SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 37
O EMPREENDEDOR  INDIVIDUAL
Optantes pelo Simples Microempresas e  Empresas de Pequeno Porte (LC 123/06) Empreendedor Individual CONCEITO Empresas em geral 1 LC 128/08
CONCEITO Receita Bruta de até R$ 36 mil/ano Até 1 empregado Empreendedor Individual Empresário Individual Código Civil Sem participação em outra empresa (sócio ou titular) 2
Comércio em geral ATIVIDADES ENQUADRÁVEIS Indústria em geral Serviços de natureza não intelectual 3
I  – Comércio em geral; II  – Indústria em geral (poucas exceções);  III  – Serviços de natureza  não intelectual/sem regulamentação legal , como, por exemplo, lavanderia, salão de beleza, lava-jato, reparação, manutenção, instalação, autoescolas, chaveiros, organização de festas, encanadores, borracheiros, digitação, usinagem, solda, transporte municipal de passageiros, agências de viagem,  dentre inúmeros outros . IV  – Escritórios de serviços contábeis. ATIVIDADES ENQUADRÁVEIS 4
I  – Construção de imóveis e obras de engenharia em geral, inclusive sob a forma de subempreitada, execução de projetos e serviços de paisagismo, bem como decoração de interiores,  II  –   Serviços de natureza intelectual regulamentados por lei, como, por exemplo, consultórios médicos/odontológicos, empresas de consultoria/instrutoria, escritórios de advocacia,  dentre inúmeros outros . III  – Conservação, vigilância e limpeza. Administração e locação de imóveis de terceiros; Academias de dança, de capoeira, de ioga e de artes marciais, academias de atividades físicas, desportivas, de natação e escolas de esportes; Elaboração de programas de computadores, inclusive jogos eletrônicos; Licenciamento ou cessão de direito de uso de programas de computação; Planejamento, confecção, manutenção e atualização de páginas eletrônicas; Montagem de estandes para feiras; Produção cultural e artística ATIVIDADES NÃO ENQUADRÁVEIS 5
Nova atividade  ou informal No momento  da inscrição Atividade já existente  formalmente Até o último dia útil  de janeiro de cada ano Se for optante pelo  Simples Nacional,  pode solicitar a migração QUANDO OPTAR Implantação:   08/02/2010 Abrangência:  Todo o território nacional 6
PASSO A PASSO ,[object Object],[object Object],7
PREFEITURA Possibilidade de exercer a atividade no local escolhido   Requisitos para licenças de funcionamento (atividade, porte, grau de risco e localização)   Requisitos para operação ( sanitários , por exemplo) ORIENTAÇÃO PRÉVIA 1 2 3 3 Toda atividade a ser exercida, mesmo na residência, ou vias públicas, necessita de autorização prévia da Prefeitura que nesse caso será também de graça. 8
PASSO A PASSO ,[object Object],[object Object],[object Object],9
PASSO A PASSO 3. O nome empresarial virá preenchido automático: NOME CIVIL + ESPAÇO EM BRANCO + CPF. Não existirá campo para o nome fantasia 4. Os campos que deverão ser preenchidos:  NÚMERO DE IDENTIDADE ÓRGÃO EMISSOR UF EMISSORA TELEFONE PARA CONTATO O E-mail tem preenchimento opcional 10
Nome empresarial Firma social – SISTEMA DEFINE  nome completo + CPF SEM FORMATAÇÃO Ex. José Fernandes de Oliveira 05611674220 1 11 2
5 - Seleção da Ocupação – CNAE e Objeto ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],PASSO A PASSO 12
6 - Endereço   ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],PASSO A PASSO 13
PASSO A PASSO 1. De desimpedimento 2. De optante do Simples Nacional e Termo de ciência e responsabilidade com efeito de alvará de licença e funcionamento provisório 3. Declaração de enquadramento como Microempresa 4. Declaração de capacidade (CPF de maiores de 16 e menores de 18) Tanto a inscrição quanto a baixa no programa são gratuitos ,[object Object],[object Object],14 ,[object Object]
Observações ,[object Object],[object Object],[object Object],15
Quanto vai pagar INSS   R$ 56,10 ISS R$ 5,00 $ ICMS R$ 1,00 ZERO taxas   abertura Pagamento via carnê Isento PIS, COFINS, IRPJ, CSLL, IPI, salário educação,contribuição sindical e contribuição  para o Sistema S 16
Tributos do Empreendedor Individual 17 Comércio e serviços - R$ 62,10 ATIVIDADE ECONÔMICA DO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL RECOLHIMENTO FIXO MENSAL TRIBUTOS INCLUÍDOS Comércio R$ 57,10 ICMS: R$ 1,00 Contribuição Previdenciária Individual: R$ 56,10 Indústria Prestação de Serviço R$ 61,10 ISS: R$ 5,00 Contribuição Previdenciária Individual: R$ 56,10
Em caso de atraso A multa será de 0,33% por dia de atraso limitado a 20% e os juros serão calculados com base na taxa SELIC, sendo que para o primeiro mês de atraso os juros serão de 1%. Após o vencimento deverá ser gerado novo DAS, acessando-se novamente o endereço  www.portaldoempreendedor.gov.br . A emissão do novo DAS já conterá os valores da multa e dos juros, sem precisar fazer cálculos por fora. 18
Cessão de  Mão-de-Obra Quando os serviços contratados forem necessidade contínua da contratante, ligados ou não à sua atividade-fim, mas são executados nas dependências do Empreendedor Individual, não se configurará cessão de   mão-de-obra.  A cessão ou locação de mão-de-obra será admitida apenas para serviços de   hidráulica, eletricidade, pintura, alvenaria, carpintaria e de manutenção ou reparo de veículos.   Nesse caso, o contratante deverá: a) recolher Contribuição Previdenciária de 20% sobre o valor da nota fiscal;  b) descontar 11% sobre o valor da nota fiscal. Como regra geral, não é permitido ao Empreendedor Individual  prestar serviços que envolvam cessão de   mão-de-obra. 19
Custo com Empregado? 20
Contratação de até 1 empregado + férias, 13º ... 21 Custo com o empregado(R$) Salário  mínimo  510,00 Previdência Patronal (20%) 102,00 FGTS (8%) 40,80 TOTAL MENSAL 652,80
Contratação de até 1 Empregado - EI + férias, 13º ... 22 Custo do  Empreendedor Individual  com o empregado(R$) Salário  mínimo  510,00 Previdência Patronal (3%) 15,30 FGTS (8%) 40,80 TOTAL MENSAL 566,10
Dispensa de escrituração fiscal e contábil Dispensa de vistorias prévias (baixo risco) Vantagens Dispensa da emissão de notas fiscais a pessoas físicas 1 3 2 3 3 23
Reter notas fiscais de suas compras Emitir notas fiscais nas vendas para pessoas jurídicas Registro de vendas simplificado (próprio punho) Obrigações Abertura  no Portal do Empreendedor – via Internet 1 2 3 3 4 GFIP  - Guia de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social - caso tenha empregado 3 5 24 Site da CEF
 
