SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 26
PROCEDIMENTO DE 
MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE 
(PMI) 
Gustavo Henrique Carvalho Schiefler 
Doutorando em Direito do Estado (USP) 
Mestre e bacharel em Direito (UFSC) 
Coordenador jurídico do escritório Justino de Oliveira Advogados 
Autor da obra “Procedimento de Manifestação de Interesse – 
PMI” pela Editora Lumen Juris (2014) 
Florianópolis (SC), 6 de novembro de 2014
O DIÁLOGO PÚBLICO-PRIVADO NA ETAPA 
PREPARATÓRIA DAS LICITAÇÕES PÚBLICAS 
PREMISSA FÁTICA: A EXISTÊNCIA DO DIÁLOGO. 
“Agrade ou não agrade, o mercado 
político, no sentido preciso de relação 
generalizada de troca entre governantes 
e governados, é uma característica da 
democracia.” (BOBBIO, 1984)
O DIÁLOGO PÚBLICO-PRIVADO NA ETAPA 
PREPARATÓRIA DAS LICITAÇÕES PÚBLICAS 
A NECESSIDADE DE DIÁLOGO NA ETAPA DE ELABORAÇÃO DO ATO CONVOCATÓRIO 
Ao invés de elaborar o ato convocatório em sigilo, muito mais adequado é obter informações 
e colocar em discussão pública as diferentes alternativas e opções. Produzir uma licitação não 
significa editar atos “contra” a comunidade ou a livre iniciativa. Por isso, impõe-se a audiência 
de todas as instâncias da sociedade civil, inclusive aquelas relacionadas aos potenciais 
usuários e à livre iniciativa. (JUSTEN FILHO, 2003) 
O PROBLEMA. 
[É] comum a realização de estudos e 
investigações de projetos deste tipo por 
particulares, que são muitas vezes de forma 
velada, ou simplesmente informalmente, 
oferecidos ao Poder Público como instrumento 
para demonstração de suas vantagens e estímulo 
ao engajamento na sua execução. (PRADO e 
RIBEIRO, 2007) 
O poder na medida em que é 
desregulado, isto é, desvestido de 
limites e vínculos a ele impostos pelo 
direito, é em si um mal (FERRAJOLI, 
2012).
PROCEDIMENTO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE (PMI) 
A Administração solicita aos particulares que apresentem 
estudos e projetos para a estruturação de uma licitação 
pública, conforme parâmetros predefinidos. 
É um procedimento administrativo voluntário (por conta e 
risco), colaborativo e não-vinculante. 
Nas concessões e PPPs, caso os estudos sejam empregados 
na licitação pública, o vencedor do certame é responsável 
pelo ressarcimento dos custos empregados na elaboração do 
material apresentado. 
O quê?
PROCEDIMENTO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE (PMI) 
Administração Pública e particulares (iniciativa privada e 
sociedade em geral) 
Apresentação de estudos e projetos por particulares, em 
regime de competição. 
Na etapa que antecede a confecção do edital licitatório. 
Obter as soluções técnicas e as demandas dos particulares, a 
fim de estruturar os projetos de delegação da prestação de 
utilidades públicas. 
QUEM? 
COMO? 
QUANDO? 
POR QUÊ?
O USO CADA VEZ MAIS FREQUENTE DO PMI 
PELA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA BRASILEIRA
• AEROPORTOS 
– RJ – Galeão (2013) 
– DF – Brasília (2011) 
– SP – Guarulhos (2011) 
– SP – Campinas (2011) 
– MG – Confins (2013) 
– MG - Aeroporto Regional da 
Zona da Mata (2008) 
• ESTÁDIOS 
– Mineirão (2012) 
– Maracanã (2012) 
• SANEAMENTO BÁSICO 
– Sistema Produtor Alto Tietê 
(2005) 
– Pindamonhagaba (2007) 
– RS - CORSAN (2011) 
– BA – Resíduos sólidos (2014) 
– Uberaba – MG (2014) 
– Três Barras – SC (2014) 
– Mauá/SP – Controle de 
perdas (2014) 
• MEIO AMBIENTE 
– MS - Aquário do Pantanal 
(2012) 
• MOBILIDADE 
– Ponte Rio-Niterói (2014) 
– MG - 16 lotes rodoviários – 
63 participantes (2008) 
– BA - Ponte Salvador – Ilha 
de Itaparica (2010) 
– CE – Ponte estaiada sobre o 
rio Cocó (2011) 
– MG – Transporte até 
aeroporto (2014) 
– SC – Ligação entre a ilha e a 
BR-101 (2012) 
– RS – Rodoviária de POA 
(2012) 
– PR – Rodovias (2014) 
– SP – Trens intermunicipais 
(2012) 
– SP- Linha 6 e 18 do Metrô 
(2013) 
– Rodoviária – Uberaba/MG - 
(2014) 
– Curitiba/PR – Metrô (2013) 
– Porto Alegre/PR – Metrô 
(2013) 
– RJ – Estacionamentos 
rotativos (2013) 
– SP – Garagens subterrâneas 
(2011) 
– BH – Garagens subterrâneas 
(2010)
• EDUCAÇÃO 
– ES – Unidades escolares 
(2013) 
• PORTOS 
– Governo Federal (2013) 
• SAÚDE 
– CE – Hospital Regional 
Metropolitano (2011) 
– ES –Hospital Infantil (2013) 
– RO – Hospital de urgência e 
emergência (2012) 
– SP - Complexo Hospitalar 
(2012) 
– SP – Serviços de farmácia à 
população (2012) 
– Uberaba/MG – Sistema 
Municipal de Saúde (2014) 
– Socoraba/SP – Hospital de 
Clínicas (2013) 
– DF – Centro Médico (2013) 
• PROJETOS URBANOS 
– Shopping Popular – 
Canoas/RS (2014) 
– Iluminação Pública – São 
Paulo/SP (2013) 
– Iluminação Pública – 
Consórcio em AL – 66 Municípios 
(2013) 
– SP - Moradias de Interesse 
Social (2012) 
– MG – Expominas II – Parque 
de exposições (2012) 
– Salvador/BA – Revitalização 
do centro antigo – (2013) 
– São Paulo/SP – Projeto Tietê 
– Transformação urbana (2014) 
– Rio de janeiro/RJ – Gestão de 
estacionamentos públicos (2013) 
– São Paulo/SP – Circuito das 
Compras (2010) 
– DF – Centro Esportivo (2013) 
• COMPLEXOS PRISIONAIS 
– Goiás (2012) 
• DEFESA 
