Slide grupo lino 02

326 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
326
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Slide grupo lino 02

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA – UFRA PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DOCENTE – PARFOR CURSO LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO PROFESSORA MÁRCIA CRISTINA DOS SANTOS BANDEIRA DISCIPLINA ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA UFRA ACADÊMICOS: ANDRÉIA DO SOCORRO RODRIGUES LEAL CARLOS ALBERTO DE SOUZA PANTOJA DIOGO BARBOSA COÊLHO GERSON POMBO BRILHANTE LIAM JUNIOR PIMENTEL SOAREA LINO DE JESUS BORGES DOS SANTOS
  2. 2. DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS -EJA A Educação de Jovens e Adultos no Brasil começou com os Jesuítas na época do Brasil colônia, através da catequização das nações indígenas. UFRA
  3. 3. DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS -EJA Na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei 9.394/96) em relação à Educação de Jovens e Adultos, nos artigos 37 e 38 estão elencados: “oportunidades educacionais apropriadas”, segundo as características do alunado.  UFRA
  4. 4. DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS -EJA CONSIDERAÇÕES Jovens e adultos não mais precisam encontrar um espaço que os receba e, logo a seguir, os exclua por não ter uma proposta curricular clara, uma metodologia de ensino que não os infantilize e sim respeite esta fase da vida que estão passando.  UFRA
  5. 5. DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS -EJA REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ARROYO, Miguel G. Imagens quebradas: trajetórias e tempos de alunos e mestres. 4ª Ed. Petrópolis: RJ. Vozes. 2007. BEISEGEL, Celso de Rui. Estado e educação popular: um estudo sobre a educação de adultos. São Paulo. Pioneira, 1974 DI PIERRO, Maria Clara. Descentralização, focalização e parceria: uma análise das tendências nas políticas públicas de educação de jovens e adultos. Revista Educação e Pesquisa. São Paulo, v.27, n.2, p.321-337, jul./dez. 2001 GADOTTI, Moacir e ROMÃO, José E.. Educação de jovens e adultos: Teoria, prática e propostas. 8ª Ed. São Paulo. Cortez; Instituto Paulo Freire. 2006.   UFRA
  6. 6. DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS -EJA REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ARROYO, Miguel G. Imagens quebradas: trajetórias e tempos de alunos e mestres. 4ª Ed. Petrópolis: RJ. Vozes. 2007. BEISEGEL, Celso de Rui. Estado e educação popular: um estudo sobre a educação de adultos. São Paulo. Pioneira, 1974 DI PIERRO, Maria Clara. Descentralização, focalização e parceria: uma análise das tendências nas políticas públicas de educação de jovens e adultos. Revista Educação e Pesquisa. São Paulo, v.27, n.2, p.321-337, jul./dez. 2001 GADOTTI, Moacir e ROMÃO, José E.. Educação de jovens e adultos: Teoria, prática e propostas. 8ª Ed. São Paulo. Cortez; Instituto Paulo Freire. 2006.   UFRA

×