Cobertura previdenciária e  carências Contribuições mensais 10 CM 12 CM Salário maternidade Auxílio doença Aposentadoria por invalidez 180 CM Zero Aposentadoria por idade Aposentadoria especial Pensão por morte Auxílio reclusão 12 CM Zero Zero 180 CM 25 Auxílio acidente
Aposentadoria Caso mantenha o recolhimento de 11% do salário mínimo de contribuição, o empresário terá direito à aposentadoria  por idade  a partir dos: a)   atividade rural: 55 (mulher) ou 60 (homem) anos; b) atividade urbana: 60 (mulher) ou 65 (homem) anos. Se complementar o recolhimento com mais 9% do salário mínimo (R$ 45,90), via GFIP, terá direito à aposentadoria por tempo de contribuição. Nesse caso,  o empreendedor deve comprovar 35 anos (homem) ou 30 anos (mulher) de contribuição para solicitar a sua aposentadoria. Contribuir com base em mais de 1 SM Para manter os benefícios previdenciários, o segurado deve continuar contribuindo para a Previdência Social, mesmo após a baixa do seu registro .   26
Saída do regime + de 1 empregado + de R$ 36.000,00/ano Entrada de sócio(s) Microempresa da primeira faixa do Simples Nacional  Tributação de 4% para comércio, 4,5% para indústria e 6% para serviços. 27
Saída do regime Até 20% 1º Ano Ano seguinte + 20% 1º Ano Retroativo, com juros e multa R$ 43.200,00 28
www.portaldoempreendedor.gov.br www.portaldoempreendedor.gov.br 29
30
O Sebrae e o Empreendedor Individual ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Técnicas para negociação Como vender mais e melhor Marketing e Vendas Comunicação Oral Contabilidade na prática Tributação nas Micro e Pequenas Empresas 31
Curso de Gestão Empresarial ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],3- GESTÃO FINANCEIRA As finanças na empresa; Administrando o lucro pela estrutura de resultados; Elaborando uma estrutura gerencial de resultados; Definindo os indicadores financeiros; Fluxo de caixa. 4- GESTÃO DE PESSOAS Processo de gestão de pessoas; Recrutamento e Seleção 5- GESTÃO DE MARKETING Marketing; Composto de marketing –4 P’s; Orientação de marketing; Objetivos do marketing;  Carga Horária: 20 Horas 32
Para pensar o negócio: preparação do Plano 33
Crédito para o Empreendedor Individual ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],34
www.portaldoempreendedor.gov.br www.sebrae.com.br 0800 570 0800 135 - INSS Saiba mais 35