– Forças Armadas (2013) 
• NÁUTICO 
– Complexo Náutico Ambiental 
Município de Itajaí (2011) 
– Terminal Marítimo de 
Passageiros – Paranaguá/PR 
(2014)
• CENTRAIS DE ATENDIMENTO 
– Santa Catarina (2011 e 2013) 
– Uberaba/MG (2014) 
– Cuiabá/MT (2014) 
– Paraná (2011) 
• OUTROS 
– ES - Identificação digital de 
pessoas (2012) 
– MG – DETRAN (2013) 
– BH – Centro Administrativo – 
Prefeitura (2014) 
– BH – Soluções de TI para 
gestão pública (2013) 
– SP – PPP dos Fóruns (2013 
Fonte: PEREIRA et al, 2012
Fonte: PEREIRA, 2013
Fonte: PEREIRA et al, 2012, p. 15
QUAIS OS FUNDAMENTOS CONSTITUCIONAIS DO PMI? 
 Direito de petição (art. 5º, XXXIV, “a”, CF) 
 Direito de acesso à informação (art. 5º, XIV e XXXIII, CF) 
 Direito de participação na Administração Pública (art. 1º, “II” e 
§ún., art. 37, XXI, CF) 
 Direito à igualdade (art. 5º e art. 37, XXI, CF)
Direito de petição 
Direito de 
participação na 
Administração 
Pública 
QUAIS OS FUNDAMENTOS 
CONSTITUCIONAIS DO PMI? 
Direito de 
apresentar 
estudos e projetos 
à Administração 
Pública e exigir 
resposta motivada 
Direito à igualdade 
Direito de acesso à 
informação 
Direito de conhecer 
os projetos em 
andamento e de 
colaborar em 
igualdade de 
condições 
PROCEDIMENTO DE 
MANIFESTAÇÃO DE 
INTERESSE (PMI)
POTENCIAIS BENEFÍCIOS DO PMI 
•Competição pelo aceite dos estudos; 
•Redução da assimetria informacional; 
•Institucionalização do diálogo; 
•Democratização das soluções; 
•Transferência de custos (desoneração 
orçamentária); 
•Acesso a novas soluções e formação de 
bancos de projetos; 
•Celeridade à estruturação de projetos; 
•Termômetro do mercado; 
•Aumento da competitividade na licitação; 
•Diminuição dos riscos originados pelos 
erros dos projetos; 
•Fomento à elaboração de novas soluções 
públicas e formação de um banco de 
profissionais capacitados; 
•Transparência e segurança jurídica 
(legitimidade). 
•Vantagem competitiva e reflexo na 
eficiência do contrato;
QUAIS OS FUNDAMENTOS LEGAIS DO PMI? 
LEI FEDERAL Nº 11.922/2009 
Art. 2o Ficam os Poderes Executivos da União, 
dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios 
autorizados a estabelecer normas para regular 
procedimento administrativo, visando a 
estimular a iniciativa privada a apresentar, por 
sua conta e risco, estudos e projetos relativos à 
concessão de serviços públicos, concessão de 
obra pública ou parceria público-privada. 
LEI FEDERAL Nº 8.987/1995 
Art. 21. Os estudos, investigações, levantamentos, 
projetos, obras e despesas ou investimentos já 
efetuados, vinculados à concessão, de utilidade 
para a licitação, realizados pelo poder concedente 
ou com a sua autorização, estarão à disposição dos 
interessados, devendo o vencedor da licitação 
ressarcir os dispêndios correspondentes, 
especificados no edital. 
LEI FEDERAL Nº 13.019/2014 
Art. 18. É instituído o Procedimento de Manifestação de Interesse Social como instrumento por meio do 
qual as organizações da sociedade civil, movimentos sociais e cidadãos poderão apresentar propostas ao 
poder público para que este avalie a possibilidade de realização de um chamamento público objetivando 
a celebração de parceria.
E O QUE É O MIP (MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE DA INICIATIVA PRIVADA)? 
Manifestação espontânea, sem prévia solicitação, do interesse de um 
particular em oferecer os seus estudos e projetos, ou de elaborá-los, a fim 
de contribuir com a modelagem jurídica-institucional de uma delegação de 
utilidades públicas que se entende oportuna à Administração Pública, que, 
por sua vez, caso tenha interesse pela manifestação, deve conceder a 
mesma oportunidade aos demais particulares por meio do lançamento de 
um Procedimento de Manifestação de Interesse. (SCHIEFLER, 2014)
REGULAMENTAÇÃO DO PMI 
• Decreto Federal nº 5.977/2006 
• Art. 1º Este Decreto regulamenta o art. 3º, 
caput e § 1º, da Lei no 11.079, de 30 de 
dezembro de 2004, destinado à apresentação 
de projetos, estudos, levantamentos ou 
investigações, elaborados por pessoa física 
ou jurídica da iniciativa privada, a serem 
utilizados em modelagens de parcerias 
público-privadas já definidas como 
prioritárias no âmbito da administração 
pública federal. 
• Decretos Municipais 
• Resoluções adminsitrativas 
• Decretos Estaduais 
• Alagoas (Decreto nº 4.067/2008) 
• Bahia (Decreto nº 12.653/2011) 
• Ceará (Decreto nº 30.328/2010) 
• Distrito Federal (Decreto nº 28.196/2007) 
• Espírito Santo (Decreto nº 2.889-R/2011) 
• Goiás (Decreto nº 7.365/2011) 
• Minas Gerais (Decreto nº 44.565/2007) 
• Pernambuco (Resolução nº 
1/2007/SEPLAG) 
• Paraná (Decreto nº 5.273/2012) 
• Rio de Janeiro (Decreto nº 43.277/2011) 
• Rio Grande do Sul (Resolução nº 
001/2008/CGPPP/RS) 
• Santa Catarina (Decreto nº 
962/2012) 
• São Paulo (Decreto nº 57.289/2011 
combinado com Decreto nº 48.467/2004) 
• Sergipe (Resolução nº 
01/2008/CGPROPPPSE).
POR QUE O PMI NÃO É UTILIZADO EM LICITAÇÕES COMUNS? 
• Ausência de previsão de eventual direito de 
ressarcimento. 
• Risco de impossibilidade de participação na 
licitação pública em razão da vedação do artigo 
