Crescimento do Mercado Brasileiro de Aviação

4.873 visualizações

Publicada em

Palestra apresesentada no Seminário Internacional de Combustíveis de Aviação realizado pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) nos dias 16 a 18 de abril de 2012.

Publicada em: Negócios
1 comentário
7 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.873
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
1
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Crescimento do Mercado Brasileiro de Aviação

  1. 1. PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Secretaria de Aviação Civil Secretaria de Política Regulatória de Aviação CivilCRESCIMENTO DO MERCADO BRASILEIRO DE AVIAÇÃO Gustavo Pacheco Fortes Fleury Gerente de Projeto do Departamento de Política de Serviços Aéreos Rio de Janeiro, 16 de abril de 2012
  2. 2. SUMÁRIO1. Panorama histórico-institucional2. SAC/PR – Organização institucional3. Estatísticas do transporte aéreo regular4. Aviação geral5. Desafios para a aviação civil
  3. 3. 1. PANORAMA HISTÓRICO-INSTITUCIONAL 1927 – Dornier Wal “Atlântico”, do Condor Syndikat Primeiro aeronave a operar uma rota regular no Brasil (Porto Alegre- Pelotas-Rio Grande), com 3 passageiros. Fonte: R.E.G. Davies (“Airlines of Latin America since 1919”) 2012 – Embraer 195 Aeronave brasileira com capacidade para até 122 passageiros, exportada para diversos países
  4. 4. 1. PANORAMA HISTÓRICO-INSTITUCIONAL
  5. 5. 1. PANORAMA HISTÓRICO-INSTITUCIONAL DÉCADA DE 2000 2000: Criação do Conselho de Aviação Civil (CONAC) 2001: Liberalização tarifária, flexibilização para abertura de novas empresas; 2006: Implantação da ANAC em substituição ao DAC; 2007: Criação da Secretaria de Aviação Civil do Min. da Defesa (SAC/MD); 2009: Publicação da Política Nacional de Aviação Civil (PNAC, Decreto nº 6.780) 2011: Criação da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República (SAC/PR); concessão do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante (ASGA). 2012: Concessão dos aeroportos de Guarulhos, Brasília e Campinas.
  6. 6. 2. SAC/PR – ORGANIZAÇÃO INSTITUCIONAL SAC/PR - ORGANIZAÇÃO INSTITUCIONAL MP 527/2011 CONVERTIDA NA LEI Nº 12.462/2011 PRESIDÊNCIA MIN. DA DEFESA SECRETARIA DE AVIAÇÃO CIVIL Aviação militar e Políticas públicas e planejamento navegação aérea da aviação civil Coordenação e articulação governamental COMAER – DECEA Plano de outorgas e execução de Controle do espaço convênios aéreo INFRAERO ANAC Administração e Regulação técnica e operação econômica aeroportuária Fiscalização
  7. 7. 2. SAC/PR – ORGANIZAÇÃO INSTITUCIONAL SAC/PR: PRINCIPAIS DESAFIOS PRINCIPAIS DESAFIOS PARA A SAC: 1) Expansão da capacidade de infraestrutura aeroportuária :  Investimentos em obras de infraestrutura (reformas e expansão dos aeroportos);  Melhoria da gestão (investimentos em tecnologia, qualificação de mão de obra, e em novos processos, com melhorias operacionais para o processamento e despacho de passageiros e cargas); PROFAA (Programa Federal de Auxílio a Aeroportos); Concessão de aeroportos. 2) Planejamento do setor de aviação civil de maneira integrada com outros modais, levando em conta características regionais e a importância do modal aéreo para a integração e desenvolvimento de certas localidades; 3) Revisão do marco regulatório do setor, instituído em 1986, dentre outras normas que impactam diretamente o setor.
  8. 8. 3. ESTATÍSTICAS DO TRANSPORTE AÉREO Quantidade de passageiros-quilômetros transportados por empresas brasileiras nos mercados doméstico e internacional – 1960-2011Fonte: ANACElaboração: DEPSA/SPR/SAC-PR
  9. 9. 3. ESTATÍSTICAS DO TRANSPORTE AÉREO Quantidade de passageiros embarcados por empresas brasileiras nos mercados doméstico e internacional – 2002-2010Fonte: ANAC; Elaboração: DEPSA/SPR/SAC-PR
  10. 10. 3. ESTATÍSTICAS DO TRANSPORTE AÉREO Passageiros nos Aeroportos Infraero Movimento de passageiros nos aeroportos da INFRAERO – 2003-2011 Crescimento Médio Anual: 12,5% (2003-2011) 180 155 128 Passageiros (milhões) 111 113 96 102 83 71 Fonte: Infraero