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O que você precisa saber para ser um Microempreendedor Individual
O que você precisa saber para ser um Microempreendedor IndividualO que você precisa saber para ser um Microempreendedor Individual
O que você precisa saber para ser um Microempreendedor IndividualSebrae Bahia
 
Palestra Microempreendedor Individual - MEI
Palestra Microempreendedor Individual - MEIPalestra Microempreendedor Individual - MEI
Palestra Microempreendedor Individual - MEIsebraeleste1
 
Criando uma Empresa Contábil
Criando uma Empresa ContábilCriando uma Empresa Contábil
Criando uma Empresa ContábilKelly Ruas
 
Mei Para Empreendedores
Mei Para EmpreendedoresMei Para Empreendedores
Mei Para EmpreendedoresDouglasJB
 
Impactos fiscais
Impactos fiscaisImpactos fiscais
Impactos fiscaismvvf1972
 
Guia para o novo empresário
Guia para o novo empresárioGuia para o novo empresário
Guia para o novo empresáriorazonetecontabil
 
Declaração lorhana ac prof sirlei (1)
Declaração lorhana ac prof sirlei (1)Declaração lorhana ac prof sirlei (1)
Declaração lorhana ac prof sirlei (1)LorhanaMoreira
 
Microempreendedor individual - MEI.pptx
Microempreendedor individual - MEI.pptxMicroempreendedor individual - MEI.pptx
Microempreendedor individual - MEI.pptxBruna Cardoso Xavier
 
Apresentacao MEI Microempreendedor Individual - Sushi30D
Apresentacao MEI Microempreendedor Individual - Sushi30DApresentacao MEI Microempreendedor Individual - Sushi30D
Apresentacao MEI Microempreendedor Individual - Sushi30DFoodWeb
 
Cartilha mei imposto de renda 2014
Cartilha mei imposto de renda 2014Cartilha mei imposto de renda 2014
Cartilha mei imposto de renda 2014Eugenio Lysei
 
Agosto e setembro 2016
Agosto e setembro 2016Agosto e setembro 2016
Agosto e setembro 2016Aportesol
 
E-Book Grátis Palestra Simples Nacional
E-Book Grátis Palestra Simples NacionalE-Book Grátis Palestra Simples Nacional
E-Book Grátis Palestra Simples NacionalCarlos Rocha
 
Como fechar uma empresa
Como fechar uma empresaComo fechar uma empresa
Como fechar uma empresaValéria Lins
 
Auxiliar de Departamento Fiscal
Auxiliar de Departamento FiscalAuxiliar de Departamento Fiscal
Auxiliar de Departamento FiscalGrupo Suprema
 
Dezembro 2016 e janeiro 2017
Dezembro 2016 e janeiro 2017Dezembro 2016 e janeiro 2017
Dezembro 2016 e janeiro 2017Aportesol
 

Mais procurados (18)

O que você precisa saber para ser um Microempreendedor Individual
O que você precisa saber para ser um Microempreendedor IndividualO que você precisa saber para ser um Microempreendedor Individual
O que você precisa saber para ser um Microempreendedor Individual
 
Palestra Microempreendedor Individual - MEI
Palestra Microempreendedor Individual - MEIPalestra Microempreendedor Individual - MEI
Palestra Microempreendedor Individual - MEI
 
Criando uma Empresa Contábil
Criando uma Empresa ContábilCriando uma Empresa Contábil
Criando uma Empresa Contábil
 
Mei Para Empreendedores
Mei Para EmpreendedoresMei Para Empreendedores
Mei Para Empreendedores
 
Impactos fiscais
Impactos fiscaisImpactos fiscais
Impactos fiscais
 
Perguntas e respostas
Perguntas e respostasPerguntas e respostas
Perguntas e respostas
 
Guia para o novo empresário
Guia para o novo empresárioGuia para o novo empresário
Guia para o novo empresário
 
Declaração lorhana ac prof sirlei (1)
Declaração lorhana ac prof sirlei (1)Declaração lorhana ac prof sirlei (1)
Declaração lorhana ac prof sirlei (1)
 
Microempreendedor individual - MEI.pptx
Microempreendedor individual - MEI.pptxMicroempreendedor individual - MEI.pptx
Microempreendedor individual - MEI.pptx
 
Apresentacao MEI Microempreendedor Individual - Sushi30D
Apresentacao MEI Microempreendedor Individual - Sushi30DApresentacao MEI Microempreendedor Individual - Sushi30D
Apresentacao MEI Microempreendedor Individual - Sushi30D
 
