SlideShare uma empresa Scribd logo

Doutoramento TIC na Educação 2012

Folheto de divulgação do programa de doutoramento em educação "Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação"

1 de 2
Baixar para ler offline
Prazos de candidatura
15 de maio a 17 de junho. Afixação dos resultados: 4 de julho.
Candidatura e vagas
Para o concurso 2012-13 estão abertas 15 vagas.

                                                                                                                        DOUTORAMENTO EM EDUCAÇÃO
A candidatura far-se-á com apresentação dos seguintes documentos:
- Requerimento individual, em impresso próprio;
- Curriculum vitae, redigido de forma sintética e organizado do seguinte modo: identificação e
  contactos; habilitações académicas e profissionais; experiência profissional relacionada com a      TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO
  Especialidade; trabalhos publicados na área da Educação e Formação; participação em projetos
  de investigação ou de intervenção na área da Educação e Formação; outros elementos conside-
                                                                                                                                   NA EDUCAÇÃO
  rados relevantes pelo candidato;
- Esboço do Projeto a desenvolver (até 20 000 caracteres, incluindo espaços) com indicação do
  domínio a investigar (tendo em conta pelo menos uma das linhas de investigação indicadas) e
  objetivos que pretende alcançar com a sua investigação, explicando as razões do interesse em
  frequentar este programa de doutoramento;
- Fotocópia do bilhete de identidade;                                                              COORDENAÇÃO CIENTÍFICA:
- Documento comprovativo das habilitações exigidas.                                                Prof. Doutor João Filipe Matos
O processo de candidatura é submetido on-line, enviado pelo correio ou entregue nos Serviços       Profª. Doutora Guilhermina Lobato Miranda
Académicos do Instituto de Educação e está sujeito ao pagamento de uma taxa de candidatura no
valor de 50€. No caso de concorrer a mais do que uma especialidade, candidaturas adicionais es-
tão sujeitas a uma taxa de 25€ cada.
Propinas
O valor da propina para 2012-13 será fixado pelo Conselho Geral da Universidade de Lisboa. Em
2011-12 o valor foi de 2750€, pago em quatro prestações.




                                                                                                                         Alameda da Universidade | 1649-013 Lisboa
                                                                                                                         Tel.: 21 794 36 33 | Fax: 21 793 34 08
                                                                                                                         E-mail: geral@ie.ul.pt

                                                                                                                         www.ie.ul.pt
Instituto de Educação
 UNIVERSIDADE DE LISBOA



Apresentação e objetivos do curso                                                                      Processo de seleção
O curso de doutoramento em TIC na Educação visa proporcionar a educadores, professores,                O processo de seleção inclui:
formadores de professores e a outros técnicos de educação uma formação avançada de natureza            - Análise do curriculum vitae do candidato;
pedagógica na utilização educativa das TIC. A investigação constitui o eixo estratégico nas ativida-   - Análise do esboço de Projeto a desenvolver e da linha de investigação em que se insere, indican-
des a realizar no curso, tendo em vista desenvolver nos estudantes a capacidade de realizar in-          do as razões porque se candidata ao curso;
vestigação de forma autónoma, de aprofundar temas da área e ainda promover a reflexão crítica          - Eventual entrevista a candidatos admitidos ao concurso.
sobre os interfaces entre as TIC, a educação e a sociedade.                                            Os critérios de seleção levam em consideração:
O curso valoriza o desenvolvimento de competências nas seguintes áreas:                                - Relevância da área científica do mestrado;
- Exploração autónoma de tecnologias digitais com vista a perspetivar a análise da sua utilização      - Classificação final de licenciatura e de mestrado;
  em diversas áreas da educação e formação, nomeadamente no quadro disciplinar e em ativida-           - Relevância das linhas gerais apresentadas no esboço de Projeto apresentado;
  des de complemento e extensão curricular e investigação.                                             - Experiência como docente e/ou formador;
- Análise das potencialidades e constrangimentos à aprendizagem proporcionados por diversas            - Participação em projetos de investigação (nomeadamente no domínio das TIC na educação).
  modalidades de uso das tecnologias digitais.
                                                                                                       Plano de estudos
- Investigação sobre a utilização das tecnologias na educação e na formação numa variedade de
  modalidades.
                                                                                                                           1.º Ano                                          2.º e 3.º Anos
O curso oferece:                                                                                               Curso de Doutoramento (60 ECTS)                      Elaboração da Tese (120 ECTS)
- Uma perspetiva crítica sobre a utilização das tecnologias na educação.
- Contacto com uma comunidade de investigação na área.                                                       1.º Semestre              2.º Semestre               1.º Semestre           2.º Semestre
- Possibilidade de expandir os horizontes acerca do papel das tecnologias na educação através do              Seminário                 Seminário                       Seminários de Apoio à
  contacto com projetos de investigação e intervenção, atividades e programas em desenvolvi-                  Temático I                Temático II                       Elaboração da Tese
  mento em Portugal e a nível internacional.
                                                                                                            Seminário de                Seminário de
Linhas de investigação do programa de doutoramento                                                          Investigação I             Investigação II
- Conceção e desenvolvimento de ambientes de aprendizagem online.                                             Seminário                 Seminário
                                                                                                           Transdisciplinar I        Transdisciplinar II             Trabalho Autónomo e Tutoria
- Desenvolvimento curricular e uso das tecnologias.
- Desenvolvimento profissional e competências digitais.                                                      Seminário de              Seminário de
- E-learning em contextos organizacionais, educativos e formativos.                                            Projeto I                 Projeto II
- Utilização de tecnologias móveis em contextos educativos e formativos.