  11. 11. 3. ESTATÍSTICAS DO TRANSPORTE AÉREO Movimento de passageiros nos aeroportos INFRAERO - 2011 Fonte: INFRAERO; Elaboração: DEPSA/SPR/SAC-PR
  12. 12. 3. ESTATÍSTICAS DO TRANSPORTE AÉREO Tarifa aérea média e yield tarifa aérea em valores atualizados – 2002-2011Fonte: ANACElaboração: DEPSA/SPR/SAC-PR
  13. 13. 3. ESTATÍSTICAS DO TRANSPORTE AÉREO PARTICIPAÇÃO POR EMPRESA NO MERCADO DE TRANSPORTE Participação no mercado doméstico, A 2011 AÉREO DOMÉSTICO – 2000 por empresa (médio e grande porte) – 2000-2011. Fonte: ANAC Elaboração: SPR/SAC-PR
  14. 14. 3. ESTATÍSTICAS DO TRANSPORTETRANSPORTE PARTICIPAÇÃO POR EMPRESA NO MERCADO DE AÉREO AÉREO DOMÉSTICO (REGIONAL) – 2000 A 2011 Participação no mercado doméstico, por empresa (pequeno porte) – 2000-2011.Fonte: ANAC; Elaboração: DEPSA/SPR/SAC-PR
  15. 15. 3. ESTATÍSTICAS DO TRANSPORTE AÉREO Índice de concentração do mercado (Herfindhal-Hirschman Index) Nos EUA é de 0,0942 conforme cálculos próprios 2008: ampliação da frota da Webjet a partir de dados de 3 para 11 aeronaves após aquisição do site da empresa pela CVC; entrada em Transtat.gov operação da Azul (dezembro); expansão das operações da Trip e venda de 20% de suas ações para a SkyWest Airlines. 2004: término das operações regulares da Vasp; crise da Varig.Fonte: ANAC; Elaboração: DEPSA/SPR/SAC-PR
  16. 16. 3. ESTATÍSTICAS DO TRANSPORTE AÉREOMapa de distribuição dos714 aeródromos públicos(pistas de pouso edecolagem)Fonte: ANAC; Elaboração: DEPSA/SPR/SAC-PR
  17. 17. 3. ESTATÍSTICAS DO TRANSPORTE AÉREO Aeroportos com voos regulares (126)Fonte: ANAC; Elaboração: DEPSA/SPR/SAC-PR
  18. 18. 3. ESTATÍSTICAS DO TRANSPORTE AÉREO Malha aérea doméstica regularFonte: ANAC; Elaboração: DEPSA/SPR/SAC-PR
  19. 19. 3. ESTATÍSTICAS DO TRANSPORTE AÉREO Malha aérea doméstica regular por quantidade de assentos ofertados/semanaFonte: ANAC e IBGE; Elaboração: DEPSA/SPR/SAC-PR
  20. 20. 3. ESTATÍSTICAS DO TRANSPORTE AÉREO Malha aérea doméstica regular por quantidade de empresas por rotaFonte: ANAC e IBGE; Elaboração: DEPSA/SPR/SAC-PR
  21. 21. 3. ESTATÍSTICAS DO TRANSPORTE AÉREO Quantidade de rotas e aeroportos atendidos pelo transporte aéreo regular de passageiros e carga – jan/1999 a jun/2011.Fonte: ANAC; Elaboração: DEPSA/SPR/SAC-PR
  22. 22. 3. ESTATÍSTICAS DO TRANSPORTE AÉREO VISÃO GERAL DO TRANSPORTE AÉREO REGULAR Comparativo de aeroportos e rotas com voos regulares em janeiro de 1999 e junho de 2011 Aeroportos Rotas 1999 182 837 2011 130 840 Aeroportos com voos regulares Operados em janeiro/1999 e junho /2011 (109) Operados em janeiro/1999, mas não em junho/2011 (73) Operados em junho/2011, mas não em janeiro/1999 (21) Rotas aéreas regulares Operadas em janeiro/1999 e junho /2011 (414) Operadas em janeiro/1999, mas não em junho/2011 (423) Operadas em junho/2011, mas não em janeiro/1999 (426)Fonte: ANAC; Elaboração: DEPSA/SPR/SAC-PR
  23. 23. 4. AVIAÇÃO GERALFonte: Associação Brasileira de Aviação Geral - ABAG (“Anuário Brasileiro de Aviação Geral – 2011”)
  24. 24. 4. AVIAÇÃO GERALFonte: Associação Brasileira de Aviação Geral - ABAG (“Anuário Brasileiro de Aviação Geral – 2011”)
  25. 25. 4. AVIAÇÃO GERALFonte: Associação Brasileira de Aviação Geral - ABAG (“Anuário Brasileiro de Aviação Geral – 2011”)
  26. 26. 5. DESAFIOS PARA A AVIAÇÃO CIVIL • Melhoria da segurança operacional e contra atos ilícitos na aviação civil; • Ampliação e melhoria da infraestrutura aeroportuária; • Redução de barreiras à entrada de novas empresas no setor; • Aumento da quantidade de cidades atendidas pelo transporte aéreo regular de passageiros e carga; • Formação de profissionais para a aviação civil; • Redução da carga tributária sobre insumos como combustíveis; • Redução dos impactos ambientais da aviação civil; • Aumento da competitividade e diversidade da cadeia produtiva da indústria aeronáutica; • Revisão do Código Brasileiro de Aeronáutica; • Aperfeiçoamento da estrutura institucional dos órgãos e entidades ligados à aviação civil.
  27. 27. OBRIGADO!Gustavo Pacheco Fortes Fleury Gerente de Projeto do Departamento de Política de Serviços Aéreos gustavo.fleury@aviacaocivil.gov.br (61) 3313-7071

×