APRESENTAÇÃO SOBRE MEI
APRESENTAÇÃO SOBRE MEIAPRESENTAÇÃO SOBRE MEI
APRESENTAÇÃO SOBRE MEI
 
Cartilha mei imposto de renda 2014
Cartilha mei imposto de renda 2014Cartilha mei imposto de renda 2014
Cartilha mei imposto de renda 2014
 
Agosto e setembro 2016
Agosto e setembro 2016Agosto e setembro 2016
Agosto e setembro 2016
 
Cartilha empreendedor 2016
Cartilha empreendedor 2016Cartilha empreendedor 2016
Cartilha empreendedor 2016
 
E-Book Grátis Palestra Simples Nacional
E-Book Grátis Palestra Simples NacionalE-Book Grátis Palestra Simples Nacional
E-Book Grátis Palestra Simples Nacional
 
Como fechar uma empresa
Como fechar uma empresaComo fechar uma empresa
Como fechar uma empresa
 
Auxiliar de Departamento Fiscal
Auxiliar de Departamento FiscalAuxiliar de Departamento Fiscal
Auxiliar de Departamento Fiscal
 
Dezembro 2016 e janeiro 2017
Dezembro 2016 e janeiro 2017Dezembro 2016 e janeiro 2017
Dezembro 2016 e janeiro 2017
 

Semelhante a Palestra empreendedor individual

Palestra Empreendedor Individual
Palestra Empreendedor IndividualPalestra Empreendedor Individual
Palestra Empreendedor IndividualSEBRAE MS
 
Cartilha Mei - Micro Empreendedor Individual
Cartilha Mei - Micro Empreendedor Individual Cartilha Mei - Micro Empreendedor Individual
Cartilha Mei - Micro Empreendedor Individual Chico Macena
 
Palestra lexdata cro es22-082013
Palestra lexdata cro es22-082013Palestra lexdata cro es22-082013
Palestra lexdata cro es22-082013Eduardo Ribeiro
 
Palestra Planejando A Abertura de sua Empresa 2009
Palestra Planejando A Abertura de sua Empresa 2009Palestra Planejando A Abertura de sua Empresa 2009
Palestra Planejando A Abertura de sua Empresa 2009SEBRAE MS
 
Manual de inscrição do mei v3
Manual de inscrição do mei   v3Manual de inscrição do mei   v3
Manual de inscrição do mei v3Fabrício jonathas
 
Manual de inscrição do mei v3
Manual de inscrição do mei   v3Manual de inscrição do mei   v3
Manual de inscrição do mei v3Kath Martins
 
Guia do empreendedor individual 2012
Guia do empreendedor individual 2012Guia do empreendedor individual 2012
Guia do empreendedor individual 2012Sandra Nasim
 
Manual de inscrição do mei v3
Manual de inscrição do mei   v3Manual de inscrição do mei   v3
Manual de inscrição do mei v3Mario Sousa
 
eSocial - Como isto afeta seus negócios
eSocial - Como isto afeta seus negócioseSocial - Como isto afeta seus negócios
eSocial - Como isto afeta seus negóciosAnaLetciaAlcantaraRu
 
Calcula e mei (micro emprendedor individual)
Calcula e mei (micro emprendedor individual)Calcula e mei (micro emprendedor individual)
Calcula e mei (micro emprendedor individual)calculaonline
 
Planejamento tributario para_empreendedores
Planejamento tributario para_empreendedoresPlanejamento tributario para_empreendedores
Planejamento tributario para_empreendedoresMarcelino Fernandes
 
Tira Dúvidas: IRPF 2015
Tira Dúvidas: IRPF 2015Tira Dúvidas: IRPF 2015
Tira Dúvidas: IRPF 2015Mazars Brasil
 

Semelhante a Palestra empreendedor individual (20)

Palestra empreendedor individual
Palestra   empreendedor individualPalestra   empreendedor individual
Palestra empreendedor individual
 
Palestra Empreendedor Individual
Palestra Empreendedor IndividualPalestra Empreendedor Individual
Palestra Empreendedor Individual
 
Cartilha Mei - Micro Empreendedor Individual
Cartilha Mei - Micro Empreendedor Individual Cartilha Mei - Micro Empreendedor Individual
Cartilha Mei - Micro Empreendedor Individual
 
Palestra lexdata cro es22-082013
Palestra lexdata cro es22-082013Palestra lexdata cro es22-082013
Palestra lexdata cro es22-082013
 
Palestra Planejando A Abertura de sua Empresa 2009
Palestra Planejando A Abertura de sua Empresa 2009Palestra Planejando A Abertura de sua Empresa 2009
Palestra Planejando A Abertura de sua Empresa 2009
 
Manual de inscrição do mei v3
Manual de inscrição do mei   v3Manual de inscrição do mei   v3
Manual de inscrição do mei v3
 
