O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Iso 14000 final

13.277 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia, Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

Iso 14000 final

  1. 1. http://2020sustentaveliso14000esga.blogspot.com Fernando Fries Gabriel Nunes Guilherme Zanella Pedro Pires
  2. 2. Introdução Os Impactos ambientais gerados pelas empresas constituem-se em um grande problema. Surgimento de um novo cenário mercadológico. Necessidade de normas para a para o gerenciamento da relação empresa-meio ambiente.
  3. 3. O que é ISO 14000 ? • ISO–International Organization for Standardization Geneva, Suíça 161países • “Iso”do grego isos: igual– ou seja, padrão
  4. 4. O que é ISO 14000 ? “A Norma NBR Série ISO 14001 especifica as principais exigências para a implantação e adoção de um sistema de gestão ambiental, orientando a empresa na elaboração da política ambiental e no estabelecimento de estratégias, objetivos e metas, levando em consideração os impactos ambientais significativos e a legislação ambiental em vigor no país (ISO,1996).” “ISO 14000 é uma forma abrangente e holística de administrar o meio ambiente que inclui regulamentos, prevenção de poluição, conservação de recursos e proteção ambiental, como a manutenção da camada de ozônio e o tratamento do aquecimento global (UPADHYAY, apud HARINGTON; KNIGHT, 2001, p. 21).”
  5. 5. Importância • Redução do impacto provocado pelas empresas ao meio ambiente; • Atesta que a empresa possui Responsabilidade Ambiental; • Conscientização do Público; • Redução de Desperdícios; • Financiamentos; • Acesso a Mercados;
  6. 6. Histórico • Conferência da ONU, em 1972. Relatório Nosso Futuro Comum, em 1987. • Em 1992 é criada a BS 7750 pela BRITISH STANDARD INSTITUTION –BSI. • Em 1994 a comunidade européia criou o EMAS. • Em 1993, foi criado o Comitê TC 207 com o objetivo de desenvolver normas nas áreas envolvidas com o meio ambiente.
  7. 7. Família ISO Tipos de Classificações • Normas Técnicas, como por exemplo as da ABNT; • Classificações, como por exemplo, os códigos de países (PT / PRT / 620 para Portugal; BR / BRA / 076 para Brasil); • Normas de Procedimento, como por exemplo as de gestão da qualidade, de acordo com a ISO 9000. Exemplos de Normas • ISO 31 Tamanhos e unidades. • ISO 216 Formatos e dimensões de papel - série A e B. • ISO 269 Formatos e dimensões de envelopes. • ISO 639 Códigos para representação de nomes de línguas. • ISO 1337 Padronização para linguagem de internet. • ISO 2108 Sistema internacional de identificação de livros, ISBN. • ISO 3166 Códigos de países e subdivisões. • ISO 4217 Códigos de moeda. • ISO 5218 Convenção numérica para representação de sexos. • ISO 5800 Sensibilidade das películas fotográficas. • ISO 9000 Sistema de gestão da qualidade em ambientes de produção. • ISO 9660 Sistema de ficheiros para CD-ROMs. • ISO 10006 Gestão da qualidade (aplicada em gestão de projetos). • ISO/IEC 14882 A linguagem de programação C++. • ISO 20000 (ISO/IEC 20000)Tecnologia da informação: define processos de gerenciamento de serviços de TI.
  8. 8. Certificado • A única norma certificável é a ISO 14001 • Tem validade de 3 anos • A cada 6 meses o sistema é auditado • O certificado poderá não ser revalidado, se não estiver atendendo os requisitos • Reconhecimento do mercado da empresa certificadora
  9. 9. INMETRO • Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial. • É o organismo acreditador brasileiro, ou seja, é a instituição responsável por credenciar as empresas responsáveis pela emissão dos certificados ISO 14001 • Fundamental para regular e dar credibilidade às trocas comerciais entre diferentes países. • A CGCRE (coordenação geral de acreditação) é a unidade principal do Inmetro planeja, dirige, orienta, coordena e executa as atividades de acreditação • 20 certificadoras credenciadas no Brasil
  10. 10. ABNT • Associação Brasileira de Normas Técnicas Comitê responsável: ABNT/CB-38 • Criado em 1999, é aberto a participação de empresas, ONGs, universidades, assim tenta representar democraticamente os interesses brasileiros. • Missão: Produzir e disseminar as Normas relacionadas à Gestão Ambiental, considerando o contexto internacional, contribuindo para o desenvolvimento sustentável da Sociedade Brasileira. • Visão: Tornar-se uma referência internacional em disseminação dos princípios da Gestão Ambiental. • Função: Participar das reuniões internacionais de desenvolvimento das normas da ISO, representando os interesses brasileiros, principalmente das grandes empresas, além de traduzir as normas publicadas pela ISO, publicando as normas NBR- ISO. Fonte: http://www.abnt.org.br/cb38/
  11. 11. Etapas de Implantação 1. Política Ambiental • Deve ser consubstanciada por meio de um documento escrito – carta de compromisso da empresa - que aborde todos os valores e filosofia da empresa relativos ao meio ambiente. • Estabelece objetivos, metas e programas ambientais
  12. 12. 2. Planejamento • Aspectos ambientais • Requisitos legais e outros requisitos • Objetivos e metas • Programas de Gestão Ambiental
  13. 13. 3. Implementação e Operação • Estrutura organizacional e Responsabilidade • Treinamento, Conscientização e Competência • Comunicação • Documentação do Sistema de Gestão Ambiental • Controle de documentos • Controle operacional • Preparação e atendimento a emergências
