra seu projeto criado anteriormente.
  13. 13.  Clique em Embedded Files:
  14. 14.  Nesse recurso do Software você coloca um ícone no seu Execultaveu, clique Browser. Depois de clicar em Browser vá no diretorio onde se encontra seu ícone.
  15. 15.  Depois de Colocar o ícone clique em Build
  16. 16.  Pronto, este é somente um exemplo das inúmeras rotinas que podem ser feitas em um “.bat”. Com um bom conhecimento dos comandos DOS podemos otimizar nosso tempo programando tarefas em lote.
  17. 17.  Acessem: www.hackernoobful.blogspot.com.br  E-mail: hackernoob446@gmail.com

×