Manual de inscrição do mei v3
Manual de inscrição do mei   v3Manual de inscrição do mei   v3
Manual de inscrição do mei v3
 
Manual de inscrição do mei v3
Manual de inscrição do mei   v3Manual de inscrição do mei   v3
Manual de inscrição do mei v3
 
Manual mei
Manual   meiManual   mei
Manual mei
 
Guia do empreendedor individual 2012
Guia do empreendedor individual 2012Guia do empreendedor individual 2012
Guia do empreendedor individual 2012
 
Plano de negócio
Plano de negócioPlano de negócio
Plano de negócio
 
Manual de inscrição do mei v3
Manual de inscrição do mei   v3Manual de inscrição do mei   v3
Manual de inscrição do mei v3
 
Slide declaração
Slide declaraçãoSlide declaração
Slide declaração
 
eSocial - Como isto afeta seus negócios
eSocial - Como isto afeta seus negócioseSocial - Como isto afeta seus negócios
eSocial - Como isto afeta seus negócios
 
Calcula e mei (micro emprendedor individual)
Calcula e mei (micro emprendedor individual)Calcula e mei (micro emprendedor individual)
Calcula e mei (micro emprendedor individual)
 
Simples[1]
Simples[1]Simples[1]
Simples[1]
 
9 DICAS PARA VOCÊ CONHECER MELHOR A CONTABILIDADE DA SUA EMPRESA
9 DICAS  PARA VOCÊ  CONHECER  MELHOR  A CONTABILIDADE  DA  SUA  EMPRESA 9 DICAS  PARA VOCÊ  CONHECER  MELHOR  A CONTABILIDADE  DA  SUA  EMPRESA
9 DICAS PARA VOCÊ CONHECER MELHOR A CONTABILIDADE DA SUA EMPRESA
 
Planejamento tributario para_empreendedores
Planejamento tributario para_empreendedoresPlanejamento tributario para_empreendedores
Planejamento tributario para_empreendedores
 
Tira Dúvidas: IRPF 2015
Tira Dúvidas: IRPF 2015Tira Dúvidas: IRPF 2015
Tira Dúvidas: IRPF 2015
 
Perguntas e respostas
Perguntas e respostasPerguntas e respostas
Perguntas e respostas
 

Mais de Gustavo Gomes

Comunicação das universidades com os alunos pelas mídias sociais
Comunicação das universidades com os alunos pelas mídias sociaisComunicação das universidades com os alunos pelas mídias sociais
Comunicação das universidades com os alunos pelas mídias sociaisGustavo Gomes
 
E-Commerce no Brasil - Desafios e oportunidades - SMSP 2014
E-Commerce no Brasil - Desafios e oportunidades - SMSP 2014E-Commerce no Brasil - Desafios e oportunidades - SMSP 2014
E-Commerce no Brasil - Desafios e oportunidades - SMSP 2014Gustavo Gomes
 
ProXXIma - Design Thinking Para Todos
ProXXIma - Design Thinking Para TodosProXXIma - Design Thinking Para Todos
ProXXIma - Design Thinking Para TodosGustavo Gomes
 
Storytelling para Startups - Feira do Empreendedor Sebrae Minas
Storytelling para Startups - Feira do Empreendedor Sebrae MinasStorytelling para Startups - Feira do Empreendedor Sebrae Minas
Storytelling para Startups - Feira do Empreendedor Sebrae MinasGustavo Gomes
 
Revolução Digital Empreendedora - Feira do Empreendedor MG 2014
Revolução Digital Empreendedora - Feira do Empreendedor MG 2014Revolução Digital Empreendedora - Feira do Empreendedor MG 2014
Revolução Digital Empreendedora - Feira do Empreendedor MG 2014Gustavo Gomes
 
Storytelling para startups | Labstartups ESPM 2013
Storytelling para startups | Labstartups ESPM 2013Storytelling para startups | Labstartups ESPM 2013
Storytelling para startups | Labstartups ESPM 2013Gustavo Gomes
 
Startup Você ! Crescer Sempre - Porto Seguro 2013
Startup Você ! Crescer Sempre - Porto Seguro 2013Startup Você ! Crescer Sempre - Porto Seguro 2013
Startup Você ! Crescer Sempre - Porto Seguro 2013Gustavo Gomes
 
Um incentivo à inovação para startups - B4BAM
Um incentivo à inovação para startups - B4BAMUm incentivo à inovação para startups - B4BAM
Um incentivo à inovação para startups - B4BAMGustavo Gomes
 
O Desafio de Inovar - III Virada Empreendedora
O Desafio de Inovar - III Virada EmpreendedoraO Desafio de Inovar - III Virada Empreendedora
O Desafio de Inovar - III Virada EmpreendedoraGustavo Gomes
 