Destinatários e condições de acesso                                                                    Horário
O curso destina-se a profissionais ou futuros profissionais da educação e formação – nomeada-          As atividades presenciais do curso terão lugar nas sextas-feiras de tarde (17:00h—20:00h) e sába-
mente formadores, formadores de professores, professores (de todas as áreas curriculares) e            dos (09:00h—13:00h). Excecionalmente, algumas atividades presenciais poderão decorrer noutros
educadores e coordenadores de projetos envolvendo as tecnologias em educação e formação,               dias e horas. Uma parte das atividades é realizada a distância através da plataforma de e-learning
podendo também ser frequentado por outros profissionais interessados em desenvolver investi-           da Universidade de Lisboa.
gação no domínio da utilização das tecnologias digitais com fins educativos ou formativos.
                                                                                                       Corpo docente                                       Especialistas convidados
Podem candidatar-se os detentores do grau de Mestre em Educação ou detentores do grau de
Mestre noutras especialidades, desde que com currículo profissional e científico relevante e           Prof. Doutor Fernando Albuquerque Costa             No desenvolvimento das atividades do doutora-
experiência comprovada de formação no domínio das tecnologias e na sua utilização em ativida-          Profª- Doutora Guilhermina Lobato Miranda           mento está prevista a participação de professo-
des educativas. A título excecional, podem ainda candidatar-se os titulares de grau de licenciado      Prof. Doutor João Filipe Matos                      res convidados de outras universidades nacio-
ou equivalente legal, detentores de um currículo escolar ou científico especialmente relevante         Prof. Doutor Luís Tinoca                            nais e estrangeiras.
que seja reconhecido pelo Instituto de Educação como atestando capacidade para a realização            Profª. Doutora Maria Isabel Chagas
do doutoramento.                                                                                       Profª. Doutora Neuza Pedro
                                                                                                       Prof. Doutor Pedro Reis
Anúncio

Recomendados

E tic e educação - tema e-learning
E   tic e educação - tema e-learning E   tic e educação - tema e-learning
E tic e educação - tema e-learning Guilhermina Miranda
 
Apresentação da defesa do Projeto de Tese de Doutoramento
Apresentação da defesa do Projeto de Tese de DoutoramentoApresentação da defesa do Projeto de Tese de Doutoramento
Apresentação da defesa do Projeto de Tese de DoutoramentoSusana Lemos
 
FICPE 2012_apresentaçãoTRACER
FICPE 2012_apresentaçãoTRACERFICPE 2012_apresentaçãoTRACER
FICPE 2012_apresentaçãoTRACERTRACER
 
Apresentação do Projeto de Doutoramento (em seminário) - junho de 2012
Apresentação do Projeto de Doutoramento (em seminário) - junho de 2012Apresentação do Projeto de Doutoramento (em seminário) - junho de 2012
Apresentação do Projeto de Doutoramento (em seminário) - junho de 2012Susana Lemos
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Plano De AçãO2010
Plano De AçãO2010Plano De AçãO2010
Plano De AçãO2010Necy
 