9º da Lei Federal nº 8.666/1993 
Lei Federal nº 8.666/1993 
Art. 9o Não poderá participar, direta ou indiretamente, da 
licitação ou da execução de obra ou serviço e do 
fornecimento de bens a eles necessários: 
I - o autor do projeto, básico ou executivo, pessoa física ou 
jurídica; 
II - empresa, isoladamente ou em consórcio, responsável 
pela elaboração do projeto básico ou executivo ou da qual 
o autor do projeto seja dirigente, gerente, acionista ou 
detentor de mais de 5% (cinco por cento) do capital com 
direito a voto ou controlador, responsável técnico ou 
subcontratado; [...] 
E O QUE É O REQUEST FOR INFORMATION (RFI)? 
Exemplo concreto: 
RFI – BB - Contratação de Serviço para Gestão de Portal do Voluntariado através da Internet 
2.1 O Banco do Brasil S.A. solicita informações ao mercado sobre solução de Gestão do Portal 
do Voluntariado através da Internet que apóie o Programa de Voluntariado do Banco do Brasil. [...] 
3.2.1 Esta RFI não constitui compromisso de contrato de venda ou fornecimento de quaisquer 
bens ou serviços entre o Banco do Brasil S.A. e o fornecedor.
PERSPECTIVAS FUTURAS 
PMI Social (Lei Federal nº 13.019/2014) 
Art. 18. É instituído o Procedimento de Manifestação de Interesse Social como instrumento por 
meio do qual as organizações da sociedade civil, movimentos sociais e cidadãos poderão 
apresentar propostas ao poder público para que este avalie a possibilidade de realização de um 
chamamento público objetivando a celebração de parceria. 
Projeto de Lei de Licitações – PLS 559/2013 
Art. 30. A Administração pública poderá adotar procedimento de manifestação de interesse privado 
para o recebimento de propostas e projetos de empreendimentos com vistas a atender necessidades 
públicas previamente identificadas, cabendo a regulamento a definição de suas regras específicas. 
Parágrafo único. Na hipótese a que se refere o caput, o autor ou o financiador do projeto poderá 
participar da licitação para execução do empreendimento, podendo ser ressarcido pelos custos 
aprovados pela Administração, caso não vença o certame, e desde que seja promovida a cessão de 
direitos de que trata o art. 84 desta Lei.
PERSPECTIVAS FUTURAS 
Projeto de Lei nº 7.067/2010 – Câmara dos Deputados 
• Regulamentação do artigo 21 da Lei Federal nº 8.987/1995 
• Previsão da Manifestação de Interesse da Iniciativa Privada (MIP) 
• Baixo grau de publicidade (Diário Oficial) 
• Vantagens na licitação: Possibilidade de igualar a melhor proposta 
Projeto de Lei nº 2.892/2011 – Câmara dos Deputados 
• Regulamentação do artigo 21 da Lei Federal nº 8.987/1995 
• Previsão da Manifestação de Interesse da Iniciativa Privada (MIP) 
• Não prevê a necessidade de estender a oportunidade aos demais eventuais interessados 
Projeto de Lei nº 3.918/2012 – Câmara dos Deputados 
• Inserção do PMI na Lei Federal nº 8.666/1993 – extensão a todas as licitações públicas 
• Permissão de participação conjunta no PMI e na licitação 
• Vantagens na licitação: Possibilidade de igualar a melhor proposta
PLS nº 426/2013 – Senado Federal 
• Altera a Lei Federal nº 8.666/1993 
• Inaplicabilidade da vedação do artigo 9º aos participantes do PMI 
• Sem qualquer vantagem ou direito de preferência 
PLS nº 75/2014 – Senado Federal 
• Substitui a redação do artigo 21 da Lei federal nº 8.987/1995 
• Prevê a existência de um edital de convocação para recebimento de estudos de viabilidade 
técnica, econômica e ambiental; projetos básicos ou executivos, entre outros. 
• Previsão de premiação 
PERSPECTIVAS FUTURAS 
PLS nº 203/2014 – Senado Federal 
• Regulamenta o artigo 21 da Lei Federal nº 8.987/1995 
• Veda a participação isolada de empresas estrangeiras 
• Sem qualquer vantagem ou direito de preferência
POTENCIAIS RISCOS DO PMI 
• Aproveitamento parcial ou nulo 
dos estudos; 
• Judicialização do PMI; 
• Apropriação indevida dos estudos; 
• Diminuição da competitividade; 
RISCO DE CAPTURA DO INTERESSE PÚBLICO 
Captura por interesses privados ilegítimos: a “legitimação” de 
relacionamentos ilícitos por meio do PMI; 
Captura por ascendência técnica: a incapacidade da Administração 
Pública de avaliar adequadamente os estudos apresentados e o aceite de 
uma modelagem contrária ao interesse público. 
Captura por fraude à competição: o risco de conluio entre os particulares
COMO MINIMIZAR OS RISCOS? A TRANSPARÊNCIA RADICAL. 
Fonte: DELLACHA e 
HODGES, 2009. 
Tradução livre.
QUAL O NÍVEL DE TRANSPARÊNCIA E DE PARTICIPAÇÃO DOS 
PMIS JÁ REALIZADOS? 
• Divulgação insuficiente do edital de solicitação de manifestação 
de interesse e dos decretos regulamentadores; 
• Em regra, não há publicidade dos estudos apresentados pelos 
particulares, nem mesmo em relação às linhas gerais dos 
projetos; 
• É comum encontrar PMIs em que há somente um participante; 
• Práticas recomendadas de transparência ativa não são aplicadas;
MUITO OBRIGADO! 
GUSTAVO HENRIQUE CARVALHO SCHIEFLER 
Doutorando em Direito do Estado (USP) 
Mestre e bacharel em Direito (UFSC) 
Coordenador Jurídico do escritório 
Justino de Oliveira Advogados 
g.schiefler@justinodeoliveira.com.br 
(11) 95230-1745