Empreendedorismo jovem projeto crescer sempre
Empreendedorismo jovem   projeto crescer sempreEmpreendedorismo jovem   projeto crescer sempre
Empreendedorismo jovem projeto crescer sempreGustavo Gomes
 
Inovação ou morte !
Inovação ou morte !Inovação ou morte !
Inovação ou morte !Gustavo Gomes
 
Modelos inovadores de negócio - Caminho para diferenciação e lucratividade
Modelos inovadores de negócio - Caminho para diferenciação e lucratividadeModelos inovadores de negócio - Caminho para diferenciação e lucratividade
Modelos inovadores de negócio - Caminho para diferenciação e lucratividadeGustavo Gomes
 
O desafio de inovar nos negócios - 2o encontro rede mulher empreendedora
O desafio de inovar nos negócios - 2o encontro rede mulher empreendedoraO desafio de inovar nos negócios - 2o encontro rede mulher empreendedora
O desafio de inovar nos negócios - 2o encontro rede mulher empreendedoraGustavo Gomes
 
Mídias Sociais: Gerando negócios para sua empresa
Mídias Sociais: Gerando negócios para sua empresaMídias Sociais: Gerando negócios para sua empresa
Mídias Sociais: Gerando negócios para sua empresaGustavo Gomes
 
Arte transmídia & storytelling FLV
Arte transmídia & storytelling FLVArte transmídia & storytelling FLV
Arte transmídia & storytelling FLVGustavo Gomes
 
Mídias Sociais como canais de Revolução - II Virada Empreendedora SP
Mídias Sociais como canais de Revolução - II Virada Empreendedora SPMídias Sociais como canais de Revolução - II Virada Empreendedora SP
Mídias Sociais como canais de Revolução - II Virada Empreendedora SPGustavo Gomes
 
Redes sociais Canais de revolução
Redes sociais Canais de revoluçãoRedes sociais Canais de revolução
Redes sociais Canais de revoluçãoGustavo Gomes
 

Mais de Gustavo Gomes (17)

Comunicação das universidades com os alunos pelas mídias sociais
Comunicação das universidades com os alunos pelas mídias sociaisComunicação das universidades com os alunos pelas mídias sociais
Comunicação das universidades com os alunos pelas mídias sociais
 
E-Commerce no Brasil - Desafios e oportunidades - SMSP 2014
E-Commerce no Brasil - Desafios e oportunidades - SMSP 2014E-Commerce no Brasil - Desafios e oportunidades - SMSP 2014
E-Commerce no Brasil - Desafios e oportunidades - SMSP 2014
 
ProXXIma - Design Thinking Para Todos
ProXXIma - Design Thinking Para TodosProXXIma - Design Thinking Para Todos
ProXXIma - Design Thinking Para Todos
 
Storytelling para Startups - Feira do Empreendedor Sebrae Minas
Storytelling para Startups - Feira do Empreendedor Sebrae MinasStorytelling para Startups - Feira do Empreendedor Sebrae Minas
Storytelling para Startups - Feira do Empreendedor Sebrae Minas
 
Revolução Digital Empreendedora - Feira do Empreendedor MG 2014
Revolução Digital Empreendedora - Feira do Empreendedor MG 2014Revolução Digital Empreendedora - Feira do Empreendedor MG 2014
Revolução Digital Empreendedora - Feira do Empreendedor MG 2014
 
Storytelling para startups | Labstartups ESPM 2013
Storytelling para startups | Labstartups ESPM 2013Storytelling para startups | Labstartups ESPM 2013
Storytelling para startups | Labstartups ESPM 2013
 
Startup Você ! Crescer Sempre - Porto Seguro 2013
Startup Você ! Crescer Sempre - Porto Seguro 2013Startup Você ! Crescer Sempre - Porto Seguro 2013
Startup Você ! Crescer Sempre - Porto Seguro 2013
 
Um incentivo à inovação para startups - B4BAM
Um incentivo à inovação para startups - B4BAMUm incentivo à inovação para startups - B4BAM
Um incentivo à inovação para startups - B4BAM
 
O Desafio de Inovar - III Virada Empreendedora
O Desafio de Inovar - III Virada EmpreendedoraO Desafio de Inovar - III Virada Empreendedora
O Desafio de Inovar - III Virada Empreendedora
 
Empreendedorismo jovem projeto crescer sempre
Empreendedorismo jovem   projeto crescer sempreEmpreendedorismo jovem   projeto crescer sempre
Empreendedorismo jovem projeto crescer sempre
 
Inovação ou morte !
Inovação ou morte !Inovação ou morte !
Inovação ou morte !
 