1203078170 an2 qimfc_profs
1203078170 an2 qimfc_profs1203078170 an2 qimfc_profs
1203078170 an2 qimfc_profsAbel Antunes
 
São João do Polêsine - Nadiane Feldkercher
São João do Polêsine - Nadiane FeldkercherSão João do Polêsine - Nadiane Feldkercher
São João do Polêsine - Nadiane FeldkercherCursoTICs
 
Plano de Investigação
Plano de InvestigaçãoPlano de Investigação
Plano de Investigaçãoimargarida
 
O computador na sociedade do conhecimento cap6
O computador na sociedade do conhecimento   cap6O computador na sociedade do conhecimento   cap6
O computador na sociedade do conhecimento cap6Renata de Sousa
 
Artigo sobre historia de cursos tecnologos
Artigo sobre historia de cursos tecnologosArtigo sobre historia de cursos tecnologos
Artigo sobre historia de cursos tecnologosAlbertino Carvalho
 
Proinfo Integrado - Bolsistas
Proinfo Integrado - BolsistasProinfo Integrado - Bolsistas
Proinfo Integrado - BolsistasAlineCerqueira
 
Educacao x pesquisa
Educacao x pesquisaEducacao x pesquisa
Educacao x pesquisaRuy Ferreira
 
Livro de Resumos do I Seminário Doutoral
Livro de Resumos do I Seminário DoutoralLivro de Resumos do I Seminário Doutoral
Livro de Resumos do I Seminário Doutoraltelsc
 
Técnico em multimeios didáticos
Técnico em multimeios didáticosTécnico em multimeios didáticos
Técnico em multimeios didáticosgervaine
 
Tecnologias da Informação e Comunicação na Prática Docente das Escolas Públic...
Tecnologias da Informação e Comunicação na Prática Docente das Escolas Públic...Tecnologias da Informação e Comunicação na Prática Docente das Escolas Públic...
Tecnologias da Informação e Comunicação na Prática Docente das Escolas Públic...Delmar Cabral
 
Sintese do I Encontro Ued sobre e-learning
Sintese do I Encontro Ued sobre e-learningSintese do I Encontro Ued sobre e-learning
Sintese do I Encontro Ued sobre e-learningManuela Francisco
 
Educação Digital - Proinfo Integrado
Educação Digital - Proinfo IntegradoEducação Digital - Proinfo Integrado
Educação Digital - Proinfo IntegradoAdriana Sousa
 
Defesa da tese 09 12-2010
Defesa da tese 09 12-2010Defesa da tese 09 12-2010
Defesa da tese 09 12-2010João Piedade
 

Mais procurados (20)

Plano De AçãO2010
Plano De AçãO2010Plano De AçãO2010
Plano De AçãO2010
 
1203078170 an2 qimfc_profs
1203078170 an2 qimfc_profs1203078170 an2 qimfc_profs
1203078170 an2 qimfc_profs
 
São João do Polêsine - Nadiane Feldkercher
São João do Polêsine - Nadiane FeldkercherSão João do Polêsine - Nadiane Feldkercher
São João do Polêsine - Nadiane Feldkercher
 
Plano de Investigação
Plano de InvestigaçãoPlano de Investigação
Plano de Investigação
 
O computador na sociedade do conhecimento cap6
O computador na sociedade do conhecimento   cap6O computador na sociedade do conhecimento   cap6
O computador na sociedade do conhecimento cap6
 
Artigo sobre historia de cursos tecnologos
Artigo sobre historia de cursos tecnologosArtigo sobre historia de cursos tecnologos
Artigo sobre historia de cursos tecnologos
 
Manual do cursista elaboração de projetos
Manual do cursista elaboração de projetosManual do cursista elaboração de projetos
Manual do cursista elaboração de projetos
 
Tic
TicTic
Tic
 
Cursos do eproinfo para 2011
Cursos do eproinfo para 2011Cursos do eproinfo para 2011
Cursos do eproinfo para 2011
 
Proinfo Integrado - Bolsistas
Proinfo Integrado - BolsistasProinfo Integrado - Bolsistas
Proinfo Integrado - Bolsistas
 
Educacao x pesquisa
Educacao x pesquisaEducacao x pesquisa
Educacao x pesquisa
 
Livro de Resumos do I Seminário Doutoral
Livro de Resumos do I Seminário DoutoralLivro de Resumos do I Seminário Doutoral
Livro de Resumos do I Seminário Doutoral
 
Técnico em multimeios didáticos
Técnico em multimeios didáticosTécnico em multimeios didáticos
Técnico em multimeios didáticos
 
Slides Proinfo
Slides ProinfoSlides Proinfo
Slides Proinfo
 
Manual do cursista
Manual do cursistaManual do cursista
Manual do cursista
 
Tecnologias da Informação e Comunicação na Prática Docente das Escolas Públic...
Tecnologias da Informação e Comunicação na Prática Docente das Escolas Públic...Tecnologias da Informação e Comunicação na Prática Docente das Escolas Públic...
Tecnologias da Informação e Comunicação na Prática Docente das Escolas Públic...
 