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (13)

Tema 16 Managing idea sources 2017
Tema 16 Managing idea sources 2017Tema 16 Managing idea sources 2017
Tema 16 Managing idea sources 2017
 
Rikos- ja riita-asioiden sovittelu 2021 -tilasto
Rikos- ja riita-asioiden sovittelu 2021 -tilastoRikos- ja riita-asioiden sovittelu 2021 -tilasto
Rikos- ja riita-asioiden sovittelu 2021 -tilasto
 
RTI ACT, 2005 PROCEDURE FOR REQUESTING APPLICATION, APPEAL, COMPLAINT
RTI ACT, 2005 PROCEDURE FOR REQUESTING APPLICATION, APPEAL, COMPLAINTRTI ACT, 2005 PROCEDURE FOR REQUESTING APPLICATION, APPEAL, COMPLAINT
RTI ACT, 2005 PROCEDURE FOR REQUESTING APPLICATION, APPEAL, COMPLAINT
 
Tema 17 EU innov policy 2019
Tema 17 EU innov policy 2019Tema 17 EU innov policy 2019
Tema 17 EU innov policy 2019
 
Presentation_Закон України "Про залізничний транспорт" (нова редакція)
Presentation_Закон України "Про залізничний транспорт" (нова редакція)Presentation_Закон України "Про залізничний транспорт" (нова редакція)
Presentation_Закон України "Про залізничний транспорт" (нова редакція)
 
Lezione n. 13 (2 ore) - Ripasso generale sui principali temi del concorso
Lezione n. 13 (2 ore) - Ripasso generale sui principali temi del concorsoLezione n. 13 (2 ore) - Ripasso generale sui principali temi del concorso
Lezione n. 13 (2 ore) - Ripasso generale sui principali temi del concorso
 
Hacettepe TTM Patent Sunumu
Hacettepe TTM Patent SunumuHacettepe TTM Patent Sunumu
Hacettepe TTM Patent Sunumu
 
Primeiros passos com o framework Sencha Ext JS
Primeiros passos com o framework Sencha Ext JSPrimeiros passos com o framework Sencha Ext JS
Primeiros passos com o framework Sencha Ext JS
 
Right to Information Act_RTI
Right to Information Act_RTIRight to Information Act_RTI
Right to Information Act_RTI
 
Tema 15 Financing innov activities 2017
Tema 15 Financing innov activities 2017Tema 15 Financing innov activities 2017
Tema 15 Financing innov activities 2017
 
Tema 13 Project appraisal 2017
Tema 13 Project appraisal 2017Tema 13 Project appraisal 2017
Tema 13 Project appraisal 2017
 
Tema 10 Developing innov strategy 2017
Tema 10 Developing innov strategy 2017Tema 10 Developing innov strategy 2017
Tema 10 Developing innov strategy 2017
 
Kohti digirohkeutta
Kohti digirohkeuttaKohti digirohkeutta
Kohti digirohkeutta
 

Semelhante a Procedimento de Manifestação de Interesse - PMI - Gustavo Henrique Carvalho Schiefler

Sobre Pernambuco, leia a página 17 do Relatório PPP Brasil
Sobre Pernambuco, leia a página 17 do Relatório PPP BrasilSobre Pernambuco, leia a página 17 do Relatório PPP Brasil
Sobre Pernambuco, leia a página 17 do Relatório PPP Brasil
Giovanni Sandes
 
Consad 2015 apresentação - desafios da abertura de dados e da colaboração c...
Consad 2015   apresentação - desafios da abertura de dados e da colaboração c...Consad 2015   apresentação - desafios da abertura de dados e da colaboração c...
Consad 2015 apresentação - desafios da abertura de dados e da colaboração c...
SPUK
 