Modelos inovadores de negócio - Caminho para diferenciação e lucratividade
Modelos inovadores de negócio - Caminho para diferenciação e lucratividadeModelos inovadores de negócio - Caminho para diferenciação e lucratividade
Modelos inovadores de negócio - Caminho para diferenciação e lucratividade
 
O desafio de inovar nos negócios - 2o encontro rede mulher empreendedora
O desafio de inovar nos negócios - 2o encontro rede mulher empreendedoraO desafio de inovar nos negócios - 2o encontro rede mulher empreendedora
O desafio de inovar nos negócios - 2o encontro rede mulher empreendedora
 
Mídias Sociais: Gerando negócios para sua empresa
Mídias Sociais: Gerando negócios para sua empresaMídias Sociais: Gerando negócios para sua empresa
Mídias Sociais: Gerando negócios para sua empresa
 
Arte transmídia & storytelling FLV
Arte transmídia & storytelling FLVArte transmídia & storytelling FLV
Arte transmídia & storytelling FLV
 
Mídias Sociais como canais de Revolução - II Virada Empreendedora SP
Mídias Sociais como canais de Revolução - II Virada Empreendedora SPMídias Sociais como canais de Revolução - II Virada Empreendedora SP
Mídias Sociais como canais de Revolução - II Virada Empreendedora SP
 
Redes sociais Canais de revolução
Redes sociais Canais de revoluçãoRedes sociais Canais de revolução
Redes sociais Canais de revolução
 