Sintese do I Encontro Ued sobre e-learning
Sintese do I Encontro Ued sobre e-learningSintese do I Encontro Ued sobre e-learning
Sintese do I Encontro Ued sobre e-learning
 
Educação Digital - Proinfo Integrado
Educação Digital - Proinfo IntegradoEducação Digital - Proinfo Integrado
Educação Digital - Proinfo Integrado
 
Guia Curso
Guia CursoGuia Curso
Guia Curso
 
Defesa da tese 09 12-2010
Defesa da tese 09 12-2010Defesa da tese 09 12-2010
Defesa da tese 09 12-2010
 

Destaque

Final.conceção e desenvolvimento de ambientes de aprendizagem online
Final.conceção e desenvolvimento de ambientes de aprendizagem onlineFinal.conceção e desenvolvimento de ambientes de aprendizagem online
Final.conceção e desenvolvimento de ambientes de aprendizagem onlineGuilhermina Miranda
 
Presentatie definitief versie 4
Presentatie definitief versie 4Presentatie definitief versie 4
Presentatie definitief versie 4Brenda Janssens
 
Conceção e desenvolvimento de ambientes de aprendizagem online
Conceção e desenvolvimento de ambientes de aprendizagem onlineConceção e desenvolvimento de ambientes de aprendizagem online
Conceção e desenvolvimento de ambientes de aprendizagem onlineGuilhermina Miranda
 
IDEE Workshop: Applying the 4C-ID Model to the Design of a Digital Educationa...
IDEE Workshop: Applying the 4C-ID Model to the Design of a Digital Educationa...IDEE Workshop: Applying the 4C-ID Model to the Design of a Digital Educationa...
IDEE Workshop: Applying the 4C-ID Model to the Design of a Digital Educationa...Guilhermina Miranda
 

Destaque (6)

Paulo de Morais entrevista
Paulo de Morais entrevistaPaulo de Morais entrevista
Paulo de Morais entrevista
 
Tutorial storybirf
Tutorial storybirfTutorial storybirf
Tutorial storybirf
 
Final.conceção e desenvolvimento de ambientes de aprendizagem online
Final.conceção e desenvolvimento de ambientes de aprendizagem onlineFinal.conceção e desenvolvimento de ambientes de aprendizagem online
Final.conceção e desenvolvimento de ambientes de aprendizagem online
 
Presentatie definitief versie 4
Presentatie definitief versie 4Presentatie definitief versie 4
Presentatie definitief versie 4
 
Conceção e desenvolvimento de ambientes de aprendizagem online
Conceção e desenvolvimento de ambientes de aprendizagem onlineConceção e desenvolvimento de ambientes de aprendizagem online
Conceção e desenvolvimento de ambientes de aprendizagem online
 
IDEE Workshop: Applying the 4C-ID Model to the Design of a Digital Educationa...
IDEE Workshop: Applying the 4C-ID Model to the Design of a Digital Educationa...IDEE Workshop: Applying the 4C-ID Model to the Design of a Digital Educationa...
IDEE Workshop: Applying the 4C-ID Model to the Design of a Digital Educationa...
 