Semelhante a Procedimento de Manifestação de Interesse - PMI - Gustavo Henrique Carvalho Schiefler (20)

Report PPP
Report PPPReport PPP
Report PPP
 
Sobre Pernambuco, leia a página 17 do Relatório PPP Brasil
Sobre Pernambuco, leia a página 17 do Relatório PPP BrasilSobre Pernambuco, leia a página 17 do Relatório PPP Brasil
Sobre Pernambuco, leia a página 17 do Relatório PPP Brasil
 
PMI Mobilidade Urbana Grande Florianópolis
PMI Mobilidade Urbana Grande FlorianópolisPMI Mobilidade Urbana Grande Florianópolis
PMI Mobilidade Urbana Grande Florianópolis
 
Consad 2015 apresentação - desafios da abertura de dados e da colaboração c...
Consad 2015   apresentação - desafios da abertura de dados e da colaboração c...Consad 2015   apresentação - desafios da abertura de dados e da colaboração c...
Consad 2015 apresentação - desafios da abertura de dados e da colaboração c...
 
Conferência Ethos 360°: Karin Segala
Conferência Ethos 360°: Karin SegalaConferência Ethos 360°: Karin Segala
Conferência Ethos 360°: Karin Segala
 
Novidades Legislativas Nº 92 04/12/2013.
Novidades Legislativas Nº 92 04/12/2013.Novidades Legislativas Nº 92 04/12/2013.
Novidades Legislativas Nº 92 04/12/2013.
 
Dados Abertos e a Parceria para Governo Aberto
Dados Abertos e a Parceria para Governo AbertoDados Abertos e a Parceria para Governo Aberto
Dados Abertos e a Parceria para Governo Aberto
 
Currículo de Jaques Reolon
Currículo de Jaques ReolonCurrículo de Jaques Reolon
Currículo de Jaques Reolon
 
Governos Abertos, Acesso à Informação e novos recursos para o relacionamento ...
Governos Abertos, Acesso à Informação e novos recursos para o relacionamento ...Governos Abertos, Acesso à Informação e novos recursos para o relacionamento ...
Governos Abertos, Acesso à Informação e novos recursos para o relacionamento ...
 
20111025 apresentação rafael consocial unicap
20111025   apresentação rafael consocial unicap20111025   apresentação rafael consocial unicap
20111025 apresentação rafael consocial unicap
 
Case trabalho licitaã‡ã•es_-_final
Case trabalho licitaã‡ã•es_-_finalCase trabalho licitaã‡ã•es_-_final
Case trabalho licitaã‡ã•es_-_final
 
Case trabalho licitaã‡ã•es_-_final
Case trabalho licitaã‡ã•es_-_finalCase trabalho licitaã‡ã•es_-_final
Case trabalho licitaã‡ã•es_-_final
 
GUIA DE ATUAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO PESSOA COM DEFICIÊNCIA
GUIA DE ATUAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO PESSOA COM DEFICIÊNCIAGUIA DE ATUAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO PESSOA COM DEFICIÊNCIA
GUIA DE ATUAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO PESSOA COM DEFICIÊNCIA
 
Diário Oficial de Guarujá
Diário Oficial de GuarujáDiário Oficial de Guarujá
Diário Oficial de Guarujá
 
Apresentacao Feisma 4.Nov.2009
Apresentacao Feisma 4.Nov.2009Apresentacao Feisma 4.Nov.2009
Apresentacao Feisma 4.Nov.2009
 
Apresentacao I Ps Vs Ies Natureza Fundacional V3
Apresentacao I Ps Vs Ies Natureza Fundacional V3Apresentacao I Ps Vs Ies Natureza Fundacional V3
Apresentacao I Ps Vs Ies Natureza Fundacional V3
 
PRODUÇÃO TEXTUAL - Gestão Pública - Portal da Transparência - VLR R$ 70,00 (9...
PRODUÇÃO TEXTUAL - Gestão Pública - Portal da Transparência - VLR R$ 70,00 (9...PRODUÇÃO TEXTUAL - Gestão Pública - Portal da Transparência - VLR R$ 70,00 (9...
PRODUÇÃO TEXTUAL - Gestão Pública - Portal da Transparência - VLR R$ 70,00 (9...
 
Portal da Transparência VALOR:R$50,00 WHATSAPP (92) 994683158
Portal da Transparência VALOR:R$50,00 WHATSAPP (92) 994683158Portal da Transparência VALOR:R$50,00 WHATSAPP (92) 994683158
Portal da Transparência VALOR:R$50,00 WHATSAPP (92) 994683158
 
Festival 2016 - Como captar do Governo com o novo marco regulatório
Festival 2016 - Como captar do Governo com o novo marco regulatórioFestival 2016 - Como captar do Governo com o novo marco regulatório
Festival 2016 - Como captar do Governo com o novo marco regulatório
 
Rede Paulista de Inovação
Rede Paulista de InovaçãoRede Paulista de Inovação
Rede Paulista de Inovação
 

Procedimento de Manifestação de Interesse - PMI - Gustavo Henrique Carvalho Schiefler