  14. 14. 4. Verificação e Ação Corretiva • Monitoramento e Medição • Não-conformidades e Ações Corretivas e Preventivas • Registros • Auditoria do Sistema de Gestão Ambiental
  15. 15. 5. Análise Crítica • Momento da administração identificar a necessidade de possíveis alterações em sua Política Ambiental, nos seus objetivos e metas, ou em outros elementos do sistema • “Success is all about use ISO 14001 as a management tool” Matthias Gelber INEM (International Network of Environmental Management)
  16. 16. Pesquisa O PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DA ISO 14000 EM EMPRESAS BRASILEIRAS - Luis Felipe M. Nascimento e Silvia R. Caballero Poledna - XXII Encontro Nacional de Engenharia de Produção  OPP Petroquímica/Polietilenos S.A.  Riocell (Industrialização e comercialização de celulose de fibra curta.)  PETROFLEX (Produtora de Borrachas Sintéticas em Emulsão)  DSM (Produtora de borracha sintética)  Cia. Cervejaria Brahma  Asea Brown Boveri Ltda (Grupo mundial em engenharia de energia)
  17. 17. Pesquisa - Empresas
  18. 18. Pesquisa – Quadro RH Nota-se que as empresas com equipes maiores necessitaram de maior tempo de obtenção da certificação. A empresa que mais rapidamente obteve a certificação foi a Petroflex, e foi também a que contou com a menor equipe
  19. 19. Pesquisa - Custos As empresas que tiveram os maiores custos foram as que realizaram obras. A Brahma realizou a certificação juntamente com a instalação da fábrica já em conformidade com as normas.
  20. 20. Pesquisa – Vantagens e Motivações  Melhoria no desempenho ambiental;  Reconhecimento da sociedade;  Redução de custos;  Vantagem competitiva e Diferencial de mercado;  Consciência ambiental entre os colaboradores;  Melhoria na gestão;  Minimização dos riscos ambientais.
  21. 21. Pesquisa - Dificuldade • Legislação; • Treinamento e orientação; • Readaptação de áreas da empresa; • Falta de recursos humanos; • Inexperiência dos organismos certificadores.
  22. 22. ISO 14001 - Survey 2005 2006 2007 2008 2005 - 2008 China 12,683 18,842 30,489 39,195 209.04% Japão 23,466 10,576 22,593 35,545 51.47% Espanha 8,620 8,620 13,852 16,443 90.75% Itália 7,080 3,127 12,057 12,992 83.50% USA 5,061 5,585 5,462 4,974 -1.72% Brasil 2,061 2,447 1,872 1,669 -19.02% Fonte: http://www.iso.org/iso/survey.pdf
  23. 23. ISO 14001 - Survey
  24. 24. Aplicabilidade – ISO 14001 • Atividades industriais • Agro- industriais • Extrativistas • Serviços
  25. 25. Empresas Certificadas • 3M • Petrobrás • Alpargatas • Johnson & Johnson • Brastemp • Vale do Rio Doce • Coca-Cola Fonte: www.inmetro.gov.br/gestao14001
  26. 26. Empresas Certificadas • Laboratório de análises clínicas Gastão Fleury • Inovação Serviços de Limpeza • Light serviços de eletricidade • Paquetá calçados • PepiraMirinagência de viagens e turismo • QualidadosConsultoria Fonte: www.inmetro.gov.br/gestao14001
  27. 27. Certificação multsites
  28. 28. Caso Electrolux A EMPRESA • A Electrolux é uma multinacional sueca com sede em Estocolmo. É a maior fabricante mundial de eletrodomésticos: 55 milhões de produtos por ano. • Mais de 500 empresas localizadas em 60 diferentes países. • No Brasil, a empresa está dividida em 4 unidades fabris: duas plantas em Curitiba (matriz), onde são produzidos refrigeradores e freezeres e lavadores de alta pressão; uma planta em São Carlos, onde são produzidos refrigeradores e máquinas de lavar; uma planta em Manaus, onde são produzidos condicionadores de ar um escritório administrativo em São Paulo. fonte: http://recep.linkway.com.br/download/caso003.pdf
  29. 29. Caso Electrolux MOTIVAÇÃO • Devido as exigências do mercado mundial (em especial o mercado europeu) produtos que, em seu processo de produção, não agridam o meio ambiente ou que haja a preocupação de que esta agressão ocorra da forma mais branda possível IMPLANTAÇÃO • Seleção e capacitação de alguns colaboradores como responsáveis • Discussão dos principais pontos causadores de problemas ambientais + classificação por ordem de gravidade
  30. 30. Caso Electrolux MODIFICAÇÕES - PROCESSO • aquisição de um novo sistema de pintura e a substituição do CFC por gases menos poluentes • nova estação de tratamento de efluentes, que proporcionou uma reciclagem de 50% da água utilizada no processo e a redução na quantidade de solvente (80%), soda cáustica, tinta líquida, entre outros • aquisição de um recuperador de gás na eliminação redução de 40 a 80% do gás R12
  31. 31. Caso Electrolux OUTRAS MODIFICAÇÕES • compra de um gerenciador de energia • racionalização do uso das matérias primas (espuma rígida e lã de vidro), reduzindo o desperdício e repassando para outra empresa que utilize o descarte • Redução do esgoto doméstico através da troca das torneiras por válvulas e reutilizando a água dos lavatórios • substituição substancias nocivas como o querosene por produtos sintéticos para a limpeza dos equipamentos • dificuldades ao tentar diminuir o descarte de papéis, alimentos e óleos comestíveis (através de um novo processo de fritura)
  32. 32. Caso Electrolux CONCLUSÃO Electrolux, ressalta a importância da conscientização dos funcionários da empresa no processo de gestão ambiental e do mercado consumidor que cada vez mais se conscientiza e demanda uma produção mais sustentável.
  33. 33. http://2020sustentaveliso14000esga.blogspot.com

×