Semelhante a Doutoramento TIC na Educação 2012

Apresentação do Curso 'Aprendendo e ensinando com as TIC.
Apresentação do Curso 'Aprendendo e ensinando com as TIC.Apresentação do Curso 'Aprendendo e ensinando com as TIC.
Apresentação do Curso 'Aprendendo e ensinando com as TIC.anilzabrasil
 
Ativ10 apresentacao maria-georgina
Ativ10 apresentacao maria-georginaAtiv10 apresentacao maria-georgina
Ativ10 apresentacao maria-georginageorginamacedo
 
Guia do cursista Elaboração de Projetos
Guia do cursista Elaboração de ProjetosGuia do cursista Elaboração de Projetos
Guia do cursista Elaboração de Projetosproinfoundimeparaiba
 
Apresentação dos cursos ampara
Apresentação dos cursos amparaApresentação dos cursos ampara
Apresentação dos cursos amparasmedany
 
1 apresentação do curso
1  apresentação do curso1  apresentação do curso
1 apresentação do cursoSEDUC RO
 
Programa Supervisao 08 09 Sobre Tic
Programa Supervisao 08 09 Sobre TicPrograma Supervisao 08 09 Sobre Tic
Programa Supervisao 08 09 Sobre TicTEODORO SOARES
 
Trajetórias de Aprendizagem Visível em Ambiente Informatizado
Trajetórias de Aprendizagem Visível em Ambiente InformatizadoTrajetórias de Aprendizagem Visível em Ambiente Informatizado
Trajetórias de Aprendizagem Visível em Ambiente InformatizadoRaquel Salcedo Gomes
 
O uso de meios digitais no contexto do ensino superior
O uso de meios digitais no contexto do ensino superiorO uso de meios digitais no contexto do ensino superior
O uso de meios digitais no contexto do ensino superiorLuis Borges Gouveia
 
Elaboração de projetos.ppt mariza
Elaboração de projetos.ppt marizaElaboração de projetos.ppt mariza
Elaboração de projetos.ppt marizamarizaliealvares
 
Cursos do eproinfo para 2011
Cursos do eproinfo para 2011Cursos do eproinfo para 2011
Cursos do eproinfo para 2011dilmamorais2011
 

Semelhante a Doutoramento TIC na Educação 2012 (20)

Apresentação do Curso 'Aprendendo e ensinando com as TIC.
Apresentação do Curso 'Aprendendo e ensinando com as TIC.Apresentação do Curso 'Aprendendo e ensinando com as TIC.
Apresentação do Curso 'Aprendendo e ensinando com as TIC.
 
Abertura tic
Abertura ticAbertura tic
Abertura tic
 
Ativ10 apresentacao maria-georgina
Ativ10 apresentacao maria-georginaAtiv10 apresentacao maria-georgina
Ativ10 apresentacao maria-georgina
 
Guia do cursista Elaboração de Projetos
Guia do cursista Elaboração de ProjetosGuia do cursista Elaboração de Projetos
Guia do cursista Elaboração de Projetos
 
Formacao
FormacaoFormacao
Formacao
 
ELABORAÇÃO DE PROJETOS
ELABORAÇÃO DE PROJETOSELABORAÇÃO DE PROJETOS
ELABORAÇÃO DE PROJETOS
 
Apresentaçãocurso
ApresentaçãocursoApresentaçãocurso
Apresentaçãocurso
 
Apresentação dos cursos ampara
Apresentação dos cursos amparaApresentação dos cursos ampara
Apresentação dos cursos ampara
 
1 apresentação do curso
1  apresentação do curso1  apresentação do curso
1 apresentação do curso
 
Ot 02 03_12
Ot 02 03_12Ot 02 03_12
Ot 02 03_12
 
TEA abril 2015
TEA abril 2015TEA abril 2015
TEA abril 2015
 
Curso projetos
Curso  projetos Curso  projetos
Curso projetos
 
projetos
 projetos  projetos
projetos
 
Apresent Curso
Apresent CursoApresent Curso
Apresent Curso
 
Programa Supervisao 08 09 Sobre Tic
Programa Supervisao 08 09 Sobre TicPrograma Supervisao 08 09 Sobre Tic
Programa Supervisao 08 09 Sobre Tic
 
Trajetórias de Aprendizagem Visível em Ambiente Informatizado
Trajetórias de Aprendizagem Visível em Ambiente InformatizadoTrajetórias de Aprendizagem Visível em Ambiente Informatizado
Trajetórias de Aprendizagem Visível em Ambiente Informatizado
 
O uso de meios digitais no contexto do ensino superior
O uso de meios digitais no contexto do ensino superiorO uso de meios digitais no contexto do ensino superior
O uso de meios digitais no contexto do ensino superior
 
Fast ead 1º semestre de 2008
Fast ead 1º semestre de 2008Fast ead 1º semestre de 2008
Fast ead 1º semestre de 2008
 
Elaboração de projetos.ppt mariza
Elaboração de projetos.ppt marizaElaboração de projetos.ppt mariza
Elaboração de projetos.ppt mariza
 