Palestra empreendedor individual

  • 1. O EMPREENDEDOR INDIVIDUAL
  • 2. Optantes pelo Simples Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (LC 123/06) Empreendedor Individual CONCEITO Empresas em geral 1 LC 128/08
  • 3. CONCEITO Receita Bruta de até R$ 36 mil/ano Até 1 empregado Empreendedor Individual Empresário Individual Código Civil Sem participação em outra empresa (sócio ou titular) 2
  • 4. Comércio em geral ATIVIDADES ENQUADRÁVEIS Indústria em geral Serviços de natureza não intelectual 3
  • 5. I – Comércio em geral; II – Indústria em geral (poucas exceções); III – Serviços de natureza não intelectual/sem regulamentação legal , como, por exemplo, lavanderia, salão de beleza, lava-jato, reparação, manutenção, instalação, autoescolas, chaveiros, organização de festas, encanadores, borracheiros, digitação, usinagem, solda, transporte municipal de passageiros, agências de viagem, dentre inúmeros outros . IV – Escritórios de serviços contábeis. ATIVIDADES ENQUADRÁVEIS 4
  • 6. I – Construção de imóveis e obras de engenharia em geral, inclusive sob a forma de subempreitada, execução de projetos e serviços de paisagismo, bem como decoração de interiores, II – Serviços de natureza intelectual regulamentados por lei, como, por exemplo, consultórios médicos/odontológicos, empresas de consultoria/instrutoria, escritórios de advocacia, dentre inúmeros outros . III – Conservação, vigilância e limpeza. Administração e locação de imóveis de terceiros; Academias de dança, de capoeira, de ioga e de artes marciais, academias de atividades físicas, desportivas, de natação e escolas de esportes; Elaboração de programas de computadores, inclusive jogos eletrônicos; Licenciamento ou cessão de direito de uso de programas de computação; Planejamento, confecção, manutenção e atualização de páginas eletrônicas; Montagem de estandes para feiras; Produção cultural e artística ATIVIDADES NÃO ENQUADRÁVEIS 5
  • 7. Nova atividade ou informal No momento da inscrição Atividade já existente formalmente Até o último dia útil de janeiro de cada ano Se for optante pelo Simples Nacional, pode solicitar a migração QUANDO OPTAR Implantação: 08/02/2010 Abrangência: Todo o território nacional 6
  • 8.
  • 9. PREFEITURA Possibilidade de exercer a atividade no local escolhido Requisitos para licenças de funcionamento (atividade, porte, grau de risco e localização) Requisitos para operação ( sanitários , por exemplo) ORIENTAÇÃO PRÉVIA 1 2 3 3 Toda atividade a ser exercida, mesmo na residência, ou vias públicas, necessita de autorização prévia da Prefeitura que nesse caso será também de graça. 8
  • 10.
  • 11. PASSO A PASSO 3. O nome empresarial virá preenchido automático: NOME CIVIL + ESPAÇO EM BRANCO + CPF. Não existirá campo para o nome fantasia 4. Os campos que deverão ser preenchidos: NÚMERO DE IDENTIDADE ÓRGÃO EMISSOR UF EMISSORA TELEFONE PARA CONTATO O E-mail tem preenchimento opcional 10
  • 12. Nome empresarial Firma social – SISTEMA DEFINE nome completo + CPF SEM FORMATAÇÃO Ex. José Fernandes de Oliveira 05611674220 1 11 2
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17. Quanto vai pagar INSS R$ 56,10 ISS R$ 5,00 $ ICMS R$ 1,00 ZERO taxas abertura Pagamento via carnê Isento PIS, COFINS, IRPJ, CSLL, IPI, salário educação,contribuição sindical e contribuição para o Sistema S 16
  • 18. Tributos do Empreendedor Individual 17 Comércio e serviços - R$ 62,10 ATIVIDADE ECONÔMICA DO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL RECOLHIMENTO FIXO MENSAL TRIBUTOS INCLUÍDOS Comércio R$ 57,10 ICMS: R$ 1,00 Contribuição Previdenciária Individual: R$ 56,10 Indústria Prestação de Serviço R$ 61,10 ISS: R$ 5,00 Contribuição Previdenciária Individual: R$ 56,10
  • 19. Em caso de atraso A multa será de 0,33% por dia de atraso limitado a 20% e os juros serão calculados com base na taxa SELIC, sendo que para o primeiro mês de atraso os juros serão de 1%. Após o vencimento deverá ser gerado novo DAS, acessando-se novamente o endereço www.portaldoempreendedor.gov.br . A emissão do novo DAS já conterá os valores da multa e dos juros, sem precisar fazer cálculos por fora. 18
  • 20. Cessão de Mão-de-Obra Quando os serviços contratados forem necessidade contínua da contratante, ligados ou não à sua atividade-fim, mas são executados nas dependências do Empreendedor Individual, não se configurará cessão de mão-de-obra. A cessão ou locação de mão-de-obra será admitida apenas para serviços de hidráulica, eletricidade, pintura, alvenaria, carpintaria e de manutenção ou reparo de veículos. Nesse caso, o contratante deverá: a) recolher Contribuição Previdenciária de 20% sobre o valor da nota fiscal; b) descontar 11% sobre o valor da nota fiscal. Como regra geral, não é permitido ao Empreendedor Individual prestar serviços que envolvam cessão de mão-de-obra. 19
  • 22. Contratação de até 1 empregado + férias, 13º ... 21 Custo com o empregado(R$) Salário mínimo 510,00 Previdência Patronal (20%) 102,00 FGTS (8%) 40,80 TOTAL MENSAL 652,80
  • 23. Contratação de até 1 Empregado - EI + férias, 13º ... 22 Custo do Empreendedor Individual com o empregado(R$) Salário mínimo 510,00 Previdência Patronal (3%) 15,30 FGTS (8%) 40,80 TOTAL MENSAL 566,10
  • 24. Dispensa de escrituração fiscal e contábil Dispensa de vistorias prévias (baixo risco) Vantagens Dispensa da emissão de notas fiscais a pessoas físicas 1 3 2 3 3 23
  • 25. Reter notas fiscais de suas compras Emitir notas fiscais nas vendas para pessoas jurídicas Registro de vendas simplificado (próprio punho) Obrigações Abertura no Portal do Empreendedor – via Internet 1 2 3 3 4 GFIP - Guia de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social - caso tenha empregado 3 5 24 Site da CEF
  • 26.  
  • 27. Cobertura previdenciária e carências Contribuições mensais 10 CM 12 CM Salário maternidade Auxílio doença Aposentadoria por invalidez 180 CM Zero Aposentadoria por idade Aposentadoria especial Pensão por morte Auxílio reclusão 12 CM Zero Zero 180 CM 25 Auxílio acidente
  • 28. Aposentadoria Caso mantenha o recolhimento de 11% do salário mínimo de contribuição, o empresário terá direito à aposentadoria por idade a partir dos: a) atividade rural: 55 (mulher) ou 60 (homem) anos; b) atividade urbana: 60 (mulher) ou 65 (homem) anos. Se complementar o recolhimento com mais 9% do salário mínimo (R$ 45,90), via GFIP, terá direito à aposentadoria por tempo de contribuição. Nesse caso, o empreendedor deve comprovar 35 anos (homem) ou 30 anos (mulher) de contribuição para solicitar a sua aposentadoria. Contribuir com base em mais de 1 SM Para manter os benefícios previdenciários, o segurado deve continuar contribuindo para a Previdência Social, mesmo após a baixa do seu registro . 26
  • 29. Saída do regime + de 1 empregado + de R$ 36.000,00/ano Entrada de sócio(s) Microempresa da primeira faixa do Simples Nacional Tributação de 4% para comércio, 4,5% para indústria e 6% para serviços. 27
  • 30. Saída do regime Até 20% 1º Ano Ano seguinte + 20% 1º Ano Retroativo, com juros e multa R$ 43.200,00 28
  • 32. 30
  • 33.
  • 34.
  • 35. Para pensar o negócio: preparação do Plano 33
  • 36.
  • 37. www.portaldoempreendedor.gov.br www.sebrae.com.br 0800 570 0800 135 - INSS Saiba mais 35