  • 1. PROCEDIMENTO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE (PMI) Gustavo Henrique Carvalho Schiefler Doutorando em Direito do Estado (USP) Mestre e bacharel em Direito (UFSC) Coordenador jurídico do escritório Justino de Oliveira Advogados Autor da obra “Procedimento de Manifestação de Interesse – PMI” pela Editora Lumen Juris (2014) Florianópolis (SC), 6 de novembro de 2014
  • 2. O DIÁLOGO PÚBLICO-PRIVADO NA ETAPA PREPARATÓRIA DAS LICITAÇÕES PÚBLICAS PREMISSA FÁTICA: A EXISTÊNCIA DO DIÁLOGO. “Agrade ou não agrade, o mercado político, no sentido preciso de relação generalizada de troca entre governantes e governados, é uma característica da democracia.” (BOBBIO, 1984)
  • 3. O DIÁLOGO PÚBLICO-PRIVADO NA ETAPA PREPARATÓRIA DAS LICITAÇÕES PÚBLICAS A NECESSIDADE DE DIÁLOGO NA ETAPA DE ELABORAÇÃO DO ATO CONVOCATÓRIO Ao invés de elaborar o ato convocatório em sigilo, muito mais adequado é obter informações e colocar em discussão pública as diferentes alternativas e opções. Produzir uma licitação não significa editar atos “contra” a comunidade ou a livre iniciativa. Por isso, impõe-se a audiência de todas as instâncias da sociedade civil, inclusive aquelas relacionadas aos potenciais usuários e à livre iniciativa. (JUSTEN FILHO, 2003) O PROBLEMA. [É] comum a realização de estudos e investigações de projetos deste tipo por particulares, que são muitas vezes de forma velada, ou simplesmente informalmente, oferecidos ao Poder Público como instrumento para demonstração de suas vantagens e estímulo ao engajamento na sua execução. (PRADO e RIBEIRO, 2007) O poder na medida em que é desregulado, isto é, desvestido de limites e vínculos a ele impostos pelo direito, é em si um mal (FERRAJOLI, 2012).
  • 4.
  • 5. PROCEDIMENTO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE (PMI) A Administração solicita aos particulares que apresentem estudos e projetos para a estruturação de uma licitação pública, conforme parâmetros predefinidos. É um procedimento administrativo voluntário (por conta e risco), colaborativo e não-vinculante. Nas concessões e PPPs, caso os estudos sejam empregados na licitação pública, o vencedor do certame é responsável pelo ressarcimento dos custos empregados na elaboração do material apresentado. O quê?
  • 6. PROCEDIMENTO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE (PMI) Administração Pública e particulares (iniciativa privada e sociedade em geral) Apresentação de estudos e projetos por particulares, em regime de competição. Na etapa que antecede a confecção do edital licitatório. Obter as soluções técnicas e as demandas dos particulares, a fim de estruturar os projetos de delegação da prestação de utilidades públicas. QUEM? COMO? QUANDO? POR QUÊ?
  • 7. O USO CADA VEZ MAIS FREQUENTE DO PMI PELA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA BRASILEIRA
  • 8. • AEROPORTOS – RJ – Galeão (2013) – DF – Brasília (2011) – SP – Guarulhos (2011) – SP – Campinas (2011) – MG – Confins (2013) – MG - Aeroporto Regional da Zona da Mata (2008) • ESTÁDIOS – Mineirão (2012) – Maracanã (2012) • SANEAMENTO BÁSICO – Sistema Produtor Alto Tietê (2005) – Pindamonhagaba (2007) – RS - CORSAN (2011) – BA – Resíduos sólidos (2014) – Uberaba – MG (2014) – Três Barras – SC (2014) – Mauá/SP – Controle de perdas (2014) • MEIO AMBIENTE – MS - Aquário do Pantanal (2012) • MOBILIDADE – Ponte Rio-Niterói (2014) – MG - 16 lotes rodoviários – 63 participantes (2008) – BA - Ponte Salvador – Ilha de Itaparica (2010) – CE – Ponte estaiada sobre o rio Cocó (2011) – MG – Transporte até aeroporto (2014) – SC – Ligação entre a ilha e a BR-101 (2012) – RS – Rodoviária de POA (2012) – PR – Rodovias (2014) – SP – Trens intermunicipais (2012) – SP- Linha 6 e 18 do Metrô (2013) – Rodoviária – Uberaba/MG - (2014) – Curitiba/PR – Metrô (2013) – Porto Alegre/PR – Metrô (2013) – RJ – Estacionamentos rotativos (2013) – SP – Garagens subterrâneas (2011) – BH – Garagens subterrâneas (2010)
  • 9. • EDUCAÇÃO – ES – Unidades escolares (2013) • PORTOS – Governo Federal (2013) • SAÚDE – CE – Hospital Regional Metropolitano (2011) – ES –Hospital Infantil (2013) – RO – Hospital de urgência e emergência (2012) – SP - Complexo Hospitalar (2012) – SP – Serviços de farmácia à população (2012) – Uberaba/MG – Sistema Municipal de Saúde (2014) – Socoraba/SP – Hospital de Clínicas (2013) – DF – Centro Médico (2013) • PROJETOS URBANOS – Shopping Popular – Canoas/RS (2014) – Iluminação Pública – São Paulo/SP (2013) – Iluminação Pública – Consórcio em AL – 66 Municípios (2013) – SP - Moradias de Interesse Social (2012) – MG – Expominas II – Parque de exposições (2012) – Salvador/BA – Revitalização do centro antigo – (2013) – São Paulo/SP – Projeto Tietê – Transformação urbana (2014) – Rio de janeiro/RJ – Gestão de estacionamentos públicos (2013) – São Paulo/SP – Circuito das Compras (2010) – DF – Centro Esportivo (2013) • COMPLEXOS PRISIONAIS – Goiás (2012) • DEFESA – Forças Armadas (2013) • NÁUTICO – Complexo Náutico Ambiental Município de Itajaí (2011) – Terminal Marítimo de Passageiros – Paranaguá/PR (2014)