Cursos do eproinfo para 2011
Cursos do eproinfo para 2011Cursos do eproinfo para 2011
Cursos do eproinfo para 2011
 

Mais de Guilhermina Miranda

PPT1.Conference. Without Sound. Online Learning Environments.Applying Intsruc...
PPT1.Conference. Without Sound. Online Learning Environments.Applying Intsruc...PPT1.Conference. Without Sound. Online Learning Environments.Applying Intsruc...
PPT1.Conference. Without Sound. Online Learning Environments.Applying Intsruc...Guilhermina Miranda
 
Conferência o valor de educar.nov.2017
Conferência o valor de educar.nov.2017Conferência o valor de educar.nov.2017
Conferência o valor de educar.nov.2017Guilhermina Miranda
 
As Tecnologias Digitais na Educação.6ab.2016
As Tecnologias Digitais na Educação.6ab.2016As Tecnologias Digitais na Educação.6ab.2016
As Tecnologias Digitais na Educação.6ab.2016Guilhermina Miranda
 
As tecnologias digitais na educação.6ab.2016
As tecnologias digitais na educação.6ab.2016As tecnologias digitais na educação.6ab.2016
As tecnologias digitais na educação.6ab.2016Guilhermina Miranda
 
Resposta à crítica oito ensaios que não precisa de ler de gonçalo mira
Resposta à crítica oito ensaios que não precisa de ler de gonçalo miraResposta à crítica oito ensaios que não precisa de ler de gonçalo mira
Resposta à crítica oito ensaios que não precisa de ler de gonçalo miraGuilhermina Miranda
 
Fórum jovens investigadores 2014.versão slidhare
Fórum jovens investigadores 2014.versão slidhareFórum jovens investigadores 2014.versão slidhare
Fórum jovens investigadores 2014.versão slidhareGuilhermina Miranda
 
A produção de vodcasts por alunos do 12.º ano de Geologia
A produção de vodcasts por alunos do 12.º ano de GeologiaA produção de vodcasts por alunos do 12.º ano de Geologia
A produção de vodcasts por alunos do 12.º ano de GeologiaGuilhermina Miranda
 
Noam chomsky el asalto neoliberal a las universidades y cómo debe ser la ed...
Noam chomsky   el asalto neoliberal a las universidades y cómo debe ser la ed...Noam chomsky   el asalto neoliberal a las universidades y cómo debe ser la ed...
Noam chomsky el asalto neoliberal a las universidades y cómo debe ser la ed...Guilhermina Miranda
 
Balanço tic educa2010últimaversão
Balanço tic educa2010últimaversãoBalanço tic educa2010últimaversão
Balanço tic educa2010últimaversãoGuilhermina Miranda
 

Mais de Guilhermina Miranda (11)

PPT1.Conference. Without Sound. Online Learning Environments.Applying Intsruc...
PPT1.Conference. Without Sound. Online Learning Environments.Applying Intsruc...PPT1.Conference. Without Sound. Online Learning Environments.Applying Intsruc...
PPT1.Conference. Without Sound. Online Learning Environments.Applying Intsruc...
 
Ppt dra guilhermina
Ppt dra guilherminaPpt dra guilhermina
Ppt dra guilhermina
 
Conferência o valor de educar.nov.2017
Conferência o valor de educar.nov.2017Conferência o valor de educar.nov.2017
Conferência o valor de educar.nov.2017
 
As Tecnologias Digitais na Educação.6ab.2016
As Tecnologias Digitais na Educação.6ab.2016As Tecnologias Digitais na Educação.6ab.2016
As Tecnologias Digitais na Educação.6ab.2016
 
As tecnologias digitais na educação.6ab.2016
As tecnologias digitais na educação.6ab.2016As tecnologias digitais na educação.6ab.2016
As tecnologias digitais na educação.6ab.2016
 
Resposta à crítica oito ensaios que não precisa de ler de gonçalo mira
Resposta à crítica oito ensaios que não precisa de ler de gonçalo miraResposta à crítica oito ensaios que não precisa de ler de gonçalo mira
Resposta à crítica oito ensaios que não precisa de ler de gonçalo mira
 
Fórum jovens investigadores 2014.versão slidhare
Fórum jovens investigadores 2014.versão slidhareFórum jovens investigadores 2014.versão slidhare
Fórum jovens investigadores 2014.versão slidhare
 
A produção de vodcasts por alunos do 12.º ano de Geologia
A produção de vodcasts por alunos do 12.º ano de GeologiaA produção de vodcasts por alunos do 12.º ano de Geologia
A produção de vodcasts por alunos do 12.º ano de Geologia
 
Noam chomsky el asalto neoliberal a las universidades y cómo debe ser la ed...
Noam chomsky   el asalto neoliberal a las universidades y cómo debe ser la ed...Noam chomsky   el asalto neoliberal a las universidades y cómo debe ser la ed...
Noam chomsky el asalto neoliberal a las universidades y cómo debe ser la ed...
 
Uivo
UivoUivo
Uivo
 
Balanço tic educa2010últimaversão
Balanço tic educa2010últimaversãoBalanço tic educa2010últimaversão
Balanço tic educa2010últimaversão
 

Último

ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;azulassessoriaacadem3
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...excellenceeducaciona
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...excellenceeducaciona
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...azulassessoriaacadem3
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...excellenceeducaciona
 
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!Psyc company
 
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoTrovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoPaula Meyer Piagentini
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...azulassessoriaacadem3
 
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.azulassessoriaacadem3
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...azulassessoriaacadem3
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Mary Alvarenga
 
Planejamento do 1º semestre de Ciências 2024 9º ano.pdf
Planejamento do 1º semestre  de Ciências 2024 9º ano.pdfPlanejamento do 1º semestre  de Ciências 2024 9º ano.pdf
Planejamento do 1º semestre de Ciências 2024 9º ano.pdfJanielleCristina1
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...azulassessoriaacadem3
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...excellenceeducaciona
 

Último (20)

ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoriaAtividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
 
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
 
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoTrovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
 
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
 
Planejamento do 1º semestre de Ciências 2024 9º ano.pdf
Planejamento do 1º semestre  de Ciências 2024 9º ano.pdfPlanejamento do 1º semestre  de Ciências 2024 9º ano.pdf
Planejamento do 1º semestre de Ciências 2024 9º ano.pdf
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
 