  • 10. • CENTRAIS DE ATENDIMENTO – Santa Catarina (2011 e 2013) – Uberaba/MG (2014) – Cuiabá/MT (2014) – Paraná (2011) • OUTROS – ES - Identificação digital de pessoas (2012) – MG – DETRAN (2013) – BH – Centro Administrativo – Prefeitura (2014) – BH – Soluções de TI para gestão pública (2013) – SP – PPP dos Fóruns (2013 Fonte: PEREIRA et al, 2012
  • 12. Fonte: PEREIRA et al, 2012, p. 15
  • 13. QUAIS OS FUNDAMENTOS CONSTITUCIONAIS DO PMI?  Direito de petição (art. 5º, XXXIV, “a”, CF)  Direito de acesso à informação (art. 5º, XIV e XXXIII, CF)  Direito de participação na Administração Pública (art. 1º, “II” e §ún., art. 37, XXI, CF)  Direito à igualdade (art. 5º e art. 37, XXI, CF)
  • 14. Direito de petição Direito de participação na Administração Pública QUAIS OS FUNDAMENTOS CONSTITUCIONAIS DO PMI? Direito de apresentar estudos e projetos à Administração Pública e exigir resposta motivada Direito à igualdade Direito de acesso à informação Direito de conhecer os projetos em andamento e de colaborar em igualdade de condições PROCEDIMENTO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE (PMI)
  • 15. POTENCIAIS BENEFÍCIOS DO PMI •Competição pelo aceite dos estudos; •Redução da assimetria informacional; •Institucionalização do diálogo; •Democratização das soluções; •Transferência de custos (desoneração orçamentária); •Acesso a novas soluções e formação de bancos de projetos; •Celeridade à estruturação de projetos; •Termômetro do mercado; •Aumento da competitividade na licitação; •Diminuição dos riscos originados pelos erros dos projetos; •Fomento à elaboração de novas soluções públicas e formação de um banco de profissionais capacitados; •Transparência e segurança jurídica (legitimidade). •Vantagem competitiva e reflexo na eficiência do contrato;
  • 16. QUAIS OS FUNDAMENTOS LEGAIS DO PMI? LEI FEDERAL Nº 11.922/2009 Art. 2o Ficam os Poderes Executivos da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios autorizados a estabelecer normas para regular procedimento administrativo, visando a estimular a iniciativa privada a apresentar, por sua conta e risco, estudos e projetos relativos à concessão de serviços públicos, concessão de obra pública ou parceria público-privada. LEI FEDERAL Nº 8.987/1995 Art. 21. Os estudos, investigações, levantamentos, projetos, obras e despesas ou investimentos já efetuados, vinculados à concessão, de utilidade para a licitação, realizados pelo poder concedente ou com a sua autorização, estarão à disposição dos interessados, devendo o vencedor da licitação ressarcir os dispêndios correspondentes, especificados no edital. LEI FEDERAL Nº 13.019/2014 Art. 18. É instituído o Procedimento de Manifestação de Interesse Social como instrumento por meio do qual as organizações da sociedade civil, movimentos sociais e cidadãos poderão apresentar propostas ao poder público para que este avalie a possibilidade de realização de um chamamento público objetivando a celebração de parceria.
  • 17. E O QUE É O MIP (MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE DA INICIATIVA PRIVADA)? Manifestação espontânea, sem prévia solicitação, do interesse de um particular em oferecer os seus estudos e projetos, ou de elaborá-los, a fim de contribuir com a modelagem jurídica-institucional de uma delegação de utilidades públicas que se entende oportuna à Administração Pública, que, por sua vez, caso tenha interesse pela manifestação, deve conceder a mesma oportunidade aos demais particulares por meio do lançamento de um Procedimento de Manifestação de Interesse. (SCHIEFLER, 2014)
  • 18. REGULAMENTAÇÃO DO PMI • Decreto Federal nº 5.977/2006 • Art. 1º Este Decreto regulamenta o art. 3º, caput e § 1º, da Lei no 11.079, de 30 de dezembro de 2004, destinado à apresentação de projetos, estudos, levantamentos ou investigações, elaborados por pessoa física ou jurídica da iniciativa privada, a serem utilizados em modelagens de parcerias público-privadas já definidas como prioritárias no âmbito da administração pública federal. • Decretos Municipais • Resoluções adminsitrativas • Decretos Estaduais • Alagoas (Decreto nº 4.067/2008) • Bahia (Decreto nº 12.653/2011) • Ceará (Decreto nº 30.328/2010) • Distrito Federal (Decreto nº 28.196/2007) • Espírito Santo (Decreto nº 2.889-R/2011) • Goiás (Decreto nº 7.365/2011) • Minas Gerais (Decreto nº 44.565/2007) • Pernambuco (Resolução nº 1/2007/SEPLAG) • Paraná (Decreto nº 5.273/2012) • Rio de Janeiro (Decreto nº 43.277/2011) • Rio Grande do Sul (Resolução nº 001/2008/CGPPP/RS) • Santa Catarina (Decreto nº 962/2012) • São Paulo (Decreto nº 57.289/2011 combinado com Decreto nº 48.467/2004) • Sergipe (Resolução nº 01/2008/CGPROPPPSE).