Doutoramento TIC na Educação 2012

  • 1. Prazos de candidatura 15 de maio a 17 de junho. Afixação dos resultados: 4 de julho. Candidatura e vagas Para o concurso 2012-13 estão abertas 15 vagas. DOUTORAMENTO EM EDUCAÇÃO A candidatura far-se-á com apresentação dos seguintes documentos: - Requerimento individual, em impresso próprio; - Curriculum vitae, redigido de forma sintética e organizado do seguinte modo: identificação e contactos; habilitações académicas e profissionais; experiência profissional relacionada com a TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Especialidade; trabalhos publicados na área da Educação e Formação; participação em projetos de investigação ou de intervenção na área da Educação e Formação; outros elementos conside- NA EDUCAÇÃO rados relevantes pelo candidato; - Esboço do Projeto a desenvolver (até 20 000 caracteres, incluindo espaços) com indicação do domínio a investigar (tendo em conta pelo menos uma das linhas de investigação indicadas) e objetivos que pretende alcançar com a sua investigação, explicando as razões do interesse em frequentar este programa de doutoramento; - Fotocópia do bilhete de identidade; COORDENAÇÃO CIENTÍFICA: - Documento comprovativo das habilitações exigidas. Prof. Doutor João Filipe Matos O processo de candidatura é submetido on-line, enviado pelo correio ou entregue nos Serviços Profª. Doutora Guilhermina Lobato Miranda Académicos do Instituto de Educação e está sujeito ao pagamento de uma taxa de candidatura no valor de 50€. No caso de concorrer a mais do que uma especialidade, candidaturas adicionais es- tão sujeitas a uma taxa de 25€ cada. Propinas O valor da propina para 2012-13 será fixado pelo Conselho Geral da Universidade de Lisboa. Em 2011-12 o valor foi de 2750€, pago em quatro prestações. Alameda da Universidade | 1649-013 Lisboa Tel.: 21 794 36 33 | Fax: 21 793 34 08 E-mail: geral@ie.ul.pt www.ie.ul.pt
  • 2. Instituto de Educação UNIVERSIDADE DE LISBOA Apresentação e objetivos do curso Processo de seleção O curso de doutoramento em TIC na Educação visa proporcionar a educadores, professores, O processo de seleção inclui: formadores de professores e a outros técnicos de educação uma formação avançada de natureza - Análise do curriculum vitae do candidato; pedagógica na utilização educativa das TIC. A investigação constitui o eixo estratégico nas ativida- - Análise do esboço de Projeto a desenvolver e da linha de investigação em que se insere, indican- des a realizar no curso, tendo em vista desenvolver nos estudantes a capacidade de realizar in- do as razões porque se candidata ao curso; vestigação de forma autónoma, de aprofundar temas da área e ainda promover a reflexão crítica - Eventual entrevista a candidatos admitidos ao concurso. sobre os interfaces entre as TIC, a educação e a sociedade. Os critérios de seleção levam em consideração: O curso valoriza o desenvolvimento de competências nas seguintes áreas: - Relevância da área científica do mestrado; - Exploração autónoma de tecnologias digitais com vista a perspetivar a análise da sua utilização - Classificação final de licenciatura e de mestrado; em diversas áreas da educação e formação, nomeadamente no quadro disciplinar e em ativida- - Relevância das linhas gerais apresentadas no esboço de Projeto apresentado; des de complemento e extensão curricular e investigação. - Experiência como docente e/ou formador; - Análise das potencialidades e constrangimentos à aprendizagem proporcionados por diversas - Participação em projetos de investigação (nomeadamente no domínio das TIC na educação). modalidades de uso das tecnologias digitais. Plano de estudos - Investigação sobre a utilização das tecnologias na educação e na formação numa variedade de modalidades. 1.º Ano 2.º e 3.º Anos O curso oferece: Curso de Doutoramento (60 ECTS) Elaboração da Tese (120 ECTS) - Uma perspetiva crítica sobre a utilização das tecnologias na educação. - Contacto com uma comunidade de investigação na área. 1.º Semestre 2.º Semestre 1.º Semestre 2.º Semestre - Possibilidade de expandir os horizontes acerca do papel das tecnologias na educação através do Seminário Seminário Seminários de Apoio à contacto com projetos de investigação e intervenção, atividades e programas em desenvolvi- Temático I Temático II Elaboração da Tese mento em Portugal e a nível internacional. Seminário de Seminário de Linhas de investigação do programa de doutoramento Investigação I Investigação II - Conceção e desenvolvimento de ambientes de aprendizagem online. Seminário Seminário Transdisciplinar I Transdisciplinar II Trabalho Autónomo e Tutoria - Desenvolvimento curricular e uso das tecnologias. - Desenvolvimento profissional e competências digitais. Seminário de Seminário de - E-learning em contextos organizacionais, educativos e formativos. Projeto I Projeto II - Utilização de tecnologias móveis em contextos educativos e formativos. Destinatários e condições de acesso Horário O curso destina-se a profissionais ou futuros profissionais da educação e formação – nomeada- As atividades presenciais do curso terão lugar nas sextas-feiras de tarde (17:00h—20:00h) e sába- mente formadores, formadores de professores, professores (de todas as áreas curriculares) e dos (09:00h—13:00h). Excecionalmente, algumas atividades presenciais poderão decorrer noutros educadores e coordenadores de projetos envolvendo as tecnologias em educação e formação, dias e horas. Uma parte das atividades é realizada a distância através da plataforma de e-learning podendo também ser frequentado por outros profissionais interessados em desenvolver investi- da Universidade de Lisboa. gação no domínio da utilização das tecnologias digitais com fins educativos ou formativos. Corpo docente Especialistas convidados Podem candidatar-se os detentores do grau de Mestre em Educação ou detentores do grau de Mestre noutras especialidades, desde que com currículo profissional e científico relevante e Prof. Doutor Fernando Albuquerque Costa No desenvolvimento das atividades do doutora- experiência comprovada de formação no domínio das tecnologias e na sua utilização em ativida- Profª- Doutora Guilhermina Lobato Miranda mento está prevista a participação de professo- des educativas. A título excecional, podem ainda candidatar-se os titulares de grau de licenciado Prof. Doutor João Filipe Matos res convidados de outras universidades nacio- ou equivalente legal, detentores de um currículo escolar ou científico especialmente relevante Prof. Doutor Luís Tinoca nais e estrangeiras. que seja reconhecido pelo Instituto de Educação como atestando capacidade para a realização Profª. Doutora Maria Isabel Chagas do doutoramento. Profª. Doutora Neuza Pedro Prof. Doutor Pedro Reis