  • 19. POR QUE O PMI NÃO É UTILIZADO EM LICITAÇÕES COMUNS? • Ausência de previsão de eventual direito de ressarcimento. • Risco de impossibilidade de participação na licitação pública em razão da vedação do artigo 9º da Lei Federal nº 8.666/1993 Lei Federal nº 8.666/1993 Art. 9o Não poderá participar, direta ou indiretamente, da licitação ou da execução de obra ou serviço e do fornecimento de bens a eles necessários: I - o autor do projeto, básico ou executivo, pessoa física ou jurídica; II - empresa, isoladamente ou em consórcio, responsável pela elaboração do projeto básico ou executivo ou da qual o autor do projeto seja dirigente, gerente, acionista ou detentor de mais de 5% (cinco por cento) do capital com direito a voto ou controlador, responsável técnico ou subcontratado; [...] E O QUE É O REQUEST FOR INFORMATION (RFI)? Exemplo concreto: RFI – BB - Contratação de Serviço para Gestão de Portal do Voluntariado através da Internet 2.1 O Banco do Brasil S.A. solicita informações ao mercado sobre solução de Gestão do Portal do Voluntariado através da Internet que apóie o Programa de Voluntariado do Banco do Brasil. [...] 3.2.1 Esta RFI não constitui compromisso de contrato de venda ou fornecimento de quaisquer bens ou serviços entre o Banco do Brasil S.A. e o fornecedor.
  • 20. PERSPECTIVAS FUTURAS PMI Social (Lei Federal nº 13.019/2014) Art. 18. É instituído o Procedimento de Manifestação de Interesse Social como instrumento por meio do qual as organizações da sociedade civil, movimentos sociais e cidadãos poderão apresentar propostas ao poder público para que este avalie a possibilidade de realização de um chamamento público objetivando a celebração de parceria. Projeto de Lei de Licitações – PLS 559/2013 Art. 30. A Administração pública poderá adotar procedimento de manifestação de interesse privado para o recebimento de propostas e projetos de empreendimentos com vistas a atender necessidades públicas previamente identificadas, cabendo a regulamento a definição de suas regras específicas. Parágrafo único. Na hipótese a que se refere o caput, o autor ou o financiador do projeto poderá participar da licitação para execução do empreendimento, podendo ser ressarcido pelos custos aprovados pela Administração, caso não vença o certame, e desde que seja promovida a cessão de direitos de que trata o art. 84 desta Lei.
  • 21. PERSPECTIVAS FUTURAS Projeto de Lei nº 7.067/2010 – Câmara dos Deputados • Regulamentação do artigo 21 da Lei Federal nº 8.987/1995 • Previsão da Manifestação de Interesse da Iniciativa Privada (MIP) • Baixo grau de publicidade (Diário Oficial) • Vantagens na licitação: Possibilidade de igualar a melhor proposta Projeto de Lei nº 2.892/2011 – Câmara dos Deputados • Regulamentação do artigo 21 da Lei Federal nº 8.987/1995 • Previsão da Manifestação de Interesse da Iniciativa Privada (MIP) • Não prevê a necessidade de estender a oportunidade aos demais eventuais interessados Projeto de Lei nº 3.918/2012 – Câmara dos Deputados • Inserção do PMI na Lei Federal nº 8.666/1993 – extensão a todas as licitações públicas • Permissão de participação conjunta no PMI e na licitação • Vantagens na licitação: Possibilidade de igualar a melhor proposta
  • 22. PLS nº 426/2013 – Senado Federal • Altera a Lei Federal nº 8.666/1993 • Inaplicabilidade da vedação do artigo 9º aos participantes do PMI • Sem qualquer vantagem ou direito de preferência PLS nº 75/2014 – Senado Federal • Substitui a redação do artigo 21 da Lei federal nº 8.987/1995 • Prevê a existência de um edital de convocação para recebimento de estudos de viabilidade técnica, econômica e ambiental; projetos básicos ou executivos, entre outros. • Previsão de premiação PERSPECTIVAS FUTURAS PLS nº 203/2014 – Senado Federal • Regulamenta o artigo 21 da Lei Federal nº 8.987/1995 • Veda a participação isolada de empresas estrangeiras • Sem qualquer vantagem ou direito de preferência
  • 23. POTENCIAIS RISCOS DO PMI • Aproveitamento parcial ou nulo dos estudos; • Judicialização do PMI; • Apropriação indevida dos estudos; • Diminuição da competitividade; RISCO DE CAPTURA DO INTERESSE PÚBLICO Captura por interesses privados ilegítimos: a “legitimação” de relacionamentos ilícitos por meio do PMI; Captura por ascendência técnica: a incapacidade da Administração Pública de avaliar adequadamente os estudos apresentados e o aceite de uma modelagem contrária ao interesse público. Captura por fraude à competição: o risco de conluio entre os particulares
  • 24. COMO MINIMIZAR OS RISCOS? A TRANSPARÊNCIA RADICAL. Fonte: DELLACHA e HODGES, 2009. Tradução livre.
  • 25. QUAL O NÍVEL DE TRANSPARÊNCIA E DE PARTICIPAÇÃO DOS PMIS JÁ REALIZADOS? • Divulgação insuficiente do edital de solicitação de manifestação de interesse e dos decretos regulamentadores; • Em regra, não há publicidade dos estudos apresentados pelos particulares, nem mesmo em relação às linhas gerais dos projetos; • É comum encontrar PMIs em que há somente um participante; • Práticas recomendadas de transparência ativa não são aplicadas;
  • 26. MUITO OBRIGADO! GUSTAVO HENRIQUE CARVALHO SCHIEFLER Doutorando em Direito do Estado (USP) Mestre e bacharel em Direito (UFSC) Coordenador Jurídico do escritório Justino de Oliveira Advogados g.schiefler@justinodeoliveira.com.br (11) 95230-1745